Vestibular de História - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - 2009 - UniRio, Notas de estudo de História. Centro Universitário do Vale do Rio Taquari (UNIVATES)
Andre_85
Andre_8513 de Março de 2013

Vestibular de História - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - 2009 - UniRio, Notas de estudo de História. Centro Universitário do Vale do Rio Taquari (UNIVATES)

PDF (67.8 KB)
2 páginas
518Número de visitas
Descrição
Vestibular de História da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro do ano de 2009.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Histria

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UNIRIO

Pró-Reitoria de Ensino de Graduação COORDENAÇÃO DE SELEÇÃO E ACESSO - COSEA

Av. Pasteur, 296 – 1º andar – Urca – CEP 22290-240 Email: vestibular@unirio.br

História

Padrão de respostas esperadas 1-A banca espera que o candidato saiba discernir, os dois conceitos utilizados pelo autor referido na questão, entende-se por Expansionismo Soviético, a idéia de ocupação e anexação de território, e por Imperialismo norte americano a idéia de influência econômica, política e cultura sob áreas não anexadas e/ou ocupadas. 1.b- Como expansionismo soviético: Anexação de republicas do leste europeu (Tchecoslováquia, Bulgária, Romênia, Polônia, Hungria, Iuguslávia até 1948); Leste da Alemanha e Afeganistão. Como imperialismo: Plano Marshall, influência econômica nos países da América latina e África e os Tratados de Ajuda Recíproca. 2- Intervenção Estatal, intervenção do estado na economia. 2.b- Não intervenção do Estado; livre-cambismo; livre-iniciativa; livre-acordo; livre- concorrência.. 3-Despotismo esclarecido; Despotismo Ilustrado. 3.b- Consideramos como medidas pombalinas: Expulsão dos jesuítas; mudança da capital para o Rio de janeiro; fim das capitanias hereditárias; aumento tributário estabeleceu monopólios; criação das companhias de comércio do Estado do Grão-Para e do Maranhão; de Pernambuco e Paraíba; extinção da escravidão indígena; supressão da distinção entre “cristão velho” e “cristão novo”; controle real da exploração de diamante; efetivação da primeira derrama; tentativa de fomento à produção manufatureira; 4- Aparecem como motivos a disputa por áreas de influências políticas e econômicas; a disputa de áreas estratégicas militares; e a tentativa de manter o equilíbrio bipolar. 5- A Constituição de 1934 5.b- A participação feminina pode ser explicada devido necessidade de apoio da massa ao projeto populista e de um apoio maior dos setores urbanos. 6- Exclusivo colonial; Pacto colonial; Sistema colonial, caracterizados pela subordinação política e dependência econômica da colônia em relação à metrópole, além da idéia de complementariedade . 6.b- Trabalho compulsório; escravidão; produção de gêneros tropicais para exportação; estrutura agro-exportadora; Plantation; envio de metais preciosos; monocultura; latifúndio.

docsity.com

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UNIRIO

Pró-Reitoria de Ensino de Graduação COORDENAÇÃO DE SELEÇÃO E ACESSO - COSEA

Av. Pasteur, 296 – 1º andar – Urca – CEP 22290-240 Email: vestibular@unirio.br

7- Figuram como princípios iluministas no texto: igualdade e liberdade como direitos naturais do homem; direito à propriedade, direito à segurança, liberdade de expressão, igualdade jurídica e soberania da Nação. 7.b- O pensamento iluminista relaciona-se com Revolução Francesa; Revolução Industrial; ascensão da burguesia; afirmação do capitalismo; Independência de colônias americanas; Crise do Antigo Regime; crise do Antigo Sistema colonial, quando prega os direitos naturais dos indivíduos. 8- São práticas comuns: a intervenção estatal ou dirigismo estatal; controle de preços e salários; tentativa de controle da inflação; desindexação da economia e renegociação da divida externa. 8.b- Como reflexo de tais medidas temos: instabilidade econômica, baixa taxa de crescimento econômico, desajuste na balança de pagamento, fragilidade frente ao mercado financeiro internacional e as freqüentes greves de trabalhadores. 9- Consideramos como fatores favoráveis: desvio do capital investido e de mão de obra utilizados anteriormente na mineração, o envolvimento do capital comercial na atividade cafeeira e a abertura do mercado internacional para o café. 9.b- Apontamos como resultados: a transformação nas relações de trabalho, a transição da mão de obra escrava para a livre, consolidação do sudeste como eixo econômico e político do pais , além da modernização e urbanização do eixo sul/sudeste. 10- Aparecem como traços da modernidade: a mudança do discurso religioso para o laico, o início da separação entre fé e razão e o humanismo. 10.b- A mudança de pensamento e mentalidade relaciona-se com a Reforma Protestante, a formação dos Estados Modernos, a Expansão Européia e a Revolução Científica.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome