As Glândulas Exócrinas - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)
Paulo89
Paulo891 de Março de 2013

As Glândulas Exócrinas - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)

PDF (86.8 KB)
2 páginas
717Número de visitas
Descrição
Apostilas sobre as glândulas exócrinas, adeno-hipófise, subdivisões, córtex, medula, hormônios produzidos.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento

1. As glândulas exócrinas eliminam suas secreções para fora do corpo, como é o caso das glânduas sudoríparas, sebáceas e mamárias.

Já as glândulas endócrinas eliminam suas secreções na corrente sanguínea, como a hipófise.

Também existem as glândulas mistas, como os testículos e o pâncreas, que eliminam tanto para fora quanto para dentro da corrente sanguínea.

2. A Adeno-hipófise é formada por três subdivisões ou partes:

Par distalis ou lobo anterior: é a parte principal da glândula

Pars tuberalis: envolve o infundíbulo .Não se pode deixar de evidenciar que, juntas, estas partes formam o pedículo da glândula.

Pars intermédia ou lobo intermediário: é rudimentar no adulto, e separa a pars distalis da neuro- hipófise.

A neuro-hipófise compõem-se de duas partes: a pars nervosa ou lobo posterior e o infundíbulo. O infundíbulo é formado por duas estruturas: eminência média, uma extensão do hipotálamo em forma de funil, e o processo infundibular. Do ponto de vista fisiológico, a hipófise anterior também conhecida como adeno-hipófise secreta mais de seis hormônios peptídicos importantes: Tireotropina, Corticotropina, FSH, LH, Prolactina: produção de leite e desenvolvimento da glândula mamária, GH

3. As glândulas suprarrenais ou adrenais, que têm um comprimento de cerca de 5 centímetros, estão localizadas na cavidade abdominal, anterosuperiormente aos rins. Encontram-se ao nível da 12ª vértebra torácica, e são irrigadas pelas artérias suprarrenais.

Cada glândula é composta por duas regiões histologicamente distintas, que recebem aferências moduladoras do sistema nervoso.

Córtex - Parte externa da glândula, com cor amarelada devido a grande quantidade de colesterol aí encontrada. Tem origem embrionária na mesoderme. Subdivide-se em três regiões, devido à diferença de aspecto histológico:

a. Zona glomerulosa, mais exterior. Apresenta cordões celulares dispostos em arcos.

b. Zona fasciculada, de localização intermédia. As células dispõem-se em cordões paralelos entre si, e perpendiculares à cápsula da glândula.

c. Zona reticular, mais interna. Apresenta cordões de células arranjadas em forma de rede, e é ricamente vascularizada.

docsity.com

Medula - Parte interna, de cor vermelha escuro ou cinza. Deriva da crista neural. As suas células secretoras são poliédricas e dispostas em rede.

4. Os hormônios produzidos nas ilhotas de Langerhans a são secretados diretamente na circulação sanguínea por (pelo menos) quatro tipos diferentes de células:

* Células alfa (A) que secretam glucagon (25 por cento das células da ilhota.

* Células beta (B) que secretam insulina e amilina (60 por cento)

* Células delta (D) que produzem somatostatina (3-10%)

* Células PP (F) que contém um polipeptídeo pancreático (1%)

O ilhéus pode influenciar-se entre si através de comunicação parácrina e autócrina, e as células betas são acopladas eletricamente a células beta (mas não a outros tipos de células).

5. Histologicamente a tireóide apresenta uma estrutura com grandes folículos o que lhe permite acumular o material colóide onde se formam e armazenam os hormônios da glândula o que representa uma vantagem pelo fato do acúmulo permitir um funcionamento prolongado mesmo na falta temporária do iodo que é fundamental para sua síntese. A glândula apresenta folículos formados por círculos celulares de tamanho variado e com células de altura também variável dependendo de seu grau de atividade (basal ou aumentado). A estrutura mostra vasos, tecido interfolicular, vasos, e curiosamente apresenta células que rodeiam aos folículos e são chamadas de células parafoliculares ou células C. Tais células, embora se abriguem na tireóide nada têm em comum com os hormônios T 3 e T 4 .

Tais células secretam o hormônio calcitonina que está ligado à regulação do cálcio sangüíneo e não participa dos fenômenos de feedback de “alça longa” entre T 3 / T 4 e o hipotálamo, nem sofrem influência do TSH da hipófise.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome