Tumores ovarianos - Apostilas -Ginecologia_Parte2, Notas de estudo de . Faculdade Medicina Estadual (ISEP)
Pipoqueiro
Pipoqueiro11 de Março de 2013

Tumores ovarianos - Apostilas -Ginecologia_Parte2, Notas de estudo de . Faculdade Medicina Estadual (ISEP)

PDF (1.4 MB)
17 páginas
672Número de visitas
Descrição
Apostilas de Ginecologia sobre o estudo dos tumores ovarianos, tumores benignos, diagnóstico, tratamento, prevalencia, fatores de risco.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 17
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
TUMORES DE OVÁRIO

TUMORES BENIGNOS DOS OVÁRIOS  DIAGNÓSTICO

 Métodos de imagem

BENIGNAS MALIGNAS Císto único, < 10 mm de diâmetro

Sólido ou sólido-cístico

Septações < 3mm de espessura

Septações múltiplas > 3mm de espessura

Unilateral Bilateral Calcificações, pp dentes

Ascite

Deposição gravitária do conteúdo cístico

IR > 0,40 IR < 0,4

USG;

DOPPLER;

TC;

RNM.

TUMORES BENIGNOS DOS OVÁRIOS  TRATAMENTO

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 PREVALÊNCIA

 60 – 65 anos;

 Raça branca;

 Países industrializados;

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 FATORES DE RISCO  REPRODUTIVOS

MULHERES ACIMA DE 50 ANOS, QUE NÃO GESTARAM E NÃO USARAM ACHO

GENÉTICOS

HISTÓRIA FAMILIAR DE CÂNCER DE OVÁRIO

UMA OU MAIS FAMILIARES COM HISTÓRIA DE CA DE OVÁRIO

ASSOCIAÇÃO COM CA DE MAMA E CÓLON

PACIENTES DE ORIGEM JUDAICA – ASKENAZY – RISCO AUMENTADO

AMBIENTAIS

INGESTÃO DE CARNE E GORDURA ANIMAL

EXPOSIÇÃO A ELEMENTOS QUÍMICOS COMO ASBESTOS E SILICATOS

I

I ,

I

I I I I I

I I I I I I

I

I I I I

I I

I I

I Í I I I

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

DISSEMINAÇÃO DO CÂNCER DE OVÁRIO TRANSCELÔMICA (principal): por implantação na

superfície peritoneal. (EPITELIAIS)

LINFÁTICA. Os linfonodos paraaórticos, principalmente os próximos aos vasos renais – drenagem

linfática dos ovários. (GERMINATIVOS)

HEMATOGÊNICA. Tardia. Compromete principalmente pulmões e fígado

I ( i i l): i l t fí i rit l. ( I I I )

I I . li f ti , i i l t i r i r

li f ti i . ( I I )

I . r i . r t ri i l t l fí

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS Transcelômica

goteira parieto-cólica D cúpula diafragmática D

plexo linfático subdiafragmático

Derrame Pleural D

Obstrução dos linfáticos subdiafragmáticos ASCITE (êmbolos de células neoplásicas)

Íleo carcinomatoso aglutinação progressiva das alças intestinais, levando à obstrução intestinal funcional (por implantação neoplásica na superfície das alças).

i i li l i i

l li i i i

l l

li i i i I l l l l i

Íl i l i i l i i i , l i i l i l i l l i í i l .

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 TUMORES EPITELIAIS

 Cistoadenocarcinoma seroso

• Mais comuns;

• Seguidos dos:

 Mucinosos;

 Endometrióides (bom prognóstico);

 Células claras.

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS  TUMORES EPITELIAIS

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 TUMORES DE CÉLULAS GERMINATIVAS

Disgerminomas -Maligno (30 – 40% dos TU de CG) -Faixa etária de 15 a 25 anos -Endocrinologicamente inativos -Acometem preferencialmente intersexos -Grande porte e Unilaterais (85-90%) -Consistência firmo-elástica -Crescimento rápido -Ovóide ou reniforme -A associação com coriocarcinoma (10%) pode capacitar o tumor a produzir G.C. -Tratamento: Histerectomia Total com Anexectomia Bilateral

li i i

i l i i i i l i

il i i i i l i i i

i i i i i i

i . . i i l i il l

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 DISGERMINOMA

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 TUMORES DE ESTROMA ARRENOBLASTOMA Tumor de células Sertoli-Leydig (tipo de SEX CORD) -Sólido -Raro -95% unilateral -0,4% dos tumores benignos do ovário -Potencialmente maligno (10%) -Mais comuns na 3ª e 4ª décadas -Produz altos níveis de T Primeiro- DESFEMINIZAM – Oligomenorréia

- Atrofia das mamas Depois - MASCULINIZAM – Hirsutismo, etc Bom prognóstico Tratamento: Salpingooforectomia - Deixar o útero e o outro ovário, mas investiga-lo sempre bipartindo-o

l l t li- i (ti ) - li - - il t l - , t i i - t i l t li ( ) - i - lt í i

i i - I I li i - t fi

i - I I i ti , t ti t t : l i f t i

- i t t i , i ti -l i ti -

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 ARRENOBLASTOMA

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS Avaliação Pré-operatória

Estadiamento basicamente CIRÚRGICO. Objetivos: avaliar o estado clínico da paciente a extensão

da doença. Exame físico completo (mamas, abdome, pelve) Exames hematológicos e bioquímicos pré-operatórios Citologia cérvico-vaginal Sangramento irregular Curetagem US abdome total Rx Tórax: Derrame pleural = toracocentese (citologia) Urografia excretora Dosagem de CA 125 (útil no acompanhamento).

i i I I . j i li lí i i

. í i l , , l l i i í i i i l i i i l i l l l l i l i i il .

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS Tratamento: CIRURGIA

1. Incisão mediana: melhor acesso ao andar superior do abdome. 2. Aspirado do líquido peritoneal: líquido ascítico ou lavado 3. Exploração sistemática de todas as superfícies e vísceras abdominais. 4. Biópsia de quaisquer áreas suspeitas ou aderências nas superfícies peritoneais (ou aleatórias) 5. Amostras do diafragma (lavagem ou raspado); lesão= biópsia 6. Omentectomia infracólica 7. linfadenectomia pélvica e paraaórtica

. I i i l i .

. i lí i i l lí i í i l

. l i i í i í i i .

. i i i i i í i i i l i

. i l l i i

. i i li

. li i l i i

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 ESTADIAMENTO (limitado a um ou ambos os ovários)

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 ESTADIAMENTO (extensão pélvica ou implantes)

TUMORES MALIGNOS DOS OVÁRIOS

 ESTADIAMENTO

Microscópica de implantes peritoneais fora da pélvis, ou limitada à pelve com extensão para o intestino delgado ou omento

metástases no fígado ou fora da cavidade peritoneal

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome