Ética Contábil - Apostilas - Contabilidade, Notas de estudo de Contabilidade. Universidade São Marco (UNIMARCO)
Maracana85
Maracana856 de Março de 2013

Ética Contábil - Apostilas - Contabilidade, Notas de estudo de Contabilidade. Universidade São Marco (UNIMARCO)

PDF (861.4 KB)
33 páginas
1000+Número de visitas
Descrição
Apostilas de Contabilidade sobre o estudo da ética contábil.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 33
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 12

1.1. OBJETIVO 13

1.1.1 Objetivo geral 13

1.1.2 Objetivo específico 13

1.2 Metodologia de Pesquisa 13

1.3 Desenvolvimento da Pesquisa 14

1.4 Estrutura do Trabalho 14

2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 15

2.1. ÉTICA PROFISSIONAL 15

2.1.1 Comportamento ético 16

2.2. ÉTICA NO ENSINO SUPERIOR 17

2.2.1. Papel do Docente 18

2.2.2. Papel do aluno 19

2.2.3. O ambiente em sala de aula 20

3. PESQUISA 22

3.1. METODOLOGIA DE PESQUISA 22

3.2. PREPARAÇÃO DA PESQUISA DE CAMPO 24

3.3 DESCRIÇÃO DOS DADOS 24

3.4 ANÁLISE DE DADOS 26

3.4.1 Primeiro Ano 26

3.5.2 Segundo Ano 27

3.5.3 Terceiro Ano 28

3.5.4 Quarto Ano 29

3.4.5 Análise dos docentes 30

3.5. RESULTADOS DA PESQUISA 32

docsity.com

4. CONSIDERAÇÕES FINAIS 33

APÊNDICE A 36

APÊNDICE B 38

INTRODUÇÃO

Com o passar dos anos a relação interpessoal entre professores universitários e seus alunos foi sofrendo profundas modificações. O pensamento de que era necessário um ensino rígido e com imposição de idéias, sob a alegação de ser importante para manter a ordem e, principalmente, a ética na escola, caíram por terra e deram espaço a um novo modelo de relacionamento.

Os estudantes passaram a ser mais atuantes durante o processo de ensino, obrigando uma adaptação quase que imediata por parte dos professores a esse novo conceito, onde o ensino unilateral foi substituído por um novo tipo de relacionamento, esse, mais complexo, exigiu a compreensão, por parte dos docentes, de que cada aluno mantém crenças e valores diferentes uns dos outros, e isso passaria a ser extremamente significativo nesse novo modelo de ensino.

Coube ao professor, então, a difícil missão de lecionar, levando em conta as particularidades de cada aluno, para o mais diverso público. Neste contexto, surgiu a dificuldade, por parte dos professores, de lecionar para esse novo público alvo, onde cada um tem uma visão diferente dos mais variados assuntos e, conseqüentemente, a dificuldade de falar sobre ética onde cada ouvinte tem uma visão diferente do que pode ser considerado ético ou não.

Este trabalho tem o objetivo de apresentar as varias questões éticas existentes no âmbito do ensino superior. A didática no ensino superior não pode abordar unicamente os

docsity.com

procedimentos voltados à facilitação da aprendizagem dos estudantes. Na verdade, as principais dificuldades dos professores do ensino superior referem-se à maneira com que os professores se relacionam com os estudantes.

Atualmente, torna-se imprescindível a criação de uma matéria que auxilie os professores, não apenas em relação à formulação de objetivos, à seleção de conteúdos, à determinação das estratégias de ensino ou aos procedimentos a serem adotados na avaliação de ensino, mas sim a apresentar aos mesmos um material capaz de responder questões que referem-se à maneira com que os professores se relacionam entre si, à matéria como ministram e, principalmente, as relações éticas existentes entre professores, alunos e instituição de ensino.

Para realizarmos o trabalho de comportamento ético dos alunos e professores de instituição de ensino superior no curso de Ciências Contábeis, em primeiro momento, realizamos a busca de embasamento teórico, que seriam necessários para a fundamentação do desenvolvimento do trabalho proposto.

Realizamos buscas a diversos artigos que tratam do tema, os quais nos forneceram subsídios necessários ao desenvolvimento da pesquisa.

Realizados os trabalhos de pesquisas bibliográficas, e com o embasamento necessário para realizarmos o trabalho, partimos para a parte prática do trabalho, que consiste no levantamento de dados, com questionários, destinados a alunos e professores, sobre questões éticas no ensino superior.

1.1. OBJETIVO

1.1.1 Objetivo geral

Para a definição do objetivo geral, levantou-se a seguinte questão de pesquisa, a partir da leitura a avaliação de conteúdo sobre os assuntos de ética no ensino superior: “Como é o comportamento ético dos alunos e professores de Instituições de Ensino Superior do interior paulista no curso de Ciências Contábeis no ambiente acadêmico e profissional?”

Assim o objetivo geral é analisar o comportamento ético dos professores e alunos no âmbito do ensino superior. Os objetivos específicos são descritos abaixo.

docsity.com

1.1.2 Objetivo específico

Avaliar os elementos das ações éticas dos alunos e professores, identificar os componentes das ações éticas dos mesmos, verificar a relação entre o comportamento ético do discente tanto no ambiente acadêmico como no profissional.

1.2 Metodologia de Pesquisa

Tipo de pesquisa exploratória visa desenvolver, esclarecer e modificar conceitos e idéias. Com abordagem quantitativa, pois envolve as seguintes preocupações: mensuração, causalidade, generalização e checagem da validade inicial. A forma de coleta será pesquisa de levantamento. (segundo GIL, 1999; DIEHL e TATIM, 2004 e BRYMAN, 1989).

Para a obtenção dos dados para responder a pergunta de pesquisa, é necessário a confecção de um questionário para captar a conduta de comportamento dos alunos e professores do curso de Ciências Contábeis das IES estudadas, desta forma, o levantamento de dados será feito de modo a contemplar os objetivos de pesquisa.

1.3 Desenvolvimento da Pesquisa

As etapas de desenvolvimento da pesquisa seguem a seguir:

1. Elaboração do projeto de pesquisa e definição dos elementos principais do mesmo.

2. Compreensão dos temas a serem estudados.

docsity.com

3. Pesquisa bibliográfica sobre o estado da arte nos seguintes tópicos: ética e sociedade, ética geral e profissional para as Ciências Contábeis, metodologia de pesquisa.

4. Redação da revisão bibliográfica.

5. Planejamento da pesquisa de campo, inclusive o desenvolvimento dos instrumentos de pesquisa.

6. Execução da pesquisa de campo, incluindo o teste-piloto dos instrumentos de pesquisa;

7. Análise dos resultados da pesquisa de campo.

8. Elaboração do exemplar final.

9. Entrega Final

1.4 Estrutura do Trabalho

O trabalho é composto de quatro capítulos, o primeiro deles é esta introdução, que tem o objetivo de apresentar o trabalho e a pesquisa realizada, com uma introdução, objetivo, metodologia, desenvolvimento do trabalho e ainda a estrutura dele.

No capítulo 2, é feita a revisão bibliográfica que aborda a questão da ética do profissional, conceito, função e comportamento. Ainda neste capítulo é exposta a ética no ensino superior, o papel do profissional, do aluno e o ambiente em sala de aula.

No capítulo 3 é o principal deste trabalho, pois é onde são descrito a pesquisa de campo conduzida pelas pesquisadoras, à análise e resultados da pesquisa. No quarto capítulo o trabalho é finalizado com algumas considerações finais obtidas pelos resultados da pesquisa e possíveis pesquisas futuras.

2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

docsity.com

Neste tópico do trabalho são revisados os pontos chaves para suportar a pesquisa de campo, com o intuito de mostrar a importância do tema na rotina tanto do profissional contábil como em sala de aula, durante o processo ensino-aprendizado. Primeiramente são descritos os conceitos de ética profissional e logo em seguida a ética no ensino superior.

2.1. ÉTICA PROFISSIONAL

Antes de comentar a ética profissional, é definido o conceito de Ética é o ramo da filosofia que aborda os fundamentos da moral. Conjunto de regras que orientam a conduta em uma atividade profissional.

Existem os Códigos de Ética Profissionais que tem por objetivo fixar a forma pela qual se devem conduzir os profissionais de determinadas áreas, quando no exercício profissional.

De acordo com Fortes (2002, p.108):

Os contabilistas, como classe profissional, caracterizam-se pela natureza e homogeneidade do trabalho executado, pelo tipo e características do conhecimento, habilidades técnicas e habilitação legal exigidos para o seu exercício da atividade contábil. Portanto, os profissionais da contabilidade representam um grupo específico com especialização no conhecimento da sua área, sendo uma força viva na sociedade, vinculada a uma grande responsabilidade econômica e social, sobretudo na mensuração, controle e gestão do patrimônio das pessoas e entidades.

A ética profissional está ligada ao comportamento do profissional em seu ambiente de trabalho, neste caso o professor em sala de aula, este tem que estudar para ensinar aos seus alunos a matéria atualizada, tirar dúvidas, e o auxiliar no aprendizado, para que quando o

docsity.com

mesmo sair da Instituição de Ensino Superior do curso de Bacharelado em Ciências Contábeis tenha capacidade para exercer sua profissão.

Segundo Vieira (S.d.), A Ética,

é a ciência vinculada a julgamento de apreciação moral, sobre juízos de valores amarrados à distinção entre o bem e o mal. Ela é um valor de primeira grandeza para o profissional. Nunca o contabilista deve abrir mão de certos princípios, como a honestidade e a transparência. O problema é o que fazer para manter tais princípios. É necessário desenvolver uma boa estratégia para garantir a manutenção da ética. A ética profissional indaga qual deve ser a conduta do contabilista de modo a acrescentar algo a ele mesmo enquanto ser humano, e à sociedade. Logo, falar de ética profissional é falar da realização do homem, da felicidade de cada um enquanto partícipe na construção do bem de todos, pelo desempenho da sua atividade.

Desta forma, a ética na profissão contábil é imprescindível, pois geralmente o profissional contábil lida com informações de terceiros e muitas vezes os proprietários destas informações as julgam sigilosas, então o primeiro movimento em relação à ética profissional contábil, tange no saber utilizar adequadamente a informação para fins profissionais e para satisfazer dentro da lei as necessidades de seu cliente.

Outro ponto importante ressaltado no parágrafo anterior é a questão do cumprimento das leis, este é outro fator que deriva do comportamento ético do contador, pois ele deve zelar pela moralidade da classe e, sobretudo garantir transparência dos procedimentos contábeis.

Na história contábil sabe-se que o contador que cuidava das finanças de reis e outras autoridades em cada época acabavam sendo levados pela corrupção, não apurando corretamente os resultados e mascarando outras informações financeiras, à medida que o tempo passou muitos foram os eventos trazidos pela mídia onde ainda vários representantes da classe contábil continuaram executando procedimentos não éticos em relação à profissão.

Estes fatos acabaram de certa forma, por deixar negativa a visão da sociedade a cerca do profissional contábil, porém o Conselho federal de Contabilidade aprovou em 1996 a lei 803/96 que regulamenta o Exercício do Profissional da Contabilidade. No artigo 1 desta lei diz: “Este Código de Ética Profissional tem por objetivo fixar a forma pela qual se devem conduzir os contabilistas, quando no exercício profissional.”

Neste sentido, o código de ética sugeriu ao contabilista o procedimento correto do exercício da profissão, com a finalidade de garantir a idoneidade do profissional e, também do patrimônio do cliente. Nesta lei são relacionados os princípios e as regras. Os princípios estão

docsity.com

ligados à idoneidade do profissional e as regras à disciplina que o contador deve ter com o cliente e, também para a sociedade.

2.1.1 Comportamento ético

O profissional, precisa ter um comportamento ético, ensinando aos seus alunos como trabalhar de forma correta perante a legislação, ter um bom relacionamento entre os mesmo, e com a instituição de ensino superior.

Silva e Speroni (1998, p. 78) afirmam que:

A ética profissional tem como premissa maior o relacionamento do profissional com seus clientes e com outros profissionais, levando em conta valores como a dignidade humana, auto-realização e sociabilidade.

Para Fortes (2002, p. 117):

O Código de ética profissional do Contabilista, como fonte orientadora da conduta dos profissionais da classe contábil brasileira, tem por objetivo fixar a forma pela qual se devem conduzir os profissionais da contabilidade, sobretudo no exercício das suas atividades e prerrogativas profissionais estabelecidas na legislação vigente.

O comportamento ético envolve não só as questões ensinadas pelos professores durante toda a vida acadêmica, mas também pelo convívio da pessoa na sociedade, este ensinamento e aprendizado envolvem a família e valores familiares.

Além disso, em questões profissionais, cada empresa desenvolve culturas diferentes e todas elas seguem regimes éticos, inclusive elaboram e fornecem aos seus funcionários um manual que consta todas as atitudes éticas na empresa.

Neste sentido, o comportamento ético profissional é muito amplo, porém depende muito dos valores morais individuais. Os fatores externos apenas confirmam o comportamento

docsity.com

ético dos indivíduos dentro de sua casa e com a família, primeiro elo do ser humano com a sociedade.

O contador (bacharel em Ciências Contábeis) tem intrinsecamente que seguir todos os valores éticos e morais existentes na sociedade, pois os contadores sempre estarão exercendo suas atividades controlando e gerindo o patrimônio de terceiros e isto implica muita responsabilidade.

O mau comportamento ético de acordo com normas e regras leva o contador a lesar as pessoas que confiaram a ele suas empresas ou mesmo suas informações financeiras pessoais. Muitas vezes o mau comportamento profissional deriva dos valores recebidos em casa e consequentemente este comportamento se mostrará durante o ensino superior em aulas, provas e atividades.

Assim, o próximo item trata da ética no ensino superior, e mostrando o papel de cada elemento que compõe o processo ensino-aprendizado.

2.2. ÉTICA NO ENSINO SUPERIOR

Este item trás primeiramente o papel do docente enquanto propagador dos ensinamentos aos futuros profissionais. Logo em seguida mostra-se o papel do aluno enquanto aprendiz e finaliza-se com a descrição do ambiente em sala de aula.

A Ética no Ensino Superior, trás profissionais qualificados que ocupam essa função em tempo parcial, que tem como compromisso passar aos alunos conceitos éticos que serão utilizados dentro da sala de aula e no exercício da profissão, ressaltando que os mesmos desempenham outras funções, às vezes priorizando o código de ética de outra função exercida, por às vezes se tratar de sua atividade principal.

Os professores não universitários, do ensino básico e Fundamental, não dispõem de um código de ética, pois nessa fase do ensino, é transmitido aos alunos valores ético na Vida Pessoal e Cidadania, diferenciando assim do Professor Universitário, que em algumas áreas especificas dispõe do Código de Ética, no qual é desenvolvido durante o período de formação profissional, reflexões, Consciência Profissional e dever com a Sociedade.

Segundo Gil (2006, p.267):

docsity.com

Com relação aos professores universitários, a situação é um pouco diferente. Muitos são professores em tempo apenas parcial, desenvolvendo, portanto, outra atividade, que na maioria das vezes é reconhecida como a principal, pelo menos do ponto de vista de dedicação e dos rendimentos. Quando, pois, pensam num código de ética, a primeira imagem que lhes vem à mente é a de sua outra profissão, o que se justifica, pois existem códigos para professores que atuam em algumas áreas específicas. Mas os professores não universitários no Brasil não dispõem de um código de ética profissional.

2.2.1. Papel do Docente

Conforme já exposto acima, o profissional tem que ter competência para a ocupação de seu cargo, pois ele é quem vai ensinar a estrutura, traçar a base do conhecimento que os alunos irão utilizar futuramente, para que estes sejam excelentes profissionais.

Segundo Gil (2006, p.268):

O professor precisa assegurar – se de que o conteúdo da disciplina que ministra é atualizado, significativo para os estudantes, compatível com o seu nível e ajustado aos propósitos do curso. Logo, não é eticamente aceitável aceitar o encargo de ministrar uma disciplina para a qual o professor não está preparado, por não dispor dos conhecimentos e das habilidades requeridas.

Também é importante que o professor tenha competência pedagógica. Que saiba formular objetivos apropriados, dominar os métodos e técnicas de ensino com vistas a definir aqueles que são mais adequados para o alcance dos objetivos do curso. E que desenvolva suas atividades levando em consideração a crescente diversidade dos estudantes.

Com base no que foi dito anteriormente, o professor deve estar atualizado com a disciplina, ministrando um curso com eficiência e objetividade, transmitindo confiança no que é passado, acrescido de inovações e diferindo da rotina, tornando o curso mais interessante, dinâmico e com maior credibilidade.

docsity.com

O professor deve estar preparado pedagogicamente, utilizando de técnicas apropriadas para tal curso e nível de conhecimento, que de início é diversificado, porém no decorrer do mesmo, esse nível é parametrizado e adaptado, pois a partir disso já existe um relacionamento discente e docente; acredita-se que nessa fase o professor já passou conhecimento e valores para seus alunos.

A técnica e a maneira na qual a aula deve ser ministrada em uma entidade ou até mesmo limitando em uma classe, deve ser focada no conteúdo e na diversidade de alunos, e a melhor forma de entendimento e absorção por parte destes.

Devido essa diversidade, devem-se praticar maneiras alternadas e adaptadas de lecionar, no qual o professor deve conhecer seus alunos a atender a necessidade de aprendizado de cada um, respeitando limites e valores. Esse é o perfil profissional e ético dos professores e estudantes, que freqüentam as Universidades.

2.2.2. Papel do aluno

O aluno precisa querer aprender, ter respeito e educação, e ter bom relacionamento com os professores e seus colegas, pois cada um tem costumes e valores diferentes.

A participação e colaboração do aluno são fundamentais, no momento de aprendizado, pois além de adquirir conhecimento passado pelos professores o aluno deve se empenhar e mostrar interesse em aprender.

Junto com esse empenho e interesse é necessário que haja respeito, educação e cooperação dos estudantes, ao se relacionarem com professores e colegas, pois no ambiente de ensino, há regras a serem seguidas, no qual o aluno tem papel fundamental para tornar o ambiente mais harmonioso, e eticamente propicio para que o professor passe conhecimento e o estudante absorvam tudo o que lhe foi oferecido.

Nesse ambiente a diversidade de estudantes predomina, e cada um trás para dentro da sala de aula costumes e valores, que vem de fora, do seu dia a dia, ou até mesmo do ensino anterior; essa fase seria a de adaptação e reestruturação, pois no decorrer do curso serão acrescidos na vida do estudante valores éticos que os tornarão melhores profissionais.

Segundo Artigo do GD1 (Grupo de Discussão):

O aluno do ensino superior encontra-se em permanente reestruturação moral e ética, pois inicia o processo de responsabilização e muitas vezes de conflito entre o conteúdo fornecido pelo professor e os conhecimentos adquiridos pela prática ou por experiências

docsity.com

anteriores. Os alunos estão em constante oscilação entre a heteronomia, com relações de coação, e a autonomia, com relações de cooperação. A própria instituição coloca a necessidade do respeito unilateral em relação ao professor, e em relação aos colegas o respeito mútuo. Porém, a reflexão da moral só vem a partir da autonomia, porque esta mobiliza maior responsabilidade, justiça e igualdade, levando aos princípios da ética, da boa convivência. Já a heteronomia não reflete sobre a moral, que vem de fora, por regras e normas externas, não sendo internalizadas pelo ser, originando a obediência ou desobediência da norma moral, mas não a consciência moral.

2.2.3. O ambiente em sala de aula

Dentro da sala de aula todos os alunos são iguais independentemente das dificuldades individuais e opiniões individuais a cerca dos elementos envolvidos no processo ensino- aprendizagem. O papel do discente e do docente em sala de aula deve tender para o respeito mutuo, neste sentido Gil (2009, p.269), comenta o seguinte sobre esta relação e o comportamento ético de ambos.

Segundo Gil (2006, p.269):

Os estudantes têm direito à privacidade. Isso não constitui apenas um princípio ético, mas também uma situação prevista em lei. Dessa forma, o registro de notas, o registro da freqüência, assim como as comunicações privadas entre o professor e os estudantes, devem ser tratados como material confidencial. Logo, só podem ser divulgados com o consentimento do estudante, ou em decorrência de razões pedagógicas legítimas. Da mesma forma, a discussão acerca da situação pessoal dos estudantes com outros professores ou com pessoas alheias ao estabelecimento de ensino deve ser condenada, a não ser que possam contribuir para o seu aperfeiçoamento, ou que se justifiquem por alguma outra razão.

Nota-se que o respeito baseia-se nos deveres e obrigações tanto do aluno como do professor. O aluno deve obedecer às regras da instituição e não levar assuntos pessoais aos seus docentes, a menos que seja para a melhoria da disciplina ou da estratégia de ensino do professor, ou mesmo que seja um exemplo ilustrativo de aula.

docsity.com

No que tange o docente, o cumprimento de regras e essencial ao bom relacionamento e utilização dos princípios éticos, por exemplo, cumprir com prazos de lançamento de notas, de envio de material aos alunos, não levar problemas e assuntos pessoais para as aulas, a menos que seja também para melhoria das estratégias de ensino, evitar comentários de problemas institucionais, ou de resolução por outros meios administrativos.

Sobretudo o docente deve lembrar que ele é o principal elo entre os discentes e a IES, desta forma, ele deve sempre dar exemplos dos itens do regulamento da mesma, cumprir corretamente as obrigações, pois assim, não incentivará o mau comportamento ético do aluno.

Um dos momentos mais delicados para o docente e o discente são os momentos de avaliação individual, pois muitos alunos por diversas razões tentam burlar as regras impostas pelo docente da disciplina que é o responsável e líder em sala de aula naquele momento. E o docente acaba por executar ações mais rígidas para evitar o comportamento não ético de seus alunos e ainda precisa conter-se para também não ferir os princípios éticos próprios.

O comportamento ético em sala de aula é bastante complexo, apesar de não parecer no dia-a-dia de aulas. Pois todos os alunos são seres humanos e cada um deles teve um desenvolvimento o cultural diferente apesar de pertencerem ao mesmo país e uma mesma sociedade. Como diz se no jargão popular a “criação” de cada família é diferente. Isto influencia o comportamento em sala de aula.

3. PESQUISA

A pesquisa de Campo neste trabalho é baseada nos conceitos da revisão bibliográfica, de acordo com o objetivo proposto na introdução que é analisar o comportamento ético dos professores e alunos no âmbito do ensino superior. Esta pesquisa é executada por meio de um levantamento e um questionário objetivo para alunos e professores de uma IES no curso de Ciências Contábeis.

docsity.com

Este capítulo tem a seguinte composição: primeiramente é descrita a metodologia de pesquisa estudada e utilizada; após há a preparação da pesquisa, pontos a serem levantados e composição do questionário e finalmente a descrição, análise e resultados da pesquisa.

3.1. METODOLOGIA DE PESQUISA

A metodologia de pesquisa é o estudo do método de pesquisa, estuda-se os métodos de pesquisa para que se resolva o problema proposto por uma pesquisa, após a pesquisa delimita-se os métodos para a pesquisa levando em consideração algumas variáveis importantes, como os objetivos propostos, a forma de coleta de dados e como analisam-se os dados.

Assim, o tipo de pesquisa determina a maneira de resolução do objetivo geral da pesquisa, deste modo esta pesquisa é descritiva, pois tem como objetivo principal a descrição das características de determinada população e tenta-se estabelecer relações entre variáveis estudadas na revisão bibliográficas sobre o assunto (DIEHL e TATIM, 2004).

Sobre as bases lógicas da investigação ou o método de geração de conhecimento (MIRANDA, 2005), o método utilizado nesta pesquisa é o indutivo, a generalização deriva de observações de casos na realidade concreta, as constatações particulares levam à elaboração de possíveis generalizações. Ou seja, o questionamento individual de discentes e docentes do Curso de bacharelado de Ciências Contábeis de uma determinada e os resultados deste questionamento pode gerar uma conclusão do que ocorre em outras IES que tenham o mesmo perfil da analisada.

Sobre a abordagem de pesquisa que determina o tratamento dos dados, a coleta e análise dos resultados, partindo do objetivo do estudo, permitindo ao pesquisador entender o fenômeno, assim como conduzir a pesquisa para compreender a legitimação dos problemas, soluções e critérios de prova (CRESWELL, 1994), outro fato que defini a abordagem é a natureza do problema e o nível de aprofundamento (DIEHL e TATIM, 2004).

Assim a abordagem desta pesquisa é quantitativa, porque utiliza a quantificação, e há o tratamento dos dados por meios estatísticos simples para tentar entender o comportamento ético dos discentes e docentes no curso de Ciências contábeis na determinada IES, relacionando determinadas variáveis impostas no estudo.

docsity.com

Conforme descritos o tipo, as bases lógicas e a abordagem da pesquisa agora é apurado o procedimento a ser utilizado para a resolução da pesquisa, assim, o único procedimento que cabe nesta descrição é a pesquisa de levantamento, pois caracteriza-se pelo questionamento direto das pessoas cujo comportamento se deseja conhecer (DIEHL e TATIM, 2004). Procede-se à solicitação de informações a um grupo significativo de indivíduos acerca do problema estudado, para depois obter-se conclusões relativas aos dados coletados.

As vantagens da pesquisa de levantamento são (DIEHL e TATIM, 2004): conhecimento direto da realidade, economia e rapidez e possibilidade de quantificação. Por outro lado, existem limitações que são: destaque nos aspectos perspectivos, reduzida profundidade no estudo de procedimentos relacionados ao problema e pouco possibilidade de mudança do comportamento.

|Tipo de Pesquisa |Exploratória |

|Bases lógicas da investigação |Indutiva |

|Abordagem de pesquisa |Quantitativa |

|Procedimento de Pesquisa |Levantamento |

Quadro 1 – Resumo dos métodos de pesquisa

Fonte: Elaborado pelos autores

Assim, esta pesquisa não tem o objetivo de mudar comportamentos, mas mostrar qual o comportamento atual em relação à ética dos docentes e discentes na vida acadêmica e profissional. O objeto de estudo, portanto, são os discentes e docentes do curso de Ciências Contábeis de uma determinada IES do interior do Estado de São Paulo.

docsity.com

O Quadro 3.1 resume a metodologia de pesquisa utilizada nesta pesquisa.

3.2. PREPARAÇÃO DA PESQUISA DE CAMPO

Para preparar a pesquisa de campo é necessário que se levantem os principais pontos a serem colocados no questionário, e eles são originados a partir dos objetivos específicos e as variáveis que se queira relacionar.

Desta maneira, recapitulando os objetivos específicos deste trabalho contidos na introdução: avaliar os elementos das ações éticas dos alunos e professores, identificar os componentes das ações éticas dos mesmos, verificar a relação entre o comportamento ético do discente tanto no ambiente acadêmico como no profissional. Assim para cada ponto determinaram-se as questões a serem levantadas junto aos alunos e professores.

Os questionários elaborados para cada grupo de estudo, discentes e docentes encontram- se no Anexo A, ao final deste trabalho. Algumas perguntas foram extraídas e adaptadas de outras pesquisas sobre ética tanto no meio contábil profissional como no meio acadêmico.

Os conteúdos das pesquisas focaram em atos acadêmicos e profissionais que mostram o comportamento ético dos objetos de estudo. Porém, a maior limitação desta pesquisa está na sinceridade nas respostas dadas pelas pessoas estudadas, apesar de nenhum questionário ter identificação dos respondentes, nota-se que há dificuldade nas pessoas de responder sem viés.

Sendo assim, os resultados obtidos pela pesquisa de levantamento em uma IES do Interior de São Paulo estão demonstrados nos itens 3.4, 3.5 e 3.6.

3.3 DESCRIÇÃO DOS DADOS

A pesquisa foi realizada entre os dias 01 de setembro e 20 de setembro com os discentes e docentes de uma IES do Interior de São Paulo. Os quatro anos de curso foram pesquisados, por se tratar de uma pesquisa realizada no segundo semestre de 2010, os períodos relativos à pesquisa foram os que estão no quadro 3.3.

|Ano |Semestre |Total de Alunos |Amostra |

|1º ano |2º Semestre |165 |24,85% |

|2º ano |4º Semestre |145 |29,66% |

|3º ano |6º semestre |110 |35,45% |

docsity.com

|4º ano |8º semestre |103 |36,89% |

|Total |- |523 |30,78% |

Quadro 2 – Amostra Pesquisada

Fonte: Elaborado pelos autores

Neste contexto, os alunos dos três últimos anos já haviam cursado a disciplina de ética social e profissional, geralmente ministrada de acordo com a grade curricular no segundo ano, no primeiro semestre de curso.

A amostra foi escolhida de forma aleatória, com intuito de conseguir uma amostra razoável para efeitos de análise e também de fornecer condições de generalização do comportamento destes discentes. O outro objeto de estudo foram os docentes, foram pesquisados os que ministram aulas para estas turmas neste semestre, não se levou em consideração, docente que não ministram aula no semestre analisado como parte da população.

Desta forma, foram pesquisados 10 docentes dos 14 que ministram aulas neste semestre, a pesquisa também foi realizada no mesmo período que os discentes, a amostra totalizou 71,43% da população, o que é passível de generalização para os demais docentes que não responderam a pesquisa.

O questionário continha para ambos os objetos de estudos, 10 questões objetivas com duas a três opções de resposta. Nota-se que alguns tiveram dificuldade em escolher uma delas, entretanto a limitação foi feita para facilitar a análise, pois como o assunto é muito discutível, leva-se a outros questionamentos, à medida que se abrem as alternativas de resposta.

Os pontos relevantes questionados nas perguntas foram como pode ser observados no Quadro 3.

|Questão | |

|1 |A questão é acadêmica, a resposta a) não é ética b) não é ética|

| |c) é ética. |

|2 |A questão é acadêmica, a resposta a) não é ética b) é ética. |

docsity.com

|3 |A questão é acadêmica, a resposta a) não é ética b) é ética. |

|4 |A questão é acadêmica, a resposta a) não é ética b) é ética. |

|5 |A questão é pessoal, a resposta a) não é ética b) é ética. |

|6 |A questão é profissional, a resposta a) não é ética b) é ética.|

|7 |A questão é pessoal, a resposta a) não é ética b) é ética. |

|8 |A questão é profissional, a resposta a) não é ética b) é ética.|

|9 |A questão é pessoal, a resposta a) não é ética b) é ética. |

|10 |A questão é pessoal, a resposta a) não é ética b) é ética. |

Quadro 3 - Questões discentes e assunto

Fonte: Elaborado pelos autores

3.4 ANÁLISE DE DADOS

Como já descrita a amostra anteriormente, primeiramente analisa-se os discentes por ano de curso e em seguida o total dos discentes, e depois são analisados as respostas obtidas pelos docentes.

3.4.1 Primeiro Ano

docsity.com

A Figura 1 mostra as respostas obtidas pelos alunos do segundo semestre da IES (primeiro ano), estes alunos são ingressantes e acredita-se que eles ainda não tenham tido nenhum conhecimento técnico a cerca da ética, apenas aquela aprendida em casa com a família e a exercida nas empresas que trabalham.

[pic]

Figura 3.1 Respostas 1º ano

Fonte: Elaborada pelos autores

Os alunos do 1º ano mostram-se éticos, mantendo seus valores e crenças, pois acabam de ingressar na IES, ainda não estão habituados ao novo ambiente. Com isso percebemos que a diferença de índices de respostas são muito grande e constante, o que mostra que praticamente todos os questionados tem as mesmas características, mesma opinião e ainda seguem os mesmos valores éticos.

3.5.2 Segundo Ano

A Figura 2 mostra as respostas obtidas pelos alunos do quarto semestre da IES (segundo ano), estes alunos provavelmente já tiveram a oportunidade de aprender alguns conhecimentos técnicos sobre ética, e ainda prezam pelos seus valores éticos, até mesmo aqueles aprendidos em casa e na empresa em que trabalham.

[pic]

Figura 2 - Respostas 2º ano

Fonte: Elaborada pelos autores

docsity.com

Na turma do segundo ano, não houve muitas alterações de respostas, pois os índices de respostas foram quase os mesmos do primeiro ano, porém houve alteração de respostas onde valores já se mostram diferentes, com a tendência a tirar vantagens de certas situações, porém a ética ainda se mostra com destaque nas respostas.

3.5.3 Terceiro Ano

A Figura 3 mostra as respostas obtidas pelos alunos do sexto semestre da IES (terceiro ano), estes alunos já tiveram a oportunidade de aprender alguns conhecimentos técnicos sobre ética, além dos conhecimentos éticos aprendidos em casa e no trabalho, prezam ainda a ética, porém alguns comportamentos não éticos começam a se desenvolver e transparecer entre eles.

[pic]

Figura 3 - Respostas 3º ano

Fonte: Elaborada pelos autores

As respostas dos alunos do terceiro ano não divergem muito com as dos alunos do segundo ano, porém percebemos que os alunos dessa turma começam a desenvolver e transparecer algumas atitudes não éticas, mas mesmo assim ainda prezam um pouco pelas atitudes éticas que aprenderam, começam a querer se beneficiar de algumas situações que aparecem em seus caminhos.

3.5.4 Quarto Ano

docsity.com

A Figura 4 mostra as respostas obtidas pelos alunos do oitavo semestre da IES (quarto ano), estes alunos já tiveram a oportunidade de aprender alguns conhecimentos técnicos sobre ética, além dos conhecimentos éticos aprendidos em casa e no trabalho, já não prezam tanto a ética, seus comportamentos não éticos começam a se desenvolver e transparecer valoriza mais o beneficiamento com situações não éticas.

[pic]

Figura 4 - Respostas 4º ano

Fonte: Elaborada pelos autores

Com as respostas dos alunos do quarto ano, percebe-se que seus valores éticos são deixados de lado, começam a valorizar mais os benefícios e vantagens obtidos em situações não éticas, pois com o decorrer dos anos aprendem as formas erradas que podem ser feitos determinados tipos de serviços, aprendem as malicias que existem nas empresas, mas ainda sabem distinguir o que é certo e errado, o que é ético e não é, porém alguns só pensam em se dar bem na vida, e se esquecem que também podem se dar mau e prejudicarem sua carreira como contadores.

3.4.5 Análise dos docentes

No semestre pesquisado, segundo semestre de 2010 o curso conta com 14 professores, 50% do corpo docente é bacharel em Ciências Contábeis e 50% são mestre nas áreas de negócios. Isso demonstra que todos os professores têm a formação básica em ética, além disso, aproximadamente 80% possuem atividades no mercado, onde a ética é necessária. A amostra de docentes registrada nesta pesquisa foi de 71,43%, ou seja, 10 professores 42,86% com formação em Ciências Contábeis.

As possíveis respostas do questionário aplicado aos docentes estão no Quadro 4.

docsity.com

|Questão | |

|1 |A questão é acadêmica, a resposta a) é ética b) é ética c) não |

| |é ética. |

|2 |A questão é acadêmica, a resposta a) não é ética b) é ética c) |

| |é ética. |

|3 |A questão é acadêmica, a resposta a) não é ética b) não é ética|

| |c) é ética. |

|4 |A questão é acadêmica, a resposta a) não é ética b) não é ética|

| |c) é ética. |

|5 |A questão é acadêmica, a resposta a) é ética b) não é ética. |

|6 |A questão é profissional, a resposta a) não é ética b) é ética.|

|7 |A questão é pessoal, a resposta a) não é ética b) é ética. |

|8 |A questão é profissional, a resposta a) não é ética b) é ética.|

|9 |A questão é pessoal, a resposta a) não é ética b) é ética. |

|10 |A questão é pessoal, a resposta a) não é ética b) é ética. |

Quadro 4 Questões docentes e respostas

Fonte: Elaborado pelos autores

docsity.com

O resultado obtido pelas respostas dos docentes encontra-se na Figura 5.

[pic]

Figura 5 - Respostas dos docentes

Fonte: Elaborada pelos autores

Analisando o gráfico, percebe-se que os docentes trazem valores éticos e seguem o código de ética profissional, no qual preservam a carreira acadêmica.

Com os índices acima fica evidente, que o professor não quer ser injusto com aluno, porém preserva a distinção do certo e do errado, além de possuir um senso de justiça muito forte, mantendo uma postura e um bom exemplo aos discentes, pois há regras a serem seguidas.

Na vida pessoal os professores se mostram éticos, pois assim como na vida profissional, na vida pessoal traz valores que fica bem evidente nas respostas, pois os índices éticos foram bem altos, mostrando que os professores são muito éticos tanto na vida profissional quanto na pessoal.

3.5. RESULTADOS DA PESQUISA

Mediante todo trabalho desenvolvido, nota-se que ao ingressar na faculdade, os alunos trazem consigo valores éticos, que com o decorrer do curso, não são mais praticados, todos sabem distinguir o certo do errado, porém em determinadas situações são praticadas atitudes que eticamente não são corretas para que haja beneficiamento próprio ou para algum colega, sem que prejudique alguém.

docsity.com

Os gráficos mostram que no decorrer do curso, os valores éticos se perdem e são substituídos pela melhor forma de beneficiamento.

4. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Com o passar dos anos a relação entre professores e alunos universitários foi passando por profundas alterações. Uma delas foi o pensamento de que era necessário um ensino rígido e com imposição de idéias, sob a justificativa de ser importante para manter a ordem e a ética na educação, deram lugar a um novo exemplo de relacionamento.

Os estudantes passaram a ser mais atuante durante o processo de ensino, ou seja, serem pró-ativos, obrigando um ajuste por parte dos professores neste conceito, onde o ensino unilateral foi substituído por um ensino interativo, que exigiu a compreensão, por parte dos docentes, de que cada aluno mantém crenças e valores diferentes uns dos outros.

Coube ao professor a difícil missão de lecionar, levando em conta as particularidades de cada aluno, para o mais diverso público. E não é diferente no Curso de Ciências contábeis, objeto deste trabalho.

Além disso, o aluno atualmente em acesso a muito mais informação de diversos meios que não existiam anteriormente, tornando o ensino algo mais dinâmico e ainda levando o aluno a buscar conhecimentos além daqueles contidos em aulas e livros.

Desta forma, este trabalho teve como objetivo analisar o comportamento ético dos professores e alunos no âmbito do ensino superior no curso de Ciências Contábeis em uma Instituições de Ensino Superior (IES).

Para a realização desta pesquisa foi utilizado o método de pesquisa de levantamento, abordando questões objetivas, aplicadas por meio de questionários, a cerca de determinadas situações no meio acadêmico e no meio profissional, aplicada nos alunos e professores dos 4 anos do Curso de Ciências Contábeis de um IES no interior de São Paulo.

A amostra de alunos foi de aproximadamente 32% e dos professores foi de 71%. Os resultados obtidos foram que os alunos em relação ao ambiente acadêmico mostraram-se na maioria dos casos éticos, porém em alguns pontos são pouco éticos.

No ponto de vista profissional ou como uma pessoa na sociedade os alunos também mostrarem-se éticos, exceto em dois pontos quando existem questões financeiras pequenas e quando querem chegar logo em casa após o trabalho, no entanto há diferenças nas respostas dos alunos, à medida que eles estão mais próximos aos últimos anos, mais éticos são os alunos.

Já em relação aos professores, os mesmos mostram um comportamento ético no meio acadêmico, sempre agindo de forma a preocupar-se com o bom desempenho dos alunos.

docsity.com

Perante a sociedade o comportamento foi igual ao dos alunos, o que parece ser comportamento semelhante ao de muitos seres humanos, que não fere princípios morais e não prejudica a sociedade.

A principal limitação desta pesquisa é a garantia que as respostas sejam sinceras, apesar da não identificação das pessoas. As respostas podem ser vistas na Figura 1 de todos os alunos e todos os professores em relações às questões.

O principal resultado da análise é que os alunos melhoram o comportamento ético à medida que avançam nos anos no Ensino Superior, e aprendem conceitos éticos da profissão, isso é notável nas análises do primeiro ano que ainda não tiveram a disciplina de ética.

docsity.com

5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRYMAN, A. Research methods and organization studies. London: Unwin Hyman, 1989.

DIEHL, A. A., TATIM, D.C. Pesquisa em ciências sociais aplicadas: métodos e técnicas. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

DUTRA, J. Competências: conceitos e instrumentos para gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo. Atlas, 2004.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

________. Didática do Ensino Superior. São Paulo, Atlas, 2008.

MARTINS, E; LÁZARO, P. Ética Geral e Profissional em Contabilidade. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1997.

docsity.com

PEDROSO, E. T. Pensamentos para o Agir Ético. Rio de Janeiro: Qualimark, 2006.

PELEIAS, I.R et al. Didática do Ensino da Contabilidade: aplicável a outros cursos superiores. São Paulo: Saraiva, 2006.

PERRENOUD, P. Dez Novas competências para ensinar. Porto Alegre. Artes Médicas, Sul, 2000.

SOUZA, M. C. G. de. Ética No Ambiente De Trabalho: uma abordagem franca sobre a conduta ética dos empregados.

STUMP, S. M. D.; VASCONCELOS, M.L.M.C.; ZASNICOFF, L.S. Educação Continuada E Capacitação Pedagógica De Docentes Dos Cursos Superiores De Engenharia: Iniciando A Discussão. VII ENCONTRO ENSINO EM ENGENHARIA, 2001

APÊNDICE A

QUESTIONÁRIO PARA O ALUNO

Ano

( ) 1º ( ) 2º ( ) 3º ( ) 4º

1 - No dia da prova, por mais que você estudou chega na hora dá um branco, o que você faz:

( ) olha a prova do amigo do lado para ver se é igual a sua e se for copia tudo dele;

( ) traz um lembrete de casa, por precaução;

( ) ou faz apenas o que sabe na prova, mesmo sabendo que pode ficar com uma nota baixa e ir para exame.

2- Você tem amizade com a turma que está um ano antes que você, e sabe que o professor que está dando aluna aplica a mesma prova em todos os anos, você:

( ) pede para seu amigo lhe empresar a prova dele do ano passado, suspeitando que o professor de a mesma prova pra você;

( ) ou estuda para ir bem na prova.

docsity.com

3- O professor passa a lista de chamada para que os alunos assinem, seus amigos faltaram, como você age:

( ) assina a lista pra você e para seu amigos, pois quando você falta eles fazem o mesmo;

( ) ou assina a lista apenas pra você, porém quando precisar faltar saberá que ninguém assinará seu nome.

4- Seu amigo quer prestar a atenção na aula e você não está muito afim, quer saber é de conversar, o que você faz:

( ) fica falando até que seu amigo se disperse da aula e converse com você;

( ) ou tenta prestar a atenção na aula também e deixe que seu amigo preste atenção.

5- Você bebeu demais em uma festa e suspeita que esteja acima do limite legal para dirigir. Você volta dirigindo para casa?

( ) Sim. ( ) Não.

docsity.com

6 – Você encontrou uma brecha para sonegar imposto de renda, escondendo parte de seu rendimento. Você faz isso?

( ) Sim. ( ) Não.

7- Você descobre que é possível fazer um “gato” da sua TV por assinatura pagando apenas um ponto. Você faz isso?

( ) Sim. ( ) Não.

8- Você precisa de envelopes e canetas em casa. Você os pega na empresa em que trabalha?

( ) Sim. ( ) Não.

9- Você está dirigindo, voltando para casa, às 9 horas da noite e a rua está quase vazia. Você excede o limite de velocidade em 20 Km/h para chegar em casa mais rápido?

( ) Sim. ( ) Não.

10- Um amigo oferece a você, de graça, uma cópia ilegal de um caro software de computador. Você o aceita e o instala no seu computador?

( ) Sim. ( ) Não.

docsity.com

APÊNDICE B

QUESTIONÁRIO PARA O PROFESSOR

1- Se percebesse que um aluno está olhando a prova do colega ou passando respostas da prova, como agiria:

( ) tiraria a prova do aluno e lhe dava nota zero;

( ) só advertiria verbalmente e dava-lhe outra chance;

( ) ou simplesmente fingiria que não viu nada e deixaria o mesmo impune.

2- Foi estipulada uma data para entrega de um trabalho que vale ponto para complementar a nota final, porém nem todo mundo trouxe o trabalho no dia estipulado, como você agiria:

( ) deixa os alunos que não fizeram ou faltaram entregar na próxima aula;

( ) deixa os alunos que não fizeram ou faltaram entregar na próxima aula, porém valendo metade da nota que valia para quem entregou na data estipulada;

( ) ou recolhe os trabalhos apenas dos alunos que trouxeram no dia estipulado para entrega e aceita que os outros entregue depois.

docsity.com

3- Corrigindo a prova e os trabalhos entregues pelos alunos você percebe que um aluno querido, infelizmente não conseguiu atingir a média, o que você faz:

( ) lhe dá a nota que falta para que ele possa passar para o semestre seguinte sem dependência;

( ) lhe dá algum trabalho para que possa ajudar a complementar sua nota e a passar para o próximo semestre sem dependência;

( ) coloca a nota que o aluno realmente conseguiu com a prova e os trabalhos, deixando-o de dependência.

4- A aula tem um determinado horário para terminar, porém os alunos ficam impacientes para assinar a lista ou responder a chamada para poder ir embora, qual é a sua atitude:

( ) deixa que os alunos que querem ir embora assine a lista ou deixe um papel com seu nome para que você coloque presença pra ele;

( ) passa a lista no inicio da aula para que os alunos assinem;

( ) ou segura a lista e faz a chamada ao final da aula.

5-Você percebe que a média dos alunos na sua matéria está muito baixa, o que você faz para mudar isso:

docsity.com

( ) tenta mudar a didática da sua aula e procura saber qual é a dificuldade dos alunos;

( ) ou continua com a mesma didática e não se preocupa com os alunos, e quem quiser aprender que vá pesquisar sobre a matéria.

6 – Você encontrou uma brecha para sonegar imposto de renda, escondendo parte de seu rendimento. Você faz isso?

( ) Sim. ( ) Não.

7- Você descobre que é possível fazer um “gato” da sua TV por assinatura pagando apenas um ponto. Você faz isso?

( ) Sim. ( ) Não.

8- Você precisa de envelopes e canetas em casa. Você os pega na empresa em que trabalha?

( ) Sim. ( ) Não.

docsity.com

9- Você está dirigindo, voltando para casa, às 9 horas da noite e a rua está quase vazia. Você excede o limite de velocidade em 20 Km/h para chegar em casa mais rápido?

( ) Sim. ( ) Não.

10- Um amigo oferece a você, de graça, uma cópia ilegal de um caro software de computador. Você o aceita e o instala no seu computador?

( ) Sim. ( ) Não.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome