Sociologia
Keli111
Keli11130 de Agosto de 2015

Sociologia

RTF (38.3 KB)
3 páginas
561Número de visitas
Descrição
sociologia
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento

Computador, acesso a Internet e posse de telefone celular

Crescimento da proporção de domicílios com computador, acesso a Internet e posse de telefone celular

No Brasil, em 2009, havia 83,1% de domicílios onde pelo menos um morador tinha telefone celular. Em 2004, apenas metade dos domicílios tinham pelo menos um morador com telefone celular.

A proporção de domicílios com acesso à Internet também teve um crescimento expressivo de 2004 a 2009, passando de 14,2% para 31,5%. A posse de computador dobrou no mesmo período,

alcançando 39,3% dos lares urbanos do País.

Um pouco mais O número de domicílios brasileiros onde há pelo menos um

computador — em 2010, o equivalente a 35% das residências do país — subiu 9%, de 2009 para 2010. Bem menos do que o crescimento

apresentado no período 2008-2009, de 28%. No entanto, o aumento mais significativo aconteceu nas áreas mais carentes de acesso às

novas tecnologias: regiões Norte (cresceu 21%) e Centro-Oeste (18%). As demais regiões se mantiveram praticamente estáveis. O acesso de computadores residenciais à internet se expandiu em 13%, de 2009 para 2010, atingindo a taxa de 27% dos domicílios brasileiros. Os

melhores desempenhos, em aumento de conexões, também foram das regiões Centro-Oeste (32%) e Norte (40%). Em relação a classes

sociais, a conexão teve aumento de 14% na classe C, mas permaneceu estável nas classes A, B, D e E.

Esses dados, divulgados hoje pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), são resultantes da sexta Pesquisa TIC Domicílios, feita pelo

Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), do Núcleo de Informação e Coordenação do

Ponto BR (NIC.br). O estudo, elaborado a partir de informações coletadas em mais de 24 mil domicílios, apontou um crescimento

abaixo da média anual de posse de computadores (de 18%, entre 2005 e 2010). Mas, de acordo com os técnicos responsáveis pela pesquisa, não significa necessariamente uma tendência de desaceleração. “A

oscilação do ritmo de crescimento é bastante natural e pode ser influenciada por inúmeros fatores socioeconômicos”, diz Alexandre

Barbosa, gerente do CETIC.br.

A pesquisa TIC Domicílios 2010 indicou ainda que, em relação a 2009, o uso da internet teve o maior crescimento proporcional (44%) entre

indivíduos com baixa escolaridade, em especial analfabetos e estudantes do ensino infantil. Outro aumento significativo (19%) foi

verificado entre os entrevistados com ensino fundamental. Porém, no que diz respeito às atividades realizadas na internet, o item Educação

apresentou uma queda de 9%.

Comunicação móvel Em 2010, a proporção de domicílios com computadores portáteis e telefones celulares deu um salto. A penetração dos notebooks nos domicílios brasileiros cresceu mais de 60% — 31% na classe A, 53% na classe B e 67% na classe C. Entre os segmentos mais

pobres, aumentaram os telefones celulares: na zona rural, houve um crescimento de 17% de indivíduos portadores de

celular, em relação a 2009. Na região Nordeste, foi identificado o maior crescimento de indivíduos com aparelho celular, 24%.

Nas classes D e E, o crescimento foi 23%.

Dados internacionais

Dados internacionais mostram que não obstante a melhora observada no acesso a computador e Internet no País, o Brasil ainda se encontra muito distante das médias da maioria dos

países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico - OCDE (Organisation for Economic Co-operation and

Development - OECD).

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome