Aula sobre Acidente Vascular Encefálico, Slides de Neurologia. Universidade Paulista (UNIP)
fercostacardoso
fercostacardoso28 de Agosto de 2017

Aula sobre Acidente Vascular Encefálico, Slides de Neurologia. Universidade Paulista (UNIP)

PPT (7 MB)
91 páginas
6Número de visitas
Descrição
Slides da Aula de Acidente Vascular Encefálico, do curso de Fisioterapia da Professora Luciane Pessina
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 91
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 91 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 91 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 91 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 91 pages
baixar o documento
ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO - AVE

Profa. Luciane Licre Pessina Baldassin

CONCEITO • Déficit neurológico de instalação

súbita ou com rápida evolução, sem

outra causa aparente que não

vascular, com duração maior que

24 horas.

EPIDEMIOLOGIA • Tem sido identificado como a primeira causa

de morte no Brasil; A cada ano cerca de 130.000 pessoas morrem de AVE.

• Principal responsável pela morbidade em indivíduos adultos;

• Aumento da incidência com a idade.

• 60% são homens.

EPIDEMIOLOGIA • Em torno de 28% dos AVEs ocorrem em

indivíduos com menos de 65 anos.

• Nos últimos dois anos, 4.712 mulheres com menos de 50 anos foram vítimas de AVC no País.

• Uma das doenças que mais matam no mundo.

EPIDEMIOLOGIA • É a maior causa de incapacitação da

população na faixa etária superior a 50 anos, sendo responsável por 32,6% das mortes com causas vasculares e 40% das aposentadorias precoces no Brasil.

• Cerca de 31% dos indivíduos morrem dentro de um ano.

EPIDEMIOLOGIA • Cerca de 70 a 95% dos sobreviventes

apresentam ao menos uma complicação após o AVE.

• O Brasil está entre os dez primeiros com maiores índices de mortalidade por AVC.

Anatomia VASCULARIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL

VASCULARIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL

-Irrigado pelas artérias carótidas internas e vertebrais originadas no pescoço.

-Polígono de Willis principais artérias para a vascularização cerebral.

-Artérias cerebrais: túnica média menos fibras musculares túnica elástica mais espessa

• Artéria Carótida Interna - artéria cerebral média - artéria cerebral anterior - artéria comunicante posterior

• Artéria vertebral e basilar - artérias cerebrais posteriores direita e

esquerda

Círculo Arterial do Cérebro ou Polígono de Willis

• Situado na base do cérebro

• Formado por: artérias cerebrais anterior, média e posterior, artéria comunicante anterior e posterior.

• Permite a manutenção de fluxo sanguíneo adequado ao cérebro em casos de obstrução

resumo • Suprimento sanguíneo – aa. Carótidas internas

direita e esquerda + aa. Vertebrais direita e esquerda.

• A. carótida interna – aa. Cerebral média e anterior

• A. comunicante anterior liga as duas aa. Cerebrais anteriores

• A. vertebral – a. basilar • A. basilar – aa. Cerebrais posteriores • Aa. Comunicantes posteriores – conectam as

aa. Cerebrais posteriores com as aa. Carótidas internas.

Doenças cerebrovasculares Ataque Isquemico Transitório

(AIT)

Acidente Vascular Encefálico (AVE)

Etiologia ATAQUE ISQUÊMICO TRANSITÓRIO – AIT

• Episódio de transtorno da circulação cerebral;

• Início brusco; • Déficit neurológico focal, secundário a

isquemia; • Breve duração (geralmente alguns minutos),

duração habitual menor do que uma hora; • Recuperação completa da função

neurológica alterada em até 24 horas;

• Déficit focal maior que uma hora = maior probabilidade de AVE I

ATAQUE ISQUÊMICO TRANSITÓRIO - AIT

• Interrupção temporária de suprimento sanguíneo para o cérebro. - Sintomas: permanecem por minutos ou várias horas, porém NÃO mais do que 24 horas.

- Após o episódio do AIT, NÃO há evidência de dano cerebral residual ou disfunção neurológica permanente.

- Causas: episódios oclusivos, êmbolos, hipotensão, overdose medicação hipertensiva.

Em caso de lesões com déficits estáveis – classificado como AVE. AVE em evolução: estado neurológico está se deteriorando AVE jovem: AVE que afeta indivíduos com menos de 45 anos.

ATAQUE ISQUÊMICO TRANSITÓRIO - AIT

Importância Clínica: -Constituem a primeira manifestação de

uma doença vascular encefálica

-Independente da duração ou um único episódio – busca etiológica.

-risco de apresentar infarto cerebral definitivo aproximadamente de 30%. Maior durante o primeiro ano apos o AIT.

Etiologia

ACIDENTE VASCULAR ENCEFALICO-AVE

Tipos:

ISQUEMICO

HEMORRAGICO

Etiologia Acidente Vascular Encefalico Isquemico (AVEI) -Queda no fluxo sanguineo, em área restrita do encéfalo, causada por obstrução parcial ou total de uma artéria. - Mais comum (85%) dos casos de AVE.

Etiologia AVE ISQUÊMICOS: trombos,

êmbolos, baixa pressão de perfusão sistêmica

A escassez de fluxo sanguíneo cerebral priva o cérebro de glicose e oxigênio.

prejudica o metabolismo celular

lesão e morte dos tecidos

ETIOLOGIA • Aterosclerose – formação de placas, com acúmulo de

lipídeos, fibrina e depósito de cálcio nas paredes arteriais

estreitamento progressivo dos vasos sangüíneos

interrupção do fluxo sanguíeno

Locais de preferência: bifurcações, dilatações ou angulações de artérias.

ETIOLOGIA Locais comuns:

-origem da a. carótida comum;

-transição da a.carótida interna para a a. cerebral média;

-junção artéria vertebral com a a.basilar

MECANISMOS DE CAUSAS 1.1- Trombose cerebral:

Formação ou desenvolvimento de um coágulo ou trombo no interior das artérias cerebrais e seus ramos – gerando isquemia (oclusão das artérias) Infarto cerebral aterotrombótico.

1.2- Êmbolos cerebrais: Fragmentos de substâncias em deslocamento

liberados na corrente sanguínea

alojam em um vaso – oclusão e infarto

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 91 pages
baixar o documento