01 materiais, Slides de Literatura Árabe. Centro Federal de Educação Tecnológico (CEFET-PA)
tom_souto
tom_souto22 de Junho de 2015

01 materiais, Slides de Literatura Árabe. Centro Federal de Educação Tecnológico (CEFET-PA)

PDF (1 MB)
80 páginas
835Número de visitas
Descrição
Gestão de materiais
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 80
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 80 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 80 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 80 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 80 pages
baixar o documento

Gestão de Materiais

Definição

• Conjunto de atividades desenvolvidas dentro de uma empresa, de forma centralizada ou não, destinadas a suprir as diversas unidades, com materiais necessários ao desempenho normal das respectivas atribuições.

– Compras, recebimento, armazenamento, fornecimento e controle de estoque.

Objetivo

• Garantir a existência contínua de um estoque organizado, de modo a nunca faltar nenhum dos itens que o compõe, sem excessos.

• Finalidade: suprimento de materiais na quantidade necessária, qualidade requerida, tempo oportuno e menor custo.

Missão do gestor

• Assegurar um satisfatório padrão de qualidade no atendimento das necessidades de seus clientes;

• Assegurar e elevar a produtividade da empresa, administrando os materiais, recursos e as informações relacionadas.

Atribuições do gestor

• Suprir, através de compras, a empresa, de todos

materiais necessários ao seu funcionamento;

• Avaliar os fornecedores potenciais;

• Supervisionar os almoxarifados;

• Controlar estoques,

• Fixar estoques mínimos/lotes econômicos;

• Estabelecer sistema de estocagem adequado e;

• Coordenar os inventários rotativos.

Administração de estoque

• Controle das compras pendentes de entrega,

determinação dos níveis de estoque, estudo dos

métodos de ressuprimento, classificação de

materiais e controle físico dos materiais.

Controle de estoque.

Funções do controle de estoque

• Determinar o que deve permanecer em estoque,

quando se deve reabastecer e quanto será necessário;

• Acionar o departamento de compras para aquisição de

materiais;

• Receber e armazenar os materiais;

• Liberar os materiais para produção;

• Controlar a quantidade e o valor dos estoques;

• Manter inventário periódico e;

• Identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados.

• Receber os materiais:

– Deve-se confrontar o que foi pedido

com o que está sendo recebido.

• 1º passo: verificar se a Nota fiscal corresponde ao pedido

(quantidade, preço e condições de pagamento);

• 2º passo: verificar a qualidade e quantidade dos materiais e;

• 3º passo: liberar a guarda dos materiais se em conformidade

ou providenciar substituição.

• Receber os materiais:

– Emitir o relatório diário do almoxarifado: controle de entrada e saída de todos os materiais.

Sintomas da gestão de estoque

• Da gestão adequada:

– Melhoria nas relações com os usuários;

– Redução dos custos dos materiais comprados e;

– Redução dos custos e perdas de estoque.

• Da gestão inadequada:

– Incapacidade de cumprir promessas de entrega;

– Crescimento de estoque quando a demanda for

inferior ao previsto;

– Falta de espaço de armazenagem e;

– Aumento dos materiais obsoletos.

Centralização/descentralização

• Vantagens da centralização:

– Permite maior negociação em função do volume de compras;

– Possibilidade de maior especialização por parte do pessoal de

compras;

– Adoção de procedimentos uniformes, possibilitando

melhores controles.

• Vantagens da descentralização:

– Maior agilidade na obtenção dos materiais;

– Proximidade com o centro de decisão local;

– Maior divisão de responsabilidade.

Tipologia dos estoques

• Estoque físico: quantidade de materiais

armazenados sob guarda do almoxarifado, a

espera de utilização.

– Compreende o estoque disponível e o estoque

empenhado.

Estoque disponível

• Quantidade física de materiais existentes no

almoxarifado sem embargo, ou seja, que pode ser

utilizado.

– Ativo: sofre alterações de entrada e saída

– Inativo: não sofre modificações, devendo ser estudada sua

eliminação

– Reserva operacional: destinado à manutenção das instalações

ou equipamentos da empresa.

Estoque empenhado

• Quantidade de materiais com destino pré-determinado,

mas que permanece no almoxarifado.

Níveis de estoque

• Serve para minimizar custos, evitar falta de

produtos e racionalizar o trabalho.

• Sempre que o estoque atingir seu nível mínimo,

deverá ser feita a solicitação de compras.

Processo de compra

• Solicitação de compra (documentada);

• Cotação de preços;

• Liberação da compra;

• Emissão do pedido de compra.

• Estoque mínimo ou de segurança (ES): é a menor

quantidade de material que deverá existir no estoque

para prevenir qualquer situação de emergência. Deve

ser calculado levando-se em conta o consumo médio e

os dias necessários para a entrega do produto.

– ES = prazo de reposição de emergência X consumo médio.

• Prazo de reposição de emergência = número de dias necessários para

a entrega do material

• Estoque médio (EM): representa 50% da quantidade máxima a ser pedida acrescentada do estoque mínimo.

• Estoque máximo (EMax): é a maior quantidade que deverá existir para suprir a UAN até o próximo lote de reposição. Baseia-se na necessidade e programação de pedidos, nos recursos financeiros disponíveis e no espaço para a armazenagem.

– EMax = consumo médio mensal + estoque mínimo

Elementos da política de estoques

• Demanda ou Consumo (D): quantidade consumida ou requisitada para uso em determinado período.

• Demanda média mensal (Đ): quantidade média de material consumida em determinado período.

• Demanda anual (Q): quantidade de material consumida em um período de 12 meses.

– D = (Estoque inicial + Entradas) – Estoque final

• Quantidade pendente de compra (QPC): quantidade de material em aquisição ainda não entregue pelo fornecedor.

• Tempo de ressuprimento: espaço de tempo decorrido entre a data da emissão da solicitação para a compra do material e aquela em que o material é recebido pelo almoxarifado.

• Ponto de ressuprimento ou ponto de pedido (PR): corresponde ao nível de estoque que ao ser atingido indica a necessidade de ressuprimento do material.

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 80 pages
baixar o documento