Avaliação Neurofuncional - Semiologia Neurológica, Pesquisas de Semiologia. Universidade Paulista (UNIP)
fercostacardoso
fercostacardoso28 de Agosto de 2017

Avaliação Neurofuncional - Semiologia Neurológica, Pesquisas de Semiologia. Universidade Paulista (UNIP)

PPT (763 KB)
39 páginas
24Número de visitas
Descrição
Avaliação Neurofuncional - Semiologia Neurológica
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 39
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 39 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 39 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 39 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 39 pages
baixar o documento
Avaliação Fisioterapêutica do Paciente em CTI

Semiologia Neurológica

Verônica Couto IBES 2010.1

Avaliação

Anamnese  Em alguns casos realizada com acompanhantes

ou familiares Exame físico geral Exame neurológico

Do córtex motor partem axônios que descem pela coroa radiada e cápsula interna, entram no tronco cerebral pelo pedúnculo cerebral do mesencéfalo, descem pela região anterior da ponte até chegar à pirâmide do bulbo. Nas pirâmides ocorre o cruzamento da maioria das fibras motoras, fato conhecido como decussação das pirâmides. As fibras que cruzam a linha média nas pirâmides vão formar o trato corticoespinhal lateral que desce pelo cordão lateral contralateral da medula para inervar os músculos distais dos membros, enquanto as fibras que não cruzam formam o trato corticoespinhal anterior, que desce pelo cordão anterior ipsilateral da medula para inervar os músculos proximais bilateralmente.

Quando os axônios do neurônio motor superior precisam deixar a medula, eles se dirigem dos tratos corticoespinhais para o corno anterior da medula onde estão localizados os corpos celulares dos neurônios motores inferiores. Assim, é no corno anterior da medula que ocorre a sinapse entre o neurônio motor superior e o neurônio motor inferior. Finalmente os axônios do neurônio motor inferior deixam a medula pela raiz anterior, juntam-se com as fibras sensoriais que entram pela raiz posterior para formar um nervo espinhal. Vários nervos espinhais se juntam para formar os plexos que darão origem aos nervos periféricos que chegam aos músculos através da junção neuromuscular. Assim, os músculos podem se movimentar de acordo com uma ordem do córtex motor.

 Sintomas deficitários  Perda ou diminuição da motricidade  Abolição dos reflexos cutâneo

 Sintomas de liberação  Hiperreflexia  Hipertonias (espasticidade)  Exagero nos reflexos de automatismo

(Sincinesias)

S. Neurônio Motor Superior Síndrome Piramidal

Hemiplegias Paraplegais Tetraplegias Monoplegias

SÍNDROMES EXTRAPIRAMIDAIS Doença de Parkinson (S.

Parkinsoniana)  Diminuição da iniciativa motora (bradicinesia

ou acinesia)  Redução dos movimentos automáticos

( fáscies amímica e marcha em pequenos passos)

 Hipertonia muscular (rigidez plástica)  Tremor rítmico ao repouso

SÍNDROMES EXTRAPIRAMIDAIS

Coréia: Movimentos coréicos e hipotonia muscular

Distonia Hemibalismo

SÍNDROMES CEREBELARES

 Incoordenação dos movimentos voluntários  Lesão

 uni ou bilateral  tremor cinético, assinergia muscular  hipotonia muscular e hiporreflexia

Síndromes Motoras Periféricas

Síndrome do Corno Anterior da Medula Síndromes Radiculares Plexopatias Lesões de Nervo Periférico Polineuropatias Periféricas Síndromes da Junção Neuromuscular - Miastenia grave Síndromes Miopáticas - Distrofia musculares progressivas

Anamnese Identificação Sexo  Idade

 Infância: processos inflamatórios.  Jovens e adultos: doenças desmielinizantes  Idosos: dçs vasculares e neurodegenerativas

Procedência Ocupação Estado civil

Anamnese Antecedentes Pessoais:  Gestações e partos  Doenças prévias  Hospitalizações, cirurgias e traumatismos  Exames laboratoriais realizados  Uso de medicamentos

Anamnese Antecedentes familiares: Doenças em caráter familiar mais comuns:

 enxaqueca, diabetes, tuberculose, hipertensão arterial, câncer, doenças alérgicas, úlcera péptica, varizes.

Doenças de caráter hereditário:  hemofilia, anemia falciforme, rins policísticos,

distúrbios metabólicos  levantamento geneaológico mais rigoroso

 

Anamnese - HMA  Estabelecer padrão cronológico  Quando iniciou  Modo de instalação

 Súbita: AVE, Gullian Barré  Lenta: TU, doenças neurodegenerativas

 Modo de evolução  Progressiva: doenças neurodegenerativas,

miopatias  Em surtos: esclerose múltipla

Anamnese

Rotina atual: AVD, AVP Sono, hábitos alimentares Medicações em uso

Queixa Principal:  Identificar sintomas neurológicos Cuidado com termos técnicos

Avaliação Pontuação 1. Abertura ocular Espontânea 4 pontos

Por Estimulo Verbal 3 pontos Por Estimulo A Dor 2 pontos Sem Resposta 1 ponto

2. Resposta verbal Orientado 5 pontos Confuso (Mas ainda responde) 4 pontos Resposta Inapropriada 3 pontos Sons Incompreensíveis 2 pontos Sem Resposta 1 ponto

3. Resposta motora Obedece Ordens 6 pontos Localiza Dor 5 pontos Reage a dor mas não localiza 4 pontos Flexão anormal – Decorticação 3 pontos Extensão anormal - Decerebração 2 pontos Sem Resposta 1 ponto

Sinais e sintomas neurológicos

Cefaléia Dor Parestesias Paresia e paralisia Epilepsia e estados convulsivos Vertigem Distúrbios visuais Distúrbios do sono

Cefaléia Caracterizar:

 Modo de início  Localização e irradiação  Tipo de dor  Sinais e sintomas associados  Fatores agravantes e atenuantes

Principais causas:  Enxaqueca, hiper e hipotensão intracraniana,

meningite.

Dor Caracterizar:

 Caráter  Localização e irradiação  Duração  Fatores agravantes e atenuantes

Neurítica Radicular Central

Dor Neurítica

 Mono ou polineuropatia  Território do(s) nervos(s)

Radicular  Raízes sensitivas

Central  Dor talâmica

Outros:  Dor fantasma, dor psicogênica

Parestesias Sensações desagradáveis Irritação de nervos periféricos ou raízes

posteriores  Formigamento  Picada  Adormecimento  Queimação  Frio

Paresia e paralisia Paresia: déficit motor parcial Paralisia: déficit motor completo

Origem central  Piramidal ou do primeiro motoneurônio  Hipertonia muscular

Origem periférica  Flácidas ou do segundo motoneurônio  Hipotonia muscular

Vertigem Orientação desordenada do corpo no

espaço, em geral, sensação rotatória.  Investigar:

 Intensidade  Duração  Sudorese palidez, vômito, hipotensão

Disfunção vestibular

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 39 pages
baixar o documento