Mitositose - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)
Paulo89
Paulo891 de Março de 2013

Mitositose - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)

PDF (187.2 KB)
6 páginas
662Número de visitas
Descrição
Apostilas sobre a preparação de ápice radicular da cebola com carmim acético, observando-a ao microscópio óptico composto e identificando as diferentes fases do ciclo celular em que se encontravam as células.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 6
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo

Discussão/conclusão

Nesta actividade experimental apesar de tudo ter decorrido com previsto, apenas conseguimos observar a Profase, tais como outros grupos só conseguiram observar uma ou duas fases nas suas preparações. Provavelmente a parte do esmagamento não terá sido feita da maneira mais adequada, não possibilitando assim a nossa observação. Foi necessário recorrer a preparações definitivas para observar todas as fases. A única que ainda assim não foi possível observar foi a citocinese.

Mas a partir desta actividade podemos concluir que a mitose é um processo de grande importância para os vegetais, uma vez que lhes possibilita o seu crescimento e desenvolvimento.

Com as observações efectuadas podemos concluir que a mitose consiste então, na profase, metáfase, anafase e telofase. Podemos distinguir estas diferentes fases através de aspectos relevantes pertencentes aos acontecimentos de cada uma das fases:

. Quando a célula se encontrava em profase, era possível distinguir os seus cromossomas, apesar de ainda se encontrarem um pouco enrolados em si;

. Quando as células se encontrava em metafase, podia-se observar a placa equatorial formada pelos cromossomas ligados ao fuso acromático;

. Quando a célula estava em anafase, era possível observar os cromossomas na sua ascensão aos pólos da célula;

. Por fim, na telofase podemos ver a formação de dois núcleos, com a cromatina de novo dispersa, de maneira que não era possível distinguir os cromossomas.

. Objectivos

Os objectivos desta actividade experimental foram:

* Realizar uma preparação de ápice radicular da cebola com carmim acético;

* Observar essa preparação ao microscópio óptico composto (M.o.c);

* Observar e identificar as diferentes fases do ciclo celular em que se encontravam as células;

* Comparar as observações do ápice radicular da cebola a 1 e a 4cm da extremidade.

Registo de Observações

Observação ao M.o.c.:

docsity.com

Legenda:

1 – núcleo

2- membrana celular

3 – cromossomas (ADN)

4 – citoplasma

5 – membrana nuclear

6 – parede celular

Diferentes fases observadas:

Interfase

Profase

Metafase

Anafase

Telofase

6. Tratamento de dados

Células do ápice radicular da cebola | Dimensão das células | Fase do ciclo celular em que se encontram |

docsity.com

A 1cm da extremidade | Células de pequena dimensão | Interfase e mitose (profase, metafase, anafase e telofase) |

A 4cm da extremidade(previsão de resultados, segundo conhecimentos da disciplina) | Células alongadas de maior dimensão | Interfase |

7. Conclusão e Critíca

A partir desta actividade experimental podemos concluir que a mitose é um processo de grande importância para os vegetais, uma vez que lhes possibilita o seu crescimento e desenvolvimento.

Com as observações efectudas podemos conlcuir que a mitose consiste então na profase, metafase, anafase e telofase. Podemos distinguir estas diferentes fases através de aspectos relevantes pertencentes aos aconteciemntos de cada uma das fases:

* quando a célula se encontrava em profase, já era possível distinguir os seu cromossomas, apesar de ainda se encpntrarem um pouco enrolados em si;

* quando a célula se encontrava em metafase, era possível observar a placa equatorial formada pelos cromossomas ligados ao fuso acromático;

* quando a célula se encontrava em anafase, era possível ver os cromossosmas ligados ao fuso acromático na sua ascenção aospolos da célula;

* por fim quando a célula se encontrava em telofase, era possível observar a formação de dois núcleos, com a cromatina dispersa de novo, de maneira que os cromossomas não eram preceptíveis.

A citocinese não foi possível observar, mas algumas células encontravam-se na interfase, onde apenas se destacava o núcleo da célula com a cromatina dispersa.

Por fim observamos ainda que as células do ápice radicular da cebola a 1cm da extremidade eram mais pequenas e se apresentavam em diferentes fases da mitose, enquanto que as células a 4cm da extremidade eram de maior dimensão e encontravam-se na interfase. Isto acontece porque na extremidade do ápice radicular, as células aí presentes, fazem parte dos meristems, onde ocorrem sucessivas divisões celulares, daí o seu aspectos e as fases em que se encontravam. Já as células a 4cm da extremidade situam-se na zona de alongamento celular, onde as células estão em crescimento/alongamento e em especialização, daí a sua diemnsão e fase em que se encontravam.

Quanto a críticas, temos apenas a apontar dois factos. Um deles foi que devido a uma incorrecta dissecação do fragmento do ápice radicular da cebola, não foi possivel a sua observação, uma

docsity.com

vez que os tecidos se encontravam muito condensados, impendindo assim a sua observação. Assim foi necessário observar preparações definitivas, existentes no laboratório da escola. Outro factor a apontar foi a demorada realização de uma parte do protocolo experimental, não pertindo assim a sua finalização, bem como da actividade experimentel, tendo sido assim necessário fazer a suposta previsão de alguns resultados. De resto o trabalho correu dentro do parametros propostos, sem nenhum acidente relevante.

Discussão:

A partir desta actividade experimental podemos verificar que a mitose é um processo de grande importância para os vegetais, uma vez que lhes possibilita o seu crescimento e desenvolvimento.

Com as observações efectuadas podemos dizer que a mitose consiste então na profase, metafase, anafase e telofase. Podemos distinguir estas diferentes sub-fases através de aspectos relevantes pertencentes aos acontecimentos de cada uma das fases:

- quando uma célula se encontrava em profase, já era possível distinguir os seus cromossomas, apesar de ainda se encontrarem um pouco enrolados em si. O invólucro nuclear desagregara-se. Exemplo: 8 (fig.1 e fig.2)

- quando uma célula se encontrava em metafase, era possível observar a placa equatorial formada pelos cromossomas na sua máxima condensação, que estariam ligados ao fuso acromático, o qual não é visível. Exemplo: 9 (fig.1 e fig.2)

- quando uma célula se encontrava em anafase, era possível ver dois conjuntos de cromossomas, formados por um cromatídeo, em cada um dos pólos da célula. Exemplo: 10 (fig.1 e fig.2)

- quando uma célula se encontrava em telofase, era possível observar a formação de dois núcleos, com a cromatina dispersa de novo, de maneira que os cromossomas não eram perceptíveis. Exemplo: 11 (fig.2)

A citocinese também foi possível observar, onde se destacava a lamela mediana, resultante da acumulação de vesículas Golgianas, que iria formar a nova parede celular. Exemplo: 11 (fig.2)

Algumas células ainda se encontravam na interfase, onde apenas se visualizava o núcleo da célula com a cromatina dispersa. Exemplo: 7 (fig.1 e fig.2)

Durante a interfase, na sub-fase S, ocorre a replicação Semiconservativa das moléculas de DNA que fazem parte dos cromossomas. Estes ficam constituídos por dois cromatídeos ligados pelo centrómero. Neste momento as células têm informação genética duplicada. Desde o inicio da sub-fase G2, cada um dos cromatídeos de cada cromossoma é, tanto no plano genético como na sua fisiologia, idêntico ao cromossoma inicial da sub-fase G1 que o precedeu. Constituem, no entanto um único cromossoma pelo facto de estarem ligados pelo centrómero.

docsity.com

Durante a fase mitótica, e após a clivagem do centrómero, cada um dos cromossomas-irmãos migra para os pólos da célula. Deste modo, na anafase ocorre uma distribuição equitativa dos cromossomas e por isso, do DNA pelas células-filhas. Estas recebem por este processo um número de cromossomas idêntico ao da célula-mãe e portanto a mesma informação genética garantida, se nenhuma mutação génica ocorrer, a estabilidade genética através das gerações.

A mitose é então considerada como o processo responsável pelo crescimento dos vegetais. No principio da formação dos vegetais, todas as células do embrião se dividem, mas mais tarde são criadas estruturas próprias para multiplicação celular - os meristemas - onde ocorrem sucessivas divisões celulares, tais como os que se encontram no ápice vegetativo das raízes de Alliumcepa. Daí a utilização deste material biológico.

Assim, a mitose nos ápices vegetativos de Alliumcepa, é responsável pelo crescimento do organismo e também pela regeneração de células.

Na experiência foi utilizado um corante, a orceína acética para corar a cromatina, presente no núcleo.

Na preparação temporária, não foi possível observar todas as sub-fases da mitose devido talvez a uma incorrecta dissociação da extremidade da raiz de Alliumcepa, ou uma incorrecta passagem da preparação pela chama da lamparina. Assim, teve que se recorrer a uma preparação definitiva para observar todas as sub-fases da mitose.

Conclusão:

Com base nesta experiência concluímos que a mitose contribui para a estabilidade genética ao longo das gerações, porque as células-filhas têm igual quantidade de DNA em relação á célula- mãe. Assim se compreende que os seres formados por reprodução assexuada sejam idênticos aos seus progenitores.

A divisão celular, para além de permitir o crescimento dos indivíduos pluricelulares, é ainda fundamental na manutenção da integridade dos indivíduos adultos. Um resultado da divisão celular é também a capacidade de regeneração e renovação das células.

Resultados

Diferentes fases da mitose observadas

http://pt.wikipedia.org/wiki/Imagem:Gray2.png

docsity.com

Visualização das diferentes fases da mitose no microscópio

http://coofarm.fmns.rug.nl/celbiologie/gallery/mitose_b.jpg

Conclusões

Depois de realizada a experiência, pude concluir que a mitose é um processo indispensável no desenvolvimento e crescimento dos vegetais. Aprendi a distinguir melhor as fases da mitose, apesar de as condições de visionamento não serem as melhores. Este “impasse” verificou-se devido a uma má dissecção do vértice vegetativo da cebola.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome