O Tipos de dados, variaveis, Exercícios de Comunicação do Desenvolvimento. Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)
pauloricardo3331
pauloricardo333118 de Dezembro de 2013

O Tipos de dados, variaveis, Exercícios de Comunicação do Desenvolvimento. Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)

PDF (193.0 KB)
61 páginas
1Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
Algoritmos e Programação. Entrada e saída, tipos de dados, variáveis. Universidade Federal da Grande Dourados. Faculdade de Ciências Exatas e de Tecnologias. Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 61
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Aula04_I_O_Tipos de dados_variaveis_AP

Algoritmos e Programação

Entrada e saída, tipos de dados, variáveis

Universidade Federal da Grande Dourados

Faculdade de Ciências Exatas e de Tecnologias

Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação

Profª Janne Oeiras Lachi

1

Plano de aula

 O objetivo da aula é abordar a manipulação de dados pelo computador

 Veremos:  Entrada, processamento e saída  Variáveis  Tipos de dados na Linguagem C  Entrada e saída de dados na Linguagem C

2

Fases de construção de um algoritmo

 Entrada: são os dados de entrada do algoritmo. As informações necessárias para solucionar o problema.

 Processamento: são os procedimentos utilizados para chegar ao resultado final, tais como cálculos, conversões, operações, etc.

 Saída: são os dados já processados que, geralmente, serão apresentados aos usuários.

3

Fases de construção de um algoritmo

4

Figura 3: Fases para a construção de um algoritmo (Siebra e da Silva, 2009)

Fases de construção de um algoritmo

 Problema: Receba duas notas, calcule e mostre a média ponderada dessas notas, considerando peso 2 para a primeira nota e peso 3 para a segunda nota.

 Entrada: duas notas (N1 e N2)

 Processamento: calcular a média ponderada (MP)

(N1 * 2) + (N2 * 3)

5  Saída: mostrar a média ponderada (MP)

5

MP =

Fases de construção de um algoritmo

6

N1 e N2

(N1 * 2) + (N2 * 3) 5

MP

MP=

Exemplo 1

 Problema: Receba o peso de uma pessoa em quilos, calcule e mostre esse peso em gramas.

 Entrada: peso (P)

 Processamento: calcular o peso em gramas (PG)

PG = P * 1000  Saída: mostrar o peso em gramas (PG)

7

Exemplo 2

 Problema: Um funcionário recebe todo mês um salário fixo mais 4% de comissão sobre as suas vendas. Faça um algoritmo que receba o salário fixo de um funcionário e o valor de suas vendas, calcule e mostre a comissão e o salário final do funcionário.

 Entrada: salário fixo (S) e valor de suas vendas (V)  Processamento: calcular a comissão (C) e o salário final

do funcionário (SF) C = V * 0.04

SF = S + C

 Saída: mostrar a comissão (C) e o salário final do funcionário(SF)

8

Exercícios

 Para cada problema a seguir, organize dentro do corpo mínimo de um programa escrito na Linguagem C a entrada, o processamento a ser feito e a saída a ser apresentada.

 Exemplo:

9

Problema: Receba o peso de uma pessoa em quilos, calcule e mostre esse peso em gramas. Entrada: peso (P) Processamento: calcular o peso em gramas (PG) PG = P * 1000 Saída: mostrar o peso em gramas (PG)

int main () {

P

PG = P * 1000

PG

return 0; }

entrada

saída

processamento

Observação

10

int main () {

P

PG = P * 1000

PG

return 0; }

Atenção: não esqueça de fazer a indentação do programa.

Exercícios

 Receba dois números, calcule e mostre a divisão do primeiro número pelo segundo.

 Receba o preço de um produto, aplique um desconto de 10% nesse preço e mostre o novo preço.

 Um funcionário recebe todo mês um salário fixo mais 4% de comissão sobre as suas vendas. Faça um algoritmo que receba o salário fixo de um funcionário e o valor de suas vendas, calcule e mostre a comissão e o salário final do funcionário.

 Faça um algoritmo que receba o peso de uma pessoa, calcule e mostre: a) o novo peso que a pessoa terá se engordar 15% sobre o peso digitado; b) o novo peso que a pessoa terá se emagrecer 20% sobre o peso digitado.

11

Obs.: fazer a lista 0 em casa e trazer pronta para a aula em laboratório

Variáveis

 Variável é tudo aquilo que é sujeito a variações, que é incerto, instável ou inconstante (pode mudar ao longo de um processo)

 Imagine a memória de um computador como um grande arquivo com várias gavetas, e em cada gaveta é possível guardar um único valor por vez.

 Como em um arquivo, as gavetas devem estar identificadas com uma etiqueta contendo um nome.

 Cada gaveta representa uma variável.

12

Exemplo: variáveis

13

 Receba o peso de uma pessoa em quilos, calcule e mostre esse peso em gramas.

 Geralmente as entradas e saídas do algoritmo vão precisar de variáveis.

 Neste exercício, P representa o peso a ser lido e pode variar para cada usuário. Assim, P será uma variável.

 PG é o peso em gramas que vai ser mostrado na saída e também varia de acordo com o valor de P. Então PG também é uma variável.

Nomes de variáveis em C

 Existem regras de definição e uso de variáveis em C:  Os nomes de identificação de uma variável podem utilizar um

ou mais caracteres.  O primeiro caractere deve ser alfabético (letra) ou o caractere

_(underline). Preferencialmente inicie sempre com letra.  Letras não podem ter acento, ser usado o ç , ou conter símbolos

especiais. Ex.: salário, preço, preferência, opção, R#

 No caso de nomes compostos, pode ser usado o caractere _ para uni-los. Exemplo: data_de_nascimento

 Não usar espaço em nomes compostos. Ex.: data de nascimento (errado!)

 Os demais caracteres podem ser letras, dígitos ou o _. Ex.: telefone1, telefone2, nome_completo

14

Nomes de variáveis em C

 C é case sensitive, isto é, maiúsculas e minúsculas são diferenciadas. Ex.: a variável IDADE é diferente da variável Idade e diferente de idade

 A diferenciação do nome de variáveis depende do compilador (ISOC90=31 e ISOC99=63).

 Normalmente, nomes de variáveis não são muito longos. Use no máximo 30 caracteres.

15

Nomes de variáveis em C

 Jamais usar palavras reservadas para definir uma variável. Ex.: main, return, int, float, char, typedef.

16

Categoria Palavras-chave

Tipos de dados char, int, float, double, void

Modificadores de tipo long, short, signed, unsigned

Modificadores de acesso const, volatile

Classes de armazenamento auto, extern, static, register

Tipos definidos pelo usuário struct, enum, union, typedef

Comandos condicionais if, else, switch, case, default

Comandos de laços while, for, do

Comandos de desvio break, goto, return, continue

Operador sizeof

Exercício

 O nome de uma variável é criado por um programador devendo seguir algumas regras, são listas de nomes válidos, EXCETO:

a) Nota1, Nota2, Nota3

b) Aluno, aluno, alunos

c) tres, treze, 3_tres

d) Tipo_camisa, T_tenis, tamanho

e) Media, aprovado, reprovado

17

Exercícios

 Considere os problemas abaixo e para cada um deles identifique quais serão as variáveis usadas.

• Receba dois números, calcule e mostre a divisão do primeiro número pelo segundo.

• Receba o preço de um produto, aplique um desconto de 10% nesse preço e mostre o novo preço.

• Um funcionário recebe todo mês um salário fixo mais 4% de comissão sobre as suas vendas. Faça um algoritmo que receba o salário fixo de um funcionário e o valor de suas vendas, calcule e mostre a comissão e o salário final do funcionário.

• Faça um algoritmo que receba o peso de uma pessoa, calcule e mostre: a) o novo peso que a pessoa terá se engordar 15% sobre o peso digitado; b) o novo peso que a pessoa terá se emagrecer 20% sobre o peso digitado.

18

Tipos de dados

 Considere o problema: • Receba o preço de um produto, aplique um desconto de 10%

nesse preço e mostre o novo preço.

 Você deve ter identificado como variáveis do problema o preco e o novo_preco

 O preço de um produto é um valor numérico do tipo real (ex.: R$ 1,99)

 Todas as variáveis com as quais vamos trabalhar terão um tipo definido

19

Tipos de dados

 Por enquanto, vamos utilizar quatro tipos em nossos programas:  Inteiro: representados por números inteiros  Real: representados por números reais  Caracteres: representados por valores alfabéticos ou

alfanuméricos os quais não podem ser utilizados em operações de cálculo numérico

 Lógicos: representados por valores do tipo falso ou verdadeiro

20

Tipos de dados inteiros em C

 Na Linguagem C é usado o comando int  Sintaxe: int <lista_var> ;  <lista_var>pode ser formada por uma única variável ou

uma lista de variáveis separadas por vírgula. Ex.:  <variavel>

 <variavel>, <variavel>

 Exemplo:  int idade, RG, CPF;

21

Tipos de dados reais

 Na Linguagem C é usado o comando float  Sintaxe: float <lista_var>;  <lista_var>pode ser formada por uma única variável ou

uma lista de variáveis separadas por vírgula. Ex.:  <variavel>  <variavel>, <variavel>

 Exemplo:  float SALARIO;

 Observação: os valores atribuídos a este tipo, se possuírem casa decimal, devem ser representados com “.”  Certo: 3.14 87.456  Errado: 3,14 87,456

22

Tipo de dado caractere

 Usamos o comando char

 Sintaxe: char <lista_var> ;  <lista_var>pode ser formada por uma única variável ou

uma lista de variáveis separadas por vírgula. Ex.:  <variavel> [tamanho]  <variavel>[tamanho], <variavel> [tamanho]

23

Caractere x Cadeia

 Caractere: é um dígito numérico, letra do alfabeto, código de controle ou símbolo especial  Exemplos:

 “ ”  “7”  “-”  “\n”

 Cadeia: é uma seqüência de caracteres  Exemplos:

 “Programação”  “Rua Alfa, 52 – Apto. 1”, “Fone: (0xx99) 5544-3322”,  “-90”, “45.989”

24

Caractere: exemplo em C

25

 Escreva um algoritmo que leia do usuário uma letra e depois mostre a letra em maiúsculo.  Qual a entrada? 1 letra  Qual a saída? A mesma letra em maiúsculo

 Note que neste caso tem que definir uma variável do tipo caractere de tamanho 1

 Exemplo: char letra;

Cadeias de caracteres em C

 Na Linguagem C não existe um tipo para armazenar cadeias de caracteres (strings)

 Nesse caso, usamos o comando char e definimos o tamanho para a variável

 Exemplo:  char nome[81], endereco[101] ;

 A variável nome é capaz de armazenar 81 caracteres e a variável endereço 101 caracteres (foi especificado cada tamanho entre [ ])  Some 1 unidade a mais do desejado porque a última

posição do string deve ser definida com o valor ‘\0’ que indicará o final da string

26

Exemplo: cadeias de caracteres em C

27

programa CALC_APROVACAO var

RESULTADO: caractere NI, N2, N3, N4: real SOMA, MEDIA: real

início .

.

. fim

#include <stdio.h>

int main () {

char RESULTADO[10]; float N1,N2,N3,N4; float SOMA, MEDIA;

.

.

. return 0;

}

A variável RESULTADO poderá conter o valor “Aprovado” ou “Reprovado”. No máximo 9 caracteres, assim definimos com tamanho 10.

Tipos de dados lógicos

 São lógicos os dados com valores que sugerem uma única opção entre duas possibilidades existentes, representadas pelos valores:  Falso ou Verdadeiro  0 ou 1

 Outras denominações: booleano  Sua representação será dada por uma das formas:

 .Falso. e .Verdadeiro.  .F. e .V.  .Sim. e .Não.  .S. e .N.

28

Tipo de dado lógico

 Usamos o comando bool

 Sintaxe: bool <lista_var> ;  <lista_var>pode ser formada por uma única variável ou

uma lista de variáveis separadas por vírgula. Ex.:  <variavel>  <variavel>, <variavel>

 Exemplo:  bool A, B;

29

Tipo de dado lógico

 Devemos incluir o módulo <stdbool.h> no início do arquivo

 Usar o comando bool para declarar as variáveis lógicas

30

#include <stdbool.h>

int main() {

bool x, y;

x = true; y = false;

return 0; }

Declaração de variáveis em PE

 Antes de usar uma variável, nós precisamos fazer a sua declaração.

 Para isso, usamos a palavra reservada VAR seguida da lista de variáveis que vamos usar e seus respectivos tipos.

31

var <variável 1>: <tipo> <variável 2>: <tipo>

Exemplo: declaração de variáveis

32

programa PESO_GRAMAS

var P: real PG: real

início escreva “Informe o peso em quilos:” leia P PG  P * 1000 escreva “O peso em gramas e:” escreva PG

fim

 Receba o peso de uma pessoa em quilos, calcule e mostre esse peso em gramas.

Podemos economizar uma linha e declarar as duas variáveis separas por vírgula como:

P, PG: real

Declaração de variáveis

 A declaração de uma variável deve especificar um tipo e uma lista de nomes de variáveis seguida do ;  Sintaxe: <tipo> <lista_var> ;  <lista_var>pode ser formada por uma única variável ou

uma lista de variáveis separadas por vírgula. Ex.:  <variavel>

 <variavel>, <variavel>

 Exemplo:

33

int num1; int num2;

ou int num1,num2;

Não esqueça do ; ao final da declaração da variável!!!

Observe que em Português estruturado o tipo vem depois do nome da variável.

Exemplo: declaração de variáveis

34

programa PESO_GRAMAS

var P: real PG: real

início escreva “Informe o peso em

quilos:” leia P PG  P * 1000 escreva “O peso em gramas e:” escreva PG

fim

 Receba o peso de uma pessoa em quilos, calcule e mostre esse peso em gramas.

int main() {

float P; float PG;

escreva “Informe o peso em quilos:”

leia P PG = P * 1000; escreva “O peso em gramas e:” escreva PG

return 0; }

Declaração de variáveis

 Toda variável em C deve ser declarada no início do bloco de uma função, logo após a abertura da chave e antes de qualquer outra instrução

35

int main () {

int num1, num2;

num1 = 44; num2 = num1 + 20;

return 0; }

int main () {

int num1;

num1 = 44; int num2; num2 = num1 + 20; return 0;

}

Funciona, mas não fazer assim.

Declaração de variáveis

 Toda variável em C deve ser declarada antes de ser usada

36

int main () {

int num1, num2;

num1 = 44; num2 = num1 + 20;

return 0; }

int main () {

num1 = 44;

int num1, num2;

num2 = num1 + 20;

return 0; }

Aqui vai dar erro!!!

Declaração de variáveis: observações

 Declare todas as variáveis em um mesmo local, dando a eles nomes significativos para facilitar a leitura do seu código

 Uma seção de declarações de variáveis encoraja o planejamento do programa antes de começar a escrevê-lo. Isto é, planejar as informações que devem ser dadas ao programa e quais as que o programa deverá nos fornecer.

 Suas variáveis devem ser usadas tais como foram declaradas para evitar erros do compilador.  Exemplo

37

int b0b0;

bobo = 5;

Os zeros em b0b0 foram trocados pela letra o em bobo

Exercícios

 Considere os problemas abaixo e para cada um deles DECLARE as variáveis usadas. Não esqueça de definir o tipo de cada uma delas.

• Receba dois números, calcule e mostre a divisão do primeiro número pelo segundo.

• Receba o preço de um produto, aplique um desconto de 10% nesse preço e mostre o novo preço.

• Um funcionário recebe todo mês um salário fixo mais 4% de comissão sobre as suas vendas. Faça um algoritmo que receba o salário fixo de um funcionário e o valor de suas vendas, calcule e mostre a comissão e o salário final do funcionário.

• Faça um algoritmo que receba o peso de uma pessoa, calcule e mostre: a) o novo peso que a pessoa terá se engordar 15% sobre o peso digitado; b) o novo peso que a pessoa terá se emagrecer 20% sobre o peso digitado.

38

Biblioteca padrão de C

 Parte da funcionalidade de C está contida em funções de biblioteca que residem fora da linguagem

 A biblioteca padrão é dividida em grupos de funções que têm alguma afinidade entre si

 Exemplos grupos de funções para:

 Entrada e saída  Gerenciamento de memória

 Operações matemáticas  Cada grupo de funções é denominado módulo

Módulos

 Possuem dois arquivos associados:  Um arquivo objeto que contém as implementações das

funções do módulo previamente compiladas  Um arquivo-fonte, denominado cabeçalho, que contém

definições parciais legíveis das funções implementadas no arquivo objeto (são arquivos com a extensão “.h”)

 Para usar uma função de um módulo de biblioteca no seu programa, você deve incluir o arquivo de cabeçalho do módulo por meio de uma diretiva #include com o formato:

#include <nome-do-arquivo> ou

#include “nome-do-arquivo”

Faça o teste

#include "stdio.h"

int main()

{

printf("Hello World!\n");

return 0;

}

 Troque <> por “ ” e dê novamente

O módulo stdio

 Responsável pelas operações básicas de entrada e saída em C

 stdio vem de standard input/output, isto é, entrada e saída padrão

 Para usar este módulo, no começo do seu programa você deve incluir a diretiva #include <stdio.h>

 Essa linha será substituída pelo conteúdo do arquivo stdio.h  Esse arquivo de cabeçalho (.h) contém apenas alusões

para as funções que estão realmente em outro arquivo (.o)

 Para o seu programa ser executado, é necessário ainda usar um editor de ligações (linker) que tem a função de ligar o seu código objeto ao código objeto do módulo

Saída para a tela do computador

 Usamos a função printf ( ) que pertence ao módulo stdio

 Associada à saída padrão do Sistema Operacional (normalmente o vídeo)

 Equivale ao comando escreva do Português estruturado

programa PESO_GRAMAS

var P: real PG: real

início escreva “Informe o peso em

quilos:” leia P PG  P * 1000 escreva “O peso em gramas e:” escreva PG

fim

#include <stdio.h>

int main() {

float P; float PG;

printf(“Informe o peso em quilos:”);

leia P PG = P * 1000; printf(“O peso em gramas e:”); printf(“%f”, PG);

return 0; }

printf(): códigos especiais

 Pode usar códigos especiais para escrever caracteres que não podem ser inseridos diretamente em nossos programas por meio do teclado

 Exemplo:  printf(“Primeiro programa\n”);

 O \n é um código especial que informa a printf() que o restante da impressão deve ser feita em uma nova linha. Faz a função da tecla ENTER

44

Exemplo: código especial

#include <stdio.h>

int main() {

float P; float PG;

printf(“UFGD\n”); printf(“Sistemas de

Informação\n”); printf(“Informe o peso em

quilos:”); . . .

return 0; }

Com os “\n”

Sem os “\n”

Códigos especiais: exemplos

46

Códigos Significado

\n Nova linha

\t Tabulação

\b Retrocesso (usado para impressora)

\f Salto de página de formulário

\a Beep – toque do auto-falante

\r CR – retorno do cursor para a primeira linha

\\ barra invertida

\0 Zero

\’ Aspas simples

\” Aspas duplas

\? Interrogação

Comando de saída: printf()

 A função printf() pode ter um ou mais argumentos.  Se houver mais de 1 argumento, eles devem ser

separados por vírgula.

 Exemplo com 1 argumento:

47

programa PESO_GRAMAS

var P: real PG: real

início escreva “Informe o peso em

quilos:” ...

fim

#include <stdio.h>

int main() {

float P; float PG;

printf(“Informe o peso em quilos:”);

.

.

. return 0;

}

Comando de saída: printf()

 Exemplo com dois argumentos:

 O primeiro argumento é chamado expressão de controle e contém, além de caracteres a serem exibidos na tela, um código de formatação que indica o formato que os argumentos restantes devem ser impressos.

 %f solicita a printf() que o segundo argumento seja impresso em formato de ponto flutuante

48

... printf(“Informe o peso em quilos:”); leia P PG = P * 1000; printf(“O peso em gramas e: %f ”, PG);

...

Códigos de formatação

49

Códigos Significado

%c Caractere simples

%d Inteiro decimal com sinal

%i Inteiro decimal com sinal

%s String de caracteres

%f Ponto flutuante em decimal

%o Inteiro octal

%% Imprime um caractere %

%p Ponteiro (endereço)

%u Inteiro decimal sem sinal

%x Inteiro hexadecimal

%ld Inteiro decimal longo

%lf Ponto flutuante longo (double)

%Lf Double longo

Erro: esquecimento do código de formatação

 O aluno esquece de colocar o código de formatação

 Supondo que o usuário disse que o peso vale 60

 No primeiro caso, vai aparecer a mensagem  “O peso em gramas e: 60000”

 No segundo caso, vai aparecer a mensagem  “O peso em gramas e:”

50

... printf(“Informe o peso em quilos:”); leia P PG = P * 1000; printf(“O peso em gramas e: %f ”, PG);

...

... printf(“Informe o peso em quilos:”); leia P PG = P * 1000; printf(“O peso em gramas e:”, PG);

...

errado

Comando de saída: printf()

 Exemplo com três argumentos

 Suponha que o usuário informou o valor 60

51

O peso 60 em gramas é 60000

... printf(“Informe o peso em quilos:”); leia P PG = P * 1000; printf(“O peso %f em gramas e: %f ”, P,

PG); ...

Comando de saída: printf()

 Exemplo com quatro argumentos:

52

#include <stdio.h> #include <stdlib.h>

int main () {

printf(“A letra %c pronuncia-se %s%c%c”, ‘J’, “Jota”, ‘.’, ‘\n’);

system(“PAUSE”); return 0;

}

A letra J pronuncia-se Jota.

Comando de entrada em Português

estruturado

 Sintaxe

53

leia <lista-de-identificadores>

 Receba o peso de uma pessoa em quilos, calcule e mostre esse peso em gramas.

programa PESO_GRAMAS

var P: real PG: real

início escreva “Informe o peso em quilos:” leia P PG  P * 1000 escreva “O peso em gramas e:” escreva PG

fim

Comando de entrada: scanf()

 A função scanf() faz parte do módulo <stdio.h>  Permite ler dados formatados da entrada padrão

(teclado)

 Sintaxe  scanf (“expressão de controle”, <lista-de-argumentos>);

54

Comando de entrada: exemplo

55

 A expressão de controle pode conter códigos de formatação precedidos pelo sinal %

 A lista de argumentos deve ser constituída pelos endereços das variáveis, isto é, cada nome de cada variável deve ser precedido pelo símbolo &, que indica referência ou endereço da variável. É através dessa referência ou endereço que o valor da mesma será atualizado após a leitura do dado correspondente.

programa PESO_GRAMAS

var P: real PG: real

início escreva “Informe o peso em

quilos:” leia P PG  P * 1000 escreva “O peso em gramas e:” escreva PG

fim

#include <stdio.h>

int main() {

float P; float PG;

printf(“Informe o peso em quilos:”);

scanf(“%f”, &P); PG = P * 1000; printf(“O peso em gramas e:”); printf(“%f”, PG);

return 0; }

Atenção: não esqueça do & no scanf()

56

 Se você esquecer o & não dá erro de compilação

 Na hora da execução é que o problema aparece, a tela “trava”.

#include <stdio.h>

int main() {

float P; float PG;

printf(“Informe o peso em quilos:”); scanf(“%f”, &P); PG = P * 1000; printf(“O peso em gramas e: %f”, PG);

return 0; }

Outro tipo de erro: colocar o & no printf()

57

 Se você esquecer o & não dá erro de compilação

 Na hora da execução é que o problema aparece, a tela “trava”.

#include <stdio.h>

int main() {

float P; float PG;

printf(“Informe o peso em quilos:”); scanf(“%f”, &P); PG = P * 1000; printf(“O peso em gramas e: %f”, &P);

return 0; }

Errado neste caso

Exemplo: lendo vários dados

58

programa CALC_APROVACAO var

RESULTADO: caractere NI, N2, N3, N4: real SOMA, MEDIA: real

início escreva “Informe as 4 notas:” leia NI, N2, N3, N4 . . .

fim

#include <stdio.h>

int main () {

char RESULTADO[10]; float N1,N2,N3,N4; float SOMA, MEDIA;

printf(“Informe as 4 notas”); scanf(“%f%f%f%f”, &N1,&N2,&N3,&N4); . . . return 0;

}

Comando de entrada: exemplo 2

59

#include <stdio.h> #include <stdlib.h>

int main () {

float anos, dias;

printf(“Digite a sua idade em anos: “); scanf(“%f”, &anos); dias = anos * 365; printf(“A sua idade em dias é %.0f.\n”, dias);

system(“PAUSE”); return 0;

}

A execução poderia ser: Digite a sua idade em anos: 4 A sua idade é 1460.

A execução poderia ser: Digite a sua idade em anos: 12.5 A sua idade é 4563.

Dados inteiros: exemplo

60

programa CALC_CUSTO var

qtd_caderno, qdt_caneta, qtd_borracha: inteiro custo: real

início escreva “Informe a quantidade de caderno, caneta e borracha” leia qtd_caderno, qdt_caneta, qtd_borracha custo  qtd_caderno * 10.0 + qdt_caneta * 0.80 + qtd_borracha * 0.50 escreva “Custo total eh:”, custo

fim

#include <stdio.h>

int main () {

int qtd_caderno, qdt_caneta, qtd_borracha; float custo;

printf(“Informe a quantidade de caderno, caneta e borracha”); scanf(“%d%d%d”, &qtd_caderno, &qdt_caneta, &qtd_borracha); . . . return 0;

}

Referências

 ALGORITMOS. MANZANO – Lógica para desenvolvimento de programação de computadores. José Augusto N. G. Manzano, Jayr Figueiredo de Oliveira. São Paulo: Érica, 2006.

 ALGORITMOS ESTRUTURADOS. Harry Farrer, Christiano Gonçalves Becker, Eduardo Chaves Faria et al. 3ª Edição. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

61

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome