Estruturalismo
ana_mouser_bomfim
ana_mouser_bomfim16 de Outubro de 2015

Estruturalismo

PPTX (75.7 KB)
22 páginas
325Número de visitas
Descrição
Trabalho normal
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 22
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo

Estruturalismo

Sumario •Estruturalismo •Primórdios da análise estrutural • Ideias centrais da teoria estruturalista •Durkheim e estruturalismo

Introdução •O estruturalismo é uma construção teórica iniciada pelo etnólogo Claude

Lévi-Strauss. A partir das suas postulações, o entendimento estruturalista

ganhou corpo e se desdobrou em dois planos. O primeiro fundamentou uma

das correntes filosóficas que animaram a segunda metade do século XX. O

segundo irradiou sua epistemologia para os mais diversos campos das

ciências humanas e sociais. Dentre esses campos figura o das ciências da

gestão, entendida como compreendendo os estudos organizacionais e os

estudos administrativos. • .

ESTRUTURALISMO

Estruturalismo

O estruturalismo é uma teoria que se desenvolveu no âmbito das ciências sociais a partir da década de 1960. A teoria estruturalista é originária da ciência linguística e foi incorporada às ciências sociais primeiramente por influência dos trabalhos de cientistas sociais franceses.

Estruturalismo

•A linguística estrutural não está preocupada com a evolução histórica das variedades de

línguas (ou dialetos) existentes, mas com a

estrutura da linguagem.

Estruturalismo

Concebendo a linguagem como um sistema de

signos, a linguística estrutural propõe investigar certos

elementos básicos que compõem, combinam-se e

estão presentes em todas as línguas, sem distinção.

O teórico mais proeminente da linguística estrutural foi

Ferdinand de Saussure (1857-1913).

Estruturalismo •No domínio das ciências sociais, o estruturalismo

também dispensa a análise histórica (ou análise

diacrônica). No transcurso do seu desenvolvimento, o

estruturalismo se opôs a todas as formas de

historicismo até então prevalecentes nas ciências

sociais, principalmente o de origem marxista.

Estruturalismo

O estruturalismo nas ciências sociais se assenta

no pressuposto de que em todas as sociedades

(sejam elas arcaicas, tradicionais ou modernas)

existe um conjunto de instituições (jurídicas,

políticas e propriamente sociais) que formam uma

unidade, uma "estrutura", um "todo coerente".

Estruturalismo

•Na perspectiva estrutural, os vários componentes (ou instituições) que estão presentes em determinada sociedade são analisados em relação à totalidade dessa mesma sociedade. Assim, a ocorrência de qualquer mudança ou modificação entre as partes constitutivas do "todo" afetam, consequentemente, o conjunto do sistema social.

Primórdios da análise estrutural

•De igual modo, Alexis de Tocqueville (1805- 1859), em O Antigo Regime e a Revolução e em

Democracia na América, trabalha com a

perspectiva estrutural nas caracterizações e

comparações das sociedades que são objetos

centrais de seus estudos.

Primórdios da análise estrutural

•Antes mesmo de o estruturalismo se tornar uma

perspectiva de análise relevante e influente nas ciências

sociais (em termos acadêmicos), alguns pensadores

sociais e políticos já haviam trabalhado com base na

abordagem estruturalista, mas sem se preocupar com a

sistemática metodológica de suas pesquisas e estudos.

Primórdios da análise estrutural

•Os exemplos clássicos que podem ser citados são os

escritos de Charles-Louis de Secondat, barão de

Montesquieu (1689-1755). E, entre eles, o principal: sua

obra O Espírito das Leis, em que são consideradas em seu

conjunto as instituições jurídicas, os regimes políticos e a

organização social como um sistema singular que forma

uma estrutura social.

Ideias centrais da teoria estruturalista

1- A sociedade de organizações:  

• Os estruturalistas ressaltam que vivemos em uma

sociedade cheia de organizações e que dependemos

destas o tempo todo. A sociedade moderna e

industrializada é uma sociedade de organizações, das

quais o homem passa a depender.

Ideias centrais da teoria estruturalista

2. O homem organizacional:  

•Enquanto a Teoria Clássica caracteriza o “homo economicus” e a Teoria das Relações Humanas

"o homem social", a Teoria Estruturalista enfoca

o "homem organizacional", àquele que

desempenha diferentes papéis em várias

organizações. 

Ideias centrais da teoria estruturalista

 

•As organizações modernas passaram a demandar um tipo especial de personalidade na qual estejam presentes a

flexibilidade, a resistência à frustração, a capacidade de

contemporizar as recompensas e o desejo constante de

realização. O desejo de receber recompensas materiais e

sociais faz com que o homem aceite desempenhar diversos

papéis sociais em seu trabalho.

Ideias centrais da teoria estruturalista

3. Os conflitos inevitáveis:  

Os conflitos entre os interesses dos empregados e os

objetivos da organização, são inevitáveis e fundamentais no

processo social. Tais conflitos são gerados por tensões que se

situam entre necessidades organizacionais e individuais, entre

níveis hierárquicos e unidades administrativas. No entanto,

quando não administrado pode levar a situação destrutiva.

Ideias centrais da teoria estruturalista

4. Incentivos mistos:  

estruturalistas, tanto os clássicos (incentivo material) quanto

os humanistas (incentivos e recompensas psicossociais)

tinham uma visão fragmentada da realidade e, portanto,

entendiam que os indivíduos necessitavam de recompensas

materiais e sociais

 

Durkheim e estruturalismo

•Sobre a condição do indivíduo na sociedade, Durkheim considera: Que o indivíduo é elemento vital para a

compreensão da vida social. Pelo método dedutivo se

pode concluir que na particularidade repousa a

generalidade. Mesmo considerando que a generalidade

está na particularidade, Durkheim acredita que apenas os

indivíduos de destaque social podem ser estudados como

um determinante social.

Durkheim e estruturalismo

•  Entre os pensadores estruturalistas está Durkheim. O pensador social tem uma visão sobre a conduta

humana diante da vida social. Para ele, assim

como para os positivistas, temos que considerar as

ciências naturais como ponto de partida para a

análise do comportamento social e individual.

Durkheim e estruturalismo

•Para ele, os indivíduos são conduzidos pelas forças sociais. Principalmente em sociedades com

uma grande dependência entre os elementos que

a compõem. A vida social é considerada uma

condição exclusivamente particular. Para cada um

há uma sensação diferente entre os elementos.

Durkheim e estruturalismo

•Desta forma, o conceito de social é sempre uma perspectiva individual. A interferência divina tem um papel central no pensamento de Durkheim. Ele considera que cada indivíduo obedece a condições distintas e está determinada a um plano divino escrito para cada ser vivo. 

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome