Exercicios de f, Exercícios de Física. colegio dez
LiaMelo
LiaMelo21 de Julho de 2015

Exercicios de f, Exercícios de Física. colegio dez

DOCX (1.0 MB)
3 páginas
716Número de visitas
Descrição
exercicios
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento

FÍSICA

Professora: Lívia Melo

AS 3 LEIS DE NEWTON - EXERCICIOS

1º LEI DE NEWTON – Lei da Inércia

Um objeto que está em repouso ficará em repouso a não ser que uma força resultante atue sobre ele. Um objeto que está em movimento não mudará a sua velocidade a não ser que uma força resultante atue sobre ele. O corpo tende a resistir ao movimento.

2º LEI DE NEWTON – Lei da Dinâmica

A resultante das forças aplicadas tem intensidade igual ao produto da massa do corpo e da sua aceleração, a direção e o sentido iguais ao do vetor aceleração do corpo.

3º LEI DE NEWTON – Lei da Ação e Reação

Newton afirmava que toda força que atua num corpo tem que resultar da interação dele com outro corpo, isto é, se uma força atua num corpo deve haver um outro corpo que está na origem dessa força.

Se esse outro corpo é a mão B, então o corpo A exerce uma força – F na mão.

Logo, sempre que duas superfícies se tocam a Lei da ação e reação está agindo.

EXERCICIOS

1 - O bloco da figura tem massa igual a 4 kg e encontra-se em repouso sobre um plano horizontal liso. Num determinado instante, aplicam-se sobre ele duas forças horizontais constantes F1 e F2, de intensidades 30 N e 10 N, respectivamente. Determine a intensidade, a direção e o sentido da aceleração adquirida pelo bloco.

2 – Um corpo de 2,0 kg de massa é submetido à ação simultânea e exclusiva de duas forças de intensidades iguais a 6 N e 8 N, respectivamente. Determine o valor da aceleração desse corpo.

3 - O gráfico mostra o módulo da aceleração de um carrinho em função do módulo da força que lhe é aplicada. Qual a massa do carrinho?

4 - Em cada caso, represente as forças horizontais que agem nos corpos das figuras.

5 – Consideremos um corpo de massa igual a 6 kg em repouso sobre um plano horizontal perfeitamente liso. Aplica-se uma força horizontal F = 30N sobre o corpo conforme a figura. Admitindo-se g = 10 m/s2, determine:

a) a aceleração do corpo

b) a reação do plano de apoio

6 – Discuta o que deve acontecer com um astronauta, fora de sua nave, no espaço, que empurra uma pedra que tem a mesma massa que ele. E se essa pedra tivesse uma massa maior ou menor que o astronauta?

7 - Um soldado, ao iniciar seu treinamento com um fuzil, recebe a seguinte recomendação: "Cuidado com o coice da arma". O que isso significa?

8 - Em Júpiter, a aceleração da gravidade tem módulo igual a 26 m/s2, enquanto na Terra é de 10 m/s2. Qual seria, em Júpiter, o peso de um astronauta que na Terra corresponde a 800 N?

9 - “A uma ação corresponde uma reação de mesmo módulo à ação, porém de sentido contrário”. Essa afirmação corresponde a qual lei? Marque a alternativa que a enuncia.

a) Primeira Lei de Newton b) Segunda Lei de Newton c) Terceira Lei de Newton d) Lei da Gravitação Universal e) Lei da Inércia

FORÇA DE ATRITO

Quando empurramos ou puxamos um corpo qualquer, percebemos que existe certa dificuldade, e, em alguns casos, verifica-se que o corpo não entra em movimento. O que ocorre é que toda vez que puxamos ou empurramos um corpo, aparece uma força que é contrária ao escorregamento do corpo. Essa força é chamada Força de Atrito. O atrito é provocado pela aspereza, ou seja, pela rugosidade superfícies em contato. Quando uma superfície é esfregada na outra, tendem a se interpenetrarem, oferecendo, assim, uma resistência ao movimento relativo.

Existem dois tipos de força de atrito:

a) força de atrito estático.

b) força de atrito cinético.

Tanto um quanto o outro estão sempre contrários à tendência de escorregamento ou ao escorregamento dos corpos.

Força de atrito estático

É a força que está contrária à tendência de escorregamento. Por exemplo, quando queremos trocar um sofá de lugar, tentamos empurrá-lo ou puxá-lo até onde queremos que ele fique. No entanto, em alguns casos percebemos que ele não sai do lugar, pois a força que imprimimos sobre ele não é suficientemente grande para que ele possa sair do estado de repouso. O que acontece é que a força de atrito tem a mesma intensidade que a força que aplicamos sobre o sofá para movê-lo de lugar. Essa força, que aparece quando os corpos estão em repouso, é chamada força de atrito estático.

Força de atrito cinético

Também chamada de força de atrito dinâmico, é a força de atrito que aparece quando os corpos estão em movimento; ou seja, ele é contrário ao escorregamento dos corpos. Por exemplo, quando um carro está se movendo em uma estrada e precisa ser freado bruscamente, o carro para. No entanto, esse fato só ocorre em razão da força de atrito – contrária ao movimento – existente entre os pneus e o asfalto.

1 - O atrito é necessário para caminharmos? Por quê?

2 - No espaço não existe atrito algum. Será que uma nave espacial pode manter velocidade constante com os motores desligados?

3 - Na superfície congelada de um lago, praticamente não existe atrito. Um carro, partindo do repouso, poderia mover-se sobre uma superfície assim?

4 - Um dinamômetro possui suas duas extremidades presas a duas cordas. Duas pessoas puxam as cordas na mesma direção e sentidos opostos, com força de mesma intensidade F = 100N. Quanto marcará o dinamômetro? a) 200N b) 0 c) 400N d) 50N e) 100N

5 - Represente as forças Peso e a Reação Normal sobre um bloco na vertical e na horizontal

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome