Cinematica do Solido - Exercícios - Física, Notas de estudo de Física. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Botafogo
Botafogo8 de Março de 2013

Cinematica do Solido - Exercícios - Física, Notas de estudo de Física. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

PDF (1.0 MB)
20 páginas
1Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
Apostilas e exercicios de Física Geral da Universidade Paulista sobre o estudo da Cinematica do Solido.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 20
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Estudos Disciplinares

54

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido – Ficha 26)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Lâmina

Disponível em <fe.up.pt/~villate/mecanica/problemas_v3.pdf>. Acesso em 11.06.2011.

A lâmina retangular ilustrada na figura acima roda com velocidade angular ω igual a 3,5 rad/s. No instante

representado na imagem, a calha onde desliza o eixo A da barra está na posição vertical e a barra faz ângulo de

com a horizontal.

1. A velocidade angular da barra no instante em estudo vale

a) 2,0 rad/s. b) 1,75 rad/s. c) 7,0 rad/s. d) 3,5 rad/s. e) 1,0 rad/s.

Resolução.

docsity.com

55

2. A velocidade do eixo A em relação à lâmina vale

a) 1,05 m/s.

b) 0,52 m/s.

c) 2,10 m/s.

d) 0,70 m/s.

e) 2,80 m/s.

Resolução.

docsity.com

56

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido – Ficha 27)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Barra em Rotação

Fonte: Hibbeler, R. C. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 10ª edição. Prentice Hall, 2005.

O bloco ilustrado na figura acima desloca-se para a esquerda com velocidade constante , fazendo com que a

barra gire em torno do ponto O no sentido anti-horário. A velocidade angular ω da barra é definida como a taxa de

variação do ângulo θ em relação ao tempo t, ou seja,

. A aceleração angular da barra é definida como a

taxa de variação da sua velocidade angular em relação ao tempo, ou seja,

. No instante representado na

imagem, temos , e .

1. A velocidade angular da barra vale

a) 5,0 rad/s.

b) 15,3 rad/s.

c) 8,3 rad/s.

d) 10,9 rad/s.

e) 6,2 rad/s.

Resolução.

docsity.com

57

2. A aceleração angular da barra vale

a) 78,1 rad/s2.

b) 135,3 rad/s2.

c) 39,1 rad/s2.

d) 25,0 rad/s2.

e) 117,2 rad/s2.

Resolução.

docsity.com

58

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido - Ficha 28)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Caminhão em Movimento

Fonte: Hibbeler, R. C. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 10ª edição. Prentice Hall, 2005.

Em dado instante, o caminhão ilustrado na figura acima está se deslocando para a direita com velocidade constante

de 8 m/s. O raio do tambor é igual a 1,5 m. Sabe-se que o tambor não escorrega em B e que, para um observador

situado no solo, o centro de massa G parece estar estacionário.

1. A velocidade angular do tambor vale

a)

b)

c)

d)

e)

Resolução.

docsity.com

59

2. A aceleração do ponto B do tambor vale

a)

b)

c)

d)

e)

Resolução.

docsity.com

60

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido - Ficha 29)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Bumerangue

Fonte: Hibbeler, R. C. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 10ª edição. Prentice Hall, 2005.

No instante representado na figura acima, o bumerangue tem velocidade angular ω igual a 4 rad/s e seu centro de

massa, indicado por G, tem velocidade . Dado: .

1. A velocidade do ponto B nesse instante vale

a)

b)

c)

d)

e)

Resolução.

docsity.com

61

2. A distância entre o centro instantâneo de rotação (CIR) do bumerangue e o seu centro de massa G vale

a) 5,0 pol

b) 2,5 pol

c) 3,2 pol

d) 1,0 pol

e) 1,5 pol

Resolução.

docsity.com

62

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido - Ficha 30)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Manivela-Biela-Pistão

O mecanismo manivela-biela-pistão de um motor a combustão, ilustrado na figura acima, apresenta, em

determinado instante, uma configuração geométrica na qual a biela e a manivela estão perpendiculares entre si. Os

comprimentos da biela e da manivela são, respectivamente, L e R. Considere a relação entre a

velocidade do pistão e velocidade angular da manivela.

1. No instante mostrado, a relação entre a velocidade do pistão e a velocidade angular da manivela, expressa pela

relação , é definida por

a)

b)

c)

d)

e)

Resolução.

docsity.com

63

2. Supondo que

e , a relação

vale

a) 0,231.

b) 0,693.

c) 0,892.

d) 1,443.

e) 4,330.

Resolução.

docsity.com

64

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido - Ficha 31)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Placa Quadrada

Fonte: Hibbeler, R. C. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 10ª edição. Prentice Hall, 2005.

A placa quadrada mostrada na figura acima tem seu movimento imposto pelos pinos A e B, vinculados às ranhuras.

No instante em que , o ponto A está se movendo com velocidade .

1. A velocidade angular da placa, no instante representado na figura, vale

a) 92,37 rad/s.

b) .

c) 16,0 rad/s.

d) 20,3 rad/s.

e) 60,5 rad/s.

Resolução.

docsity.com

65

2. A velocidade do ponto nesse instante vale

a)

b)

c)

d)

e)

Resolução.

docsity.com

66

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido - Ficha 32)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Mecanismo

Fonte: Hibbeler, R. C. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 10ª edição. Prentice Hall, 2005.

O mecanismo mostrado na figura acima, usado em uma embarcação naval, consiste de uma manivela AB e das

barras de ligação BC e BD.

1. A velocidade do pistão D, no instante em que a manivela, com velocidade angular igual a 5 rad/s, está na

posição mostrada na figura, vale

a) 0,73 m/s.

b) 0,52 m/s.

c) 0,90 m/s.

d) 0,12 m/s.

e) 1,27 m/s.

Resolução.

docsity.com

67

2. Nessa mesma configuração, a velocidade angular da barra BC vale

a) 1,2 rad/s.

b) 2,5 rad/s.

c) 1,8 rad/s.

d) 0,8 rad/s.

e) 0,2 rad/s.

Resolução.

docsity.com

68

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido - Ficha 33)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Mecanismo de Quatro Barras

Fonte: Meriam, J. L.; Kraige, L. G. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 6ª edição. LTC, 2009.

A barra AO, pertencente ao mecanismo de quatro barras mostrado na figura acima, move-se com velocidade

angular constante igual a 10 rad/s no sentido anti-horário. Na posição ilustrada na imagem, as coordenadas do

ponto A são: e . A barra BC encontra-se na posição vertical.

1. As velocidades angulares das barras e BC são, respectivamente,

a)

.

b)

.

c)

.

d)

.

e)

.

Resolução.

docsity.com

69

2. A aceleração angular da barra para a posição mostrada vale

a)

b)

c)

d)

e)

Resolução.

docsity.com

70

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido - Ficha 34)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Placa Triangular

Fonte: Meriam, J. L.; Kraige, L. G. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 6ª edição. LTC, 2009.

O movimento plano da placa triangular ABC mostrada na figura acima é controlado pela manivela AO e pela barra

DB. Para o instante representado, OA e DB são verticais. A manivela OA possui velocidade angular no sentido

horário de e aceleração angular no sentido anti-horário de .

1. A velocidade angular da placa ABC, para o instante mostrado na figura, vale

a) -1,00 rad/s.

b) 0,50 rad/s.

c) -0,25 rad/s.

d) 0,75 rad/s.

e) 0.

Resolução.

docsity.com

71

2. A aceleração angular de DB, para o instante mostrado na figura, vale

a)

b)

c)

d)

e)

Resolução.

docsity.com

72

ICET – CURSO: Engenharia Ciclo Básico (Cinemática do Sólido - Ficha 35)

Estudos Disciplinares

Campus: Data: / /

Nome:

RA: Turma:

Engrenagens

Fonte: Hibbeler, R. C. Dinâmica: Mecânica para Engenharia. 10ª edição. Prentice Hall, 2005.

Num dado instante, as engrenagens A e B mostradas na figura acima têm os movimentos angulares indicados na

imagem. Observe que a engrenagem C está acoplada com A e a sua periferia está engrenada com B.

1. A velocidade angular da engrenagem C vale

a)

(sentido horário).

b) .

c)

(sentido anti-horário).

d)

(sentido horário).

e)

(sentido anti-horário).

Resolução.

docsity.com

73

2. A aceleração angular da engrenagem C vale

a)

(sentido horário).

b)

(sentido horário).

c)

(sentido anti-horário).

d)

(sentido anti-horário).

e)

(sentido anti-horário).

Resolução.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome