Cardiologia - Apostilas - HAS_Parte2, Notas de estudo de Cardiologia. Faculdade Medicina Estadual (ISEP)
Pipoqueiro
Pipoqueiro8 de Março de 2013

Cardiologia - Apostilas - HAS_Parte2, Notas de estudo de Cardiologia. Faculdade Medicina Estadual (ISEP)

PDF (1.6 MB)
26 páginas
630Número de visitas
Descrição
Apostilas e exercicios de Cardiologia sobre o estudo da HAS, lesões de órgãos-alvo, classificação do risco, procedimento para medida da Pa.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 26
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Slide sem título

Lesões de órgãos-alvo

CORAÇÃO E VASOS - HVE - angina ou IAM - revascularização coronária anterior - insuficiência cardíaca - doença arterial periférica

CÉREBRO - AVC ou ataque isquêmico transitório

RIM - doença renal crônica

RETINA - retinopatia

docsity.com

HVE

docsity.com

No olho, são características da hipertensão o aumento e a irregularidade do calibre arterial, a palidez da papila e o espessamento da retina

Fundoscopia (Keith-Wagener)

Grau I : Estreitamento arteriolar (relação A-V 1:2) Grau II : Estreitamento arteriolar 1:3 Grau III : Hemorragia, exsudatos Grau IV : Edema de papila

Foto de fundo de olho mostrando retinopatia grau 3 , note a vasoconstrição arteriolar demonstrada pela alteração da relação arterio-venosa. docsity.com

Classificação do Risco Individual dos Pacientes em Função da Presença de Fatores de Risco

de Lesão em Órgãos-alvo

Risco A Ausência de fatores de risco e ausência de lesão de órgão-alvo

Risco B Presença de fatores de risco (não incluindo diabetes mellitus) e ausência de lesão em órgão-alvo

Risco C Presença de lesão em órgão-alvo, DCV clinicamente identificável e/ou diabetes mellitus

docsity.com

Procedimento para medida da PA

1 Explicar o procedimento ao paciente, orientar que não fale e deixar que descanse por 5 a 10 minutos em ambiente calmo, com temperatura agradável. Promover relaxamento para tenuar o efeito do avental branco.

2 Certificar-se de que o paciente não está com a bexiga cheia, não praticou exercícios físicos há 60-90 minutos, não ingeriu bebidas alcoólicas (café, alimentos) ou fumou até 30 minutos e não está com as pernas cruzadas. 3 Utilizar manguito de tamanho adequado ao braço do paciente, cerca de 2 a 3 cm acima da fossa antecubital, centralizando a bolsa de borracha sobre a artéria braquial. A largura da bolsa de borracha deve corresponder a 40% da circunferência do braço e o seu comprimento envolver pelo menos 80%.

4 Manter o braço do paciente na altura do coração, livre de roupas, com a palma da mão voltada para cima e cotovelo ligeiramente fletido.

5 Posicionar os olhos no mesmo nível da coluna de mercúrio ou do mostrador do manômetro aneróide.

6 Palpar o pulso radial e inflar o manguito até seu desaparecimento, para a estimativa do nível da pressão sistólica; desinflar rapidamente e aguardar um minuto antes de inflar novamente.

7 Posicionar a campânula do estetoscópio suavemente sobre a artéria branquial na fossa antecubital, evitando compressão excessiva.

8 Inflar rapidamente, de 10 em 10 mmHg, até ultrapassar de 20 a 30 mmHg, o nível estimado da pressão sistólica. Proceder a deflação, com velocidade constante inicial de 2 a 4 mmHg por segundo. Após identificação do som que determina a pressão sistólica, aumentar a velocidade para 5 a 6 mmHg para evitar congestão venosa e desconforto para o paciente.

docsity.com

Procedimento para medida da PA 9 Determinar a pressão sistólica no momento do aparecimento do primeiro som (fase I de Korotkoff), seguido de batidas regulares que se intensificam com o aumento da velocidade de deflação. Determinar a pressão diastólica no desaparecimento do som (fase V de Korotkoff). Auscultar cerca de 20 a 30 mmHg abaixo do último som para confirmar seu desaparecimento e depois proceder a deflação rápida e completa. Quando os batimentos persistirem até o nível zero, determinar a pressão diastólica no abafamento dos sons (fase IV de Korotkoff), anotar valores da sistólica/diastólica/zero.

10 Registrar os valores das pressões sistólica e diastólica, completando com a posição do paciente, o tamanho do manguito e o braço em que foi feita a medida. Não arredondar os valores de pressão arterial para dígitos terminados em zero ou cinco.

11 Esperar 1 a 2 minutos antes de realizar novas medidas.

12 O paciente deve ser informado sobre os valores obtidos da pressão arterial e a possível necessidade de acompanhamento.

Sons de Korotkoff 1° Primeiro batimento 2° Batimentos suaves 3° Batimentos fortes 4° Ruídos abafados 5° Ruídos desaparecem

docsity.com

docsity.com

Indicações de MAPA

- suspeita de hipertensão do “jaleco branco” nos pcts

hipertensos sem lesão de órgão-alvo

- aparente resistência à droga

- sintomas de hipotensão com uso da medicação anti-hipertensiva

- hipertensão episódica

- disfução autonômica

- controle da resposta terapêutica

docsity.com

HAS - MAPA

docsity.com

HAS - MAPA

docsity.com

HAS- Critérios para análise do MAPA

docsity.com

HAS- Critérios para análise do MAPA

docsity.com

MAPA- limitações

- sd hipercinéticas - arritmias complexas - custo do exame - grandes obesos - distúrbios no trabalho e durante o sono devido a ruídos no aparelho - perdas de dados devido à limitações técnicas - dificuldade p/ normatização de dados p/ interpretação - desconforto

docsity.com

Exemplo de MAPA

docsity.com

Exemplos de MAPA

docsity.com

HAS - MAPA

docsity.com

HAS – Avaliação do MAPA

docsity.com

HAS – Hipertensão do Jaleco Branco

docsity.com

HAS na Gravidez

• PA> 140x90mmHg • Maior causa de morbi-mortalidade; • 12 a 22% das gestações; • 17,6% de mortes maternas nos EUA; • HAS prévia ou durante a gravidez

docsity.com

HAS na Gravidez

Classificação:

• Pré-eclâmpsia; • Eclâmpsia; • HA gestacional; • HA Crônica; • Pré-eclâmpsia superposta.

docsity.com

HAS na Gravidez

Pré-eclâmpsia

Etiologia: comum em primíparas, gestações múltiplas, mola hidatiforme, pacientes com HF +.

Negros,obesos, tabagistas.

Fisiopatologia: intensa vasoconstricção arterial; Alterações endoteliais com lesão em orgão-alvo

docsity.com

HAS na Gravidez

docsity.com

HAS em Crianças e Adolescentes

• Prevalência de 2 a 13%; • Presença de fatores de risco

cardiovasculares; • Sempre pensar HAS secundáriaIdade (anos) Menina –

PAS/PAD mmHg Menino –

PAS/PAD mmHg

6 111/73 – 112/73 114/74 – 115/75

12 123/80 – 124/81 123/81 – 125/82

17 129/84 – 130/85 136/87 – 138/88

docsity.com

HAS no idoso

Prevalência de 60% entre brancos e 71% em negros; Maior fator de risco para doença cardiovascular no idoso; Aprox. 50 milhões de mortes/ano, sendo 30% desses óbitos

(15 milhões) causados por doenças cardiovasculares; Freqüentemente associado a outros distúrbios metabólicos,

denominada Síndrome metabólica; Com a idade a PA Sistólica tende a elevar-se, enquanto a

PA Diastólica tende a baixar;

docsity.com

HAS no Paciente Diabético

Prevalência de HAS em diabéticos é 2X > do que na população em geral;

No Diabetes Tipo I a HA se associa à nefropatia diabética; No Diabetes Tipo II a HA associa-se à síndrome de

resistência à insulina e ao alto risco cardiovascular; Recomenda-se que hipertensos diabéticos tenham a PA

reduzida a valores inferiores a 130/85 mmHg; Resistência à insulina e intolerância à glicose;

docsity.com

HAS com IRA

• O rim é um dos principais orgãos alvo da HAS; A doença renal primária responde por 3 - 4% dos casos de

HAS; A HAS acelera a aterogênese renal e arterioesclerose; Quanto > a HA, > a proteinúria; Na HA primária benigna, o fluxo renal e a filtração glomerular

diminui com a idade; A evolução p/ uma HA maligna deve-se a uma queda brusca da

filtração glomerular.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome