Mecanismos de Mercado - Exercicio Pratico - Economia, Exercícios de Economia. Universidade de São Paulo (USP)
Oscar_S
Oscar_S26 de Fevereiro de 2013

Mecanismos de Mercado - Exercicio Pratico - Economia, Exercícios de Economia. Universidade de São Paulo (USP)

PDF (117.2 KB)
3 páginas
2Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
Exercicio pratico, questões sobre os mecanismos de mercado.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento

Questões de Economia

Questão 1 (0,1875) ( Tema 1) Escassez significa o mesmo que pobreza? Justifique sua resposta.Não. Escassez é quando a procura é muita e a oferta é pouca, ou seja, quando a existência da procura é significativamente maior do que a existência de bens e/ou serviços correspondentes. Pobreza é quando se tem pouco poder aquisitivo a para se adquirir bens e/ou serviços, desse modo se tem poucos bens. |

Questão 2. (0,1875) (Tema 2)Segundo o pensamento keynesiano, a premissa fundamental para se compreender uma economia encontrava-se na simples observação dos níveis de consumo e investimento do governo, das empresas e dos próprios consumidores. Partindo desse princípio, a doutrina keynesiana aponta que, no momento em que as empresas tendem a investir menos, inicia-se todo um processo de retração econômica que abre portas para o estabelecimento de uma crise.Com base neste texto, responda:O que o Estado deveria fazer segundo Keynes para se evitar uma crise?Segundo Keynes, é necessária uma intervenção do Estado na economia através de uma política de gastos públicos, intervindo como regulador dos fluxos real e monetário da economia (princípio da demanda efetiva), pois não há um auto ajustamento na economia. A demanda cria sua oferta. Em outras palavras, o Estado deve intervir na economia com uma política pública favorecendo o investimento nas empresas para que ela invista mais e evite a retração da economia. |

Questão 3.(0,1875) (Tema 3)O governo intervém na formação de preços de mercado, quando fixa impostos, dá subsídios, estabelece os critérios de reajuste do salário mínimo, fixa preços mínimos para produtos agrícolas, decreta tabelamento ou, ainda, congela preços e salários. Como podem ser divididos os impostos? Explique-os.Os impostos podem ser divididos em:- Impostos indiretos: são incidentes sobre o consumo ou sobre as vendas. Ex.: ICMS, IPI.- Impostos diretos: incidem sobre a renda e o patrimônio das pessoas físicas. Ex.: IR, IPTU.Nos impostos indiretos destacamos:- Imposto específico, cujo valor é fixo, independente da unidade vendida. Ex.: para cada carro, não importando o valor pelo qual foi vendido, é recolhido um valor fixo estabelecido ao governo, ou seja, se está estabelecido que o governo recolhe R$ 5.000,00 por cada carro vendido, não importa se o preço da venda foi R$ 20.000,00 ou R$50.000,00.- Imposto ad valorem: é um percentual (alíquota) aplicado sobre a venda. Ex.: estabelecido o percentual de 10% sobre a venda, se o carro for vendido por R$ 20.000,00, o valor a ser recolhido será R$ 2.000,00 e se for vendido por R$ 50.000, 00, será recolhido R$ 5.000,00.Vale destacar que no Brasil, a maioria dos impostos é ad valorem. |

Questão 4. (0,1875) (Tema 4) Mostre as diferenças entre a visão econômica e a contábil financeira dos custos de produção.A visão econômica é mais global, observando mais o mercado externo, e a visão contábil financeira é focada, centralizada na empresa específica. Ou seja, a visão econômica está voltada para o que ocorre fora da empresa, no mercado. Já a visão contábil financeira foca no ambiente da empresa, no detalhamento dos gastos da mesma. |

docsity.com

Questão 5. (0,1875) (Tema 5 ) Quais as estruturas do mercado de fatores de produção? Como elas se caracterizam?- Concorrência perfeita: é o mercado cuja oferta do fator de produção é abundante, o que torna o preço desse fator constante e os ofertantes ou fornecedores, por ser maioria, não tem como obter preço mais elevado para os seus produtos.- Monopólio: só há uma empresa na venda de insumos, os bens e/ou serviços não tem substitutos próximos, o preço é determinado pela empresa que domina o mercado, geralmente mantendo-o elevado, há barreira ao ingresso de novas empresas e a empresa que monopoliza utiliza-se de campanhas institucionais para salvaguardar-se.- Oligopólio: ocorre quando poucas empresas produzem um determinado insumo, tendem à formação de cartéis para controlar preços e cotas de produção, concorrência intensa, principalmente quando há diferenciação de produto.- Monopsônio: é a forma de mercado onde há somente um comprador para muitos vendedores, como o caso de uma empresa que se instala em determinada cidade do interior, e por ser a única, torna-se a demandante da mão-de-obra locar e das cidades próximas, tendo para si a totalidade da oferta de mão-de-obra.- Oligopsônio: é o mercado em que há poucos compradores negociando com muitos vendedores, como, por exemplo, no caso da indústria de laticínios, onde há vários fornecedores de leite para uma indústria de produtos lácteos, e por isso a indústria é quem determina o preço.- Monopólio bilateral: ocorre quando um monopsonista, na compra de fator de produção, defronta-se com um monopolista na venda desse fator. Exemplo: uma empresa que só compra determinado tipo de aço, o qual é fabricado somente por determinada siderúrgica e nesse caso o preço de mercado será determinado, além dos fatores econômicos, pelo poder de barganha de ambos. |

Questão 6. (0,1875) ( Tema 6 ) Conceitue e aponte as principais diferenças entre os enfoques da Macroeconomia e da Microeconomia.A Macroeconomia estuda a economia como um todo (global), analisando a determinação e o comportamento de grandes agregados, tais como renda e produtos nacionais, níveis gerais de preços, emprego e desemprego, estoque de moedas e taxas de juros, balanços de pagamento e taxas de câmbio. Essa abordagem tem a vantagem de estabelecer relações entre grandes agregados e permitir uma compreensão maior de algumas das interações mais relevantes da economia, entre os diversos mercados que a compõem. O foco é a análise das consequências globais das ações individuais que acontecem na vida econômica da nação através de milhares de ações realizadas por empresas, consumidores, trabalhadores. Sua estrutura é composta de cinco mercados: de bens e serviços, de trabalho, monetário, de títulos e de divisas.A Microeconomia estuda o comportamento individual das unidades econômicas, que são os consumidores, trabalhadores, investidores, ou seja, quaisquer agentes que tenham participação na produção e/ou distribuição de bens. Explica como e porque essas unidades tomam decisões de produção e de consumo. Procura respostas para o que determina o preço de determinado bem e/ou serviço, a remuneração do trabalhador, o quanto será produzido. Divide-se em teoria do consumidor, empresa e da produção. |

Questão 7. (0,1875) ( Tema 7 ) O que são reservas ou depósitos compulsórios? Qual o efeito de um aumento na taxa de reservas compulsórias sobre a oferta de moeda?Depósito compulsório é um dos instrumentos que o Banco Central utiliza para controlar a quantidade de dinheiro que

docsity.com

circula na economia. É feito geralmente através de determinação legal, obrigando os bancos comerciais e outras instituições financeiras a depositarem junto ao Banco Central parte de suas captações em depósito à vista, a prazo ou poupança. E o aumento na taxa de reserva compulsória é relativamente inversa à oferta de moeda, isto é, quanto maior for a taxa de retenção menos moeda terá para circulação. |

Questão 8. (0,1875) ( Tema 8 ) Explique resumidamente as distorções provocadas por altas taxas de inflação:A inflação é definida como um aumento contínuo e generalizado no índice de preços. As distorções são:- Efeito sobre a distribuição de renda: essa é uma das mais sérias distorções provocadas pela inflação, pois diz respeito à redução do poder aquisitivo das classes que dependem de rendimentos fixos, os quais possuem prazos legais de reajustes. Neste caso são os assalariados, que ficam com seus orçamentos cada vez mais reduzidos até que ocorra um novo reajuste. A classe trabalhadora que não tem condições de ter aplicações financeiras, porque consomem toda a renda na subsistência. Por isso, a inflação costuma ser um imposto sobre o pobre.- Efeito sobre a balança de pagamentos: elevadas taxas de inflação, superiores ao aumento de preços internacionais, encarecem o produto nacional relativamente ao produzido no exterior, causando estímulo às importações e desestímulo às exportações, diminuindo o saldo da balança comercial.- Efeito sobre o mercado de capitais: no processo inflacionário intenso, o valor da moeda deteriora-se rapidamente e devido a isso ocorre um desestímulo à aplicação de recursos no mercado financeiro, especialmente no caso das aplicações que a remuneração é definida antecipadamente, no momento da aplicação. A caderneta de poupança e títulos, por exemplo, sofre retração.- Efeito sobre as expectativas empresariais: o empresário fica em um compasso de espera, enquanto a conjuntura inflacionária perdurar, e dificilmente tomará iniciativas no sentido de aumentar seus investimentos na expansão da capacidade produtiva. A capacidade futura de produção, o crescimento econômico e o nível de emprego podem ser afetados pelo processo inflacionário.- Outros efeitos: nas etapas iniciais do processo inflacionário, todos que contraíram dívidas líquidas ganham, porque não incorporam nenhuma expectativa inflacionária, no entanto o credor perde porque recebe uma quantia emprestada reduzida pela inflação. Ainda que alguns possam ganhar com a inflação, a curto prazo, no longo prazo quase ninguém ganha com ela, pois o processo inflacionário funciona como rolo compressor e desarticula todo o sistema econômico. |

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome