Efeito fundador ou gargalo, Notas de aula de Evolução. Universidade Estadual de Goiás(UEG)
mayaraerafael1
mayaraerafael119 de Fevereiro de 2014

Efeito fundador ou gargalo, Notas de aula de Evolução. Universidade Estadual de Goiás(UEG)

PDF (57.7 KB)
4 páginas
1000+Número de visitas
Descrição
Eventos genéticos importantes para evolução biológica
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 4
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE IPORÁ

LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROFESSORA: ELISA FLÁVIA BAILÃO

DISCIPLINA: GENÉTICA

DERIVA GENÉTICA: EFEITO GARGALO E EFEITO FUNDADOR

BEATRIZ MARTINS JAMIRA DIAS ROCHA

MAYARA STEFANY

IPORÁ-GOIÁS NOVEMBRO - 2013

INTRODUÇÃO

A evolução possui mecanismos importantes como a seleção natural e a deriva

genética. A deriva genética aleatória é um processo eventual de natureza aleatória da

transmissão de alelos à próxima geração.

A deriva genética é definida como a mudança do número de alelos disponíveis em

uma população por eventos casuais ocasionados devido a um pequeno conjunto de

genes ou o reduzido tamanho da população.

Esse mecanismo pode fazer um alelo desaparecer completamente de um conjunto

de genes, mesmo que fosse uma característica desejável que deveria ter sido transmitida

aos descendentes. O modelo de amostragem aleatória de deriva genética encolhe o

conjunto de genes e, portanto, altera a frequência de alelos são encontrados na

população, podendo fazer com que alguns alelos sejam completamente perdidos dentro

de uma geração, devido à deriva genética. A deriva genética pode ocorrer de duas

formas, chamadas de efeito fundador e efeito gargalo, os quais serão discutidos à seguir.

EFEITO GARGALO

O efeito gargalo pode ser contextualizado através de desastres como terremotos,

inundações, ou incêndios que podem reduzir drasticamente o tamanho de uma

população. Os representantes da população que restarem não são uma amostra

representativa da população original em sua constituição genética, o que leva ao erro de

amostragem dos alelos dessa população.

Acredita-se que a deriva genética causada pelo efeito gargalo pode ter sido

importante nos primórdios da evolução humana, quando desastres naturais dizimaram

parcialmente ou totalmente os seres viventes. O “pool” gênico de cada população

sobrevivente pode ter sido, apenas por acaso, ao contrário do pool gênico da população

original, que precedeu a catástrofe.

Diversos exemplos de efeitos gargalo têm sido deduzidos a partir de informações

genéticas, como por exemplo o caso do elefante marinho do Norte, que foi caçado quase

à sua completa extinção. Em 1890 havia menos de 20 desses animais, mas atualmente a

população ultrapassa 30.000 indivíduos, então podemos presumir que os vinte animais

que sobreviveram ao massacre foram mais “sortudos” do que “aptos”, ao contrário da

seleção natural.

EFEITO DO FUNDADOR

Um outro exemplo de deriva genética é conhecido como efeito do fundador. Neste

caso, um pequeno grupo isola-se de uma população maior, formando uma nova colonia.

O efeito fundador é, provavelmente, o responsável pela ausência aparentemente

completa do grupo sanguíneo B nos índios americanos, cujos ancestrais chegaram em

pequenos grupos através do Estreito de Bering durante a última Era do Gelo, há cerca de

10.000 anos. Outro exemplo trata do efeito fundador do gado na Islândia, que descende

de um pequeno grupo que foi levado à ilha há mais de mil anos. A constituição genética

do gado islandês atual é muito diferente daquela presente nos seus primos na Noruega,

mas as diferenças estão de acordo com as previsões feitas pela deriva genética.

CONCLUSÕES

A seleção natural não é o único mecanismo de evolução, e devemos

considerar que nem sempre os mais aptos foram selecionados. Como vimos, nos casos

de deriva genética um conjunto qualquer de genes pode ter “ao acaso” ter permanecido

na população, o que torna a amostra inconclusiva para o conjunto de alelos de

determinada população.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BIOLOGYPOST. The home of and as a level biology. The Founder Effect, Genetic bottlenecks and selective breeding.; 20xx. Disponível em:<http://biologypost.wordpress.com/unit-2-biology-lessons/unit-2/3-2-2-the-founder- effect-genetic-bottlenecks-and-selective-breeding/>Acesso em: 01 nov. 2013.

BOTTLENECKS and Founder Effects.; 2007. Disponível em <http://http://evolution.berkeley.edu/evosite/evo101/IIID3Bottlenecks.shtml>. Acesso em: 01 nov. 2013.

BURNS, G. W.; BOTTINO, P.J. Genética. 6º ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.

FRAGOSO, C; SANTINI, M. A. Genética e evolução. São Paulo: Scipione, 2001.

GRIFFITHS, A. J. F. et al. Introdução à genética. 9º. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

GENETIC DRIFT. SCOVILLE, Heather. ; 20xx. Disponível em:<http://evolution.about.com/od/Evolution-Glossary/g/Genetic-Drift.htm>. Acesso em: 01 nov. 2013.

SMALL population size effects.; 20xx. DisponÍvel em: <http://http://anthro.palomar.edu/synthetic/synth_5.htm>. Acesso em: 01 nov. 2013.

SNUSTAD, D. P.; SIMMONS, M. J.; PAULO, A. M. Tradução, MICHAEL, J..Fundamentos de genética. 4º. ed. Rio de janeiro: Guanabara Koogan, 2012.

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome