Extração do Limoneno - Apostilas - Engenharia de Alimentos, Notas de estudo de . Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
Sel_Brasileira
Sel_Brasileira4 de Março de 2013

Extração do Limoneno - Apostilas - Engenharia de Alimentos, Notas de estudo de . Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

PDF (199.3 KB)
6 páginas
2Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
Apostilas de engenharia de alimentos sobre o estudo da Extração do limoneno através da casca da laranja, e analise cromatografica utilizando o método de cromatografia de camada delgada.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 6
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo

EXTRAÇÃO DO LIMONENO A PARTIR DA CASCA DE LARANJA

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO..........................................................................................3

2. OBJETIVO................................................................................................3

3. METODOLOGIA.......................................................................................4

3.1 MATERIAIS E REAGENTES.................................................................4

3.1.1. Materiais.............................................................................................4

3.1.2. Reagentes..........................................................................................4

3.2. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL.....................................................4

4. RESULTADOS E DISCUSSÕES..............................................................5

5. CONCLUSÃO............................................................................................6

6. BIBLIOGRÁFICAS....................................................................................7

7. QUESTIONARIO.......................................................................................8

1. Introdução

As essências ou aromas das plantas devem-se principalmente aos óleos essenciais. Os óleos essenciais são usados, principalmente por seus aromas agradáveis, em perfumes, incenso, temperos e como agentes flavorizantes em alimentos. Alguns óleos essenciais são também conhecidos por sua ação antibacteriana e antifúngica. Outros são usados na medicina, como a cânfora e o eucalipto.

Os maiores constituintes das essências são os terpenos e outros derivados oxigenados. Terpenos são estruturas compostas de unidades de isopreno combinado na forma de "head-to-tail" ou cabeça-cauda. Limoneno, o qual é mais largamente distribuído cíclico terpeno das plantas, é o principal ingrediente do óleo de laranja (90 a 95%) e é achado no óleo de limão, óleo de alcaravia, e em muitas outras essências.

Para a extração do limoneno um dos métodos utilizados é o de destilação, que é uma operação que consiste na separação de líquidos de suas eventuais misturas, por passagem de vapor e

docsity.com

posterior condensação com retorno ao estado líquido, com o auxílio de calor e/ou redução de pressão.

Dentre os principais métodos de destilação utilizados na extração do limoneno estão os seguintes:

Destilação Simples: consiste na vaporização de um líquido por aquecimento seguido da condensação do vapor e recolhimento do condensado num frasco apropriado. A destilação simples tem aplicações para separar um líquido de impurezas não voláteis (em solução no líquido) de um solvente usado numa extração, ou excepcionalmente, para separar líquidos de ponto de ebulição afastados.

Destilação por Arraste a Vapor: empregada para destilar substâncias que se decompõem nas proximidades de seus pontos de ebulição e que são insolúveis em água ou nos seus vapores de arraste.

Estas operações baseiam-se no fato de que, numa mistura de líquidos imiscíveis, o ponto de ebulição será a temperatura na qual a soma das pressões parciais dos vapores é igual à da atmosfera, o que constitui uma decorrência da Lei das Pressões Parciais de Dalton.

2. Objetivo

Extrair o limoneno através da casca da laranja, e analisá-lo cromatograficamente utilizando o método de cromatografia de camada delgada.

3.Metodologia

3.1 Materiais e Reagentes

3.1.1 Materiais

* Termômetro

* Funil de separação

* Balão de destilação

* Suporte para funil

* Bastão de vidro

* Elevador

* Mangueiras de silicone

docsity.com

* Manta aquecedora

* Condensador

* Suporte universal

* Béquer de 250 mL, 50 mL

* Erlenmeyer de 125 mL

* Proveta de 10 mL

* Pisseta

* Placa cromatográfica

* Garra

* Rolha

* Banho Maria

3.1.2 Reagentes

* Diclorometano (CH2Cl2)

* Hexano (C6H14)

* Acetato de etila (CH3COOCH2CH3)

* Sulfato de sódio (Na2SO4)

* Água destilada

3.1 Procedimento Experimental

►PARTE A : Extração do limoneno por destilação simples.

1.Descasque cuidadosamente várias laranjas e pese o material obtido.

2.Transfira o material para um balão de destilação e cubra com água até cobrir as cascas.

3.Inicie a destilação aquecendo o sistema.

4.Colete o óleo após 2 horas de aquecimento.

docsity.com

5.Observar aroma, cor e outras características do líquido.

6.Transfira o destilado para um funil de separação

7. Lave o sistema com 15 ml de CH2Cl2.

8. Faça o processo de extração.

9. Separe as duas fases.

10. Combine as fases orgânicas, seque com sulfato de sódio anidro.

11. Filtre.

12. Evapore o solvente em evaporador rotativo usando temperaturas do banho < 40°C.

13. Determine a massa do material obtido.

14. Calcule o rendimento.

►PARTE B: Análise do limoneno por cromatografia de camada delgada

Preparar um sistema hexano/acetato 4:1.

Preparar uma cuba com esse sistema.

Pegar uma placa cromatográfica com a professora.

Aplicar o óleo na extremidade da placa e colocar na cuba.

Revelar a placa e calcula o índice de retenção (Rf).

4. Resultados e Discussões

O limoneno é uma monoterpeno que ocorre em cascas de frutas cítricas, e tem também um forte cheiro genérico da citricultura. Muitos terpenos tem odor forte, como carvona (hortelã ou alcaravia). Curiosamente, limoneno é barato e abundante o suficiente para usar como um desengraxante não agressivo ao ambiente ou como solvente.

docsity.com

Os óleos essenciais são óleos voláteis que são retirados da casca das frutas cítricas. Durante o processo de extração do suco, as bolsas de óleo da casca se rompem, liberando o produto, que é então removido por meio de jatos de água.

O limoneno é um líquido incolor, com leve odor cítrico, obtido da destilação do licor cítrico. Este licor provem da prensagem do resíduo úmido da laranja (casca, bagaco, sementes) após a extração do suco. O óleo de laranja é uma mistura complexa que pode conter até 300 diferentes

compostos químicos que se dividem em duas frações, a não volátil composta principalmente por carotenóides, flavonóides e coumarinas; e a volátil composta por aldeídos; valenceno; álcoois, como linalol, e ésteres. Devido à composição do óleo essencial cetonas; hidrocarbonetos terpênicos, como limoneno, mirceno e valenceno; álcoois, como linalol, e ésteres.

5.Conclusão

Neste estudo, que a extração foi eficiente quando Conduzida entre 40°C, uma vez que os constituintes do óleo se degradam acima desta temperatura. As condições mais adequadas para extração de óleo essencial de Citrus sinensis foram obtidas para casca triturada, que apresentou melhores rendimentos.

6. Bibliografia

http://www.infopedia.pt/$destilacao

http://www.agracadaquimica.com.br/index.php?&ds=1&acao=quimica/ms2&i=2&id=585

http://oleosessenciais.org/category/padroes_tipos/padroes/i_l_padroes/limoneno/

http://quimicaessencial.blogspot.com.br/2008/11/limoneno-na-preveno-do-cncer.html

7. Questionário

1. Por que foi utilizado este tipo de destilação? Poderia ser feito o outro tipo de destilação?

docsity.com

Porque muitos componentes dos óleos essenciais têm ponto de ebulição muito alto. Os óleos essenciais mais água (vapor) formam uma mistura imiscível, sendo que estas misturas podem ser destiladas, usando a destilação por arraste de vapor, a uma temperatura menor que 100°C. Sim, destilação á vácuo, a vantagem é poder purificar líquidos que se decompõem antes mesmo de entrarem em ebulição ou que precisam de elevadas temperaturas para serem destilados.

2. Em que ocasiões utilizamos a destilação por arraste a vapor?

A destilação por arraste de vapor é uma destilação de misturas imiscíveis de compostosorgânicos e água. Misturas imiscíveis não se comportam como soluções. Os componentes de uma mistura imiscível "fervem" a temperaturas menores do que os pontos de ebulição dos componentes o individuais. Enquanto ambos componentes da mistura estiverem destilando junto, o ponto de ebulição ficará constante. Portanto, uma mistura de compostos de alto ponto de ebulição e água pode ser destilada à temperatura constante e menor que 100°C, que é o ponto de ebulição da água.

3. Qual a função dos agentes dessecantes? De exemplos de agentes dessecantes.

Agente dessecante são substâncias químicas capazes de absorver ou adsorver água, assim como outras substâncias. Exemplos de dessecantes mais comuns: sílica gel, sulfato de cálcio, cloreto de cálcio, argila diatomácea.

4. Explique o funcionamento de uma destilação por arraste a vapor.

O princípio de funcionamento da destilação por arraste de vapor é feita quando o vapor de água passa pela membrana das células arrastando substâncias solúveis e insolúveis sem água e posteriormente realiza-se uma extração utilizando solventes orgânicos. Esse processo é muito utilizado para separar e purificar compostos orgânicos

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome