Artigo feito!, Teses de Análise e Design de Sistemas de Informação. Universidade Estadual do Ceará (UECE)
Macgyverrox
Macgyverrox16 de Julho de 2015

Artigo feito!, Teses de Análise e Design de Sistemas de Informação. Universidade Estadual do Ceará (UECE)

DOCX (372.8 KB)
13 páginas
872Número de visitas
Descrição
Artigo de universidade que fala sobre a ligação da obra O Senhor dos Anéis com as mitologias célticas e nórdicas.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 13
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo

CULTURAS CÉLTICAS E NÓRDICAS PRESENTES NA SAGA DO ANEL

Átila Vieira Maia1

Gabriel Carvalho Maia2

Isaque Markezan Costa Lemos3

Resumo

A cultura Celta e Nórdica está presente em vários filmes que envolvem fantasia medieval, e a Saga do Anel não é diferente. Um dos fatores que mais envolvem a referência dessas duas culturas na Saga são as raças, Elfos, Orcs, Anões, Hobbits, Humano, entre outros. Um grande ponto onde as obras tiram referências dessas mitologias são as histórias que as representam, como As Brumas de Avalon que é da cultura Celta e também outras obras que envolvem a mitologia Nórdica. Falar dessas mitologias não se pode deixar de falar de magias, pois os Druidas e as Sacerdotisas presentes na Saga do Anel são de muita importância no enredo. Pode-se perceber que muitas coisas que assistimos ou lemos tem um envolvimento com essas culturas antigas até mesmo o simples fato de a personagem ser bom em uma coisa ou não. Agora, isso cabe a você ter essa experiência.

Palavras-chave: Cultura, Celta, Nórdica, Saga, Mitologia.

Abstract

The Celtic and Nordic culture is present in several films involving medieval fantasy, and the Saga of the Ring is no different. One of the factors that most involve the references of these two cultures in saga are races, Elves, Orcs, Dwarves, Hobbits, Humans, among others things. A great point where the works take these references mythologies are the stories that represents them, such as The Mists of Avalon is the Celtic culture and also other works involving the

1 Graduanda em Licenciatura plena em língua inglesa do 2° semestre na Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos-FAFIDAM

2 Graduanda em Licenciatura plena em língua inglesa do 2° semestre na Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos-FAFIDAM

3 Graduanda em Licenciatura plena em língua inglesa do 2° semestre na Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos-FAFIDAM

2

Nordic mythology. Speaking of these mythologies cannot but speak about magic, because the Druids and Priestesses present in the Saga of the Ring are of great importance in the plot. You can see that many things we have seen or read have an involvement with these ancient cultures even the simple fact that the character is good at one thing or not. Now, it’s up to you to have that experience.

Keywords: Culture, Celtic, Nordic, Saga, Mythology.

INTRODUÇÃO

Você já ouviu falar na cultura Celta e Nórdica? Se não, saiba que elas estam

presente em grande parte dos filmes, principalmente aqueles que envolvem fantasia medieval.

A ficção que será abordada nesse artigo é a “Saga do Anel” (composta pelos filmes: O Senhor

dos Anéis e a Sociedade do Anel, O Senhor dos Anéis e as Duas Torres, O Senhor dos Anéis e

o Retorno do Rei, O Hobbit – Uma Jornada Inesperada, O Hobbit: A Desolação de Smaug e O

Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos).

Durante a pesquisa, foram encontrados fatos que jamais se poderiam imaginar que

estavam ligados aos Celtas e aos Nórdicos e como a Saga do Anel possui vários filmes, é fácil

de encontrar a ligação para essa cultura.

1. Raças

Como os estudos antigos afirmam, os Celtas e os Nórdicos possuíam uma

diversificada cultura, a fantasia do universo da Saga do Anel é tão diversificada quanto a

cultura desses dois antigos povos. Nesse universo (trilogia de O Senhor dos Anéis e do

Hobbit) existem incontáveis criaturas, diversas raças de seres humanoides a maioria dessas

raças não vive em uma civilização diferente dos Elfos, Hobbits, Humanos, Anões e Orcs4 (as

raças civilizadas são as principais da obra).

1.1 Elfos

Quem nunca ouviu falar dos Elfos? Essa criatura originada da mitologia Nórdica

(também estão presentes na mitologia Celtica) ficou conhecida no mundo inteiro e pelo menos

90% (noventa) de todas as histórias que envolvem fantasia medieval tem essa criatura em seu universo.Em algumas obras eles são seres pequenos e até mesmo domesticáveis, em outras

4 Embora os Orcs não sejam tão civilizados assim, eles vivem em uma comunidade como se fossem povos indígenas.

3

são seres pequenos um pouco semelhante às fadas, porém, travessos assim como na mitologia

Nórdica5.

Já nas fantasias medievais como a Saga do Anel, os Elfos são bem diferentes.

Essa versão da criatura é muito maior, sua fisionomia e seu tamanho são bem semelhante aos

seres humanos, são muito habilidosos em todas as artes (música, dança, arquitetura e batalha).

São bravos em batalhas como os Nórdicos, bastante unidos, leais, honrados e estrategistas. A

obra de Tolkien6 deu uma característica adicional aos Elfos (eles são arqueiros exímios, apesar

de também usarem perfeitamente outros tipos de armas) que foi tão bem recebida que inspirou

a grande da maioria das outras obras que envolvem fantasia medieval. Apesar eles também

sejam muito ligados à magia.

Embora muito semelhante aos seres humanos, os Elfos possuem algumas

características exclusivas como: orelhas pontudas, pele sempre clara, Altos (em média sete

pés de altura) de fisionomia perfeita, nunca tem barba, e são imortais à velhice, o que os

assemelha um pouco à divindades. Os Elfos costumam construir seus palácios em meio às

florestas, e adoram a luz do sol. Os Elfos tem sérios problemas com os anões.

(Figura 1) Elfos. Disponível em:<ultradownloads.com.br> Acesso em: 20 de abril de 2015

1.2 Orcs Os Orcs originários da mitologia Nórdica também estão presentes na grande

maioria das fantasias medievais. Diferente dos Elfos, os Orcs são representados como

criaturas selvagens, agressivas e sempre tem sede de poder e são grandes conquistadores. Eles

5 Na mitologia céltica não gostavam de se mostrar para os seres humanos, mas se o mesmo fosse digno, as pequenas criaturas mostravam sua face para eles e algumas vezes até mesmo ajudava os humanos em troca de favores.

6 Autor da Saga do Anel.

4

possuem uma personalidade de certa forma, parecida com a dos Celtas7, os Orcs não tem

medo da morte em batalha, avançam até a morte sem pensar duas vezes, suas armas preferidas

são coisas que possam causar destruição, como marretas, machados ou maças, mas também

são ótimos usuários de espadas, e algumas vezes conseguem manusear arcos. Na Saga do Anel, os Orcs são divididos em três tipos: Os Uruk-Hai, os Orcs

Comuns e os Meio-Orcs. Os Uruk-Hai são a principal espécie de Orcs. Eles são a elite da espécie, são os

maiores (em média nove pés de altura), mais fortes, por ser a classe “nobre”, os líderes dos

Orcs são sempre Uruk-Hai.

(Figura 2) Uruk-Hai. Disponível em:<azog-pale-orc.deviantart.com > Acesso em: 20 de abril

de 2015.

Os Comuns são o intermédio dos três. Eles estão abaixo dos Uruk-Hai e acima

dos mestiços na hierarquia órquica, eles também tem o tamanho intermediário (8 pés de

altura) entre os 3 e tem a força mediana.

(Figura 3) Orcs Comuns. Disponível em:

<http://www.webcine.com.br/especial/sraneis/sraneis_person.htm> Acesso em: 20 de abril de

2015.

7 Os Celtas eram bravos em batalha, não temiam a morte, pois acreditavam que ela era apenas uma transição de uma vida para a outra.

5

E por fim os mestiços, esses são os menores e os mais feiosos. Os Meio-Orcs

surgiram a partir do cruzamento entre humanos e Orcs Comuns. Eles estão no escalão mais

baixo da hierarquia por serem menores (seis pés de altura) e não serem puros, liderados pelo

medo o chefe dessa raça deve ser o maior e mais forte de todos, é por esse motivo que os

Uruk-Hai estão no topo. A expectativa de vida dessa raça é indefinida e eles costumam habitar

cavernas escuras, pois detestam a luz do sol.

(Figura 4) Meio-Orcs. Disponível em:<www.rdrve.blogger.com.br> Acesso em: 20 de abril

de 2015.

Sua única arte é a guerra (é por esse motivo que os Orcs são odiados por todas as

outras raças, e seus únicos aliados são eles mesmos). Apesar de serem humanoides, suas

características são muito diferentes de todas as outras raças da obra de Tolkien. 1.3 Anões

Os anões também foram originados da mitologia Nórdica, essa raça também está

presente em quase todas as histórias de fantasia medieval, sempre retratados como ótimos

mineradores, forjadores exímios (apesar de sua origem ser da mitologia Nórdica, a avançada

habilidade em forja dos anões lembra muito à dos Celtas), e especialistas em construir

riquezas. Os anões na Saga do Anel, assim como em todas outras obras em que estão

presentes tem sede pela riqueza, mas nem todos são cegamente gananciosos, eles também são

leais e não deixam um companheiro para trás, são ótimos com machados em batalha. Seu

tamanho médio é cinco pés de altura, sua expectativa de vida é de 250 anos, possuem pernas e

braços curtos e quanto mais velhos, maior ficam seus narizes.

Outra característica inconfundível dos anões são suas barbas exóticas, para eles o

tamanho e o enfeite da barba significa experiência, quanto mais velho, maior a barba, e mais

respeitado é o sujeito. Eles constroem seus palácios no centro de montanhas apesar de não

6

terem nada contra a luz do sol8, o motivo é na verdade para sua autoproteção e também de seu

tesouro. Os anões tem uma história de intrigas com os Elfos.

(Figura 5) Anões. Disponível em: <marciaoliveira.blog.com> Acesso em: 21 de abril de 2015.

1.4 Hobbits Os Hobbits são uma raça exclusiva da Saga do Anel, essa criatura, diferente de

todas as outras citadas acima, não está presente em nenhuma outra obra, porém devido à sua

aparência, a provável inspiração que Tolkien usou para criar essa raça foi a dos gnomos. Os

Gnomos são da mitologia Nórdica, eles são seres pequenos, porém diferente dos anões, eles

não possuem braços e pernas curtas, os anões parecem com um ser humano “achatado”, os

gnomos são uma forma dos mesmos em miniatura, o mesmo acontece com o Hobbit, eles são

uma versão pequena dos humanos. Em algumas versões, os Gnomos tem orelhas um pouco

pontudas, também existem os Duendes que assim como Gnomos são de origem Nórdica, os

duendes, porém, são conhecidos também por serem seres travessos, e são ainda menores que

os Gnomos. Mas Tolkien não daria um nome diferente à essa criatura (Hobbit) se ele não

tivesse características únicas, que o diferenciasse dos Gnomos Nórdicos. Os Hobbits são um

pouco maiores do que a visão geral que se tem dos Gnomos, sua altura média é de quatro pés.

Ele tem pés enormes e peludos, apesar de serem pequenos, seus pés são maiores que os pés de

um humano, Hobbits não tem barba, tem orelhas um pouquinho maiores que o normal, suas

mãos são grandes e grossas, e a sola de seus pés é muito grossa, o que explica o porquê da

maioria dos Hobbits não usarem sapatos (eles não necessitam). Os Hobbits são como camponeses, vivem em paz em suas casinhas sob as colinas

e sempre em campos ensolarados e férteis, não batalham nem se envolvem em guerra, são

8 Na mitologia Nórdica, os Anões temem a luz do sol.

7

ótimos cultivadores do campo, bondosos, generosos, leais e confiáveis sua expectativa de vida

é de 100 anos, o que importa para esses pequeninos é viver a vida com felicidade, e curtir o

quanto puder, essas características os tornam tão carismáticos que ninguém é capaz de odiar

um Hobbit.

(Figura 6) Hobbits. Disponível em: <www.empireonline.com> Acesso em: 21 de abril de

2015.

1.5 Humanos Os humanos da Terra Média9 não são muito diferentes dos humanos da vida real,

eles não são conhecidos por terem uma característica única como as outras raças, de tudo

sabem um pouco, essa qualidade é por um lado bom pois, os humanos são ótimos guerreiros

tanto com espadas, quanto com arcos quando necessário, também são ótimos camponeses e

forjadores, também são bons em acumular tesouros, e alguns são grandes conquistadores. O

problema é que essa diversificada personalidade humana pode atrapalhar quando se trata se

seu caráter, pois apesar de existirem muitos humanos honrados e bondosos, também existem

muitos maldosos e mesquinhos. Suas características são as de humanos reais, altura de sete pés, fisionomia muito

diversificada. E são ótimos em manter relações com outras raças, eles não tem nenhum tipo de

problemas pessoais com os outros.

2. A relação da Saga do Anel com outras obras

Como vimos acima, as culturas Nórdica e Céltica serviram de grande inspiração

para Tolkien, foi baseado nelas que ele criou esse universo incrível de fantasia medieval,

fazendo apenas algumas poucas modificações ele conseguiu criar uma obra fantástica e

original, e ficou conhecido no mundo inteiro. Mas será que o escritor se inspirou apenas

9 Este é o nome dado ao continente onde é passado a Saga do Anel.

8

nessas culturas para criar a Terra Média? Teria ele se baseado em alguma obra já inventada?

Aparentemente sim.

2.1 A influência de Arthur

Certamente todo mundo já ouviu falar na famosa lenda de Rei Arthur, até hoje não

se sabe ao certo se a história As Brumas de Avalon não passam de um conto, ou se ela é

realmente baseada em fatos reais. Na história, Arthur é o rei que traria salvação para a

Inglaterra Média, ele é retratado como uma espécie de Messias10. Na trilogia O Senhor dos

Anéis e O Hobbit, existem personagens que podem ser comparados a Arthur devido ao seu

papel. Aragorn em O Senhor dos Anéis é um rei em ascensão que deseja derrotar a tirania das

forças do mal para trazer paz ao seu povo e reinar, em paz e prosperidade, então seria ele uma

espécie de Messias para seu povo? Frodo Bolseiro tem um papel importante, o de carregar um

anel portador de magias negras a um vulcão para destruí-lo, o anel tem o poder de corromper

aqueles que o usam, para concluir a missão de carregar o anel por tanto tempo e não sucumbir

às forças malignas o indivíduo deve ter um coração puro e cheio de bondade, Frodo precisa

ser forte para carregar esse fardo11.

Em o Hobbit, Thorin é o rei dos anões que deseja restaurar o lar de seu povo,

todos os outros anões o seguem, pois acreditam em sua causa, Thorin é seu salvador.

2.2Merlin e Odin?

Quem nunca ouviu falar de Merlin? Mais conhecido que o próprio Rei Arthur,

Merlin é um velho e sábio mago, que ajuda Arthur a reinar com sabedoria, é conselheiro do

rei desde muito novo e nunca o abandona. Na Saga do Anel, temos um velho e sábio mago

chamado Gandalf, ele tem sempre um papel muito importante, está sempre do lado do

“salvador”12 e age como seu conselheiro. Gandalf foi conselheiro de Aragorn e Frodo em O

Senhor dos Anéis, e também de Thorin em O Hobbit, isso mostra que o velho mago tem muito

10 Jesus era o Messias da religião Judéia. Arthur é o Messias do conto arthuriano.

11

O fardo que Frodo teve de carregar pode estar ligado também à cruz que Jesus carregou logo. Frodo também é um Messias.

9

mais a ver com Merlin do que apenas o fato de também ser um mago, velho e que usa um

cajado.

Mas teria Odin sido também fonte de inspiração para Tolkien quando criou a

personagem Gandalf? Odin, deus supremo da mitologia Nórdica, diferente de Gandalf não

age como conselheiro, ele próprio é o rei. Mas além do fato de Odin também ser retratado

como um velho com poderes mágicos e que também usa um cajado, possui o cavalo mais

rápido13 da mitologia Nórdica, assim como Gandalf possui o mais rápido14 da Terra Média.

2.3 Lancelot e Morgana

Lancelot é o cavaleiro mais leal de Arthur, sempre ao seu lado. Porém em todas as

versões das histórias Arthurianas, Lancelot chega ao ponto de quase trai-lo, e trocar de lado.

Em O Senhor dos Anéis Samwise15 partiu com Frodo para ajuda-lo em sua missão, agindo

como seu braço direito. Em certo ponto da história, Sam oferece ajuda para carregar seu

fardo, mas seu coração não é tão puro quanto o de seu amigo e o Anel quase o corrompe para

as forças do mal, Sam chegou perto de trair seu amigo. Em O Hobbit, Bilbo Bolseiro é um

jovem que ajuda Thorin em sua missão de restaurar seu lar, em certo momento da história

Bilbo se volta contra Thorin.

12 Em O Hobbit ele esteve ao lado do salvador dos Anões, Thorin, e em O Senhor dos Anéis ao lado de ambos, Frodo e Aragorn.

13 Na mitologia Nórdica, Odin possuía um cavalo com oito patas, que é o mais rápido do mundo, seu nome é Sleipner.

14

O cavalo de Gandalf, Scadufax, não tem oito patas, mas é o mais rápido da Terra Média.

15 Samwise ou Sam é um Hobbit vizinho e melhor amigo de Frodo, que se voluntaria a ajudá-lo em sua importante missão.

10

Na Saga do Anel existe um mago do mal (Saruman) que pode ser retratado como

Morgana16 de As Brumas de Avalon, Saruman é rival de Gandalf, e apesar de usar vestes

brancas, escolheu ficar do lado das trevas.

3. Os Druidas

Os Druidas foram os povos de origem indo-europeia que habitava extensas áreas

da Europa pré-romana, eram espécies de sacerdotes da lendária civilização Celta. Hoje é uma

das vertentes do paganismo graças à igreja católica, o catolicismo condena qualquer pratica de

rituais que não sejam cristãos, e com o druidismo não foi diferente. Os Druidas eram sábios

que seguiam o caminho espiritual ligado à vida e a natureza, os Celtas veneravam a vida.

O druidismo é visivelmente presente na Saga do Anel, na trilogia O Hobbit, existe

uma personagem que qualquer um que saiba o que é um druida, consegue vê-lo como um,

Radagast o Marrom, é um mago que mora no interior de uma árvore no meio da floresta,

protetor e amigos de todos os seres vivos, pode contar com sua ajuda para o que precisar,

apesar de não ser um mago tão sábio como Gandalf, a retratação do druidismo consta do fato

de além de Radagast ser um mago, ele adora a natureza e a natureza o adora, não há como

negar que esse personagem foi inspirado em um druida.

Em algumas mitologias os druidas podem se transformar em animais. Em troca de

serem guardiões da natureza, ela o dá poderes para tomar a forma do animal que desejar para

proteger as florestas e toda a vida que lá habitam. Em O Hobbit, existe um personagem que é

o último de sua raça, Beorn, é um humanoide gigante que pode se transformar em animais,

Beorn também vive em meio aos animais com harmonia.

4. Sacerdotisas

As sacerdotisas, também conhecidas como druidesas são de origem Celta. Apesar

de tanto os homens quanto as mulheres Celtas terem sido ótimos guerreiros, e os dois sexos

assumirem posições iguais em sua sociedade, eles acreditavam que os homens tinham mais

afinidade para a batalha, e as mulheres para o espiritualismo ou druidismo, é por isso que eles

acreditavam que seus guias espirituais mais poderosos eram as mulheres (druidesas). Apesar

16 Morgana é uma personagem antagonista de As Brumas de Avalon, é a maga do “mal” e inimiga de Merlin.

11

de também existirem druidas homens, as mulheres assumiam o papel mais importante, e eram

os líderes espirituais desse povo.

Na Saga do Anel, o líder espiritual dos Elfos é uma mulher. Galadriel17 apesar de

não ser da linhagem real dos Elfos, é mais respeitada que seu próprio Rei além de ser um dos

mais poderosos usuários de magia da Terra Média.

Os rituais Celtas eram praticados à luz do sol em meio à natureza, às vezes de

baixo de árvores cercados de pedras, as vezes em círculos de pedras empilhadas, como o

Stonehenge ou Silbury Hill.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Pode-se perceber que muitas coisas que assistimos ou lemos tem um

envolvimento com essas culturas antigas até mesmo o simples fato de a personagem ser bom

em uma coisa ou não. Nesse artigo contém apenas a base de toda uma história, caso fosse

viável fazer uma nova pesquisa bem mais aprofundada no assunto, talvez até outras culturas

surgissem envolvidas nessas obras, as falas das personagens serem influenciadas por essas

novas culturas e muito outros aspectos. De fato, a Saga do Anel nos mostrou um grande

conhecimento para entender as culturas Celta e Nórdica.

Quando alguém assiste algum filme da Saga do Anel sem prestar atenção nesses

fatores que foi citado antes, o filme é legal e divertido de assistir, porém, quando se tem o

conhecimento mais aprofundado no assunto, como ocorreu na elaboração deste artigo, o

telespectador possui um olhar crítico e curioso para encontrar mais informações que estejam

ligados aos Celtas e Nórdicos. Agora, isso cabe a você ter essa experiência.

REFERÊNCIAS

17 Líder espiritual dos Elfos.

12

Celtas. Disponível em:< http://www.historiadomundo.com.br/celta/> Acesso em: 01 de abril

de 2015.

Celtas. Disponível em:< http://www.misteriosantigos.com/celtas.htm> Acesso em: 01 de abril

de 2015.

Ritual Celta. Disponível em:< http://www.misteriosantigos.com/ritualcelta.htm> Acesso em:

01 de abril de 2015.

Celtas. Disponível em:<http://www.infoescola.com/civilizacoes-antigas/celtas/> Acesso em:

03 de abril 2015.

Elfos. Disponível em:<

http://viagemaomundoencantadodasfadas.blogspot.com.br/2009/04/elfos-e-humanos.html>

Acesso em: 03 de abril de 2015.

Raças da Saga do Anel. Disponível em: <http://www.valinor.com.br/category/mundo/racas>

Acesso em: 03 de abril de 2015.

Raças da Saga do Anel. Disponível em:<http://rpg-sda.weebly.com/raccedilas.html> Acesso

em: 03 de abril 2015.

Meio-Orc. Disponível em:<www.rdrve.blogger.com.br> Acesso em: 20 de abril de 2015.

Orcs Comuns. Disponível em:

<http://www.webcine.com.br/especial/sraneis/sraneis_person.htm> Acesso em: 20 de abril de

2015.

Uruk-Hai. Disponível em:<azog-pale-orc.deviantart.com > Acesso em: 20 de abril de 2015.

Anões. Disponível em: <marciaoliveira.blog.com> Acesso em: 21 de abril de 2015.

Hobbits. Disponível em: <www.empireonline.com> Acesso em: 21 de abril de 2015.

OSBORNE, Barrie; JACKSON, Peter; WALSH, Fran; SANDERS Tim. O Senhor dos Aníes e

a Sociedade do Anel. Produção de Barrie Osborne, Peter Jackson, Fran Walsh, Tim Sanders,

direção de Peter Jackson. Nova Zelândia, Estados Unidos. New Line Cinema, 2001. DVD-

video 178 min.

OSBORNE, Barrie; JACKSON, Peter; WALSH, Fran. O Senhor dos Aníes e as Duas Torres.

Produção de Barrie Osborne, Fran Walsh, Peter Jackson, direção de Peter Jackson. Nova

Zerlândia, Estados Unidos. New Line Cinema, 2002. DVD-video 179 min.

13

OSBORNE, Barrie; JACKSON, Peter; WALSH, Fran. O Senhor dos Aníes e o Retorno do

Rei. Produção de Barrie Osborne, Fran Walsh, Peter Jackson, direção de Peter Jackson. Nova

Zerlândia, Estados Unidos. New Line Cinema, 2003. DVD-video 201 min.

CUNNINGHAM, Carolynne; WEINER, Zane; WALSH, Fran; JACKSON, Peter. O Hobbit –

Uma Jornada Inesperada. Produção de Carolynne Cunningham, Zane Weiner, Fran Walsh,

Peter Jackson, direção de Peter Jackson. Nova Zelândia, Estados Unidos. Warner Bros.

Pictures, 2012. DVD-video 169 min.

CUNNINGHAM, Carolynne; WEINER, Zane; WALSH, Fran; JACKSON, Peter. O Hobbit: A

Desolação de Smaug. Produção de Carolynne Cunningham, Zane Weiner, Fran Walsh, Peter

Jackson, direção de Peter Jackson. Nova Zelândia, Estados Unidos. Warner Bros. Pictures,

2013. DVD-video 161 min.

CUNNINGHAM, Carolynne; WEINER, Zane; WALSH, Fran; JACKSON, Peter. O Hobbit: A

Batalha dos Cinco Exércitos. Produção de Carolynne Cunningham, Zane Weiner, Fran Walsh,

Peter Jackson, direção de Peter Jackson. Nova Zelândia, Estados Unidos. Warner Bros.

Pictures, 2014. DVD-video 144 min.

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome