Vestibular de Física e Química - Universidade Estadual de Londrina - 2004 - UEL, Notas de estudo de Física. Universidade Potiguar (UnP)
Gisele
Gisele12 de Março de 2013

Vestibular de Física e Química - Universidade Estadual de Londrina - 2004 - UEL, Notas de estudo de Física. Universidade Potiguar (UnP)

PDF (535.7 KB)
15 páginas
699Número de visitas
Descrição
Vestibular de Física da Universidade Estadual de Londrina do 2004.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 15
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
UELFQ.pmd

1

INSTRUÇÕES

1. Confira, abaixo, seu nome e número de inscrição. Assine no local indicado.

2. Aguarde autorização para abrir o caderno de prova.

3. A interpretação das questões é parte do processo de avaliação, não sendo permitidas perguntas aos Fiscais.

4. Esta prova é composta por questões de múltipla escolha, com somente uma alternativa correta.

5. Ao receber a folha de respostas, examine-a e verifique se os dados nela impressos correspondem aos seus. Caso haja alguma irregularidade, comunique-a imediatamente ao Fiscal.

6. Transcreva para a folha de respostas o resultado que julgar correto em cada questão, preenchendo o retângulo correspondente com caneta de tinta preta.

7. Na folha de respostas, a marcação de mais de uma alternativa em uma mesma questão, rasuras e preenchimento além dos limites do retângulo destinado para cada marcação anulam a questão.

8. Não haverá substituição da folha de respostas por erro de preenchimento.

9. Não serão permitidas consultas, empréstimos e comunicação entre os candidatos, tampouco o uso de livros, apontamentos e equipamentos, eletrônicos ou não, inclusive relógio. O não-cumprimento dessas exigências implicará a exclusão do candidato deste Concurso.

10. Ao concluir a prova, permaneça em seu lugar e comunique ao Fiscal. Aguarde autoriza- ção para devolver, em separado, o caderno de prova e a folha de respostas, devida- mente assinados.

11. O tempo para o preenchimento da folha de respostas está contido na duração desta prova.

DURAÇÃO DESTA PROVA: 4 HORAS

SALA NÚMERO DE INSCRIÇÃO NOME DO CANDIDATO

ASSINATURA DO CANDIDATO

3 FÍSICA

QUÍMICA

docsity.com

2

FORMULÁRIO DE FÍSICA

Movimento linear: 200 2 1

attvss ++= ; atvv += 0 ; savv ∆+= 2 2 0

2

Movimento angular: tm

∆= θω ; tm

∆= ωα ; rv ω= ; ra α=

Segunda lei de Newton: amF rr

=

Força centrípeta: r

v mFc

2

=

Força de atrito: NFat µ=

Força elástica: xkF ∆= .

Quantidade de movimento linear: vmq rr

=

Trabalho de uma força: θcosFdW =

Energia cinética: 2 2 1

mvEc = ; Energia potencial gravitacional: mghEp =

Potência: Fv t

W P =

∆ =

Força da gravitação universal: 2r

Mm GF = ; Peso: mgP =

Pressão de um líquido: ghpp ρ+= 0 ; Equação de Bernoulli: constante2 1 2 =++ ghpv ρρ

Densidade volumétrica: V

m

Empuxo: VgE ρ=

Dilatação linear: )1(0 T∆+= αll

Calor específico: tmcQ ∆= ; calor latente: mLQ =

Lei dos gases: nRTpV =

1a lei da Termodinâmica: WQU −=∆ com 0>Q quando o sistema recebe calor e

0>W quando o sistema realiza trabalho

Freqüência: T

f 1= ; freqüência angular:

T fw

ππ 22 == ; velocidade de propagação: fv λ= ;

MHS corpo-mola: k

m T π2= ; MHS pêndulo simples:

g T

lπ2=

Equação de propagação da onda: )cos( 0φ+= wtAy

Lei de Coulomb: 2

21

r

qq KF = ; potencial eletrostático:

r

q KV =

Força elétrica: EqF rr

= ; força magnética: θsenqvBF =

Lei de Ohm: RiU = ; resistência elétrica de um fio: A

R lρ= ; potência elétrica: UiP =

Associação de resistores em série: ...321 +++= RRRReq

Associação de resistores em paralelo: ... 1111

321

+++= RRRReq

Campo magnético de um condutor retilíneo: r

i B

π µ

2 =

Indução eletromagnética: t

∆−= φε

docsity.com

3

FÍSICA

01- É comum haver uma enorme distância entre as usinas hidroelétricas e os principais centros consumidores de energia. A usina de Itaipu, por exemplo, está a milhares de quilômetros de algumas das grandes cidades brasilei- ras. Como a resistência elétrica é proporcional ao com- primento do condutor, uma indesejável e inevitável perda acumulada de energia é observada. Se a usina produz uma tensão V na saída de seus geradores e até chegar ao centro de consumo a linha de transmissão tem uma resistência acumulada R, qual é a potência bruta (Pb) na usina e a potência efetiva (Pe) no final da linha de transmissão, se a corrente que passa pela linha é I?

a) Pb = VI e Pe =VI b) Pb = I2R e Pe = VI c) Pb = I(V – IR) e Pe = VI – RI d) Pb = VI e Pe = I(V – IR) e) Pb = VI – RI e Pe = I2R

02- Num chuveiro elétrico há, de modo geral, dois resistores in- ternos iguais que podem ser usados isoladamente, em série ou em paralelo, resultando em diferentes níveis de aqueci- mento. Além disso, a potência dissipada num resistor é dire- tamente proporcional ao quadrado da tensão elétrica aplica- da e inversamente proporcional à sua resistência. Conside- rando que a tensão elétrica a que está submetido o chuveiro não pode ser variada, é correto afirmar:

a) O menor aquecimento corresponde à situação na qual a corrente elétrica passa por apenas um resistor.

b) O aquecimento intermediário corresponde à situação na qual a corrente elétrica passa por uma associação em série dos dois resistores.

c) O maior aquecimento corresponde à situação na qual a corrente elétrica passa por uma associação em paralelo dos dois resistores.

d) O aquecimento intermediário corresponde à situação na qual a corrente elétrica passa por uma associação em paralelo dos dois resistores.

e) O maior aquecimento corresponde à situação na qual a corrente elétrica passa por uma associação em série dos dois resistores.

03- Segundo as leis da Mecânica Clássica, a observação de mudança no estado de movimento de um corpo implica, necessariamente, na existência de interações desse cor- po com seu ambiente. Diz-se, genericamente, que tais interações definem campos de forças cuja natureza é determinada pelas características do ambiente onde o corpo está. Por exemplo, um campo gravitacional produz a aceleração da gravidade. No entanto, a existência de campos de força na região onde se encontra uma partícu- la não implica, necessariamente, na observação de acele- rações. Com base nessas afirmações e nos conhecimen- tos sobre campos elétricos e magnéticos, analise a situação em que uma carga elétrica atravessa uma certa região do espaço com uma velocidade constante v sem sofrer deflexão. Sobre esse fenômeno é correto afirmar:

a) A carga elétrica se movimenta numa direção perpendicular ao campo magnético.

b) Nesta região o campo tem sentido contrário ao do campo magnético.

c) Nesta região o campo magnético é perpendicular à velocidade da partícula e paralelo ao campo elétrico.

d) Nesta região, se houver campo elétrico, este tem direção perpendicular à velocidade da partícula.

e) Nesta região, se houver campo magnético, este tem a mesma direção da velocidade da partícula.

docsity.com

4

04- Vários aparelhos de uso freqüente em biologia, física e medicina têm o mesmo princípio de funcionamento uti- lizado num tubo de raios catódicos, ainda usado na maioria dos televisores. Essencialmente, eles dependem da obtenção de feixes de partículas iônicas com veloci- dade precisa. Na figura a seguir está representado um dispositivo exibindo a essência desses equipamentos. Uma fonte gera íons com várias velocidades. Uma pri- meira abertura permite a saída de um fino feixe que pe- netra numa região que contém um campo elétrico E (ge- rado pelas placas P1 e P2) e um campo magnético B (re- presentado por XXXXXX na figura), ambos uniformes e perpendiculares entre si.

Somente íons com a velocidade desejada v passam pela segunda abertura. Portanto, variando as intensidades E e B dos campos elétrico e magnético, respectivamente, pode-se selecionar as velocidades do feixe de íons atra- vés da segunda abertura. Se as duas aberturas encon- tram-se alinhadas, qual é a velocidade dos íons que pas- sam pela segunda abertura?

a) E B

v =

b) B.Ev =

c) B E

v dq=

d) E B

v d q=

e) B E

v =

05- Em telefones celulares são utilizadas, com freqüência, baterias de níquel–metal hidreto onde são encontrados os seguintes dados técnicos: 4,8 V, 1200mAh. Eles nos dão, respectivamente, a voltagem de operação da bate- ria e sua capacidade de carga. Considerando que tais baterias são compostas de 4 pilhas de 1,2 V cada, pode- se afirmar:

a) A bateria é composta de 2 celas que são ligadas em paralelo com 2 outras em série, tem uma carga disponível de 3.320 C que, se operada continuamente em 120 mA, duraria 1h.

b) Na bateria, todas as celas estão ligadas em série, a carga disponível é de 4.320 C que, se operada continuamente em 120 mA, duraria 10 h.

c) Na bateria, todas as celas estão ligadas em paralelo, a carga disponível é de 3.320 C que, se operada continuamente em 120 mA, duraria 10 h.

d) A bateria é composta de 2 celas ligadas em paralelo com 2 outras em série, tem uma carga disponível de 4.320 C que, se operada continuamente em 120 mA, duraria 1 h.

e) Na bateria, 3 celas estão ligadas em série e 1 em paralelo, a carga disponível é de 3.320 C que, se operada continuamente em 120 mA, duraria 1 dia.

docsity.com

5

06- Popularmente conhecido como “lombada eletrônica”, o redutor eletrônico de velocidade é um sistema de con- trole de fluxo de tráfego que reúne equipamentos de captação e processamento de dados. Dois sensores são instalados na pista no sentido do fluxo, a uma distância de 4 m um do outro. Ao cruzar cada um deles, o veículo é detectado; um microprocessador recebe dois sinais elétricos consecutivos e, a partir do intervalo de tempo entre eles, calcula a velocidade média do veículo com alta precisão. Considerando que o limite máximo de ve- locidade permitida para o veículo é de 40 km/h, qual é o menor intervalo de tempo que o veículo deve levar para percorrer a distância entre os dois sensores, permane- cendo na velocidade permitida?

a) 0, 066... s b) 0,10 h c) 0,36 s d) 11,11 s e) 900 s

07- Um dos dispositivos utilizados como detector de veícu- los nas “lombadas eletrônicas” é conhecido como laço indutivo. Quando um veículo em movimento passa por um laço indutivo, a plataforma metálica inferior do veí- culo (chassis) interage com um campo magnético preexistente no local, induzindo uma corrente elétrica num circuito ligado ao processador de dados. O siste- ma laço indutivo e a plataforma metálica em movimento geram um sinal eletromagnético obedecendo à lei de Faraday, que pode ser enunciada da seguinte maneira:

a) Campo magnético que varia no tempo é fonte de campo elétrico.

b) Massa é fonte de campo gravitacional. c) Campo elétrico que varia no tempo é fonte de campo

magnético. d) Carga elétrica é fonte de campo elétrico. e) Corrente elétrica é fonte de campo magnético.

08- Segundo a teoria clássica, a luz é formada por ondas eletromagnéticas cuja velocidade, uma das constantes fundamentais da natureza, não depende do estado de movimento da fonte ou do observador. No entanto, o valor da velocidade da luz depende do meio material no qual se propaga, o que acarreta mudança na direção dos raios de luz quando da passagem de um meio para ou- tro. É esse o princípio físico usado na construção de lentes óticas. O diagrama a seguir representa uma fren- te de onda luminosa atravessando a superfície de sepa- ração de dois meios, denominados de 1 e 2. Se v é a velocidade da luz no meio, f sua freqüência e λ seu com- primento, é correto afirmar:

a) v1 = v2 e f1 > f2 . b) v1 > v2 e f1 = f2 . c) v1 < v2 e f1 < f2 . d) v1 > v2 e f1 > f2 . e) v1 = v2 e f1 = f2 .

docsity.com

6

09- Algumas lentes de óculos possuem películas chamadas de anti-reflexo. A finalidade dessa película é suprimir a reflexão da luz. Para entender esse processo pode-se usar a teoria ondulatória da luz e supor que a luz inci- dente sobre essas lentes é monocromática, com com- primento de onda λ. Parte dessa luz é refletida na super- fície da película e outra parte refratada. A luz refratada caminha dentro da película e é refletida ao incidir sobre a superfície de separação película/lente. Essa luz refleti- da emergirá da película ao atingir a superfície película/ ar, como está mostrado na figura a seguir.

Sobre a luz refletida, é correto afirmar:

a) Se a luz que emerge da interface película/ar estiver defasada de 180° em relação à luz refletida na superfície ar/película, ocorrerá interferência destrutiva, não havendo luz refletida.

b) Se a luz que emerge da interface película/ar estiver defasada de 90° em relação à luz refletida na superfície ar/película, ocorrerá interferência construtiva, não havendo luz refletida.

c) Se a luz que emerge da interface película/ar estiver defasada de 180° em relação à luz refletida na superfície ar/película, ocorrerá interferência construtiva, não havendo luz refletida.

d) Não haverá luz refletida se ocorrer interferência construtiva entre os feixes de luz refletidos.

e) Se a luz que emerge da interface película/ar estiver defasada de 90° em relação à luz refletida na superfície ar/película, ocorrerá interferência destrutiva, não havendo luz refletida.

10- A fotografia é um processo ótico de registro de imagens geradas em uma câmera escura. Uma maneira de regis- trar as imagens geradas dessa forma está baseada no fato de que a presença de luz pode induzir algumas rea- ções químicas. Por exemplo, usando o fato de que sais de prata decompõem-se na presença de luz, são introduzidas películas desse material numa câmera es- cura. As regiões mais claras da imagem na câmara es- cura induzem uma maior decomposição dos sais de pra- ta, gerando maiores depósitos localizados desses sais, que se tornam visíveis após um ulterior tratamento quí- mico, chamado de revelação. Sobre esse processo, é correto afirmar:

a) As regiões mais claras da película correspondem às regiões mais claras do objeto fotografado.

b) As regiões da película onde não houve decomposição de sais de prata correspondem às regiões mais claras do objeto fotografado.

c) As regiões mais escuras da película correspondem às regiões do objeto fotografado que mais absorvem luz.

d) As regiões mais escuras da película correspondem às regiões mais claras do objeto fotografado.

e) As regiões mais claras da película correspondem às regiões do objeto fotografado que mais refletem luz.

docsity.com

7

11- O Brasil tem procurado desenvolver a tecnologia de lan- çamento de satélites artificiais. A base brasileira de lan- çamentos está situada em Alcântara, Maranhão, uma localização privilegiada. Considerando que o diâmetro equatorial da Terra é igual a 12.800 km e seu período de rotação é de 0,997 dias, a velocidade tangencial com que um satélite lançado de Alcântara deixa a base é:

a) 7,8 m/s. b) 233,4 m/s. c) 322,4 m/s. d) 466,8 m/s. e) 933,6 m/s.

12- Numa pista de teste de freios, um boneco é arremessado pela janela de um veículo com a velocidade de 72 km/h. Assinale, respectivamente, a energia cinética do boneco ao ser arremessado e a altura equivalente de uma queda livre que resulte da energia potencial de mesmo valor. Considere que o boneco tenha 10 kg e que a aceleração da gravidade seja 10 m/s2.

a) 1.000 Joules e 30 metros b) 2.000 Joules e 20 metros c) 2.200 Joules e 30 metros d) 2.400 Joules e 15 metros e) 4.000 Joules e 25 metros

13- O universo está imerso em radiações eletromagnéticas, chamadas de radiação de fundo que, supõe-se, tenham sido geradas no Big-Bang, nome dado ao evento que resultou na formação do universo, há cerca de 15 bi- lhões de anos. Por volta de cem mil anos depois do Big Bang, a temperatura do universo era de aproximadamen- te 100 mil kelvin, com a radiação de fundo mais intensa tendo comprimento de onda igual a 29 nm. Medidas atu- ais mostram que o comprimento de onda da radiação de fundo mais intensa tem o valor de 1,1 mm. Por outro lado, é sabido que, devido à sua temperatura, todo cor- po emite radiações eletromagnéticas numa faixa contí- nua de comprimentos de onda. Em 1893, Wilhelm Jan Wien mostrou que o comprimento de onda λ, da radia- ção mais intensa dentre as emitidas por um corpo à tem- peratura T, em Kelvin (K), pode ser expresso como:

λ.T = 2.898 µm.K

Com base no texto, é correto afirmar:

a) O universo se principiou pelo Big Bang na temperatura de cem mil kelvin e com a radiação de fundo mais intensa com um comprimento de onda igual a 29 nm. Atualmente a radiação de fundo fornece uma temperatura para o universo de 2.898 K.

b) O Big Bang deu origem ao universo, cuja temperatura, cem mil anos depois, era de cem mil kelvin. O universo foi esfriando e hoje sua temperatura é de 2.634,5 K.

c) O universo se principiou pelo Big Bang, quando altíssimas temperaturas e radiações eletromagnéticas foram geradas, e foi se esfriando ao longo do tempo. Atualmente a radiação de fundo mais intensa corresponde a uma temperatura de 2,6 K.

d) O universo se principiou pelo Big Bang, quando altíssimas temperaturas e radiações eletromagnéticas foram geradas, e foi se esfriando ao longo do tempo. Atualmente a temperatura correspondente a radiação de fundo é de 2,6 µK.

e) O Big Bang deu origem ao universo há cerca de cem mil anos, gerando uma temperatura de cem mil kelvin e uma radiação de fundo de 1,1 mm.

docsity.com

8

14- Até o início do século XX, matéria e energia eram consi- deradas entidades distintas. A primeira caracterizaria uma das propriedades intrínsecas dos corpos e a se- gunda o estado dinâmico dos corpos em relação a um determinado meio. A partir dos trabalhos de A. Einstein, ficou claro que tal separação não deveria existir; maté- ria e energia poderiam transformar-se uma na outra. Essa nova visão dos conceitos de massa e energia celebrizou- se pela relação E = mc2, onde E é a energia, m é a massa e c é a velocidade da luz no vácuo (300.000 km/s). Assim, ao gerar energia, observa-se um equivalente desaparecimento de massa. Considere a queima de 1 litro de gasolina que gera a liberação de 5.107 joules de energia e indique a massa desaparecida (transformada em energia) nesse processo.

a) 910

9 5 −⋅ kg

b) 910

3 5 −⋅ kg

c) 910

9 5 ⋅ kg

d) 110

3

5 −⋅ kg

e) 310

9 5 −⋅ kg

15- Em geral, a qualidade das máquinas térmicas pode ser avaliada através de dois parâmetros, potência e rendi- mento, que medem diferentes aspectos da capacidade de um motor transformar a energia de um combustível em trabalho. É muito difícil produzir motores em que esses parâmetros atinjam um ajuste ótimo simultanea- mente; existe um equilíbrio delicado entre eles, pois, em geral, ao aumentarmos a potência, observa-se uma re- dução do rendimento e vice-versa. Assim, quando dize- mos que a máquina A proporciona uma potência superi- or à da máquina B, mas o seu rendimento é menor, sig- nifica que estamos afirmando que a máquina A realiza:

a) mais trabalho com a mesma quantidade de combustível, porém mais lentamente.

b) mais trabalho com a mesma quantidade de combustível e mais rapidamente.

c) menos trabalho com a mesma quantidade de combustível e mais lentamente.

d) mesmo trabalho com a mesma quantidade de combustível, porém mais lentamente.

e) menos trabalho com a mesma quantidade de combustível, porém mais rapidamente.

16- Ao trafegar por uma estrada com uma velocidade de 120 km/h em um carro de passeio, de 750 kg, o condutor depara-se com uma placa advertindo que existe um radar na estrada e que a velocidade máxima permitida é de 80 km/h. Imediatamente freia o veículo e permanece com as rodas travadas até atingir a velocidade permitida. Considere que toda a energia cinética perdida pelo veículo seja convertida em calor, que a temperatura dos pneus, antes da freada, seja de 50 oC, que a massa de um pneu seja de 25 kg e que o seu calor específico seja de 506 J/kg oC . Ao término da freada, a temperatura do pneu aumentou para:

a) 21 oC. b) 54,5 oC. c) 89,3... oC. d) 100 oC. e) 125 oC.

docsity.com

9

17- A tomografia foi inventada por Godfrey N. Hounsfield e Allan McLeod Cormack que, em 1956, desenvolveram o modelo matemático de como a projeção de múltiplos feixes de raios X sobre um corpo poderia levar à cons- trução de uma imagem mais completa que a obtida pela técnica até então utilizada, que gerava uma imagem radiográfica a partir de único feixe. O tomógrafo, construído por Hounsfield, usa uma fonte de raios X que, girando em torno do paciente, produz um feixe colimado que, ao emergir do corpo, atinge sensores que conver- tem a radiação numa corrente elétrica. Essa corrente é proporcional à energia dos raios recebidos, sendo, en- tão, analisada por um computador e convertida numa imagem detalhada do corpo. A radiação que atinge cada detector I está relacionada com a radiação na fonte Io, por uma relação da forma,

,eII xìo ⋅−=

ondeì é um número real positivo que caracteriza a den- sidade de matéria encontrada ao longo do caminho per- corrido pelo feixe, sendo tanto maior quanto maior for essa densidade, e x é a distância percorrida pelo feixe. A partir desta relação, é correto afirmar:

a) A intensidade da radiação eletromagnética na forma

de raios X detectada na fonte é tanto maior quanto maior

for a densidade do corpo.

b) Como a relação apresentada no enunciado também

pode ser escrita na forma vê-se que o

logaritmo da intensidade de radiação eletromagnética

detectada na fonte diminui linearmente com a distância

percorrida pelo feixe.

c) Na situação em que 0ì = , o feixe percorrerá livremente

toda a distância que separa a fonte dos sensores e não

haverá detecção de radiação.

d) Como a relação apresentada no enunciado também

pode ser escrita na forma temos que

corpos muito densos, cujo 1ì >> , produzirão correntes

altíssimas nos detectores.

e) Os sensores não produzirão corrente elétrica quando a

distância entre a fonte e os detectores for muito

pequena.

,xì) I I

log( o

⋅−=

,xì) I I

log( o

⋅−=

18- Para o estudo da relação entre pressão e volume dos gases, o ar pode ser aprisionado em uma seringa hipodérmica com a ponta vedada. Pesos de massas conhecidas são então colocados sobre o êmbolo da seringa e os correspondentes volumes do gás anota- dos. Com base nessas informações, aponte a única hi- pótese que é fisicamente consistente para descrever a relação entre pressão e volume do gás na seringa.

a) P + V = constante. b) P – V = constante. c) P = constante. d) V = constante . P. e) P . V = constante.

docsity.com

10

19- Cantores e cantoras líricas chegam a ter tal controle sobre sua qualidade musical que não é incomum encon- trar entre eles quem consiga quebrar taças de cristal usando a voz. Esse fenômeno é ocasionado por um efeito conhecido como ressonância. Assinale a alternativa que apresenta uma característica física essencial da ressonância.

a) Som muito intenso. b) Som de freqüência muito baixa. c) Som de freqüência específica. d) Som de timbre agudo. e) Som de freqüência muito alta.

20- Corpos em vibração podem levar à produção de sons,

sendo que sons musicais são distinguidos dos sons

ordinários pela sua periodicidade. Assim, as notas mu-

sicais foram convencionadas como os sons que

correspondem a certas freqüências fixas de vibração.

Para os músicos, o intervalo entre duas notas de fre-

qüências 1f e 2f é determinado pela razão entre elas

12 ff e, quando uma freqüência é o dobro da outra, dizemos que os dois sons correspondem à mesma nota,

estando a freqüência maior uma oitava acima. Num ins-

trumento de cordas, a freqüência das notas musicais

produzidas é determinada pelas características materi-

ais da corda, pelo seu comprimento de vibração e pela

tensão a que está submetida. Considere as afirmativas

a seguir.

I. Quando, através da mudança da posição do dedo, diminuirmos o comprimento de uma mesma corda de violão pela metade, haverá uma conseqüente di- minuição da freqüência de vibração do som resul- tante, acarretando um som de uma oitava abaixo.

II. Mesmo possuindo cordas com comprimentos dife- rentes, violão e cavaquinho podem produzir sons de freqüências diferentes que, ainda assim, corresponderão à mesma nota musical.

III. A mesma nota musical será produzida quando, atra- vés da mudança da posição do dedo, quadruplicar- mos o comprimento da mesma corda de um violão.

IV. Se fizermos com que duas cordas, uma num violão e outra num cavaquinho, assumam o mesmo com- primento de vibração elas produzirão, necessaria- mente, a mesma nota musical.

V. Quando, através de um toque com o dedo, dobra- mos o comprimento de vibração de uma corda de violão, estamos produzindo a mesma nota musical, mas uma oitava abaixo.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II. b) I e V. c) III e IV. d) I, II e IV. e) II, III e V.

docsity.com

11

docsity.com

12

QUÍMICA

Leia o texto a seguir e responda as questões 21 a 25.

Os solos são constituídos pelas fases sólida, líquida e gasosa que geralmente se encontram misturadas. A fase sólida, por sua vez, é composta pelas frações mineral e orgânica. Um químico ambiental, para avaliar as propri- edades químicas e físico-químicas dos solos de uma flo- resta, coletou amostras superficiais e separou três por- ções contendo respectivamente as seguintes massas: 1,0122g, 1,111g e 1,07g. Na seqüência, o químico sepa- rou a fase sólida em duas frações: uma mineral e outra orgânica.

21- Qual a massa total de solo analisada pelo químico, ex- primindo o resultado em gramas com o número correto de algarismos significativos?

a) 3,1932 b) 3,193 c) 3,19 d) 3,1 e) 3,2

22- Para realizar uma das etapas dessas análises, o químico necessitou preparar 250 mL de solução 0,200 mol/L de NaOH. Porém, no laboratório onde o trabalho estava sendo desenvolvido, havia disponível somente solução aquosa de NaOH a 40% (m/V).

Massas atômicas (u): H=1,01; Na=23,0 e O=16,0.

O volume em mL de NaOH a 40% necessário para prepa- rar a nova solução foi:

a) 0,200 b) 1,25 c) 2,50 d) 5,00 e) 25,0

23- Qual o par de vidrarias que fornece o mais elevado grau de precisão para realizar a operação proposta na ques- tão 22?

a) Proveta e balão volumétrico. b) Pipeta graduada e béquer. c) Pipeta volumétrica e proveta. d) Proveta e béquer. e) Pipeta volumétrica e balão volumétrico.

24- O procedimento experimental correto para preparar 200 mL de solução aquosa de NaOH a 40% (m/V), utilizada na questão 22, foi dissolver:

Massas atômicas (u): Na=23,0; O=16,0 e H=1,01

a) 40,0 g de NaOH em 50 mL de água e adicionar mais 150 mL de água.

b) 80,0 g de NaOH em 50 mL de água e adicionar mais 150 mL de água.

c) 8,00 g de NaOH em 100 mL de água e adicionar mais 100 mL de água.

d) 40,0 g de NaOH em cerca de 50 mL de água e completar com água até 200 mL.

e) 80,0 g de NaOH em cerca de 50 mL de água e completar com água até 200 mL.

Fase sólida do solo

Fração orgânica Fração mineral

Concentração de cobre (mg/L) 37,0 17,0

Densidade (g/mL) 0,36 1,22

25- A fração orgânica e a fração mineral, separadas a partir da fase sólida, foram submetidas a procedimentos quí- micos para determinação da concentração de cobre e a procedimentos físicos para determinação da densidade de cada fração. Os resultados obtidos estão indicados na tabela a seguir.

Com base nos dados da tabela, analise as afirmativas a seguir.

I. A fração mineral da fase sólida do solo tem maior quantidade de cobre por unidade de volume que a fração orgânica.

II. A fração orgânica da fase sólida do solo tem maior quantidade de cobre por unidade de volume que a fração mineral.

III. A fração orgânica e a fração mineral da fase sólida do solo têm quantidades iguais de cobre por unida- de de volume.

IV. Tetracloreto de carbono, líquido incolor de densida- de 1,59 g/cm3, pode ser utilizado para separar a fra- ção orgânica da fração mineral da amostra.

V. Benzeno, líquido de densidade 0,88 g/cm3, pode ser utilizado para separar a fração orgânica da fração mineral da amostra.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e IV. b) I e V. c) II e IV. d) II e V. e) III e IV.

26- A densidade média da Terra é muito próxima da densi- dade do elemento químico germânio. A massa estimada para o planeta Terra é 6,00x1027 gramas, enquanto que a massa do átomo de germânio é 73,0 unidades de massa atômica.

Dados: número atômico do Ge=32; massa atômica do Ge=73,0 u; Constante de Avogadro = 6,00x1023.

Com base nessas informações, analise as afirmativas a seguir.

I. São necessários 4,93x1049 átomos de germânio para formar uma massa, em gramas, igual à massa da Terra.

II. O volume da Terra é 8,22x1025 vezes maior que o vo- lume do átomo de germânio.

III. A configuração eletrônica de valência para o elemen- to germânio é 4s2 4p2.

IV. O germânio reage com oxigênio (O2) e cloro (Cl2) for- mando, respectivamente, compostos estáveis GeO4 e GeCl2.

V. O caráter metálico do elemento germânio é menor que dos elementos silício e estanho.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e IV. b) II e V. c) I, II e III. d) I, III e V. e) II, III e IV.

docsity.com

13

27- Propriedades físicas como densidade, ponto de fusão e ponto de ebulição são importantes para identificar e di- ferenciar quando um sistema é composto por uma subs- tância pura ou por uma mistura. Analise os gráficos, a seguir, que representam mudanças de estado físico.

Em relação às mudanças de estado físico, é correto afir- mar:

a) O segmento T1 T1 no gráfico B caracteriza uma

substância pura. b) O gráfico A representa a mudança de estado físico de

uma mistura eutética. c) O gráfico B representa a mudança de estado físico de

uma mistura azeotrópica. d) O gráfico A representa a mudança de estado físico de

uma mistura trifásica. e) O gráfico B representa a mudança de estado físico de

uma mistura que apresenta ponto de ebulição não definido.

28- O nitrogênio pode ser encontrado na natureza em diver- sas formas químicas, sendo todas importantes do pon- to de vista ambiental, industrial e/ou biológico. Particu- larmente em ambientes aquáticos, as espécies inorgânicas predominantes são:

3NH , 2N , O2N , , 2NO , e

Em relação a essas espécies químicas, analise as afir- mativas a seguir.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e III. b) I e IV. c) II e V. d) II, III e IV. e) III, IV e V.

NO 2NO 3NO .

29- A cor amarelada na atmosfera de uma metrópole é devi- da, em parte, à presença do dióxido de nitrogênio. Esse poluente atmosférico pode ser formado por um dos mecanismos de reação representados a seguir:

Mecanismo I 2NO(g) + O2(g) 2 NO2(g)

Mecanismo II N2(g) + 2O2(g) 2 NO2(g)

Os mecanismos I e II, não necessariamente nesta ordem, são representados graficamente pelas curvas A e B, sen- do que a quantidade de O2 é fixa e igual a 6,0 mol nos dois casos.

Com base no texto e nos gráficos, analise as afirmativas a seguir.

I. A curva A representa o mecanismo I. II. A curva B representa o mecanismo I. III. A curva A representa o mecanismo II. IV. A curva B representa o mecanismo II. V. As curvas A e B tem O2 como reagente limitante.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e IV. b) I e V. c) II e III. d) I, IV e V. e) II, III e V.

30- Na fabricação de bebida refrigerante, durante a etapa de envasamento, é realizada a gaseificação que consiste na adição de CO2 ao líquido. Portanto, em uma garrafa de refrigerante tem-se o seguinte equilíbrio:

2CO (g) + O2H (l) 3CO2H (aq)

Qual é a condição a ser mantida para que o refrigerante não perca o gás, ou seja, para que não fique “choco”?

a) Baixa pressão e alta temperatura. b) Alta pressão e baixa temperatura. c) Baixa pressão e baixa temperatura. d) Alta pressão e alta temperatura. e) A pressão não altera o equilíbrio.

I. Todas as espécies são substâncias simples.

II. A amônia ( 3NH ) é uma molécula apolar. III. O tipo de ligação química existente entre os átomos

de nitrogênio na molécula de é covalente apolar. IV. As espécies e têm o mesmo número de

prótons. V. Os números de oxidação do nitrogênio nas espécies

, e são, respectivamente, +1, +2 e +5.

2N 2NO

2NO

O2N NO 3NO

docsity.com

14

31- O francês Jacques Charles tornou-se conhecido na área de química pelos estudos com gases e pelas experiên- cias com balonismo. Em agosto de 1783, Charles cons- truiu um balão de seda, revestido por uma solução de borracha, sendo esse preenchido com gás hidrogênio. Esse gás foi obtido consumindo 558 kg de ferro puro e ácido sulfúrico em quantidade suficiente para oxidar todo esse metal, conforme a seguinte reação:

H2SO4(aq) + Fe(s) → H2(g) + FeSO4(aq) O balão permaneceu no ar cerca de 45 minutos e percor- reu 24 km durante esse período. Considerando que a pressão no interior do balão era igual à pressão atmos- férica, ou seja, 1 atm; que a temperatura durante o perí- odo era de 25oC, e que nessas condições o gás hidrogê- nio comporta-se como um gás ideal, qual foi o volume aproximado do balão, em litros? Dado: R = 0,0821 atm L mol-1K-1

a) 2,24 x 102

b) 2,80 x 103

c) 3,70 x 104

d) 2,45 x 105

e) 5,55 x 105

As questões 32 a 35 referem-se a alguns processos de trata- mento da água destinada ao abastecimento público e à pro- dução de cloro.

32- A floculação consiste na adição de sulfato de alumínio à água para formar flocos gelatinosos, cuja composição é Al(OH)3. Esses flocos incorporam fisicamente as im- purezas presentes na água em forma de partículas coloidais e possibilitam a sua remoção por decantação. Esse fenômeno ocorre apenas numa determinada região de pH, pois o Al(OH)3 pode se converter em espécies solúveis como [Al(OH2)6 ]

3+ ou [Al(OH)4] -. A figura a se-

guir é um gráfico de solubilidade do alumínio em função do pH. Analise o gráfico e as afirmativas a seguir.

Dado: Kps Al(OH)3 = 2X10 -31 a 25 ºC

I. O alumínio tem carga 3+ em todas as espécies re- presentadas na figura.

II. A concentração máxima de Al3+(aq) na solução, em pH 6,0, é igual a 2x10-7 mol/L.

III. O Al(OH)3 encontra-se precipitado em pH<4 e pH>10. IV. O Al(OH)3 é solúvel quando a concentração de OH

é igual a 10-6 mol/L.

Estão corretas apenas as afirmativas: a) I e II. b) I e IV. c) II e III. d) I, III e IV. e) II, III e IV.

33- A cloração é o método de desinfecção da água comumente utilizado na maioria dos países, através da adição de cloro, na forma de gás, ou ainda de hipoclorito. O gás cloro reage com a água para formar o ácido hipocloroso:

HClO (aq) + H2O (l) H3O (aq) + ClO (aq) Este ácido se dissocia conforme a seguinte equação:

Em relação à utilização do cloro na água, analise as se- guintes afirmativas:

I. A presença do cloro diminui o pH da água pela libe- ração de íons H3O .

II. O pH do meio é importante porque influencia a dissociação do ácido hipocloroso.

III. Em meio ácido, o íon ClO é a espécie predominan- te.

IV. A baixa volatilidade do Cl2 assegura sua presença em concentração uniforme por toda a rede de distri- buição.

+

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II. b) I e III. c) II e IV. d) I, III e IV. e) II, III e IV.

34- Em relação ao caráter ácido-base das espécies presen- tes na reação de dissociação do ácido hipocloroso, re- presentada na questão 33, é correto afirmar:

a) ClO é um ácido de Lewis. b) ClO é uma base de Bronsted. c) ClO é um ácido de Arrhenius. d) H3O

é uma base de Lewis. e) HClO é um ácido de Lewis.

− −

− +

35- O cloro é usado como desinfetante no tratamento da água por ser um agente bactericida e pode ser obtido por meio de eletrólise da solução aquosa de cloreto de sódio, pro- cesso através do qual também são formados o gás hi- drogênio e o hidróxido de sódio. Considere a célula eletrolítica a seguir, contendo uma solução aquosa de cloreto de sódio a 30% em massa. Na solução estão pre- sentes as espécies químicas Na+ e Cl-, provenientes da dissociação aquosa do NaCl; H+ e OH-, provenientes da auto-ionização da água; e a própria H2O.

Ao passar uma corrente elétrica através de uma solução aquosa de cloreto de sódio, como mostrado na figura anterior, é correto afirmar:

a) No cátodo é produzido o gás cloro proveniente da reação: −− +→ e2)g(ClCl2 2

b) No ânodo é produzido o sódio metálico proveniente da reação: )s(NaeNa →+ −+

c) No cátodo é produzido o gás oxigênio proveniente da reação: −− ++→ e4OH2)g(OOH4 22

d) No cátodo é produzido o gás hidrogênio proveniente da reação: −− +→+ OH2)g(HOH2e2 22

e) No ânodo é produzido o gás hidrogênio proveniente da reação: )g(HH2e2 2→+

+−

+ −

-

Cl2 (g) + 2 H2O (l) HClO (aq) + H3O (aq) + Cl (aq) + −

docsity.com

15

37- Os plásticos utilizados em embalagens podem conter vários elementos tóxicos como o cádmio, estanho e antimônio, originados de aditivos, corantes, estabilizantes e outros componentes químicos utiliza- dos na sua fabricação. Esses elementos químicos po- dem contaminar os alimentos e o meio ambiente quan- do o lixo plástico é incinerado. Uma determinada técni- ca radioativa pode detectar vários elementos químicos destas embalagens. Nesta técnica, as amostras são bom- bardeadas com “X”. Seus elementos químicos se tor- nam radioativos, emitindo “Y” e “Z”. Para uma amostra contendo o elemento químico cádmio, a equação nucle- ar é a seguinte:

48Cd 110 + 5 “X” → 49In

115 + “Y” + “Z”.

Os símbolos genéricos “X”, “Y” e “Z” que tornam a equa- ção correta são, respectivamente:

a) nêutron, beta e gama b) nêutron, alfa e gama c) gama, beta e alfa d) alfa, gama e nêutron e) alfa, beta, gama

38- As substâncias orgânicas podem ser classificadas pe- los grupos funcionais presentes nas moléculas. As for- mas de produção, aplicações e propriedades físicas ou químicas são características para cada função. Por exem- plo, os hidrocarbonetos são os principais constituintes do petróleo; as glândulas da pele podem produzir e eliminar ácidos carboxílicos, fator pelo qual os cães reconhecem seus donos; cetonas podem ser produzi- das nos organismos humanos e eliminadas durante o processo de expiração de uma pessoa que fica muito tempo de jejum ou quando a sua dieta alimentar contém muita gordura e pouco açúcar; e os álcoois, amplamen- te empregados como solvente, como combustível, em bebidas e em diversos processos de industrialização.

Analisando os compostos (A), (B), (C) e (D) a seguir, é correto afirmar:

a) A polimerização de A produz B. b) A reação entre B e C produz um éster. c) A hidrogenação de A catalisada por níquel resulta na

formação do gás butano. d) A oxidação de C produz D. e) A desidratação de C produz B.

39- Em relação aos compostos da questão 38, analise as afirmativas a seguir. I. O composto A é apolar e apresenta interações do

tipo dipolo instantâneo-dipolo induzido. II. Os compostos B e C formam ligações de hidrogê-

nio. III. Os compostos C e D apresentam carbono quiral ou

assimétrico. IV. O composto A apresenta isomeria geométrica e o

composto D apresenta isomeria ótica. Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II. b) I e IV. c) II e III. d) I, III e IV. e) II, III e IV.

40- Polímeros sintéticos são materiais cada vez mais em- pregados na fabricação de objetos que fazem parte do mundo moderno, em substituição às matérias primas naturais como ferro, madeira, algodão e couro. Entre os mais conhecidos está o polímero obtido da reação entre moléculas de cloreto de vinila, o policloreto de vinila (PVC),

cuja resistência à corrosão por ácidos e bases faz com que seja muito empregado na fabricação de engrenagens de máquinas, tecidos para guarda chuvas e carrocerias. Em relação a esses polímeros, analise as afirmativas a seguir.

que é largamente utilizado como isolante elétrico e no revestimento de estofamentos em substituição ao cou- ro. Outro exemplo de polímero sintético, que pode ser obtido da reação entre um diácido e um diálcool com liberação de água, é o poliéster,

I. A intensidade das atrações intermoleculares é mai- or no poliéster.

II. As ligações C-C no PVC são do tipo sp2-sp2. III. O poliéster é um polímero de adição. IV. O PVC é um polímero de adição. V. O poliéster representado é formado da reação entre

o ácido 1,4-benzenodióico e o 1,2 etanodiol.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II. b) II e V. c) III e IV. d) I, IV e V. e) III, IV e V.

36- As bolsas térmicas consistem, geralmente, de dois invó- lucros selados e separados, onde são armazenadas dife- rentes substâncias químicas. Quando a camada que se- para os dois invólucros é rompida, as substâncias neles contidas misturam-se e ocorre o aquecimento ou resfriamento. A seguir estão representadas algumas rea- ções químicas que ocorrem após o rompimento da cama- da que separa os invólucros com seus respectivos H0.

Analise as reações e os valores correspondentes de H0 e assinale a alternativa que correlaciona, adequada- mente, as reações com as bolsas térmicas quentes ou frias. a) I. fria, II. quente, III. fria. b) I. quente, II. fria, III. quente. c) I. fria, II. fria, III. fria. d) I. quente, II. quente, III. fria. e) I. quente, II. quente, III. quente.

I. CaO(s) + SiO2(s) CaSiO3(s) H0 = -89,5 kJ/mol

II. NH4NO3 (s) + H2O (l) NH4 + (aq) + NO3

- (aq) H0 = +25,69 kJ/mol

III. CaCl2(s) + H2O (l) Ca 2+ (aq) + 2Cl- (aq)

H0 = -82,80 kJ/mol

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome