autocad\autocad 2007 - em português do brasil - guia de introdução , Notas de estudo de Engenharia Civil

autocad\autocad 2007 - em português do brasil - guia de introdução , Notas de estudo de Engenharia Civil

198 páginas
50Números de download
1000+Número de visitas
100%de 0 votosNúmero de votos
Descrição
autocad\autocad 2007 - em português do brasil - guia de introdução
90 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 198
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 198 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 198 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 198 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 198 páginas

gsg-lt-2007.book Page i Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Junho 2006

Guia de Introdução

gsg-lt-2007.book Page ii Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Copyright © 2006 Autodesk, Inc. Todos os direitos reservados

Esta publicação, ou parte dela, não pode ser reproduzida de nenhuma forma, por nenhum método, para nenhuma finalidade.

A AUTODESK, INC. NÃO OFERECE QUALQUER GARANTIA, SEJA EXPRESSA OU IMPLÍCITA, INCLUSIVE, MAS NÃO LIMITADA A, QUAISQUER GARANTIAS IMPLÍCITAS DE COMERCIALIZAÇÃO OU ADEQUAÇÃO PARA UMA FINALIDADE ESPECÍFICA, REFERENTES A ESTES MATERIAIS E DISPONIBILIZA ESTES MATERIAIS UNICAMENTE “NO ESTADO EM QUE SE ENCONTRAM”.

EM NENHUM CASO A AUTODESK, INC. DEVERÁ SER RESPONSABILIZADA POR DANOS ESPECIAIS, COLATERAIS, INCIDENTAIS OU CONSEQÜÊNCIAS RESULTANTES DO USO OU DA COMPRA DESTES MATERIAIS. A RESPONSABILIDADE ÚNICA E EXCLUSIVA DA AUTODESK, INC., INDEPENDENTEMENTE DA FORMA DE AÇÃO, NÃO DEVERÁ EXCEDER O PREÇO DE COMPRA DOS MATERIAIS AQUI DESCRITOS.

A Autodesk, Inc. reserva-se o direito de revisar e aprimorar seus produtos conforme considerar conveniente. Esta publicação descreve o estado deste produto no momento de sua publicação e pode não refletir o produto em todas as ocasiões no futuro.

Marcas da Autodesk As seguintes são marcas registradas da Autodesk, Inc., nos EUA e em outros países: 3D Studio, 3D Studio MAX, 3D Studio VIZ, 3ds Max, ActiveShapes, Actrix, ADI, AEC-X, ATC, AUGI, AutoCAD, AutoCAD LT, Autodesk, Autodesk Envision, Autodesk Inventor, Autodesk Map, Autodesk MapGuide, Autodesk Streamline, Autodesk WalkThrough, Autodesk World, AutoLISP, AutoSketch, Backdraft, Bringing information down to earth, Buzzsaw, CAD Overlay, Character Studio, Cinepak, Cinepak (logo), Civil 3D, Cleaner, Codec Central, Combustion, Design Your World, Design Your World (logo), EditDV, Education by Design, Gmax, Heidi, HOOPS, i-drop, IntroDV, Lustre, Mechanical Desktop, ObjectARX, Powered with Autodesk Technology (logo), ProjectPoint, RadioRay, Reactor, Revit, Visual, Visual Construction, Visual Drainage, Visual Hydro, Visual Landscape, Visual Roads, Visual Survey, Visual Toolbox, Visual Tugboat, Visual LISP, Volo, WHIP!, e WHIP! (logotipo).

As seguintes são marcas registradas da Autodesk, Inc., nos EUA e em outros países: AutoCAD Learning Assistance, AutoCAD Simulator, AutoCAD SQL Extension, AutoCAD SQL Interface, AutoSnap, AutoTrack, Built with ObjectARX (logo), Burn, CAiCE, Cinestream, Cleaner Central, ClearScale, Colour Warper, Content Explorer, Dancing Baby (image), DesignCenter, Design Doctor, Designer's Toolkit, DesignKids, DesignProf, DesignServer, Design Web Format, DWF, DWFit, DWG Linking, DWG TrueConvert, DWG TrueView, DXF, Extending the Design Team, GDX Driver, Gmax (logo), Gmax ready (logo), Heads-up Design, Incinerator, jobnet, LocationLogic, ObjectDBX, Plasma, PolarSnap, Productstream, RealDWG, Real-time Roto, Render Queue, Topobase, Toxik, Visual Bridge, Visual Syllabus, e Wiretap.

Marcas da Autodesk Canadá Co. As seguintes são marcas registradas da Autodesk Canadá Co. nos EUA e/ou Canadá e em outros países: Discreet, Fire, Flame, Flint, Flint RT, Frost, Glass, Inferno, MountStone, Riot, River, Smoke, Sparks, Stone, Stream, Vapour, Wire.

As seguintes são marcas registradas da Autodesk Canadá Co. nos EUA, Canadá e/ou em outros países: Backburner, Multi-Master Editing.

Marcas registradas de terceiros Todos os demais nomes de marcas, produtos ou marcas registradas pertencem aos seus respectivos proprietários.

Créditos de programas de software de terceiros ACIS Copyright © 1989-2001 Spatial Corp. Portions Copyright © 2002 Autodesk, Inc.

AnswerWorks 4.0 © 1997-2003 WexTech Systems, Inc. Portions of this software © Vantage-Knexys. Todos os direitos reservados.

Copyright © 1997 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.

Copyright © 1988-1997 Sam Leffler.

Copyright © 1991-1997 Silicon Graphics, Inc.

AutoCAD ® 2007 e AutoCAD LT ® são produzidos sob licença de dados derivados do DIC Color Guide ® da Dainippon Ink and Chemicals, Inc. Copyright © Dainippon Ink and Chemicals, Inc. Todos os direitos reservados. DIC e DIC Color Guide são marcas registradas da Dainippon Ink and Chemicals, Inc.

International CorrectSpell™ Spelling Correction System © 1995 by Lernout & Hauspie Speech Products, N.V. Todos os direitos reservados.

InstallShield™; 3.0. Copyright © 1997 InstallShield Software Corporation. Todos os direitos reservados.

Macromedia ® e Flash ® são marcas registradas da Adobe Systems Incorporated nos Estados Unidos ou em outros países.

As cores PANTONE ® exibidas no aplicativo de software ou na documentação do usuário talvez não correspondam às normas identificadas por PANTONE. Consulte as Publicações de Cores PANTONE atuais para obter precisão nas cores.

PANTONE ® e outras marcas comerciais da Pantone, Inc. são propriedade da Pantone, Inc. © Pantone, Inc., 2002

A Pantone, Inc. é a proprietária dos direitos autorais de dados e/ou software de cores que estão licenciados para a Autodesk, Inc. distribuir para serem utilizados somente em conjunto com determinados produtos de software da Autodesk.Os Dados e/ou Software de Cores PANTONE não devem ser copiados em outro disco ou na memória se não fizerem parte da execução deste produto de software da Autodesk.

Portions Copyright © 1991-1996 Arthur D. Applegate. Todos os direitos reservados.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

gsg-lt-2007.book Page iii Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Partes deste software são baseadas no trabalho do Independent JPEG Group.

RAL DESIGN © RAL, Sankt Augustin, 2002

RAL CLASSIC © RAL, Sankt Augustin, 2002

A representação das Cores RAL é feita com a aprovação de RAL Deutsches Institut für Gütesicherung und Kennzeichnung e.V. (RAL German Institute for Quality Assurance and Certification, re. Assoc.), D-53757 Sankt Augustin."

Tipografia da biblioteca de tipografia Bitstream ® copyright 1992.

Tipografia de Payne Loving Trust © 1996. Todos os direitos reservados.

Manual impresso e Ajuda produzidos com o WorldServer™.

USO DO GOVERNO O uso, a duplicação ou a divulgação por parte do governo dos EUA está sujeito a restrições estabelecidas na FAR 12.212 (Software Comercial de Computador - Direitos Restritos) e na DFAR 227.7202 (Direitos sobre Dados Técnicos e Software de Computador), conforme aplicável.

gsg-lt-2007.book Page iv Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page v Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Sumário

Fazer a transição do papel para CAD . . . . . . . . . . 1 Desenhando em escala . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 Criar layout do seu desenho . . . . . . . . . . . . . . . 5 Organizar informações do desenho . . . . . . . . . . . . . 7 Estabelecer normas de desenho . . . . . . . . . . . . . . 9 Desenhar eficientemente . . . . . . . . . . . . . . . 11 Desenhar com precisão . . . . . . . . . . . . . . . . 13 Visualizar o seu desenho . . . . . . . . . . . . . . . 15 Criar símbolos padrão . . . . . . . . . . . . . . . . 17 Criar cotas e texto . . . . . . . . . . . . . . . . . 19 Modificar o seu desenho . . . . . . . . . . . . . . . 21

Capítulo 1 Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23 Porque você deve usar este guia . . . . . . . . . . . . . 24 Preparar para o tutorial . . . . . . . . . . . . . . . . 24 Obter informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . 24

Acessar tópicos relacionados no sistema de ajuda . . . . . 25 Tutorial: Use o Sistema de ajuda . . . . . . . . . . . 25

Usar a Ajuda rápida na paleta Informações . . . . . . . . . 29 Navegar pelo conteúdo da paleta Informações . . . . . . 29 Controlar as opções de exibição na paleta Informações . . . . 30

Capítulo 2 Trabalhar com comandos . . . . . . . . . . . . . 33 Usar o mouse . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 34 Cancelar um comando . . . . . . . . . . . . . . . . 34 Iniciar um comando . . . . . . . . . . . . . . . . 35

Iniciar comandos de menus . . . . . . . . . . . . 35 Iniciar comandos na linha de comando . . . . . . . . 36 Especificar uma opção de comando . . . . . . . . . . 37 Usar o prompt dinâmico . . . . . . . . . . . . . 37

Desfazer ou refazer comandos . . . . . . . . . . . . . 39

Capítulo 3 Alterar vistas . . . . . . . . . . . . . . . . . 43 Aplicar zoom para ampliar uma vista . . . . . . . . . . . 44

Aplicar zoom ao mover o cursor . . . . . . . . . . . 44 Aplicar zoom em uma área especificada . . . . . . . . 44 Aplicar zoom para exibir todo o desenho . . . . . . . . 44

gsg-lt-2007.book Page vi Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Aplicar pan para reposicionar uma vista . . . . . . . . . . . 45 Aplicar pan ao mover o cursor . . . . . . . . . . . . 45 Tutorial: Zoom e Pan . . . . . . . . . . . . . . . 45

Capítulo 4 Configuração do desenho. . . . . . . . . . . . . . 49 Iniciar um desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . 50 Planejar as unidades e a escala do desenho . . . . . . . . . . 52

Escolher as unidades do desenho . . . . . . . . . . . 52 Definir o formato das unidades do desenho . . . . . . . . 52

Entender modelos e layouts . . . . . . . . . . . . . . . 54 Organizar desenhos com camadas . . . . . . . . . . . . . 56

Atribuir camadas . . . . . . . . . . . . . . . . 56 Controlar camadas . . . . . . . . . . . . . . . . 57

Tutorial: Iniciar um desenho . . . . . . . . . . . . . . 58

Capítulo 5 Desenhar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . 61 Visão geral de propriedades de objetos . . . . . . . . . . . 62

Atribuir propriedades aos objetos . . . . . . . . . . . 62 Usar a paleta Propriedades . . . . . . . . . . . . . 63 Usar as barras de ferramentas Propriedades e Camadas . . . . 64 Tutorial: Alterar propriedades de objetos . . . . . . . . . 64 Usar tipos de linha . . . . . . . . . . . . . . . . 67 Escala de tipos de linha . . . . . . . . . . . . . . 68 Atribuir espessuras de linha . . . . . . . . . . . . . 69

Desenhar linhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70 Criar linhas paralelas . . . . . . . . . . . . . . . 70 Desenhar polilinhas e polígonos . . . . . . . . . . . 70 Desenhar polilinhas . . . . . . . . . . . . . . . 71

Desenhar círculos e arcos . . . . . . . . . . . . . . . 73 Desenhar círculos . . . . . . . . . . . . . . . . 73 Desenhando arcos . . . . . . . . . . . . . . . . 73

Capítulo 6 Desenhar com precisão . . . . . . . . . . . . . . 77 Definir valores de grade e snap . . . . . . . . . . . . . . 78

Definir o espaçamento da grade e do snap . . . . . . . . 78 Definir limites da grade . . . . . . . . . . . . . . 79

Desenhar com coordenadas . . . . . . . . . . . . . . . 80 Usar coordenadas cartesianas e polares . . . . . . . . . 80 Desenhar com coordenadas cartesianas absolutas . . . . . . 80 Desenhar com coordenadas cartesianas relativas . . . . . . 81

Efetuar snap a pontos precisos em objetos . . . . . . . . . . 82 Usar snaps a objeto únicos . . . . . . . . . . . . . 82 Definir snaps a objeto em execução . . . . . . . . . . 83

Descrições de Snap a objetos . . . . . . . . . . . . . . 84

vi | Sumário

gsg-lt-2007.book Page vii Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Especificar ângulos e distâncias . . . . . . . . . . . . . 85 Usar o rastreamento polar . . . . . . . . . . . . . 85 Especificar distâncias. . . . . . . . . . . . . . . 85 Especificar um ângulo . . . . . . . . . . . . . . 86 Tutorial: Desenhar com precisão . . . . . . . . . . . 86

Capítulo 7 Fazer modificações . . . . . . . . . . . . . . . 91 Selecionar objetos a serem editados . . . . . . . . . . . . 92

Métodos de seleção de objetos. . . . . . . . . . . . 92 Especificar uma área de seleção . . . . . . . . . . . 92

Apagar, estender e aparar objetos. . . . . . . . . . . . . 93 Apagar objetos. . . . . . . . . . . . . . . . . 93 Estender objetos . . . . . . . . . . . . . . . . 94 Aparar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . 94

Duplicar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . 96 Copiar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . 96 Deslocar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . 98 Espelhar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . 98

Mover e rotacionar objetos . . . . . . . . . . . . . . 99 Mover objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . 99 Rotacionar objetos . . . . . . . . . . . . . . . 99

Cantos de concordância . . . . . . . . . . . . . . . 100 Tutorial: Modificar objetos com precisão . . . . . . . . 101 Tutorial: Criar um novo desenho com precisão . . . . . . 107 Coincidir propriedades . . . . . . . . . . . . . . 114

Usar apoios de edição . . . . . . . . . . . . . . . . 115 Editar com alças . . . . . . . . . . . . . . . . 115 Criar nuvens de revisão . . . . . . . . . . . . . . 116

Analisar desenhos . . . . . . . . . . . . . . . . . 117

Capítulo 8 Adicionar símbolos e hachuras. . . . . . . . . . . . 121 Visão geral de blocos . . . . . . . . . . . . . . . . 122

Benefícios dos blocos . . . . . . . . . . . . . . 122 Origens de blocos . . . . . . . . . . . . . . . . 123

Inserir blocos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123 Tutorial: Adicionar Blocos . . . . . . . . . . . . . 123

Visão geral de hachuras. . . . . . . . . . . . . . . . 126 Usar padrões de hachura padrão . . . . . . . . . . . 126 Hachuras associativas . . . . . . . . . . . . . . 126

Inserir hachuras ou preenchimento sólido. . . . . . . . . . 127 Definir limites de hachura . . . . . . . . . . . . . 127 Tutorial: Adicionar hachuras a um desenho . . . . . . . 127

Sumário | vii

gsg-lt-2007.book Page viii Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Capítulo 9 Adicionar texto a um desenho . . . . . . . . . . . 131 Criar e modificar texto . . . . . . . . . . . . . . . .132 Trabalhar com estilos de texto . . . . . . . . . . . . . .134

Criar e modificar estilos de texto . . . . . . . . . . .134 Definir tamanho do texto para escala da viewport. . . . . . . .135

Definir tamanho do texto no espaço do modelo . . . . . .135

Capítulo 10 Adicionar cotas . . . . . . . . . . . . . . . . 139 Visão geral de cotas . . . . . . . . . . . . . . . . .140

Elementos de uma cotas . . . . . . . . . . . . . .140 Cotas associativas e linhas de chamada . . . . . . . . .141

Criar cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .142 Tutorial: Criar cotas . . . . . . . . . . . . . . .142

Utilizar opções de cotas . . . . . . . . . . . . . . . .145 Criar marcas e linhas de centro . . . . . . . . . . . .145 Criar linhas de chamada com anotações . . . . . . . . .146

Criar e modificar estilos de cota . . . . . . . . . . . . .147 Modificar cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . .149

Capítulo 11 Criar layouts e plotagens . . . . . . . . . . . . . 153 Trabalhar com layouts . . . . . . . . . . . . . . . .154

Criar um novo layout . . . . . . . . . . . . . . .155 Usar viewports de layout . . . . . . . . . . . . . .155 Criar e modificar viewports de layout . . . . . . . . . .155 Tutorial: Trabalhar com viewport de layouts . . . . . . .156

Escolher e configurar plotadoras . . . . . . . . . . . . .158 Adicionar uma configuração de plotadora . . . . . . . .158 Alterar uma configuração de plotadora . . . . . . . . .159 Usar estilos de plotagem para sobrepor propriedades . . . . .159

Plotar a partir de um layout . . . . . . . . . . . . . . .161 Configurações de página . . . . . . . . . . . . . .161 Tutorial: Plotar um desenho . . . . . . . . . . . . .162

Glossário . . . . . . . . . . . . . . . . . . 169

Índice remissivo . . . . . . . . . . . . . . . . 181

viii | Sumário

gsg-lt-2007.book Page 1 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Fazer a transição do papel para CAD

gsg-lt-2007.book Page 2 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 3 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhando em escala

Desenhar em escala é algo que você considera ao definir seu desenho. Você estabelece a escala de forma diferente no CAD a que faria com desenhos manuais.

Com desenho manual, você precisa determinar a escala da vista antes de iniciar o desenho. Esta escala compara o tamanho do objeto atual com o tamanho do modelo desenhado no papel.

No AutoCAD e no AutoCAD LT, você primeiro decide que unidade de medida irá usar, e a seguir desenha seu modelo na escala 1:1.

Por exemplo, quando você desenha uma peça do motor, o comprimento de uma unidade pode ser igual a um milímetro ou uma polegada. Quando você desenha um mapa, uma unidade pode ser igual a um quilômetro ou uma milha.

Este desenho de uma peça mecânica usa milímetros para o comprimento de uma unidade. Visualizações da peça são mais tarde dimensionadas para criar o layout para o desenho impresso.

Desenhe o objeto na escala 1:1 nas unidades que escolher.

Quando você cria o layout e plota seu desenho, poderá especificar qualquer escala.

Desenhando em escala | 3

gsg-lt-2007.book Page 4 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 5 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar layout do seu desenho

No papel, um layout está restrito ao tamanho da folha que você usar. No CAD, você não está limitado a um determinado layout ou tamanho de folha.

Quando você desenha manualmente, primeiro seleciona uma folha, a qual usualmente inclui uma borda pré-impressa e um bloco de título. A seguir você determina a localização para vistas-plantas, elevações, seções e detalhes. Finalmente, você começa a desenhar.

Com o AutoCAD e o AutoCAD LT, você primeiro desenha seu desenho, ou modelo, em um ambiente de trabalho denominado espaço do modelo. A seguir cria um layout para aquele modelo em um ambiente denominado espaço do papel.

Um layout representa uma folha de desenho. Ele, tipicamente, contém uma borda, bloco de título, cotas, observações gerais, e uma ou mais vistas do modelo exibidas em viewports de layout. Viewports de layout são áreas, similares a molduras de fotos ou janelas, através do qual você pode visualizar seu modelo. Você altera as escalas das vistas em viewports ao aumentar ou diminuir o zoom aproximado ou distanciado.

Neste desenho de uma pequena casa, as viewports de layout exibem o modelo nas vistas de plano e elevação.

Você cria seu desenho básico, ou modelo, em uma área de desenho denominada espaço do modelo.

Quando estiver pronto para imprimir, poderá organizar diferentes vistas de seu modelo em um layout.

Criar layout do seu desenho | 5

gsg-lt-2007.book Page 6 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 7 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Organizar informações do desenho

No desenho manual e no CAD, você precisa de uma forma para organizar o conteúdo de seu desenho—um método para separar, classificar e editar dados específicos do desenho.

Com o desenho manual, você pode separar informações em sobreposições transparentes individuais. Por exemplo, uma planta de um edifício pode conter diversas sobreposições para seus componentes estruturais, elétricos e hidráulicos.

No AutoCAD e no AutoCAD LT, as camadas são equivalentes as subjacências transparentes. Como em sobreposições, você pode exibir, editar e imprimir camadas separadamente ou em combinação.

Você pode nomear camadas para ajudar a rastrear conteúdo e bloquear camadas, para que não possam ser alteradas. Atribuir configurações como cor, tipo de linha, ou espessura de linha à camadas, ajuda a estar em conformidade com os padrões da indústria.

Você também pode usar camadas para organizar objetos de desenho para plotagem. Atribuindo um estilo de plotagem à uma camada, torna todos os objetos desenhados naquela camada a serem plotados de forma similar.

Este desenho de uma prensa usa camadas para definir diferentes tipos de linhas e cores.

Desative camadas para ocultar detalhes complexos quando você trabalha.

Exiba camadas quando precisar ver todos os componentes.

Organizar informações do desenho | 7

gsg-lt-2007.book Page 8 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 9 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Estabelecer normas de desenho

Se você trabalha como um membro de uma equipe ou em um projeto individual, o desenvolvimento de normas é um requisito para a comunicação eficaz.

O desenho manual requer precisão meticulosa ao desenhar tipos de linhas, espessuras de linhas, texto, cotas e mais. As normas precisam ser estabelecidas no início e aplicadas com constância.

Com o AutoCAD e o AutoCAD LT, você assegura a conformidade aos padrões da indústria ou da empresa, ao criar estilos que podem ser aplicados de forma consistente.

Você pode criar estilos para texto, cotas e tipos de linha. Por exemplo, um estilo de texto, estabelece as características de fonte e formato como altura, largura e inclinação.

Você pode salvar estilos, camadas, layouts, bloco de título e informações de bordas, e algumas configurações de comandos nos arquivos de modelos de desenhos. O uso de modelos de desenhos ajuda a iniciar rapidamente novos desenhos que estejam em conformidade com as normas.

Este desenho de um plano de um rodovia usa estilos para manter as normas de desenho para texto, alteração de escala e tipos de linha.

Estilos de cota, texto e tipo de linha podem ser estabelecidos em um modelo de desenho e usado para criar novos desenhos.

Estabelecer normas de desenho | 9

gsg-lt-2007.book Page 10 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 11 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhar eficientemente

Desenhe com menos esforço e revise com maior velocidade: estas são as duas principais razões para você usar CAD. Você recebe um completo conjunto de ferramentas de desenho e edição para ajudar a eliminar tarefas de desenho repetitivas e que consomem tempo.

Com o desenho manual, você usa ferramentas de desenho que incluem lápis, escalas, compassos, réguas paralelas, modelos e borrachas. O desenho repetitivo e as tarefas de edição têm de ser feitas manualmente.

No AutoCAD e no AutoCAD LT, você escolhe entre uma variedade de ferramentas de desenho, para criar linhas, círculos, curvas spline e mais.

Você pode com facilidade mover, copiar, deslocar, rotacionar e espelhar objetos. Você também pode copiar objetos entre desenhos abertos.

Neste desenho de um bonde, copiar e espelhar foram usados para criar características repetidas e simétricas. O deslocamento também foi usado para desenhar linhas paralelas com maior eficácia.

Você pode economizar tempo de desenho ao desenhar uma metade de um item e a seguir espelhá-lo para criar a outra metade.

Desenhar eficientemente | 11

gsg-lt-2007.book Page 12 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 13 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhar com precisão

Desenhos de engenharia e arquitetura requerem um alto grau de precisão. Com o CAD, você desenha com maior precisão do que com métodos manuais.

No papel, você precisa desenhar os objetos com cuidado para assegurar o tamanho e alinhamento, corretos. Objetos desenhados em escala precisam ser verificados e terem sua escala alterada manualmente.

No AutoCAD e no AutoCAD LT, você pode usar diversos métodos para obter as cotas exatas.

O método mais simples é o de localizar pontos ao efetuar o snap para um intervalo em uma grade retangular.

Outro método é o de especificar coordenadas exatas. As coordenadas especificam uma localização no desenho ao indicar um ponto ao longo de um eixo X e Y ou a distância e ângulo de um outro ponto.

Com snap a objeto, você pode efetuar snap para localizações em objetos existentes, como o ponto final de um arco, o ponto central de uma linha ou o ponto central de um círculo.

Com rastreamento polar, você pode efetuar o snap à ângulos predefinidos e especificar distâncias ao longo destes ângulos.

Neste desenho de uma estação de bombeamento, snap a objeto foi usado para assegurar que as linhas se conectem com perfeição. Rastreamento polar foi usado para desenhar linhas nos ângulos corretos.

O recurso de rastreamento polar exibe diretrizes visuais em ângulos específicos e podem efetuar o snap do cursor para um ângulo.

Com snaps a objeto, quando você coloca seu cursor aqui...

poderá efetuar o snap automático para o ponto central.

Desenhar com precisão | 13

gsg-lt-2007.book Page 14 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 15 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Visualizar o seu desenho

O poder do CAD torna fácil e rápida visualização de diferentes partes de seu desenho em diferentes ampliações.

Com o desenho manual, o tamanho e a resolução de seu desenho são fixos.

No AutoCAD e no AutoCAD LT, o tamanho e resolução de seu desenho podem ser modificados quando necessário.

Para efetuar um trabalho detalhado, você pode aumentar o tamanho da exibição ao efetuar o zoom aproximado. Você pode reduzir o zoom para exibir mais partes do desenho. Para mover para outra seção de um desenho, você efetua o pan no desenho sem alterar a ampliação.

Você pode efetuar o zoom e pan para criar a melhor condição de trabalho. Isso pode ser valioso ao trabalhar em um desenho grande e detalhado, como esta planta de um spa de saúde.

Você pode diminuir o zoom para ver uma extensão maior de seu desenho, ou aumentar o zoom para ver em maior detalhe.

Você pode efetuar o pan para alternar para outra área de seu desenho.

Visualizar o seu desenho | 15

gsg-lt-2007.book Page 16 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 17 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar símbolos padrão

Símbolos têm sido usados no desenho manual como uma forma de representar objetos do mundo real de uma forma simplificada. A habilidade para criar e reusar símbolos padrão é uma das maiores vantagens do CAD.

Com o desenho manual, você pode usar um modelo de símbolos ou adesivos impressos para desenhar símbolos repetitivos de paisagismo, de arquitetura, mecânicos ou elétricos. Este método, no entanto, limita as possíveis variações de um símbolo.

No AutoCAD e no AutoCAD LT, você pode economizar tempo ao inserir cópias de símbolos existentes, em qualquer lugar de seu desenho, em qualquer rotação ou escala.

Quando você precisa criar um símbolo personalizado, combina diversos objetos em um único objeto denominado um bloco. Você pode inserir o bloco quantas vezes for necessário em qualquer desenho usando o DesignCenter.

Símbolos padrão de paisagismo são muito neste desenho de um plano de paisagismo residencial.

O DesignCenter ajuda a localizar bibliotecas (coleção) de blocos que você pode arrastar para seu desenho ou para uma paleta de ferramentas. Você pode procurar e visualizar blocos de desenhos armazenados no seu computador ou em uma rede da empresa, ou em um website.

Criar símbolos padrão | 17

gsg-lt-2007.book Page 18 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 19 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar cotas e texto

Criar cotas precisas e consistentes de texto legível, é uma tarefa que consome tempo para o desenhista manual. O CAD fornece meios para simplificar esta tarefa.

Quando co desenho manual, se redimensiona qualquer parte do desenho, é preciso apagar e redesenhar as cotas. A alteração de texto pode com freqüência envolver reescrever todo o desenho.

No AutoCAD e no AutoCAD LT, você cria cotas associativas a texto no layout no espaço de papel.

Dimensões associativas são vinculadas ao modelo utilizado. Alterações no modelo automaticamente atualizam os valores de cotas.

Os tipos padrão de cotas incluem a linear, radial, ordenada, angular, linha base, e mais.

Você pode com facilidade rever o conteúdo, fonte, tamanho, espaçamento e rotação do texto em cotas e observações.

Neste desenho detalhado de um esgoto, o texto, linhas de chamada e cotas descrevem o hardware requerido.

Se você tornar as cotas associativas, poderá atualizar automaticamente o tamanho e valor da cota ao esticar ou dimensionar o objeto dimensionado.

Você pode criar linhas de chamada com texto associado. Se você mover o texto, linha de chamada é automaticamente ajustada.

Criar cotas e texto | 19

gsg-lt-2007.book Page 20 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 21 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Modificar o seu desenho

Revisões são parte de qualquer projeto de desenho. Seja trabalhando no papel ou com o CAD, você precisará modificar de alguma forma seu desenho.

No papel você precisa apagar e redesenhar para efetuar revisões manuais em seu desenho.

O CAD elimina a tediosa edição manual ao fornecer uma variedade de ferramentas de edição. Se você precisar copiar todo ou parte de um objeto, não é necessário redesenha-lo. Se você precisar remover um objeto, pode apaga-lo com alguns cliques do mouse. E se cometer um erro, poderá rapidamente desfazer suas ações.

Um vez que você desenha um objeto, jamais terá que redesenhá-lo. Você pode modificar objetos existentes ao espelhar, rotacionar, dimensionar, esticar, aparar, e mais. Você também pode alterar propriedades, como tipo de linha, espessura de linha, cor e camada, a qualquer momento.

Estas edições antes e depois do desenho mostram algumas edições típicas na elevação de uma casa. O recurso marca de revisão é usado para marcar as áreas modificadas.

Uma vez que você desenha algo, poderá com facilidade copiar sem ter que recria-lo.

Modificar o seu desenho | 21

gsg-lt-2007.book Page 22 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

22

gsg-lt-2007.book Page 23 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Introdução

Porque você deve usar este guia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .24 Preparar para o tutorial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .24 Obter informações adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .24

Acessar tópicos relacionados no sistema de ajuda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25 Tutorial: Use o Sistema de ajuda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25

Usar a Ajuda rápida na paleta Informações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .29 Navegar pelo conteúdo da paleta Informações. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 Controlar as opções de exibição na paleta Informações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30

gsg-lt-2007.book Page 24 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Porque você deve usar este guia

Este guia Guia de Introdução fornece uma introdução aos recursos de uso mais freqüente do AutoCAD e do AutoCAD LT. Use-o para aprender sobre os recursos básicos para que possa iniciar a trabalhar rapidamente.

Como você recebe um rico conjunto de recursos, com freqüência há diversas maneiras para completar uma tarefa. O foco deste guia é nos seguintes:

■ O quê você precisa saber para iniciar? ■ Qual o método recomendado para usar os recursos apresentados?

Após você se familiarizar com os recursos, encontrará sua própria forma de trabalhar com eficácia com base no tipo de trabalho que executa.

Preparar para o tutorial

Os tutoriais neste guia assumem que você está usando as configurações padrão para exibição e comportamento. Se as configurações foram personalizadas, você poderá desejar obter ajuda.

Além disso, o AutoCAD inicia com uma interface de desenho 3D. Para exibir a interface necessária para os tutoriais neste guia, execute o seguinte procedimento:

■ Inicie o AutoCAD e a seguir clique no menu Ferramentas ➤ Espaço de trabalho ➤ AutoCAD Clássico.

OBSERVAÇÃO Todas as capturas de tela e caixas de diálogo neste guia exibem AutoCAD LT na barra de títulos. Para as explicações e os tutoriais no guia Iniciar, não importa se você usa o AutoCAD ou o AutoCAD LT. Os recursos apresentados são idênticos.

Obter informações adicionais

Recursos adicionais estão disponíveis quando você precisar de mais informações. No menu Ajuda, você pode acessar os seguintes recursos:

A Ajuda fornece procedimentos, informações conceituais e descrições de comandos. Para exibir informações da Ajuda, é possível pressionar F1 no prompt Comando, em uma caixa de diálogo ou em um prompt dentro de um comando.

A paleta Informações exibe automaticamente os procedimentos relevantes para o comando ativo.

O Workshop de novos recursos fornece uma série de visões gerais sobre novos recursos. ■ Recursos adicionais fornece diversas opções para ajuda adicional na Web.

OBSERVAÇÃO O Cartão de referência rápida, ao final deste guia, fornece explicações gráficas de fácil utilização sobre a interface, as barras de ferramentas, as teclas de atalho, as variáveis de sistema, as abreviaturas de comandos e as operações básicas, como seleção de objetos do programa.

24 | Capítulo 1 Introdução

gsg-lt-2007.book Page 25 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Acessar tópicos relacionados no sistema de ajuda

Palavras-chaves de referência aparecem no final da maioria dos tópicos para iniciar. Por exemplo, as informações seguintes indicam que você pode encontrar conceitos, procedimentos e variáveis de sistema relativos ao LAYOUT, ao inserir layout na guia Índice na janela Ajuda.

LAYOUT

Experimente: Localize um tópico na Ajuda usando uma palavra-chave

■ Inicie o AutoCAD ou o AutoCAD LT e pressione a tecla F1. Siga as etapas mostradas na ilustração.

Tutorial: Use o Sistema de ajuda

Neste tutorial, você irá usar o sistema de Ajuda para encontrar informações sobre como iniciar um desenho com um arquivo de modelo, e como criar um layout.

OBSERVAÇÃO É importante aprender como usar o sistema de Ajuda com eficácia. O sistema de Ajuda pode fornecer respostas para evitar a frustração desnecessária.

1 Inicie o AutoCAD ou o AutoCAD LT e pressione F1 para exibir a janela Ajuda. 2 No painel esquerdo da janela Ajuda, clique na guia Conteúdo, se necessário, para exibir o índice

de conteúdo. A seguir clique no sinal de mais (+) junto ao Guia do Usuário.

O Guia do Usuário é expandido para exibir uma lista de capítulos.

2 Insira uma palavra-chave 3 Clique duas vezes para visualizar um tópico

4 Clique para exibir um conceito relativo ao tópico selecionado

5 Clique para listar os procedimentos relativos ao tópico selecionado

6 Clique para listar os comandos relativos ao tópico selecionado

1 Clique na guia Índice

Obter informações adicionais | 25

gsg-lt-2007.book Page 26 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

3 No painel esquerdo, clique diretamente no título, Iniciar, Organizar e Salvar um desenho. O painel direito da Ajuda exibe links para diversos tópicos, com descrições para cada um dos tópicos.

4 No painel direito, clique em Iniciar um desenho. A seguir clique em Usar um arquivo de modelo para iniciar um desenho.

Você navegou para um tópico de destino no sistema de Ajuda. Observe que o índice de conteúdo no painel esquerdo exibe a estrutura de tópicos para facilitar a navegação.

5 Clique na guia Procedimentos A seguir clique no primeiro procedimento na lista. Clique na guia Procedimentos para reexbir a lista.

6 Clique na guia Comandos A guia Comandos lista todos os comandos e variáveis de sistema associados com este tópico.

Se você clicar em um link nesta guia, a Referência de comando é aberta na Ajuda, e fornece os detalhes sobre comandos e opções de caixas de diálogo.

7 A seguir, no painel esquerdo, clique na guia Procurar.

26 | Capítulo 1 Introdução

gsg-lt-2007.book Page 27 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Você agora irá localizar tópicos que contenham a palavra layout.

8 Digite a palavra layout e pressione ENTER. Diversos tópicos que contenham a palavra layout são exibidos. Para obter melhores resultados, insira uma frase ou um frase curta. O mecanismo de linguagem natural analisa o que foi inserido para determinar os tópicos mais relevantes no sistema de Ajuda. Se as informações que você está buscando não estão contidas nos primeiros poucos tópicos, tente refrasear sua pergunta.

Observação Em alguns idiomas, o sistema de Ajuda usa o mecanismo de procura tradicional da Microsoft que localiza palavras-chave ou frases. Clique na coluna denominada Título para classificar alfabeticamente a lista de tópicos. A seguir clique na coluna denomionada Localização para classificar por livros a lista de tópicos: Referência de comando, Guia de Personalização, Guia do Usuário, e assim por diante.

9 Navegue para baixo para encontrar o tópico do Guia de Usuário, denominado Trabalhar na guia Layout. A seguir clique ou clique duas vezes no tópico.

O tópico é exibido. Mas como você sabe onde está no índice de conteúdo? Como você pode exibir um tópico adjacente e relativo?

10 No painel esquerdo, clique na guia Conteúdo. Se necessário, clique na guia Conceitos no painel direito.

O índice de conteúdo é aberto para o tópico corrente. Use este método para encontrar com facilidade os tópicos relacionados.

Observação Se o índice de conteúdo não se abrir automaticamente para o tópico corrente, clique na guia Conceitos no painel direito.

Obter informações adicionais | 27

gsg-lt-2007.book Page 28 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

11 No painel esquerdo, clique com o botão direito do mouse em qualquer tópico e a seguir clique em Fechar todos.

Este é um método rápido para retrair o índice de conteúdo, quando um excesso de sub-tópicos são exibidos.

12 Fechar a janela Ajuda. Para obter mais informações, leia Usar o sistema de Ajuda com eficácia. No sistema de Ajuda, na cuia Conteúdo, clique em ➤ Encontrar as informações necessárias ➤ Usar o sistema de Ajuda com eficácia, do Guia de Usuário

28 | Capítulo 1 Introdução

gsg-lt-2007.book Page 29 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Usar a Ajuda rápida na paleta Informações

A Ajuda rápida na paleta Informações fornece um acesso conveniente aos procedimentos no sistema de Ajuda. Durante a maioria das atividades, a Ajuda rápida exibe uma lista de procedimentos que são relevantes ao comando atual. Você pode clicar em um procedimento para exibí-lo na paleta.

Em geral, as orientações obtidas na Ajuda rápida são suficientes para começar a realizar tarefas pouco conhecidas ou raramente utilizadas.

Usualmente, as informações da Ajuda rápida, são atualizadas ao iniciar novos comandos; no entanto, se você precisar congelar as informações para que não sejam modificadas quando se muda de comando, poderá bloquear a paleta Informações.

Navegar pelo conteúdo da paleta Informações

Clique com o botão direito do mouse na paleta Informações para exibir um menu de atalho com comandos de navegação. Use esses comandos para avançar e retroceder ou voltar ao Início na paleta Informações, como faria em um navegador da Web. Você pode clicar na barra de títulos na parte superior da paleta Informações para exibir uma lista de comandos e variáveis de sistema do produto.

clique com o botão direito do mouse na barra de títulos para exibir um menu de atalho

exibir informações de referência

escolher um procedimento

barra de títulos

clique para prevenir a alteração das informações atualmente exibidas

Usar a Ajuda rápida na paleta Informações | 29

gsg-lt-2007.book Page 30 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Controlar as opções de exibição na paleta Informações

Você pode acessar as opções e configurações para a paleta Informações a partir do menu de atalho exibido quando se clica com o botão direito do mouse na barra de títulos da paleta Informações. Essas configurações incluem:

Ancorar na esquerda, Ancorar na direita. Anexa a paleta Informações no lado esquerdo da área de desenho. A paleta Informações abre e fecha quando o cursor passa sobre a mesma. A opção Permitir estacionamento precisa ser selecionada primeiro.

Auto-ocultar. A paleta Informações pode ser automaticamente aberta ou fechada quando seu cursor move sobre a barra de títulos da paleta Informações.

Transparência. A paleta Informações pode ficar transparente para não encobrir os objetos abaixo dela.

OBSERVAÇÃO A barra de títulos pode aparecer no lado esquerdo ou direito da paleta, dependendo de onde a paleta é arrastada.

Rever e lembrar

1 Qual o propósito das guias no painel direito da janela Ajuda? 2 No painel esquerdo da janela Ajuda, quando usaria a guia Conteúdo ao invés da guia Índice? 3 De qual menu você pode obter informações sobre novos recursos?

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Acessar o sistema de Ajuda Ajuda ➤ Ajuda Padrão

Usar o Workshop de novos recursos Ajuda ➤ Workshop de novos recursos

Localizar recursos de treinamento Ajuda ➤ Recursos adicionais ➤ Recursos de treinamento on-line

Usar a Ajuda rápida na paleta Informações Ajuda ➤ Paleta Informações

Imprimir um procedimento da Ajuda rápida

Clique com o botão direito do mouse para exibir o menu de atalho

Bloquear um procedimento da Ajuda rápida

Clique com o botão direito do mouse para exibir o menu de atalho

Sistema de Ajuda

AJUDA, ASSISTIR

30 | Capítulo 1 Introdução

gsg-lt-2007.book Page 31 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

A barra de ferramentas Desenhar Contém botões que criam novos objetos.

Barra de ferramentas Propriedades Exibe e controla propriedades de cor, tipo de linha, espessura de linha e estilo de plotagem.

Janela de comando Exibe comandos em andamento, opções e histórico de comando.

Barra de status Indica valores de coordenadas e o status do apoio ao desenho.

DesignCenter Use para localizar e colocar o conteúdo do desenho em desenhos e em paletas de ferramentas.

Área do desenho A área da janela do aplicativo na qual você cria e edita desenhos.

Guia Modelo e guias de layout Fornece dois ambientes de trabalho.

Barra de ferramentas Camadas Exibe e controla configurações de camada.

Barra de ferramentas Estilos Exibe e controla configurações de texto.

Janela paleta Informações Use para arrastar blocos e hachuras de uso freqüente para os desenhos.

Barra de ferramentas Padrão Contém botões para operações padrão.

Barra de menus Fornece o acesso a todos os comandos.

gsg-lt-2007.book Page 32 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

32

gsg-lt-2007.book Page 33 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Trabalhar com comandos

Usar o mouse . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .34 Cancelar um comando . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .34 Iniciar um comando. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .35

Iniciar comandos de menus . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35 Iniciar comandos na linha de comando . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36 Especificar uma opção de comando . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37 Usar o prompt dinâmico . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37

Desfazer ou refazer comandos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .39

gsg-lt-2007.book Page 34 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Usar o mouse

A maioria das pessoas usam o mouse como seu dispositivo apontador. Em um mouse de dois botões, o botão esquerdo usualmente é o botão de seleção, usado para especificar pontos ou selecionar objetos na área de desenho. Com o botão direito, você pode exibir um menu de atalho que contém comandos e opções relevantes. Diferentes menus de atalho são exibidos, dependendo de onde você move o cursor.

OBSERVAÇÃO Para visualizar as opções disponíveis em qualquer situação, tente clicar com o botão direito do mouse para exibir um menu de atalho.

Um mouse com roda é um mouse com dois botões com uma pequena roda entre os botões. Esta roda pode ser girada ou pressionada para baixo para efetuar com rapidez o zoom ou pan em seu desenho. Recomenda-se com ênfase que você use um mouse com roda.

Cancelar um comando

Se você, acidentalmente, clicar na tela, em exibir um menu de atalho ou em iniciar um comando, poderá sempre cancelar a ação ao pressionar a tecla ESC em seu teclado.

Experimente: Cancelar uma seleção

■ Clique na área do desenho e mova o mouse. Você agora está em um modo de seleção de objeto. Pressione ESC para cancelar.

especificar pontos ou selecionar objetos exibir um menu de atalho

rotacionar para zoom, pressionar para pan

34 | Capítulo 2 Trabalhar com comandos

gsg-lt-2007.book Page 35 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Iniciar um comando

Você pode iniciar um comando usando um menu, uma barra de ferramentas, uma paleta ou uma linha de comando. Por ser o AutoCAD e o AutoCAD LT muito flexível, você pode trabalhar do modo que lhe seja mais confortável.

Você seleciona comandos a partir de vários tipos de menus:

Os menus suspensos estão disponíveis a partir da barra de menus na parte superior da janela do aplicativo. Todos os comandos para os tutoriais neste guia são acessíveis a partir destes menus.

O menu Snap a objeto é exibido quando você mantém pressionada a tecla SHIFT e clica com o botão direito do mouse. O Snap a objetos facilita o desenho com precisão ao efetuar o snap do cursor para um recurso em um objeto como o ponto final de uma linha ou o centro de um círculo.

Menus de atalho são exibidos quando você clica com o botão direito do mouse. Diferentes menus são exibidos quando você clica com o botão direito do mouse em um objeto, clica com o botão direito do mouse na área de desenho, clica com o botão direito do mouse em uma barra de ferramentas, ou clica com o botão direito do mouse em uma caixa de diálogo, paleta ou janela.

Iniciar comandos de menus

As barras de ferramentas contêm botões que iniciam comandos. Quando você move o dispositivo apontador sobre um botão, uma dica de ferramentas exibe seu nome.

Estacionar, redimensionar e flutuar barras de ferramentas

Uma barra de ferramentas estacionada fica fixa em qualquer extremidade da área de desenho.

■ Você pode flutuar uma barra de ferramentas estacionada ao clicar em sua alça de movimento e arrastando-a para qualquer lugar na área de desenho.

■ Você pode redimensionar uma barra de ferramentas flutuante arrastando qualquer extremidade. ■ Você pode estacionar uma barra de ferramentas flutuante clicando em sua barra de título e

arrastando-a para uma extremidade da área de desenho. Pressione a tecla CTRL para evitar o estacionamento.

Ocultar, exibir e travar barras de ferramentas

■ Você pode exibir ou ocultar barras de ferramentas ao clicar com o botão direito do mouse em qualquer barra de ferramentas e, no menu de atalho, clicar na barra de ferramentas que desejar exibir ou ocultar.

■ Você pode travar barras de ferramentas no local, usando o mesmo menu de atalho e clicando em uma das opções Travar na parte inferior do menu.

mover alça

Iniciar um comando | 35

gsg-lt-2007.book Page 36 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Redimensionar e posicionar a barra de ferramentas Desenho

Neste tutorial, você pode praticar mover, redimensionar e estacionar a barra de ferramentas Desenho.

OBSERVAÇÃO Quando você é instruído para “arrastar”, clique e mantenha pressionado o botão esquerdo do mouse, mova o cursor e a seguir solte o botão do mouse.

1 Para criar espaço, feche quaisquer paletas abertas na área de desenho ao clicar no [x] em suas barras de títulos.

2 No lado esquerdo da janela do aplicativo, arraste e mova a alça na barra de ferramentas Desenho para o centro da área de desenho.

3 Mova o cursor para a parte inferior da barra de ferramentas Desenho, onde ele muda para um cursor acima e abaixo.

4 Arraste a parte inferior da barra de ferramentas para modificar sua forma. 5 Clique no [x] no canto superior direito na barra de ferramentas Desenho para fechá-la.

Você pode com facilidade reexbir a barra de ferramentas Desenho ou qualquer outra barra de ferramentas.

6 Clique com o botão direito do mouse em qualquer barra de ferramentas para exibir um menu de atalho que contenha uma lista de barras de ferramentas. No menu de atalho, clique em Desenho para reexibir a barra de ferramentas Desenho.

7 Arraste a barra de títulos da barra de ferramentas Desenho para o canto esquerdo da janela do aplicativo. Quando a borda da barra de ferramentas mudar de forma, solte o botão esquerdo do mouse para estacionar a barra de ferramentas.

OBSERVAÇÃO Se você mover uma barra de ferramentas para além da extremidade de sua tela, poderá ser difícil encontrá-la, mas uma linha da barra de ferramentas estará visível e poderá arrastá-la de volta. Se você arrastar a barra de ferramentas para atrás de uma barra de tarefas do Microsoft Windows na parte inferior de sua tela, precisará definir as propriedades da barra de tarefas do Windows para “Auto- ocultar” para recuperar a barra de ferramentas.

Iniciar comandos na linha de comando

Você pode iniciar comandos ao digitá-los na linha de comando na janela de comandos ao invés de usar barras de ferramentas ou menus. Adicionalmente, alguns comandos devem ser completados na linha de comando, qualquer que seja o modo como foram iniciados.

janela de comandos

linha de comando

36 | Capítulo 2 Trabalhar com comandos

gsg-lt-2007.book Page 37 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Alguns comandos têm nomes abreviados ou abreviaturas de comandos. Por exemplo, você pode inserir c como uma abreviatura para CIRCULO. Consulte o cartão de Referência rápida no final deste guia para obter mais informações.

Após você digitar o comando na linha de comando, pressione ENTER ou BARRA DE ESPAÇO para executar o comando. Você também pode repetir o comando anterior ao pressionar ENTER ou BARRA DE ESPAÇO.

OBSERVAÇÃO Neste guia e no sistema de Ajuda, quando você é instruído para inserir algo, digite o valor na linha de comando e a seguir pressione ENTER.

Especificar uma opção de comando

Quando você inicia um comando, com freqüência verá um conjunto de opções na linha de comando. Por exemplo, quando você insere o comando CIRCULO, o seguinte prompt é exibido na linha de comando:

Especificar o centro do círculo ou [3P/2P/Ttr (tan tan raio)]:

A opção padrão, “Especificar o ponto central para o círculo” é exibida antes dos colchetes. Opções alternativas são exibidas entre os colchetes.

■ Para aceitá-la, insira os valores das coordenadas ou utilize o dispositivo apontador para clicar em um ponto central na área do desenho.

■ Para escolher uma outra opção, insira as letras maiúsculas no nome da opção. Por exemplo, digite 2P e pressione ENTER para escolher a opção Dois pontos.

Usar o prompt dinâmico

Além do prompt na linha de comando, um prompt similar é exibido junto ao cursor, denominado prompt dinâmico.

Com o prompt dinâmico, você pode manter seus olhos no trabalho e não terá que olhar para a linha de comando.

Para exibir as opções de comandos na entrada de prompt dinâmico, pressione a tecla SETA PARA BAIXO, e a seguir clique em uma opção no menu.

Iniciar um comando | 37

gsg-lt-2007.book Page 38 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Usar um menu para desenhar uma linha

1 Na barra de menus, clique no menu Desenho e a seguir clique em Linha. Nas etapas futuras, isto é abreviado como menu Clique Desenho ➤ Linha.

2 No prompt Especificar primeiro ponto, clique em qualquer lugar da área do desenho para localizar um ponto.

O prompt muda: Especificar próximo ponto ou [Desfazer].

3 No prompt Especificar o próximo ponto ou [Desfazer], clique em qualquer outro lugar na área de desenho para especificar o ponto final do segmento de linha.

4 Crie um segundo segmento de linha clicando novamente para localizar outro ponto. O prompt Especificar próximo ponto ou [Desfazer] é repetido para que você continue a desenhar segmentos até finalizar o comando Linha.

5 Pressione ENTER para finalizar o comando LINHA. Os dois segmentos de linha que você acaba de criar, compartilham um ponto final, mas são objetos separados.

6 Clique no menu Modificar ➤ Apagar e clique em cada linha. A seguir pressione ENTER para executar o comando Apagar.

Experimente: Usar um botão de barra de ferramentas para desenhar uma linha

1 Na barra de ferramentas Desenhar, que é carregada na borda esquerda da janela do aplicativo, clique no botão Linha.

2 Desenho dois segmentos de linha. 3 Na barra de ferramentas Modificar, que é carregada na borda direita da janela do aplicativo,

clique no botão Apagar.

4 Clique em cada linha e a seguir pressione ENTRE para apagar as linhas.

Experimente: Usar a linha de comando para desenhar uma linha

1 Na linha de comando, digite linha ou a letra L. Pressione ENTER. 2 Clique em qualquer lugar na área do desenho para situar um ponto. 3 No prompt Especificar o próximo ponto ou [Desfazer], clique em qualquer outro lugar na área de

desenho para especificar o ponto final do segmento de linha.

4 No prompt Especificar o próximo ponto ou [Desfazer], clique em qualquer outro lugar na área de desenho para especificar o ponto final do segmento de linha.

38 | Capítulo 2 Trabalhar com comandos

gsg-lt-2007.book Page 39 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

5 Digite u e pressione ENTER para desfazer o último segmento de linha e clique em outro local para o ponto final.

6 A seguir digite f (Fechar) e pressione ENTER para adicionar um terceiro segmento de linha que conecta ao ponto inicial e finaliza o comando.

Experimente: Usar a linha de comando para desenhar uma círculo

1 Na linha de comando, insira circulo ou a letra c (digite c e pressione ENTER). 2 No prompt Especificar primeiro central para o círculo, clique em qualquer lugar da área do

desenho para localizar um ponto.

3 No prompt Especificar um raio para o círculo, insira 5 (digite 5 e pressione ENTER). 4 Na linha de comando, pressione ENTER para repetir o comando CIRCULO. 5 Insira 2P para criar um círculo usando dois pontos (digite 2P e pressione ENTER). 6 Clique em qualquer lugar na área do desenho para situar cada ponto. 7 Repita o comando CIRCULO diversas outras vezes, usando cada uma das outras opções. 8 Quando terminar, insira apagar ou a, e clique em cada círculo para selecioná-lo. A seguir

pressione ENTER para apagar os círculos selecionados.

Usar o prompt dinâmico para desenhar uma círculo

1 No prompt dinâmico, insira circulo ou a letra c. 2 No prompt Especificar ponto central para um círculo, pressione a tecla SETA PARA BAIXO. 3 Clique em uma das opções de CIRCULO no menu e complete o comando.

Desfazer ou refazer comandos

Ocasionalmente, será necessário desfazer parte de seu trabalho. Dois botões da barra de ferramentas Padrão revertem erros em seus desenhos.

Desfazer. Você pode voltar atrás em ações. Por exemplo, clique em Desfazer para apagar um objeto que você acabou de criar.

Refazer. Você pode restabelecer as ações que você reverteu com Desfazer. Por exemplo, clique em Refazer para recriar um objeto que você acabou de desfazer.

lista Refazerlista Desfazer

Desfazer ou refazer comandos | 39

gsg-lt-2007.book Page 40 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Você pode utilizar as listas Desfazer e Refazer para reverter mais do que uma ação de cada vez. Clique na seta da lista Desfazer ou Refazer e a seguir clique para selecionar as ações.

Rever e lembrar

1 O que você pode fazer para exibir uma lista de todas as barras de ferramentas disponíveis? 2 Quais são as três formas de iniciar um comando? 3 Que outras teclas você pode usar para finalizar ou repetir um comando, além do ENTER? 4 O que você deve fazer para cancelar um comando?

Para iniciar

Ação Menu Teclado

Finalizar um comando Clique com o botão direito do mouse ➤ Enter

ENTER ou BARRA DE ESPAÇO

Repetir um comando Clique com o botão direito do mouse ➤ Repetir

ENTER ou BARRA DE ESPAÇO

Cancelar um comando Clique com o botão direito do mouse ➤ Cancelar

ESC

Desfazer comando anterior Editar ➤ Desfazer <ação> D e pressione ENTER

Sistema de Ajuda

OPÇÕES, U, DESFAZER, REFAZER

40 | Capítulo 2 Trabalhar com comandos

gsg-lt-2007.book Page 41 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

É mais fácil criar ou modificar objetos neste desenho ao efetuar o zoom para ampliar a vista.

Após de terminar de trabalhar em uma área, você pode efetuar o zoom para obter uma melhor vista geral.

Um vez efetuado o zoom, você pode efetuar o pan da vista para centrar objetos em que esteja trabalhando.

gsg-lt-2007.book Page 42 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

42

gsg-lt-2007.book Page 43 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Alterar vistas

Aplicar zoom para ampliar uma vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .44 Aplicar zoom ao mover o cursor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44 Aplicar zoom em uma área especificada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44 Aplicar zoom para exibir todo o desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44

Aplicar pan para reposicionar uma vista. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .45 Aplicar pan ao mover o cursor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45 Tutorial: Zoom e Pan. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45

gsg-lt-2007.book Page 44 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Aplicar zoom para ampliar uma vista

Uma vista é uma ampliação, posição e orientação especificada de seu desenho. A maneira mais comum para alterar uma vista é aplicar zoom. O zoom aumenta ou diminui a ampliação da imagem exibida na área do desenho.

Há diversos métodos para aplicar o zoom em seus desenhos.

Aplicar zoom ao mover o cursor

Você pode usar um dispositivo apontador para aplicar o zoom em tempo real—isto é, para aumentar ou diminuir o zoom movendo o cursor. Com a opção tempo real do comando ZOOM, você arrasta o cursor para cima para aproximar o zoom; arrasta o cursor para baixo para reduzir o zoom. Se você usa um mouse de roda, gire o topo da roda para a frente para aproximar o zoom e gire-a para trás para reduzir o zoom.

Aplicar zoom em uma área especificada

Com a opção Janela do comando ZOOM, você pode rapidamente aumentar o zoom em uma área específica utilizando o mouse para definir uma janela de zoom retangular. A área que você define é centrada na nova vista.

Aplicar zoom para exibir todo o desenho

Use a opção Estendido do comando ZOOM para exibir todo o desenho. Isto é útil quando você precisar retornar rapidamente para uma vista geral. Esta opção também é útil se sua área de desenho está em branco como resultado de aproximar muito o zoom em uma área em branco ou afastar muito o pan da área de desenho.

diminuição de zoom aumento de zoom

44 | Capítulo 3 Alterar vistas

gsg-lt-2007.book Page 45 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Aplicar pan para reposicionar uma vista

Aplicar pan é uma outra maneira comum de alterar uma vista. A aplicação de pan move a posição da imagem exibida em qualquer direção bidimensional.

Aplicar pan ao mover o cursor

Você pode aplicar o pan em tempo real—isto é, usar o dispositivo apontador para reposicionar a imagem na área de desenho. No comando PAN, arraste o cursor para efetuar o pan na imagem para um novo local. Se você utiliza um mouse de roda, mantenha pressionada a roda e mova o mouse para aplicar o pan.

Tutorial: Zoom e Pan

Neste tutorial, você pode praticar as operações de zoom e pan, usando os comandos no menu Visualizar ou diretamente com a roda do mouse.

1 Clique no menu Arquivo ➤ Abrir. 2 Na caixa de diálogo Abrir, encontre a pasta Sample na pasta do produto AutoCAD ou do

AutoCAD LT. Clique em cada arquivo de desenho e abra um que pareça interessante.

3 Clique no menu Visualizar ➤ Zoom ➤ Janela. 4 Clique em algum lugar no centro do desenho. Mova o cursor para formar uma área retangular e

clique novamente.

5 Clique no menu Visualizar ➤ Pan ➤ Tempo real. 6 Arraste o cursor em qualquer direção para reposicionar a vista. Pressione ESC para finalizar a

operação.

7 Continue a praticar o zoom e pan com estas opções:

■ Zoom em tempo real (arraste o cursor para cima e para baixo, pressione ESC para finalizar) ■ Zoom anterior ■ Janela de zoom ■ Extensão de zoom ■ Pan em tempo real

antes do PAN depois do PAN

Aplicar pan para reposicionar uma vista | 45

gsg-lt-2007.book Page 46 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Pratique estas opções até estar confortável com o zoom e pan. Estas são as opções mais comuns para desenhar em 2D.

Observação Se você aproxima o zoom e nota que os arcos e círculos perdem sua suavidade, ou se não pode aproximar o zoom além de um limite, poderá regerar a exibição. Clique no menu Visualizar ➤ Regerar todos. Este comando também remove pixels distorcidos.

8 (Opcional) Se você tiver um mouse de roda, poderá aplicar zoom e pan sem inserir um comando. Experimente as seguintes operações:

■ Mova seu cursor para uma área no desenho e gire a roda do mouse adiante e para trás para aproximar e reduzir o zoom. Observe que o local de seu cursor determina o ponto de referência estacionário de sua operação de zoom.

■ Pressione a roda para baixo e arraste a vista para aplicar o pan. ■ Clique duas vezes na roda para aplicar o zoom na extensão do desenho.

9 Feche o desenho de amostra sem salvá-lo.

Rever e lembrar

1 Qual opção do ZOOM você deve usar para ajustar todo seu desenho na área de desenho? 2 Qual a forma mais rápida para reexibir a vista anterior? 3 Qual comando suaviza a exibição de curvas e remove pixels distorcidos?

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Pan Visualizar ➤ Pan Padrão

Zoom Visualizar ➤ Zoom Padrão

Reinicializar o limite de exibição para o zoom. Visualizar ➤ Regerar

Arcos e círculos suaves Visualizar ➤ Regerar

Sistema de Ajuda

PAN, ZOOM, REGERAR

46 | Capítulo 3 Alterar vistas

gsg-lt-2007.book Page 47 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Estabeleça camadas para organizar as informações como se estivessem em folhas de desenho transparentes.

Atribua espessuras de linhas padrão para assegurar que as linhas vão plotar da mesma forma qualquer que seja a escala do desenho.

Use vários tipos de linha para ajudar a identificar os diferentes tipos de objetos.

gsg-lt-2007.book Page 48 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

48

gsg-lt-2007.book Page 49 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Configuração do desenho

Iniciar um desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .50 Planejar as unidades e a escala do desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .52

Escolher as unidades do desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 52 Definir o formato das unidades do desenho. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 52

Entender modelos e layouts . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .54 Organizar desenhos com camadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .56

Atribuir camadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 56 Controlar camadas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 57

Tutorial: Iniciar um desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .58

gsg-lt-2007.book Page 50 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Iniciar um desenho

Há diversas formas para iniciar um novo desenho. O método recomendado é iniciar com um arquivo de modelo de desenho.

Um modelo contém configurações, padrões e definições predefinidas que ajudaram a economizar significativo tempo de configuração. Quando você inicia um desenho com um modelo de desenho, estas configurações são passadas para o novo desenho. Arquivos de modelos de desenhos incluem configurações e elementos básicos de desenho de uso freqüentes, como

■ Tipo e precisão da unidade ■ Configurações e preferências de ferramentas ■ Organização das camadas ■ Blocos de título, bordas e logotipos ■ Estilos de cota ■ Estilos de texto ■ Tipos de linha e espessura de linha ■ Estilos de plotagem

Sua pasta de instalação inclui muitos modelos de desenho, incluindo alguns que facilitam a conformidade com padrões ANSI, DIN, ISSO e JIS. Mesmo assim, é muito provável que você irá personalizar um ou mais destes arquivos, ou desenvolver seus próprios arquivos de modelos de desenhos para atender seus padrões e requisitos.

Você pode criar um arquivo de modelo de desenho ao salvar um desenho usando a extensão .dwt.

modelo de desenho salvo com bloco de título

50 | Capítulo 4 Configuração do desenho

gsg-lt-2007.book Page 51 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Abrir um arquivo de modelo de desenho

1 Clique no menu Arquivo ➤ Novo. 2 Na caixa de diálogo Selecionar modelo, clique em um dos seguintes arquivos de modelo de

desenho e a seguir clique em Abrir.

Tutorial-mArch.dwt. Modelo de amostra de arquitetura (métrico) ■ Tutorial-mMfg.dwt. Modelo de amostra de desenho mecânico (métrico) ■ Tutorial-iArch.dwt. Modelo de amostra de arquitetura (imperial) ■ Tutorial-iMfg.dwt. Modelo de amostra de desenho mecânico (imperial)

Os arquivos de modelos métricos são cotados para usar milímetros como a unidade de medida e os arquivos de modelo imperiais são cotados para usar polegadas como a unidade de desenho.

Iniciar um desenho | 51

gsg-lt-2007.book Page 52 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Planejar as unidades e a escala do desenho

Você não precisa se preocupar em configurar uma escala antes de iniciar o desenho. Mesmo que você imprima ou efetue uma plotagem para o papel em uma escala especificada, crie o modelo na escala 1:1. No entanto, antes de começar a desenhar, você precisa decidir quais unidades de desenho irá usar.

Escolher as unidades do desenho

No AutoCAD e no AutoCAD LT, as distâncias são medidas em unidades de desenho. Em um desenho, uma unidade de desenho pode ser igual a uma polegada, um milímetro, um metro, ou uma milha.

Antes de começar seu desenho, você decide o que uma unidade de desenho irá representar; não há nenhuma configuração que determina o comprimento de uma unidade de desenho.

Definir o formato das unidades do desenho

Após decidir qual unidade de desenho a ser usada, você pode definir o formato das unidades de desenho. As configurações de formato disponíveis para unidades lineares, são como segue:

Arquitetura. Um comprimento de 15.5 unidades é exibido como 1’-3 1/2” ■ Decimal. Um comprimento de 15.5 unidades é exibido como 15.5000 ■ Engenharia. Um comprimento de 15.5 unidades é exibido como 1’-3.5” ■ Fracional. Um comprimento de 15.5 unidades é exibido como 15 1/2 ■ Científica. Um comprimento de 15.5 unidades é exibido como 1.5000E+1

Por exemplo, se você é um engenheiro mecânico ou arquiteto que normalmente trabalha em milímetros, definiria o formato para unidades lineares para decimal. Se você é um arquiteto que normalmente trabalha em pés e polegadas, definiria o formato para arquitetura.

Eixo 1 unidade = 1 mm (espaçamento de grade = 2 mm)

Planta do escritório 1 unidade = 1 polegada (espaçamento de grade = 12 polegadas)

52 | Capítulo 4 Configuração do desenho

gsg-lt-2007.book Page 53 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

O formato da unidade de desenho controla somente o estilo de exibição das unidades de medida na tela, como a exibição de coordenadas e valores na paleta Propriedades, caixas de diálogos e prompts.

Experimente: Verifique o formato de unidade e precisão do desenho.

1 Clique no menu Formatar ➤ Unidades. Na caixa de diálogo Unidades do desenho, observe o estilo de exibição selecionado para unidades lineares e angulares.

Observação Pense nesta caixa de diálogo como a caixa de diálogo Unidades do desenho Formatar.

2 Observe o valor exibido em Precisão. Isto representa o arredondamento decimal ou fracional dos valores exibidos na tela.

3 Feche a caixa de diálogo.

Planejar as unidades e a escala do desenho | 53

gsg-lt-2007.book Page 54 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Entender modelos e layouts

As guias Modelo e Layout na parte inferior da janela do aplicativo fornecem dois ambientes de trabalho. Se você usa a guia Modelo, desenha um modelo de tamanho real de seu objeto. Com a guia Layout, você pode criar layout de múltiplas vistas para a plotagem.

A guia Modelo acessa uma área ilimitada de um desenho. Em espaço de modelo, primeiro você decide se uma unidade representa um milímetro, uma polegada, ou outra unidade de desenho. A seguir, você define o formato da unidade de desenho. A seguir desenha na escala 1:1.

A guia Layout acessa layouts de desenho.Quando você define um layout, especifica o tamanho de papel que deseja usar. O layout representa uma folha de desenho impressa, na qual você pode exibir uma ou mais vistas do modelo em diversas escalas. Esse ambiente de layout é chamado espaço do papel. Aqui você cria viewports de layout que agem como janelas no espaço do modelo. Cada viewport de layout pode conter diferentes vistas do modelo.

modelo de tamanho real de uma peça criada com uma escala de 1:1

layout com bloco de título e viewports de layout retangulares que contêm vistas em escala

layout com viewports utilizando diferentes escalas

54 | Capítulo 4 Configuração do desenho

gsg-lt-2007.book Page 55 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Alternar entre as guias Modelo e Layout

1 Na parte inferior esquerda da área de exibição, clique na guia Modelo. Aqui é onde você cria e modifica a geometria de seu desenho.

2 Clique na guia Layout à direita da guia Modelo. O layout já foi preparado, incluindo um bloco de título de amostra e uma viewport de layout, o retângulo azul.

3 Na guia Layout, clique duas vezes em qualquer lugar na área da viewport retangular. Isto é como mais tarde você acessa o espaço de modelo para efetuar o pan na vista do espaço de modelo para adicionar cotas.

Observe que a borda da viewport do layout se torna mais espessa e o cursor de mira está ativo somente na viewport de layout.

4 Clique duas vezes em uma área em branco fora da viewport retangular. Isso o retorna para o espaço de papel.

A borda da viewport de layout não está mais espessa e o cursor de mira está ativo em toda a área do desenho.

Entender modelos e layouts | 55

gsg-lt-2007.book Page 56 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Organizar desenhos com camadas

As camadas são equivalentes às sobreposições utilizadas em esboços de papel. No CAD, elas são importantes ferramentas organizacionais.

Cada camada inclui uma cor, tipo de linha e espessura de linha atribuída. Antes de criar objetos, você define a camada na qual os objetos serão criados. Esta é denominada como camada atual. Por padrão, a cor da camada, tipo de linha e espessura de linha da camada atual a novos objetos que você cria.

Atribuir camadas

Você pode organizar os desenhos atribuindo componentes semelhantes à mesma camada. Por exemplo, você pode criar uma camada denominada Elétrica e atribui a cor verde à mesma. Sempre que você desenhar objetos elétricos, você alterna para essa camada. Os objetos que você desenha são criados na camada Elétrica e na cor verde.

Posteriormente, se você não deseja visualizar ou plotar objetos elétricos, pode desativar essa camada.

OBSERVAÇÃO É muito importante estabelecer um norma de camadas em toda a empresa. Com uma norma de camadas, a organização do desenho será mais lógica, consistente, compatível e atualizável ao longo do tempo. Normas de camadas são essenciais para equipes de projeto.

Experimente: Exibir uma lista de camadas em um desenho

1 Clique no menu Formatar ➤ Camadas. 2 No Gerenciador de propriedades de camadas, observe o nome e propriedades padrão atribuídos

à cada camada.

Estas camadas são apenas uma amostra dos tipos de camadas que você irá precisar usar em um desenho bem organizado. Há muitos padrões de camadas já em uso, incluindo as especificadas em empresas e as recomendadas por organizações profissionais.

3 Amplie o lado direito da caixa de diálogo para exibir todas as colunas. Clique no títulos das colunas Status, Cor e Nome, para reorganizar a ordem das camadas.

Reveja as descrições de cada camada na coluna mais a direita.

paredes

mobília

todas as camadas

elétrico

56 | Capítulo 4 Configuração do desenho

gsg-lt-2007.book Page 57 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Controlar camadas

Para tornar os objetos em uma camada invisíveis, desative a camada ou congele-a no Gerenciador de propriedades de camada. Você também pode bloquear camadas para reduzir a possibilidade de modificação acidental de objetos.

Desativar camadas. Utilize essa opção, em vez de congelar, se você freqüentemente necessita alternar a visibilidade de uma camada.

Congelar camadas. Utilize essa opção se você não precisar que uma camada fique visível por um longo período. Descongelar uma camada congelada provoca uma automática regeneração do desenho e é mais lento do que torná-la ativa.

Bloquear camadas. Utilize essa opção para impedir a modificação de objetos em uma camada. Você continua podendo utilizar os objetos em uma camada bloqueada para operações que não os modifiquem. Por exemplo, você pode fazer snap a esses objetos para usá-los como guias para desenho de precisão.

Organizar desenhos com camadas | 57

gsg-lt-2007.book Page 58 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Tutorial: Iniciar um desenho

Neste tutorial, você inicia um desenho de um design de grade de estaca de árvore.

1 Clique no menu Arquivo ➤ Abrir. 2 Na caixa de diálogo Selecionar arquivo, encontre as pastas \Help\Tutorial no produto AutoCAD

ou AutoCAD LT e abra arbor.dwg.

3 Clique na guia Modelo. 4 Na medida em que você move o mouse sobre os objetos no desenho, observe que os objetos são

automaticamente realçados.

5 Efetue o zoom e pan no espaço do modelo para inspecionar o desenho árvore. 6 Execute Estender zoom para exibir todo o desenho. 7 Clique na guia Layout ANSI C. 8 Efetue o zoom e pan no espaço de papel para inspecionar o layout do desenho. 9 Execute Estender zoom para exibir todo o layout. 10 Clique no menu Formatar ➤ Camadas. No Gerenciador de propriedades de camadas, reveja a lista

de camadas criadas para organizar este desenho.

Observe que o layout atual tem uma marca verde junto ao mesmo.

11 Clique em diversos ícones de lâmpadas para desativar diversas camadas. 12 Clique na coluna denominada Ativada para organizar as camadas de acordo com seu estado-

ativada ou desativada. A seguir ative novamente as camadas.

13 Clique na coluna Cor para organizar as camadas de acordo com a cor. 14 Clique na coluna Nome e clique em OK. 15 Feche o desenho sem salvá-lo.

58 | Capítulo 4 Configuração do desenho

gsg-lt-2007.book Page 59 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Rever e lembrar

1 Porque é importante iniciar um desenho a partir de um arquivo de modelo de desenho? 2 Qual a diferença entre escolher unidades de desenho e definir o formato da unidade de desenho? 3 Qual a diferença entre a guia Modelo e a guia Layout? 4 Quais são os diversos benefícios em criar um desenho com camadas?

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Iniciar um novo desenho Arquivo ➤ Novo Padrão

Salvar um modelo de desenho Arquivo ➤ Salvar como Padrão

Definir o estilo de exibição das unidades Formatar ➤ Unidades

Criar um layout Arquivo ➤ Configuração de página

Criar e modificar camadas Formatar ➤ Camada Camadas

Sistema de Ajuda

NOVA, SALVARCOMO, INICIAR, UNIDADES, MODELO, LAYOUT, CAMADA

Tutorial: Iniciar um desenho | 59

gsg-lt-2007.book Page 60 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar retângulos facilmente

Usar linhas para desenhar objetos e para geometria de construção

Usar círculos e arcos para criar curvas regulares

Deslocar linhas para criar linhas paralelas

Usar polilinhas para combinar segmentos de linhas e de arcos

Usar splines para criar curvas irregulares suaves

gsg-lt-2007.book Page 61 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhar objetos

Visão geral de propriedades de objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .62 Atribuir propriedades aos objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62 Usar a paleta Propriedades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63 Usar as barras de ferramentas Propriedades e Camadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 64 Tutorial: Alterar propriedades de objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 64 Usar tipos de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 67 Escala de tipos de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 68 Atribuir espessuras de linha. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 69

Desenhar linhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .70 Criar linhas paralelas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70 Desenhar polilinhas e polígonos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70 Desenhar polilinhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 71

Desenhar círculos e arcos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .73 Desenhar círculos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73 Desenhando arcos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73

gsg-lt-2007.book Page 62 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Visão geral de propriedades de objetos

Todos os objetos criados têm propriedades. Propriedades do objeto são configurações que controlam a aparência e as características geométricas do objeto. As propriedades gerais que são comuns a todos os objetos são relacionadas a seguir. Todas as outras propriedades de objetos são específicas ao tipo do objeto.

Atribuir propriedades aos objetos

Tipicamente, você atribui propriedades aos objetos usando as seguintes estratégias:

Por camada. As propriedades são atribuídas a uma camada. Os objetos desenhados nessa camada automaticamente usam a essas propriedades.

Propriedades individuais. Propriedades são atribuídas a objetos individualmente, qualquer que seja a camada em que eles estão desenhados.

Cor Escala do tipo de linha Hiperlink

Camada Estilo de plotagem Espessura de linha

Tipo de linha Espessura

62 | Capítulo 5 Desenhar objetos

gsg-lt-2007.book Page 63 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Usar a paleta Propriedades

A paleta Propriedades é a principal ferramenta para configurar, visualizar e modificar as propriedades de objetos. A paleta Propriedades funciona como segue:

■ Se nenhum objeto está selecionado, a paleta Propriedades exibe as configurações padrão atuais da propriedade, e você pode definir propriedades padrão para todos os objetos subseqüentemente criados.

■ Quando você clica em um objeto, a paleta Propriedades exibe as propriedades daquele objeto, e você pode alterar suas propriedades.

■ Se você clica em diversos objetos, a paleta Propriedades exibe todas as propriedades que eles têm em comum, e você pode alterar essas propriedades comuns.

Experimente: Exibir a paleta Propriedades

1 Clique no menu Arquivo ➤ Novo. 2 Na caixa de diálogo Selecionar modelo, clique em um dos seguintes arquivos de modelo de

desenho e a seguir clique em Abrir.

3 Clique no menu Modificar ➤ Propriedades.

Visualize uma descrição da propriedade selecionada.

Clique no ícone para expandir ou retrair a categoria de propriedades.

Clique para alterar a propriedade.

Clique com o botão direito do mouse para definir as opções de comportamento da paleta.

Visão geral de propriedades de objetos | 63

gsg-lt-2007.book Page 64 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Deixar a paleta aberta a mantém disponível para uso. Você pode ativar Auto-ocultar para fazer com que a paleta Propriedades apareça e desapareça quando o cursor é movido sobre sua barra de título.

Experimente: Alterar o comportamento Auto-ocultar da paleta Propriedades

1 Clique com o botão direito do mouse na barra de títulos da paleta Propriedades. Clique em Auto- ocultar no menu de atalho.

2 Mova o cursor sobre a paleta Propriedades. Deixe a paleta Propriedades aberta.

Usar as barras de ferramentas Propriedades e Camadas

Você pode usar os controles na barra de ferramentas Propriedades e a barra de ferramentas Layout para visualizar, definir e modificar as propriedades da mesma forma que na paleta Propriedades. Por padrão, estas barras de ferramentas são exibidas acima da área do desenho.

A barra de ferramentas Propriedades fornece acesso conveniente às mais importantes propriedades do objeto.

A barra de ferramentas Camadas controla as propriedades das camadas. Use o botão Gerenciador de propriedades de camadas para fazer ajustes em camadas do desenho. O controle Camada fornece um método rápido para alterar diversas propriedades de camada e para alterar a camada atual.

Tutorial: Alterar propriedades de objetos

Neste tutorial, você irá usar diversos controles para visualizar e alterar as propriedades de camadas e objetos.

1 Clique no menu Arquivo ➤ Abrir. 2 Na caixa de diálogo Selecionar arquivo, encontre a pasta \Help\Tutorial no produto AutoCAD ou

AutoCAD LT e abra arbor.dwg.

3 Clique na guia Modelo. 4 Mova o cursor na barra de títulos da paleta Propriedades.

Examine as configurações de propriedades padrão.

Controle de cor Controle de tipo de linha

Espessura de linha controle

Estilo de plotagem controle

Barra de ferramentas Propriedades

Controle de camada

criar a camada do objeto atualmente selecionada a camada atual.

Gerenciador de propriedades de camadas

criar a camada anterior a camada atual.Barra de

ferramentas Camadas

64 | Capítulo 5 Desenhar objetos

gsg-lt-2007.book Page 65 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

5 Clique em um objeto de cota para selecioná-lo. Observe que diversas propriedades deste objeto são exibidas na barra de ferramentas Propriedades junto ao topo da janela do aplicativo. A camada do objeto é Cotas. As propriedades de cor, tipo de linha e espessura de linha do objeto estão definidas Por camada. A cor da camada Cotas é vermelho.

6 Mova o cursor na barra de títulos da paleta Propriedades para abri-la. Examine as propriedades adicionais do objeto cota na paleta Propriedades.

7 Clique em diversos outros objetos com cores diferentes. Mova o cursor na barra de títulos da paleta Propriedades.

Observe que somente as propriedades comuns dos objetos são listadas.

8 Mova o cursor para fora da paleta Propriedades e pressione ESC para cancelar a seleção.

Alterar a cor padrão de uma camada

1 Clique no menu Formatar ➤ Camadas. 2 No Gerenciador de propriedades de camadas, clique na caixa vermelha na coluna Cor da

camada Cotas.

3 Na caixa de diálogo Selecionar cor, clique na caixa verde e clique em OK. Clique em OK novamente para sair do Gerenciador de propriedades de camada.

Observe que todos os objetos na camada Cotas agora estão em verde. Como todas as cotas estão em uma única camada, você pode alterar as propriedades de todos objetos naquela camada em uma operação.

Alterar a cor de um objeto individual

1 Clique em qualquer objeto de cota em verde para selecioná-lo. 2 Na barra de ferramentas Propriedades, clique no Controle de cor e clique em Magenta.

A cor do objeto selecionado muda para magenta, sobrepondo a cor verde da camada do objeto. Se você alterar a cor da camada, a cor do objeto cota irá permanecer magenta.

3 Pressione ESC para sair. 4 Clique no mesmo objeto de cota. 5 Clique em Controle de cor e clique em Por camada. Isso restaura o comportamento da

propriedade de cor do objeto de cota.

Controle de cor barra de ferramentas Propriedades

Visão geral de propriedades de objetos | 65

gsg-lt-2007.book Page 66 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Alterar a camada atual

1 Clique em Controle de camada na barra de ferramentas Camadas.

2 Clique em outra camada para torná-la a camada atual. Todos os novos objetos serão criados nesta camada até você alterar a camada atual para outra diferente.

3 Clique no menu Formatar ➤ Camadas 4 No Gerenciador de propriedades de camadas, clique em uma camada para selecioná-la. 5 Clique no botão verde de marca de seleção no topo do Gerenciador de propriedades de camadas.

Clique em OK para tornar a camada selecionada a camada atual.

6 Na barra de ferramentas Camadas, clique novamente no Controle de camada. 7 Clique na imagem da lâmpada para a camada Cotas para desativá-la. A seguir clique em qualquer

lugar na área do desenho.

Todos os objetos na camada Cotas estão agora ocultos.

8 Use o Gerenciador de propriedades de camada para ativar a camada Cotas. 9 Feche o desenho sem salvá-lo.

Controle de camada

Camadas barra de ferramentas

66 | Capítulo 5 Desenhar objetos

gsg-lt-2007.book Page 67 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Usar tipos de linha

Você pode associar um tipo de linha único com todos os objetos desenhados na mesma camada ou pode atribuir tipos de linha individualmente aos objetos.

Para usar um tipo de linha, primeiro você precisa carregá-lo em seu desenho usando o gerenciador de tipo de linha.

Experimente: Carregar um tipo de linha e torná-lo corrente.

1 Clique no menu Arquivo ➤ Novo, e selecione um modelo de desenho. 2 Clique no menu Formatar ➤ Tipo de linha.

3 No Gerenciador de tipos de linha, clique em Carregar. 4 Na caixa de diálogo Carregar ou Recarregar, navegue na lista de tipos de linhas e clique em

OCULTAX2. Clique em OK.

5 Clique em Exibir detalhes. Diversas opções de escala de tipos de linhas são exibidas. Observe a opção Usar unidades do espaço do papel para redimensionar. Você seleciona esta opção se desejar que a escala dos tipos de linhas seja automaticamente definida em viewports de layout.

CONTÍNUA

OCULTO

CENTRO

PHANTOM

Visão geral de propriedades de objetos | 67

gsg-lt-2007.book Page 68 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

6 Clique no tipo de linha OCULTOX2 e clique em Atual. Clique em OK. Observe que a barra de ferramentas Propriedades junto ao topo da janela do aplicativo exibe o tipo de linha OCULTOX2 como o atual ao invés de PORCAMADA. Todos os objetos subseqüentemente criados serão exibidos usando este tipo de linha. Esta configuração se sobrepõe ao tipo de linha atribuído à camada atual.

7 Clique na guia Modelo. 8 Clique no menu Desenhar ➤ Linha, e clique em diversos locais na área do desenho para desenhar

segmentos de linhas. Pressione ENTER para finalizar o comando.

9 Use o Gerenciador de tipos de linhas ou a barra de ferramentas Propriedades para retornar o tipo de linha atual para PORCAMADA.

Todos os objetos subseqüentemente criados serão exibidos usando o tipo de linha associado à camada atual.

Escala de tipos de linha

Quando você altera a escala das vistas em viewports de layouts, poderá criar inconsistências na aparência de tipos de linhas. Em tipos de linha não contínuos, o comprimento dos tracejados e pontos, e o espaço entre eles, podem aumentar ou diminuir. Você pode definir a escala para que corresponda à escala do modelo ou layout, ou para que permaneça a mesma em qualquer escala de zoom.

Use a área Detalhes do Gerenciador de tipos de linhas para controlar a escala do tipo de linha em viewports de layout.

Fator de escala global. Define o fator de escala global para todos os tipos de linha. ■ Escala do objeto atual. Define a escala do tipo de linha para objetos criados recentemente. ■ Usar as unidades do espaço do papel para redimensionar. Define os tipos de linha em espaço do

papel e espaço do modelo de forma idêntica.

Escala de tipo de linha tracejado definida para o modelo

Escala de tipo de linha tracejado definida para o layout

68 | Capítulo 5 Desenhar objetos

gsg-lt-2007.book Page 69 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Para atualizar a escala do tipo de linha, você precisa regerar a exibição do espaço do modelo em uma viewport de layout na guia Layout. As etapas requeridas, são

1 Clique na guia Layout. 2 Clique duas vezes em uma viewport de layout para inserir o espaço do modelo. 3 Clique no menu Visualizar ➤ Regerar A escala dos tipos de linha na viewport de layout são definidas de acordo com a configuração de escala de exibição da viewport.

Atribuir espessuras de linha

Utilizando as espessuras de linha, você pode criar linhas espessas e finas para mostrar cortes em seções, profundidade em elevações, linhas de cota e marcas de tique, além de diferenças nos detalhes. As espessuras de linha são independentes da escala de exibição atual. Objetos com espessura maior sempre aparecem na largura de linha especificada independente da escala de exibição.

Experimente: Escolher uma espessura de linha e torná-la corrente.

1 Clique na guia Modelo. 2 Clique no menu Formatar ➤ Espessura de linha. 3 Na caixa de diálogo Configurações de espessura de linha, em Espessura de linha, clique em uma

espessura de linha mais espessa como 0.50 mm ou 0.020”.

4 Clique em Exibir espessura de linha e clique em OK. Observe que a barra de ferramentas Propriedades junto ao topo da janela do aplicativo exibe a espessura de linha como a atual. De agora em diante, objetos que forem criados, serão exibidos usando a espessura de linha mais espessa.

5 Clique no menu Desenhar ➤ Linha, e desenhe diversos segmentos de linha. Pressione ENTER. 6 Use o Gerenciador de espessura de linhas ou a barra de ferramentas Propriedades para retornar o

tipo de linha atual para PORCAMADA.

De agora em diante, os objetos que forem criados serão exibidos usando a espessura de linha atribuída à camada atual.

7 Pratique configurar tipos de linha e espessura de linha.

OBSERVAÇÃO Você pode atribuir uma cor, tipo de linha ou espessura de linha a objetos individuais, qualquer que seja a camada padrão. Sua escolha de escolher atribuir estas propriedades individualmente ou por configurações de camada, depende das normas de sua organização de desenho ou empresa.

Visão geral de propriedades de objetos | 69

gsg-lt-2007.book Page 70 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhar linhas

A linha é o objeto mais básico que você irá usar. Uma linha pode ter um segmento ou uma série de segmentos sucessivos, mas cada segmento é um objeto linha separado. Se você precisar desenhar uma série de segmentos de linhascomo um único objeto, como um mapa de contorno, use a polilinha.

Criar linhas paralelas

Uma linha de deslocamento é uma réplica exata da linha que é desenhada a uma distância especificada da linha original. Você pode também utilizar o comando OFFSET para criar linhas paralelas, bem como círculos concêntricos e curvas paralelas.

Deslocar objetos é um dos métodos de construção mais eficiente disponível no produto.

Experimente: Deslocar uma linha para criar linhas paralelas

1 Desenhe uma linha. 2 Clique no menu Modificar ➤ Deslocar. 3 No prompt de distância de deslocamento, insira 10. 4 Clique na linha a ser deslocada. 5 Clique em um lado da linha. 6 Pressione ENTER para finalizar o comando.

Desenhar polilinhas e polígonos

Uma polilinha é uma seqüência conectada de segmentos de linha ou de arco criados como um objeto único. Use polilinhas para criar objetos como

■ Traços em placas de circuito impressas ■ Bordas ■ Linha de contorno, estradas e rios em mapas ■ Segmentos com larguras fixas ou modificadas

Polígonos são polilinhas fechadas com lados e ângulos iguais. O comando Polígono e o método mais simples para criar para criar triângulos, quadrados, pentágonos, e hexágonos de lados iguais, e assim por diante.

deslocar arcos deslocar linhas

70 | Capítulo 5 Desenhar objetos

gsg-lt-2007.book Page 71 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhar polilinhas

Para desenhar um segmento de polilinha, você especifica um ponto inicial e um ponto final. Para desenhar segmentos adicionais, continue a especificar pontos em seu desenho.

Experimente: Criar um polilinha

1 Clique no menu Desenhar ➤ Polilinha. 2 Em cada prompt, clique em um ponto. Após diversos pontos, execute um dos seguintes:

■ Pressione ENTER para finalizar o comando. ■ Digite f (Fechar) para criar um ciclo fechado.

3 Clique na polilinha. Observe que todos os segmentos pertencem a um único objeto.

Você pode incluir segmentos de arcos em polilinhas.

Experimente: Criar uma polilinha com segmentos de arcos

1 Clique no menu Desenhar ➤ Polilinha. 2 Desenhe um segmento de polilinha (1 e 2). 3 No próximo prompt, insira a para alternar para o modo Arco e continue com um segmento de

arco (3).

4 Insira L para retornar ao modo Linha, e então desenhe outro segmento de linha. 5 Finalize o comando.

Experimente: Criar um retângulo

1 Clique no menu Desenhar ➤ Retângulo 2 Clique em um local na tela. 3 Mova o cursor diagonalmente e clique em outro local.

O objeto resultante é uma polilinha fechada na forma de um retângulo.

Extremidade de um arco Segmento final

3

2

1

Desenhar linhas | 71

gsg-lt-2007.book Page 72 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Criar um polígono

1 Clique no menu Desenhar ➤ Polígono 2 Insira o número de lados, por exemplo, 6. 3 Clique em um local para o centro do polígono. 4 Especifique a opção Inscrito ou Circunscrito. Isso determina como a distância que você insere no

próximo prompt é medida.

5 Para especificar um raio do polígono, faça um dos seguintes: ■ Mova o cursor e clique em um local. ■ Insira uma distância.

O objeto resultante também é uma polilinha fechada.

Você pode desenhar polilinhas de várias larguras utilizando as opções Largura e Meia largura depois de especificar o ponto inicial para uma polilinha. Você também pode efetuar segmentos de polilinha afilados.

