Organização Acadêmica - Apostilas - Pedagogia, Notas de estudo de . Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC)
Gaucho_82
Gaucho_827 de Março de 2013

Organização Acadêmica - Apostilas - Pedagogia, Notas de estudo de . Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC)

PDF (138.0 KB)
4 páginas
499Número de visitas
Descrição
Apostilas de Pedagogia sobre o estudo da organização acadêmica, organização da vida de estudos na universidade.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 4
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo

A organização da vida de estudos na universidade

1 INTRODUÇÃO

Este trabalho acadêmico tem por objetivo apresentar aos iniciantes da vida universitária, subsídios para que possam organizar sua vida de estudo na universidade. Analisando criteriosamente o texto “a organização da vida de estudos na universidade”, poderão se identificar as fases da vida do estudante e aplicar o conhecimento adquirido em seu cotidiano. Porque organizar a vida de estudos na universidade? Pela necessidade de se manter uma nova postura, a de estudante, tornando-se um ser crítico e questionador, para que se obtenha um melhor aproveitamento do ensino-aprendizagem, onde o acadêmico deve munir-se de novos instrumentos de trabalhos bem como saber manuseá-los adequadamente fazendo com que os mesmos percebam seu papel de ir em busca de conhecimento. sistematizado. A metodologia observou a técnica do estudo em grupo denominada Painel Integrado, que foi dividido em fases.

Para melhor compreensão didática, este trabalho dividiu-se em: introdução, desenvolvimento e conclusão.

2 DESENVOLVIMENTO

2.1 A organização da vida de estudos na universidade

Ao ingressar na universidade, o estudante dá-se conta de que se encontra diante de uma nova etapa de sua vida, com exigências específicas de seu conhecimento intelectual depende unicamente dele mesmo. Desse modo seu aprendizado passa a ter maior autonomia, maior independência em relação aos subsídios do ensino e dos recursos institucionais. A partir do aprofundamento de seus conhecimentos científicos, o estudante alcança uma postura de autoatividade didática que será crítica e rigorosa, as quais fornecerão instrumentos para uma atividade criadora. Por conseguinte, o estudante empenha-se num projeto de trabalho altamente individualizado, apoiado em instrumentos existentes ao seu alcance, os quais auxiliam na organização de sua vida de estudo e disciplinam sua vida cientifica. É através do material didático e cientifico que o estudante adquire elementos complementares pra o processo coletivo em sala de aula.

Assim, esse novo estilo de trabalho universitário não pode ser de maneira mecânica e passiva, mas é preciso dispor de um material de trabalho específico á sua área e explora-lo adequadamente.

2.2 Os instrumentos de trabalho

A formação universitária conduz a muitas práticas, alcançando o fornecimento de algumas habilidades profissionais intrínsecas. Cada área necessita de um embasamento

docsity.com

teórico pelo qual responde fundamentalmente, a assimilação desses elementos é feita através de instrução de professores nas aulas em classe. Mas só é garantido e absorvido pelo estudante através do seu desempenho individual.

No início de sua vida universitária, o estudante precisa formar a sua biblioteca pessoal gradativamente. Tendo em vista que a mesma deve ser especializada e qualificada com livros fundamentais para o desenvolvimento de seu estudo, sendo devidamente explorado pelo estudante. Dando ênfase ao estudante, a maturação do seu próprio pensamento e motivando- o à busca de um conhecimento mais amplo e diversificado.

Ao cursar uma faculdade, o estudante passará a utilizar instrumentos que irão lhe proporcionar mais conhecimentos. Pois, além das dicas de estudo do professor ele terá que aprofundar-se, buscando novas fontes de conhecimento que através dessas fontes formarão sua própria biblioteca. Conforme os estudos avançam e são aprofundados, os textos simples serão substituídos por especializados;

Não devemos passar o tempo estudando textos genéricos, comentários e introduções, o acadêmico precisa de um encaminhamento lógico que o inicie ao pensar. O professor não precisa ser detentor de todo o conhecimento, mas ele precisa conduzir seus alunos à aprendizagem de uma forma inteligente, introduzindo textos auxiliares de uma maneira que não prejudique a qualificação do ensino.

Conforme Severino ressalta o estudante universitário deve munir-se de vários instrumentos de trabalho, no qual ele enfatiza as revistas. As revistas estão em constante atualização, trazendo informações em várias áreas do saber, enquadrando-se na vida intelectual dos estudantes, permitindo acompanhar-lhe durante toda a sua formação. Atesta ainda que o mínimo que as revistas podem contribuir são com informações bibliográficas, resenhas e dados de vida cultural e científica, e que os estudantes vão assiná-las de acordo com os seus interesses, e ainda afirma que os estudantes devem engajar-se em atividades extra-escolares (simpósios, seminários e outros eventos culturais).

Ao falar de instrumentos teóricos como livros ou revistas considerados como base para o estudo e pesquisa não se quer fazer apologia. As disciplinas não se isolam no contexto teórico: se o curso do aluno define o núcleo central de sua especialização, sua formação exigirá uma ampla complementação. É importante familiarizar-se com os materiais relativos a essas disciplinas. Assim, não só textos básicos, mas também revistas diárias complementares devem ser adquiridas;

Vale ressaltar que já existem no Brasil alguns repertórios bibliográficos de boa qualidade, mas pouco conhecidos e utilizados, os dicionários que, embora sejam traduções têm servido de grande utilidade para o estudante universitário. Dentre os instrumentos para o trabalho científico atualmente, cabe dar especial destaque aos recursos eletrônicos gerados pela tecnologia. Cabe referir a rede mundial de computadores, a internet, os disquetes, CD- ROM’s e outros formatos atuais.

2.2.1 A exploração dos instrumentos de trabalho

docsity.com

Para a nova vida universitária é muito importante para o estudante ser conhecedor de meios para que possa explorar elementos de base e outros que servirão de complementação de estudo no novo mundo escolar.

O estudante não deverá se prender apenas aos materiais disponibilizados em sala de aula, deverá, no entanto, efetuar pesquisas complementares as quais devem ser documentados e que servirão de base para o estudo extra-classe. Ao se fazer anotações, deve- se registrar palavras ou expressões que enfoquem sobre o conteúdo, concentrando-se nas idéias principais do emissor e posteriormente devem ser corrigidas e transcritas em fichas de documentação expressando as principais ideias do texto ou conteúdo.

Ao dividir as categorias em substantivos e verbais, ao tratar de objetivos ou de conceitos, é necessário recorrer aos instrumentos de pesquisa, ou seja, as referências, procurando assim recompor o texto através de informações trocadas entre grupos, e na preparação de seminários. Porém, cada um analisa o material proposto, sendo que as anotações são feitas com objetivos diferentes. A aprendizagem não se preocupa em memorizar ou decorardo, concentrando-se nas idssa-classe. mentares as quais devem ser documentados e que servirs de base e outros que servirendo de, mas em assimilar as ideias que estão sendo manipuladas. Após todo o processo feito, os alunos têm que pessoalmente resumir o que foi passado para a ficha de documentação.

2.3 A disciplina do estudo

A metodologia de estudo, à primeira vista, pode ser considerada exigente demais, porém é essencial em todas as etapas da vida universitária. Tendo em vista o pouco tempo disponível para o estudo em casa, é necessário que seja estabelecido um sistema de estudo, visando o melhor aproveitamento possível desse tempo. Esse sistema de estudo deve ser seguido de uma forma não exaustiva, por isso é fundamental que sejam determinados até os intervalos, que são também importantes para o bom desenvolvimento do estudo. Todos os instrumentos têm que estar anteriormente preparados, assim não será preciso interromper a concentração sempre que precisar de algum material didático. O mesmo procedimento deve ser utilizado em trabalhos de grupo.

3 CONCLUSÃO

O resultado deste trabalho implica na compreensão do acadêmico em saber elaborar os métodos a serem estudados. A adoção dos métodos de estudo facilitará a compreensão dos assuntos abordados, proporcionando ao estudante um melhor aproveitamento do curso. Ao assumir suas novas responsabilidades, o estudante deve ir em busca de novos conhecimentos, não mais empírico e sim sistematizado, transformando-se em um eterno pesquisador. A técnica painel integrado adotada como metodologia foi relevante uma vez que estimulou a dinâmica de grupo e a socialização entre os acadêmicos.

docsity.com

REFERÊNCIAS

FEITOSA, Maria Lenir Oran Fonseca (Org.). A organização da vida de estudos na Universidade. In: ____. Metodologia do Trabalho Científico. Manaus: [s.n.], 2007. (Apostila da Disciplina Metodologia do Trabalho Científico para o Curso de Letras / UEA).

SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. 22.ed.revista e ampliada. São Paulo: Cortez, 2002.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome