Sobrados e mucambos - resumo de livro - Historia, Notas de estudo de História. Universidade do Vale do Sapucaí
Reginaldo85
Reginaldo851 de Março de 2013

Sobrados e mucambos - resumo de livro - Historia, Notas de estudo de História. Universidade do Vale do Sapucaí

PDF (108.9 KB)
3 páginas
31Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
Fichamento de História do Brasil – Gilberto Freyre – Sobrados e Mucambos. Capítulo II, O engenho e a praça; a casa e a rua. Em forma de tópicos, alguns dados apresentados no capítulo.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Fichamento de História do Brasil –

Fichamento de História do Brasil – Gilberto Freyre – Sobrados e Mucambos

Capítulo II –

O engenho e a praça; a casa e a rua Em forma de tópicos, alguns dados apresentados no capítulo : Formação das casas

- Salienta as diferenças entre a rua e a casa; os costumes dos matutos que agora eram vistos como sinal de atraso

- Apresenta modo de vida dos mineiros e dos paulistas sertanejos, que viviam como aventureiros sem uma morada fixa

- Distancia de contatos com europeus e ausência de esposas, apresentados como razoes para o nomadismo, que eventualmente levava ao devassamento das minas e do mato;

- Importância da figura de mulher matriarcal : as senhoras teriam sido as responsáveis por trazer os costumes europeus e cristãos para a Casa- Grande; como exemplo na habitação em estilo português;

A vida das mulheres fechadas em casa - agrados de mucamas e compras feitas dos mascates que traziam à casa

os artigos femininos; - além dos mascates, rotina das mulheres também quebrada pelas

quitandeiras, que serviam de levar recados e trazer novidades das outras famílias

- ocupação das mulheres do sobrados : inventar comidas, unindo os processos tradicionais de cozinha às recém-conhecidas raízes e frutas tropicais : conservas de caju, bolos de milho e mandioca

- convivência : grandes reuniões às mesas das casas de engenho, enquanto nas cidades as mulheres não eram vistas em casa na presença de estranhos

Ruas

- somente escravas e poucos homens pelas ruas, com algumas diferenças regionais; no Norte, os homens ficavam a falar de negócios ou da vida alheia nas ruas; no RJ, os homens raramente saíam de casa;

docsity.com

- manual de “conselhos higiênicos” destinado a encorajar os homens manter sua saúde física e espiritual; sair de casa, ignorando o preconceito de se misturar ao povo

- condição precária das ruas; becos escuros e estreitos, restos de alimentos e animais mortos

- organização de atividades comerciais e industriais dando nomes às ruas, obedeciam a uma regra de urbanismo e posteriormente, à de higiene; controle dos órgãos municipais limitando atividades que deixassem aspectos desagradáveis às ruas

Condições das cidades e campos

- o controle da higiene e saneamento, ainda que precários nas cidades, era inexistente nos campos; também nas cidades, houve maior desenvolvimento da assistência social

- desinteresse dos proprietários rurais em uma boa conservação das estradas levou à um lento desenvolvimento das comunicações e limitou a solidariedade rural aos laços de família e religião;

- solidariedade presente nas comunidades negras, como sentimento de raça e classe; primeiras formas de sociedade independentes da economia patriarcal

- Quilombos e a forma parassocialista de organização; policultura com distribuição comum entre os vários moradores

- exemplo de cooperação presente nos negros de Ouro Preto, que alforriavam uns aos outros; e se reuniam como uma organização religiosa, com união das tradições católicas às celebrações africanas

Festas e Procissões

- religiões dos negros e dos brancos em forma de festa nas ruas; vinham participar as pessoas dos engenhos, embelezavam as fachadas das casas e as ruas;

- variedade dos costumes nas festas de rua: senhoras vestidas na moda, funcionários do governo, capoeiras, moças namorando; escandalizavam e enchiam de novidades os olhos das pessoas do engenho

Músicas

- música desenvolvida com luxo nas igrejas : órgãos e cantores especialmente preparados para o côro, e nas casas, canções italianas ou francesas tocadas pelas moças ao piano

- modinhas cantadas sobre a idealização romântica ou a inconstância dos sentimentos

- bandas de música nos engenhos, com vários instrumentos e negros que executavam famosas óperas estrangeiras

- gaiolas de pássaros espalhadas por toda a casa contentavam os senhores mais rústicos, contrastando com os pianos de cauda

docsity.com

- influencias inglesas, como o chá que começava a ser servido aos visitantes, contrastava com resquícios dos costumes tradicionais, como as escarradeiras presentes nas casas

Condição de trabalho dos escravos

- escravos de trabalhos caseiros vendidos como diferenciados dos escravos de rua;

- estes pareciam mais inclinados à alegria do que os negros que viviam nos engenhos, com senhores mesquinhos e alimentação escassa

- declínio da condição de vida a partir do desenvolvimento do café e dos controles aos senhores de engenho; taxas dos bancos e vigilância ao tráfico

- roubo de negros das cidades para os engenhos; quadrilhas que eram controladas pelos grandes engenhos, encobertos pela justiça e escravos que mudavam de senhor por conta própria, à procura de melhores condições

Revolução e Conservadorismo

- ao contrário do que poderia supor uma primeira observação, não são necessariamente os homens da cidade os revolucionários e os fazendeiros os conservadores;

- exemplos nos senhores de engenho pernambucanos, que se ergueram contra holandeses e tentaram uma independência do estado

- influencias socialistas francesas nas casas-grande do Recife, aparentemente conservadores

- artigos de jornais criticavam o regime agrícola e os desequilíbrios entre grande e pequena lavoura, e defendiam a intervenção do Estado na vida econômica do país

Clarissa de Oliveira Fonseca

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome