Vestibular de Fisica 1 - Universidade Federal de Pernambuco - 2009 - UFPE, Notas de estudo de Física. Universidade Potiguar (UnP)
Gisele
Gisele12 de Março de 2013

Vestibular de Fisica 1 - Universidade Federal de Pernambuco - 2009 - UFPE, Notas de estudo de Física. Universidade Potiguar (UnP)

PDF (562.2 KB)
6 páginas
1000+Número de visitas
Descrição
Vestibular de Física da Universidade Federal de Pernambuco do ano 2009.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 6
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
(Microsoft Word - F\315SICA I.doc)

1

FÍSICA I Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos sobre as leis que regem a natureza. Interprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores não enunciados. Em caso de respostas numéricas, admita exatidão com um desvio inferior a 5 %. A aceleração da gravidade será considerada como g = 10 m/s². 01. Em uma revendedora de peças de automóveis, um vendedor lança uma pequena caixa sobre o balcão para ser

recolhida por seu ajudante. Este, distraído, não vê o pacote que escorrega para fora do balcão e atinge o chão a 1,5m da base do balcão.

02. Um esquiador de massa 60 kg desloca-se na neve. O coeficiente de atrito entre os esquis e a neve é de 0,2, e o calor

latente de fusão do gelo é de 3.10 5 J/kg. Considere que toda a neve embaixo de seus esquis esteja a 0 oC e toda energia interna gerada pelo atrito seja adicionada à neve que adere aos esquis até derreter. A distância, em quilômetros, que ele deve percorrer para derreter 1 kg de neve vale

A) 3,0 B) 1,2 C) 1,5 D) 2,0 E) 2,5

03. Um problema para a vida humana em uma estação no espaço exterior é o peso aparente igual a zero. Com a intenção

de contornar este problema, faz-se a estação girar em torno do seu centro com uma taxa constante para criar uma “gravidade artificial” na sua borda externa. Considerando o diâmetro da estação igual a 125 m e  = 3, o número de revoluções por minuto necessárias a fim de que a gravidade artificial seja igual a 10 m/s2 vale

A) 4 B) 2 D) 8 C) 6 E) 10 04. A expressão popular “a ponta do iceberg” é usada para se referir a algo que se supõe estar a maior parte oculta, o que

significa que a maior parte do seu volume está imerso.

Se a altura do balcão é de 1,25 m, a velocidade com que o pacote deixou o balcão vale em m/s A) 2 B) 1 D) 4 C) 3 E) 6

Considerando os valores aproximados das densidades do gelo e da água do mar como sendo 0,9 g/cm3 e 1,0 g/cm3, respectivamente, o percentual do volume total de um iceberg que está acima do nível do mar vale A) 70 % B) 15 % D) 10 % C) 5 % E) 60%

docsity.com

2

05. Suponha que 1,00 g de água evapore isobaricamente à pressão atmosférica (1,0 . 10 5 Pa). Seu volume no estado líquido é VL = 1,00 cm3 e no estado de vapor é Vv = 1671 cm3. Considerando o calor latente de vaporização da água, para essa pressão, como sendo Lv = 2,26 . 10 6 J/kg. , quando a água se transforma em vapor, a variação de energia interna, em joules, vale

A) 2500 B) 1320 D) 2093 C) 3200 E) 2403 06. Um corpo de massa m está preso à extremidade de uma mola de constante elástica K = 32 N/m e oscila de acordo com a

equação a seguir, onde todas as variáveis estão com unidades no SI.

X = 2 cos ( 3 t+  / 2 )

Pode-se concluir que a energia mecânica do corpo A) é nula nas extremidades e máxima na posição de equilíbrio. B) é de 32 J nas extremidades e nula na posição de equilíbrio. C) é constante e igual a 64 J. D) é de 32 J nas extremidades e 64 J na posição de equilíbrio. E) é nula nas extremidades e na posição de equilíbrio. 07. Um trem de comprimento igual a 100 m viaja a uma velocidade de 0,8 c, onde c é a velocidade da luz, quando atravessa

um túnel de comprimento igual a 70 m.

Quando visto por um observador parado ao lado dos trilhos, é CORRETO afirmar que o trem A) não chega a ficar totalmente dentro do túnel, restando um espaço de 12 m fora do túnel. B) fica totalmente dentro do túnel e sobra um espaço de 10 m. C) fica totalmente dentro do túnel e sobra um espaço de 15 m. D) não chega a ficar totalmente dentro do túnel, restando um espaço de 5 m fora do túnel. E) fica totalmente dentro do túnel e não resta nenhum espaço. 08. Um carro de massa 800 kg encontra-se parado num sinal. Outro carro de massa 1200 kg que se desloca com uma

velocidade de 20 m/s choca-se na traseira do primeiro carro. Imediatamente após o choque, os dois carros deslocam-se juntos. É CORRETO afirmar que

A) a velocidade dos carros é de 12 m/s, e o coeficiente de restituição é igual a 1. B) a velocidade dos carros é de 12 m/s, e o coeficiente de restituição é igual a 0,5 C) o choque é perfeitamente elástico, e a velocidade dos carros é de 10 m/s. D) a energia cinética e a quantidade de movimento são conservadas. E) o coeficiente de restituição é nulo, e a velocidade dos carros é de 12 m/s.

docsity.com

3

09. Um raio de luz monocromática propaga-se num vidro de índice de refração igual a e incide num dioptro plano vidro-ar, sob ângulo de incidência igual a 60o. Considerando o índice de refração do ar igual a 1, a respeito desse fenômeno, pode-se concluir que ocorrerá

(Dado: sen 45 o = )

A) reflexão total. B) apenas reflexão. D) apenas refração. C) reflexão e refração. E) refração e reflexão total. 10. Uma haste de aço de comprimento LA tem coeficiente de dilatação linear A, e uma haste de cobre de comprimento LC

tem coeficiente de dilatação linear C. Ambas se encontram a uma temperatura inicial de 0 oC. Sabendo-se que, quando as hastes estão sendo aquecidas ou resfriadas, a diferença L = LA - LC entre seus comprimentos permanece constante. Nessas condições, é CORRETO afirmar que L vale

A) LC   

   

 

A

C

A

B) LC   

   

 

A

C1 D) LC   

   

 1

A

C

C) LC   

   



A

C1 E) LC CA

11. A figura a seguir representa uma região em que coexistem um campo magnético e um campo elétrico, ambos uniformes

e perpendiculares entre si, representados pelos vetores B e E. Uma partícula de massa m e carga q positiva é lançada numa direção horizontal perpendicular a esses campos, com velocidade v. Despreze a ação do campo gravitacional da Terra.

Considere B = 0,25 T e E = 5,00 . 10 3 N/m.

A ordem de grandeza do módulo da velocidade da partícula, para que sua trajetória seja horizontal, vale em m/s A) 10 6

B) 10 4

C) 10 – 4

D) 10 – 5

E) 10 5

docsity.com

4

Nas questões de 12 a 16, assinale, na coluna I, as afirmativas verdadeiras e, na coluna II, as falsas.

12. A figura a seguir representa a variação da velocidade de uma partícula com o tempo que descreve uma trajetória

retilínea.

Pode-se afirmar que

I II 0 0 a partícula nos primeiros dois segundos possui uma aceleração igual a 2m/s2.

1 1 no intervalo de 2s a 3s, a partícula está em repouso.

2 2 no intervalo de 3s a 4s, a partícula executa um movimento progressivo e acelerado.

3 3 nos intervalos de 0s a 1s e de 3s a 4s, a aceleração da partícula tem o mesmo valor.

4 4 a distância percorrida pela partícula, no intervalo de 0s a 3s, vale 4m.

13. Na figura a seguir, considere o circuito em que a bateria possui uma resistência interna de 1  e fem de 20V. Todos os

resistores têm a unidade em ohm.

Pode-se afirmar que

I II 0 0 o resistor equivalente entre os terminais da bateria vale 4 .

1 1 a corrente total no circuito vale 4 A.

docsity.com

5

I II

2 2 a d.d.p entre os pontos c e b é igual a 10V.

3 3 a potência dissipada no resistor de 2  é de 32 W.

4 4 a potência fornecida pela bateria é de 40 W.

14. Uma bola é lançada para cima, atingindo uma altura h. Desprezando-se a resistência do ar, pode-se afirmar que

I II 0 0 enquanto ela estiver subindo, sua velocidade escalar diminui 10 m/s em cada segundo.

1 1 enquanto ela estiver descendo, sua velocidade escalar aumenta 10 m/s em cada segundo.

2 2 a aceleração da bola é nula, quando ela atingir a altura máxima.

3 3 a aceleração da bola diminui, enquanto ela estiver subindo.

4 4 a aceleração da bola permanece constante e tem módulo igual a 10 m/s2, enquanto ela estiver no

ar.

15. Na figura a seguir, um bloco de massa M = 200 g é solto, em repouso, no ponto A e descreve um arco de circunferência

de raio R = 30 cm em uma superfície perfeitamente lisa, até atingir o ponto C. Considere que o tamanho do bloco é desprezível em comparação com R.

Pode-se afirmar que

I II 0 0 a energia potencial gravitacional associada ao bloco, quando este se encontra no ponto A,

tomando o ponto B como referência, é 0,6 J.

1 1 a energia cinética do bloco no ponto B é 1,6 J.

docsity.com

6

I II

2 2 a energia cinética do bloco no ponto C é 0,2 J.

3 3 a energia potencial do bloco no ponto C é 0,8 J.

4 4 a velocidade do bloco no ponto C é 2m/s.

16. Analisando-se as proposições a seguir relacionadas à eletrostática, pode-se afirmar que

I II 0 0 o campo elétrico de uma carga puntiforme é sempre orientado no sentido de afastar-se da carga.

1 1 qualquer carga Q ocorrente na natureza pode ser descrita matematicamente como Q = ± N e,

onde N é um inteiro, e e é a carga do elétron.

2 2 se utilizando a configuração das linhas de força para visualizar o campo elétrico, conclui-se que,

quando as linhas de força estão mais próximas, o campo elétrico é menos intenso.

3 3 as linhas de força de um campo elétrico nunca se cruzam em um ponto no espaço.

4 4 num sistema eletricamente isolado, a soma algébrica das quantidades de cargas positivas e

negativas é constante.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome