Resistência bacteriana - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)
Paulo89
Paulo891 de Março de 2013

Resistência bacteriana - Apostilas - Biologia, Notas de estudo de Biologia. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)

PDF (81.6 KB)
2 páginas
1Números de download
949Número de visitas
Descrição
Apostilas sobre o tema da resistência das bactérias ao efeito dos antibióticos.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento

Resistência bacteriana

A resistência das bactérias ao efeito dos antibióticos é a capacidade que as bactérias e outros micróbios têm para crescerem na presença destes químicos que, por norma, limitam o seu crescimento ou provovam a sua morte. Este tipo de resistência ocorre quando as bactérias se alteram geneticamente de modo a reduzir ou neutralizar o efeito dos antibióticos ou outros agentes químicos utilizados.

As bactérias, ao longo da sua evolução, adaptam-se ao meio em que se encontram. Se algo as impede de crescer e aumentar como, por exemplo, um antibiótico, elas evoluem de modo a ter novos mecanismos que lhes permitem resistir ao antibiótico.

Algumas bactérias desenvolvem a capacidade de degradar ou de inactivar o antibiótico. As bactérias são capazes de desenvolver este tipo de capacidade através de mutações genéticas, isto é, sofrem alterações na sua informação genética. Por bipartição, as bactérias reproduzem- se, fazendo com que a população bacteriana aumente rapidamente. Através das múltiplas divisões mitóticas, que ocorrem na reprodução das bactérias, o número de mutações aumenta e algumas dessas mutações permitem que algumas das bactérias presentes na população bacteriana sobrevivam quando expostas a um determinado antibiótico.

Outras bactérias sofrem uma alteração na permeabilidade da membrana celular que ou impede a entrada do antibiótico na célula ou faz com que o antibiótico seja bombeado para fora da mesma. Enquanto que outras adquirem uma mutação que altera o alvo de um antibiótico de modo a que o alvo inicial não seja afectado e, consequentemente, o antibiótico não afecta o seu funcionamento.

Os mecanismos de resistência podem ser adquiridos de duas formas:

* os genes de resistência podem surgir espontaneamente numa população de bactérias como resultado de mutação e, posteriormente, são transmitidos à descendência;

CREDIT: NIAID

docsity.com

* noutros casos, os genes de resistência podem ser adquiridos a partir de um outro microorganismo através de um processo denominado “Transferência Horizontal do Gene”. Neste processo os genes podem ser trocados entre espécies microbianas não relacionadas.

Os antibióticos matam ou impossibilitam o crescimento das bactérias mais susceptíveis, no entanto uma bactéria pode sobreviver devido à sua capacidade de neutralizar o efeito do antibiótico. Essa bactéria, que se denomina bactéria resistente, multiplicar-se-á e, consequentemente, o número de bactérias resistentes aumenta e tornam-se as bactérias predominantes daquele meio. Este fenómeno denomina-se por pressão selectiva.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome