Fisiologia do coração - Apostilas - Enfermagem, Notas de estudo de . Universidade Federal da Bahia (UFBA)
Pamela87
Pamela8727 de Fevereiro de 2013

Fisiologia do coração - Apostilas - Enfermagem, Notas de estudo de . Universidade Federal da Bahia (UFBA)

PDF (1.9 MB)
77 páginas
1000+Número de visitas
Descrição
Apostilas sobre a fisilogia do coração, anatomia, sistema circulatório, localização, forma, válvulas, sistema de condução.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 77
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo

Fisiologia do coração

docsity.com

Sistema circulatório

Anatomia do Coração

 Coração: Órgão central do sistema circulatório  Sangue: meio que forne

nutrientes, O2, hormonas e recebe os produtos finais do metabolismo (CO2)  Vasos sanguíneos: tubos pelos quais o sangue circula

(http://sbs.umkc.edu/bio734/ heart-lungs)

Há três tipos de vasos sanguíneos: artérias, veias e capilares

docsity.com

Circuito Pulmonar e Sistémico

Anatomia do Coração

 Circuito pulmonar Transporta o sangue pobre em oxigénio do coração para os pulmões e traz o

sangue oxigenado de volta ao coração

 Circuito sistémico Conduz o sangue rico em oxigénio do coração para as partes do corpo

excepto os pulmões e traz este de volta ao coração

(http://www.bombeirosemergencia.com.br/sistemacirculatorio )

docsity.com

Localização do coração

Anatomia do Coração

(S ilverthorn, Human physiology)

 Situa-se na porção mediana da cavidade torácica, encontrando-se separado pelo diafragma  Projecta-se na coluna vertebral, nas vértebras dorsais estando separado destas pelo esófago e aorta torácica  Situa-se na face interna dos pulmões, num local denominado mediastino

docsity.com

Forma do Coração

Anatomia do Coração

(http://www.phschool.com)

docsity.com

Coração: sua importância

Anatomia do Coração

 O coração é um órgão cuja função está associada à produção de pressão para que o sangue

possa chegar à totalidade de células presentes no organismo O sangue desloca-se de uma zona de maior pressão para uma zona de menor pressão

(http://www.julius-ecke.de/)

docsity.com

Considerações anatómicas

Anatomia do Coração

(http://www.hmc.psu.edu/)

(http://www.hmc.psu.edu/)

docsity.com

Coração direito

Anatomia do Coração

 É constituído pela aurícula e ventrículo direito que comunicam entre si pelo orifício aurículo- ventricular  A aurícula direita é uma câmara de parede fina que recebe o sangue venoso  O ventrículo direito comunica com a artéria pulmonar que leva o sangue pobre em oxigénio para os pulmões

(http://www.bombeirosemergencia.com.br)

docsity.com

Coração esquerdo

Anatomia do Coração

 A aurícula esquerda apresenta uma espessura maior que a direita assim como o ventrículo

esquerdo é mais desenvolvido que o direito  Esta aurícula re que trazem o sangue arterial vindo dos pulmões  O ventrículo esquerdo bombeia o sangue arterial para a artéria aorta e desta o sangue é encaminhado para todas as partes do corpo

(http://www.bombeirosemergencia.com.br)

docsity.com

Fluxo sanguíneo e válvulas

Anatomia do Coração

(S ilverthorn, Human physiology)

(http://www.healthedonline.com)

 A existência de quatro válvulas cardíacas assegura o funcionamento do coração e o modo

unidireccional como o sangue se desloca  As válvulas alé sanguíneo evitam o retrocesso de sangue no sistema

docsity.com

Válvulas

válvulas aurículoventriculares (AV): asseguram a saída do sangue das aurículas para os ventrículos  válvulas tricúspide e bicúspide ou mitral

Anatomia do Coração

Válvulas semilunares: permitem a saída de sangue dos ventrículos para as artérias  válvulas pulmonar e aorta

(in http://www.edwards.com/)

docsity.com

Abertura e fecho das válvulas

Anatomia do Coração

(http://ADAM.com)

 As válvulas tricúspide e bicúspide não permitem que o sangue regresse às aurículas devido à

existência de cordas tendíneas ligadas aos músculos papilares situados no interior dos ventrículos  As válvulas semilun aorta deixam os ventrículos

(http://ADAM.com)

docsity.com

Parede do Coração

Anatomia do Coração

 Endocárdio: Camada fina, interna de endotélio  Mioc

cardíaco  Epicárdio: Membrana externa fina que cobre

(Silverthorn, Human Physiology)

 Pericárdio: Membrana dupla com membrana

externa rija e fibrosa que ancora o coração. Fluido pericárdico no interior diminui fricção entre camadas.

(Medline Plus, http://medlineplus.gov)

(Silverthorn, Human Physiology)

docsity.com

Pericárdio

 Pericardite

Anatomia do Coração

Inflamação do saco pericardial devido a infecção viral ou bacteriana. Fricção dolorosa entre membranas

(Medline Plus, http://medlineplus.gov)

 Tamponamento cardíaco Acumulação de sangue no saco pericardial devido a hemorragia

Compressão do coração Limita quantidade de sangue que entra no coração

(Medline Plus, http://medlineplus.gov)

docsity.com

Células musculares cardíacas

99% células musculares contrácteis

Anatomia do Coração

1% células cardíacas especializadas do sistema de condução, não contrácteis com despolarização espontânea

(Silverthorn, Human Physiology)

(Silverthorn, Human Physiology)

 Miocárdio composto por fibras musculares cardíacas dispostas em espiral.  C

ramificadas e uninucleadas.  Células adjacentes unidas por d

docsity.com

Células musculares cardíacas

Anatomia do Coração

(Michael Troyan, http://www.bmb.psu.edu/courses)

Discos intercalares contêm desmossomas e junções de hiato.  Desmossomas confere resistência mecânica.  Junções de hiato células adjacentes.  Tecido fibroso não con utor separa células musculares das aurículas das células dos ventrículos.

(Michael Troyan, http://www.bmb.psu.edu/courses)

docsity.com

Células musculares cardíacas

Anatomia do Coração

 Abundância de mitocôndrias – 40% do volume celular.  Abundância de mioglo ina – armazena quantidades limitadas de O2 para uso imediato e facilita transporte de O2.

(Silverthorn, Human Physiology)

 Hipertrofia cardíaca

Aumento de tamanho das fibras musculares cardíacas devido a resistência ao bombeamento ou no bombeamento de maior volume de sangue.

(Medline Plus, http://medlineplus.gov)

docsity.com

Sistema de condução

Actividade eléctrica

1% células cardíacas especializadas do sistema de condução, não contrácteis com despolarização espontânea Especializadas na iniciação e condução de potenciais de acção  Nó sinusal (nó S

Localiza-se na aurícula direita junto à veia cava superior

 Nó auriculo-ventricular (nó AV)

Localiza-se na base da aurícula direita

 Feixe de His

Com origem no nó AV entram no septo interventricular Divide-se em dois ramos Percorre as paredes ventriculares

(Medline Plus, http://medlineplus.gov)

 Fibras de Purkinje

Fibras terminais que se estendem do feixe de His

docsity.com

Potencial de acção (nó SA)

Potencial “pacemaker” (Despolarização lenta)  Diminuição de pe Permeabilidade a iões Na+ inalterada  Abertura de canai acção  Fase ascendente - abertura de ca ais de Ca2+ de longa duração  Fase descendente – abertura de canais de K+

P Ca2+,L Ca 2+ in

Actividade eléctrica

 P k+

K+ out

P Ca2+,T P k+ , PNa+

(Silverthorn, Human Physiology)

docsity.com

“Pacemaker” do Coração

Actividade eléctrica

Diferentes taxas de despolarização lenta  Diferentes taxas Células do nó SA  “Pacemaker” do Coração

Tecido Nó sinusal (“pacemaker”) Nó AV Feixe de His Fibras de Purkinje

Potencial acção por minuto 70-80 40-60 20-40

(Silverthorn, Human Physiology)

Coração bate a 70 a 80 batidas por minuto

docsity.com

“Pacemaker” do Coração

 Bloqueio cardíaco completo: Condução de impulso bloqueada entre aurículas e ventrículos.

“Pacemaker” artificial: Dispositivo implantado que gera impulsos de forma rítmica.  Batimento prematuro:

Actividade eléctrica

 Caso nó SA deixe de funcionar  n -se “pacemaker”.

Excitação de área do coração que despolariza a uma taxa mais rápida que nó SA

(Medline Plus, http://medlineplus.gov)

docsity.com

Propagação do impulso eléctrico

Nó SA (“Pacemaker”)

Actividade eléctrica

Propagação do impulso pelas aurículas através do tracto interatrial e das junções de hiato

Tracto internodal

(Silverthorn, Human Physiology)

Rede de Purkinje

Nó AV (único ponto de contacto eléctrico entre aurículas e ventrículos) Atraso de 0,1s Feixe de His

Rede de Purkinje

Miocárdio do ventrículo

(Michael Troyan, http://www.bmb.psu.edu/courses)

docsity.com

Potencial de acção

Potencial de repouso: -90mV Despolarização rápida para +30mV  Aumento da permeabilidade a iões

Fase “Plateau”

Actividade eléctrica

Na+

Fase Plateau (potencial de membrana

mantido em valores positivos por centenas de milisegundos)

 Influxo lento de Ca2+  Diminui ção de permeabilidade a iões K+

(impede repolarização rápida)

Repolarização rápida  Inactivação de canais de Ca2+

(Silverthorn, Human Physiology)

docsity.com

Acoplamento excitação-contracção

Actividade eléctrica

(Silverthorn, Human Physiology)

docsity.com

Acoplamento excitação-contracção

Actividade eléctrica

(Silverthorn, Human Physiology)

 Ca2+ liga-se ao complexo troponina-tropomiosina tornando a contracção possível  Quantidade de Ca2+ no citosol determina força da contracção

docsity.com

Actividade eléctrica

Efeito da concentração de K+ e Ca2+ no FEC

Aumento de K+ no FEC

Aumento da concentração de Ca2+ no FEC

Redução do gradiente de concentração Prolongamento da fase “plateau” Redução do potencial basal da membrana

Diminuição de intensidade do potencial de acção

Aumento da força da contracção

Coração flácido e fraco

docsity.com

Período Refractário

 Período refractário: período em que após

excitação, a membrana não pode ser reexcitada

Actividade eléctrica

 Período refractário longo do músculo

cardíaco (250ms) torna contracção tetânica impossível

 Canais de Na+ responsáveis por fase

ascendente só podem ser reactivados após repolarização

(Silverthorn, Human Physiology)

docsity.com

O Electrocardiograma

Actividade eléctrica

 Corresponde à actividade eléctrica do coração medida na superfície da pele.  Não é uma medida directa da actividade eléctrica do coração  É uma representação co actividade eléctrica e que não pode ser comparado à actividade medida numa única célula  Representa uma comparação da voltagem medida por 2 eléctrodos.

Silverthorn, Human Physiology

docsity.com

As ondas no Eletrocardiograma

Actividade eléctrica

University of Maryland Medicine

 Onda P – Despolarização auricular  Complexo QRS – Despolarização ventricular  Onda T – Repolarização ventricular

docsity.com

As ondas no Eletrocardiograma

Actividade eléctrica

nó SA nó AV

 O disparo do nó SA não surge no ECG  N

atrial  A onda P é muito ma observa corrente:  Atraso no nó AV – segmento PR  Contracção e esvaziame ventrículos – segmento ST  Quando o músculo está com – interval TP

Adaptado de University of Virginia Health System

docsity.com

Alterações de frequência

 Taquicardia (> 100 batimentos/min)

Actividade eléctrica

www.cssolutions.biz

 Braquicardia (< 60 batimentos/min)

Health Center Online

docsity.com

Alterações no ritmo - Arritmias

 Fibrilação auricular

Actividade eléctrica

 “Flutter” auricular

Silverthorn, Human Physiology

 Fibrilação ventricular

www.cssolutions.biz

Silverthorn, Human Physiology

docsity.com

Miopatias

Actividade eléctrica

University Hospitals of Leicester

docsity.com

Eventos Mecânicos

 Sístole  Di

Contracção Esvaziamento

Ciclo cardíaco

Relaxação Enchimento

 Pressão  Volume

 Válvulas  Sons

 Electrocardiograma

docsity.com

Diástole Ventricular

Ciclo cardíaco

P auricular > P ventricular

Válvula AV aberta

 Volume ventricular aumenta

Silverthorn, Human Physiology

docsity.com

Sístole Auricular

Ciclo cardíaco

 Disparo do nó SA

 Contracção auricular

 Aumento da P auricular

 Aumento da P ventricular

Silverthorn, Human Physiology

docsity.com

Sístole Ventricular (1)

Ciclo cardíaco

 Disparo do nó AV

 Contracção ventricular

 Aumento da P ventricular

Silverthorn, Human Physiology

docsity.com

Sístole Ventricular (2)

Ciclo cardíaco

P ventricular > P auricular

Fecho da válvula AV contracção ventricular isovolúmica

P ventricular > P aórtica

Abertura da válvula aórtica

Silverthorn, Human Physiology

docsity.com

Sístole Ventricular (3)

Ciclo cardíaco

 Aumento da P aórtica Diminuição do volume ventricular

Volume sistólico final

 Início da repolarização ventricular  Fecho da v

Silverthorn, Human Physiology

docsity.com

Diástole Ventricular

Ciclo cardíaco

P ventricular > P auricular

Relaxação ventricular isovolúmica

P ventricular < P auricular

Abertura da válvula AV

Silverthorn, Human Physiology

docsity.com

Sons

1º som Fecho das válvulas AV Fecho das válvulas semilunares

Válvula semiluna r pulmonar Válvula AV (tricúspide )

Ciclo cardíaco

Válvula semiluna r aórtica Válvula AV (bicúspide )

2º som

 Fluxo laminar vs fluxo turbulento

Adaptado de University of Virginia Health System

 Válvulas estenóticas  V

docsity.com

“Output” cardíaco e o seu controle

O “output cardíaco” depende do “heart rate” e do “stroke volume”

docsity.com

“Output” cardíaco

É o volume de sangue bombeado por cada ventrículo por minuto.

“Heart rate”: batidas por minuto “Stroke volume”: volume de sangue bombeado por batida

docsity.com

“Output” cardíaco

O “stroke volume” em repouso O “heart rate” em repouso 70 ml por batida 70 batidas por

minuto

Ritmo do nó SA (sinosal)

“Output” cardíaco = “heart rate” x “stroke volume” CO = 70 batidas/min x 70 ml/batida CO = 4900 ml/min = 5 l/min

docsity.com

Reserva cardíaca

“Output” cardíaco

Diferença entre o “output” cardíaco em repouso e o volume máximo de sangue que o coração é capaz de bombear por minuto.

Como é que o “output” cardíaco pode variar tão bruscamente dependendo das exigências do corpo?

docsity.com

O que influencia as batidas cardíacas?

“Output” cardíaco

As batidas cardíacas são influenciadas primeiramente pelo nó sinosal (nó SA)

O coração é também é activado pelo sistema nervoso autónomo

docsity.com

Sistema nervoso

“Output” cardíaco

Nervos simpáticos Nervos parassimpáticos

1. Fornecem as aurículas, especialmente os nós SA e AV. 2. A actividade nervosa espalha-se pelos ventrículos.

Os dois ramos do sistema nervoso autónomo são coordenados primariamente pelo centro de controle cardiovascular, localizado no tronco do cérebro.

docsity.com

Efeito da estimulação parassimpática

“Output” cardíaco

Influencia o nó SA de modo a diminuir a actividade do coração.

ACETILCOLINA

Aumenta a permeabilidade do nó SA em relação ao K+

Há uma hiperpolarização devido ao aumento da permeabilidade de K+

Iniciam-se as batidas com uma frequência mais baixa

O limiar acontece mais tarde, por causa da mudança de potencial

Há uma redução automática da permeabilidade de K+, que é responsável por uma despolarização gradual até chegar ao limiar.

docsity.com

Conclusões:

“Output” cardíaco

Há diminuição da despolarização espontânea; Prolongamento do t

atingir o limiar; O nó SA é enriquecido com m os frequência.

Há diminuição da frequência cardíaca!

docsity.com

Efeito da estimulação simpática:

NOREPINEFRINA

“Output” cardíaco

Influencia o nó SA de modo a aumentar a actividade do coração. Diminui a permeabilidade do K+, criando um efeito de despolarização Há uma grande frequência de potenciais de acção, acelerando a expansão de cada potencial de acção através de condução especializada.

Frequência cardíaca mais elevada

Aumento da força de contracção

Aumento da permeabilidade do Ca2+, havendo um acréscimo do fluxo Há um aumento da participação do Ca2+ no processo emparelhado de excitação-contracção.

docsity.com

Conclusões:

“Output” cardíaco

Há aumento da despolarização espontânea; Diminui do para atingir o limiar; O nó SA é enriquecido com mais frequência.

Há aumento da frequência cardíaca!

docsity.com

Actividade do nó SA sob influência parassimpática e simpática

“Output” cardíaco

Silverthorn, Human physiology

docsity.com

“Stroke” volume

“Output” cardíaco

Outro componente que determina o “output” cardíaco é o “stroke” volume

Controle intrínseco

Controle extrínseco

Quantidade de sangue venoso que retorna ao coração.

Estimulação simpática do coração.

docsity.com

Controle intrínseco

“Output” cardíaco

É a relação directa entre o volume da diástole e o “stroke” volume.

Depende da relação força-tensão do músculo cardíaco. O comprimento das fibras do músculo cardíaco em repouso é menor que o comprimento óptimo. Há um aumento do comprimento das fibras para se aproximarem do comprimento ideal, aumentando assim a tensão contráctil do coração na sístole.

O que provoca uma variação no comprimento das fibras antes da contracção?

docsity.com

Lei de Frank-Starling

“Output” cardíaco

O factor mais importante é o grau de elasticidade da diástole.

Lei de Frank-Starling

O coração normalmente bombeia todo o sangue que retorna ao coração; o aumento do sangue venoso que retorna resulta num aumento do “stroke” volume.

docsity.com

“Stroke” volume

“Output” cardíaco

A relação do “stroke” volume com o retorno do sangue venoso tem duas importantes vantagens: 1. Equalização do “output” cardíaco entre os lados direito e esquerdo do coração. 2. Quando é necessário um “output” elevado, o retorno do sangue venoso é aumentado através da acção do sistema nervoso simpático

docsity.com

Controle extrínseco

“Output” cardíaco

A contracção do coração pode ser aumentada através da estimulação simpática. Epinefrina / norepinefrina Sistema nervoso si norepinefrina e epinefrina.

As fibras do miocárdio geram mais força. O coração ejecta uma maior percentagem de sangue.

docsity.com

Controle extrínseco

“Output” cardíaco

2) A estimulação simpática aumenta o “stroke” volume, através da força de contracção cardíaca e através do aumento do retorno venoso.

Há um aperto das veias, que ejectam mais sangue, aumentando o volume da diástole e consequentemente o “stroke” volume.

docsity.com

Estimulação simpática no “stroke” volume

“Output” cardíaco

Silverthorn, Human physiology

docsity.com

Controle do “output” cardíaco

“Output” cardíaco

Silverthorn, Human physiology

docsity.com

Pressão alta do sangue

“Output” cardíaco

A pressão arterial do sangue é referida a um “afterload”, porque é imposto um “workload” no coração depois da contracção ter começado. Se a pressão arterial do sangue é elevada ou se a válvula de saída é estenótica, o ventrículo tem de gerar mais pressão para ejectar sangue.

Há um aumento do “afterload”

Facilita o coração a contrair com mais força e a manter o “stroke” volume normal! Um elevado “afterload” é um dos dois maiores factores que causam falhas no coração.

docsity.com

Diminuição da contracção num coração doente

Output cardíaco

Quando um ou dois ventrículos falham, o coração é incapaz de bombear para fora todo o sangue que retornou.

As veias tornam-se congestionadas de sangue. Danos no múscu de um ataque cardíaco ou de uma circulação deficiente; O facto do coraçã modo prolongado contra um aumento do “afterload”, tal como uma válvula semilunar estenótica ou uma elevação sustentada na pressão sanguínea.

docsity.com

Medidas para compensar o stroke volume

Output cardíaco

A actividade simpática é aumentada, aumentando a contracção do coração em direcção à normalidade; Os rins, num esforço d sanguíneo, retêm uma quantidade extra de sal e água no corpo, durante a formação da urina, de modo a expandir o volume de sangue.

Aumento do volume da diástole. O alargamento resu facilita o bombear do coração enfraquecido, normalizando o “stroke” volume.

docsity.com

Falhas no coração

“Output” cardíaco

Falhas vagarosas: Ocorrem quando o sangue não consegue entrar e ser bombeado pelo coração, continuando a causar danos no sistema venoso; Falha apressada: Ocorre simultaneamente quando o coração falha para bombear uma quantidade adequada de sangue para os tecidos, visto que o “stroke” volume torna-se progressivamente mais pequeno.

Há congestão do sistema venoso, que também pode ser designada de falha congestiva no coração. Uma falha no lado esque caracteriza como o excesso de fluido no tecido dos pulmões.

docsity.com

“Stroke” volume

“Output” cardíaco

Silverthorn, Human physiology

docsity.com

Irrigação do músculo cardíaco

“Output” cardíaco

O músculo cardíaco é incapaz de extrair O2 ou nutrientes do sangue dentro das suas câmaras: 1. O endocárdio não permite que o sangue passe para a câmara do miocárdio. 2. As paredes do coração são muito espessas para permitir a difusão do O2 e de outros componentes do sangue da câmara para as células cardíacas.

O músculo cardíaco recebe sangue através das artérias coronárias.

docsity.com

Irrigação do músculo cardíaco

“Output” cardíaco

O músculo cardíaco recebe a maior parte do seu sangue rico, durante a diástole. A circulação

do sangue em direcção às células do músculo cardíaco é reduzida durante a sístole, dando-se apenas 30% da circulação arterial. O aumento da distrib acompanhado por uma vasodilatação das artérias coronárias. O aumento da circulação através das coronárias é imperativo para permitir o aumento de O2 no coração. O coração sob repouso, remove 65% do O2 existente nos vasos das coronárias.

docsity.com

Irrigação do músculo cardíaco

“Output” cardíaco

O maior sector que coordena o sangue que passa pelas coronárias, controlando as necessidades de O2 do miocárdio é a ADENOSINA.

ATP

O aumento da formação e da actividade de adenosina das células cardíacas ocorre: 1. Quando há um défice de O2 no coração; 2. Quando a actividade cardíaca é aumentada e consequentemente o coração requer mais O2, sendo preciso mais ATP.

docsity.com

Irrigação do músculo cardíaco

“Output” cardíaco

Silverthorn, Human physiology

docsity.com

Possíveis Causas da arteriosclerose

Arteriosclerose

Possíveis causas para o aparecimento de arteriosclerose:  predisposição idade avançada  tabagismo  hipertens

(http://www.4woman.gov/ faq/angina.htm)

docsity.com

Colesterol

origem: Dieta humana (produtos de origem animal) Sintetizado pelo organismo (fígado)

Arteriosclerose

características:  É o compone sais biliares Lípido pouco solúvel no sangue  Liga-se a pr teínas plasmáticas transportadoras específicas em forma de complexos lipoproteícos

docsity.com

Lipoproteínas

Arteriosclerose

Tipos:  Critério: compa - density lipoproteins mais proteína e menos lípido  LDL low-density lipoproteins menos proteína e mais lípido  VLDL very low density lipopro

(academic.brooklyn.cuny.edu/. ../page/ldlhdl.htm)

docsity.com

Metabolismo do colesterol

Arteriosclerose

Células necessitam de colesterol do sangue Acção do fígado:  Sintetiza novo coleste transportado pelo LDL para as células  Extracção do em sais biliares  Parte dos sais são reincorporados no sangue

(academic.brooklyn.cuny.edu/. ../page/ldlhdl.htm)

 Controle do nível total de colesterol no organismo

docsity.com

Predisposição para arteriosclerose

Arteriosclerose

Elevado nível LDL  falta de receptor p sangue  LDL oxidado provoca a necessidade da existência de antioxidantes: Vitamina C e beta caroteno  Tamanho das p sangue

Fraco nível HDL  mais relevante: taxa de HDL/ total d lipoproteína A1/ menos alipoproteína A2

(academic.brooklyn.cuny.edu/. ../page/ldlhdl.htm)

docsity.com

Referências

 Sherwood; “Human Physiology”, Brooks/Cole, 4ºed., 2001  Vander, Sherman & Luciano, “Human Physiology – The Mechanisms of Body Function”, 8ºed., McGraw Hill Guyton & Hall, “Tratado de Fisiologia Médica”, 10ªed,Guanabara Koogan  Silverthorn; “Human Physiology, an Integrated Approach”, 2ª ed., Prentice Hall

 University of Virginia Health System. Disponível na Internet em: http://www.healthsystem.virginia.edu/  University Hospitals of Leicester - Your heart, our support. Disponível na Internet em: www.yourheart.org.uk/myocardial.php  Health Center Online. Disponível na Internet em: www.heartcenteronline.com/index2.cfm  http://www.cssolutions.biz

docsity.com

Referências

 Lossow, Francone Jacob, “Anatomia e Fisiologia Humana”, 5ªed,Guanabara 

http://www.vitaphone.de/en/About_The_heart/structure.htm  http://www.heartcenter.online.com  http:/ /www.acessexcellent.org  http://www.bombeirosdeemergencia.com.br/sistemacirculatorio.htm  http://www.medtudents.com.br

docsity.com

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome