Biocombustíveis - Apostilas - Biotecnologia_Parte3, Notas de estudo de Biotecnologia. Universidade de São Paulo (USP)
Raimundo
Raimundo15 de Março de 2013

Biocombustíveis - Apostilas - Biotecnologia_Parte3, Notas de estudo de Biotecnologia. Universidade de São Paulo (USP)

PDF (241.9 KB)
8 páginas
387Número de visitas
Descrição
Apostilas de Biotecnologia sobre o estudo dos Biocombustíveis, bioetanolo, aspectos economicos, aspectos ambientais, aspectos sociais.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 8
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Biocombustíveis

VANTAGENS NA UTILIZAÇÃO DE

BIOETANOL

 Produção alcooleira no Brasil já consolidada

 Produz biodiesel com um maior índice de cetano* e

maior lubricidade, se comparado ao biodiesel metílico

 Se for feito a partir da biomassa (como é o caso de

quase toda a totalidade da produção brasileira),

produz um combustível 100% renovável

 Gera ainda mais ocupação e renda no meio rural

 Gera ainda mais economia de divisas

 Não é tão tóxico como o metanol

 Menor risco de incêndios

*Hidrocarboneto parafínico (alcanos) de fórmula molecular C32H66

usado como padrão na avaliação das propriedades ignitoras do diesel. 17

DESVANTAGEM DA UTILIZAÇÃO DE

BIOETANOL

 Os ésteres etílicos possuem maior afinidade à

glicerina, dificultando a separação

 Possui azeotropia, quando misturado em água.

Com isso sua desidratação requer maiores gastos

energéticos e investimentos com equipamentos

 Os equipamentos de processo da planta com rota

metílica é cerca de 1/4 do volume dos

equipamentos para a rota etílica, para a mesma

produtividade e mesma qualidade

 Dependendo do preço da matéria-prima, os custos

de produção de biodiesel etílico podem ser até

100% maiores que o metílico 18

19

 Em 2002, a demanda total de diesel no Brasil foi

a maior dos últimos anos, alcançando 39,2

milhões de metros cúbicos, dos quais 76% foram

consumidos em transportes. O país importou

16,3% dessa demanda, o equivalente a US$ 1,2

bilhão. Como exemplo, a utilização de biodiesel a

5% no país, demandaria, portanto, um total de 2

milhões de metros cúbicos de biodiesel.

20

21

O consumo de combustíveis fósseis derivados do petróleo apresenta um impacto significativo na qualidade do meio ambiente. A poluição do ar, as mudanças climáticas, os derramamentos de óleo e a geração de resíduos tóxicos são resultados do uso e da produção desses combustíveis. A poluição do ar das grandes cidades é, provavelmente, o mais visível impacto da queima dos derivados de petróleo. Nos Estados Unidos, os combustíveis consumidos por automóveis e caminhões são responsáveis pela emissão de 67% do monóxido de carbono - CO, 41% dos óxidos de nitrogênio - NOx, 51% dos gases orgânicos reativos, 23% dos materiais particulados e 5% do dióxido de enxofre - SO2. Além disso, o setor de transportes também é responsável por quase 30% das emissões de dióxido de carbono - CO2, um dos principais responsáveis pelo aquecimento global. A concentração de dióxido de carbono na atmosfera tem aumentado cerca de 0,4% anualmente;

O biodiesel permite que se estabeleça um ciclo fechado de carbono no qual o CO2 é absorvido quando a planta cresce e é liberado quando o biodiesel é queimado na combustão do motor. 22

23

 O grande mercado energético brasileiro e

mundial poderá dar sustentação a um imenso

programa de geração de emprego e renda a partir

da produção do biodiesel.

 A grande preocupação da ONU (Organização das

Nações Unidas) é que a plantação de grandes

hectares de terras, para a produção de

biocombustíveis, afete consideravelmente a

produção de alimentos.

24

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome