AVE - ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO, Slides de Medicina Física e Reabilitação. Centro Universitario Nove de Julho (UNINOVE)
amandinha-ruiz
amandinha-ruiz31 de Agosto de 2017

AVE - ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO, Slides de Medicina Física e Reabilitação. Centro Universitario Nove de Julho (UNINOVE)

PPTX (892 KB)
51 páginas
12Número de visitas
Descrição
INTRODUÇÃO , TRATAMENTO FISIOTERAPEUTICO
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 51
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 51 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 51 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 51 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 51 pages
baixar o documento

ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO

- A.V.E.-

SUPRIMENTO SANGUÍNEO ENCEFÁLICO

Sistema Anterior = Carotídeo

Sistema Posterior = Vértebro-Basilar

POLÍGONO DE WILLIS

CÍRCULO ARTERIAL

Sistema Carotídeo

A incidência do A.V.E. em território vascular anterior, acometendo as artérias cerebrais anterior e média, e seus respectivos ramos, é duas vezes maior do que nas áreas posteriores.

a. carótida interna: a. cerebral anterior a . cerebral média

RAMOS:

* a. ofltálmica

* a. comunicante posterior a. cerebral posterior

* a. coroidal

* a. comunicante anterior

a. vertebral = a. basilar

Ramos:

* ramos meníngeos

* a. medular posterior

* a. cerebelar póstero-inferior

* aa. bulbares

a. basilar = união das duas aa. vertebrais

RAMOS:

* aa. pontinas

* a. labiríntica

* a. cerebelar ântero-inferior

* a. cerebelar superior

* a. cerebral posterior

Vascularização do tronco encefálico: (triplo dispositivo arterial)

* circunferenciais curtas

* circunferenciais longas

* para-medianas

DISPOSITIVO VENOSO

3 sistemas básicos:

• - superficial ou cortical (seios longitudinais) = circunvoluções cerebrais

• - central ou ventricular (veias Galenas)

• - basal (veia basilar ou de Rosenthal) = base do cérebro.

DISPOSITIVO VENOSO sangue venoso intracraniano = conduzido ainda

por entre dois seios laterais:

• Veias Jugulares Internas

• Veias Jugulares Externas

ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO - A.V.E. -

DEFINIÇÃO • A.V.E. x A.V.C. x INFARTO ENCEFÁLICO x ICTO

ENCEFÁLICO x Ataque Vascular Encefálico

• “sinal clínico de desenvolvimento rápido de uma perturbação focal da função encefálica de origem vascular e com mais de 24h de duração”.

• A.I.T. x A.T. (24h = carotídeo / 72h = vértebro- basilar)

• O A.V.E. é uma doença que tem maior prevalência em idades

avançadas, trazendo um impacto altamente negativo na qualidade

de vida desta população.

• De acordo com estatísticas norte-americanas, a sua incidência é

maior em:

- indivíduos negros

- idade entre 45 e 84 anos

- histórico de diabetes, fibrilação atrial, estenose carotídea, tabagismo,

hipertensão arterial sistêmica e condições de estresse.

* A OMS confirma que cerca de 50% dos sobreviventes de um

A.V.E. permanecem com graves incapacidades físicas e mentais.

• Dados recentes da National Centers for Health Statistics as maiores

causas de óbito mundial são:

1º - doenças cardíacas

2º - câncer

3º - doenças respiratórias crônicas

4º - A.V.E.

• De acordo com os avanços do mundo atual e estilo de vida, estima-

se que, em 2017, 18 milhões de novos casos de óbito por A.V.E.

sejam registrados.

• No Brasil, estatísticas recentes apontam o A.V.E. como a causa

mais frequente de incapacidade neurológica crônica na população

adulta, sendo responsável por cerca de 100 mil óbitos por ano.

* O cérebro recebe 25% do rendimento cardíaco, o que garante as quantidades de glicose e oxigênio suficientes às necessidades vitais.

* metabolismo aeróbico = O2 leva em cerca de 10 seg à perda da consciência.

* quando este déficit chega a atingir o tempo de 4 a 6 min, o dano instalado passa a ser

irreversível.

AVE - CLASSIFICAÇÃO

ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO ISQUÊMICO

ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO HEMORRÁGICO

A.V.E. - ISQUÊMICO

ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO ISQUÊMICO • diminuição do débito sanguíneo = oclusão

parcial ou total de um vaso.

• infarto trombótico: interação das placas ateroscleróticas com a HAS

• infarto embólico: êmbolo coração pulmão cérebro

TROMBOS: formações ou desenvolvimento de

coágulos de sangue no interior dos vasos que

resultam da aderência e agregação plaquetária,

coagulação de fibrina, etc

FISIOPATOLOGIA TROMBÓTICA:

PLACA ATEROTROMBÓTICA LUZ DO VASO

HEMOGLOBINA OCLUI O VASO FLUXO

(METABOLISMO ANAERÓBICO) = ATP E PRODUÇÃO

DE ÁCIDOS VASO RETÉM METABÓLICOS E SE

ROMPE MORTE CELULAR (LESÃO DE TECIDOS

VIZINHOS) PERDA DA FUNÇÃO.

A.V.E. I - TROMBÓTICO

Fatores de risco:

• PA / PA • obesidade • estresse • sedentarismo • ACo • tabagismo / drogas • anemias / DPOC

ÊMBOLOS: deslocamento de coágulos e trombos,

referem-se às pequenas porções de matéria

como por ex. ar, gordura, bactérias ou outros

corpos estranhos liberados na corrente sanguínea.

FISIOPATOLOGIA DO ÊMBOLO:

formação do trombo deslocamento através

da corrente sanguínea alojamento em vasos

encefálicos obstrução.

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 51 pages
baixar o documento