Anamnese - Apostilas - Semiologia_Parte1, Notas de estudo de . Faculdade Medicina Estadual (ISEP)
Tucupi
Tucupi11 de Março de 2013

Anamnese - Apostilas - Semiologia_Parte1, Notas de estudo de . Faculdade Medicina Estadual (ISEP)

PDF (3.8 MB)
18 páginas
1000+Número de visitas
Descrição
Apostilas de Semiologia sobre o estudo da Anamnese, definição, objetivos da Anamnese, principios básicos.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 18
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
ANAMNESE

ANAMNESE

docsity.com

docsity.com

ANAMNESE

• Anamnese ( do grego aná = trazer de novo e mnesis = memória)

• trazer de volta à mente todos os fatos relacionados com a doença e com a pessoa doente

docsity.com

Objetivos da Anamnese

• Estabelecer a relação médico/paciente. • Obter os elementos essenciais da história clínica. • Conhecer os fatores pessoais, familiares e ambientais

relacionados com o processo saúde/doença. • Obter os elementos para guiar o médico no exame

físico. • Definir a estratégia de investigação complementar. • Direcionar a terapêutica em função do entendimento

global a respeito do paciente.

docsity.com

PRINCÍPIOS BÁSICOS DA OBTENÇÃO DA ANAMNESE

docsity.com

LIMITAÇÕES DA ANAMNESE DECORRENTES DO PACIENTE

docsity.com

Dificuldades na relação médico-paciente

1. Dificuldades Técnicas Orgânicas (delírio, coma, demência ) Barreiras de Comunicação (culturais, linguísticas, estilos de conversação)

2. Dificuldades decorrentes do Estílo do Paciente O paciente lacônico ou reticente O paciente prolixo O paciente vago

3. Dificuldades decorrentes do teor do assunto abordado Alcool e drogas Atividade sexual

4. Dificuldades decorrentes da difícil caracterização dos sintomas Distúrbio Neuro Vegetativo (DNV)

5. Dificuldades decorrentes de comportamentos difíceis e de defesa 5.1 Do paciente Ansiedade Raiva Depressão Negação Manipulação e sedução 5.2 Do médico  

docsity.com

Início da entrevista:

1. Apresente-se nominalmente

2. De um aperto de mão, explique o que vai fazer.

3. Assegure privacidade e sossego.

4. Encorajamento narrativo

5. Organização cronológica dos fatos

6. Síntese

7. Fechamento da entrevista com esclarecimentos apropriados

8. Explique sempre o que vai fazer - o passo seguinte

9. Roupa adequada (uniforme)

10.Linguagem corporal adequada

11.Contatos oculares e físicos (naturais)

12.Encorajamento narrativo - Mostre iniciativa!

13.Senso de humor e interesse

14.Uso do silêncio em questões polêmicas

docsity.com

ANAMNESE

• IDENTIFICAÇÃO

• QUEIXA PRINCIPAL

• HISTÓRIA DA DOENÇA ATUAL

• HPP

• HFAM

• HFIS

• HSOC

docsity.com

IDENTIFICAÇÃO

• início da entrevista • Nome • Idade • Sexo • Cor (raça) • Estado civil • Profissão • Local de trabalho • Naturalidade • Nacionalidade • Residência • Data do atendimento

docsity.com

IDENTIFICAÇÃO • Nome – Todo paciente é um ser humano cuja individualidade deve ser reconhecida e valorizada.

Designar um ser humano pela patologia, que por infelicidade ele é portador (aquela leucemia do leito 1, etc.), é desumano e nega os princípios mais importantes da medicina. Da mesma forma, tratar o paciente por apelidos (tio, mãe, etc) demonstra falta de respeito e de sinceridade.

Idade – Cada grupo ou faixa etária apresenta maior ou menor probabilidade para a incidência de certas doenças. O conhecimento destas característica epidemiológicas é importante para o raciocínio diagnóstico.

Sexo – A incidência de doenças não é igual nos dois sexos

Cor (raça) - A definição e o enquadramento de um indivíduo em uma raça não é fácil num país com as características de elevada miscigenação racial como é o caso do Brasil. O registro da cor, grosseiramente classificada em 3 categorias (branca, parda e negra), embora não tenha valor absoluto, pode ajudar o raciocínio clínico em algumas situações.

Profissão e local de trabalho atual e passado – Apresenta importância no contexto das doenças ocupacionais. Ex. pneumoconioses (trabalhadores de minas ou pedreiras podem desenvolver fibrose pulmonar decorrente da inalação crônica de pó de pedra), exposição a agentes tóxicos ( inseticidas, solventes orgânicos etc.)

Nacionalidade – Pais ou região geográfica em que o paciente nasceu. A importância deste dado é epidemiológica.

Residência - Permite conhecer riscos epidemiológicos associados ao local de residência (malária, esquistossomose, doença de Chagas, etc.).

docsity.com

Neoplasias

docsity.com

DOENÇAS REUMÁTICAS VISTAS EM DIFERENTES IDADES CONFORME SEXO

docsity.com

Schistosoma mansoni

docsity.com

MICOSE- ESPOROTRICOSE

docsity.com

MICOSES - PARACOCCIDIOIDOMICOSE

docsity.com

QUEIXA PRINCIPAL (QP):

• motivo pelo qual o paciente procurou a ajuda médica e para o qual espera alívio

• palavras do próprio paciente (sempre entre aspas)

docsity.com

QUEIXA PRINCIPAL (QP):

• A queixa principal geralmente é obtida por questões do tipo:

1) Em que posso ajudá-lo? 2) Pode me contar o seu problema 3) Qual problema o fez decidir-se a procurar o

médico ? 4) Diga-me o que você acha que esta errado com sr ? 5) Porque motivo o Sr. esta internado?

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome