- resumo - Reumatologia, Notas de estudo de . Faculdade Medicina Estadual (ISEP)
Tucupi
Tucupi11 de Março de 2013

- resumo - Reumatologia, Notas de estudo de . Faculdade Medicina Estadual (ISEP)

PDF (109.2 KB)
2 páginas
1000+Número de visitas
Descrição
Apostilas de Reumatologia sobre o estudo da síndrome anti-fosfolipídeo, critérios clínicos, critérios laboratoriais, manifestações renais.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento

SAF: – síndrome anti fosfolipídeo; – pode ser primária ou secundária (a LES, AR...); – sintomas: eventos trombóticos venosos e arteriais, perda gestacional; – presença de: um ou mais anticorpos antifosfolípides (aFL) circulantes, com anticoagulante lúpico

(AL), anticardiolipina (aCL) e anti-ß2-glicoproteína I (anti- ß2-GPI); – fisiopatogenia: gatilho envolve plaquetas, células endoteliais e trofoblastos, ativando ß2-

glicoproteína I (B2 GPI) circulante → liga ao fosfolipídio na membrana celular → anticardiolipina circulante se liga ao complemento → ativa C5 a (via clássica) → ativa células inflamatórias e produtos pró-inflamatórios e pró-coagulantes;

– anticardiolipina inibe prolactina placentária → insuficiência placentária (dá sinais de hipóxia fetal e é possível ver infartos na placenta);

– inibe ptn C → anticoagulante que inibe fatores V e VIII; – inibe ptn S → indutora da função da ptn C; – ocorre: indução do fator tecidual (iniciador da coagulação) e redução da fibrinólise; – dx: pelo menos um critério clínico e um laboratorial; – critérios clínicos:

– trombose vascular: 1+ episódios de trombose arterial, venosa ou de pequenos vasos em qualquer órgao ou tecido confirmada por Doppler ou histopatologia, que exclua vasculite (também causa isquemia. Obs.: TVP de MMII e AVE ou TIA são os eventos isquêmicos mais comuns. Investigar SAF em jovem, sem fatores de risco, infartado);

– morbidade gestacional: – 1+ mortes de feto morfologicamente normal com mais de 10 semanas de idade gestacional,

confirmado por US ou exame do feto; – 1+ nascimentos prematuros de feto morfologicamente normal com 34 semanas ou menos,

em virtude de eclampsia, pré- eclampsia ou causas de insuficiencia placentaria; – 3+ abortamentos espontaneos antes de 10 semanas de idade gestacional, sem anormalidades

hormonais ou anatomicas maternas, e causas cromossomiais paternas ou maternas excluidas; – critérios laboratoriais:

– LAC (anticoagulante lúpico) no plasma em 2+ ocasioes com intervalo minimo de 12 semanas (1ª fase = PTTA → se houver anticardiolipina ligada ao fosfolipídeo, alarga; 2ª fase = misturar plasma → se for problema de coagulação, não vai coagular; 3ª e 4ª fases para confirmar);

– aCL (anticardiolipina) IgG ou IgM em titulos >40, em 2+ ocasioes com intervalo minimo de 12 semanas por teste ELISA padronizado;

– anti-ß2-glicoproteina I IgG ou IgM presente no plasma em 02 ou mais ocasioes com intervalo minimo de 12 semanas por teste ELISA padronizado;

– obs.: mesmo que tudo dê negativo, a ß2-glicoproteína I IgA pode ser positiva; – manifestações renais:

– microangiopatia trombótica renal e trombose de veia renal causam proteinúria sem cilindrúria ; – HAS e falência renal; – exame patológico demonstra trombose de pequenas artérias e glomerular com recanalização; – aumenta escórias;

– outras manifestações: – livedo reticular; – trombocitopenia; – anemia hemolítica auto-imune (Coombs positivo. Se associado à trombocitopenia = síndrome de

Evans); – doença valvar cardíaca ( ndocardite de Libman-Sacks); – HAP; – isquemia e infarto tecidual → vasculopatia livedoide;

– a trombose superficial não é critério diagnóstico; – dx diferencial: vasculite; – SAF castastrófica:

– múltiplas tromboses arteriais e venosas em 3+ órgãos;

docsity.com

– manifestações ocorrem simultaneamente ou em menos de 1 semana; – tto de trombose aguda: heparina plena; – profilaxia secundária após o 1º evento:

– warfarina mantendo INR 2-3 (evento venoso) ou INR 3-4 (arterial); – paciente com eventos gestacionais confirmados + critério laboratorial: se quiser engravidar, heparina

profilática (clexane). Se ela teve algum evento trombótico, heparina plena; – obs.: warfarina não pode ser usada no 1º trimestre (teratogênica).

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome