Classe Aves - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Centro Universitário Franciscano (Unifra)
Real10
Real1011 de Março de 2013

Classe Aves - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Centro Universitário Franciscano (Unifra)

PDF (408.9 KB)
15 páginas
727Número de visitas
Descrição
Apostilas de Biologia sobre o estudo da Classe Aves, caracteres gerais, fatores que contribuíram para o sucesso da classe de espécies voadoras.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 15
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Microsoft Word - CLASSE AVES.doc

CLASSE AVES (latim – avis; grego ornis)

1. Introdução - 9680 sp.: 3.000 BR; 1635 sp Colômbia-América. - Mares e Continentes - bem conhecidos, facilmente reconhecidos - ativas durante o dia - penas - regulação da temperatura. – Deuses (quetzal) + - vôo – Vasos/ornamentos bico córneo - ocupação de habitats Tamanho: - avestruz africano ( 2m ), 136 kg - condor c/ envergadura de até 3m - beija–flor de helena (Cuba) 5,7 cm  vertebrados recentes - endotérmicas ( produzem seu próprio calor) e homeotérmicas - escamas nas pernas - aves marinhas - fósseis 2. Caracteres Gerais:  penas  2 pares de extremidades  esqueleto  coração c/ 4 câmaras  excreção: - rins metanéfricos - ácido úrico - sem bexiga urinária (exceto em Emas e Avestruz) temperatura constante

docsity.com

fec. Interna, ovos com muito vitelo, com casca calcária dura cuidado parental - Evolução: RÉPTEISAVES - delgados - cauda longa (como contra peso) - bípede Fatores que contribuíram para o sucesso da classe de espécies voadoras:  os ovos desenvolvem-se fora do corpo materno;  produtos de excreção nitrogenada são escretados sem o peso de

uma abundante urina aquosa;  perda da bexiga;  esqueleto mais leve e modificado para diminuir a massa total do

corpo; corpo compacto, aerodinâmico e rígido, adquirido nas aves pela

fusão, perda e reforço dos ossos;  as pernas localizam-se abaixo do corpo e podem ser retraídas

entre as penas do ventre; grande acuidade visual e rápida e rápida acomodação elaboração da voz e da audição pela mobilidade e necessidade de

comunicção a grandes distâncias; quimiorecpeção reduzida; cuidado com os ovos e filhotes. - maiores: - avestruz da África (2m - 136 kg) - condor da América (3m de envergadura) - menores: - beija – flor de helena (Cuba) (5,7 cm – 3g)

docsity.com

-Coloração: variada e impressionante; uniforme; marcadas com manchas, listras ou barras; coloração protetora – torna a ave menos vísivel, auxiliado pelo

contra – sombreamento, as partes dorsais que recebem iluminação mais forte, são mais escuras que a superfície ventral;

 machos são de coloridos mais vivo: - identificação e comportamento ameaçador; - defesa do território e atração sexual. plumagem nupcial: - ambos os sexos - primavera (pré) - verão (pós – nupcial) - Bico: boca e mãos (obter e manusear alimentos, alisar as penas, para

apanhar e arranjar materiais do ninho, defesa); o envoltório cornificado cresce continuamente para substituir as

perdas pelo uso; forma geralmente indica os hábitos alimentares de uma ave: - delgado: espécies que sondam em fendas ou capturam insetos; - robusto e alongados: pica-paus que cavam na madeira; - largo e delgado: em andorinhas e tiranídeos que capturam insetos

vivos durante o vôo; - forte e cônico: tentilhões e pardais granívoros; - afiado; gaviões, corujas e laniídeos carnívoros; - margens serrilhados: patos que coam pequenas partículas da água. - Língua:  na maioria das aves não pode ser estendida; pica-paus:

docsity.com

- pode ser protraída além do bico para capturar insetos na madeira;

beija-flores: - sifão extensível para obter néctar das flores; - Asas:

- tem a forma d aerofólios que fornecem sustentação durante o vôo;

pingüins alcas e algumas outras aves aquáticas usam suas asas para “voar” debaixo da água.  avestruz, quivi e algumas outras aves têm asas degeneradas e não podem voar.

- Cauda:  serve como leme e freio durante o vôo;  serve como contrapeso ao empoleirar-se; exibição do macho durante a corte. - aves trepadoras, pica-paus e algumas outras se alimentam em

superfícieis verticais, apresentam penas caudais com ráquis não flexíveis que ajudam a sustentar o corpo quando estas aves estão em atividades.

- Pés: servem varialvelmente para correr ou trepar; sustentar o corpo durante o descanso; arrumar o material do ninho; manusear alimentos; atacar; defender-se. - Papo: serve para carregar alimentos para os filhotes, que são

alimentados por regurgitação ou por introdução da cabeça do filhote na garganta dos pais. em pombos adultos, durante a criação dos filhotes, o epitélio do

pombo desprende-se como “leite de pombo” e é usado ára alimentar os pombinhos no ninho. Se assemelha muito ao dos

docsity.com

mamíferos na sua composição, formação e controle hormonal (prolactina). em algumas aves carnívoras ( martim pescador), não há um papo

distinto e o estômago é um saco de paredes finas e elásticas. - Distribuição:  ocupam todos os continentes, os mares e a maioria das ilhas,

penetrando no Ártico até além de 80º N e na Antártida, e vivem desde onível do mar até acima da linha das florestas nas montanhas, mesmo acima de 6.000 m no Monte Everest.

- Atividade: são ativas em todas as estações do ano (endotérmicas); curiango (Phalaenoptilus muttali):

- é conhecido por ficar em torpor e hibernar durante o inverno;

- espécies diurnas são ativas do amanhecer até o anoitecer; - corujas e curiangos alimentam-se durante a noite; - aves diurnas freqüentemente dormem de noite com a

cabeça voltada para trás, por baixo das penas de uma asa. Isto mantém o bico quente e a ave respira ar aquecido;

- aves aquáticas podem dormir de dia, flutuando com uma perna estendida para evitar serem levadas pela correnteza;

- a temperatura do corpo de uma ave é regulada e geralmente mais alta que a do ambiente. A temperatura diurna da maioria dos adultos é cerca de 40-42ºC. É mais elevada do que aquela encontrada em outros grupos de vertebrados (exceção de alguns lagartos)está relacionada com a alta taxa metabólica e vida ativa das aves. O superaquecimento é evitado pelos banhos.

- Voz:  a maioria das aves pode emitir gritos e cantos: gritos:

docsity.com

são sons breves, relativamente simples, estereotipados que influenciam o comportamento diário de manuntenção, alimentação, interação entre pais e filhotes, movimentos (migração), evitando o perigo e reunindo aves.

cantos: - tendem a ser mais complexosdo que os gritos; - geralmente emitidos pelos machos;

- fortemente influenciados pelas modificções endócrinas do ciclo reprodutivo e são relacionados com a reprodução , estabelecimento e defesa de um território, atração sexual, união e sincronização dos ciclos reprodutivos de machos e fêmeas:

- os padrões do canto de uma espécie podem variar geograficamente e podem existir dialetos em diferentes partes da área de sua distribuição ( apenas aves e homem transmitem dialetos);

- o canto é o meio pelo qual as aves se reconhecem entre si, tanto como espécie quanto como indivíduos.

- Migração: algumas aves são estritamente locais, enquanto outras migram ou

deslocam-se regularmente de uma região á outra com a mudança das estação.

maior parte é latitudinal enquanto outras são altitudinais; algumas aves migram perto do solo e outras em altitudes de 900-

1.500 m;

docsity.com

apesar de os indivíduos poderem voar de 50 a 80 km/h, param para se alimentar, são ultrapassados por outros, percorrendo cerca de 40 km/dia;

muitas aves estritamente diurnas também tornam-se noturnas durante a migração, enquanto, influenciadas por estímulos ambientais que atuam através do sistema endócrino das aves;

durante a migração, algumas aves seguem marcas terrestres óbvias (costas, rios, cadeias), mas outras passam sobre mares ou terras sem características direcionais. Muitos aprendem rapidamente, enquanto outras jovens migram independentemente, enquanto outras jovens migram independentemente de seus pais parecendo seu inato.

- Relação com o homem: alimento e vestuário, ornamentação; caça extinção; controle biológico; gaviões e corujas  roedores;  necrófagos carniça; nectanívoras  polonizadoras de fanerógamas; monaculturas pombinhas; -Vetores de doenças do homem: encefalite; ornitose; histoplasmose (fungos das fezes)

docsity.com

3. Aspecto Externo: A. Cabeça: - distinta; - boca  bico pontudo; - maxilar superior  2 narinas; - olhos  grandes e lateraispálpebra superior e inferiorm.

nictitante - abertura do ouvido; - crista mediana (galo); B. Pescoço: - longo e flexível C. Corpo:(= tronco): - fusiforme - m. anteriores (= asas): - prendem-se no alto do dorso; - com rêmiges; - dobradas em z em repouso - m. posterior: - musculosos; - canela com tendões e revestidas com córneas; - 4 artelhos com escamas e garras córneas cauda curta apresenta um leque de longas penas caudais (retrizes); esporão galos, faisão; ânus; 4. Tegumento: pele mole e flexível é presa frouxamente á musculatura

subjacente; aglandular, com exceção da uropigial, acima da base da cauda que

secreta uma substância oleosa para impermeabilizar as penas e evitar que o bico se torne quebradiço;

as penas crescem a partir de folículos da pele.

docsity.com

Penas: revestimento do corpo leve e flexível; resistente; com inúmeros espaços áereos úteis como isolante; protegem a pele contra o desgaste; penas fins ; achatadas e sobrepostas das asas e da cauda formam superfícies para sustentar a ave durante o vôo. Crescimento:  escamas de um réptil; papila dérmirca força a epiderme para cima. A base deste primórdio da pena. 5. Coluna Vertebral: cervicais numerosos e variáveis em números ; flexíveis; heterocílicas; sinsacro torácicas posteriores + lombares + caudais anteriores; pigóstilo: caudas distais; costelas: - achatadas; - processo uncinada = exceto 1ª e última; esterno achatado e largo  maior superfície para inserção dos músculos; guilha ou carena (exceto as que não voam)inserção muscular. - Membros posteriores: fíbula menor e fundida parcial / a tíbia; tibiatarso: - elementos do tarso + extremidade distal da tíbia; - demais elementos do tarso fundem-se ao 2ª, 3ª e 4ª,

metatarsais; não se encontra mais que 4 artelhos (3 ou 2).

docsity.com

6. Sistema Muscular: músculos da mandíbula e do pescoço inibem muitas especialização: - hábitos alimentares; - uso do bico; - mobilidade do pescoço; musculatura dorsal reduzida (fusão da maioria das vértebras do

tronco), músculos abdominais pouco desenvolvidos; músculos extrínsecos das aves muito desenvolvidos; grande peitoral: - depressor, sua contração move a asa para baixo; - pode representar até 1/5 do peso da ave; - origina-se no esterno e na fúrcula e inseriu-se na

face inferior do úmero. supracoracóide: - move a asa para cima; - insere-se na face superior do úmero. - músculo deltóide e grande dorsal  supreracóide; - nos beija-flores o grande dorsal é muito

desenvolvido; - associado ao deltóide encontram-se o

propatagial, que envia feixes tendiosos: - patágia - pele  músculos intrínseco:

- pronação - suprição vôo

- rotação da asa flexores: - artelhos agarrarem-se

docsity.com

7. Digestório: 8. Circulatório: 9. Respiratório: eficiente; mais complicado do que em outros vertebrados de respiração

aérea; glote: assoalho posterior da faringe; laringe: - não produz som; - modula os tons da siringe. siringe: - extremidade inferior da traquéia; - tímpano: ( membrana semiluna, péssulos: óssea).  músculos siringícos

 aves canoras  ausentes em avestruz e urubus;

pulmões menores, incapazes de grande expansão (como os mamíferos); ligados a sacos aéreos. sacos aéreos: - sem epitélio respiratório; - reservatório - 1 interclavicular; - 1 p. de cervicais;  9 - 1 p. de torácicos anteriores; - 1 p. de torácicos posteriores; - 1 p. de abdominais.  sem diafragma

movimento das costelas e externo

docsity.com

função: - redução do peso específico; - redução do atrito das partes em movimento durante o vôo; - redução de temperatura do corpo (períodos ativos); - facilitar a espermatogênese; - aumentar a flutuação das aves aquáticas; - redução do impacto na aterrissagem; ossos pneumáticos: - úmero; - esterno; - vértebras. aves que mergulham: - redução do peso específico; - expiram quando mergulham; - sacos aéreos dos ossos contraem; - utilização de 02 dos músculos (supri a

exigência de energia); - contração dos vasos sangüíneos das regiões

não vitaisSNC e coração; 10. Excreção: -  aos répteis; - 2 rins metanéfricos grandes com lobos irregulares, adaptando-se 'as depressão do sinsacro; (ureter, cloaca); - urina, mistura-se com material fecal; - bexiga avestruz; - gls supra orbitais: excreção do sal;(aves

marinhas e das grandes planícies da América do Norte,(alta alcalinidade) aves de deserto)cons. da água do corpoaumento do n.º de alças (2-3 vezes)aumento da absorção de água na cloaca.

docsity.com

11. Sistema Nervoso mais desenvolvidos que o dos répteis; lobos olfativos pequenos; cérebro grande: - crescimento do corpo estriado; - córtexliso lobos ópticos grandes; cerebelo maior quando répteis com fissuras profundas; início da ponte; 12 nervos cranianos. 12. Órgão dos Sentidos Olfato: - 3 conchas nasais apenas concha com epitélio olfativo; - narinas  fechadas em Pelecaniformes; - terminais em quiui (bico) - separadas, exceto (urubus e Gruiformes); -pouco desenvolvida, exceto quivis e urubus; Paladar: - ausentes na língua; botão gustativo - presentes na boca e faringe. Visão: - desenvolvidos; - grandes; - acomodação por mm. ciliares. membrana nictante  aves mergulhadoras; pente: - estreito vascularizado; - retina avascular (vantagem para a visão).

docsity.com

cones: - diurna; - gotículas de óleo (coloridas - [ ] carotenóides; - maior concentração em aves de rapina (2-2;4 vezes > que o

homem; luz ultra violeta beija-flores; orientação acústicaaves de caverna; Audição: - sem ouvido externo (exceto suindara) - ouvido médio columela

- ouvido interno  membrana timpânicacóclea (sem espiral). Vetores de doenças ao homem:

- encefalite; - ornitose;

- histoplasmose (fungos nas fezes).

 Fósseis:

- os restos fósseis de aves são mais raros que os de alguns outros vertebrados terrestres, porque seus esqueletos delicados são menos adequados a serem preservados.

- originam-se provavelmente... Consideração Evolução: - dificuldades na preservação; - derivação; - urina, mistura-se com material fecal; - fósseis; - direção - cauda - vôo - penas;

docsity.com

- vôo; - sucesso. 13. Reprodução: testículos - pares - ducto deferente (cloaca) abrem-se separados geral.  patos e ganso pênis. ovário e oviduto dreitatornam vestigiais; glândulas - albumina; - membrana da casca; - casca calcária.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome