Ac 216.1 grainshedgingguide port sr, Teses de Gestão de Investimento e Portfolio. Universidade de São Paulo (USP)
felipe_alex_ribeiro
felipe_alex_ribeiro2 de Junho de 2016

Ac 216.1 grainshedgingguide port sr, Teses de Gestão de Investimento e Portfolio. Universidade de São Paulo (USP)

PDF (873 KB)
76 páginas
291Número de visitas
Descrição
Hedge Guide
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 76
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 76 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 76 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 76 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 76 pages
baixar o documento

PRODUTOS DE COMMODITIES

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

Em um mundo de volatilidade crescente, o CME Group é o local onde todos os negociantes

congregam para controlar riscos utilizando as principais classes de ativos: taxas de juros, índices de

ações, câmbio, energia, commodities agrícolas, metais, e outros investimentos alternativos como o

clima e o mercado imobiliário. Formado da herança histórica do CME, CBOT e NYMEX, o CME Group

é a maior e mais diversificada bolsa de derivativos do mundo, abrangendo a maior quantidade de

produtos de benchmark disponível no mercado. O CME Group reúne compradores e vendedores

na plataforma operacional eletrônica CME Globex e nos pregões de viva voz de Chicago e de Nova

York. Fornecemos as ferramentas necessárias para atender objetivos de negócios para que possa

alcançar suas metas financeiras. Adicionalmente, a CME Clearing ajusta e compensa todas as

operações financeiras, garantindo ainda a credibilidade em termos de crédito das transações que

ocorrem em nossos mercados.

PRODUTOS DE COMMODITIES MAIS FUTUROS DE COMMODITIES E OPÇÕES. MELHORES OPORTUNIDADES.

O CME Group oferece a mais vasta gama de derivativos de commodities, mais que qualquer outra

bolsa, com operações disponíveis no mercado de grãos, sementes oleaginosas, mercado de carnes,

derivados do leite, madeira e outros produtos. Representando as necessidades básicas do cotidiano,

tais produtos oferecem liquidez, transparência de preços e ótimas oportunidades em um mercado

centralizado, regulado e com acesso de forma igualitária a todos os participantes.

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

NESTE GUIA

INTRODUÇÃO 3

CAPÍTULO 1: OS MERCADOS 4

O Contrato Futuro 5

Funções da Bolsa 5

Participantes do Mercado 6

Integridade Financeira dos Mercados 6

CAPÍTULO 2: COMO FAZER O HEDGE COM FUTUROS E A BASE 9

Hedge de Venda 9

Hedge de Compra 10

Base: A ligação entre os preços do mercado físico (cash) e o

mercado futuro 11

Base e o Hedge de Venda 11

Base e o Hedge de Compra 12

Importância da Base Histórica 14

CAPÍTULO 3: ESTRATÉGIA DE HEDGE NO MERCADO FUTURO

PARA A COMPRA E VENDA DE COMMODITIES 17

Comprando futuros para proteção contra a alta de preços 17

Vendendo futuros para proteção contra a queda de preços 20

CAPÍTULO 4: O BÁSICO SOBRE OPÇÕES AGRÍCOLAS 24

O que é uma opção? 24

Como as opções são negociadas? 25

Precificando uma opção 27

Valor Intrínseco 27

Valor do Tempo 30

Modelos de precificação de opções 33

O que pode acontecer com uma posição de opção 33

CAPÍTULO 5: ESTRATÉGIAS DE HEDGE DE OPÇÕES

PARA A COMPRA DE COMMODITIES 37

Introdução a estratégias de gerenciamento de riscos 37

Por que comprar ou vender opções? 38

Quais as opções que devem se compradas ou vendidas 38

O comprador de commodities 40

Estratégia n°1: Comprando Futuros 40

Estratégia n°2: Comprando Opções de Compra 41

Estratégia n°3: Vendendo Opções de Venda 43

Estratégia n°4: Comprar uma opção de compra e

vender uma opção de venda 44

Comparando estratégias de compra de commodities 47

CAPÍTULO 6: ESTRATÉGIA DE HEDGE COM OPÇÕES

PARA A VENDA DE COMMODITIES 49

O Vendedor de Commodities 49

Estratégia n°1: Vendendo Futuros 49

Estratégia n°2: Comprando Opções de Venda 50

Estratégia n°3: Vendendo Opções de Compra 53

Estratégia n°4: Comprar uma opção de venda e

vender uma opção de compra 54

Comparando estratégias de venda de commodities 56

Outras Estratégias para a venda de commodities 57

Estratégia n°5: Vender a safra no mercado físico (cash)

e comprar opções de compra 58

Custos de transação 61

Pagamento de Impostos 61

Conclusão 61

PRODUTOS DE COMMODITIES DO CME GROUP 62

GLOSSÁRIO 63

GUIA DE RESPOSTAS 65

cmegroup.com

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

INTRODUÇÃO

Além de ler o guia, o seu corretor deverá ser a sua principal fonte de informação. O tipo de auxílio que você poderá obter do seu corretor será variado, desde o acesso a relatórios, análises e recomendações de mercado, até a aprimoração e execução de suas estratégias operacionais.

O principal objetivo do guia é ajudá-lo a utilizar esse auxílio de forma eficaz.

O volume de operações em futuros e opções de produtos agrícolas tem tido um crescimento fenomenal em termos de volume de negociações devido a um aumento significativo na demanda global e à disponibilidade de plataformas eletrônicas para operar tais produtos. Este manual é uma atualização de um manual anterior, considerado um dos favoritos entre os participantes do mercado de commodities, que foi publicado em 1984 pelo CBOT junto com o lançamento de suas primeiras opções agrícolas.

Caso seja novo no mercado de futuros e de opções de futuros, os primeiros quatro capítulos oferecerão uma base sólida sobre o assunto. Os capítulos 5 e 6 oferecem estratégias para futuros e opções, sob uma perspectiva de quem faz hedge de compra e de venda. Como consequência desta revisão, o manual foi reintitulado como Guia para Hedge de Grãos e Sementes Oleaginosas. Esperamos que goste do conteúdo e que ele responda a muitas de suas dúvidas operacionais.

3

cmegroup.com

4

Preferencialmente, antes de começar a entender sobre opções de futuros, você deverá entender sobre mercados futuros. Isso porque os contratos futuros são os instrumentos subjacentes pelos quais as opções são negociadas. Portanto, como resultado, o preço das opções – também chamado de prêmio – é afetado pelos preços dos futuros, além de outros fatores inerentes ao mercado.

Adicionalmente, quanto mais aprender sobre os mercados, melhor estará equipado (tomando como base as condições atuais dos mercados e seus objetivos específicos) para decidir se deverá usar contratos futuros, opções de contratos futuros, ou outras alternativas de gerenciamento de risco e de precificação.

O CME Group jamais participa do processo de precificação. Não sendo um comprador ou um vendedor de contratos de futuros, ele não exerce função ou tem interesse em preços elevados ou baixos em nenhum momento em particular. O papel da bolsa é simplesmente o de proporcionar um mercado para compradores e vendedores. É neste mercado que todas as variáveis de oferta e procura do mundo se congregam para determinar preços.

O CME Group combina as histórias de dois mercados inovadores em operações de futuros e de opções, o Chicago Mercantile Exchange e o Chicago Board of Trade.

Formado em 1848, o Chicago Board of Trade foi um dos primeiros mercados a vender contratos futuros. Os primeiros 3.000 bushels de milho negociados como futuros, em 1851, deram início ao processo de desenvolvimento de contratos de futuros padronizados para commodities, em 1865, pelo CBOT. Naquele ano, o CBOT também começou a exigir títulos de garantia (peprformance bonds) ou "margem" para serem usados por compradores e vendedores nos mercados de cereais, uma decisão que levou ao conceito atual e ao desenvolvimento de câmaras de compensação de futuros (clearing house), em 1925.

Inicialmente, os produtos do CBOT eram focados nos principais cereais daquela época – milho, trigo e aveia. Mais tarde, em 1936, foi lançado o futuro de soja, e nos anos 50, o farelo e o óleo de soja. Mas o escopo de produtos do CBOT expandiu-se em 1969, quando do lançamento do seu primeiro produto não-agrícola: um contrato de futuros de prata. A incursão do CBOT em novas áreas de mercados futuros continuou em 1975, com o lançamento dos primeiros produtos de futuros de taxa de juros, oferecendo um contrato para a Government National Mortgage Association.

Apenas a alguns quarteirões de distância, outra bolsa foi formada, tornando-se uma rival formidável para o CBOT – a Chicago Mercantile Exchange. Originalmente chamada de Chicago Butter and Egg Board, quando foi aberta em 1898, a nova bolsa adotou o nome de CME, em 1919.

Para proteger-se contra o seu grande concorrente, a CME começou a inovar com produtos e serviços pioneiros. No mesmo ano em que a CME começou a usar o seu nome oficial, a CME Clearing foi estabelecida, garantindo cada operação executada no pregão da CME. Em 1961, a CME lançou o primeiro contrato de futuros de carne congelada e armazenada – o contrato de barriga de porco.

Em 1972, a CME lançou os primeiros futuros financeiros, oferecendo contratos em sete moedas estrangeiras. Nos anos 80, a CME não só lançou o primeiro contrato futuro de moedas – o Eurodólar, mas também lançou o primeiro contrato bem sucedido de futuros de índice de ações, o S&P 500, que até hoje continua como o benchmark no mercado de ações.

Duas inovações muito importantes para a indústria de futuros ocorreram durante os anos 80 e 90 – as opções de commodities e as operações eletrônicas. O conceito e a iniciação de operações eletrônicas na CME ocorreram com o desenvolvimento da plataforma de operações eletrônicas CME Globex. A primeira operação eletrônica na CME Globex, em 1992, marcou a transição (ainda em curso) das negociações em viva voz no pregão, para as transações eletrônicas.

CAPÍTULO 1 OS MERCADOS

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

5

Assim, em 2002, a CME tornou-se a primeira bolsa a abrir o capital, tendo suas ações listadas na Bolsa de Nova Iorque. A CBOT abriu o capital em 2005.

As duas companhias já haviam cogitado fazer uma fusão em anos anteriores, sendo que 2007 ficou marcado como o ano de uma fusão monumental entre as duas bolsas poderosas. Em 9 de julho, as duas companhias se uniram adotando o nome de CME Group.

Atualmente, o CME Group é a maior e mais diversificada bolsa de derivativos do mundo, oferecendo futuros e opções na mais vasta gama de produtos de benchmark disponíveis, comparado a qualquer outra bolsa do mundo. Em 2007, a CME teve um volume de operações na ordem de 2,2 bilhões de contratos, equivalente a US$1,1 quatrilhões, sendo que três quartos das operações foram executadas eletronicamente. Lastreada em uma rica história de inovação, tendo sido o berço das operações no mercado futuro, o CME Group é responsável por desenvolvimentos chave que formaram a base da presente indústria de futuros.

O Contrato Futuro O contrato futuro é um compromisso de fazer ou receber entrega de uma certa quantidade e qualidade de determinado produto, ou commodity, em horário e local de entrega específicos no futuro. Todos os termos do contrato são padrão, com exceção do preço, que é determinado pela oferta (ordens de venda) e pela demanda (ordens de compra). O processo de determinação de preços ocorre através do sistema eletrônico de operações da bolsa ou em leilão aberto no pregão de uma bolsa de commodities regulamentada. Todos os contratos são finalmente ajustados, seja pela liquidação com uma operação contrária (uma compra após uma venda inicial ou uma venda após uma compra inicial) ou pela entrega da mercadoria no mercado físico. Uma transação contrária é o método mais frequentemente usado para liquidar um contrato futuro. A entrega física acontece em menos de 2% dos casos para todos os contratos agrícolas negociados.

Funções da Bolsa As principais funções econômicas de uma bolsa de futuros são gestão de riscos e estabelecimento de preços. A bolsa viabiliza estas funções fornecendo um pregão e plataformas operacionais para congregar compradores e vendedores. A bolsa também estabelece e impõe regulamentos para assegurar a realização das operações em ambiente aberto e competitivo. Por este motivo, todas as compras e vendas devem ser efetuadas através do sistema eletrônico de entrada de ordens, tal como o CME Globex, ou em uma roda (pit) do pregão, em leilão aberto.

Como cliente, você tem o direito de escolher em qual plataforma operacional deseja colocar suas ordens. Você poderá fazer operações eletrônicas diretamente, através do seu corretor, ou com a aprovação prévia dele. Para operações em leilão aberto, você telefona para o seu corretor, ele então liga para um membro da bolsa, que por sua vez executará a ordem. Tecnicamente, todas as operações são executadas por um membro da bolsa. Caso você não seja um membro, as ordens serão repassadas através de um corretor de commodities, que deverá ser um membro da bolsa ou, caso não seja, ele irá por sua vez, transmitir a ordem a um membro da bolsa.

As cotações do mercado futuro podem ser consideradas como previsões de preços? De certa maneira, sim, porque os preços de futuros (em qualquer momento) refletem as expectativas de preço dos compradores e vendedores no momento da entrega da mercadoria no futuro. Portanto, os preços de futuros ajudam a estabelecer um equilíbrio entre a produção e o consumo. Mas, por outro lado, não, já que os preços de futuros são uma previsão que está sujeita a constantes oscilações. Os preços de futuros se ajustam para refletir informações adicionais sobre a oferta e a demanda, quando disponívels.

cmegroup.com

6

Participantes do Mercado Os participantes do mercado futuro se dividem em duas categorias principais: hedgers e especuladores. Os mercados futuros existem para proteção, ou hedge, que pode ser definido como gerenciamento de risco contra a oscilação de preços quando da compra ou venda de commodities.

A palavra hedge significa proteção. De acordo com o dicionário, a palavra hedge significa: “tentar evitar ou diminuir uma perda fazendo investimentos de contrapeso…” No contexto da operação de futuros, hedge é exatamente isto: uma transação de contrapeso que envolve uma posição no mercado futuro oposta à posição atual no mercado físico. Dado que os preços no mercado físico e no mercado futuro de uma commodity tendem a se movimentar juntos, toda perda ou ganho no mercado físico, ou cash, será aproximadamente compensada ou fará contrapeso no mercado futuro.

Tipicamente, os hedgers são: • Fazendeiros e produtores de rebanhos animais – que precisam

tomar proteção contra a queda de preços das colheitas ou rebanhos, ou contra o aumento de preços dos produtos adquiridos, tais como a ração

• Os comerciantes e elevadores – que precisam tomar proteção contra a alta de preços entre o momento da compra (ou contratação de compra) de grãos dos fazendeiros e o momento da venda

• Processadores de alimentos, e fabricantes de ração – que precisam tomar proteção contra o aumento dos custos da matéria prima, ou contra a queda no valor dos estoques

• Exportadores – que precisam tomar proteção contra a alta de preços dos cereais com contratos para entrega futura, mas que ainda não foram adquiridos

• Importadores – que desejam aproveitar os preços mais baixos dos cereais para contratos de entrega futura, mas que ainda não foram recebidos

Já que o número de indivíduos e empresas que procuram proteção contra o declínio de preços em um determinado momento raramente é o mesmo número que procura proteção contra a elevação de preços, é vital haver outros participantes no mercado. Tais participantes são conhecidos como especuladores.

Os especuladores facilitam o hedge, já que oferecem liquidez ao mercado, isto é, a habilidade de entrar e sair do mercado de maneira rápida, fácil e eficiente. Eles são atraídos pela oportunidade de realizarem um lucro, caso consigam acertar ou antecipar a direção do mercado e o momento das mudanças de preços.

Os especuladores podem ser pessoas do público em geral, ou operadores profissionais, isto é, membros de determinada bolsa operando através de uma plataforma eletrônica, ou no próprio pregão da bolsa. Alguns membros da bolsa demonstram notadamente o desejo de comprar ou vender mesmo na menor oscilação de preço. Como consequência, vendedores e compradores podem entrar ou sair de posições no mercado a um preço eficiente.

Integridade do Mercado Financeiro Um seguro-garantia, ou performance bond, ou margem na indústria de futuros, representa o dinheiro que você, como um comprador ou vendedor de contratos futuros, deverá depositar junto a seu corretor, que por sua vez, depositará os fundos na câmara de compensação. Caso você negocie produtos do CME Group, a compensação das transações será feita pela CME Clearing. Os fundos são usados para assegurar o desempenho dos contratos, assim como um seguro-garantia, ou performance bond. Isto difere da indústria de valores mobiliários, onde a margem é simplesmente um sinal exigido para a autorização da compra e venda de títulos e ações. Como consequência do processo de margem, os compradores e vendedores de produtos do CME Group não precisam preocupar-se com o desempenho dos contratos.

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

7

TESTE 1 1. Contratos futuros são:

(a) o mesmo que contratos a termo

(b) contratos padronizados para fazer ou receber entrega de uma commodity em local e preço predeterminados

(c) contratos com termos de preços padrão

(d) todas as respostas acima

2. Preços no mercado futuro são estabelecidos através de:

(a) ofertas de compra e venda

(b) gerentes e diretores de uma bolsa

(c) ofertas de compra escritas e seladas

(d) CME Clearing

(e) respostas (b) e (d)

3. A função principal da CME Clearing é:

(a) prevenir especulações em contratos futuros

(b) garantir a integridade financeira dos contratos negociados

(c) liquidar todas as operações realizadas pelo CME Group

(d) supervisionar as operações no pregão da bolsa

(e) respostas (b) e (c)

4. Ganhos e perdas em posições futuras são ajustadas:

(a) assinando notas promissórias

(b) diariamente após o fechamento do pregão

(c) em cinco dias úteis

(d) diretamente entre o comprador e o vendedor

(e) nenhuma resposta acima

Por outro lado, se uma mudança de preços conduz a um ganho financeiro em uma posição aberta de futuros, a quantidade ganha será creditada na conta de margem do cliente. Os clientes podem retirar recursos de suas contas sempre que desejarem, desde que a conta se mantenha acima do mínimo exigido. Uma vez que a posição em aberto for fechada por uma operação contrária, qualquer montante na conta de margem do cliente que não for necessário para cobrir perdas ou oferecer uma performance bond para outras posições em aberto, poderá ser resgatado pelo cliente.

Assim como todas as operações são executadas por um membro da bolsa, todas as operações são compensadas por uma câmara de compensação, ou clearing firm.

Durante a operação de compensação, a conexão original que havia entre o comprador e o vendedor é desfeita. A CME Clearing assume o lado oposto de todas as operações abertas, assim assegurando a integridade financeira de todos os contratos futuros e de opções negociados no CME Group.

Esta garantia é realizada através do mecanismo de ajustes diários dos contratos. Diariamente, a CME Clearing determina os ganhos e perdas de todas as operações. Sendo isto feito, a CME Clearing calcula os ganhos e perdas totais de todas as operações liquidadas pelas câmaras de compensação das empresas ligadas à bolsa, ou clearing member firms. Se uma empresa incorreu um prejuízo líquido no dia, sua conta será debitada, podendo ser ainda exigido que ela deposite margem adicional junto à câmara de compensação, ou clearing house. Inversamente, se a empresa teve um ganho líquido no dia, ela receberá um crédito em sua conta. A empresa então credita ou debita as contas de cada cliente.

Os clientes que fazem a compensação de suas operações através da CME Clearing jamais incorreram perdas devido à inadimplência de algum clearing member.

cmegroup.com

8

8. Você receberá chamada de margem se:

(a) tiver uma posição comprada em futuros e os preços subirem

(b) tiver uma posição comprada em futuros e os preços caírem

(c) tiver uma posição vendida em futuros e os preços subirem

(d) tiver uma posição vendida em futuros e os preços caírem

(e) respostas (a) e (d)

(f) respostas (b) e (c)

9. A exigência de margem para os clientes é estabelecida pelo:

(a) Federal Reserve Board

(b) Commodity Futures Trading Commission

(c) corretoras de commodities, sujeitas aos mínimos exigidos pela bolsa

(d) o provedor de serviços de clearing

(e) um acordo confidencial entre o comprador e o vendedor

10. Lucros com operações em futuros creditados na conta de margem poderão ser resgatados pelo cliente:

(a) assim que creditados

(b) somente depois da posição futura ser liquidada

(c) somente depois da conta ser encerrada

(d) ao final do mês

(e) ao final do ano

Veja o guia de respostas no verso do livro.

5. Especuladores:

(a) tomam riscos de preços de mercado procurando oportunidades de lucro

(b) contribuem para a liquidez dos mercados

(c) ajudam no processo de determinação de preços

(d) facilitam as operações de hedge

(e) todas as respostas acima

6. Fazer hedge significa:

(a) tomar uma posição no futuro contrária à posição atual no mercado cash

(b) fazer um a operação futura idêntica à posição atual no mercado físico, ou cash

(c) ter apenas uma posição no mercado futuro

(d) ter apenas uma posição no mercado cash

(e) nenhuma opção acima

7. Margem em operações no mercado futuro:

(a) têm o mesmo propósito de margens no mercado de ações

(b) são maiores que o valor dos contratos futuros

(c) servem como sinal

(d) servem como um seguro-garantia, ou performance bond

(e) são exigidas somente para posições compradas

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

9

Vender agora com a intenção de comprar depois significa montar uma posição vendida no mercado futuro. Uma queda nos preços resultará em um ganho no mercado futuro, já que você vendeu a um preço mais alto e comprou a um preço mais baixo.

Podemos supor que os preços no físico e no futuro são idênticos, isto é, $9,00 por bushel. O que acontece se o preço cair $1,00 por bushel? Mesmo se o preço da sua posição comprada no mercado físico cair $1,00 por bushel, o valor de suas operações vendidas no mercado futuro aumentarão em $1,00 por bushel. Já que o ganho em sua posição futura é igual à perda na posição do físico, seu preço líquido de venda ainda é $9,00 por bushel.

Mercado Físico ou Cash

Mercado Futuro

Maio soja no cash está a $9,00/bushel

Vender soja novembro futuro a $9,00/bushel

Outubro Vender soja no cash a $8,00/bushel

Comprar soja novembro futuro a $8,00/bushel

Resultado Perda de $1,00/bushel

Ganho de $1,00/bushel

Vender soja no cash com um ganho na posição de futuros

$8,00/bushel + $1,00/bushel*

Preço líquido de venda $9,00/bushel

Observação: Ao fazer um hedge, você usará o mês do contrato futuro mais próximo em termos de tempo, mas não antes do que planeja comprar ou vender a commodity física.

*Não inclui custos transacionais

E se o preço da soja tiver subido $1,00 em vez de ter caído? Novamente, o preço líquido de venda seria $9,00 por bushel, já que $1,00 por bushel perdido na posição vendida no futuro seria compensado por $1,00 de ganho por bushel no mercado físico. Observe que em ambos os casos, os ganhos e perdas nas posições dos dois mercados são mutuamente canceladas. Ou seja, quando há um ganho em uma posição de mercado, há uma perda comparável na outra posição. Isso explica a razão de dizermos que o hedge “trava” um certo nível de preço.

O hedging baseia-se no princípio de que os preços no mercado cash e os preços no mercado futuro tendem a se movimentar juntos. Este movimento não é necessariamente idêntico, mas é geralmente próximo o suficiente para ser possível diminuir o risco de uma perda no mercado físico tomando-se uma posição oposta no mercado futuro. Montar posições opostas permite que as perdas em um mercado sejam compensadas por ganhos no outro. Desse modo, quem faz o hedge pode estabelecer um nível de preços para uma transação no mercado físico que talvez só ocorra meses adiante.

Hedge de Venda Para se ter uma idéia melhor de como o hedge funciona, vamos supor que estamos no mês de maio e que você é um fazendeiro de soja com uma safra no campo; ou talvez um elevador com um estoque de soja que foi comprada, porém ainda não foi vendida. Na terminologia de mercado, você tem uma posição comprada no mercado físico. O preço do mercado atual para a soja a ser entregue em outubro é de $9,00 por bushel. Se o preço subir desde o presente momento até o mês de outubro, quando planeja vender, você estará lucrando. Porém, se o preço cair no decorrer deste prazo, você incorrerá perdas.

Para se proteger de uma possível queda de preços no decorrer dos meses, você poderá fazer um hedge, isto é, vender agora um número correspondente de bushels no mercado futuro, comprando-os de volta mais tarde, no momento de vender a sua safra no mercado físico. Se o preço no físico declinar no momento da colheita, qualquer perda incorrida será compensada pelo ganho com o hedge no mercado futuro. Esse tipo de hedge em particular é conhecido como um hedge de venda devido à posição inicial vendida em futuros.

No mercado futuro, as pessoas podem vender antes e comprar, e comprar antes de vender. Comprar a um preço mais baixo e vender a um preço mais alto conduz a um ganho na posição de futuros, não fazendo diferença qual ponta foi feita primeiro.

CAPÍTULO 2 COMO FAZER O HEDGE COM FUTUROS E A BASE

cmegroup.com

10

Mercado Físico ou Cash

Mercado Futuro

Julho Milho no cash está a $5,50/bushel

Comprar milho dezembro futuro a $5,50/bushel

Novembro Comprar milho no cash a $6,00/bushel

Vender milho dezembro futuro a $6,00/bushel

Resultado Perda de $.50/bushel

Ganho de $.50/bushel

Comprar milho no cash com ganho na posição de futuros

$6,00/bushel – $.50/bushel

Preço líquido de compra $5,50/bushel

Em tal exemplo, o custo mais elevado do milho no mercado físico seria compensado pelo ganho no mercado futuro.

Por outro lado, se o preço do milho cair 50 centavos por bushel em novembro, o preço mais baixo no mercado físico será compensado pela perda no mercado futuro. O preço líquido de compra ainda seria $5,50 por bushel.

Mercado Físico ou Cash

Mercado Futuro

Julho Milho no cash está a $5,50/bushel

Comprar milho dezembro futuro a $5,50/bushel

Novembro Comprar milho no cash a $5,00/bushel

Vender milho dezembro futuro a $5,00/bushel

Resultado Perda de $.50/bushel

Ganho de $.50/bushel

Comprar milho no cash com ganho na posição de futuros

$5,00/bushel – $.50/bushel

Preço líquido de compra $5,50/bushel

Lembre-se, em hedges de compra ou de venda, qualquer perda em sua posição futura poderá resultar em uma chamada de margem pela corretora, exigindo um depósito adicional em sua conta de performance bond. Assim como discutido inicialmente é preciso manter recursos mínimos na conta para cobrir as perdas que

Mercado Físico ou Cash

Mercado Futuro

Maio soja no cash no está a $9,00/bushel

Vender de soja novembro futuro a $9,00/bushel

Outubro Vender soja no cash a $10,00/bushel

Comprar soja novembro futuro a $10,00/bushel

Resultado Ganho de $1,00/bushel

Perda de $1,00/bushel

Vender soja no cash com perda na posição de futuros

$10,00/bushel – $1,00/bushel

Preço líquido da venda $9,00/bushel

Nos dois exemplos, o hedge atingiu seu objetivo. Estabeleceu um preço de venda de soja a $9,00 por bushel a ser entregue em otubro. Em um hedge de venda, você abre mão da oportunidade de se beneficiar de uma alta nos preços para obter proteção contra uma queda nos preços.

Hedge de Compra Por outro lado, os que compram ração animal, os importadores de cereais, os processadores de alimentos e outros compradores de produtos agrícolas, normalmente precisam de proteção contra a alta de preços, tendo que fazer um hedge de compra, que envolve uma posição inicial comprada no mercado futuro.

Vamos supor que estamos no mês de julho e você planeja comprar milho em novembro. O preço no mercado físico, em julho, para o milho com entrega em novembro é de $5,50 por bushel. Porém, você está preocupado, pois o preço poderá estar muito mais elevado quando realmente executar a compra. Para se proteger contra uma possível alta dos preços, você compra futuros de milho dezembro a $5,50 por bushel. Qual seria o resultado se o preço do milho no mercado físico subisse 50 centavos por bushel em novembro?

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

11

Por exemplo, uma mudança na base de 50 centavos abaixo (um preço no físico 50 centavos abaixo do futuro) para 40 centavos abaixo (um preço no físico 40 centavos abaixo do futuro) indica um fortalecimento da base, mesmo que ela ainda esteja negativa. Por outro lado, uma mudança na base de 20 centavos acima (um preço no físico 20 centavos acima do futuro) para 15 centavos acima (um preço no físico15 centavos acima do futuro) indica enfraquecimento da base, apesar de ainda estar positiva. (Observação: Na indústria de cereais, uma base 15 centavos acima ou 15 centavos abaixo de um contrato futuro é referida geralmente como “15 acima” ou “15 abaixo.” A palavra “centavos” não é mencionada.) Base significa apenas fazer a cotação da relação entre o preço no mercado físico com o preço no mercado futuro.

Base e o Hedge de Venda A base é importante para quem toma proteção, já que ela afeta o resultado final do hedge. Por exemplo, suponha que estamos no mês de março e que você planeja vender o trigo a seu elevador local em meados de junho. O preço do trigo julho futuro é $7,50 por bushel, e o preço no físico em sua região em meados de junho é normalmente 35 abaixo do julho futuro.

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Março O preço esperado para milho no cash é $7,15/ bushel

Vender trigo julho futuro a $7,50/bushel

–.35

Junho Vender trigo no cash a $6,65/ bushel

Comprar trigo julho futuro a $7,00/bushel

–.35

Resultado Perda de $.50/bushel

Ganho de $.50/bushel

0

Vender trigo no cash com um ganho na posição de futuros

$6,65/bushel + $.50/bushel

Preço líquido de venda $7,15/bushel

O preço aproximado que você poderá estabelecer fazendo o hedge é $7,15 por bushel ($7,50 – $.35) contanto que a base esteja 35 abaixo. A tabela anterior mostra os resultados caso o preço no futuro caia para $7,00 em junho e a base fique 35 abaixo.

acontecem um dia após o outro. Porém, tenha em mente que, se você incorrer perdas em sua posição no mercado futuro, provavelmente estará tendo ganhos em sua posição no mercado físico.

Base: a ligação entre os preços do mercado físico (cash) e os preços do mercado futuro Todos os exemplos apresentados presumiram que os preços no físico e no futuro são idênticos. Contudo, se os seus negócios envolvem a compra ou a venda de cereais ou de sementes oleaginosas, você sabe que o preço no mercado físico em sua região, ou o preço que os fornecedores estão cotando para determinada commodity, geralmente difere do preço cotado no mercado futuro. Basicamente, o preço no mercado físico para determinada commodity é o preço futuro ajustado por variáveis, como frete, manuseio, armazenamento e qualidade, bem como a oferta e a demanda locais. A diferença de preço entre o físico e o futuro pode ser insignificante, ou expressiva, sendo que a variação nem sempre acontece na mesma proporção.

Essa diferença de preços (entre o físico e o futuro) é conhecida como base.

Uma consideração importante na avaliação da base é o potencial que tem de ficar mais forte ou mais fraca. Quanto mais positiva (ou menos negativa) fica a base fica, mais forte ela se torna. Por outro lado, quanto mais negativa (ou menos positiva) fica a base, mais fraca ela se torna.

Strengthen (less negative

or more positive)

Weaken (less positive

or more negative)

Cash prices increase relative to future prices

Cash prices decrease relative to future prices

10

0

-10

-20

20Fortalec (m nos negativa

u ais itiva)

Enfraquece (menos sitiva ou

mais negativa)

Os preços no me c do cash sobem relativos aos preços no mercado futuro

Os preços no mercado cash diminuem relativos aos preços no mercado futuro

cmegroup.com

12

Agora, suponha que a base, em meados de junho, estivesse 40 abaixo em vez dos 35 previstos. Então, o preço líquido de venda seria $7,10, em vez de $7,15.

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Março O preço esperado do trigo no cash é $7,15/bushel

Vender trigo julho futuro a $7,50/bushel

–.35

Junho Vender trigo no cash a $6,60/ bushel

Comprar trigo julho futuro a $7,50/bushel

–.40

Resultado Perda de $.55/bushel

Ganho de $.50/bushel

Perda de .05

Vender trigo no cash com um ganho na posição de futuros Preço líquido de venda

$6,60/bushel + $.50/bushel

Preço líquido de venda $7,10/bushel

Este exemplo ilustra como uma base mais fraca que o esperado reduz o preço líquido de venda. Em contrapartida, como você deve imaginar, o preço líquido de venda aumenta com uma base mais forte que o esperado. Veja o exemplo a seguir.

Como explicado anteriormente, quem faz hedge de venda se beneficia de uma base mais forte. É muito importante levar em consideração essa informação quando se faz um hedge. Ou seja, se você faz um hedge de venda, e está satisfeito com os preços atuais do mercado futuro e acredita que a base poderá fortalecer, deverá então considerar fazer um hedge parcial da sua safra ou inventário, conforme mostra a próxima tabela. Por outro lado, se você espera um enfraquecimento da base e prefere os preços atuais, deverá então considerar vender sua commodity agora.

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Março O preço esperado para o trigo no cash é $7,15/bushel

Vender trigo julho futuro a $7,50/bushel

–.35

Junho Vender trigo no cash a $6,75/ bushel

Comprar trigo julho futuro a $7,00/bushel

–.25

Resultado Perda de $.40/bushel

Ganho de $.50/bushel

.10 de ganho

Vender trigo no cash com ganho na posição de futuros

$6,75/bushel + $.50/bushel

Preço líquido de venda $7,25/bushel

Base e o Hedge de Compra Como a base afeta o desempenho de um hedge de compra? Vamos ver primeiro o caso de um criador de gado que precisa de ração e em outubro está planejando comprar farelo de soja em abril. O farelo de soja maio futuro está $250 por tonelada e a base local em abril é geralmente $20 acima do maio futuro, para um preço esperado de compra de $270 ($250+$20). Se o preço no futuro subir para $280 em abril e a base estiver $20 acima, o preço líquido de compra permanecerá $270 por tonelada.

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Outubro O preço esperado para farelo de soja no cash é $270/ton

Comprar farelo de soja maio futuro a $250/ton

+$20

Abril Comprar farelo de soja no cash a $300/ton

Vender farelo de soja maio futuro a $280/ton

+$20

Resultado Perda de $30/ton Ganho de $30/ton 0

Comprar farelo de soja no cash com um ganho na posição de futuros

$300/ton – $30/ton

Preço líquido de compra $270/ton

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

13

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro Base

Outubro O preço esperado para farelo de soja no cash é $270/ton

Comprar farelo de soja maio futuro a $250/ton

+$20

Abril Comprar farelo de soja no cash a $290/ton

Vender farelo de soja maio futuro a $280/ton

+$40

Resultado Perda de $20/ton

Ganho de $30/ton

$10 de ganho

Comprar farelo de soja no cash com ganho na posição de futuros

$340/ton – $50/ton

Preço líquido de compra $290/ton

Fazer o hedge com futuros oferece a oportunidade de estabelecer um preço aproximado com meses de antecedência da venda ou compra real e proteger o hedger de mudanças desfavoráveis nos preços. Isto se torna possível porque os preços no mercado físico, ou cash, e os preços no mercado futuro tendem a se mover na mesma direção e em valores semelhantes, portanto, as perdas em um mercado são compensadas por ganhos no outro. Embora os negociantes que fazem hedge de venda estejam impossibilitados de se beneficiarem das mudanças favoráveis de preços, eles estão protegido dos movimentos desfavoráveis do mercado.

O risco da base é consideravelmente menor que o risco de preço, porém, o comportamento da base pode ter um impacto significativo no desempenho de um hedge. Uma base mais forte do que o esperado beneficiará os hedgers de venda, enquanto que uma base mais fraca do que o esperado oferecerá vantagens ao hedger de compra.

Mercado físico (cash)

Mais forte Mais fraca

Hegde de venda Favorável Desfavorável

Hedge de compra Desfavorável Favorável

E se a base fortalecer - neste caso, ficando mais positiva - e em vez dos $20 acima previstos por tonelada, estiver $40 acima por tonelada em abril? O preço líquido de compra aumentará em $20, passando a ser $290.

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro Base

Outubro O preço esperado para o farelo de soja no cash é $270/ton

Comprar farelo de soja maio futuro a $250/ton

+$20

Abril Comprar farelo de soja no cash a $340/ton

Vender farelo de soja maio futuro a $300/ton

+$40

Resultado Perda de $70/ton Ganho de $50/ton $20 de perda

Comprar farelo de soja no cash com ganho na posição de futuros

$340/ton – $50/ton

Preço líquido de compra $290/ton

Por outro lado, se a base enfraquecer, de $20 acima para $10 acima, o preço líquido de compra cairá para $260 por tonelada ($250 + $10).

Observe como os hedges de compra se beneficiam de uma base enfraquecida – o oposto de um hedge de venda. O mais importante a ser considerado quando fizer um hedge é o histórico da base e as expectativas do mercado. Como um negociante que faz hedge de compra, caso esteja satisfeito com os preços atuais do mercado futuro e espera que a base enfraqueça, você deverá considerar fazer um hedge parcial da sua compra de commodity. Porém, se você espera um fortalecimento da base e está satisfeito com os preços atuais do mercado, deveria considerar comprar ou precificar sua commodity agora.

cmegroup.com

14

Importancia da Base Histórica Ao fazer o hedge com futuros, os compradores e os vendedores estão eliminam o risco de nível de preço no mercado futuro enquanto assumem o risco de nível da base. Mesmo sendo verdade que o risco da base é relativamente menor que o risco associado aos preços do mercado físico ou do mercado futuro, o risco da base ainda é um risco de mercado. Os compradores e vendedores de commodities podem, em certas circunstâncias, controlar o risco da base. Dado que a base agrícola tende a seguir um padrão histórico e sazonal, faz sentido manter registros históricos das bases.

A tabela abaixo é um exemplo de registros de determinada base. Embora haja diversos formatos disponíveis, o conteúdo deverá sempre incluir: data, preço do mercado cash, preço do mercado futuro (especificar o mês do contrato), base e fatores do mercado naquela data.Essa informação poderá também ser colocada em formato de gráfico.

Observações sobre a Tabela da Base

1) O tipo mais comum de registro da base faz o rastreamento do preço atual do mercado físico comparado ao preço do contrato futuro do mês mais próximo. É uma prática comum rolar o contrato mais próximo para o mês seguinte no mercado futuro antes de entrar no mês da entrega. Por exemplo, começando com o dia anterior ao último dia útil em novembro, mude o rastreamento de dezembro milho futuro, para março milho futuro (o próximo mês do contrato no ciclo de futuros de milho).

2) É comum fazer o rastreamento da base, tanto diário quanto semanal. Se você decidir manter um rastreamento semanal da base, use sempre o mesmo dia da semana como parâmetro. Além disso, você deverá evitar fazer o rastreamento dos preços e da base apenas nas segundas ou sextas feiras.

3) As tabelas de bases serão providenciais quando comparar a base atual com base esperada no momento da compra ou da venda. Em outras palavras, isso ajudará a determinar se a oferta atual de um fornecedor ou a oferta de compra (bid) atual de um elevador é mais forte ou mais fraca do que o esperado no momento da compra ou da venda.

4) Ao compilar informações sobre a base durante vários anos em formato de gráfico, estará evidenciando padrões sazonais e históricos. A faixa de mudanças históricas da base também ficará destacada (níveis mais fortes e mais fracos) durante todos os períodos, como também a média histórica.

Data Preço no físico (cash) Preço no futuro/mês Base Fatores de Mercado

02/10 $5,60 $5,77 Dez. – $.17 (Z*) Previsão de período prolongado de seca na região

03/10 $5,70 $5,95 Dez. – $.25 (Z) Relatório de exportações mais fortes do que o esperado

*Z é o código para futuros de dezembro

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

15

TESTE 2 1.A possibilidade de se fazer hedge parte da premissa de

que o mercado cash e o mercado futuro:

(a) se movimentam em direções opostas

(b) se movimentam para cima e para baixo em proporções idênticas

(c) geralmente se movimentam na mesma direção em valores semelhantes

(d) conforme regulado pela bolsa

2.Para fazer um hedge contra a alta dos preços, você deverá:

(a) comprar contratos futuros

(b) vender contratos futuros

3.A safra do fazendeiro ainda está no campo. A posição que ele tomou no mercado cash é:

(a) comprada

(b) vendida

(c) nenhuma, já que a safra ainda não foi colhida

(d) neutra, já que ele não tem posição no mercado futuro

4. O termo base significa:

(a) a diferença entre os preços do mercado físico em diferentes regiões

(b) a diferença entre os preços dos vários meses de entrega

(c) a diferença entre o preço cash local e os preços do mercado futuro

(d) relevante apenas para especulação

5.Caso esteja prevendo que a base estará 15 acima do dezembro futuro no momento da compra do milho, o preço aproximado de compra que você poderá travar vendendo um contrato de dezembro futuro a $4,50 é:

(a) $4,65

(b) $4,60

(c) $4,35

(d) nenhuma respota acima

6. Caso esteja prevendo que o preço no cash estará 15 abaixo do março futuro no momento da entrega do milho, o preço aproximado de venda que você poderá travar vendendo um contrato de março futuro a $4,50 é:

(a) $4,65

(b) $4,60

(c) $4,35

(d) nenhuma respota acima

7. Supondo que o preço do seu produto no cash é geralmente cotado abaixo do preço futuro do CME Group, qual o efeito que um aumento nos custos de transporte em sua região teria na base?

(a) enfraqueceria a base

(b) fortaleceria a base

(c) não haveria efeito na base

8. Se você tem uma posição comprada no mercado cash, mas não faz hedge, você é:

(a) um especulador

(b) em uma posição para lucrar com um aumento de preços

(c) sujeito a perdas se os preços caírem

(d) todas as respostas acima

cmegroup.com

16

9. Suponha que o preço no mercado cash para o seu fornecedor é geralmente cotado acima do preço futuro do CME Group. Se você faz um hedge comprando um contrato futuro, o momento ideal de comprar o produto no mercado físico e zerar o hedge seria:

(a) já que você fez o hedge, isso não faz diferença

(b) quando a base está relativamente fraca

(c) quando a base está relativamente forte

(d) quando o preço no cash estiver o mais alto possível

10. O risco da base significa:

(a) o fato de que a base não pode ser prevista com exatidão

(b) o nível absoluto dos preços futuros

(c) a volatilidade inerente aos preços futuros

11. Suponha que você é um fabricante de alimentos e quer estabelecer um preço de compra para o óleo de soja que precisará utilizar ao final de fevereiro. No momento, o óleo de soja março futuro está negociando a 45 centavos por a libra e a base local para a entrega em fevereiro está 5 centavos acima do óleo de soja março futuro. Seu histórico de bases denota que, tipicamente, a base está 2 centavos acima do óleo de soja março futuro para entrega em fevereiro. Nessa situação, faria sentido:

(a) Fazer um hedge no mercado futuro para tirar vantagem dos preços atuais e esperar até a base ficar mais fraca para comprar o óleo de soja no mercado cash

(b) comprar o óleo de soja no mercado cash e não fazer o hedge

(c) não fazer nada

12. Suponha que você tem uma indústria de farinha de trigo e decide fazer um hedge referente à sua próxima compra de trigo. Naquele momento, o trigo dezembro futuro no CME Group está negociando a $7,50 por bushel e a base local prevista para entrega em meados de Novembro está 12 centavos acima do dezembro futuro. Se fizer o hedge da sua posição, qual seria o preço esperado de compra se a base está 12 centavos acima?

(a) $7,50

(b) $7,62

(c) $7,40

Veja o guia de respostas no verso deste livro.

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

17

Comprando futuros para proteção contra a alta de preços Suponha que você é um fabricante de ração e compra milho regularmente. Estamos em dezembro e você está planejando suas compras de milho para o mês de abril – esperando receber a entrega do milho durante o mês de abril. Diversos fornecedores da região estão oferecendo contratos de compra a longo prazo, com a melhor cotação sendo 5 centavos acima do maio futuro. O maio futuro no CME Group está sendo negociado a $4,75 por bushel, o que equivale a uma oferta no cash de $4,80 por bushel.

Caso você aceite o contrato a longo prazo, estará travando o preço no futuro a $4,75 por bushel e uma base de 5 centavos acima, ou um preço de $4,80 por bushel. Poderia também estabelecer um hedge no mercado futuro, travando um preço futuro de $4,75 por bushel, porém, deixando a base em aberto.

Ao rever seus registros de preços históricos, você descobre que o preço do milho no mercado físico em sua região em meados de abril é em média 5 centavos abaixo do maio futuro. Além disso, baseando- se nas condições de mercado e no que você antecipa que vai acontecer entre o presente momento e o mês de abril, você acredita que a base em meados de abril vai estar próxima a 5 centavos abaixo.

Ação

Já que está satisfeito com o preço no mercado futuro e prevê um enfraquecimento da base, você decide fazer um hedge da sua compra usando o mercado futuro em vez de firmar um contrato de compra a longo prazo. Você compra certo número de contratos de milho equivalente à quantidade de milho que você deseja fazer o hedge. Por exemplo, caso queira fazer o hedge de 15.000 bushels de milho, você compra (fica “long”) três contratos de milho futuro, já que cada contrato equivale a 5,000 bushels.

Ao fazer o hedge com futuros de milho maio, você estará travando um nível para o preço de compra, de $4,75, porém, o nível da base não está sendo travado neste momento. Se a base ficar mais fraca até abril, você se beneficiará de qualquer melhora na base. Naturalmente, você percebe que a base poderá causar uma surpresa ficando mais forte. Porém, levando em consideração os seus registros e a expectativa de mercado, você percebe que a decisão mais acertada será fazer o hedge da compra.

Agora que você já tem uma compreensão básica de como os contratos futuros são usados para gerenciar riscos de preços e como a base afeta a sua decisão de comprar ou vender, queremos que tente resolver algumas estratégias. Ao terminar este capítulo, você deverá estar apto a:

• Reconhecer as situações nas quais poderá se beneficiar ao máximo do hedge

• Calcular os resultados (dólares e centavos) de uma determinada estratégia, dependendo das condições do mercado

• Entender os riscos inerentes às suas decisões de mercado

As estratégias cobertas neste capítulo são: • Comprando futuros para proteção contra a alta de preços das

commodities • Vendendo futuros para proteção contra a queda de preços das

commodities

Para rever alguns dos pontos do capítulo anterior, o hedge é usado para gerenciar o risco de oscilação de preços. Caso seja um comprador de commodities e deseja proteger sua posição, inicialmente você compraria contratos futuros para proteção contra a alta de preços. Em uma data mais próxima ao momento em que você realmente planeja comprar a commodity física, você zeraria a sua posição de futuros, vendendo de volta os contratos futuros que você comprou inicialmente. Esse tipo de hedge é chamado de hedge de compra. Quem faz o hedge de compra se beneficia de um enfraquecimento da base.

Por outro lado, se você vende commodities e precisa de proteção contra a queda dos preços, você inicialmente venderia contratos futuros. Em um momento mais próximo de quando você deseja precificar sua commodity, você compraria de volta os contratos futuros que foram vendidos inicialmente. Isso se chama hedge de venda Quem faz hedge de venda se beneficia do fortalecimento da base.

As estratégias seguintes são exemplos de como os envolvidos em agronegócios usam contratos futuros para controlar riscos de preços. Note também como as informações sobre base são usadas para tomar decisão de hedge e como as mudanças na base afetam o resultado final.

CAPÍTULO 3 ESTRATÉGIAS DE HEDGE NO MERCADO FUTURO PARA A COMPRA E VENDA DE COMMODITIES

cmegroup.com

18

Por outro lado, o preço de compra será mais baixo se a base enfraquecer. Suponha que em meados de abril o preço do maio no mercado futuro seja $4,45 por bushel e a melhor cotação oferecida por um fornecedor da região seja também $4,45 por bushel. Você compra o milho do fornecedor e simultaneamente zera sua posição de futuros vendendo de volta os contratos de futuros comprados inicialmente.

Mesmo tendo comprado o milho no cash a um preço mais baixo, você perdeu 30 centavos em sua posição de futuros. Isto significa um preço líquido de compra do milho a $4,75. O preço de compra é ainda 5 centavos mais baixo do que você pagaria pelo milho se tivesse firmado um contrato de compra a longo prazo. Ou seja, esta diferença reflete um enfraquecimento da base de 5 centavos acima para zero (nenhuma base).

Percebe-se que você estaria em melhor situação se não tivesse firmado o contrato a longo prazo nem feito o hedge, porque os preços caíram. Mas sua função é comprar o milho, agregar valor e vender o produto final com um lucro. Se você não fizer nada para controlar o risco de oscilação de preços, sua decisão poderá ser desastrosa para o resultado da empresa. Voltemos para dezembro, quando você avaliou o preço do milho, os registros de base e os lucros previstos para a sua empresa baseado nessas informações. Você determinou que ao fazer o hedge e travar o preço do milho sua empresa poderia ter lucro. Acreditava também que a base se enfraqueceria, portanto, optou por fazer o hedge para aproveitar- se do enfraquecimento da base. Dessa maneira, você atingiu seus objetivos O preço do milho também poderia ter subido.

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Dezembro Oferta de longo prazo a $4,80/ bushel

Comprar milho maio futuro a $4,75/bushel

+.05

Abril Comprar milho no cash a $4,45/ bushel

Vender milho maio futuro a $4,45/bushel

.00

Resultado Ganho de $.35/bushel

Perda de $.30/bushel

.05 de ganho

Comprar milho no cash com ganho na posição de futuros

$4,45/bushel – $.30/bushel

Preço líquido de compra $4,75/bushel

Cenário de alta de preços

Caso o preço aumente e a base esteja 5 acima, você comprará o milho a $4,80 por bushel (preço do futuro a $4,75 + a base de $.05 acima). Mas se o preço aumentar e a base ficar mais fraca, o preço de compra será reduzido proporcionalmente.

Suponha que em meados de abril, quando precisará de comprar o milho no mercado físico, o preço do maio futuro aumentou para $5,25, sendo que a melhor oferta para o milho no físico em sua região é $5,20 por bushel (preço do mercado futuro – base de $.05 abaixo).

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Dezembro Oferta de longo prazo a $4,80/bushel

Comprar milho maio futuro a $4,75/bushel

+.05

Abril Comprar milho no cash a $5,20/bushel

Vender milho maio futuro a $5,25/bushel

–.05

Resultado Perda de $.40/bushel

Ganho de $.50/bushel

.10 de ganho

Comprar milho no cash com um ganho na posição de futuros

$5,20/bushel – $.50/bushel

Preço líquido de compra $4,70/bushel

Com os preços no futuro a $5,25, o contrato de milho maio futuro é vendido de volta com um ganho líquido de 50 centavos por bushel ($5,25 – $4,75). Este valor foi deduzido do preço atual do milho no cash, de $5,20 por bushel, equivalente ao preço líquido de compra de $4,70. Observe que o preço ficou 50 centavos mais baixo que o preço do cash e 10 centavos mais baixo do que você iria pagar pelo milho caso tivesse firmado um contrato a longo prazo. O preço mais baixo é o resultado direto do enfraquecimento da base, na ordem de 10 centavos, que se movimentou de 5 centavos acima para 5 centavos abaixo do maio futuro.

Cenário de queda de preços

Caso os preços diminuíssem e a base permanecesse inalterada, você ainda teria que pagar $4,80 por bushel de milho. O hedge com futuros oferece proteção contra a alta de preços, mas não permite que você aproveite os preços mais baixos. A decisão de fazer o hedge implica em abrir mão da possibilidade de aproveitar os preços mais baixos em troca da proteção de preço.

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

19

Alta dos Preços/Cenário de fortalecimento da base

Se o preço sobe e a base fica mais forte, você estará protegido da alta de preços fazendo o hedge, mas o fortalecimento da base aumentará o preço líquido de compra final relativo ao contrato de compra a longo prazo.

Suponha que em meados de abril seu fornecedor está vendendo milho a $5,10 por bushel e o contrato de maio futuro está negociando a $5,03 por bushel. Você compra o milho no físico e zera a posição futura vendendo de volta seu contrato futuro a $5,03. Nesse caso, você tem um lucro no mercado futuro de 28 centavos por bushel, o que diminui o preço líquido de compra. Porém, o ganho não compensa inteiramente o preço mais elevado do milho. Os 2 centavos de diferença entre o contrato de compra a longo prazo e o preço líquido de compra refletem o fortalecimento da base.

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Dezembro Oferta de longo prazo a $4,80/ bushel

Comprar milho maio futuro a $4,75/bushel

+.05

Abril Comprar milho no cash a $5,10/bushel

Vender milho maio futuro a $5,03/bushel

+.07

Resultado Perda de $.30/bushel

Ganho de $.28/bushel

.02 de perda

Comprar milho no cash com ganho na posição de futuros

$5,10/bushel – $.28/bushel

Preço líquido de compra $4,82/bushel

Como vimos em exemplos anteriores, o resultado final de um hedge no mercado futuro depende do que acontece com a base entre o momento em que o hedge é iniciado e zerado. Nesses cenários, você se beneficiou do enfraquecimento da base.

Considerando outras alternativas de mercado, você deverá estar se perguntando como os hedges se comparam a elas. Suponha que tenha firmado um contrato a longo prazo em vez de fazer o hedge. Ou ainda, não fez nada para proteger-se, o que aconteceria?

A tabela abaixo compara suas alternativas ilustrando o preço líquido de compra em potencial, considerando-se diversos cenários de base e de preços futuros. Inicialmente, você comprou milho maio a $4,75.

Você não pode prever o futuro, mas pode administrá-lo. Avaliando as expectativas de mercado para os meses seguintes e revendo registros passados, você estará melhor posicionado para agir, não deixando escapar a oportunidade de compra.

A alternativa 1 mostra qual seria o seu preço de compra, caso não tivesse feito nada. Você se beneficiaria da baixa dos preços, mas estaria arriscando se os preços subissem, pois ficaria impossibilitado de controlar o resultado final.

Se o preço de maio futuro, em abril for:

Base em abril Alternativa 1 Não fazer nada (preço no cash)

Alternativa 2 Fazer o hedge com futuros a $4,75

Alternativa 3 contrato de compra a termo de $4,80

$4,65 +.05 $4,70 $4,80 $4,80

$4,75 +.05 $4,80 $4,80 $4,80

$4,85 +.05 $4,90 $4,80 $4,80

$4,65 –.05 $4,60 $4,70 $4,80

$4,75 –.05 $4,70 $4,70 $4,80

$4,85 –.05 $4,80 $4,70 $4,80

$4,65 +.10 $4,75 $4,85 $4,80

$4,75 +.10 $4,85 $4,85 $4,80

$4,85 +.10 $4,95 $4,85 $4,80

cmegroup.com

20

A alternativa 2 mostra qual seria o preço de compra se fizesse um hedge de compra em dezembro, zerando a posição no mercado futuro quando fizesse a compra física em abril. Como pode ver, uma mudança na base afeta o preço líquido de compra, mas não causa uma mudança significativa no preço.

A alternativa 3 mostra qual seria seu preço de compra se tivesse firmado um contrato de compra a longo prazo em dezembro. Basicamente, nada afetou o seu preço final de compra, mas você não teve a oportunidade de se aproveitar de um enfraquecimento da base ou dos preços mais baixos.

O seu custo previsto de produção é $4,10 por bushel. Portanto, você poderia travar um lucro de 35 centavos por bushel utilizando-se do contrato a termo. Antes de estabelecer o contrato, você analisa os preços históricos e registros de bases e descobre que a base local durante meados de novembro é geralmente 15 centavos abaixo do dezembro futuro.

Ação

Dado que a base no contrato a termo é historicamente fraca, você decide fazer um hedge usando futuros. Você vende o número de contratos de milho equivalente à quantidade de milho que deseja hedgear. Por exemplo, se quiser fazer um hedge de 20.000 bushels de milho, você vende (fica short) quatro contratos de milho futuro, já que cada contrato equivale a 5,000 bushels. Ao vender contratos de milho dezembro futuro, estará travando um preço de venda de $4,45 caso a base permaneça inalterada (preço no futuro $4,70 – a base $0.25) Se a base fortalecer, você se beneficiará de qualquer melhoria na base. Lembre-se, porém, que existe a possibilidade da base realmente enfraquecer. Então, mesmo que esteja incorrendo o risco da base, ela é geralmente muito mais estável e previsível do que os preços do mercado físico ou futuro.

Cenário de queda de preços

Se o preço cair e a base permanecer estável, você estará protegido contra a queda de preços e receberá $4,45 por bushel pela sua safra (preço futuro de $4,70 – a base de $.25). Se o preço cair e a base fortalecer, você receberá um preço mais alto que o esperado pelo milho. Em novembro, a melhor oferta de compra em sua região é $4,05 por bushel. Felizmente, você está protegido com um hedge no mercado futuro e o preço atual do dezembro futuro é $4,20. Quando zerar a posição futura comprando de volta o mesmo tipo e quantidade de contratos futuros que havia vendido, você realizará um lucro de 50 centavos por bushel ($4,70 – $4,20). O ganho no mercado futuro aumenta seu preço líquido de venda. Como você pode ver na tabela seguinte, o preço líquido de venda é 10 centavos maior do que a oferta de compra do contrato a termo em maio. Essa diferença de preços reflete a oscilação na base, que ficou 10 centavos mais forte entre maio e novembro.

Vendendo futuros para proteção contra a queda de preços Suponha que você é um produtor de milho. Hoje é 15 de maio e você acabou de plantar a safra. O clima está muito seco, o que não é típico nesta época, provocando uma escalada nos preços. Porém, você acredita que o quadro climático é temporário e que os preços inevitavelmente cairão antes da colheita.

No momento, o preço do milho dezembro futuro está sendo negociado a $4,70 por bushel e a melhor oferta de compra a termo é $4,45 por bushel, ou 25 centavos abaixo do dezembro futuro.

1.Suponha, como no cenário anterior, que você comprou um contrato de milho maio futuro a $4,75 por bushel e a base está 5 centavos abaixo quando for realmente comprar o milho do seu fornecedor em abril. Qual seria o preço líquido de compra em abril se o preço de maio futuro for:

Preços de maio futuro Preço líquido de compra $4,58 $____________________per bu $4,84 $____________________per bu $4,92 $____________________per bu

2.Qual seria o seu preço líquido de compra se o preço do milho maio futuro for $4,80 e a base estiver 7 centavos acima quando você zerar sua posição futura em abril?

Veja o guia de respostas no verso deste livro.

TESTE 3

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

21

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Maio Oferta de compra a termo (novembro) a $4,45/bushel

Vender milho dezembro futuro a $4,70/bushel

–.25

Novembro Vender milho no cash a $4,70/bushel

Comprar milho dezembro futuro a $4,90/bushel

–.20

Resultado Ganho de $.25/bushel

Perda de $.20/bushel

.10 de ganho

Vender milho no cash com perda na posição de futuros

$4,70/bushel ¬ $.20/bushel

Preço líquido de venda $4,50/bushel

Se você pudesse prever o futuro em maio, provavelmente teria esperado e vendido seu milho em novembro, a $4,70 por bushel, em vez de fazer o hedge. Mas prever o futuro vai além da sua capacidade. Em maio, você estava satisfeito com o nível de preços e sabia que, historicamente, a base é fraca. Sabendo que o seu custo de produção era $4,10 por bushel, um preço de venda de $4,45 lhe proporcionou uma margem de lucro respeitável.

Nos dois exemplos, a base ficou mais forte entre o momento em que o hedge foi feito e o momento em que a posição futura foi zerada, o que foi vantajoso para você. Porém, como o seu preço líquido de venda seria afetado caso a base tivesse enfraquecido?

Queda de preços/Cenário de base mais fraca

Se os preços caem e a base enfraquece, você estará protegido contra a queda de preços fazendo um hedge, mas a base enfraquecida diminuirá um pouco o seu preço líquido de venda final.

Suponha que em meados de novembro, o preço futuro para dezembro seja $4,37 e a base local esteja 27 abaixo. Depois de zerar sua posição no futuro e simultaneamente vender seu milho, o preço líquido de venda equivale a $4,43 por bushel. Você observa que o preço líquido de venda é 2 centavos menor que a oferta de compra de contratos a termo em maio, refletindo uma base mais fraca.

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Maio Oferta de compra a termo (novembro) a $4,45/bushel

Vender milho dezembro futuro a $4,70/bushel

–.25

Novembro Vender milho no cash a $4,05/bushel

Comprar milho dezembro futuro a $4,20/bushel

–.15

Resultado Perda de $.40/bushel

Ganho de $.50/bushel

.10 de ganho

Vender milho no cash com ganho na posição de futuros

$4,05/bushel + $.50/bushel

Preço líquido de venda $4,55/bushel

Cenário de alta de preços

Se os preços subirem e a base ficar estável, você ainda vai receber $4,45 por bushel pela sua safra. Isto é, o preço futuro ($4,70) menos a base (25 centavos abaixo). Fazendo o hedge no futuro, você poderá travar um preço de venda, não podendo usufruir de uma alta de preços. A única variável que realmente afeta seu preço de venda é a base. Assim como mostrado no exemplo a seguir, você irá receber um preço maior que o esperado pelo seu milho caso a base fique mais forte.

Suponha que em meados de novembro os preços futuros subam para $4,90 por bushel e o preço local do milho seja $4,70 por bushel. Nesse cenário, você irá receber $4,50 por bushel – 5 centavos a mais do que a oferta de compra no mercado a termo para maio. Revendo a tabela abaixo, você perceberá que o preço relativamente mais alto reflete uma base que está se fortalecendo, e não um resultado de aumento de preços. Uma vez feito o hedge, o preço futuro ficará travado. A única variável é a base.

cmegroup.com

22

Mercado Físico (cash)

Mercado Futuro

Base

Maio Oferta de compra a termo (novembro) a $4,45/bushel

Vender milho dezembro futuro a $4,70/bushel

–.25

Novembro Vender milho no cash a $4,10/bushel

Comprar milho dezembro futuro a $4,37/bushel

–.27

Resultado Ganho de $.35/bushel

Perda de $.33/bushel

.02 de ganho

Vender milho no cash com ganho na posição de futuros

$4,10/bushel ¬ $.33/bushel

Preço líquido de venda $4,43/bushel

Como vimos em exemplos anteriores, o resultado final de hedges futuros depende do que acontece com a base entre o momento em que o hedge foi iniciado e sua zeragem no mercado. Nesses cenários, você se beneficiou de uma base mais forte e recebeu um preço de venda mais baixo devido ao enfraquecimento da base.

Considerando outras alternativas de mercado, você deverá estar se perguntando como os hedges no mercado futuro se comparam a elas? Suponha que tivesse feito um contrato a termo, em vez de hedge. Ou talvez não tivesse feito nada – o que aconteceria então?

A tabela abaixo compara suas alternativas e ilustra o retorno líquido potencial em diversos cenários de preços e de mudanças na base. Você poderá calcular seu preço líquido de venda, com diferentes preços futuros e mudanças na base. Naturalmente, quando pensamos no passado, sempre percebemos claramente o que deveria ter sido feito, entretanto, os registros históricos lhe ajudarão a tomar uma decisão acertada, não deixando escapar uma oportunidade de venda .

A alternativa 1 mostra qual seria o seu preço líquido de venda, caso não fizesse nada. Mesmo se beneficiando de uma alta de preços, estaria incorrendo o risco do preço do milho subir e você ficar à mercê do mercado.

A alternativa 2 mostra qual seria o seu retorno se tivesse feito um hedge de venda a $4,70 em maio, zerando a posição de futuros quando vendesse o milho em novembro. Como você pode verificar, as mudanças na base são a única variável que afetam o seu preço líquido de venda.

A alternativa 3 mostra qual seria o seu retorno líquido, caso tivesse feito um contrato a termo em maio. Basicamente, nada afetou o seu preço líquido final de venda, contudo, você não teve a oportunidade de aproveitar-se do fortalecimento da base ou dos preços mais altos.

Se o preço do dezembro futuro, em novembro for:

Base em meados de novembro

Alternativa 1 Não fazer nada (preço no cash)

Alternativa 2 Fazer o hedge com futuros a $4,70

Alternativa 3 contrato a termo a $4,45

$4,60 –.25 $4,35 $4,45 $4,45

$4,70 –.25 $4,45 $4,45 $4,45

$4,80 –.25 $4,55 $4,45 $4,45

$4,60 –.15 $4,45 $4,55 $4,45

$4,70 –.15 $4,55 $4,55 $4,45

$4,80 –.15 $4,65 $4,55 $4,45

$4,60 –.35 $4,25 $4,35 $4,45

$4,70 –.35 $4,25 $4,35 $4,45

$4,80 –.35 $4,45 $4,35 $4,45

Guia Auto-Didático Para Hedge Com Futuros e Opções de Grãos e Sementes Oleaginosas

23

TESTE 4 1.Suponhamos que você é um produtor de soja. Em julho,

você decide fazer um hedge de venda de uma parte de sua safra (esperada) de soja com entrega prevista para o outono. No momento, o novembro futuro está negociando a $8,55 por bushel, e a cotação da base para entrega da colheita está hoje a 25 centavos abaixo da soja novembro no mercado futuro. De acordo com o seu registro de histórico da base, a base local para colheita é normalmente 20 centavos abaixo da soja novembro no mercado futuro. Preencha os espaços vazios abaixo:

Cash Futuro Base Mercado a termo Mercado Julho ____________ ____________ ____________

Que preço receberá pela venda de sua colheita se a base atual estiver no preço que você espera?

Vendeu Novembro Esperado Esperado Futuros preço em Julho a: Base de venda

____________ ____________ ____________

2.Em outubro, o preço cotado pelo elevador de soja caiu para $7,90 por bushel. Você vende o preço da soja pelo preço no cash e compra o contrato futuro a $8,10 por bushel para zerar o seu hedge. Utilize a informação da página anterior e complete o restante desta tabela abaixo.

Cash Mercado Futuro Base Mercado a termo Julho

____________ ____________ ____________

Outubro ____________ ____________ ____________

Resultados:_________ ganho/perda _________mudança

Preço de venda no cash ____________

Ganho /perda na posição de futuros ____________

Preço líquido de venda ____________

Veja o guia de respostas no verso do livro.

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 76 pages
baixar o documento