Um vez criada uma polilinha, você pode

■ Separar a polilinha em segmentos independentes como o comando EXPLODIR. ■ Unir a polilinha a outra polilinha, linha ou arco com o comando UNIR.

raio inscrito raio circunscrito

Larguras mistasLargura uniforme Segmento afilado

72 | Capítulo 5 Desenhar objetos

gsg-lt-2007.book Page 73 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhar círculos e arcos

Você cria uma variedade de objetos curvos básicos, incluindo círculos e arcos.

Desenhar círculos

Para criar círculos, utilize um dos seguintes métodos:

■ Especificar o centro e o raio (método padrão) ■ Especificar o centro e o diâmetro. ■ Definir a circunferência do círculo com dois ou três pontos. ■ Criar o círculo tangente a dois objetos existentes. ■ Criar o círculo tangente a dois objetos e especificar um raio.

Desenhando arcos

Para criar arcos, você pode especificar várias combinações de valores de centro, ponto final, ponto inicial, raio, ângulo, comprimento de corda e direção. Os exemplos ilustram três maneiras de especificar dois pontos e um ângulo incluso.

raio

11

3

2

centro

2

raio

objetos

Centro, raio Dois pontos definindo diâmetro

Três pontos definindo a circunferência

Tangente, tangente, raio

Início, centro, ângulo

1

Centro, início, ângulo

2

Início, final, ângulo

1

2

ângulo interno

1

2

Desenhar círculos e arcos | 73

gsg-lt-2007.book Page 74 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

OBSERVAÇÃO O comando CONCORD cria um arco tangente a dois objetos existentes. Este, com freqüência, é o método preferido para criar arcos e será apresentado mais tarde.

Rever e lembrar

1 Qual o resultado de definir a cor de um objeto para PorCamada? 2 Qual a forma mais rápida para alterar a camada atual para outra diferente? 3 O que você faria para acessar uma lista completa de propriedades de um objeto? 4 Qual é o comando recomendado para criar linhas paralelas e curvas? 5 Que tipo de objeto é composto de uma série de segmentos conectados?

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Definir propriedades Ferramentas ➤ Modificar propriedades ➤ Propriedades

Padrão

Carga, escala e gerenciar tipos de linhas

Formatar ➤ Tipo de linha Propriedades

Alterando configurações de espessura de linha

Formatar ➤ Espessura de linhas Propriedades

Desenhar linhas Desenhar ➤ Linha Desenhar

Desenhar linhas paralelas Modificar ➤ Deslocar Modificar

Desenhar polilinhas Desenhar ➤ Polilinha Desenhar

Desenhar polígonos Desenhar ➤ Polígono Desenhar

Separar segmentos de polilinhas Modificar ➤ Explodir Modificar

Unir polilinhas Modificar ➤ Unir Modificar

Desenhar círculos Desenhar ➤ Círculo Desenhar

Desenhar arcos Desenhar ➤ Arco Desenhar

Sistema de Ajuda

PROPRIEDADES, COR, CAMADA, TIPO DE LINHA, ESCALALT, ESCALACELT, ESCALAPSLT, ESPESSURA DE LINHA, LINHA, DELOCAMENTO, PLINHA, POLÍGONO, RETÂNGULO, PEDITAR, UNIR, EXPLODIR, CÍRCULO, ARCO

74 | Capítulo 5 Desenhar objetos

gsg-lt-2007.book Page 75 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Insira valores de coordenadas para localizar pontos precisamente

Ative o rastreamento polar para desenhar ao longo de ângulos especificados

Ative Orto para desenhar linhas verticais e horizontais.

Ative Grade e Snap para desenhar dentro de uma estrutura predefinida.

Use snap a objetos para localizar pontos precisos em objetos.

gsg-lt-2007.book Page 76 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

76

gsg-lt-2007.book Page 77 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhar com precisão

Definir valores de grade e snap . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .78 Definir o espaçamento da grade e do snap. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 78 Definir limites da grade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79

Desenhar com coordenadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .80 Usar coordenadas cartesianas e polares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80 Desenhar com coordenadas cartesianas absolutas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80 Desenhar com coordenadas cartesianas relativas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81

Efetuar snap a pontos precisos em objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .82 Usar snaps a objeto únicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 82 Definir snaps a objeto em execução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 83

Descrições de Snap a objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .84 Especificar ângulos e distâncias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .85

Usar o rastreamento polar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85 Especificar distâncias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85 Especificar um ângulo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 86 Tutorial: Desenhar com precisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 86

gsg-lt-2007.book Page 78 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Definir valores de grade e snap

As características de grade e snap, configuram uma estrutura que você pode utilizar como guia enquanto desenha.

A grade exibe um padrão retangular de pontos que se estendem sobre a área especificada pelos limites da grade do desenho. A grade ajuda a alinhar os objetos e a visualizar as distâncias entre eles. A grade não aparece no desenho plotado.

O Snap restringe o movimento do cursor de mira a intervalos que você definiu. Quando o Snap está ativado, o cursor parece aderir, ou “fazer snap”, a uma grade invisível. O Snap é útil para especificar pontos precisos com o cursor.

Definir o espaçamento da grade e do snap

A grade não necessariamente corresponde ao intervalo atual do snap. Você pode definir um espaçamento amplo de grade a ser usado como referência mas manter um espaçamento de snap mais reduzido para especificar pontos com precisão. Por exemplo, você pode definir o espaçamento da grade em 10 vezes o espaçamento do snap em um desenho métrico ou 12 vezes o espaçamento do snap em um desenho imperial.

Experimente: Restringir o cursor com o snap

1 Inicie um novo desenho. 2 Clique no botão Snap na barra de status.

Observe que o botão muda para indicar que o modo Snap foi ativado.

3 Mova o ponteiro ao redor da área do desenho enquanto o botão Snap está ativado. Observe que o cursor parece aderir, ou “efetuar snap”, à pontos em intervalos iguais na área do desenho.

Experimente: Exibir um grade

1 Clique no botão Grade na barra de status.

Observe que os pontos da grade cobrem uma área limitada; os limites da grade.

2 Ative a grade e o snap.

Se você aumentar ou diminuir o zoom do seu desenho, você pode precisar ajustar o espaçamento da grade para que seja mais adequado à nova ampliação.

78 | Capítulo 6 Desenhar com precisão

gsg-lt-2007.book Page 79 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Alterar o espaçamento da grade e do snap

1 Clique com o botão direito do mouse no botão Grade ou Snap na barra de status. 2 Clique em Configurações no menu de atalho. 3 Na caixa de diálogo Configurações do desenho, especifique novos espaçamentos para Grade e

Snap. Clique em OK.

4 Ative a grade e o snap.

Definir limites da grade

Experimente: Alterar limites da grade

1 Clique no menu Formatar ➤ Limites do desenho. 2 Clique em dois pontos para representar os cantos inferiores direito e esquerdo da área retangular. 3 Repita usando dois pontos diferentes.

Limites da grade exibidos por uma fixa de pontos de grade

Definir valores de grade e snap | 79

gsg-lt-2007.book Page 80 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhar com coordenadas

As coordenadas representam localizações em seu desenho. Quando um comando solicita um ponto, você pode usar o cursor para especificá-lo na área do desenho ou pode inserir valores de coordenadas na linha de comando.

Usar coordenadas cartesianas e polares

No espaço bidimensional, você especifica pontos em um plano, que é similar a uma folha de papel quadriculado. Você insere coordenadas bidimensionais como Cartesiana (X,Y) ou coordenadas de distância<polar) e angular.

As coordenadas cartesianas são medidas de duas linhas perpendiculares, o eixo X e o eixo Y. O valor X especifica a distância horizontal, e o valor Y especifica a distância vertical. Por exemplo, as coordenadas 5,3 representam um ponto de 5 unidades ao longo do eixo X e 3 unidades ao longo do eixo Y. O ponto de origem (0,0) indica onde ocorre a intersecção dos dois eixos.

As coordenadas polares utilizam uma distância e um ângulo para localizar um ponto. Por exemplo, as coordenadas 5<30 especificam um ponto que tem uma distância de 5 pontos da origem e um ângulo de 30 graus do eixo X.

Você pode usar valores absolutos ou relativos com cada método. Valores de coordenadas absolutas têm base na origem. Valores de coordenadas relativas têm como base o último ponto inserido.

Desenhar com coordenadas cartesianas absolutas

Use as coordenadas cartesianas absolutas quando você conhece com precisão os valores de X e Y da localização do ponto. Por exemplo, a linha na ilustração começa com um valor de –2 de X e um valor de 1 de Y termina em 3,4. As entradas no comando foram as seguintes:

Linha de: comando Especifique o primeiro ponto: #–2,1 Especifique o próximo ponto ou [Desfazer]: #3,4

Inserindo #, identifica as coordenadas como coordenadas absolutas.

Y

X–X

-Y 0,0-2,1

3,4

80 | Capítulo 6 Desenhar com precisão

gsg-lt-2007.book Page 81 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Desenhar com coordenadas cartesianas relativas

Use coordenadas cartesianas relativas quando souber a posição de um ponto em relação ao ponto anterior. Por exemplo, para localizar um ponto relativo às coordenadas relativas –2,1, preceda a próxima coordenada com o símbolo @.

Linha de: comando Especifique o primeiro ponto: #–2,1 Especifique o próximo ponto ou [Desfazer]: @5,3

Inserir @5,3, localiza o mesmo ponto neste exemplo como inserir #3,4 no exemplo anterior.

OBSERVAÇÃO As coordenadas absolutas são inseridas de forma diferente se a entrada dinâmica (botão DIM na barra de status) estiver desativada. Naquele caso, o # não é usado para especificar coordenadas absolutas

Desenhar com coordenadas | 81

gsg-lt-2007.book Page 82 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Efetuar snap a pontos precisos em objetos

O uso de snap a objeto é a forma mais importante para especificar uma localização exata em um objeto sem ter de usar coordenadas. Por exemplo, você pode utilizar um snap a objeto para desenhar uma linha até o centro de um círculo, até o ponto final de outro segmento de linha, ou para a tangente de um arco.

Será possível especificar um snap a objeto sempre que um ponto for solicitado. Quando você move o cursor sobre um objeto, um ponto ativo de snap a objeto é identificado com marcadores do AutoSnap e dicas de ferramentas.

Usar snaps a objeto únicos

Em qualquer prompt de um ponto, você pode especificar um snap a objeto único ao manter pressionada a tecla SHIFT, clicar com o botão direito do mouse, e escolher um snap a objeto no menu Snap a objeto.

Uma vez que você definiu um snap a objeto, utilize o cursor para selecionar uma localização ou um objeto.

OBSERVAÇÃO Para percorrer todos os pontos de snap a objeto disponíveis de um determinado objeto, pressione TAB.

Pressione SHIFT e clique com o botão direito do mouse para exibir o menu Snap a objeto

snaps a objeto

82 | Capítulo 6 Desenhar com precisão

gsg-lt-2007.book Page 83 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Definir snaps a objeto em execução

Para utilizar o mesmo snap a objeto várias vezes, defina-o como um snap a objeto em execução. Ele permanecerá ativo até que você o desative. Por exemplo, você pode configurar Centro como um snap em execução se precisar conectar os centros de uma série de círculos com uma linha.

Você pode definir múltiplos snaps a objetos em execução, como Ponto final e Centro.

Experimente: Alterar as configurações de snap a objeto em execução

1 Na barra de status, clique em Osnap. 2 No menu de atalho, clique em Configurações. 3 Na caixa de diálogo Configurações do desenho, selecione os snaps a objeto que deseja utilizar.

Clique em OK.

Efetuar snap a pontos precisos em objetos | 83

gsg-lt-2007.book Page 84 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Descrições de Snap a objetos

A tabela a seguir ilustra os snaps a objetos usados com maior freqüência.

Snap a objeto Snap a

Extremidade Pontos finais de objetos

Ponto médio Pontos médios de objetos

Intersecção Intersecções de objetos ou, para snaps a objeto único, locais onde intersecções poderiam ocorrer se objetos fossem estendidos

Centro

Pontos de centro de círculos, arcos ou elipses

Quadrante

Quadrantes de arcos, círculos, ou elipses

Perpendicular

Pontos em objetos que formam um alinhamento perpendicular com o último ponto especificado

Tangente Ponto em um círculo ou arco que, quando conectado ao último ponto, forma uma linha tangente ao objeto

84 | Capítulo 6 Desenhar com precisão

gsg-lt-2007.book Page 85 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Especificar ângulos e distâncias

Você pode especificar com rapidez ângulos e distâncias usando os recursos de rastreamento polar, entrada direta de distância e sobreposição de ângulo.

Usar o rastreamento polar

Quando você desenha linhas ou move objetos, poderá usar o rastreamento polar para restringir o movimento do cursor em incrementos especificados de ângulo (o valor padrão é 90 graus). Por exemplo, você pode criar uma série de linhas perpendiculares ativando o modo Polar antes de iniciar o desenho. Como as linhas são restritas aos eixos vertical e horizontal, você pode desenhar mais rapidamente sabendo que as linhas são perpendiculares.

Experimente: Use o rastreamento polar

1 Clique m Polar na barra de status para ativá-lo.

2 Desenhe diversas linhas, 90 graus uma da outra.

Especificar distâncias

Use a entrada direta de distância para especificar o comprimento de uma linha rapidamente— movendo o cursor para indicar a direção e então inserir a distância desde o primeiro ponto. Quando o rastreamento polar está ativado, a utilização de entrada direta de distância ajuda você a desenhar linhas perpendiculares com um comprimento especificado de forma mais eficaz.

O rastreamento polar restringe o movimento do cursor a ângulos especificados

caminho de alinhamento

exibição da dica de ferramenta da distância e do ângulo

Polar: 1.5<45

O rastreamento polar restringe o cursor a um ângulo, neste caso 180 graus...

e a entrada de distância direta determina o comprimento exato da linha, neste caso, 1000

Especificar ângulos e distâncias | 85

gsg-lt-2007.book Page 86 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Desenhar diversas linhas com ângulo especificado

1 Clique no menu Desenhar ➤ Linha. 2 Clique em um ponto e a seguir mova o cursor para à direita (0 graus). 3 Insira um valor. 4 Mova o cursor para acima (90 graus) e insira outro valor. 5 Repita diversas outras vezes e pressione ENTER.

Especificar um ângulo

Se o ângulo que você deseja usar não será usado com freqüência, poderá inserir uma sobreposição de ângulo. Por exemplo, se você inicia desenhando uma linha nas coordenadas –2,1, e deseja que a linha esteja em um ângulo de 10 graus com um comprimento de 50, deverá inserir

Linha de: comando Especifique o primeiro ponto: #–2,1 Especifique o próximo ponto ou [Desfazer]: <10 (Mova o cursor na direção desejada) Especificar o próximo ponto ou [Desfazer]: 50

Tutorial: Desenhar com precisão

Neste tutorial, você irá praticar o uso de algumas das ferramentas de precisão para criar o seguinte desenho, o que pode ser o início de desenhar para

■ Um spa de saúde com uma piscina de exercícios ■ Um dispositivo de trava de janela ■ Um compartimento para uma montagem de um motor

OBSERVAÇÃO É importante que você salve este desenho enquanto trabalha. Ele será usado em diversos tutoriais futuros neste guia.

86 | Capítulo 6 Desenhar com precisão

gsg-lt-2007.book Page 87 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

1 Clique no menu Arquivo ➤ Novo. 2 Selecione o arquivo de modelo de desenho que seja mais próximo ao seu aplicativo pretendido

e a suas unidades de medida:

Tutorial-mArch.dwt. Modelo de amostra de arquitetura (métrico) ■ Tutorial-mMfg.dwt. Modelo de amostra de desenho mecânico (métrico) ■ Tutorial-iArch.dwt. Modelo de amostra de arquitetura (imperial) ■ Tutorial-iMfg.dwt. Modelo de amostra de desenho mecânico (imperial)

3 Clique na guia Modelo. 4 Clique no menu Arquivo ➤ Salvar. Use MyDesign como o nome do arquivo.

Use Grade Snap para criar um contorno

1 Na barra de status, ative a Grade e Snap. Entrada dinâmica (DIM) também deve estar ativada. 2 Clique no menu Desenhar ➤ Linha, e clique em diversos locais para criar uma série de segmentos

de linha e para criar o desenho previamente ilustrado. As cotas exatas não importam, mas use distâncias razoáveis para o desenho. Pressione ENTER para finalizar o comando.

3 Clique no menu Desenhar ➤ Círculo ➤ Centro, Raio. 4 Clique em um ponto para localizar o centro do círculo, e a seguir clique em outro ponto para

especificar seu raio.

5 Ative a grade e o snap.

Criar uma linha usando snap a objeto

1 Clique no menu Modificar ➤ Apagar. O cursor de mira muda para um cursor de caixa de seleção quadrada.

2 Clique diretamente em uma das linhas que você criou e a seguir pressione ENTER. A linha é apagada, mas como você pode criar outra linha em seu lugar com precisão?

3 Clique no menu Desenhar ➤ Linha. 4 Pressione SHIFT e clique com o botão direito do mouse. No menu Snap a objeto, clique em

Ponto final.

5 Mova o cursor sobre um ponto final de uma linha. Quando visualizar um marcador de AutoSnap, clique.

6 Pressione SHIFT e clique com o botão direito do mouse, novamente. No menu Snap a objeto, clique em Ponto final.

7 Mova o cursor sobre o ponto final oposto e clique. Pressione ENTER para finalizar o comando. Os pontos finais da nova linha são localizados exatamente nos pontos finais das linhas adjacentes.

Especificar ângulos e distâncias | 87

gsg-lt-2007.book Page 88 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

8 Faça o seguinte:

■ Experimente criar linhas usando os seguintes snaps a objeto: Ponto médio, Centro, Perpendicular e Tangente.

■ Ative snaps a objeto em execução e crie diversas outras linhas. ■ Crie uma linha do centro de um círculo com um ângulo de 30 graus e 10 unidades de

comprimento.

9 Apague quaisquer objetos que não façam parte do resultado ilustrado. 10 Salve o desenho. MyDesign deveria ser o nome do arquivo.

Rever e lembrar

1 Como você desativa os pontos da grade em sua área de desenho? 2 O termo origem se refere a quais valores de coordenadas? 3 Pressionar SHIFT, enquanto você clica com o botão direito do mouse, exibe qual menu de atalho? 4 Qual botão você ativa para assegurar que a linha sendo desenhada está exatamente na vertical? 5 O que significa o termo entrada de distância direta?

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Definir o espaçamento de snap e grade

Ferramentas ➤ Configurações do desenho, Snap e guia Grade

Usar snaps a objetos únicos SHIFT+clique com o botão direito para menu Snap a objetos

Snap ao objeto

Definir snaps a objeto em execução Ferramentas ➤ Configurações do desenho, Objeto guia Snap

Snap ao objeto

Alterar as configurações de AutoSnap

Ferramentas ➤ Opções, guia Desenho

Alterar configurações polares Ferramentas ➤ Configurações do desenho Rastreamento polar

Sistema de Ajuda

GRADE, SNAPS, CONFIGURAÇÕESD, LIMITES, UCS, MODODIM, OSNAP, OPÇÕES

88 | Capítulo 6 Desenhar com precisão

gsg-lt-2007.book Page 89 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Use COPIAR para criar duplicatas em locais que você especificar

Use ESPELHAR para criar uma réplica exata de objetos através de uma linha de espelhar

Use DIST para medir a distância entre dois pontos

Use FILLET para conectar duas linhas com um arco

Use DESLOCAMENTO para criar linhas paralelas e círculos concêntricos

Use APARAR para remover as partes de objetos que se estendam além dos limites de corte que você especificar

gsg-lt-2007.book Page 90 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

90

gsg-lt-2007.book Page 91 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Fazer modificações

Selecionar objetos a serem editados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .92 Métodos de seleção de objetos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 92 Especificar uma área de seleção. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 92

Apagar, estender e aparar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .93 Apagar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93 Estender objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 94 Aparar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 94

Duplicar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .96 Copiar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 96 Deslocar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98 Espelhar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98

Mover e rotacionar objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .99 Mover objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99 Rotacionar objetos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99

Cantos de concordância . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .100 Tutorial: Modificar objetos com precisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101 Tutorial: Criar um novo desenho com precisão. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107 Coincidir propriedades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114

Usar apoios de edição. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .115 Editar com alças . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 115 Criar nuvens de revisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 116

Analisar desenhos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .117

gsg-lt-2007.book Page 92 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Selecionar objetos a serem editados

Quando você edita objetos, seleciona um ou mais objetos para especificar um conjunto de seleção dos objetos. Você pode usar dois métodos para especificar quais objetos serão modificados:

Escolher primeiro o comando. Escolha um comando de edição e a seguir selecione os objetos a modificar.

Escolher primeiro os objetos. Selecione os objetos e a seguir inicie o comando editar. Além disso, quando você usa este método, as alças são exibidas nos objetos, para serem usadas para modificar diretamente os objetos. Você pode limpar uma seleção ao pressionar ESC.

Métodos de seleção de objetos

Os dois métodos mais comuns para selecionar objetos, são

Selecionar objetos individuais. Clique individualmente em objetos. ■ Especificar uma área de seleção. Clique um uma área retangular em torno dos objetos a serem

selecionados.

Especificar uma área de seleção

Você pode selecionar objetos ao incluí-los em uma área de seleção retangular. Você define uma área de seleção retangular na área do desenho especificando cantos opostos. A ordem em que os pontos são especificados faz a diferença.

Arraste da esquerda para a direita para criar uma seleção de janela, que somente seleciona objetos que estejam completamente na área de seleção.

Arraste da direita para a esquerda para criar uma seleção cruzada, que seleciona objetos dentro e cruzando a área de seleção.

OBSERVAÇÃO Você pode remover objetos do conjunto de seleção ao pressionar SHIFT e a seguir clicando nos mesmos.

Objetos selecionados por meio da janela de seleção

1

2

92 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 93 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Apagar, estender e aparar objetos

Estes métodos excluem objetos ou alteram seu comprimento:

Apagar exclui o objeto inteiro. ■ Estender aumenta o comprimento de um objeto para um limite preciso. ■ Aparar encurta um objeto para um limite preciso e remove o excesso.

Apagar objetos

Você pode usar todos os métodos de seleção de objetos com o comando APAGAR. O exemplo mostra como utilizar a janela de seleção para apagar uma seção de canalização.

Experimente: Pratique usando a seleção de janela e cruzada

1 Inicie um novo desenho. 2 Crie algumas linhas, arcos e círculos. 3 Clique no menu Modificar ➤ Apagar. 4 Selecione diversos objetos usando uma seleção cruzada e pressione ENTER.

Observe quais objetos são selecionados e apagados.

5 Selecione diversos objetos usando uma seleção de janela e pressione ENTER. Novamente, observe quais objetos são selecionados e apagados.

6 Selecione outros objetos que você criou na etapa 1 individualmente e pressione ENTER para apagá-los.

1

2

ResultadoObjetos selecionados

Objetos selecionados com a janela de seleção

Apagar, estender e aparar objetos | 93

gsg-lt-2007.book Page 94 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Estender objetos

Você pode estender objetos, de modo que eles terminem precisamente em um limite definido por outros objetos. Se você pressionar ENTER ao invés de selecionar objetos de limite, todos os objetos visíveis no desenho se tornam limites potenciais. A ilustração mostra linhas estendidas precisamente a um círculo, que é o limite mais próximo.

Experimente: Estender um objeto

1 Crie um linha curta. A seguir crie um círculo que envolva a linha. 2 Clique no menu Modificar ➤ Estender. 3 No prompt Selecionar objetos, clique no círculo.

Observe que você primeiro seleciona os objetos limite.

4 Pressione ENTER para finalizar a seleção do limite. Esta etapa é fácil de ser esquecida.

5 No próximo prompt Selecionar objetos, clique em uma extremidade da linha e a seguir na outra extremidade da linha. Pressione ENTER para finalizar o comando.

Aparar objetos

Aparar objetos é muito similar a estender objetos. Para aparar, você corta um objeto em um limite definido por um ou mais objetos. Por padrão, os objetos definidos como bordas de corte precisa estar em intersecção com o objeto a ser aparado.

Selecione os objetos para estender o mais próximo para o fim para ser estendido.

Pressione ENTER para aceitar todos os objetos como limites.

Resultado

Bordas de corte selecionadas com seleção por intersecção

Objetos a serem aparados selecionados

Resultado

1

2

3

94 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 95 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Aparar um objeto

1 Crie duas linhas horizontais e duas linhas verticais como mostrado no lado esquerdo da ilustração anterior.

Você pode usar o Snap a objeto perpendicular para assegurar que as duas linhas horizontais estejam em intersecção com a linha vertical.

2 Clique no menu Modificar ➤ Aparar. 3 No prompt Selecionar objetos, clique nos pontos 1 e 2 como anteriormente ilustrado.

Observe que você primeiro seleciona os objetos limite.

4 Pressione ENTER para finalizar a seleção do limite. 5 No próximo prompt Selecionar objetos, clique na linha vertical no ponto 3 como mostrado.

Pressione ENTER para finalizar o comando.

OBSERVAÇÃO Com ESTENDER e APARAR, você precisa aceitar o conjunto de seleção de objetos limites ao pressionar ENTER, e a seguir selecionar os objetos a serem aparados. Se você pressiona ENTER sem selecionar qualquer objeto limite, todos os objetos se tornam limites potenciais.

Apagar, estender e aparar objetos | 95

gsg-lt-2007.book Page 96 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Duplicar objetos

Há diversas formas para efetuar cópias de objetos:

Copiar cria novos objetos na localização especificada. ■ Cópias paralelas cria novos objetos a uma distância especificada dos objetos selecionados ou que

passem por pontos especificados. ■ Espelhar cria uma imagem espelhada dos objetos em torno de uma linha de espelhamento

especificada.

Copiar objetos

Para copiar um objeto, você seleciona um ou mais objetos a serem copiados, especifica um ponto inicial, denominado ponto base, e a seguir especifica um segundo ponto para determinar a distância e direção da cópia. Estes pontos podem ser posicionados em qualquer lugar dentro do desenho. Por exemplo, na ilustração a seguir, o círculo é copiado de um retângulo para uma localização correspondente no segundo retângulo.

Experimente: Copiar um objeto

1 Crie dois retângulos e um círculo como mostrado no lado esquerdo da ilustração anterior. 2 Clique no menu Modificar ➤ Copiar. 3 No prompt Selecionar objetos, clique no círculo e pressione ENTER. 4 No prompt Especificar ponto base, pressione SHIFT e clique com o botão direito do mouse para

exibir o menu Snap a objeto. Clique em Ponto final.

5 Clique no canto do retângulo no ponto 2 como mostrado.

Resultado1Selecionar o círculo

2 Especificar um ponto base (snap a ponto final do objeto)

3 Especificar um segundo ponto (snap a ponto final do objeto)

96 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 97 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

6 No prompt Especificar segundo ponto, pressione SHIFT e clique com o botão direito do mouse para exibir o menu Snap a objeto. Clique em Ponto final.

7 Clique no canto do outro retângulo no ponto 3 como mostrado. 8 Pressione ENTER para finalizar o comando.

O círculo copiado está no mesmo local relativo ao seu retângulo envolvente como o círculo original.

Você também pode copiar objetos especificando um ponto base seguido pela entrada de distância direta, tipicamente, como snap polar ativado.

O comando Copiar automaticamente repete, para que você possa criar múltiplas cópias.

Objetos selecionados

Ponto base especificado e um distância inserida

Resultado

inserir uma distância

Objeto selecionado Resultado

ponto de referência

próximo ponto

próximo ponto próximo ponto

segundo ponto

Duplicar objetos | 97

gsg-lt-2007.book Page 98 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Deslocar objetos

O deslocamento cria um novo objeto que parece reproduzir um objeto selecionado a uma distância especificada. O deslocamento de círculos cria círculos maiores ou menores, dependendo do lado do deslocamento. Para uma maneira fácil de criar linhas paralelas ou círculos concêntricos, use o deslocamento.

OBSERVAÇÃO Deslocando diversos objetos seguidos por aparar ou estender é uma forma muito eficaz de técnica de desenho.

Espelhar objetos

É possível espelhar objetos ao redor de uma linha de espelhamento, que você define com dois pontos. Você pode escolher apagar ou reter os objetos originais.

O espelhamento é útil para criar objetos simétricos. Você pode rapidamente desenhar metade do objeto e espelhar a outra metade ao invés de desenhar o objeto inteiro.

deslocamento do objeto

objeto original

1

2 3

linha de espelha mento

Objetos selecionados

Linha de espelho definida

Resultado com original retido

4

98 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 99 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Mover e rotacionar objetos

Um importante técnica de desenho é a de criar um ou mais objetos e a seguir movê-los ou rotacioná- los para o local.

Mover objetos

Você move objetos da mesma forma que os copia. Você seleciona o objeto a ser movido, especifica o ponto base (1) e, em seguida, especifica um segundo ponto para determinar a distância e a direção do movimento (2). Na ilustração, estas etapas movem a janela mais alto e para longe da porta.

Rotacionar objetos

Você rotaciona objetos especificando um ponto base e um ângulo de rotação. Você pode especificar o ângulo de rotação ao especificar um ponto ou ao inserir um valor para o ângulo.

No exemplo a seguir, você especifica o ponto base (1), um segundo ponto (2), que determina o ângulo de rotação (2) para a orientação de uma casa.

Ao invés de especificar o segundo ponto no exemplo, você inseriu -35 para especificar a rotação em graus. A repetição da rotação com o mesmo ponto base e ângulo, iria resultar na casa sendo rotacionada em um total de 70 graus de sua orientação original.

OBSERVAÇÃO Por padrão, um ângulo positivo resulta em uma rotação no sentido anti-horário. No entanto, esta configuração pode ser modificada usando o comando UNIDADES.

1 2

Selecione objetos, especifique o ponto base e o novo local dos objetos selecionados

Objetos selecionados

Resultado

1

Ponto base e ângulo de rotação

2

Mover e rotacionar objetos | 99

gsg-lt-2007.book Page 100 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Cantos de concordância

A concordância conecta dois objetos com um arco de um raio especificado que é tangente aos objetos.

Use a opção Raio do comando Concordância para especificar um raio do arco da concordância. Alterar o raio define o raio padrão para concordâncias subseqüentes. Por padrão, os objetos com concordância são aparados como mostrado na ilustração.

Uma técnica útil é a de definir o raio de concordância para 0. Isso resulta em dois objetos com intersecção em um canto afiado, como ilustrado. Nenhum arco é criado.

OBSERVAÇÃO Você pode manter pressionada a tecla SHIT ao selecionar objetos para sobrepor o raio de concordância atual com um valor de 0.

Você também pode efetuar a concordância de círculos, arcos e polilinhas. Pode existir mais de uma concordância entre círculos e arcos dependendo de onde você seleciona os objetos.

Objetos selecionados Resultado

Raio definido como 0, objetos selecionados

Resultado

100 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 101 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Tutorial: Modificar objetos com precisão

No tutorial a seguir, você usa as técnicas de desenho com precisão para modificar parte de um mapa de assessor.

Os proprietários de um terreno adjunto a um terreno vazio na cidade, persuadiram o conselho municipal a permitir que os mesmos adquiram o terreno. O único requisito foi o de que os proprietários concordassem em uma divisão eqüitativa.

Como você dividiria o terreno vazio?

A proposta aceita pelos proprietários, expande os lotes 26 e 27 para tornar seu tamanho total iguais. A cerca entre os lotes 38 e 39 foi estendida. O lote 38 era maior do que os demais, mas este benefício foi compensado por sua forma irregular.

terreno vazio

Cantos de concordância | 101

gsg-lt-2007.book Page 102 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Use o procedimento a seguir para alterar os limites dos lotes.

1 Clique no menu Arquivo ➤ Abrir. 2 Na caixa de diálogo Selecionar arquivo, encontre as pastas \Help\Tutorial no produto AutoCAD

ou AutoCAD LT e abra arbor.dwg.

3 Para simplificar a exibição, desative o Texto da camada. Primeiro você cria uma nova linha de propriedade no lado esquerdo do lote triangular. O topo superior da nova linha de propriedade será deslocada em 25.73 pés; e a parte inferior da nova linha de propriedade será deslocada em 39.94 pés. Estas distâncias foram determinadas usando o método de tentativa e erro para tornar os lotes 26 e 27 iguais em área, mas sem tornar o lote 38 muito estreito ou muito grande.

Para completar esta tarefa, você cria alguma “geometria de construção” que torna a tarefa mais fácil.

4 Use o comando Círculo e snaps a objeto para criar um círculo com um raio de 25,73 e um círculo com um raio de 39.94 centrado nas intersecções, como mostrado na ilustração.

102 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 103 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

5 Use snaps a intersecção de objetos para criar uma nova linha de propriedade, como mostrado na ilustração.

6 Apague a linha antiga da propriedade e os dois círculos de construção;

Cantos de concordância | 103

gsg-lt-2007.book Page 104 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

A seguir, estenda a antiga linha de propriedade para uma nova linha.

7 Clique no menu Modificar ➤ Estender. 8 Clique na nova linha de propriedade. Esta linha é o limite para estender a linha antiga de

propriedade.

9 Pressione ENTER. Esta ação é importante e é esquecida com facilidade. Ela separa os objetos que servem como limites dos objetos a serem estendidos.

10 Clique na linha antiga de propriedade junto ao fim a ser estendido, como mostrado.

104 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 105 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

11 Pressione ENTER para finalizar o comando. 12 Use o mesmo método para estender a outra linha de propriedade para a borda inferior.

13 Apague as linhas antigas de propriedade para abrir o lote longo e estreito.

Cantos de concordância | 105

gsg-lt-2007.book Page 106 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

14 Desenhe uma linha curta de propriedade usando o snap ao ponto final de objetos entre os pontos finais das linhas de propriedade, como mostrado.

As novas linhas de propriedade estão completas. Mas, como você pode encontrar as novas áreas dos lotes?

Encontrar as áreas do lotes

1 Na linha de comando, insira limite. 2 Na caixa de diálogo Criar limite, clique em Selecionar pontos. A seguir clique dentro de cada lote.

Pressione ENTER para finalizar o comando.

Um objeto de polilinha fechada é criado usando as linhas de propriedade de cada lote. Estas polilinhas fechadas são sobreimpostas sobre as linhas de propriedade e podem ser apagadas em outro momento

106 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 107 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Observação Na medida em que você move o cursor sobre o mapa, diferentes polilinhas são realçadas. Quando as polilinhas compartilham o mesmo limite, somente uma delas é realçada. Para evitar estes limites comuns, mova seu cursor em torno das bordas externas do mapa. Alternativamente, você pode pressionar CTRL e clicar e um limite compartilhado repetidamente para passar por todos os objetos naquele local.

3 Clique no menu Modificar ➤ Propriedades. 4 Clique em um dos limites e encontre a área listada na paleta Propriedades. 5 Pressione ESC para cancelar a seleção. 6 Encontre a área de cada um dos outros lotes. 7 Feche o desenho do mapa de sem salvá-lo.

Tutorial: Criar um novo desenho com precisão

No tutorial a seguir, você irá criar um desenho detalhado de um tipo de motor de avião a jato, usado para colocar motores a jato em um avião comercial. Você ficará feliz em saber que esta peça é feita de aço de ferro-níquel-cromo de alta resistência.

OBSERVAÇÃO Cada etapa neste tutorial não é especificada em detalhes. Quando tiver dúvidas, sinta-se a vontade para rever partes anteriores neste guia ou use o sistema de Ajuda. Você pode acessar todos os comandos neste tutorial usando os menus Desenhar e Modificar.

Cantos de concordância | 107

gsg-lt-2007.book Page 108 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

1 Inicie um novo desenho usando o arquivo de modelo de desenho, Tutorial-mMFG.dwt. Este modelo serve para o desenho mecânico usando unidades métricas. Todas as distâncias são assumidas como milímetros.

2 Clique na guia Modelo. 3 Assegure que os botões Polar e Osnap na barra de status estejam ativados. A camada atual deveria

ser Modelo-Frente.

Crie a vista frontal.

1 Crie um círculo com um diâmetro (não raio) de 50 mm nas coordenadas 180,100.

Observação A precisa localização deste círculo não é crítica neste tutorial, mas é uma boa idéia assegurar que diversos recursos significativos coincidem com os locais de snap. Para desenhos de vista única ou modelo 3D, é uma boa idéia ter um recurso significativo localizado na origem (0,0). Isto é conveniente ao referenciar um desenho de outro desenho, como em desenhos de montagem.

2 Use o snap ao centro de objetos para desenhar um círculo com um diâmetro de 24 usando o ponto central do círculo anterior.

O snap ao centro do objeto pode não ser um snap a objeto em execução padrão. Pressione SHIFT e clique com o botão direito do mouse para acessar o menu Snap a objeto.

3 Usando o snap polar para travar o ângulo em 0 graus, copie os dois círculos pata uma localização 125 mm para a direita.

Comando: copiar Selecionar objetos Selecione os dois círculos e pressione ENTER Especificar ponto base ou [Deslocamento]: Clique no centro dos círculos e mova o cursor para a direita Especificar segundo ponto ou <utilizar primeiro ponto como deslocamento>: 125 Especificar segundo ponto ou [Sair/Desfazer]: Pressione ENTER.

4 Desloque o círculo interior na esquerda por 4 mm no exterior. Comando: deslocamento Especificar distância de deslocamento ou [Através/Apagar/Camada]: 4 Selecionar objeto a deslocar ou [Sair/Desfazer]: Selecione o círculo interior esquerdo Especificar ponto do lado a deslocar ou [Sair/Múltiplo/Desfazer]: Clique em qualquer lugar for a dos círculos

108 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 109 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

5 Crie um círculo usando a opção tangente-tangente-raio (Ttr). O raio deveria ser de 250 mm. Observe que o marcador de AutoSnap para tangente é automaticamente ativado.

Comando: circulo Especificar o centro do círculo ou [3P/2P/Ttr (tan tan raio)]: t Especificar o ponto no objeto da primeira tangente do círculo: Selecione um círculo exterior junto à localização da tangente esperada Especificar o ponto no objeto da segunda tangente do círculo: Selecione outro círculo exterior, como mostrado. Especificar o raio do círculo: 250 (somente parte do círculo é mostrado na ilustração)

6 Apare o círculo grande como mostrado abaixo.

Cantos de concordância | 109

gsg-lt-2007.book Page 110 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

7 Use o comando Espelhar para espelhar o arco usando os pontos centrais dos círculos esquerdo e direito, para definir uma linha espelhada. Novamente, pressione SHIFT e clique com o botão direito do mouse para acessar o menu Snap a objeto.

Há com freqüência métodos alternativos para cada etapa. Por exemplo, para criar o arco inferior, você poderia ter usado o comando Concordância para efetuar a concordância dos dois círculos externos com um raio de 250 mm.

8 Apare o círculo esquerdo externo, como mostrado.

A vista frontal da peça está completa. A seguir, você irá usar os objetos na vista frontal para criar a vista superior da peça.

Criar a vista superior

1 Defina a camada atual como Modelo-Topo. Você pode usar o controle Camada na barra de ferramentas Camadas ou o Gerenciador de propriedades de camadas.

2 Use o snap a quadrante de objeto para criar um linha começando no lado esquerdo da peça. Com o snap polar ativado, mova o cursor para cima e insira 100, para tornar a linha 100 mm de comprimento. Crie outra linha de 100 mm no lado direito da peça.

110 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 111 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

3 Use o snap a objeto de ponto final para criar uma linha conectando na extremidades superiores de linhas verticais.

4 Desloque a linha horizontal para baixo por 12 mm.

5 Apare as extremidades inferiores das linhas verticais para criar o contorno retangular na vista superior.

6 Desloque a linha horizontal mais superior para cima por 3 mm. Crie linhas verticais dos quadrantes dos outros círculos, como mostrado.

Cantos de concordância | 111

gsg-lt-2007.book Page 112 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

7 Apare as quarto linhas verticais representando as bordas da silhueta dos buracos, como mostrado. Não se esqueça de pressionar ENTER após selecionar a linha limite horizontal para a apara.

8 Apare as outras linhas verticais, como mostrado. Efetue o zoom e pan como necessário.

9 Apare a linha horizontal mais superior, como mostrado.

10 Crie linhas verticais que iniciam do ponto final do arco e as extremidades perpendiculares à linha horizontal, como mostrado. Esta linha será o limite de apara para a execução da peça.

linha limite para apara

linha limite para apara

112 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 113 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

11 Apare a linha horizontal à linha limite, como mostrado.

12 Apague a linha limite de apara vertical.

13 Estenda a linha vertical remanescente, como mostrado.

14 Adicione concordâncias de 1 mm para os cantos exteriores. A vista superior está quase completa. Você ainda precisa alterar as bordas de silhueta ocultas dos buracos para um tipo de linha tracejada.

Para alterar o tipo de linha das quatro linhas verticais, você sobrepõe a propriedade de tipo de linha atualmente atribuídas às linhas. Como você lembra, poderá selecionar os objetos e depois usar a paleta Propriedades ou a barra de ferramentas Propriedades para especificar o tipo de linha requerido.

Alterar tipos de linha

1 Selecione as quatro arestas de silhueta verticais dos buracos. 2 Clique no menu Modificar ➤ Propriedades.

Observe que se você seleciona mais do que um objeto, somente as propriedades comuns são listadas.

3 Na paleta Propriedades, clique em Tipo de linha. Clique na seta e, na lista, clique em ACAD_ISO02W100.

4 Clique em Escala de tipo de linha. Digite 0.3 para o novo tipo de linha e pressione ENTER. 5 Mova o cursor para fora da paleta Propriedades e pressione ESC para cancelar a seleção.

As quatro linhas estão agora exibidas com um tipo de linha tracejada.

linha limite para apara

apagar linha

estender linha

bordas de silhueta

Cantos de concordância | 113

gsg-lt-2007.book Page 114 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Observação Ao invés de alterar o tipo de linha das quarto linhas individualmente, você poderia ter criado uma nova camada para as linhas ocultas. A propriedade de tipo de linha daquela camada poderia ter sido definida para ACAD_ISO02W100. Então, para alterar o tipo de linha das quatro linhas, você iria alterar a atribuição de camada das linhas para a nova camada.

6 O tutorial está completado. Se você desejar manter este desenho, salve-o agora.

Coincidir propriedades

Você pode copiar com facilidade as propriedades de um objeto para outros objetos. Você pode decidir coincidir cor, camada, tipo de linha, escala, espessura de linha, espessura, estilo de plotagem, e em alguns casos, estilos de cota, estilos de texto e padrões de hachura.

Experimente: Copiar as propriedades de um objeto para outros objetos

1 Inicie um novo desenho. 2 Desenhe diversos objetos com diferentes propriedades de cores. 3 Clique no menu Modificar ➤ Propriedades iguais. 4 Clique no objeto de origem do qual deseja copiar as propriedades. 5 Clique no objeto de origem ao qual deseja copiar as propriedades.

Você também pode usar a opção Configurações do comando para selecionar propriedades que desejar coincidir e limpar as que não deseja coincidir.

114 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 115 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Usar apoios de edição

Os seguintes apoios à edição ajudam a modificar desenhos eficientemente:

Alças editam objetos usando seu cursor e um menu de atalho. ■ Nuvens de revisão idêntica áreas que foram atualizadas.

Editar com alças

Alças são pequenos quadrados e setas que aparecem em um objeto depois que ele foi selecionado. Elas marcam posições de controle e são ferramentas de edição poderosas.

Após selecionar um objeto, você pode clicar em uma alça e movê-la com seu cursor. Para obter mais opções, clique em uma alça e clique com o botão direito do mouse para exibir um menu de atalho. A seguir escolha o modo de edição de alça.

selecionar linha clicar na alça mover a alça para o fim de uma linha horizontal

1

2

Modos de edição com alças

Opções do modo de edição com alças

Usar apoios de edição | 115

gsg-lt-2007.book Page 116 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Editar objetos usando alças

1 Desenhe diversos objetos 2 Clique nos diversos objetos para selecioná-los e para exibir suas alças. 3 Clique em uma alça em um objeto e clique sua nova localização. Esse é o modo esticar padrão.

■ Observe o comportamento da alça quando o snap a objeto é ativado. ■ Observe o comportamento da alça quando você estica a alça para outra alça.

4 Clique em uma alça em um objeto e a seguir clique com o botão direito do mouse. 5 Escolha um modo diferente de alça como Mover, Espelhar, Rotacionar ou Dimensionar. 6 Pressione ESC para sair da edição da alça.

Criar nuvens de revisão

Se você revê os desenhos ou aplica linhas vermelhas a eles, aumente sua produtividade usando nuvens de revisão para realçar as marcações. Você desenha a nuvem de revisão em volta dos objetos que deseja enfatizar, criando uma polilinha na forma de uma nuvem, como mostrado na ilustração a seguir.

Experimente: Criar uma nuvem de revisão

1 Clique no menu Desenhar ➤ Nuvens de revisão. 2 Clique em qualquer lugar Ana área de desenho e mova seu cursor para envolver a área. 3 Repita o comando e veja se a nuvem de revisão sempre cria os arcos externos ou se você pode

enganá-lo.

116 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 117 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Analisar desenhos

Você pode extrair informações de seu modelo utilizando os comandos de consulta. O comando mais usado é o comando DIST.

Utilize DIST para determinar rapidamente a relação entre dois pontos. Você pode exibir as seguintes informações para dois pontos especificados:

■ Distância entre eles em unidades de desenho ■ O ângulo entre os pontos no plano XY ■ O ângulo dos pontos a partir do plano XY ■ Delta, ou diferença, entre os valores das coordenadas X, Y e Z de cada ponto

Experimente: Medir a distância e o ângulo entre dois pontos.

1 Clique no menu Ferramentas ➤ Consulta ➤ Distância. 2 Use um snap a objeto para localizar um ponto em um objeto. 3 Use um snap a objeto para localizar um ponto em um outro objeto. 4 Reveja os dados exibidos na janela de comando. 5 Pressione F2 para ver os dados em uma janela maior, denominada janela Texto.

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Apagar objetos Modificar ➤ Apagar Modificar

Estender objetos Modificar ➤ Estender Modificar

Aparar objetos Modificar ➤ Aparar Modificar

Copiar objetos em um desenho Copiar objetos entre desenhos

Modificar ➤ Copiar Editar ➤ Copiar Modificar Padrão

Deslocar objetos Modificar ➤ Deslocar Modificar

Espelhar objetos Modificar ➤ Espelhar Modificar

Mover objetos Modificar ➤ Mover Modificar

Rotacionar objetos Modificar ➤ Rotacionar Modificar

Concordância de objetos Modificar ➤ Concordância Modificar

Analisar desenhos | 117

gsg-lt-2007.book Page 118 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Rever e lembrar

1 Qual a diferença entre uma seleção cruzada e uma janela de seleção? 2 Qual a forma mais rápida para criar diversas linhas paralelas? 3 Qual a forma mais fácil para criar um arco que seja tangente a dois outros objetos? 4 Ao criar ou modificar um objeto, o que você faz para exibir o menu Snap a objeto? 5 Qual a forma mais fácil para medir a distância entre dois pontos em um desenho?

Editar propriedades Ferramentas ➤ Propriedades Modificar ➤ Propriedades

Padrão

Coincidir propriedades Modificar ➤ Coincidir propriedades Padrão

Criar nuvens de revisão Desenhar ➤ Revisão Nuvem Desenhar

Extrair informações de objetos Ferramentas ➤ Consulta ➤ Distância Consulta

Sistema de Ajuda

APAGAR, ESTENDER, APARAR, COPIAR, COPIARCLIP, COLARCLIP, DSLOCAR, ESPELHAR, MOVER, ROTACIONAR, UNIDADES, CONCORDÂNCIA, PROPRIEDADES, COINCPROP, OPÇÕES, NUVREV, DIST

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

118 | Capítulo 7 Fazer modificações

gsg-lt-2007.book Page 119 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Hachura para preencher áreas com padrões ou cores sólidas que ajudam a identificar a matéria do assunto ou material

Crie blocos quando você quiser usar desenhos ou partes de desenhos repetidamente.

Estes símbolos, chamados blocos, representam itens padrão, como árvores ou arbustos.

gsg-lt-2007.book Page 120 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

120

gsg-lt-2007.book Page 121 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Adicionar símbolos e hachuras

Visão geral de blocos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .122 Benefícios dos blocos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 122 Origens de blocos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123

Inserir blocos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .123 Tutorial: Adicionar Blocos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123

Visão geral de hachuras. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .126 Usar padrões de hachura padrão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 126 Hachuras associativas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 126

Inserir hachuras ou preenchimento sólido. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .127 Definir limites de hachura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 127 Tutorial: Adicionar hachuras a um desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 127

gsg-lt-2007.book Page 122 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Visão geral de blocos

No AutoCAD e no AutoCAD LT, símbolos são denominados de blocos. Um bloco é uma coleção de objetos que estão associados em um único objeto. Use os blocos para representar objetos como árvores, braçadeiras ou portas.

Blocos são tipicamente definidos e armazenados em um desenho denominado biblioteca de blocos, ou biblioteca de símbolos, do qual podem ser inseridos em outros desenhos. Todo um desenho também pode ser inserido como um bloco.

Os blocos também podem incluir atributos de bloco, que armazenam dados como número de peça, datas e relação de desempenho.

Benefícios dos blocos

A utilização de blocos torna mais fácil e rápida a conclusão do seu trabalho.

■ Criar desenhos eficientemente pela inserção, realocação e cópia de blocos em vez de objetos geométricos individuais.

■ Construa uma biblioteca padrão de símbolos, componentes ou peças padrão, usados com freqüência.

■ Armazene os dados associados com atributos de blocos que podem ser extraídos para criar relatórios.

■ Gerenciar blocos com o DesignCenter. O DesignCenter fornece uma organização conveniente e o acesso a milhares de símbolos em seu computador, em sua rede local ou na Internet.

referências de bloco de uma braçadeira inserida em um desenho

definição de bloco para a braçadeira

122 | Capítulo 8 Adicionar símbolos e hachuras

gsg-lt-2007.book Page 123 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Origens de blocos

Existem várias origens de blocos que você pode utilizar em seus desenhos.

Seu computador. Mais de 300 blocos padrão em 15 desenhos de biblioteca de símbolos na pasta DesignCenter.

A rede de sua empresa. Você também pode criar seus próprios blocos e bibliotecas de blocos, ou sua empresa já pode ter suas próprias bibliotecas padrão.

A Internet. Numerosas bibliotecas de blocos adicionais de símbolos comerciais e da Autodesk estão disponíveis, incluindo várias delas que estão disponíveis gratuitamente utilizando a guia DC on-line no DesignCenter.

OBSERVAÇÃO A criação de blocos, atributos de blocos ou bibliotecas de blocos são tópicos mais avançados e não são cobertos neste guia.

Inserir blocos

Você pode escolher entre os seguintes três métodos para inserir blocos em desenhos:

Caixa de diálogo Inserir. Coloque um bloco ao especificar seu ponto de inserção, escala e ângulo de rotação.

DesignCenter. Localize a biblioteca de símbolos e coloque ou arraste um bloco para um desenho ou para uma paleta de ferramentas. Use o DesignCenter para localizar ou gerenciar um grande número de blocos e biblioteca de blocos.

Janela Paleta de ferramentas. Coloque ou arraste um bloco em um desenho. Use as paletas de ferramentas para organizar e acessar seus blocos de uso mais comum.

Tutorial: Adicionar Blocos

1 Abra o MyDesign, o desenho que você criou e salvou em um tutorial anterior.

Inserir blocos | 123

gsg-lt-2007.book Page 124 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

2 Desloque as linhas para criar paredes (se for um spa de saúde ou um compartimento de motor) ou saliências (se for uma pega para uma trava de janela). Use um valor para a distância de deslocamento que seja apropriada para o quê você está criando. Limpe os cantos usando Concordância co o raio de concordância definido para 0.

Abrir a biblioteca de blocos

1 Clique no menu Ferramentas ➤ DesignCenter. A janela do DesignCenter está dividida na visualização em árvore, no lado esquerdo, e na área de conteúdo, no lado direito.

2 Na janela DesignCenter, clique na guia Pastas, se necessário. Na visualização em árvore, navegue para a pasta Ajuda\Tutoriais\Biblioteca de símbolos.

3 Clique no sinal de mais (+) na biblioteca de blocos que seja mais apropriada para seu desenho.

Fasteners - Metric.dwg Fasteners - US.dwg Office - Metric.dwg Office - US.dwg

4 Clique no item Blocos sob o desenho que você acaba de expandir. Os blocos se tornam visíveis na área Conteúdo do DesignCenter.

Colocar e realocar os blocos com o DesignCenter

1 Arraste um dos blocos do DesignCenter para seu desenho. A localização precisa não é importante. 2 Clique no bloco. Observe a alça colorida que é exibida. Arraste a alça para mover o bloco para seu

lugar.

3 Clique na alça e clique com o botão direito do mouse. No menu de atalho, clique em Rotacionar. Rotacione o bloco com o cursor ou ao inserir um ângulo de rotação.

4 No DesignCenter, clique duas vezes em um bloco diferente. 5 Na caixa de diálogo Inserir, em Rotação, clique em Especificar na tela. Clique em OK.

124 | Capítulo 8 Adicionar símbolos e hachuras

gsg-lt-2007.book Page 125 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

6 Clique em uma lugar em seu desenho. Você é solicitado a especificar um ângulo de rotação. Rotacione o bloco com o cursor ou ao inserir um ângulo de rotação.

7 Feche a janela DesignCenter.

Colocar blocos com a caixa de diálogo Inserir

1 Clique no menu Inserir ➤ Bloco. 2 Na caixa de diálogo Inserir, clique na seta junto a caixa Nome. Essas são as definições de bloco

atualmente armazenadas em seu desenho. Clique em uma delas e clique em OK. Especificar a localização para o bloco

3 Adicione diversos outros blocos ao seu desenho. Salve o desenho.

Acessar bibliotecas de blocos na Web

1 Abra novamente o DesignCenter. 2 Clique na guia DC on-line. Se você tiver uma conexão à Internet, poderá explorar as bibliotecas

comerciais de símbolos que estejam disponíveis.

Inserir blocos | 125

gsg-lt-2007.book Page 126 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Visão geral de hachuras

Um padrão de hachura é um padrão de linhas ou pontos utilizado para realçar uma área em um desenho, ou para identificar um material, como concreto, aço ou grama. um padrão de hachura também pode ser um preenchimento de sólido.

Usar padrões de hachura padrão

A pasta DesignCenter contém mais de 60 padrões de hachura padrão ISO da indústria e padrões de hachura imperiais. Você também pode usar padrões de hachura de bibliotecas de padrões de hachura fornecidos por outras empresas. Padrões de hachura são armazenados em arquivos de padrão de hachura com extensões PAT.

Hachuras associativas

Por padrão, hachuras são associativas. Hachuras associativas são vinculadas aos seus respectivos limites e são atualizadas quando os limites são modificados. Você pode remover a associatividade de uma hachura a qualquer tempo.

Padrões para hachura padronizados para a indústria

ANSI31

INSUL

AR-CONC

Objeto hachurado

Resultado da edição limite com hachura não associativa

Resultado da edição de um limite com hachura associativa

126 | Capítulo 8 Adicionar símbolos e hachuras

gsg-lt-2007.book Page 127 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Inserir hachuras ou preenchimento sólido

Você pode preencher objetos em um desenho utilizando um destes métodos:

■ Selecione Hachura no menu ou barra de ferramentas Desenhopara criar hachuras e preenchimentos sólidos.

■ Use o DesignCenter para arrastar hachuras para o desenho ou para uma paleta de ferramentas. ■ Use uma paleta de ferramentas para arrastar rapidamente hachuras de uso comum para um

desenho.

Definir limites de hachura

Os limites de hachura podem ser qualquer combinação de objetos, como linhas, arcos, círculos, polilinhas. texto e blocos. Os limites de hachura precisam envolver uma área, mas podem incluir ilhas (áreas envolvidas na área de hachura) que você decide se quer ou não hachurar.

Tutorial: Adicionar hachuras a um desenho

Neste tutorial, você irá hachurar parte de seu desenho para que pareça algo com isto:

ResultadoLimites detectadosPontos internos

ponto interno

ilhas

Pontos internos selecionados

Inserir hachuras ou preenchimento sólido | 127

gsg-lt-2007.book Page 128 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

1 Abra o MyDesign, o desenho que você criou e salvou em um tutorial anterior. 2 Clique no menu Desenhar ➤ Hachura. 3 Na guia Hachura, em Tipo e Padrão, observe o nome do padrão de hachura e a amostra.

Escolha um tipo diferente de hachura.

4 Em Limites, clique em Adicionar: Selecione pontos. A seguir clique em qualquer lugar entre as linhas paralelas para as paredes e pressione ENTER.

5 Na parte inferior da caixa de diálogo, clique em Visualizar. Provavelmente haverá diversas coisas que você queira modificar, incluindo o círculo sendo hachurado, o ângulo de hachura e o espaçamento de hachura.

6 Pressione ESC para retornar à caixa de diálogo. 7 Clique no botão > (Mais opções) no canto inferior direito da caixa de diálogo. 8 Em Ilhas, clique em Externa. A seguir clique no botão <(Menos opções). 9 Em ângulo e Escala, altere os valores para o ângulo e para a escala. Se a hachura está muito densa,

aumente o valor da escala por um fator de 10.

10 Clique em Visualizar. Se a hachura ainda não está aceitável, retorne para a etapa 6. Caso contrário, clique com o botão direito do mouse ou pressione ENTER para aceitar a hachura.

11 Salve seu arquivo de desenho.

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Inserir um bloco Inserir ➤ Bloco Desenhar

Abrir o DesignCenter Ferramentas ➤ DesignCenter Padrão

Abrir a janela Paletas de ferramentas Ferramentas ➤ Janela Paletas de ferramentas Padrão

Hachurar uma área Desenhar ➤ Hachura Ferramentas ➤ DesignCenter Ferramentas ➤ Janela Paletas de ferramentas

Desenhar Padrão

Sistema de Ajuda

ADCENTER, BLOCO, EXPLODIR, INSERIR, PALETASFERRAM, HACHURA

128 | Capítulo 8 Adicionar símbolos e hachuras

gsg-lt-2007.book Page 129 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Rever e lembrar

1 O que é um bloco? 2 O que é uma biblioteca de blocos? 3 Como você usa snaps de objeto com blocos? 4 Quais são as três formas para hachurar uma área em um desenho? 5 Como você preenche uma área com uma cor sólida?

Inserir hachuras ou preenchimento sólido | 129

gsg-lt-2007.book Page 130 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

gsg-lt-2007.book Page 131 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Adicionar texto a um desenho

Criar e modificar texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .132 Trabalhar com estilos de texto. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .134

Criar e modificar estilos de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 134 Definir tamanho do texto para escala da viewport . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .135

Definir tamanho do texto no espaço do modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 135

gsg-lt-2007.book Page 132 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar e modificar texto

O AutoCAD e o AutoCAD LT fornecem um editor de texto para adicionar texto aos desenhos. O Editor de texto no local exibe a caixa delimitadora com uma régua na parte superior e a barra de ferramentas Formatação de texto.

Com o Editor de texto no local, você pode optar por uma formatação que afete todo o objeto de texto ou somente o texto selecionado. Você também pode controlar os recuos.

Antes de criar o texto, você define a largura do texto especificando os dois cantos opostos de um limite de texto. Somente a largura da caixa tem um efeito. O texto inserido na caixa de diálogo dentro desse limite de largura e passa as palavras que não cabem, para a próxima linha.

Ao usar o editor de texto, você pode com facilidade alterar a largura ao arrastar o lado direito da régua.

OBSERVAÇÃO A forma mais rápida de efetuar alterações em um objeto existente e a de clicar duas vezes no mesmo. Isso abre o Editor de texto no local e exibe o texto a ser alterado.

exibir opções de menu

exibir régua

salvar alterações e fechar

definir largura de objetos de texto de múltiplas linhas

réguarecuo de parágrafo

recuo na primeira linha

paradas de tabulação

selecione o tamanho do texto com um novo valor

132 | Capítulo 9 Adicionar texto a um desenho

gsg-lt-2007.book Page 133 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Recursos adicionais que estão disponíveis para texto em desenhos, incluem

■ Um corretor ortográfico com dicionários personalizáveis ■ A caixa de diálogo Localizar e Substituir para localizar e corrigir texto ■ A habilidade de criar texto espelhado

Experimente: Criar objetos de texto de multilinha

1 Inicie um novo desenho. 2 Para exibir o texto em um tamanho conveniente, efetue o zoom em uma área pequena acima da

barra de títulos.

3 Clique no menu Desenhar ➤ Texto ➤ Texto multilinha. 4 Clique em dois pontos para determinar a largura do objeto de texto. 5 No Editor de texto no local, digite seu texto. 6 Realce uma palavra e clique em algumas das opções de formatação.

Estas opções são quase idênticas as opções de aplicativos de processamento de palavras.

7 Clique em OK na barra de ferramentas Formatação de texto.

Experimente: Modificar um objeto de texto existente

1 Clique duas vezes no objeto de texto. 2 Realce mais palavras ou todo o parágrafo e clique em mais opções de formatação. 3 Clique em OK na barra de ferramentas Formatação de texto.

Criar e modificar texto | 133

gsg-lt-2007.book Page 134 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Trabalhar com estilos de texto

Todo o texto em um desenho tem um estilo de texto associado com o mesmo. Quando você insere o texto, o estilo atual de texto é aplicado, o qual determina as seguintes propriedades:

Fonte controla as formas dos caracteres ■ Estilos de fonte controla a formatação de itálico e negrito de fontes TrueType ■ Altura controla o tamanho em unidades de desenho do texto ■ Ângulo de inclinação controla a inclinação do texto para um dos lados ■ Orientação controla o alinhamento vertical ou horizontal de um texto de uma linha ■ Outras características de texto controlam efeitos como texto largo e texto invertido

Criar e modificar estilos de texto

Exceto para o estilo padrão PADRÃO, você deve definir qualquer estilo de texto que queira usar. Uma vez que tenha criado um estilo, você pode modificar suas configurações, alterar seu nome ou excluí-lo quando não precisar mais dele. Quando você cria ou modifica um estilo de texto, você usa a caixa de diálogo Estilo de texto.

Se você alterar uma fonte de um estilo existente, todo o texto no desenho que usa aquele estilo é regerado usando a nova fonte.

OBSERVAÇÃO Se você criar observações e legendas diretamente em um layout no espaço do papel, nenhuma alteração de escala será necessária. Observações e legendas criadas em um espaço de modelo precisam ser dimensionadas para acomodar a escala da viewport de layout.

escolher umestilo diferente de texto

criar novo estilo de texto

a amostra de texto mostra as alterações feitas

especificar uma fonte diferente a ser usada pelo estilo de texto

134 | Capítulo 9 Adicionar texto a um desenho

gsg-lt-2007.book Page 135 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Definir tamanho do texto para escala da viewport

Você pode criar texto no espaço de modelo ou no layout no espaço do papel. O espaço no qual você cria texto depende das circunstâncias.

■ Se o texto estiver associado mais de perto com o layout, você deve criar o texto no espaço do papel. Com esta opção, não haverá considerações de escala e você poderá criar texto em seu tamanho real (1:1).

■ Se o texto estiver associado mais de perto com o modelo, e você prevê referenciar o modelo e o texto de outros desenhos ou outras visualizações, você deveria criar o texto no espaço de modelo. Com esta opção, o texto, usualmente, deverá sr dimensionado.

O preparo de uma ou mais vistas em um layout de desenho, usualmente, envolve exibi-las em viewports de layout em diversas escalas diferentes de 1:1. Se você cria texto em um espaço de modelo, precisa alterar sua escala para a correta exibição e plotagem no espaço do papel.

Definir tamanho do texto no espaço do modelo

Defina o tamanho do texto no espaço de modelo usando a seguinte fórmula:

Tamanho do texto no espaço de modelo = tamanho desejado do texto/escala da viewport de layout

■ Exemplo 1: Se o tamanho desejado de texto é de 3mm e a escala da viewport é 1:4(0.25), então use 3/0.25 = 12 mm para o tamanho do texto no modelo de espaço.

■ Exemplo 2: Se o tamanho desejado de texto é de 1/8 polegadas e a escala da viewport é 1”=4’ (1:48), então use (1/8)/(1/48) = 48/8 = 6 polegadas para o tamanho do texto no modelo de espaço.

Definir tamanho do texto para escala da viewport | 135

gsg-lt-2007.book Page 136 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

A criação de texto diretamente no layout é muito mais fácil porque nenhuma escala é necessária. Recomenda-se que você crie texto específico de vista no espaço de modelo e gere observações, tabelas e legendas no espaço do papel.

Rever e lembrar

1 Qual a forma mais rápida para abrir o Editor de texto no local quando você necessita alterar texto existente?

2 Quais as vantagens de criar estilos de texto adicionais? 3 Como você decide onde criar texto, no espaço do papel ou no espaço de modelo? 4 Qual altura de texto você deveria usar no espaço de modelo se a altura desejada do texto é

de 2.5 mm e a escala de exibição na viewport do layout é de 1/50 (0.02)?

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Criar texto de multilinha Desenhar ➤ Texto ➤ Texto multilinha Desenhar, Texto

Modificar texto Modificar ➤ Objeto ➤ Texto Texto

Fazer a verificação ortográfica em um desenho Ferramentas ➤ Ortografia

Localizar e substituir texto Editar ➤ Localizar Texto

Criar estilos de texto Formatar ➤ Estilo de texto Texto

Sistema de Ajuda

TEXTO, TEXTOM, EDITARD, MIRRTEXT, MTEXTED, ESTILO, ESCALATEXTO, JUSTIFTEXTO, ESTILO, TRANSESPACO

136 | Capítulo 9 Adicionar texto a um desenho

gsg-lt-2007.book Page 137 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Contínua

Linear (Vertical)

Linear (Horizontal)

Alinhada

Linha

Marca de centro

Ordenada

Diâmetro

AngularLinha de

Raio

gsg-lt-2007.book Page 138 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

138

gsg-lt-2007.book Page 139 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Adicionar cotas

Visão geral de cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .140 Elementos de uma cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 140 Cotas associativas e linhas de chamada. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 141

Criar cotas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .142 Tutorial: Criar cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 142

Utilizar opções de cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .145 Criar marcas e linhas de centro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 145 Criar linhas de chamada com anotações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 146

Criar e modificar estilos de cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .147 Modificar cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .149

gsg-lt-2007.book Page 140 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Visão geral de cotas

Cotas mostram as medidas geométricas de objetos, as distâncias ou ângulos entre objetos, ou a localização de um elemento. Quatro tipos gerais de cotas estão disponíveis:

Linear. Mede uma distância utilizando cotas horizontais, verticais, alinhadas, rotacionadas, de linha base (paralelas) e em série (cadeia).

Ordenada. Mede a distância de um ponto a partir do ponto de origem especificado. ■ Raio. Mede os raios e diâmetros de arcos e círculos. ■ Angular Mede o ângulo formado por duas linhas ou por três pontos.

Elementos de uma cotas

As cotas têm vários elementos distintos:

Linha de cota.Indica a direção e a extensão de uma cota. Para ângulos, a linha de cota é um arco. ■ Linha de extensão. Estende do recurso sendo cotado até a linha de cota. ■ Texto de cota. Indica o valor da cota e pode incluir prefixos, sufixos e tolerâncias.

Alternativamente você pode entrar com o seu próprio texto ou suprimir o texto completamente. ■ Ponta da seta. Indica o fim de uma linha de cota. Há vários tipos de pontas de seta disponíveis,

incluindo pontos e traços de arquitetura. ■ Linha de chamada. É uma linha sólida que liga uma anotação ao elemento referenciado.

Dependendo do estilo de cota, as linhas de chamada podem ser automaticamente criadas quando o texto da cota não cabe entre as linhas de extensão. Você pode também criar linhas de chamada para conectar um texto ou um bloco a um recurso.

linha de cota

linha de extensão

texto de cota

ponta de seta

linha

140 | Capítulo 10 Adicionar cotas

gsg-lt-2007.book Page 141 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Cotas associativas e linhas de chamada

Por padrão, cotas são associativas. As cotas associativas são atualizadas automaticamente à medida que você modifica os objetos aos quais estão associadas.

Objetos de linha de chamada são compostos de texto, uma linha de chamada e uma ponta de seta.

■ Se a parte de texto de um objeto de linha de chamada for movida, a linha de chamada é atualizada de acordo.

■ Se um objeto de linha de chamada está associado com um objeto geométrico, e o objeto é movido, esticado ou a escala do objeto for alterada, a ponta da seta e a parte da linha de chamada do objeto de linha de chamada também são atualizados.

Visão geral de cotas | 141

gsg-lt-2007.book Page 142 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar cotas

Você pode cotar linhas, arcos, círculos e vários outros tipos de objetos. Há dois métodos básicos para criar cotas:

■ Selecione um objeto para cotar (1) e especifique a localização da linha de cota (2) como mostrado nos exemplos seguintes.

■ Utilize os snaps a objetos para especificar as origens das linhas de extensão e, em seguida, especifique a localização da linha de cota. Os pontos de origem da linha de extensão podem estar em objetos separados.

Tutorial: Criar cotas

Neste tutorial, você irá definir a escala para seu desenho e irá adicionar diversas cotas em seu desenho.

1 Abra MyDesign, o desenho que você criou e salvou em um tutorial anterior. 2 Clique na guia Layout junto a parte inferior esquerda da janela do aplicativo.

Resultado da seleção de uma linha para uma cota

Resultado da seleção de um círculo para uma cota

1

2

1

2

142 | Capítulo 10 Adicionar cotas

gsg-lt-2007.book Page 143 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Defina a escala de exibição para a viewport.

1 Clique na borda azul da viewport de layout para selecioná-la. 2 Clique no menu Modificar ➤ Propriedades. 3 Na paleta Propriedades, clique em Exibir bloqueada e a seguir em Não.

Observação Recomenda-se que você mantenha a exibição bloqueada em viewports de layout, a não ser que esteja definindo a escala de exibição de uma viewport. Isso previne que você ou outra pessoa, efetue um zoom acidental e modifique a escala de exibição.

4 Clique duas vezes dentro da viewport de layout. Você agora está acessando o espaço de modelo a partir do layout.

5 Clique no menu Visualizar ➤ Zoom ➤ Estendido. Essa etapa centraliza a vista.

6 Clique duas vezes fora da viewport do layout para retornar ao espaço do papel. Você agora pode especificar a escala precisa para a peça ou planta de piso.

7 Clique na borda azul da viewport de layout para selecioná-la. Na paleta Propriedades, sob a categoria Diversos, clique em Escala padrão.

8 Clique na seta para exibir uma lista de escalas. Clique em uma escala que pareça ser a mais apropriada para o tamanho do papel e o tamanho de sua peça ou planta de piso. Você sempre pode escolher uma outra escala, se necessário.

9 Bloqueie a viewport de layout.

Adicione cotas

1 Alterar a camada atual para a camada Cotas. É aconselhável usar uma camada separada reservada para objetos de cota.

2 Clique duas vezes em uma viewport de layout para acessar o espaço do modelo. Há um boa razão para se criar cotas na guia Layout ao invés de na guia Modelo. Quando você cota em um espaço de modelo na guia Layout, a escala das cotas são automaticamente alteradas de acordo com a escala da viewport.

3 Clique no menu Cota ➤ Linear. Siga os prompts para criar diversas cotas lineares.

Criar cotas | 143

gsg-lt-2007.book Page 144 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

4 Experimente com outros tipos de cotas.

OBSERVAÇÃO A escala automática de cota não é ativada em todos os desenhos ou em arquivos de modelos de desenhos. Ela somente funciona quando a variável de sistema DIMSCALE estiver definida como 0. Você pode inserir DIMSCALE na linha de comando. Clique no sistema de Ajuda no tópico DIMSCALE para obter mais informações.

Adicione texto

1 Clique duas vezes fora da viewport do layout para retornar ao espaço do papel. 2 Altere a camada atual para a camada Texto. 3 Crie diversas observações usando texto de multilinhas. 4 Salve seu desenho.

144 | Capítulo 10 Adicionar cotas

gsg-lt-2007.book Page 145 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Utilizar opções de cotas

Além dos tipos básicos de cotas, as seguintes opções estão disponíveis no menu e na barra de ferramentas Cota:

Marcas de centro e linhas de centro localizam o centro exato de círculos ou arcos. ■ Linhas de chamada conectam anotações a características do desenho. ■ Tolerâncias geométricas exibem desvios de forma, perfil, orientação, localização e tolerância de

um elemento do desenho.

Criar marcas e linhas de centro

Você pode com facilidade criar marcas de centro ou linhas de centro em um círculo ou arco. O tamanho e estilo de marcas de centro e linhas de centro são controlados pelo estilo de cota.

Experimente: Criar marcas e linhas de centro

1 Inicie um novo desenho e clique na guia Modelo. 2 Desenhe um pequeno círculo. 3 Clique em Cota ➤ Marca de centro e clique no círculo.

Duas linhas no formato de um sinal de mais (+) são criadas no centro do círculo.

Você também pode criar marcas de centro com as cotas de raio e de diâmetro.

marca de centro

linhas de centro

Utilizar opções de cotas | 145

gsg-lt-2007.book Page 146 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar linhas de chamada com anotações

Você pode criar uma linha de chamada a partir de qualquer ponto ou elemento em um desenho. Linhas de chamada podem ser segmentos de reta ou curvas spline suaves. A cor, escala, e estilo de ponta de seta da linha de chamada são controlados pelo estilo de cota atual. Uma pequena linha, conhecida como linha de gancho, usualmente conecta a anotação à linha de chamada. Anotações de linhas de chamada podem ser texto de múltiplas linhas, um quadro de controle de recurso, ou uma referência de bloco.

A linha de chamada simples no exemplo foi criada especificando os pontos De (1) e Para (2) da linha de chamada, pressionando ENTER, e então entrando o texto da linha de chamada.

2

1 linha de chamada

linha de gancho

146 | Capítulo 10 Adicionar cotas

gsg-lt-2007.book Page 147 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar e modificar estilos de cota

Todas as cotas possuem um estilo de cota. Estilos de cota ajudam você a estabelecer e reforçar normas de desenho. Estilos de cota também tornam mais fácil mudar os formatos e o comportamento de cotas. Um estilo de cota define

■ Formato e posição de linhas de cota, linhas de extensão, pontas de seta e marcas de centro ■ Aparência, posição e comportamento de textos de cotas ■ Governa a colocação do texto e linhas de cota ■ Escala de cota global ■ Formato e precisão de unidades de cotas primárias, alternativas e angulares ■ Formato e precisão de valores de tolerância

Novas cotas utilizam o estilo atual na caixa de diálogo Gerenciador de estilos de cotas. O estilo STANDARD é atribuído para cotas até que você define outro estilo como o atual.

Sobreposições permite modificações de estilo no estilo de cota atual. Sobreposições aplicam-se a todas as cotas subseqüentes criadas com esse estilo até que você torne atual outro estilo. Elas não modificam permanentemente um estilo de cota. Você também pode sobrepor propriedades de cotas utilizando a paleta Propriedades.

Independente de você escolher Novo, Modificar ou Sobrepor no Gerenciador de estilos de cotas, o mesmo conjunto de opções está disponível.

Linhas definem a aparência e comportamento de linhas de cota e linhas de extensão. ■ Símbolos e Setas definem a aparência e comportamento de pontas de setas, marcas de centro e

linhas de centro. ■ Texto define a aparência, localização e alinhamento do texto de cota.

Criar e modificar estilos de cota | 147

gsg-lt-2007.book Page 148 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Ajustar define as opções que governam a colocação de linhas de cotas, linhas de extensão e texto. Também inclui a definição para a escala automática de cotas.

Unidades primárias definem o formato (por exemplo científico, decimal e arquitetônico) e a precisão de unidades de cotas lineares e angulares.

Unidades alternativas definem o formato e a precisão de unidades alternativas. Esse recurso suporta cotas duplas que exibem, por exemplo, unidades métricas e unidades imperiais.

Tolerâncias definem a tolerância de valores e precisão.

OBSERVAÇÃO A criação de um estilo de cota que esteja em conformidade com normas da indústria ou da empresa, requer a concordância com mais de 70 configurações. É importante que sua organização crie e mantenha um ou mais estilos oficias de cotas.

148 | Capítulo 10 Adicionar cotas

gsg-lt-2007.book Page 149 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Modificar cotas

Você pode modificar cotas com alças ou com os comandos de edição. Você também pode modificar ou sobrepor estilos de cotas, como discutido no tópico anterior. Para modificações significativas em uma cota, é, usualmente, mais fácil apagar e voltar a inserir a cota.

A forma mais fácil para efetuar modificações pequenas em uma cota é a de usar alças. Por exemplo, você pode com facilidade arrastar uma linha de cota para alinhá-la com outra linha de cota.

Você também pode arrastar o texto da cota para uma localização diferente.

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Criar cotas lineares Cota ➤ Linear

Criar cotas alinhadas Cota ➤ Alinhada

Criar cotas de ordenada Cota ➤ Ordenada

1 Clique em cota

2 Clique em uma alça na extremidade de uma linha de cota

3 Mova a alça para uma nova localização de cota

1 Clique em cota 2 Clique em uma alça em um texto de cota

3 Mova a alça para mover o texto de cota

Modificar cotas | 149

gsg-lt-2007.book Page 150 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar cotas de raio Cota ➤ Raio

Criar cotas de diâmetro Cota ➤ Diâmetro

Criar cotas angulares Cota ➤ Angular

Criar cotas de linha base Cota ➤ Linha de base

Criar cotas contínuas Cota ➤ Contínua

Criar e modificar um estilo de cota Cota ➤ Estilo de cota

Atualizar uma cota existente para refletir uma alteração de estilo

Cota ➤ Atualizar

Criar uma marca de centro Cota ➤ Marca de centro

Criar linhas de chamada com anotações Cota ➤ Linha de chamada

Sistema de Ajuda

DIMALIGNED, DIMANGULAR, DIMBASELINE, DIMCONTINUE, DIMDIAMETER, DIMJOGGED, DIMLINEAR, DIMORDINATE, DIMRADIUS, DIMSCALE, DIMSTYLE, DIMEDIT, DIMTEDIT, DIMOVERRIDE, DIMCENTER, QLEADER, DIMSTYLE, DIMREGEN

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

150 | Capítulo 10 Adicionar cotas

gsg-lt-2007.book Page 151 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Rever e lembrar

1 Qual o comportamento de linhas de chamada associativas e cotas associativas? 2 Por quê você deve bloquear viewports de layouts? 3 Para assegurar que a escala das cotas sejam alteradas de acordo com a escala da viewport de layout,

qual variável de cota deve ser definida como 0?

4 Qual é a forma mais fácil para modificar a localização de um recurso de cota, como a linha de cota ou texto de cota?

Modificar cotas | 151

gsg-lt-2007.book Page 152 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

O modelo Criado em tamanho real (1:1). A escala de texto e de cotas em um espaço de modelo é alterada para compensar os fatores de escala usados em viewports de layout.

Layout Representa uma folha de desenho que inclui um título de bloco, uma ou mais viewports de layout e objetos de texto

Viewports de layout Exibe uma ou mais vistas do modelo. A escala de cada uma pode ser alterada separadamente

Estilos de plotagem Temporariamente sobrepõe propriedades como cor e espessura de linha ao plotar

Configurações de página Salve as configurações de plotagem e as associe com um layout

gsg-lt-2007.book Page 153 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar layouts e plotagens

Trabalhar com layouts. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .154 Criar um novo layout. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 155 Usar viewports de layout. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 155 Criar e modificar viewports de layout . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 155 Tutorial: Trabalhar com viewport de layouts . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 156

Escolher e configurar plotadoras . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .158 Adicionar uma configuração de plotadora . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 158 Alterar uma configuração de plotadora . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 159 Usar estilos de plotagem para sobrepor propriedades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 159

Plotar a partir de um layout . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .161 Configurações de página . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 161 Tutorial: Plotar um desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 162

gsg-lt-2007.book Page 154 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Trabalhar com layouts

Você usa um layout para compor a página plotada. Um layout tipicamente inclui os seguintes objetos:

■ Observações gerais e tabelas ■ Visualizar blocos de legenda e blocos de callout específicos (este é um tópico avançado não

coberto neste guia) ■ Viewports de layout

Os layouts mostram a borda da página e a área de impressão real. O tamanho da página e a área de impressão real são baseadas na impressora ou plotadora atribuídas ao layout.

borda de páginaárea de impressão

guia de layout viewport de layout, exibe uma vista do espaço de modelo

154 | Capítulo 11 Criar layouts e plotagens

gsg-lt-2007.book Page 155 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar um novo layout

As duas razões mais comuns para criar um layout, são

■ Criar um novo arquivo de modelo de desenho que inclua um tamanho de papel e orientação diferentes.

■ Adicionar um layout com tamanho de papel, orientação e bloco de título diferentes para um desenho existente.

A forma mais fácil para criar um novo layout é a de usar o Assistente para criação de layout. Uma vez que você cria um layout, pode inserir um bloco de título e criar ou excluir viewports de layout.

Experimente: Criar um layout

1 Inicie um novo desenho. 2 Clique no menu Ferramentas ➤ Assistentes ➤ Criar layout. 3 Siga as etapas no assistente para criar um layout com tamanho de papel diferente e título de bloco

coincidente.

4 Clique com o botão direito do mouse na guia Layout. No menu de atalho, clique em Renomear. Na caixa de diálogo Renomear layout, insira o novo nome para o layout. Clique em OK.

Para salvar este desenho como um novo arquivo de modelo, clique no menu Arquivo ➤ Salvar como. Na caixa de diálogo Salvar desenho como, em Arquivos do tipo, especifique a extensão DWT.

Usar viewports de layout

Viewports de layouts na guia Layout exibem visualizações do espaço de modelo. Os pontos a seguir resumem o relacionamento de viewports de layout e espaço de modelo:

■ A maioria dos objetos do desenho são criados no espaço do modelo na guia Modelo. ■ Para exibir e definir a escala das vistas de espaço de modelo em um layout, você cria viewports de

layout. ■ Você entra no espaço de modelo através de um viewports de layout, principalmente, para efetuar

o pan na vista e selecionar a visibilidade de camada. ■ Você pode controlar a visibilidade de camadas separadamente em cada viewport de layout. ■ Para qualquer edição significativa de seu desenho, use a guia Modelo. ■ Para criar cotas corretamente dimensionadas, insira espaço de modelo na guia Layout e a seguir

dimensione o modelo.

Criar e modificar viewports de layout

Quando você cria um novo layout, uma única viewport de layout é adicionada por padrão. Você pode adicionar mais viewports delayouts para visualizações independentes como visualizações 3D. Cada viewport pode ter sua própria escala, propriedades de plotagem e configurações de visibilidade de camada.

Trabalhar com layouts | 155

gsg-lt-2007.book Page 156 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Tutorial: Trabalhar com viewport de layouts

Neste tutorial, você irá praticar as operações mais comuns usadas com viewports de layouts.

Alterar a escala de exibição de uma vista em uma viewport de layout

1 Clique no menu Arquivo ➤ Abrir. 2 Na caixa de diálogo Selecionar arquivo, encontre a pasta \Help\Tutorial no produto AutoCAD ou

AutoCAD LT e abra arbor.dwg.

3 No Gerenciador de propriedades de camadas, clique no ícone de lâmpada na camada Viewport para exibir os objetos daquela camada. Clique em OK.

As bordas azuis das viewports de layout estão agora visíveis.

4 Clique no menu Modificar ➤ Propriedades. A seguir clique na borda azul da viewport de layout superior direita.

Observe que a paleta Propriedades contém as configurações de propriedades para a viewport de layout.

5 Na paleta Propriedades, em Diversos, clique em Exibição bloqueada. Clique na seta e clique em Não.

As propriedades de exibição para a viewport do layout agora estão desbloqueadas. A seguir, você precisa alterar a escala de precisão da vista exibida nesta viewport de layout.

6 Na paleta Propriedades, clique em Escala padrão. 7 Clique na seta para exibir uma lista de escalas e clique em 1:40.

Observe que a vista imediatamente muda para refletir a nova escala de exibição.

8 Clique duas vezes em uma viewport de layout para acessar o espaço do modelo. Efetue o pan na vista, se necessário, mas não altere a escala da vista com o Zoom. Clique duas vezes fora da viewport do layout para retornar ao espaço do papel.

9 Use a paleta Propriedades para travar a viewport do layout.

Você trava a viewport do layout para prevenir o pan e zoom acidental. Portanto, a posição e escala da vista na viewport são protegidas.

Apagar uma viewport de layout

1 Clique no menu Modificar ➤ Apagar. 2 Clique na borda superior direita da viewport de layout e pressione ENTER.

Uma viewport de layout é um objeto. Como outros objetos, ela pode ser movida, copiada e apagada.

156 | Capítulo 11 Criar layouts e plotagens

gsg-lt-2007.book Page 157 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Criar uma nova viewport de layout

1 Torne a camada de viewport a camada atual. 2 Clique no meu Visualizar ➤ Viewports ➤ 1 Viewport. 3 Clique em dois pontos em uma área em branco no layout. Os dois pontos são os cantos diagonais

da nova viewport de layout.

A nova viewport de layout pode se sobrepor a uma viewport existente.

4 Clique na borda da viewport de layout para exibir suas alças. 5 Ajuste o tamanho da viewport de layout ao clicar em uma alça, movendo o cursor e clicando em

uma nova localização. Mova a viewport de layout com o comando Mover.

6 Use a paleta Propriedades para definir a escala de exibição da vista na viewport de layout. 7 Clique duas vezes na viewport de layout e efetue o pan na vista. Clique duas vezes fora da

viewport do layout para retornar ao espaço do papel.

8 Use a paleta Propriedades para travar a viewport do layout. 9 Desative a camada da viewport. 10 Feche o desenho sem salvá-lo.

OBSERVAÇÃO Sempre crie viewports de layout em uma camada separada dedicada aos objetos da viewport. Quando estiver pronto para plotar, desative a camada para prevenir que as bordas da viewport sejam plotadas.

Trabalhar com layouts | 157

gsg-lt-2007.book Page 158 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Escolher e configurar plotadoras

O AutoCAD e o Auto CAD LT suportam uma ampla faixa de impressoras e plotadoras. Os dispositivos com um driver de impressora do Windows instalado são disponibilizados automaticamente quando você plota, a menos que a opção de plotagem para ocultar impressoras do sistema tenha sido selecionada. Muitas plotadoras que não possuem drivers para Windows (plotadoras não pertencentes ao sistema), podem ser configuradas por meio de drivers fornecidos pela Autodesk ou pelo fabricante da plotadora.

Você também pode configurar drivers para salvar desenhos em diversos formatos de arquivo. Os formatos incluem os arquivos DWF™ (Design Web Format) para visualizar desenhos em um navegador da Web ou em um visualizador externo, arquivos PostScript para uso com programas de layout de página e arquivos raster.

Se o seu dispositivo de saída não está relacionado nas caixas de diálogo Plotar e Configurar página, ou se a configuração dele está incorreta, você pode facilmente adicionar ou editar as configurações de impressora e plotadora.

Adicionar uma configuração de plotadora

O Gerenciador de plotadoras é uma pasta que fornece um método de adição, exclusão e alteração de configurações de plotadoras. Arquivos de configuração de plotadoras têm a extensão .pc3 e são armazenadas na pasta Plotters. Para exibir a pasta Plotters, clique no menu Arquivo ➤ Gerenciador de plotadoras.

O Gerenciador de plotadoras inclui arquivos de configuração de plotadora (PC3) para cada impressora não pertencente ao sistema instalada. Os arquivos de configuração de plotadoras podem também ser criados para dispositivos de impressão do Windows® se você quiser que o programa utilize propriedades padrão diferentes das utilizadas pelo Windows.

O Gerenciador de plotadoras

158 | Capítulo 11 Criar layouts e plotagens

gsg-lt-2007.book Page 159 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Para adicionar uma configuração de plotadora, clique duas vezes no Assistente para adicionar plotadora no Gerenciador de plotadoras. O assistente Adicionar uma plotadora vai solicitar informações sobre a sua plotadora, incluindo

■ Se a plotadora está conectada ao seu computador ou a uma rede ■ O tipo de plotadora, incluindo o fabricante e o modelo ■ Se um arquivo de configuração de plotadora de versões anteriores do produto será utilizado ■ Se a saída será para uma porta do computador ou arquivo, e qual porta utilizar ■ Configurações de gráficos raster e de vetores de qualidade ■ Propriedades personalizadas que dependem do tipo de plotadora ■ Um nome exclusivo para a nova configuração de plotadora

Uma vez criado um arquivo PC3, a configuração da plotadora estará disponível para layouts e plotagem.

Alterar uma configuração de plotadora

O Editor de configuração de plotadora é usado para

■ Editar as informações de saída para porta ou arquivo ■ Alterar ou adicionar tamanhos de papel e layouts ■ Controlar saídas gráficas vetorizadas ou raster ■ Calibrar a sua plotadora

Defina quaisquer das propriedades personalizadas de sua plotadora. Para iniciar o Editor de configuração de plotadora, você pode dar um clique duplo no arquivo PC3 ou escolher Propriedades na caixa de diálogo Plotar.

Usar estilos de plotagem para sobrepor propriedades

Um estilo de plotagem é um método opcional para controlar como cada objeto ou camada é plotado. Atribuindo um estilo de plotagem a um objeto ou camada define propriedades tais como cor e espessura de linha para plotagem. Somente a aparência dos objetos plotados é afetada.

Tabelas de estilo de plotagem agrupa grupos de estilos de plotagem e os salva em um arquivo que você pode mais tarde especificar ao plotar. O Gerenciador de estilos de plotagem é uma pasta que contém todas as tabelas de estilos de plotagem disponíveis e o Assistente para adicionar estilo de plotagem.

Escolher e configurar plotadoras | 159

gsg-lt-2007.book Page 160 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Existem dois tipos de tabelas de estilo de plotagem:

Tabelas de estilos de plotagens dependentes de cor. A cor de um objeto determina como ele será plotado. Os arquivos têm a extensão .ctb. Não é possível atribuir estilos de plotagem dependentes de cor diretamente aos objetos. Em vez disso, para controlar como um objeto é plotado, você altera sua cor. Por exemplo, todos os objetos vermelhos em um desenho podem ser definidos para serem plotados com uma espessura de linha de 0.50 mm.

Tabelas de estilos de plotagens nomeadas. Os estilos de plotagem são diretamente atribuídos aos objetos e camadas. Os arquivos têm a extensão .stb. Seu uso permite que cada objeto em um desenho seja plotado de maneira diferente, independentemente da cor.

Você pode utilizar o Gerenciador de estilos de plotagem para adicionar, excluir, renomear, copiar e editar tabelas de estilo de plotagem. Você acessão Gerenciador de estilos de plotagem no menu Arquivo.

160 | Capítulo 11 Criar layouts e plotagens

gsg-lt-2007.book Page 161 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Plotar a partir de um layout

Após você ter completado seu desenho, estará pronto para plotar. Na caixa de diálogo Plotar, você seleciona a impressora ou plotadora e muitas outras configurações.

Antes de plotar seu desenho, é uma boa prática gerar um visualização completa da plotagem. Se a imagem não estiver correta, faça alterações na configuração de plotagem, configuração de página e na tabela de estilos de plotagem anexada ao layout.

Configurações de página

Para gerenciar configurações de plotadora, você pode nomeá-la e salvá-la como uma configuração de página usando o Gerenciador de configuração de página. Quando você estiver pronto para plotar, poderá especificar o nome da configuração da página na caixa de diálogo Plotar.

Por exemplo, vamos dizer que você alterna para uma plotadora diferente para a saída em cores. Você pode rapidamente restaurar todas as configurações associadas com aquela plotadora ao especificar o nome da configuração de página anteriormente salva. Para alternar de volta, você pode especificar o nome da configuração de página original.

Cada guia de layout pode ter uma configuração de página nomeada associada. As configurações de página são salvas no desenho.

selecione a área do desenho a ser plotada

selecione uma página orientaçãogere uma

visualização

especifique uma escala de plotagem

posicione o desenho na página

selecione um tamanho de página

selecionar uma impressora ou plotadora

exiba ou oculte opções

especificar um estilo de plotagem

Plotar a partir de um layout | 161

gsg-lt-2007.book Page 162 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Experimente: Criar uma configuração de página

1 Inicie um novo desenho. Se necessário, clique na guia Layout. 2 Clique no menu Arquivo ➤ Gerenciador de configuração de página. 3 Clique em Nova. 4 Na caixa de diálogo Nova configuração de página, insira My_New_Plotter. Clique em OK. 5 Altere algumas destas configurações na caixa de diálogo Configuração de página. Clique em OK.

O nome da nova configuração de página é exibido no Gerenciador de configuração de página.

6 Clique em My_New_Plotter e clique em Definir atual. A configuração de página My_New_Plotter está agora associada com a guia Layout atual.

7 Clique em Fechar.

Se você não especificar todas as configurações na caixa de diálogo Configuração de página ao criar um layout, poderá configurar a página imediatamente antes de plotá-la.

Tutorial: Plotar um desenho

Neste exercício, você edita a configuração de página para um layout existente, cria um novo layout, insere um bloco de título no novo layout e plota o desenho.

Editar um layout existente

Como preparação para plotagem a partir de uma guia de layout, você configura um layout, configura uma viewport e cria cotas.

1 Clique no menu Arquivo ➤ Abrir. 2 Na caixa de diálogo Selecionar arquivo, localize a pasta \Help\Tutorials e selecione plan.dwg. 3 Clique em Abrir.

Este é um desenho de uma planta de situação e elevação.

4 Clique na guia Layout de elevação. O Layout de elevação utiliza uma configuração de página que inclui a área de plotagem e o tamanho da página. Uma específica configuração de plotadora está também associada com o Layout de elevação.

5 Clique no menu Arquivo ➤ Gerenciador de configuração de página. 6 No Gerenciador de configuração de página, clique em Modificar. 7 Em Tabela de estilo de plotagem (atribuições de caneta), abra a lista suspensa e clique no arquivo

monochrome.ctb. Se solicitado, selecione não aplicar a tabela de estilos de plotagem a todos os outros layouts.

8 Selecione Exibir estilos de plotagem. Clique em OK.

162 | Capítulo 11 Criar layouts e plotagens

gsg-lt-2007.book Page 163 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

9 Clique em Fechar para fechar o Gerenciador de configuração de página. O desenho agora está em preto e branco porque o layout mostra uma visualização do desenho de como será plotado com a tabela de estilo de plotagem monocromático.

10 Clique na guia Modelo. Observe que o modelo ainda é exibido em cores.

Criar um novo layout

1 Torne a camada de viewport a camada atual. 2 Clique no menu Ferramentas ➤ Assistentes ➤ Criar layout.

O Assistente para criar layout guia você pelo processo de criação de um layout.

3 No assistente Criar layout, na página Início, digite um nome para o novo layout. Digite Planta de situação e elevação. Clique em Avançar.

4 Na página Impressora, selecione a impressora a ser usada para plotar este layout. Selecione DWF6 ePlot.pc3. Clique em Avançar.

Para este tutorial, você irá plotar o desenho para um arquivo DWF ao invés de para uma plotadora. Arquivos DWF (Design Web Format) são convenientes para distribuir desenhos usando e-mail, sites de FTP, websites de projetos ou CDs. Eles podem ser visualizados usando o Autodesk® DWF Viewer, grátis. Arquivos DWF são menores, mais rápidos e fornecem uma maior resolução do que outras opções populares.

5 Na página Tamanho de papel, os tamanhos de papel disponíveis na lista referem-se à impressora selecionada. Selecione Carta ou ANSI A (8,5 × 11,0 polegadas) para o tamanho do papel. Certifique-se de que Tamanho de papel em unidades apresente uma largura de 11.0 polegadas (279.4 mm) e uma altura de 8.5 polegadas (215.9 mm). Clique em Avançar.

6 Na página Orientação, clique em Retrato para essa orientação. Clique em Avançar. 7 Na página Bloco de título, clique em Nenhum na lista de blocos de título disponíveis. Clique em

Avançar. (Você insere um bloco de título depois que o layout estiver criado.)

8 Na página Definir viewports, em Configuração da viewport, selecione Matriz. Deixe Escala da viewport como Redimensionado para ajustar. (Você altera a escala mais tarde). Na caixa Linhas, digite 2. Na caixa Colunas, digite 1. Na caixa Espaçamento entre linhas, digite 0,25. Na caixa Espaçamento entre colunas, digite 0,1. Isso cria duas viewports, verticalmente alinhadas, com um intervalo entre elas. Clique em Avançar.

Plotar a partir de um layout | 163

gsg-lt-2007.book Page 164 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

9 Na página Selecionar localização, selecione Selecionar localização. Na área do desenho, clique e arraste para criar uma viewport de layout de retângulo que esteja exatamente dentro da área de impressão (linhas tracejadas).

10 Na página Concluir, clique em Concluir para completar a criação dos novos layout e viewports.

Observe que duas viewports foram criadas.

Inserir um bloco de título em um layout

1 Certifique-se de estar na guia de layout Planta de piso e elevação. 2 Torne a camada Bloco de título na camada atual. 3 Clique no menu Inserir ➤ Bloco. 4 Na caixa de diálogo Inserir, na lista Nome, selecione Carta (retrato). 5 Sob Ponto de inserção, assegure que a caixa de verificação Especificar na tela esteja marcada. 6 Sob Escala, assegure que a caixa de verificação Especificar na tela esteja marcada. Se necessário,

nas caixas X, Y, e Z, digite 1 para definir que o layout seja plotado com escala completa.

7 Sob Rotação, assegure que a caixa de verificação Especificar na tela esteja marcada. Se necessário, na caixa Ângulo, digite 0 para manter o bloco de títulos na horizontal.

8 Clique em OK.

9 Mova o cursor para o centro do bloco de títulos, e a seguir clique para colocá-lo no layout.

selecione as opção Matriz.

especifique 2 linhas com 1 coluna.

164 | Capítulo 11 Criar layouts e plotagens

gsg-lt-2007.book Page 165 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Configurar as viewports para plotar

Agora que as viewports de layout foram criadas, você especifica a escala da vista do espaço do modelo exibida em cada viewport. Para alterar a escala de uma viewport, você altera a ampliação do zoom de uma vista. Para alterar a parte do desenho no espaço do modelo exibida na viewport sem alterar a escala, utilize o comando PAN.

1 Selecione ambas as viewports clicando sobre suas bordas. 2 No menu Modificar, clique em Propriedades. 3 Na paleta Propriedades, clique em Camada e selecione o Viewport de camada na lista suspensa.

4 Na paleta Propriedades, clique na caixa Escala padrão e selecione 3/32"=1' na lista suspensa de escalas.

5 Os objetos do espaço do modelo têm sua escala corretamente definida para a plotagem a 3/32"=1' (1:128).

6 Clique duas vezes dentro da viewport superior para alternar para o espaço do modelo. Efetue o pan na viewport até que seja exibida somente a vista da elevação.

7 Clique dentro da viewport inferior para torná-la atual. Efetue o pan na imagem na viewport até que seja exibida somente a vista do plano de situação.

Plotar a partir de um layout | 165

gsg-lt-2007.book Page 166 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

8 Clique no menu Formatar ➤ Camadas. 9 No Gerenciador de propriedades de camada, na coluna Nome, selecione a camada Viewport.

Na coluna Plotar, clique no ícone Plotar/Não plotar para desativar a plotagem da camada Viewport. Clique em OK.

10 Clique duas vezes fora da viewport para retornar ao espaço do papel. A seguir trave ambas as viewports.

A plotagem está desativada para as bordas da viewport, mas os objetos exibidos na viewport são ainda plotados. Alternativamente, você poderia ter desativado a camada da viewport.

Plotar o layout

Agora que você criou um layout e preparou os viewports de layout para plotagem, está pronto para plotar o desenho.

1 Clique no menu Arquivo ➤ Plotar. A plotadora que você escolheu no assistente ainda está selecionada.

2 Se necessário, clique no > botão no canto inferior direito da caixa de diálogo Plotar apara exibir mais opções de plotagem.

3 Em Tabela de estilos de plotagem (atribuições da caneta), na lista Nome, selecione o arquivo monochrome.ctb.

4 Na área Plotar, clique em Extensão. Esta opção plota todos os objetos na guia Layout independente de sua localização.

5 Sob Orientação do desenho, selecione Vertical. 6 Sob Escala de plotagem, defina a escala de plotagem em 1:1. 7 Sob Deslocamento de plotagem, selecione Centralizar a plotagem. 8 Clique em Visualização na parte inferior da caixa de diálogo. Após visualizar a plotagem,

pressione ESC. Clique em OK para fechar a caixa de diálogo Plotar e plotar o desenho para um arquivo DWF.

Você agora poderia enviar o arquivo DWF para um cliente para revisão com o Autodesk DWF Viewer, disponível no website da Autodesk.

9 Clique no menu Arquivo ➤ Salvar como. Na caixa de diálogo Salvar desenho como, insira Plano completado na caixa Nome do arquivo clique em Salvar

166

gsg-lt-2007.book Page 167 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

.

Para iniciar

Ação Menu Barra de ferramentas

Criar um novo layout Inserir ➤ Layout Layouts

Criar uma nova viewport de layout Visualizar➤ Viewports ➤ 1 viewports

Layouts ou Viewports

Dimensionar uma vista em uma viewport de layout

Ferramentas ➤ Propriedades Viewports

Adicionar uma plotadora ou modificar a configuração da plotadora

Arquivo ➤ Gerenciador de plotadoras

Sobrepor propriedades ao plotar Arquivo ➤ Gerenciador de estilos de plotagem

Restaurar configurações salvas para plotagem

Arquivo ➤ Gerenciador de configurações de página

Layouts

Plotar um layout Arquivo ➤ Plotar Padrão

Sistema de Ajuda

LAYOUT, LAYOUTWIZARD, MVIEW, PLOTTERMANAGER, OPTIONS, PAGESETUP, PLOTSTAMP, PLOT, STYLESMANAGER, PLOTSTYLE, CONVERTPSTYLES, CONVERTCTB

Plotar a partir de um layout | 167

gsg-lt-2007.book Page 168 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Rever e lembrar

1 Quais tipos de objetos são comumente encontrados na guia Layout? 2 Como você especifica a escala de uma viewport de layout? 3 Como você desativa a exibição de bordas de viewport de layout? 4 Como você pode usar uma tabela de estilos de plotagens? 5 Qual é a maneira rápida para salvar configurações de plotagem pelo nome?

168

gsg-lt-2007.book Page 169 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Glossário

Os comandos associados às definições são mostrados entre parênteses no final da definição.

Termo Definição

abreviatura de comando Uma atalho para um comando. Por exemplo, CP é uma abreviatura para COPIAR, e Z é uma abreviatura para ZOOM. Você define abreviaturas no arquivo PGP.

alças Pequenos quadrados que aparecem nos objetos selecionados. Após selecionar a alça, você edita o objeto arrastando-o com o dispositivo apontador em vez de inserir comandos.

ângulo de snap Grade invisível que mantém o ponteiro alinhado com os pontos da grade de acordo com o espaço definido por Snap. A grade de snap não necessariamente corresponde à grade visível, que é controlada separadamente por GRADE. (SNAP)

anotação Texto, cotas, tolerâncias, símbolos ou observações.

área de desenho Consulte área do desenho.

área do desenho Área na qual os desenhos são exibidos e modificados. O tamanho da área de desenho varia, dependendo do tamanho da janela do aplicativo e da quantidade de barras de ferramentas e outros elementos exibidos.

arquivo CTB Uma tabela de estilo de plotagem dependente de cor.

arquivo de modelo de desenho

Um arquivo de desenho com configurações pré-estabelecidas para novos desenhos. Arquivos de modelo de desenho têm a extensão de arquivo DWT.

arquivo STB Para arquivo de tabela de estilo de plotagem. Contém estilos de plotagem e suas características.

assinatura digital Identifica um indivíduo ou uma organização por meio de uma ID (certificado) digital e permite que você valide (verifique a autenticidade de) um arquivo. (VALIDARASSIN)

Auto-ocultar Uma definição de paleta que causa a ocultação automática da paleta quando o cursor move fora da mesma e para ser automaticamente aberta quando o cursor move sobre sua barra de títulos.

barra de ferramentas Parte da interface que contém ícones que representam comandos.

gsg-lt-2007.book Page 170 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

barra de status A área na parte inferior da janela do aplicativo que contém botões controlando o modo de operação do programa e exibe as coordenadas do local do cursor na área do desenho.

biblioteca de símbolos Um conjunto de definições de bloco armazenado em um único arquivo de desenho. Consulte tambémbiblioteca de blocos.

bloco Termo genérico para um ou mais objetos combinados para criar um objeto único. Geralmente utilizado para definição de bloco ou referência de bloco. Consulte também definição de blocoereferência de bloco. (BLOCO)

botão de seleção Botão em um dispositivo apontador utilizado para selecionar objetos ou especificar pontos na tela. Por exemplo, em um mouse de dois botões, o botão de seleção é o esquerdo.

caixa de seleção O cursor quadrado usado para selecionar um objeto na área de desenho.

camada Um agrupamento lógico de dados semelhantes a sobreposições de acetato transparente em um desenho. Você pode visualizar camadas individualmente ou combinadas. (CAMADA)

configuração de página Um método para nomear e salvar configurações de plotagem. Consulte tambémzoom. (CONFIGPAG)

congelar Uma configuração que omite a exibição de objetos em camadas selecionadas. Objetos em camadas congeladas não são exibidos, regenerados ou plotados. Congelar camadas diminui o tempo de regeneração. Consulte tambémdescongelar. (CAMADA)

conjunto de seleção Um ou mais objetos selecionados nos quais um comando pode atuar ao mesmo tempo.

coordenadas absolutas Valores de coordenadas medidos a partir de um ponto de origem do sistema de coordenadas. Consulte também origem, coordenadas relativas, sistema de coordenadas do usuário (UCS), coordenadas universais, esistema de coordenadas universais (WCS).

coordenadas relativas Coordenadas especificadas em relação a coordenadas anteriores.

cota alinhada Uma cota que mede a distância entre dois pontos em qualquer ângulo. A linha de cota é paralela à linha que conecta os pontos de definição da cota. (DIMALIGNED)

cota angular Uma cota que mede ângulos ou segmentos de arco e consiste em texto, linhas de extensão e de chamada. (DIMANGULAR)

cota associativa Uma cota que se adapta automaticamente à medida que a geometria é modificada. Controlada pela variável de sistema DIMASSOC. Consulte tambémcotas explodidas.

Termo Definição

170 | Glossário

gsg-lt-2007.book Page 171 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

cota continuada Tipo de cota que utiliza a origem da segunda linha de extensão de uma cota selecionada como a origem de sua primeira linha de extensão, quebrando uma cota longa em segmentos menores que se encaixam na medida total. Também denominada cota em cadeia. (DIMCONTINUADA)

cotas de linha base Cotas múltiplas medidas a partir da mesma linha de base. Também chamadas de cotas paralelas.

cursor Consultecursores de mira.

cursores de mira Tipo de cursor que consiste em duas linhas que se cruzam.

curva B-spline Curva polinomial mesclada contínua que passa próximo a um determinado conjunto de pontos de controle. (SPLINE)

definição de atributo Objeto incluído em uma definição de bloco para armazenar dados alfanuméricos sobre o bloco. Valores de atributos podem ser predefinidos ou especificados quando o bloco é inserido. Dados de atributos podem ser extraídos de um desenho e inseridos em arquivos externos. (DEFATRIB)

definição de bloco Nome, ponto base e conjunto de objetos combinados e armazenados na tabela de símbolos de um desenho. Consulte também blocoereferência de bloco.

descongelar Configuração que exibe camadas congeladas anteriormente. Consulte também congelar. (CAMADA)

DesignCenter Pesquisa, localiza, visualiza e insere o conteúdo, o qual inclui blocos, hachura e referências externas (refexs). (CENTROAD)

dispositivo apontador Um dispositivo, como um mouse ou um cursor de mesa digitalizadora, que pode ser utilizado para interagir com a interface e criar e editar objetos de desenho na área do desenho. Um dispositivo apontador tem usualmente diversos botões, alguns dos quais podem ser personalizados para realizar comandos que você especifica.

DWF Para Design Web Format. Um formato de arquivo altamente compactado criado a partir de um arquivo DWG. Arquivos DWF são fáceis de publicar e visualizar na Web. Consulte também oDWG, DWT, e DXF.

DWT Para modelo de desenho. Um arquivo de desenho que contém configurações padrão a serem usadas ao criar novos desenhos. Consulte tambémDWG.

DXF Para formato de intercâmbio de desenhos. Um formato ASCII ou formato de arquivo binário de um arquivo de desenho do AutoCAD para exportar desenhos para outras aplicativos ou para importar desenhos de outros aplicativos. Consulte tambémDWF, DWG,eDWT.

Termo Definição

Glossário | 171

gsg-lt-2007.book Page 172 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

eliminar Um recurso que remove de um desenho as definições não utilizadas, como definições de bloco, camadas e estilos de texto. (ELIMINAR)

entrada de distância direta Método para especificar um segundo ponto por meio do primeiro movendo o cursor para indicar a direção e, em seguida, inserindo uma distância.

escala 1. O tamanho proporcional de um objeto comparado a outros objetos. 2. O tamanho de exibição dos componentes de tipos de linha e hachuras descontínuos. 3. O tamanho aparente de objeto em uma vista com respeito a uma folha de desenho. (ESCALE, ESCALAHP, ESCALALT, ESCALACELTS, ZOOM)

espaço do modelo Um dos dois espaços fundamentais nos quais os objetos residem. Normalmente, um modelo geométrico está localizado em um espaço de coordenadas tridimensional, chamado espaço do modelo. Um layout final de visualizações específicas e anotações desse modelo está posicionado no espaço do papel. Consulte tambémespaço do papel. (ESPACOM)

espaço do papel Um dos dois espaços fundamentais nos quais os objetos residem. O espaço do papel é utilizado para criar um layout final para impressão ou plotagem, em oposição a fazer um rascunho ou desenho de execução. Você projeta as viewports do espaço do papel utilizando uma guia de layout. O espaço do modelo é utilizado para criar o desenho. Você projeta o modelo utilizando a guia Modelo. Consulte tambémespaço do modelo. (ESPACOP)

espelhar Criar uma nova versão de um objeto existente por meio da reflexão simétrica em relação a uma linha ou um plano definido. (ESPELHAR)

espessura de linha Um valor de largura que pode ser atribuído para todos os objetos gráficos, exceto fontes TrueType® e imagens raster.

estilo de cota Um grupo nomeado de configurações de cotas determina a aparência da cota e simplifica a configuração de variáveis de sistema de cota. (ESTILODIM)

estilo de plotagem Propriedade de objeto que especifica um conjunto de sobreposições de cores, pontilhamento, tons de cinza, atribuições de caneta, filtragem (screening), tipo de linha, espessura de linha, estilos de extremidade, estilos de junção e estilos de preenchimento. Estilos de plotagem são aplicados no momento da plotagem.

estilo de texto Conjunto nomeado e gravado de configurações que determina a aparência de caracteres de texto, por exemplo, esticada, compactada, inclinada, oblíqua, espelhada ou definida em uma coluna vertical.

Termo Definição

172 | Glossário

gsg-lt-2007.book Page 173 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

explodir Para desmontar um objeto complexo como um bloco, cota, ou polilinha em objetos mais simples. No caso de um bloco, a definição de bloco é inalterável. A referência de bloco é substituída pelos componentes do bloco. Consulte também bloco, definição de bloco, ereferência de bloco. (EXPLODIR)

extensão do desenho O menor retângulo que contém todos os objetos em um desenho, posicionado na tela para exibir a maior vista possível de todos os objetos. (ZOOM)

extensões Consulteextensão do desenho.

fonte Um conjunto de caracteres compreendendo letras, números, sinais de pontuação e símbolos de proporção e desenho característicos.

fonte de linha Consulte tipo de linha.

geometria Todos os objetos gráficos como linhas, círculos, arcos, polilinhas e cotas. Objetos não-gráficos como tipos de linha, espessuras de linha, estilos de texto e camadas não são considerados geometria. Consulte tambémobjeto nomeado.

grade Área coberta por pontos espaçados de forma regular para ajudar a desenhar. O espaçamento entre pontos de grade é ajustável. Os pontos de grade não são plotados. Consulte tambémlimites de grade. (GRADE)

grade de snap Grade invisível que mantém o ponteiro alinhado com os pontos da grade de acordo com o espaço definido por Snap. A grade de snap não necessariamente corresponde à grade visível, que é controlada separadamente por GRADE. (SNAP)

hachura associativa Hachura que se adapta a seus objetos limitadores da mesma forma que os objetos limitadores automaticamente ajustam a hachura quando são modificados. (BHATCH)

ícone UCS Ícone que indica a orientação dos eixos UCS. (ICONEUCS)

i-drop Método pelo qual um arquivo de desenho pode ser arrastado de uma página da Web e inserido em outro desenho.

ilha Área delimitada dentro de uma área hachurada.

janela de comandos Uma área de texto que exibe a linha de comando e um histórico de prompts e mensagens.

janela de seleção Área retangular especificada na área de desenho para selecionar múltiplos objetos ao mesmo tempo. Consulte também seleção cruzadaeseleção de janela poligonal.

largura da linha Consulte espessura da linha.

layout Ambiente com guias em que o usuário cria e projeta viewports de layout no espaço do papel para serem plotadas. Podem ser criados vários layouts para cada desenho.

Termo Definição

Glossário | 173

gsg-lt-2007.book Page 174 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

limites Consultelimites de grade.

limites de grade O limite retangular da área de desenho, definido pelo usuário, coberta por pontos quando a grade está ativada. Também denominado limites do desenho. (LIMITES)

limites do desenho Consultelimites de grade.

linha de comando Área de texto reservada para entrada pelo teclado, prompts e mensagens.

Marcadores de snap a objeto

Um símbolo geométrico que é exibido quando o cursor move sobre um objeto. Consulte tambémmodo snap a objeto .

matriz 1. Múltiplas cópias de objetos selecionados em um padrão retangular ou polar (radial). (MATRIZ) 2. Uma coleção de itens de dados, cada um identificado por um subscrito ou chave, organizados de modo que um computador possa examinar a coleção e recuperar os dados pela chave.

matriz polar Objetos copiados em torno de um centro especificado em um determinado número de vezes. (MATRIZ)

menu de atalho Menu exibido no local do cursor quando você clica com o botão direito do dispositivo apontador. O menu de atalho e as opções que ele fornece dependem da localização do ponteiro e de outras condições, como se um objeto está selecionado ou se um comando está em andamento.

menu de cursor Consultemenu de atalho.

menu Snap a objetos Menu exibido na área do desenho na posição do cursor quando você pressiona SHIFT e clica com o botão direito do dispositivo apontador. Também denominado como um menu de atalho, é definido na seção POP0 do aclt.mnu. Consulte tambémmenu de atalho.

modelo Representação bidimensional ou tridimensional de um objeto.

modelo de desenho Um arquivo de desenho com configurações pré-estabelecidas para novos desenhos, como aclt.dwt e acltiso.dwt; no entanto, qualquer desenho pode ser utilizado como um modelo.

modo Configuração de software ou estado operacional.

modo Orto Configuração que limita a entrada do dispositivo apontador a horizontal ou vertical (em relação ao ângulo de snap atual e ao sistema de coordenadas do usuário). Consulte tambémângulo de snap e sistema de coordenadas do usuário (UCS). (ORTO)

Termo Definição

174 | Glossário

gsg-lt-2007.book Page 175 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

modo snap Modo para manter um dispositivo apontador alinhado com uma grade retangular invisível. Quando o modo Snap está ativado, o cursor de mira da tela e todas as coordenadas de entrada são atraídas para o ponto mais próximo na grade. A resolução de snap define o espaçamento da grade. Consulte tambémmodo Snap a objeto. (SNAP)

modo Snap a objeto Métodos para a seleção de pontos normalmente necessários em um objeto durante a criação ou edição de um desenho. Consulte tambémsnap a objeto em execução esobreposição de snap a objeto.

modos de alça Os recursos de edição ativados quando as alças são exibidas em um objeto: esticar, mover, rotacionar, redimensionar e espelhar.

Especificação de snap a objeto para localizar pontos, pontos de definição de cota e origens de texto de cota.

NURBS Para curva B-spline não-uniforme e racional. Curva ou superfície B-spline definida por uma série de pontos de controle significativos e por um ou mais pontos de vetores. Consulte também curva B-spline.

objeto Um ou mais elementos gráficos, como texto, cotas, linhas, círculos ou polilinhas, tratados como um elemento único para criação, manipulação e modificação. Anteriormente denominado entidade.

objeto nomeado Descreve os vários tipos de informações não-gráficas, como estilos e definições, armazenadas com um desenho. Os objetos nomeados incluem tipos de linha, camadas, estilos de cota, estilos de texto, definições de bloco, layouts, visualizações e configurações de viewport. Os objetos nomeados são armazenados em tabelas de (símbolo) definição.

ocorrência Consultereferência de bloco.

ocorrência de bloco Consultereferência de bloco.

origem Ponto no qual os eixos de coordenadas fazem intersecção. Por exemplo, a origem de um sistema de coordenadas cartesianas é o local no qual os eixos X, Y e Z se encontram em 0,0,0.

padrão Valor predefinido para uma entrada ou parâmetro de programa. Valores e opções padrão são indicados por colchetes em ângulo (<>).

paleta Informações A Ajuda rápida na paleta de informações monitora continuamente os comandos em andamento e exibe as informações que estão diretamente relacionadas ao comando ativo ou à caixa de diálogo. (ASSISTIR)

paleta Propriedades Lista e altera propriedades para o objeto selecionado ou conjunto de objetos, e se nenhum objeto foi selecionado, os valores de propriedades padrão comuns a todos os objetos. (PROPRIEDADES)

Termo Definição

Glossário | 175

gsg-lt-2007.book Page 176 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

paletas de ferramentas Áreas com guias dentro da janela Paletas de ferramentas que fornecem um método eficiente para organizar, compartilhar e colocar blocos e hachuras.

pan Deslocar a vista de um desenho sem alterar a ampliação. Consulte tambémzoom. (PAN)

plinha Consultepolilinha.

polilinha Objeto composto por um ou mais segmentos de linha conectados ou arcos circulares tratados como um único objeto. Também chamado de plinha. (PLINHA, EDITARP)

ponta de seta Um terminador, como uma ponta de seta, um traço ou um ponto, no final de uma linha de cota que mostra onde a cota começa e termina.

ponto 1. Um local no espaço tri-dimensional especificado pelos valores das coordenadas X, Y e Z . 2. Um objeto do que consiste de uma localização de coordenadas única. (PONTO)

ponto base 1. No contexto de edição de alças, é a alça que muda para uma cor sólida quando selecionada para especificar o foco da operação de edição subseqüente. 2. Um ponto para distância relativa e ângulo durante a cópia, movimentação e rotação de objetos. 3. O ponto de base da inserção do desenho atual. (BASE) 4. O ponto base de inserção para uma definição de bloco. (BLOCO)

PORBLOCO Propriedade de objeto especial utilizada para especificar que o objeto herda a cor ou o tipo de linha de qualquer bloco contido nele. Consulte tambémPORCAMADA.

PORCAMADA Propriedade de objeto especial utilizada para especificar que o objeto herda a cor ou o tipo de linha associadas a sua camada. Consulte tambémPORBLOCO.

preencher Uma cor sólida cobrindo uma área limitada por linhas ou curvas. (PREENCHER)

prompt Mensagem na linha de comando solicitando informações ou uma ação, como a especificação de um ponto.

propriedades Consulte tambémpropriedades de objeto.

propriedades de objetos Configurações que controlam a aparência e as características geométricas de objetos. Propriedades que são comuns a todos os objetos incluem cor, camada, tipo de linha, escala do tipo de linha e espessura 3D. (PROPRIEDADES)

rastreamento polar Ferramenta de desenho de precisão que exibe caminhos de alinhamento temporários definidos por ângulos polares especificados pelo usuário. Consulte tambémsnap polar.

Termo Definição

176 | Glossário

gsg-lt-2007.book Page 177 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

referência de bloco Objeto composto inserido em um desenho e que exibe os dados armazenados em uma definição de bloco. Também chamado de ocorrência. Consulte também blocoedefinição de bloco. (INSERIR)

referência externa (refex) Arquivo de desenho com referência em outro desenho. (REFEX)

refex Consulte referência externa (refex).

seleção por interseção Área retangular desenhada para selecionar objetos total ou parcialmente dentro de suas bordas. Consulte tambémseleção de janela.

seqüências de caracteres Uma seqüência de caracteres de texto inseridos em um prompt ou em uma caixa de diálogo.

símbolo Representação de um item usado com freqüência em desenhos. Consulte bloco.

sistema de coordenadas do usuário (UCS)

Um sistema de coordenadas definido pelo usuário que especifica a orientação dos eixos X, Y e Z no espaço 3D. O UCS determina o posicionamento padrão da geometria em um desenho. Consulte tambémsistema de coordenadas universal (WCS).

snap Consulte snap ângulo, grade snap, resolução snap, esnap polar.

snap a objeto em execução Ao definir um modo Snap a objeto, ele permanecerá para seleções subseqüentes. Consulte tambémmodo Snap a objeto esobreposição de snap a objeto. (OSNAP)

Snap polar Ferramenta de desenho de precisão usada para efetuar snap a distâncias incrementais ao longo do caminho de alinhamento de rastreamento polar. Consulte tambémrastreamento polar.

sobreposição de snap a objeto

Desativar ou alterar um modo de snap a objeto em execução para entrada de um único ponto. Consulte tambémmodo Snap a objeto esnap a objeto em execução.

sobreposições de ângulo Bloqueia o cursor para o próximo ponto inserido. Para especificar uma sobreposição de ângulo, insira um símbolo de “menor que” (<) seguido de um ângulo sempre que um comando solicitar que você especifique um ponto.

spline Consulte curva B-spline eNURBS.

tabela de definição Área de dados não-gráficos de um arquivo de desenho que armazena definições de bloco.

tabela de definição de bloco

Área de dados não-gráficos de um arquivo de desenho que armazena definições de bloco.

tabela de estilo de plotagem

Conjunto de estilos de plotagem. Os estilos de plotagem são definidos em tabelas de estilo de plotagem e aplicados a objetos somente quando a tabela de estilo de plotagem está anexada a um layout ou uma viewport.

Termo Definição

Glossário | 177

gsg-lt-2007.book Page 178 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

tabela de símbolos Consulte tabela de definição e tabela de definição de bloco.

teclas de atalho Teclas e combinações de teclas que iniciam comandos; por exemplo, CTRL + C salva um arquivo. As teclas de função (F1, F2 e assim por diante) também são teclas de atalho. Também denominadas teclas aceleradoras.

tela do desenho Consulte área do desenho.

texto de cotas Valor da medida de objetos cotados.

tipo de linha Como uma linha ou um tipo de curva é exibido. Por exemplo, contínuo é um tipo de linha diferente de uma linha tracejada. Também chamada fonte de linha. (TIPOLINHA)

UCS Consultesistema de coordenadas do usuário (UCS).

unidade angular A unidade de medida de um ângulo. As unidades angulares podem ser medidas em graus decimais, graus/minutos/segundos, graus e radianos.

unidades de desenho A unidade de medida usada em um desenho. Dependendo do desenho, uma unidade desenho pode ser igual a uma polegada, um milímetro, um quilômetro, uma milha, ou alguma outra distância.

variáveis de cota Conjunto de valores numéricos, seqüências de caracteres de texto e configurações que controlam os recursos de cotagem. (ESTILODIM)

variável de sistema Um nome similar a um comando usado como modo, tamanho ou limite. As variáveis de sistema somente leitura, como DWGNAME, não podem ser modificadas diretamente pelo usuário.

vértice Local em que as arestas ou os segmentos de polilinha se encontram.

viewport Consulte viewports de modelo e viewports de layoutConsulte tambémvista. (VPORTS)

viewports de layout Objetos criados no espaço do papel que exibem visualizações. Consulte tambémespaço do papel. (VPORTS)

viewports do modelo Tipo de exibição que divide a área de desenho em uma ou mais áreas de vista retangulares adjacentes. Consulte tambémviewports de layout eviewport. (VPORTS)

viewports flutuantes Consulteviewports de layout.

viewports lado a lado Consulte viewports de modelo.

vista Representação gráfica de um modelo a partir de uma localização específica (ponto de vista) no espaço. Consulte tambémviewport. (PONTOV, VISTAD, VISTA)

vista do plano Orientação da vista a partir de um ponto no eixo Z positivo em direção à origem (0,0,0). (PLANO)

Termo Definição

178 | Glossário

gsg-lt-2007.book Page 179 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

visualização em árvore Uma lista hierárquica que pode ser expandida ou recolhida para controlar a quantidade de informações exibidas. As visualizações em árvore estão disponíveis no DesignCenter, caixa de diálogo Eliminar e no sistema de Ajuda.

zoom Diminuir ou aumentar a ampliação aparente da área do desenho. (ZOOM)

Termo Definição

Glossário | 179

gsg-lt-2007.book Page 180 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

180 | Glossário

gsg-lt-2007.book Page 181 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

Índice remissivo

A abreviaturas de comandos, 37, 169 abrindo

bibliotecas de blocos, 124 modelos, 51

ações ao clicar com o botão direito do mouse, 34 afilando linhas, 72 Ajuda

Ajuda de comando, 26 com base no contexto, 29 índice de conteúdo (guia Conteúdo), 27 procedural, 26, 29 recurso Ajuda rápida, 29 Sistema de Ajuda, 25 tutoriais, 25

alças, 169 alças de bloco, 124 alças de viewport, 157 editando cotas, 149 editando objetos, 115 exibindo, 92 modos da alça, 175 mover alças, 35

alinhamento horizontal do texto, 134 vertical do texto, 134

alinhando texto, 134 alongando objetos, 94 alternando

entre configurações de páginas, 161 entre espaço de modelo e

espaço do papel, 156 entre modelos e layouts, 55

altura de caracteres de texto, 134

ampliar vistas em viewports. Consulte aumentando ou reduzindo o zoom

analisando desenhos, 117 ancorando barras de ferramentas, 35 ângulos

ângulos de rotação, 99 calculando, 117 caracteres de texto, 134 coordenadas polares, 80 especificando para arcos, 73 padrões de hachura, 128 rastreamento polar, 85 snap, 169 sobreposições de ângulo, 86, 177 unidades angulares, 178

anotações, 140, 146, 169 apagar viewports de layout, 156 arcos

desenhando polilinhas com, 71 desenhos, 73 fazendo a concordância, 74, 100 regerando vista de, 46

área de gráficos na tela (área de desenho), 31, 169 área, desenho, 31, 169 áreas

áreas de seleção, 92 em branco entre hachuras (ilhas), 127, 173 encontrando para objetos, 106 janela de seleção, 92, 173 seleção, 92 seleção cruzadas, 92, 177 seleção retangulares, 92

gsg-lt-2007.book Page 182 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

arquivos CBT (em tabelas de estilo de plotagem

dependente de cor), 160, 169 de desenho de medida métrica, 51 de modelos de desenho na medida imperial, 51 de tabela de estilos de plotagem

(STB), 159, 169, 177 Design Web Format (DWF), 158, 163 DWF (Design Web Format), 158, 163, 171 DXF, 171 DXF (formato de intercâmbio de desenhos), 171 PAT, 126 PC3, 158 PC3 (configurações de plotadoras), 158 PostScript, 158 raster, 158 SBT ( tabela nomeadas de estilos de

plotagem), 160, 169 assinaturas digitais, 169 Assistente para adicionar uma plotadora, 159 atalhos

editando texto, 132 percorrer através de pontos de snap, 82 teclas de atalho, 178

atributos de bloco, 122 atualizando cotas e linhas de chamada, 141 aumentando ou reduzindo o zoom, 179

dimensionando escala de vistas em viewports, 5, 165

visão geral, 15, 44 Autodesk DWF Viewer, 163

B Barra de ferramentas, 31, 169

Camadas, 31, 64 Desenhar, 31 Estilos, 31 flutuantes, 35 Formatação de texto, 132 movendo, 35 ocultando ou exibindo, 35 padrão, 31 Propriedades, 31, 64 redimensionando, 35 travando, 35 visão geral, 35

barra de menus, 31 barra de status, 31, 170 bibliotecas

de blocos, 17, 122, 124, 125 de símbolos, 122, 170 de símbolos, abrindo, 124 de símbolos, DesignCenter on-line, 125 DesignCenter, 124 DesignCenter on-line, 125

blocos, 119, 122, 170 atributos de bloco, 122 blocos de título, 164 de título, 164 definições de bloco, 171 inserindo, 123 movendo, 124 origens de, 123 referências de bloco, 177 tabelas de definições de bloco, 177 usos típicos, 122 visão geral, 17 Consulte também bibliotecas de blocos

botão DIM, 81 direito do mouse, 34 esquerdo do mouse, 34 seleção, 34, 170

botões da barra de ferramentas, 35

C caixa de diálogo

Configurações de espessura de linha, 69 Configurações do desenho, 79, 83 Estilo do texto,, 134 Gerenciador de estilos de cotas, 147 Inserir, 125 Nova configuração de página, 162 Plotar, 161 Selecionar modelo, 51 Unidades do desenho, 53

calculando delta, 117 distâncias, ângulos ou coordenadas, 117

calibrando plotadoras, 159 callouts (linhas de chamada), 19, 140, 146 camadas, 170

atribuição de cores, 7, 56, 65 atribuições de tipo de linha, 7, 68 atuais, 56, 66 barra de ferramentas Camadas, 31, 64 camadas atuais, 56, 66 camadas de viewport, 165 como reorganizar, 56 congelando, 57 cotas em, 142, 143 editando propriedades, 64 estilos de plotagem, 7 Gerenciador de propriedades de

camadas, 56, 57, 66, 156 nomeadas, 7 nomeando, 7 ocultando ou exibindo, 57, 66, 156 organizando desenhos com, 47, 56 propriedades e, 62, 64

182 | Índice remissivo

gsg-lt-2007.book Page 183 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

travando, 57 visão geral, 7, 56

cantos afiados em objetos, 100 Cartão de referência rápida, 24 centralizando vistas, 143 círculos, 39, 46, 73, 100, 109 coincidindo propriedades entre objetos, 114 comando

APAGAR, 93 APARAR, 89, 94 Cancelar, 39 CONCORDANCIA, 74, 89 COPIAR, 89 DIST, 89, 117 ESTENDER, 94 EXPLODIR, 72 OFFSET, 70, 89 PAN, 45 UNIR, 72 ZOOM, 44

comandos abreviaturas, 37, 169 ajuda e informações, 26 cancelando ou desfazendo, 39 comandos de edição, 92 consulta, 117 escolhendo, 35 finalizando, 40 iniciando na linha de comando, 36 opções, 37 prompts dinâmicos, 37 repetindo, 40

comprimento da corda, especificando para arcos, 73 configurações de página, 152, 161, 170 congelando camadas, 57, 170 conjuntos de seleção, 92, 170 coordenadas e sistemas de coordenadas

calculando delta, 117 coordenadas absolutas, 80, 170 coordenadas absolutas e relativas, 80, 81, 170 coordenadas Cartesianas, 80, 81 coordenadas polares, 80 coordenadas relativas, 81, 170 entrada dinâmica e, 81 especificando, 13 ponto de origem, 80, 108 visão geral, 80

copiando múltiplas cópias de objetos, 97 objetos, 89, 96 propriedades para outros objetos, 114

cores aplicando à objetos, 65 atribuindo a camadas, 7, 56, 65 tabelas de estilos de plotagem dependentes de

cor, 160, 169 cotas

alinhadas, 137, 149, 170 angulares, 137, 140, 150, 170

associativas, 19, 141, 170 contínuas, 137, 150, 171 de diâmetro, 137, 150 de linha base, 137, 150 de linha de chamada rápida, 137 de ordenada, 137, 140, 149 de raio, 137, 140, 150 em cadeia (cotas contínuas), 137, 150, 171, 173 horizontais, 137 lineares, 137, 140, 149 paralelas (cotas de linha base), 137, 150 verticais, 137

cotas e aletração de escala alças, 149 camadas para, 142, 143 cotas associativas, 19, 141 criando, 142, 149 dimensionando, 155 editando cotas, 149 editando propriedades, 65 elementos de cotas, 140 estilos de cota, 147, 172 marcas de centro e linhas de centro, 145, 147 movendo cotas, 149 normas para, 148 precisão, 13 salvar estilos em modelos, 9 texto, 147, 178 tipos de, 19, 140, 149 unidades de medida, 148 variáveis de cota, 178 visão geral, 140

cursor da caixa de seleção, 87, 170 de mira, 171

cursores aumentando ou reduzindo o zoom, 44 cursor da caixa de seleção, 87 de mira, 171 efetuar snap à grade, 78 pan com, 45 prompts dinâmicos exibidos por, 37

curva, 171 curva B-spline

não uniforme e racional, 175

D decimais

arredondando na tela, 53 formato de unidade de desenho, 52

definições atributo, 171 bloco, 171 escala de objeto atual, 68

descongelando, 57, 171

Índice remissivo | 183

gsg-lt-2007.book Page 184 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

desenhando objetos arcos, 73 círculos, 39, 73 fazendo a concordância, 100 linhas, 38, 70 polígonos, 70, 72 polilinhas, 70 retângulos, 71 visão geral, 11

desenhos de linhas vermelhas, 116 desenhos e arquivos de desenho

aumentando ou reduzindo o zoom, 15 efetuar pan em uma vista, 45 exibindo todo o desenho, 44 grades, 78 iniciando, 58 iniciando novos desenhos, 50 inserindo blocos, 123 modelos, 50 modo snap, 78 nuvens de revisão, 116 plotando, 161 revisando, 21 sistemas de coordenadas, 80

desfazendo ações, 39 desfazer seleção de objetos, 92 DesignCenter, 31, 171

acessando e inserindo blocos, 17 guia DC on-line, 125 origens de bibliotecas de blocos, 123 padrões de hachura em, 127

deslocando objetos, 11, 70, 89, 98, 108 diâmetros, 73 dicas de ferramentas, 35, 82 dimensionando

barras de ferramentas, 35 objetos de texto, 132 tipos de linha, 68 viewports, 157

dispositivos apontadores, 34, 44, 46, 171 dispositivos de mouse, 34, 171 distâncias

calculando, 117 coordenadas polares, 80 entrada de distância direta, 85, 172 medindo, 89 rastreamento polar, 85

dividindo polilinhas, 72 drivers

impressora, 158 impressoras do Windows, 158

E editando configurações de plotadora, 159 editando objetos

apagando objetos, 93 aparando objetos, 94 copiando propriedades, 114 cotas, 149 deslocando cópias, 98 duplicando objetos, 96 editando com precisão, 101 espelhando, 98 estendendo objetos, 94 estilos de texto, 134 fazendo a concordância, 100 hachuras associativas e, 126 limites de objetos, 102 modo de edição com alças, 115 nuvens de revisão, 21, 116 propriedades, 63, 113 revisando desenhos, 21 selecionando objetos a serem editados, 92 texto, 132 visão geral, 21

editando texto, 132, 134 Editor de configuração de plotadora, 159 Editor de texto no local, 132 eixos para coordenadas, 80 elementos da interface do usuário, 31 elementos da janela de interface, 31 eliminando, 172 elipses, 100 entidades. Consulte objetos entrada de distância direta, 85, 97, 172 entrada dinâmica, 81 escala de desenho. Consulte escala e alteração de escala escalas de plotagem, 161 escalas e e aletração de escala, 172

cotas, 144 definindo escala de exibição, 143 escalas de plotagem, 161 espessuras de linha e, 69 padrões de hachura, 128 texto, 135 tipos de linha, 67, 68 unidades de desenho comparadas à escala, 3, 52 visão geral, 3 visualizações em viewports, 5

espaçamento configurações de grade e snap, 78 padrões de hachura, 128

espaço do papel, 5, 172 alterando a escala de tipos de linha em, 68 alternando para o espaço do modelo, 55, 156 comparado com o espaço do modelo, 54 observações e legendas em, 134 tamanho do texto e, 135

espelhando objetos, 89, 98, 110, 172 espessuras de linha, 7, 47, 69, 172

184 | Índice remissivo

gsg-lt-2007.book Page 185 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

estacionando, barras de ferramentas, 35 estendendo objetos, 94, 104 estilo STANDARD, 134, 147 estilos

cota, 147, 172 cotas secundários, 147 estilos de cota, 147, 172 estilos de plotagem, 159 estilos de texto, 134 linhas de extensão, 147 normas de desenho, 9 plotagem, 7, 152, 159, 172 sobrepondo, 147 texto, 9, 134, 172

excluindo objetos, 93 exibição

movimentada, 46 suave, 46 tópicos no sistema de Ajuda, 26

exibindo barras de ferramentas, 35 camadas, 57 escala de exibição, 143 grade, 78 opções de comando, 37 paleta Informações, 30 paleta Propriedades, 64 propriedades, 63 propriedades de viewports, 156 regerando exibição movimentada, 46

explodindo objetos, 72, 173 extensão, desenho, 173 extensões do desenho, 173

F fator de escala global para tipos de linhas, 68 fazendo a concordância de cantos, 100 fazendo a concordância de objetos, 74, 89, 100 fechando polilinhas, 71 finalizando comandos, 40 fontes, 134, 173

de linha. Consulte tipos de linhas itálico, 134 negrito, 134 TrueType, 134

formatando barra de ferramentas Formatação de texto, 132 cotas, 142 unidades de desenho, 52

formato científico de unidade de desenho, 52 de arquitetura de unidade de desenho, 52 de engenharia de unidade de desenho, 52 unidade de desenho mecânico, 108

frações, 52, 53

G geometria, 173 Gerenciador

estilos de plotagem, 159 plotadoras, 158 propriedades de camadas, 56, 57, 66, 156 tipos de linha, 67

Gerenciador de configuração de página, 161, 162 grades, 173

criando contornos com, 87 desativando e ativando, 78 espaçamento, 78 limites de grade, 78, 174 ocultando ou exibindo, 78 visão geral, 78

grades de snap, 173 guia

DC On-line (no DesignCenter), 125 layout, 31, 54 Modelo, 31, 54

H Há, 50 hachuras associativas, 126, 173 hachuras e padrões de hachura, 119, 126

hachuras associativas, 126 ilhas dentro de limites, 127 inserindo, 127 origens de, 126 pontos para criação, 128

I ícone UCS, 173 i-drop, 173 ilhas, 127, 173 impressoras

calibrando, 159 Editor de configuração de plotadora, 159 estilos de plotagem e tabelas de estilo de

plotagem, 159 selecionando plotadoras, 161 suporte para, 158

inclinação de caracteres de texto, 134 índice de conteúdo no sistema de Ajuda, 27 iniciando desenhos, 50 inserindo blocos, 123, 125, 164

J janela de comandos, 31, 36, 173 janela Paletas de ferramentas, 31

Índice remissivo | 185

gsg-lt-2007.book Page 186 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

L largura

caracteres de texto, 134 objetos de texto, 132 polilinhas, 72

larguras linha (espessura de linha), 7, 47, 69, 172

layouts, 152, 173 alternando para o espaço do modelo, 55 comparados a modelos, 54 configurações de página e, 161 escala de exibição, 143 escala versus unidades de desenho, 3, 52 plotando a partir de, 161 tamanho do texto e, 135 tipos de linha em, 68 viewports, 152, 178 visão geral, 5, 54

legendas em espaço de modelo e de papel, 134 leitura inversa do texto, 134 limites

apara, 112 áreas hachuradas, 127 corte, 94 desenho (limites de grade), 78, 174 editando, 102 estendendo objetos, 94 grade, 78, 174 limites de apara, 112 objetos de texto, 132 polilinhas, 107

linhas afilando, 72 ângulos, 86 centro, 145, 147 chamada, 140, 146 chamada (callouts), 19, 140, 146 comando, 36, 174 comprimento exato, 85 cota, 140 desenhos, 38, 70 deslocando, 11 espessuras de linha, 7, 47, 69, 172 estilos de cota, 147 extensão, 140, 147 extensão em cotas, 140 fazendo a concordância, 100 gancho, 146 paralela, 70 paralelas, 70 perpendiculares, 85 polilinhas, 70 tipos de linha. Consulte tipos de linhas

M marcação de nuvens de revisão, 116 marcadores

AutoSnap, 82, 87 de snap a objeto, 174

marcas de centro, 137, 145, 147 matrizes, 163, 174

polares, 174 medidas lineares, 52 menu, 174

Snap a objeto, 35, 82, 174 menus, 34, 35, 174

atalho, 34, 35, 174 suspensos, 35

método tangente para desenhar círculos, 73, 109 modelos, 50, 169, 174

abrindo, 51 arquitetura, 51 arquivos de amostra, 51 arquivos DWT, 171 desenho mecânico, 51 normas de desenhos e, 9

modelos e espaço do modelo, 5, 152, 174 alternando para espaço do papel, 156 alternando para layouts, 55 analisando desenhos, 117 aumentando ou reduzindo o zoom, 165 comparados a layouts, 54 cota e, 143 desenhando em espaço do modelo, 54 escala versus unidades de desenho, 3, 52 fórmulas para tamanho de texto, 135 observações e legendas em, 134 tamanho do texto em, 135 tipos de linha em, 68 viewports, 178

modo Orto, 174 Snap, 175 Snap a objeto, 175

modos da alça, 175 modos, definidos, 174 mouse com roda, 34, 44, 46 movendo

barras de ferramentas, 35 blocos, 124 cotas, 149 efetuar pan em uma vista, 45 objetos, 99 rotacionando objetos, 99 texto em cotas, 141

mover alças em barras de ferramentas, 35 múltiplas cópias de objetos, 97

186 | Índice remissivo

gsg-lt-2007.book Page 187 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

N navegação

exibir o sistema de Ajuda, 26 informações da paleta Informações, 29

nós, 175 NURBS (curva B-spline não uniforme e racional), 175 nuvens de revisão, 21, 116

O objetos, 175

alças, 115 apagando, 93 aparando bordas, 94 copiando propriedades, 114 cores, 65 cotas associativas, 141 desenhos, 11 deslocando cópias, 98 duplicando, 96 editando propriedades, 63, 64 espelhando, 98 espessuras de linha, 69 exibindo em camadas, 156 fazendo a concordância, 100 linha de chamada, 141 movendo, 99 nomeados, 175 padrões de hachura, 126 propriedades, 62, 113, 176 rotacionando, 99 selecionando, 92 tipos de linha, 67

observações em espaço de modelo e de papel, 134 ocorrências (referências de bloco), 175 ocultando

barras de ferramentas, 35 camadas, 57, 66 paleta Informações, 30 paleta Propriedades, 64

opções ajuste para cotas, 148 tolerância para cotas, 148

orientação páginas, 161 texto, 134

P padrões

configurações de propriedades, 63 definido, 175 ISO, 50, 126 JIS, 50

palavras-chave no sistema de Ajuda, 25

paleta Informações, 24, 30, 175 paleta Propriedades, 63, 113, 175 paletas de ferramentas, 31, 176 panning, 15, 45, 176 Pasta Plotters, 158 plinhas. Consulte polilinhas plotadoras e plotagem

calibragem, 159 configurações de página, 161 configurando, 161 configurando plotadoras, 158 Editor de configuração de plotadora, 159 escala em espaço do modelo, 165 estilos de plotagem, 152, 159 imprimindo bordas de viewports, 157 plotando a partir de layouts, 161 suporte de driver para, 158 visualizando, 161

plotando em preto e branco, 163 polígonos, 70, 72

circunscritos, 72 inscritos, 72

polilinhas, 70, 176 dividindo ou unindo, 72 fazendo a concordância, 100 fechando, 71 larguras, 72 realçando limites, 107

pontas de seta, 140, 147, 176 pontos, 176

base, 96, 99, 176 calculando distâncias ou coordenadas, 117 coordenadas absolutas, 80, 170 coordenadas polares, 80 coordenadas relativas, 81, 170 especificando para arcos, 73 especificando para círculos, 73 finais, 71, 73 iniciais, 71, 73 marcadores do AutoSnap, 82, 87 origem, 80, 108, 175 pontos de origem, 80, 108, 175 sistemas de coordenadas. Consulte coordenadas e

sistemas de coordenadas portas, 159 preenchimentos, 126, 127, 176

sólidos, 127, 176 prompts, 37, 176 propriedade

PORBLOCO, 176 PORCAMADA, 65, 68, 69, 176

propriedades, 62 atribuições de camadas, 62 atribuindo, 62 barra de ferramentas Propriedades, 31, 64, 113 coincidindo, 114 copiando para outros objetos, 114 editando, 64, 113 objetos, 176

Índice remissivo | 187

gsg-lt-2007.book Page 188 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

paleta Propriedades, 63, 113, 175 visualizando, 64

Q qualidade de gráfico

raster, 159 vetores, 159

Quando, 85

R raio

especificando para arcos, 73 especificando para círculos, 73 especificando para polígonos, 72 fazendo a concordância de objetos, 100

rastreamento polar, 13, 85, 176 recurso Ajuda rápida, 29 recurso Auto-ocultar, 30, 36, 64, 169 redimensionando

barras de ferramentas, 35 objetos de texto, 132 tipos de linha, 68 viewports, 157

referências bloco, 177 bloco (ocorrências), 175 externas (refexs), 177

refexs (referências externas), 171, 177 regerando exibição movimentada, 46 removendo objetos, 93 repetindo comandos, 40, 97 retângulos, 71 revisando desenhos, 21, 116

Consulte também editando objetos rotação no sentido anti-horário, 99 rotacionando objetos, 99, 124

S salvando

arquivos como arquivos DWF, 163 arquivos em outros formatos, 158

selecionando desfazer seleção de objetos, 92 objetos, 92

selecione, 161 seqüências de caracteres, 177 símbolos

definido, 17, 177 em cotas, 147 Consulte também blocos

sistema de coordenadas do usuário (UCS), 177 Snap

a intersecção, 84, 103 a objeto de ponto final, 84, 111 a objeto em execução, 83, 177 a objeto quadrante, 84, 110 a perpendicular, 84 a tangente, 84 ao centro, 84 ao ponto médio, 84 e execução de snap Consulte snap a objeto polar, 108, 177

snaps a objeto ângulos de snap, 169 cotas e, 142 criando contornos com, 87 em execução, 83 espaçamento, 78 grade de snap, 173 marcadores, 174 marcadores do AutoSnap, 87 modo snap, 175 percorrer através de pontos de snap, 82 precisão e, 13 sobrepondo, 177 tipos de, 84 visão geral, 78

sobrepondo estilos de cota, 147 sobreposição de snap a objeto, 177 sobreposições, 7 splines, 100, 171, 175

T tabelas

de definição, 177 de estilo de plotagem dependente de

cor (CBT), 160, 169 de estilos de plotagem nomeadas, 160

tabelas de definições de bloco, 177 tamanho da página., 161 tamanho do papel, 159, 163 tecla ESC, 34 teclas, 178

atalho, 178 telas, aceleradoras (teclas de atalho), 178 texto

anotações, 140, 146 barra de ferramentas Formatação de texto, 132 de cota, 140, 178 de ponta-cabeça, 134 Editor de texto no local, 132 espaço de modelo vs. papel, 134 estilos, 134, 172 largura de, 132 oblíquo, 134

188 | Índice remissivo

gsg-lt-2007.book Page 189 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

texto de cota, 140, 147, 178 viewports e, 135

tipo de linha atual, 67

tipos de linha, 178 atribuições de camadas, 7, 68 dimensionando, 67, 68 editando propriedades, 113 fator de escala global, 68 Gerenciador de tipos de linha, 67 identificando objetos com, 47 salvar estilos em modelos, 9 visão geral, 67

transparência de paletas, 30 travando

barras de ferramentas, 35 camadas, 57

tutorial de modelos de desenhos, 51

U UCS (sistema de coordenadas do usuário), 178 unidades angulares, 178 unidades de desenho, 3, 51, 52, 178 unidades de medida, 3, 51, 52, 148

arquivos de modelo, 51 em cotas, 148 unidades de desenho, 3, 52

unindo polilinhas, 72 Use, 80, 81

V valores de X e Y, 80 valores relativos, 80 variáveis

de cota, 178 de sistema, 178 variáveis de cota, 178 variáveis de sistema, 178

variável de sistema DIMSCALE, 144 vértices, 178 viewports, 152

alças, 157 alterando configurações, 163 apagando, 156 aumentando ou reduzindo o zoom, 165 criando, 155 dimensionando, 157 dimensionando visualizações, 5, 44 escala de exibição, 143 escala de tipo de linha em, 69 espaço do modelo e visão geral do espaço de

papel, 54 exibindo objetos em camadas, 156 flutuantes (viewports de layout), 152, 178 lado a lado (viewports de modelo), 178 layout, 152, 178 modelo, 178 modificando, 155 panning, 45 plotando bordas, 157 propriedades, 156 sobrepondo, 157 viewports múltiplas, 163 visão geral, 5

virando objetos (espelhar objetos), 89, 98, 110 visibilidade de camadas, 57 vista do plano, 178 visualização em árvore, 179 vistas, Consulte também viewports visualizações, 44, 178

exibindo todo o desenho, 44 panning, 15, 45 reposicionando, 45

visualizando áreas de plotagem e configurações, 161 Você, 50, 99

W Workshop de novos recursos, 24

Índice remissivo | 189

gsg-lt-2007.book Page 190 Wednesday, May 24, 2006 4:04 PM

190

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 198 páginas