fibromialgia e espondilite anquilosante - Apostilas - Reumatologia, Notas de estudo de Reumatologia. Faculdade Medicina Estadual (ISEP)
Tucupi
Tucupi11 de Março de 2013

fibromialgia e espondilite anquilosante - Apostilas - Reumatologia, Notas de estudo de Reumatologia. Faculdade Medicina Estadual (ISEP)

PDF (120 KB)
2 páginas
1000+Número de visitas
Descrição
Apostilas de Reumatologia sobre o estudo da fibromialgia e espondilite anquilosante, artriíte reativa, artrite psoriatica.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização2 páginas / 2
baixar o documento

FIBROMIALGIA – não inflamatório; – artromialgia difusa crônica + tender points; – mulheres ansiosas, com alteração de sono, depressão; – diminui NOR e 5-HT no SNC, aumenta substância P no líquido cefalorraquidiano; – aumenta percepção da dor; – diminui sono REM; – acometimento axial; – (sensação de) edema (peri)articular; – rigidez matinal não-inflamatória; – parestesias; – dx diferencial: Sjörgen, AR; – tto: ADT, ISRS, ASRN (esse, só se também houver DM).

ESPONDILOARTRITES (Ea): – axiais: EA, não-radiológica; – periféricas: artrite reativa, artrite psoriática, artrite enteropática e Ea indiferenciada; – atinge + ênteses que sinóvias; – alterações ao RX: sacroileíte e/ou enteropatia; – HLA-B27 (se positivo, uveíte) 90% positivo na EA, 60% nas outras axiais; – inflamação no disco vertebral → corpo vertebral → dor; – oligoartrite de grandes articulações (princ. Joelhos); – menos comum: padrão reumatoide; – associações: DII; – Ea juvenil é comum; – gatilho: bactéria intestinal; – inflamação flutuante → erosão óssea → diminui inflamação → reparo tecidual →

sindesmófitos (diferente da AR, em que a inflamação persiste e leva à erosão); – foco inflamatório = disco intervertebral → subcondral → erosão → ativa osteoblastos →

sindesmófitos → fusão d acoluna em bambu por ossificação discal; – fusões: coluna, sínfise púbica, tendão aquileo, sacroilíaca; – lombalgia inicial inflamatória, com dor noturna e rigidez matinal prolongada. Dor alternante

no glúteo, insidiosa, melhora com exercício; – EaA = lombalgia > 3 meses em < 45 anos, sacroileíte, entesite, uveíte, dactilite, psoríase,

DM, responde a AINEs, PCR elevado; – EaP = artrite, entesite, dactilite, uveíte, psoríase, DII; – RNM: osteíte (edema medular subcondral) sugestiva de sacroileíte mandatória. STIR mostra

inflamação.

ESPONDILITE ANQUILOSANTE (EaA): – inflamação axial; – homens 20-30a; – gonartrite; – entesite de aquileo; – Schöber positivo; – doença avançada = posição do esquiador; – lombalgia + rigidez > 3m, melhora com exercício; – manifestações extra-articulares: uveíte, psoríase, DII; – tto: natação, AINEs (3m). Se BASDAI não diminuir, adicionar anti TNF (não altera

docsity.com

formação óssea, então não tirar AINEs); – limita expansibilidade torácica e mobilidade axial;

ARTRITE REATIVA (EaP): – sinovite estéril com gatilhod e infecção extra-articular por Salmonella, Yersinia ou

Clamydia; – Ag bacteriano pode ser encontrado na sinóvia, mas a bactéria não; – mimetismo molecular; – artrite assimétrica de MMII, com evidências de infecção prévia; – queratoderma blenorrágico, balanite circinada;

ARTRITE PSORIÁTICA (EaP): – artrite inflamatória + psoríase; – fator reumatoide negativo; – oligoartrite assimétrica ou de padrão reumatoide; – IFDs muito atingidas, sendo 80% com psoríase ungueal; – mutilante, destrói as interfalângicas; – dactilite; – RX com ossificação perto das margens de articulações de mãos e pés; – tto: DMARDs (sulfassalazina, metatrexato – esse também é bom para psoríase. Não usar

hidroxiclorquina, que piora psoríase), AINEs, anti-TNF, injeção de esteroides para dactilite e/ou entesite;

ARTRITE ENTEROPÁTICA: – acometimento axial e periférico; – manifestação extra-intestinal mais comum da DDI; – manifestações extra-articulares relacionadas ao conceito:

– ocular, cutânea, intestinal, urogenital; – com efeito dos medicamentos clássicos para Ea; – com efeito do anti-TNF;

– manifestações extra-articulares não relacionadas ao conceito: – ápice pulmonar, renal, aortite, medular; – ocorrem em doença prolongada; – sem efeito dos medicamentos clássicos;

– uveíte relaciona-se ao HLA-B27.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
baixar o documento