Pessoa-Tempo e Espaço - Exercícios - Epidemiologia, Notas de estudo de Epidemiologia. Universidade Estadual do Ceará (UECE)
Kaka88
Kaka886 de Março de 2013

Pessoa-Tempo e Espaço - Exercícios - Epidemiologia, Notas de estudo de Epidemiologia. Universidade Estadual do Ceará (UECE)

PDF (57.0 KB)
2 páginas
7Números de download
1000+Número de visitas
100%de 1 votosNúmero de votos
2Número de comentários
Descrição
Apostilas e exercicios de Epidemiologia sobre o estudo do tempo e espaço.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
EXERC 1 Pes.temp.esp.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE MEDICINA PREVENTIVA DISCIPLINA DE EPIDEMIOLOGIA

PESSOA- TEMPO E ESPAÇO 1) No gráfico abaixo é representada a distribuição mensal de casos de uma doença X na cidade Y no ano de 1999. A partir da análise do gráfico é possível afirmar que houve uma epidemia da doença X no mês de junho? Justifique. 2) A distribuição da poliomielite nos diversos países do mundo para o ano de 1995 não apresentou nenhum registro de casos no Paraguai. Um único caso de poliomielite por vírus selvagem nesse país poderia ser considerado como uma epidemia? Justifique. 3) Foram selecionadas algumas descrições de doenças em livros texto de Medicina. Comente as características de pessoa, tempo e espaço dessas doenças. a) Prurigo de Hebra é uma síndrome de hipersensibilidade encontrada em crianças, particularmente da raça negra, caracterizada por erupção papulosa e lesões secundárias. Picadas de insetos atuam provavelmente como desencadeadores. b) Rubéola - A rubéola tem seu maior impacto quando de sua apresentação congênita por produzir sérios defeitos no feto e RNs de mulheres que contraem a doença durante a gestação. É uma doença comum em crianças, mas pode acometer adultos jovens. Ocorre principalmente na primavera; é menos contagiosa que o sarampo e a varicela. c) Hipotireoidismo - O hipotireoidismo define síndrome clínica e bioquímica, resultante da diminuição da produção e da redução dos níveis circulantes dos hormônios tireóideos e reversível com a reposição hormonal deficiente. Exibe espectro clínico variável. A avaliação clínica e laboratorial permite distinguir entre portadores da forma subclínica (assintomático e apresentando níveis séricos normais de hormônios tireóideos) e branda. Em outros pacientes, o distúrbio é franco, provocando sintomas e sinais evidentes de comprometimento sistêmico. Todos , entretanto, exibem concentrações circulantes elevadas de hormônio estimulador da tireóide (TSH). É mais comum em mulheres que homens, mas a incidência aumenta com a idade em ambos os sexos, com pico entre 40 e 60 anos. 4) Os estudos de populações migrantes permitem gerar hipóteses para explicar diferentes padrões de ocorrência de doenças observadas em lugares e momentos distintos. Uma série de importantes estudos envolvendo populações de migrantes japoneses residentes nos EUA foi realizada, buscando explicar as

0

100

200

300

400

500

Janeiro

F evereiro

M arço

A bril

M aio

Junho

Julho

A gosto

S etem

bro

O utubro

N ovem

bro

D ezem

bro

Distribuição mensal dos casos da doença X na cidade Y no ano de 1999.

docsity.com

diferenças nos padrões de mortalidade observados com relação às populações de japoneses não-migrantes e de norte-americanos. Observe a tabela abaixo e responda as questões a seguir:

Razões de Mortalidade Padronizada* por causas de óbitos selecionadas entre migrantes japoneses residentes nos EUA e norte-americanos brancos, 1959 a 1962.

Norte-americanos de ascendência japonesa

Causa e sexo Japoneses não migrantes

Nascidos fora dos EUA

Nascidos nos EUA

Norte-americanos brancos

Câncer de estômago (M)

100 72 38 17

Câncer de estômago (F)

100 55 48 18

Câncer de intestino (M)

100 374 288 489

Câncer de intestino (F) 100 218 209 483 Câncer de mama (F) 100 166 136 591

*Tomou-se como base para comparação as taxas de mortalidade da população de japoneses não-migrantes (MacMahon & Pugh, 1970) a) Descreva as variações da mortalidade por câncer de intestino e de estômago, segundo as diferentes populações estudadas e a variável sexo. b) Segundo MacMahon & Pugh (1970), a ocorrência de câncer de intestino e de estômago estaria associada, principalmente, a fatores presentes no ambiente, ao passo que o câncer de mama estaria associado a fatores de natureza preponderantemente genética. Os dados apresentados na tabela acima estão em concordância com tais hipóteses? Justifique sua resposta.

docsity.com

comentários (2)
domynyc
Universidade de Evora
há 7 meses
como que faço para responder ? obg
domynyc
Universidade de Evora
há 7 meses
bom de mais
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome