Linguagem da Internet - Apostilas - Pedagogia. Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC)

Descrição: Apostilas de Pedagogia sobre o estudo da Linguagem da Internet, análise de mensagens trocadas no chamado “tempo real”,os “bate-papos” entre os usuários da rede, os possíveis desdobramentos desta linguagem para a formação dos indivíduos.
Showing pages  1  -  4  de  15
A LINGUAGEM NA INTERNET: A LÍNGUA ESCRITA E QUASE FALADA EM “SALAS DE BATE-PAPO
Projeto inicial de Dissertação de Mestrado
docsity.com
A LINGUAGEM NA INTERNET: A LÍNGUA ESCRITA E QUASE FALADA EM “SALAS DE BATE-PAPO
TEMA E PROBLEMA
O tema dessa pesquisa se insere no âmbito dos fenômenos de massa que têm exercido
um papel demasiado representativo na vida das pessoas. Aqui, destaca-se, especificamente, a
linguagem utilizada na comunicação pela internet, por meio da análise de mensagens trocadas
no chamado “tempo real”, ou seja, os “bate-papos” entre os usuários da rede. Ao que tudo
indica, a linguagem utilizada nessas “salas” parece ser funcionalizada, fazendo com que se
percam os elementos que promovem a reflexão e o pensamento. Desta forma, a questão que
se coloca aqui, em seus termos mais gerais, pode ser formulada da seguinte maneira: a
linguagem utilizada na internet, com suas abreviações, símbolos e sinais, seria um dos
elementos que atualmente estariam impedindo a reflexão e o pensamento de seus usuários?
docsity.com
JUSTIFICATIVA
O objetivo principal desta pesquisa é investigar a linguagem utilizada na comunicação
pela internet, por meio da análise de mensagens trocadas no chamado “tempo real”, ou seja,
os “bate-papos” entre os usuários da rede, e os possíveis desdobramentos desta linguagem
para a formação dos indivíduos.
Esta proposta visa tentar responder algumas das inquietações surgidas de outro projeto
desenvolvido anteriormente. Tal projeto, denominado O uso da língua portuguesa escrita e
falada em tempo real na internet: experiência desenvolvida com internautas de alguns
provedores”[1] que tinha como propósito verificar se a linguagem utilizada por internautas
indicava um empobrecimento da língua portuguesa culta, suscitou algumas indagações, as
quais nortearam o desenvolvimento deste projeto. Talvez a questão mais fundamental surgida
possa se expressar nos seguintes termos: É possível que se pense na linguagem
independentemente das questões políticas e econômicas? Em outros termos: a linguagem
utilizada em determinados contextos apenas expressa o desejo, as aspirações de cada
interlocutor, ou se constituiria, também, como um importante instrumento de controle das
pessoas?
A partir desta questão outras surgiram: Que características possui a linguagem utilizada
na internet? Que relações existem entre as mudanças econômicas e políticas e as alterações
ocorridas na linguagem? Quais os possíveis desdobramentos da linguagem utilizada na
internet para a formação dos indivíduos?
Estas e outras questões se apresentam de modo decisivo pois além do fato de que a cada
dia mais e mais pessoas se comunicam por esse meio, estamos em um momento em que
verificamos a inserção massiva de computadores nas escolas, com projetos governamentais
incentivando o seu uso e institucionalizando um recurso que, apesar de trazer inúmeros
benefícios, não pode ser utilizado sem uma profunda problematização.
docsity.com
E certamente não é por acaso que particularmente a escola exerça esse papel.
Podemos observar que, no mundo moderno, uma instituição que sempre ocupou um
lugar privilegiado para o controle e para a formação dos indivíduos foi a escola. Desde as
origens da escola pública, laica, ela se apresentou como uma instituição de mediação social
privilegiada, mantendo, também por isso, estreitas relações com o mundo político e
econômico.
Dito de outro modo, a escola moderna, como instituição surgida nos auspícios da
consolidação do capitalismo, se configura como espaço social privilegiado para a adaptação e o
controle do indivíduo às necessidades apresentadas por este modo de produção. Com esta
afirmação, certamente não reconhecemos a escola apenas como um “Aparelho Ideológico de
Estado”. Ao mesmo tempo que ela veicula saberes, auxilia na criação das características
pessoais necessárias para a sustentação do capital, deixa margens à apropriação de outros
conteúdos, de outros saberes que podem indicar outro caminho que não apenas o da
adaptação às condições postas. Além disso, ao observarmos que apesar da forte tendência à
total integração das instituições e da própria consciência ao capitalismo administrado, a
sociedade, em seu conjunto, não está totalmente integrada. Assim, consideramos que, apesar
de seu papel reprodutor, a escola sempre se configurou também como espaço de contradição
social.
Outro aspecto interessante a ser ressaltado, é o fato de que a internet surgiu no Brasil em
1990, como um projeto do Ministério da Educação para “gerenciar” a rede acadêmica
brasileira.
E uma das maneiras pelas quais a lógica presente neste meio se expressa é na linguagem.
E é por meio dela que os indivíduos se comunicam com seus semelhantes, trocam
informações; ela indica a liberdade, a autonomia, a felicidade. É constitutiva da vida humana.
Ao mesmo tempo, é por meio da linguagem que atualmente vem ocorrendo o controle das
pessoas. É a palavra que ordena, que induz as pessoas a terem certas ações, comportamentos,
a consumir e a aceitar toda espécie de infortúnios.
docsity.com
The preview of this document ends here! Please or to read the full document or to download it.
Informação do Documento
Uploaded by: Gaucho_82
Visitas: 1033
Downloads : 0
Endereço:
Universidade: Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC)
Subject: Unknown
Upload date: 07/03/2013
Embed this document:
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome