Mamíferos - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Centro Universitário Franciscano (Unifra)
Real10
Real1011 de Março de 2013

Mamíferos - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Centro Universitário Franciscano (Unifra)

PDF (330.5 KB)
12 páginas
594Número de visitas
Descrição
Apostilas de Biologia sobre o estudo dos Mamíferos, evolução, caracteres externos, corpo, tegumento.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 12
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Microsoft Word - mamíferos

Mamíferos I. INTRODUÇÃO  Era Mesozóica  4.000 sp  distribuição e domínio  importância para o homem  endotermia e homeotermia (distribuição)

pêlos gordura  separação completa do sangue venoso e arterial

 alto metabolismo

 alta ingestão alimentar

 dentes  tamanho: menores que 5 cm e poucas gramas (musaranhos e

camundongos) a 30m e 120 ton (Balaenoptera musculus). II. AVANÇOS EVOLUTIVOS DOS MAMÍFEROS  pêlos + glândulas cutâneas

 visão e olfato muito desenvolvidos  cerebelo e cérebro volumosos (alto grau de coordenação,

aprendizagem e memória)  homeotermia

 organismos alertas e inteligentes

 potencial de movimentos rápidos

 necessidade de membros eficientes

(sustentação e movimento)

 sucesso reprodutivo

docsity.com

III. CARACTERES EXTERNOS Pêlos  pelagem

comprimento densidade (elefante, rinoceronte, hipopótamo, homem – escassos;

baleias – nuas) textura cor

 substituição e muda (periódica, geralmente no outono)  coloração (pigmentação)  crescimento: definido ou contínuo

Cornos e Chifres  cornos:

sustentados por um centro ósseo permanentes ou mudados anualmente

 chifres: formações anuais de tec. conjuntivo calcificado (veados)

Glândulas  Sebáceas  Odoríferas

várias localizações secreções variam em quantidade e intensidade funções:

1. marcar território ou trilha para animais da mesma ou de espécies diferentes

2. atração sexual 3. defesa

 Mamárias

funcionais nas fêmeas ativas no final da gestação

 prolactina  hipófise anterior

docsity.com

mamilos mais numerosos que o número médio de filhotes

2 – mulher, égua e ovelha 4 – vaca e alguns roedores

10 a 12 – porca

 Sudoríparas cavalo e homem produção de secreção aquosa para resfriamento localização variável

 Lacrimais umedecem e limpam a superfície do olho

Dentição  diferenciados na forma e função - estreitos e pontudos em toupeiras e morcegos que se alimentam de insetos - afiados para rasgar e cortar em carnívoros - molares: achatados, com cúspides baixas para triturar diversos

alimentos (esquilos, porcos e homem) - incisivos de roedores – esmalte na superfície anterior e dentina

mais mole (bisel)  44 dentes no mínimo  Monotremados adultos e baleias (barbatanas) – sem dentes  heterodonte (incisivos, caninos, pré-molares e molares) ou

homodonte (botos e golfinhos)  diástema  molariformes

- altura das coroas : braquidontes (coroas baixas) hipsodontes ( coroas altas)

 tipos: bunodontes: cúspides arredondadas

trituração e esmagamento do alimento selenodontes: herbívoros

crista em forma decrescente lofodontes: herbívoros

cristas do esmalte é transversal secodontes: coroas lateralmente comprimidas

bordas cortantes e afiadas em forma de lâmina carnívoros

docsity.com

CORPO  adaptado ao modo de vida

1. Cabeça

2 narinas boca: lábios carnosos olhos: pálpebras carnosas com cílios presença de vibrissas em muitos animais

2. Pescoço Longo: veados, cavalos, girafas Curtos: cavadores Não evidente: baleias

3. Tronco

Cilíndrico – agilidade (doninhas) Forma de barril (elefantes) Forma de barco (baleias) Comprimido (veado e corredores) abdome mais largo que o tórax ânus separado da abertura urogenital no macho, o escroto contem os testículos, fora do abdome

4. Cauda

Eriçada: espanta moscas (Ungulados) Forte: sustentação e equilíbrio (cangurus) Achatada: remo (baleias) Preênsil (gambás e macacos)

5. Membros

membros: anteriores e posteriores dom dedos Delgados e afilados – veados e antílopes Enormes e em forma de toco – elefantes e hipopótamos Curtos e com palmouras – toupeiras Remos – focas e baleias Pé – termina tipicamente em 5 artelhos

IV. TEGUMENTO

 pele mole e fina

docsity.com

 pêlos – pelagem:  cresce na papila do pêlo. A papila situa-se na base de uma

depressão tubular funda (folículo pinoso). Cada folículo está ligado a uma glândula sebácea (lubrificação) e músculo eretor;

 quando crescido é um produto epidérmico morto, sujeito a desgaste e enfraquecimento e por isso sofre muda (primavera e outono, nas regiões temperadas);

 geralmente após a queda um novo cresce no mesmo folículo;  coberto por escamas cuticulares sobre o córtex tubular que

circunda a medula interna.

V. ESQUELETO

 maior parte ósseo, com cartilagem nas articulações, em partes das costelas e em alguns outros lugares

 tendões com ossificação – ossos sesamóides (rótula e outros no pé)  crânio:

 arredondado  suturas irregulares  narinas  órbitas  palato – dentes  arco zigomático  forâmen magno – 2 côndilos  mandíbula, osso único, que se articula com o osso esquamosal do

crânio  coluna vertebral:

 vértebras separadas por discos intervertebrais, regiões:  cervicais (7) – pescoço  torácicas (13) – costelas  lombares (7)  sacrais (3) – fundidas para fixação da cintura pélvica  caudais (16 a 20).

 13 pares de costelas + esterno  cesto torácico  9-24 vértebras  costelas,

 capítulo  tubérculo – vértebras verdadeiras (ligam-se ao esterno)

 cintura peitoral – prende-se por músculos ao tórax e sustenta pernas anteriores  escápulas

docsity.com

 clavícula – aumenta em ungulígrados, sirênios, carnívoros e cetáceos

 coracóide – reduzido a uma apófise da escápula  cintura pélvica (prende-se ao sacro):

 íleo – dorsal e anterior  ísquio – posterior (sentar)  púbis – ventral

 membros anteriores:  úmero  rádio  ulna  7 ossos carpais  5 metacarpais  falanges

 membros posteriores:  fêmur  tíbia  fíbula  7 tarsos e falanges  4 longos metatarsos e 1 vestigial

VI. SISTEMA MUSCULAR

 menor volume de músculos segmentares nas vértebras e costelas e músculos mais aperfeiçoados e desenvolvidos na cabeça, pescoço e pernas

 músculos faciais – expressão  pernas sofreram rotação tanto que o cotovelo é posterior, o joelho é

anterior e ambas as extremidades projetam-se ventralmente (diferente das posições laterais de anfíbios e répteis)

 diafragma:  separação da cavidade torácica da abdominal

VII. ALIMENTAÇÃO

 boca:  lábios finos, moles e móveis (exceção de monotremados e

cetáceos)  gengivas carnosas  língua muscular flexível (superior – papilas e botões gustativos

microscópicos)  palato:

 duro – anterior (ósseo)

docsity.com

 mole – posterior (curto e carnoso), fecha a passagem respiratória em cima durante a deglutição

 amígdala – de cada lado do palato mole (tecido linfóide)  4 pares de glândulas salivares:

 produzem secreções aquosas e mucosas através de ductos para o interior da boca para umedecer o alimento

 amilase na saliva  parótidas – por baixo das orelhas  submaxilares – atrás das mandíbulas  sublinguais – perto das precedentes  infra-orbitais – por baixo dos olhos

 dentes:  incisivos (cortar ou raspar)  caninos (agarrar ou matar)  pré-molares  molares (cortar e esmagar o alimento)

* Monotremados adultos desdentados e baleias de barbatanas têm ausência total de dentes  faringe cavidade onde vias respiratórias e digestivas se cruzam

 coanas (dorsal)  trompas de Eustáquio (posteriores)

 glote:  abertura respiratória  epiglote

 esôfago  estômago  intestino delgado:

 fino  enrolado

 fígado  pâncreas

 ceco  intestino grosso  reto e ânus  Variação em comprimento do intestino:

 curto nas espécies que consomem alimento concentrado – insetos e carne

 longo nos roedores  ungulígrados é largo  nos ruminantes o estômago tem 4 compartimentos

docsity.com

VII. APARELHO CIRCULATÓRIO

 glóbulos vermelhos – bicôncavos e anucleados  coração:

 envolvido por delicado saco pericárdico  4 câmaras completas

VE VD

AE AD

arco aórtico esquerdo a. dorsal

a. caudal

a. inonimada

válvula tricúspide

válvula bicúspide ou mitral

a. carótida

a. subclávia

v. renal

v. cava posterior

hepática

v. cava anterior

v. jugulares (2) – cabeça e pescoço

v. subclávias (2) – pernas

docsity.com

VIII. RESPIRAÇÃO

 narinas  glote ou epiglote (aba cartilaginosa)  cordas vocais  traquéia, cartilagem em forma de C  brônquios: musaranhos – 850 x/min.

IX. EXCRETOR

 2 rins, ureter, bexiga  uretra:

 macho com pênis  fêmea com abertura urogenital

X. GLÂNDULAS ENDÓCRINAS

 Hipófise:  Lobo posterior – assoalho do encéfalo  Lobo anterior – “pars intermedia e tuberalis”- teto do

estomodeu  Produção de hormônios que regulam a atividade de outras

glândulas endócrinas, como tireóide – hormônio tireotrófico  Adrenais – adrenocorticotróficos  Gônadas – gonadotróficos  Regulação de atividades do corpo como o crescimento,

metabolismo das gorduras e carboidratos e a secreção de urina

 glândula pineal: teto do diencéfalo

 Ritmo circadiano da síntese de serotonina (amina), melatonina (efeito inibidor sobre as gônadas) e outros produtos químicos

 tireóide

 Origem do assoalho do intestino primitivo  Grande nos mamíferos  Consiste de 2 lobos situados em cada um dos lados da

traquéia, abaixo da laringe, unidos pelo istmo  Tiroxina (iodo) – regulador do metabolismo

 paratireóides  aprofundados na glândula tireóide ou associados a ela

docsity.com

 Metabolismo do Cálcio

 timo  origem embrionária do intestino anterior  condicionamento do sistema linfático e formar anticorpos e

a rejeitar tecidos transplantados

XI. SISTEMA NERVOSO

 encéfalo maior  lobos olfativos e o tronco encefálico coberto pelos hemisférios

cerebrais  HC:

 aumento do neopálio convoluto e cinzento  unidos pelo corpo caloso

 Cerebelo grande e conspicuamente dobrado, formado por um lobo mediano e dois laterais – coordenação precisa

 12 pares de nervos cranianos  da medula sai um par de nervos espinais para cada somito do corpo Hipotálamo: controla muitas funções dos mamíferos, inclusive a pressão sangüínea, o sono, o conteúdo de água, o metabolismo de gorduras e carboidratos, a temperatura do corpo e, possivelmente, as atividades rítmicas, tais como a muda, migração e secreção hipofisária

XII. ÓRGÃOS SENSORIAIS

ouvido externo (coleta das ondas sonoras)

canal auditivo externo

tímpano

ouvido médio:

ouvido interno

cóclea

 mais bastonetes para a visão noturna

- martelo (articula) - bigorna (quadrado) - estribo (columela)

docsity.com

 morcegos, baleia, botos e golfinhos – eco-localização XIII. REPRODUÇÃO  machos:

 2 testículos (escroto)  epidídimo  ducto espermático ou diferente  pênis  próstata  glândulas bulbo-uretrais (ou de Cowper) – fornecem secreção que

auxiliam a transferência do esperma

 fêmeas:  2 ovários  funil ou óstio  oviduto  útero  vagina  abertura urogenital  clitóris

folículos de Graaf – óvulos

funis

oviduto (fecundação)

útero

 placenta (córion e alantóide - vilosidades de mucosa uterina)  membranas fetais do embrião  nutrição e O2  elimina substância de excreção

 fecundação sempre interna  amamentação  estações de reprodução inverno  primavera (exceção camundongos e ratos)  1 ou mais crias durante o ano

docsity.com

 criptarquidismo  ciclo estral periódico em felídeos (por exemplo)

 anestro: período de repouso  pro-estro: preparação para a reprodução  estro ou “cio”: a ceitação do macho  meta-estro: mudanças repressivas e eliminação dos óvulos

Fêmea Duração Período Rato Horas 4 dias Vaca 24 horas 18-21 dias Cão 6-12 horas 6 meses

 fêmea de coelhos e furões podem reproduzir-se em qualquer época

estro gravidez (varia com o tamanho) lactação

 macho:  Carnívoros (alguns), permanece com a fêmea e ajuda a conseguir

alimento até o desmame  Promíscuos (poligamia)

 número de filhotes produzidos de uma vez é geralmente inversamente proporcional

Animal Filhotes

Elefante 1 Cavalo 1 Carneiro 1-2 Veado 1-1 Carnívoros 3-5 Roedores 2-9

 nidífugos – nascem com pêlos, olhos abertos e capacidade de locomoção

 nidícolas – nascem nús, cegos e indefesos  maturidade sexual

 Camundongos – algumas semanas  Mamíferos terrestres – anos

 duração da vida  1 ano em pequenos roedores  proporcional ao tamanho

Número de hipófises e ovários – comprimento do dia e temperatura

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome