Vestibular de Literatura brasileira - Universidade Federal do Rio Grande - 2006 - FURG, Notas de estudo de Literatura. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
VictorCosta
VictorCosta13 de Março de 2013

Vestibular de Literatura brasileira - Universidade Federal do Rio Grande - 2006 - FURG, Notas de estudo de Literatura. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

PDF (167.8 KB)
6 páginas
1000+Número de visitas
Descrição
Vestibular de Literatura da Universidade Federal do Rio Grande do ano de 2006.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 6
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Pré-visualização finalizada
Consulte e baixe o documento completo
LITERATURA BRASILEIRA

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2006

LITERATURA BRASILEIRA

____________________________________________________________________________________ 1) Considerando a leitura do seguinte texto, de Cecília Meireles, assinale a assertiva correta:

MOTIVO

Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa. Não sou alegre nem sou triste: sou poeta.

Irmão das coisas fugidias, não sinto gozo nem tormento. Atravesso noites e dias no vento.

Se desmorono ou se edifico, se permaneço ou me desfaço, – não sei, não sei. Não sei se fico ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo. Tem sangue eterno a asa ritmada. E um dia sei que estarei mudo: – mais nada.

– Cecília Meireles –

A) Cecília Meireles, valendo- se de uma linguagem de tom predominantemente coloquial, aponta para o caráter efêmero e circunstancial da poesia.

B) Cecília Meireles, lançando mão de uma linguagem essencialmente antitética, constrói um texto de teor metapoético.

C) Cecília Meireles, mediante a utilização de uma linguagem desprovida de musicalidade, declara sua franca adesão à proposta modernista.

D) Cecília Meireles, através de uma linguagem poética marcada pela musicalidade, revela a vinculação de seu texto à poética parnasiana.

E) Cecília Meireles, ao utilizar- se de uma linguagem de caráter predominantemente plástico, revela a presença da proposta simbolista em sua poesia.

2) Considerando a leitura do romance Sem rumo , de Cyro Martins, assinale a afirmativa correta:

A) Em Sem rumo , Cyro Martins desenvolve uma narrativa que, ao desviar- se do regionalismo tradicional, inclina- se para o realismo do romance de cunho social.

B) Chiru, protagonista de Sem rumo , revela um profundo espírito de luta, que se manifesta pela audácia e coragem, aspectos que o colocam como legítimo descendente do gaúcho concebido no âmbito do regionalismo literário sul- rio- grandense.

C) Em Sem rumo , Cyro Martins focaliza a figura do gaúcho que, afastado do pampa, mostra- se adaptado à vida na cidade.

D) Chiru, protagonista de Sem rumo , ao ser moldado segundo os parâmetros do regionalismo literário, mostra- se um homem de palavra, de respeito, digno de confiança.

E) Com Sem rumo , Cyro Martins reafirma o mito do gaúcho e, nessa medida, insere sua obra no âmbito da tradição literária sul- rio-grandense.

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA 1

docsity.com

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2006

3) “Família”, de Carlos Drummond de Andrade, integra o livro Alguma poesia , publicado em 1930:

Três meninos e duas meninas, sendo uma ainda de colo. A cozinheira preta, a copeira mulata, o papagaio, o gato, o cachorro, as galinhas gordas no palmo de horta e a mulher que trata de tudo.

A espreguiçadeira, a cama, a gangorra,

o cigarro, o trabalho, a reza, a goiabada na sobremesa de domingo, o palito nos dentes contentes, o gramofone rouco toda a noite e a mulher que trata de tudo.

O agiota, o leiteiro, o turco, o médico uma vez por mês, o bilhete todas as semanas branco! Mas a esperança sempre

verde. A mulher que trata de tudo e a felicidade.

Leia atentamente o poema acima e assinale a alternativa correta:

A) O poema, como muitos outros de Alguma poesia , revela a preferência de Drummond pelo fugaz e inefável.

B) O poema apresenta uma métrica regular que remete para uma prática poética típica do Modernismo brasileiro.

C) O poema organiza- se a partir de um processo de associação de idéias, em que as relações entre os termos seguem o princípio da similaridade.

D) O poema, ao focalizar o cotidiano familiar, aproxima- se das experiências levadas a cabo pela poética parnasiana.

E) O poema vale- se de um processo de enumeração caótica, aspecto que o vincula à poética simbolista.

4) Simões Lopes Neto, com Casos do Romualdo,

A) reafirma o mito do gaúcho campeiro e guerreiro, tal como é concebido no plano do regionalismo literário sulino.

B) focaliza a figura do campeiro sul- rio- grandense que, havendo migrado para a cidade, acaba por marginalizar- se.

C) inaugura uma nova fase do regionalismo literário sul- rio-grandense, marcada pela utilização de uma linguagem rebuscada e artificial.

D) promove a relativização do mito do gaúcho, através dos casos narrados por Romualdo, gaúcho tagarela e fanfarrão.

E) desenvolve um conjunto de contos, em que um narrador em terceira pessoa relata suas aventuras pelo território sul- rio-grandense.

_________________________________________

5) As horas nuas , romance de Lygia Fagundes Telles, tem como protagonista:

A) Rahul, o misterioso gato que guarda a memória de vidas passadas.

B) Ananta Medrado, a analista que revela gosto pelos rótulos.

C) Gregório, o discreto professor. D) Diogo, o amante de jazz. E) Rosa Ambrósio, a atriz decadente.

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA2

docsity.com

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2006

6) Leia o texto “A voz do coqueiral”, de João Cabral de Melo Neto, e assinale a alternativa correta:

O coqueiral tem seu idioma: não o de lâmina, é voz redonda:

é em curvas sua reza longa, decerto aprendida das ondas,

cujo sotaque é o da sua fala, côncava, curva, abaulada:

dicção do mar com que convive na vida alísia do Recife.

A) O exacerbado sentimentalismo é uma das marcas significativas da poesia de João Cabral de Melo Neto.

B) A presença de um eu autocentrado, próprio da lírica moderna, é característica essencial da poesia cabralina.

C) A poesia de João Cabral de Melo Neto caracteriza- se por seu tom anti- racional e místico.

D) A poesia de João Cabral de Melo Neto, além do cuidado de ordem formal, apóia- se em imagens revestidas de plasticidade.

E) A expressão poética de João Cabral de Melo Neto, por seu tom soturno, é de inspiração romântica.

7) Assinale a alternativa correta:

A) Vidas secas , de Graciliano Ramos, caracteriza- se como um romance de natureza metaficcional, em que o narrador, protagonista da narrativa, reflete a respeito do próprio ato de narrar.

B) A estrutura de Vidas secas , de Graciliano Ramos, revela- se circular e simétrica, uma vez que os capítulos inicial e final focalizam um quadro dramático de seca.

C) Vidas secas , de Graciliano Ramos, apresenta uma linguagem marcada pela abundância da adjetivação, típica da literatura de Graciliano Ramos.

D) As personagens de Vidas secas , de Graciliano Ramos, a despeito de sua indigência social, revelam uma significativa capacidade de comunicação.

E) Em Vidas secas , de Graciliano Ramos, a sucessão dos capítulos tem por função o desenvolvimento de uma ação dramática complexa e diversificada.

_________________________________________

8) Assinale a alternativa correta:

A) A poesia parnasiana caracterizou- se, no Brasil, pelo extremo sentimentalismo de suas imagens.

B) O Parnasianismo brasileiro trabalhou pela fixação de uma linguagem simples e de caráter nacionalista.

C) A poesia parnasiana brasileira investiu mais no caráter plástico de suas imagens do que na musicalidade dos versos.

D) O Parnasianismo brasileiro foi o responsável pela afirmação, no País, de uma poesia comprometida com as questões de ordem social.

E) A poesia parnasiana brasileira, por seu extremo experimentalismo, foi tributária da vanguarda européia dos anos iniciais do século passado.

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA 3

docsity.com

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2006

9) Assinale a alternativa correta:

A) Memorial de Aires , de Machado de Assis, estrutura- se na forma de um diário, em que o narrador, um diplomata aposentado, relata episódios de sua vida.

B) Com Memorial de Aires, Machado de Assis revela sua franca adesão à ficção de teor naturalista, uma vez que os movimentos das personagens decorrem diretamente da ação do meio e a da raça a que pertencem.

C) A exemplo das narrativas românticas, Memorial de Aires , de Machado de Assis, apresenta um tom essencialmente nacionalista, através da valorização do ambiente natural brasileiro.

D) Em Memorial de Aires , Machado de Assis, valendo- se de um narrador em terceira pessoa, narra a história do amor malogrado entre Fidélia e Tristão.

E) Memorial de Aires , de Machado de Assis, caracteriza- se como um relato de natureza autobiográfica, em que o narrador centra sua atenção na rememoração de seus amores juvenis.

_________________________________________

10) Em “Carta pras Icamiabas”, nono capítulo de Macunaíma , de Mário de Andrade, o missivista

A) registra as desventuras por ele vividas, quando de sua passagem pelo “Império do Mato Virgem”.

B) aborda sua viagem ao Rio de Janeiro, apresentando as belezas naturais da então capital da República.

C) relata suas aventuras amorosas, quando de sua passagem pelo “Reino da Mata Virgem”.

D) descreve a cidade de São Paulo, referindo- se, entre outros aspectos, a sua organização urbana e a seus habitantes.

E) narra como recuperou a muiraquitã, que estava então em poder do doutor Venceslau Pietro Pietra.

11) Leia o fragmento abaixo e assinale a alternativa correta:

Filho de um empregado público e órfão aos dezoito anos, [...] foi obrigado a abandonar seus estudos na Faculdade de São Paulo pela impossibilidade em que se achou sua mãe de continuar- lhe a mesada.

A) O fragmento refere- se a Tristão, personagem de Memorial de Aires , de Machado de Assis.

B) O fragmento apresenta Chiru, personagem de Sem rumo , do gaúcho Cyro Martins.

C) O fragmento diz respeito a Diego, personagem de As horas nuas , de Lygia Fagundes Telles.

D) O fragmento apresenta Eusébio, personagem de Os cães da Província , de Luiz Antonio de Assis Brasil.

E) O fragmento refere- se a Seixas, personagem de Senhora , de José de Alencar.

_________________________________________

12) Considerando Lira dos vinte anos , de Álvares de Azevedo, assinale a alternativa correta:

A) Lira dos vinte anos , de Álvares de Azevedo, utiliza- se de uma linguagem marcada pela dualidade, em que se debatem duas formas distintas de ver e pensar a realidade.

B) Lira dos vinte anos , de Álvares de Azevedo, divide- se em três partes, em que se pode surpreender uma concepção estática e homogênea de literatura.

C) Lira dos vinte anos , de Álvares de Azevedo, vale-se de uma linguagem de

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA4

docsity.com

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2006

tom essencialmente descritivista. D) Lira dos vinte anos , de Álvares de

Azevedo, caracteriza- se pelo uso de uma linguagem que busca inspiração nos modelos da Antigüidade clássica.

E) Lira dos vinte anos , de Álvares de Azevedo, traz um eu lírico que, diferentemente de seus contemporâneos, atinge a plena realização amorosa.

13) Leia o fragmento seguinte e assinale a alternativa correta:

Minha musa

Minha musa não é como ninfa Que se eleva das águas – gentil – Co’um sorriso nos lábios mimosos, Com requebros, com ar senhoril. ..................................................

Não é como a de Horácio a minha Musa;

Nos soberbos alpendres dos Senhores Não é que ela reside;

Ao banquete do grande em lauta mesa,

Onde gira o falerno em taças d’oiro, Não é que ela reside.

Ela ama a solidão, ama o silêncio, Ama o prado florido, a selva umbrosa,

E da rola o carpir. Ela ama a viração da tarde amena, O sussurro das águas, os acentos

De profundo sentir. ..............................................

– Gonçalves Dias –

A) O fragmento transcrito, constante dos Primeiros cantos , de Gonçalves Dias, registra uma adesão à poética de inspiração clássica.

B) O fragmento transcrito, constante dos Primeiros cantos , de Gonçalves Dias, revela a influência do indianismo romântico.

C) O fragmento transcrito, constante dos Primeiros cantos , de Gonçalves Dias, constitui verdadeira profissão de fé romântica, pela negação dos modelos clássicos.

D) O fragmento transcrito, constante dos Primeiros cantos , de Gonçalves Dias, é marcado por um sentimento místico profundo, bem ao gosto do Romantismo.

E) O fragmento transcrito, constante dos Primeiros cantos , de Gonçalves Dias, inclui- se no âmbito do saudosismo brasílico, tão presente na obra do Autor.

14) Leia o fragmento seguinte e assinale a alternativa correta:

Cidade de clima suave, esta a maior mentira dos viajantes estrangeiros. Verões tórridos e abafados, suor escorrendo mesmo que se esteja sem mover um músculo, verões em que nem as moscas se animam a bater asas, preferindo caminhar dolentemente sobre os restos de comida do almoço domingueiro, pouco movendo as patas para não se escaldarem ainda mais. Sonolência e preguiça, o comércio funcionando com as portas encostadas na meia sombra, cachorros com as línguas de fora buscando alguma laje ou tampo de cisterna, gatos dormindo ao comprido, ignorando o mundo.

A) O fragmento traz a descrição da cidade do Rio de Janeiro, presente em Senhora , de José de Alencar.

B) A passagem transcrita contempla a descrição da cidade de Porto Alegre, presente em Cães da Província , de Luiz Antonio de Assis Brasil.

C) O fragmento contém a descrição de uma cidade nordestina, referida em Vidas secas , de Graciliano Ramos.

D) O fragmento transcrito traz a descrição de uma cidade do interior gaúcho, referida em Sem rumo , de Cyro Martins.

E) A passagem transcrita traz a descrição da cidade de São Paulo, segundo a ótica do narrador de Macunaíma , de Mário de Andrade.

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA 5

docsity.com

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2006

_________________________________________

15) Assinale a alternativa correta:

A) O Realismo- Naturalismo, no Brasil, promoveu a valorização objetiva do passado, afastando- se da vida contemporânea.

B) O Parnasianismo foi, no Brasil, um movimento poético comprometido com a reflexão a respeito dos problemas sociais do País.

C) O Romantismo brasileiro, diferentemente do europeu, não investiu na valorização do passado nacional.

D) O Modernismo brasileiro, por suas vinculações com as vanguardas européias do início do século XX, afastou- se das questões nacionais.

E) O Simbolismo caracterizou- se pela valorização da poesia que surge do espírito irracional, não-conceitual da linguagem, oposto a toda interpretação lógica.

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA6

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
Consulte e baixe o documento completo
Docsity is not optimized for the browser you're using. In order to have a better experience we suggest you to use Internet Explorer 9+, Chrome, Firefox or Safari! Download Google Chrome