Filosofia medieval pensamento cristao exercicios, Projetos de Literatura
yan_soares
yan_soares6 de Junho de 2016

Filosofia medieval pensamento cristao exercicios, Projetos de Literatura

PDF (287.2 KB)
3 páginas
143Número de visitas
Descrição
Medieval
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento

1 | Projeto Medicina – www.projetomedicina.com.br

Exercícios com Gabarito de Filosofia Filosofia Medieval - Pensamento Cristão

01. Para Santo Tomás, filosofia e teologia são ciências distintas porque: a) A filosofia se funda no exercício da razão humana e a teologia na revelação divina. b) A filosofia é uma ciência complementar à teologia. c) A filosofia nos traz a compreensão da verdade que será comprovada pela teologia. d) A revelação é critério de verdade, por isso não se pode filosofar. e) A teologia é a mãe de todas as ciências e a filosofia serve apenas para explicar pontos de menor importância. 02. Na triplicidade das faculdades da alma, Santo Agostinho descobre um vestígio da Trindade. A unidade da pessoa, que tem essas três faculdades intimamente entrelaçadas, mas não é nenhuma delas, é a do eu, que recorda, entende e ama, como perfeita distinção, mas mantendo a unidade da vida, da mente e da essência. Quais são as três faculdades da alma para Santo Agostinho? a) memória, inteligência e vontade. b) memória, inteligência e imortalidade. c) generacionismo, inteligência e vontade. d) imortalidade, generacionismo e vontade. e) generacionismo, imortalidade e inteligência. 03. Santo Tómas de Aquino demosntra a existência de Deus de cinco maneiras, que são conhecidas como cinco vias. 1. Pelo movimento. 2.Pela causa eficiente. 3.Pelo contingente e pelo necessário. 4.Pelos graus da perfeição. 5.Pelo ontologia. 6.Pela finalidade do ser. 7.Pela contingência dos entes. Os argumentos que pertencem à prova apresentada por São Tómas de Aquino são: a) Apenas os argumentos 1,2,3,4 e 5. b) Apenas os argumentos 1,2,3,5 e 6. c) Apenas os argumentos 1,2,3,4 e 6. d) Apenas os argumentos 2,3,4,5 e 6 e) Apenas os argumentos 3,4,5,6 e 7. 04.O trecho que segue foi extraído das Confissões, de Santo Agostinho: "Quem nos mostrará o Bem? Ouçam a resposta: está gravada dentro de nós a luz do vosso rosto Senhor. Nós não somos a luz que ilumina a todo homem, mas somos iluminados por Vós." A partir dos seus conhecimentos sobre as filosofias de Santo Agostinho e

Tomás de Aquino, identifique qual das afirmações abaixo está CORRETA: a) As cinco vias de Tomás de Aquino são argumentos diretos e evidentes da existência de Deus. Partem de afirmações gerais e racionais sobre a existência, para chegar a conclusões sobre as coisas sensíveis, particulares e verificáveis sobre o mundo natural. b) Os argumentos de Santo Agostinho que provam a existência de Deus denotam a influência direta que ele teve do pensamento de Aristóteles, principalmente da Metafísica. c) Para Santo Agostinho, a irradiação da luz divina faz com que conheçamos imediatamente as verdades eternas em Deus. Essas verdades eternas e necessárias não estão no interior do homem, porque seu intelecto é mutável e contingente. d) Tomás de Aquino construiu uma argumentação para provar a existência de Deus à luz das ideias de Platão e de vários fragmentos da Bíblia. e) Para Santo Agostinho, a irradiação da luz divina atua imediatamente sobre o intelecto humano, deixando-o ativo para o conhecimento das verdades eternas. Essas verdades, necessárias e imutáveis, estão no interior do homem. 05. Durante a Idade Média, a questão dos universais foi um dos grandes problemas debatidos pelos filósofos da época. Realismo, conceitualismo e nominalismo foram as soluções típicas do problema. Outra preocupação da época foi o da possibilidade ou impossibilidade de conciliar fé e razão. Santo Agostinho, sobre a relação fé e razão, protagonizou uma tese que se pode resumir na frase: "Credo ut intelligam" (Creio para entender). A partir dos seus conhecimentos sobre a questão dos universais e da filosofia medieval, identifique as proposições verdadeiras: I - O apogeu da patrística aconteceu no século XIII com Santo Tomás de Aquino (1225-1274), que, retomando o pensamento de Platão, fez a síntese mais bem elaborada da filosofia com o cristianismo durante a Idade Média. II - O pensamento filosófico medieval, a partir do século IX, é chamado de escolástica. A filosofia escolástica tinha por problema fundamental levar o homem a compreender a verdade revelada pelo exercício da razão, contudo apoiado na Auctoritas, seja da Bíblia, seja de um padre da Igreja. III - Para os nominalistas, o universal é apenas um conteúdo da nossa mente, expresso por um nome. O que significa dizer que os universais são apenas palavras, sem nenhuma realidade específica correspondente. IV - No conceitualismo de Pedro Abelardo, os universais são conceitos, entidades mentais, que não existem na realidade, nem são meros nomes. V - De acordo com a teoria da iluminação de Santo Agostinho, o ser humano recebe de Deus o conhecimento das verdades eternas. Tal como o sol, Deus ilumina a razão e torna possível o pensar correto. Em verdade, Santo

2 | Projeto Medicina – www.projetomedicina.com.br

Agostinho não conflita a fé com a razão, sendo esta última auxiliar e subordinada da fé. Assinale a alternativa que contém as afirmativas VERDADEIRAS: a) I, II e III b) I, III e V c) II e V d) I, II e IV e) II, III, IV e V 06. Pedro Abelardo foi um filosofo medieval que participou de uma acirrada disputa filosófica no século XII. Essa disputa centrava-se sobre: a) a existência de Deus. b) o predomínio da fé sobre a razão. c) a questão da existência dos universais. d) a presença do mal no mundo. e) a morte da alma. 07. O filosofo grego que maior influência exerceu sobre Santo Tómas de Aquino foi: a) Platão. b) Aristóteles. c) Sócrates. d) Heráclito. e) Parmênides. 08. Para Santo Tómas de Aquino, um dos princípios do conhecimento humano era o princípio da causa eficiente. Esse princípio da causa eficiente exigia que o ser contingente: a) não exigisse causa alguma. b) fosse causado pelo intelecto humano. c) fosse causado pelo ser necessário. d) fosse causado por acidentes casuais e) fosse causado pelo nada. 09. Assinale a alternativa que responde CORRETAMENTE à pergunta abaixo: Sabemos das lutas de Santo Agostinho contra as heresias, especialmente no que tange às suas interpretações do sentido histórico da religião cristã. Uma destas heresias foi o Pelagianismo. Segundo Santo Agostinho, em que consiste o erro a que essa heresia conduz? a) Todos os seres humanos são hereges. b) Se não há pecado original, então tampouco pode haver a missão salvadora de Jesus Cristo. c) O ser humano é mau por natureza, não por escolha. d) Deus, ao criar o ser humano, também criou o mal. e) Não há como superar o mal.

10. A Patrística é o primeiro momento da filosofia cristã. Sobre esta tendência filosófica, leia as seguintes afirmativas: I. A Patrística é um movimento de pensadores cristãos que procura justificar teórica e filosoficamente a concepção de vida e de mundo depreendida da Bíblia. II. Boécio não é considerado um pensador da Patrística. III. Plotino é um pensador considerado como participante da patrística. IV. A Patrística sempre rejeitou a filosofia Greco-romana em seu todo. V. Santo Agostinho é considerado o maior pensador da Patrística latina. VI. Um dos temas fundamentais da Patrística é a discussão do sentido da Santíssima Trindade. Assinale a alternativa CORRETA: a) Somente as afirmativas I,II e IV são corretas. b) Somente as afirmativas I,II,V e VI são corretas. c) Somente as afirmativas III, V e VI são corretas. d) Somente as afirmativas I,V e VI são corretas. e) Somente as afirmativas II, V e VI são corretas.

3 | Projeto Medicina – www.projetomedicina.com.br

GABARITO 1. A 2. A 3. C 4. E 5. E 6. C 7. A 8. C 9. B 10. D

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome