Liga de Aluminio - Apostilas - Engenharia Quimica, Notas de estudo de Engenharia Química. Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
Roberto_880
Roberto_8805 de Março de 2013

Liga de Aluminio - Apostilas - Engenharia Quimica, Notas de estudo de Engenharia Química. Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

PDF (88.0 KB)
2 páginas
890Número de visitas
Descrição
Apostilas de engenharia quimica sobre o estudo da liga de aluminio, principais aplicações, propriedades mecânicas.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento

PRINCIPAIS APLICAÇÕES

Cada vez mais empregadas em coberturas e revestimentos de prédios não residenciais, as telhas de alumínio oferecem vantagens que as distinguem de outros materiais, como o fibrocimento. São ais leves (seu peso específico equivale a um terço do aço), mais resistentes às intempéries, além de elevada resistência à corrosão atmosférica, garantindo às telhas de alumínio longa vida útil, superior às outras telhas metálicas. Sua refletividade reduz a temperatura das instalações e a condutibilidade térmica, dissipa rapidamente o calor acumulado, favorecendo o conforto nos ambientes em que são aplicadas. A resistência mecânica e a economia permitida pelas extensões do material (até 12 metros) são outros pontos a seu favor. Aplicação significativa tem sido estruturas para grandes vãos, chamadas de estruturas espaciais de alumínio aplicadas em edifícios industriais, “shopping centers”, terminais Em veículos automotivos comerciais, onde os custos de manutenção e a economia de operação a longo prazo são cruciais, o alumínio é extensivamente utilizado em carrocerias, além de peças como pistões, blocos de motores, caixas de câmbio, chassis e acessórios. No Brasil, o uso do alumínio em carros e utilitários é da ordem de 50 kg/veículo, enquanto nos EUA é de cerca de 128 kg/veículo. A tendência do uso de alumínio nessa indústria é promissora, pois o menor consumo de combustível proporcionará uma redução considerável de emissões de poluentes. As emissões de gás carbônico são decrementais ao meio ambiente, pois por ser um gás estufa, contribui para o fenômeno de Transportes O alumínio é muito utilizado em transportes devido à alta relação resistência mecânica/peso, o que permite maior economia de carga, menor consumo de combustível e menor desgaste. A excelente resistência à corrosão confere maior durabilidade ao veículo e exige menor manutenção. - Estrutura espacial Carroceria de alumínio rodoviário e metroviário, aeroportos e ginásios poliesportivos, facilitando o transporte, a montagem e o manuseio no canteiro de obras A utilização de estruturas de alumínio é principalmente pesquisada em função da economia de peso ou de condições ambientais corrosivas. A economia de peso é usualmente associada com redução de custos de material. Um projeto eficiente consiste frequentemente no estabelecimento de um compromisso entre custo de material e custo de mão de obra. Comparadas com estruturas de aço, as estruturas de alumínio podem conduzir a reduções de peso variáveis entre 40-70%. Para maiores detalhes sobre estruturas, consultar o “Guia técnico do alumínio - Estruturas”aquecimento do planeta, conforme amplamente debatido nas reuniões internacionais para consolidação do Protocolo de Kyoto. Para cada quilograma de redução do peso de um veículo há uma redução de 20 kg de emissão de gás carbônico equivalente. Com a melhoria das técnicas de soldagem e o desenvolvimento das ligas de ALMG, que resistem à corrosão da água salgada, o alumínio tem sido muito utilizado neste mercado permitindo a confecção de barcos, lanchas, navios e submarinos.

PROPIEDADES MECANICAS

docsity.com

As propriedades mecânicas são determinadas através de ensaios rotineiros de amostras selecionadas como sendo representativas do produto. Estes ensaios mecânicos são normalmente destrutivos de modo que não devem ser efetuados em produtos acabados, pois alteram suas condições de funcionalidade. Obtém-se corpos-de-prova de amostras que tenham sido elaboradas do mesmo modo que o produto, exceto no caso de peças fundidas e forjadas. Os ensaios de peças fundidas são feitos em corpos-de-prova do mesmo vazamento do metal da peça fundida e elaborados ao mesmo tempo. Com as peças forjadas, os ensaios, geralmente, são feitos em pedaços cortados do mesmo metal da peça. Os valores das propriedades mecânicas podem dividir-se em dois grupos: os de valores garantidos e os de valores típicos. Os valores garantidos são os valores mínimos estabelecidos pelas especificações. Os ensaios rotineiros garantem que todo o material obedece às especificações. Além disso, os ensaios rotineiros propiciam O limite de resistência à tração é a máxima tensão que o material resiste antes de ocorrer sua ruptura. Calcula-se dividindo a carga máxima,em quilogramas-força, aplicada durante o ensaio pela seção transversal em milímetros quadrados do corpo-deprova. O limite de resistência à tração do alumínio puro recozido é aproximadamente 48 MPa (4,9 kgf/mm²)dados estatísticos para obterse os valores típicos. Este valor aumenta em função da liga, do trabalho a frio e do tratamento térmico (quando possível).

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome