Contabilidade de Custos - Apostilas - Sistemas de Navegação, Notas de estudo de Engenharia Aeronáutica e Programação de Computadores. Universidade Anhembi Morumbi (UAM)
Agua_de_coco
Agua_de_coco8 de Maio de 2013

Contabilidade de Custos - Apostilas - Sistemas de Navegação, Notas de estudo de Engenharia Aeronáutica e Programação de Computadores. Universidade Anhembi Morumbi (UAM)

DOC (236 KB)
19 páginas
1Números de download
592Número de visitas
Descrição
Apostilas de Administração sobre o estudo da Contabilidade de Custos, Origem dos custos, Componentes dos Custos.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 19
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 19 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 19 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 19 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 19 pages
baixar o documento

Contabilidade de Custos

ORIGEM DOS CUSTOS A Revolução Industrial Este momento histórico foi decisivo para o futuro da humanidade. A riqueza acumulada pelo mercantilismo foi aplicada na ordenação da produção, causando a despersonalização da empresa, transformando-a de individual em coletiva.

Classes Envolvidas na Produção Os produtos e serviços para serem consumidos precisam ser preparados, para tanto, ficou nitidamente identificada quatro classes envolvidas na produção, são elas:

Operária F 0F 0 Esta classe é a responsável em aplicar a sua força de trabalho sobre os produtos para torná-los consumíveis. A remuneração percebida pela classe operária é o salário.

Empresária F 0F 0 É a classe detentora dos bens de capital (prédios, máquinas, equipamentos, etc. ) Tem a função de produzir bens cada vez mais sofisticados e a menores custos. A remuneração percebida pela classe empresária é o lucro.

PAGE 19

Emprestadora F 0F 0 É a responsável em reunir as pequenas economias de muitos para ceder em forma de capital. A remuneração percebida pela classe emprestadora é o juro e o aluguel.

Governadora F 0F 0 É a responsável pela infra-estrutura e pelo saneamento, visando o bem estar social. O volume de recursos necessários a esta classe é grande e de longo tempo de retorno. A remuneração percebida pela classe governadora é o imposto e a taxa.

Contabilidade de Custos É a Ciência que tem por objetivo estabelecer critérios que possibilitem a identificação do custo unitário de um artigo produzido ou de um serviço prestado. A Contabilidade de Custos nasceu da Contabilidade financeira, quando da necessidade de avaliar estoques na indústria, tarefa essa que era fácil na empresa típica da era do mercantilismo. Atualmente, a contabilidade de custos tem como principais objetivos:

• Avaliação de estoques; • Acompanhamento de desempenho; • Tomada de decisão. • Otimização de resultados.

CONCEITOS IMPORTANTES EM CUSTOS Custo F 0F 0 Aplicação de bens e serviços na produção de outro bem ou serviço, de uso ou de troca.

Custo Fixo F 0F 0 São todos os custos que não variam em função da quantidade produzida. Ex: Aluguel, depreciação, salários indiretos, etc.

Custo Variável F 0F 0 São todos os custos que variam em função da quantidade fabricada. Ex: Matéria-prima, embalagem, mão-de-obra direta.

Custo Direto F 0F 0 São todos os custos que podem ser identificados e apropriados a cada tipo de bem no momento de sua ocorrência. Ex: Matéria-prima, embalagem, mão-de-obra direta. Custo Indireto F 0F 0 São todos os custos que não podem ser identificados a cada tipo de bem no momento de sua ocorrência. É necessário utilizar um critério de rateio para a apropriação dos custos indiretos aos produtos. Ex: Salários indiretos, manutenção, depreciação, aluguel, energia, telefone, água e esgoto, comunicação interna, etc.

Obs: Os custos diretos são variáveis e os custos indiretos são fixos.

Custo Primário F 0F 0 É o somatório dos gastos com matéria-prima mais mão-de-obra direta.

Custo de Transformação F 0F 0 É o total dos custos menos os materiais adquiridos de terceiros. Ex: Mão-de-obra direta e indireta, depreciação, etc.

Custo da Produção F 0F 0 É o mesmo que custo total ou custo dos produtos fabricados e corresponde ao total gasto durante um ciclo de produção.

CPV – Custo dos Produtos Vendidos F 0F 0 É o custo total dos produtos entregues aos clientes durante um determinado período.

Gasto F 0F 0 Aquisição de produtos ou serviços tanto à vista como à prazo.

Desembolso F 0F 0 É o ato de desembolsar o dinheiro para pagar um gasto.

PAGE 19

Receita F 0F 0 São eventos geralmente de natureza econômica que resultam em ingressos de recursos para a entidade.

Despesa F 0F 0 São valores gastos em bens ou serviços, com a finalidade de gerar receita. Em termos práticos, nem sempre é fácil distinguir custos e despesas. Pode-se, entretanto, propor uma regra simples do ponto de vista didático: todos os gastos realizados com o produto até que esteja pronto, são custos; a partir daí, são despesas. Os gastos que não têm nenhuma relação com o produto, são classificados diretamente como despesas.

Perda F 0F 0 São gastos não intencionais decorrentes de fatores externos fortuitos ou da atividade normal da empresa, ou seja, são despesas involuntárias. As perdas são lançadas diretamente a resultado do exercício.

Investimento F 0F 0 São valores aplicados em bens ou direitos para valorização ou utilização futura.

COMPONENTES DO CUSTO DE FABRICAÇÃO = CUSTO TOTAL

MD – Material Direto F 0F 0 Corresponde à matéria-prima, componentes diretos e embalagem.

MOD – Mão-de-Obra Direta F 0F 0 corresponde ao salário mais encargos do pessoal que trabalha diretamente sobre o produto.

CIF – Custos Indiretos de Fabricação F 0F 0 corresponde aos custos comuns à toda produção. tais como: Aluguel, manutenção, Depreciação, mão-de-obra indireta, etc.

CT = CV + CF Custo Total = Custos Variáveis + Custos Fixos

Custos Variáveis = Material Direto + Mão-de-obra Direta Custos Fixos = Custos Indiretos de Fabricação. Mão-de-obra Direta A Legislação trabalhista brasileira garante ao empregado um salário equivalente a 220 horas mensais, mesmo que ele não tenha trabalhado todo esse tempo. Isto tornou a folha de pagamento num gasto fixo mensal.

Folha de pagamento não se confunde com mão-de-obra direta, pois, só pode ser considerado como mão-de-obra direta o tempo efetivamente trabalhado sobre o produto, e de forma direta. Se alguém deixa, por qualquer razão, de trabalhar diretamente sobre o produto, esse tempo ocioso será classificado como mão-de-obra indireta, rateada a todos os produtos. Portanto, custo de mão-de-obra direta não se confunde com o valor total pago à produção, mesmo aos operários diretos. Assim, o custo de mão-de-obra direta varia com a produção, enquanto a folha relativa ao pessoal da própria produção é fixa. Alguns exemplos mais comuns de mão-de-obra direta são: torneiro, prensista, soldador, cortador, pintor, etc. E de mão-de-obra indireta: Supervisor, encarregado de setor, carregador de materiais, pessoal da manutenção, controlador de estoque, etc.

PAGE 19

O QUE INTEGRA O CUSTO DE MÃO-DE-OBRA DIRETA

No Brasil o custo de mão-de-obra deve ser calculado isoladamente caso a caso, em função da realidade de cada empresa. Como exemplo calcularemos o custo real de um empregado contratado por R$ 500,00 por mês.

A Jornada máxima permitida é de 44 horas semanais.

44 horas ÷ 6 dias = 7,3333 horas p/ dia = 7 hs e 20 min. P/ dia. ENCARGOS SOCIAIS

FGTS – 8% sobre todas as verbas pagas aos empregados.

INSS – 20% - alíquota geral 3% - sat. Seguro acidentes do trabalho 2,5% - salário educação 1,5% - SESI ou SESC 1,0% - SENAI ou SENAC 0,2% - INCRA 0,6% - SEBRAE Total 28,8% 1º PASSO – CALCULO DO DESEMBOLSO

– Salário 500,00 x 12 meses................................................................................ 6.000,00 – 13º Salário = um mês de salário....................................................................... 500,00

– Acréscimo de 1/3 sobre férias = 500 ÷ 3 ........................................................ 166,67 – FGTS 8% x 6.666,67 ....................................................................................... 533,33 – INSS 28,8% x 6.666,67 .................................................................................. 1.920,00 TOTAL DO DESEMBOLSO 9.120,00

2º PASSO – CÁLCULO DAS HORAS TRABALHADAS

– Ano......................... 365 dias

• – Domingos...............

(52)

– Férias...................... (26) – Feriados.................. (12) Total 275 dias CHT = Custo da Hora Trabalhada = Total do desembolso Nº de Horas trabalhadas

CHT = 9.120,00 = $ 4,52 P/ hora 2.016,7

PAGE 19

Percentual de Acréscimo = CHT - 1 x 100 CHC

CHC - Custo da Hora Contratada = 500,00 F 0F 0 CHC = $ 2,27 p/ hora 220 Hs

P.A. = CHT - 1 x 100 = 4,52 - 1 x 100 CHC 2,27

P.A. = 99,12%

O Custo mínimo da hora trabalhada é 99,12% maior do que o custo da hora contratada. Este é o valor mínimo, pois nos cálculos não estão computados: Redução da jornada durante o aviso prévio; Multa de 50% do FGTS na despedida; Faltas abonadas; etc.

_________________________________________________________________________

EXERCÍCIO

Determine o percentual de acréscimo da hora trabalhada em relação a hora contratada de um empregado contratado por um salário mínimo por mês.

_________________________________________________________________________

ADICIONAIS São outras verbas de natureza salarial que incidem sobre a mão-de-obra.

ADICIONAL DE HORAS EXTRAS Terá direito ao adicional de horas extras, todo empregado que trabalhar mais de 44 horas semanais. Portanto, é considerada jornada extraordinária, o número de horas trabalhadas semanalmente que ultrapassar de 44:00 horas. Uma hora extra será acrescida de no mínimo 50% da hora normal. Este percentual poderá ser maior em função de acordos coletivos de trabalho. A hora normal ou hora contratada é igual ao resultado do salário mensal contratado, dividido por 220:00 horas. Ex: – Salário Mensal Contratado $ 500,00 – Salário hora contratado = 500,00 = $ 2,27 p/ hora 220

• Hora extra mínima = $ 2,27 + 50% = 2,27 x 1,5 = $ 3,40 p/ hora extra

OBS: • Toda hora extra trabalhada deve compor o RSR – Repouso Semanal Remunerado, que é igual a

16,67% do total de horas extras.

• Quando as horas extras são feitas com habitualidade (todo mês), a média mensal de horas extras integra o valor do salário para todos os efeitos (13º salário, férias, aviso prévio, etc.)

PAGE 19

EXEMPLO: Calcule o custo real da hora trabalhada de um operário contratado por $ 450,00 por mês, e que fará 15 horas extras por mês todos os meses. Ano com 13 feriados.

CÁLCULO DO DESEMBOLSO

– Salário 450,00 x 12........................................................................................... 5.400,00

– H. Extras {(450,00 ÷ 220) x 1,5} x (15 x 12)............................................

551,00

– R.S.R. 551,00 ÷ 6 ou 551,00 X 16,67%..................................................

91,83

– 13º Salário (5.400 + 551,00 + 91,83) ÷ 12....................................................

503,57

– Acrésc. 1/3 sobre férias 503,57 ÷ 3............................................................

167.85

– FGTS 8% x 6.714,25........................................................................................ 537,14 – INSS 28,8% x 6.714,25.................................................................................... 1933,70 Total do desembolso............................................................................................... 9.185,09

CÁLCULO DAS HORAS TRABALHADAS

Ano....................................

365 dias

Domingos........................... (52) Férias................................. (26) Feriados............................. (13) TOTAL 274 dias

C.H.T = 9.185,09 = $ 4,19 P/ hora 2.189

ADICIONAL DE INSALUBRIDADE

Terá direito ao adicional de insalubridade, todo empregado que exercer atividade em contato direto com agentes prejudiciais à saúde, tais como: Fumaça, poeira, calor, frio, ruído, produtos químicos, etc. O adicional de insalubridade incidirá sobre o valor do salário mínimo nos seguintes percentuais:

– Insalubridade em grau mínimo –– 10% do salário mínimo – Insalubridade em grau médio –– 20% do salário mínimo

PAGE 19

– Insalubridade em grau máximo –– 40% do salário mínimo

OBS.: O grau de insalubridade só pode ser definido mediante perícia técnica, a ser realizada por profissional credenciado pelo ministério do trabalho.

EXEMPLO: Determine o percentual de acréscimo da hora trabalhada em relação a hora contratada a partir dos dados abaixo:

• Operário contratado por $ 2,90 por hora • Faz 14 horas extras por mês durante todo o ano • Atividade insalubre em grau máximo. Salário mínimo $ 415,00 • Ano com 12 feriados.

CÁLCULO DO DESEMBOLSO – Salário (2,90 x 220) x 12 meses........................................................................ 7.656,00 – Insalubri// ( 415,00 x 40%) x 12 meses........................................................... 1.992,00 – H. Extras = [{2,90 + (166,00 F 0B 8 220)} x 1,5] x (14 x 12)................................ 920,94 – R.S.R. 920,94 F 0B 8 6........................................................................................... 153,49

– 13º Salário (7.656 + 1.992,00+ 920,94+ 153,49) F 0B 8 12.................................. 893,53 – acrésc. 1/3 s/ Férias F 0F 0 893,53 F 0B 8 3............................................................. 297,84 – FGTS F 0F 0 8% x 11.913,80............................................................................ 953,10 – INSS F 0F 0 28,8% x 11.913,80....................................................................... 3.431,17 Total do desembolso 16.298,07 CÁLCULO DAS HORAS TRABALHADAS Ano......................................... 365 dias

Domingos...............................

(52)

Férias...................................... (26) Feriados.................................. (12) Total 275 dias

– CHT = 16.298,07 = $ 7,46 p/ hora 2.184,67

PA = CHT – 1 x 100 CHC

PA = 7,46 – 1 x 100 F 0F 0 PA = 157,24% 2,90 Taxa de mão-de-obra = A hora trabalhada é 157,24% maior do que a hora contratada.

PAGE 19

ADICIONAL DE PERICULOSIDADE

Todo empregado que trabalha em atividade que ofereça risco de vida, terá direito a um adicional de 30% sobre o seu salário contratado. São consideradas atividades perigosas: • Redes de alta tensão, explosivos e inflamáveis.

OBS.: Os adicionais de periculosidade e insalubridade incorporam-se ao salário para todas os efeitos.

EXEMPLO Determine o percentual de acréscimo da hora trabalhada em relação a hora contratada de um operário contratado por $ 550,00 por mês e faz 20 horas extras todo mês, acrescidas de 80% da hora normal. Ano com 13 feriados.

CÁLCULO DA DESEMBOLSO – Salário 550 x 12 meses......................................................................... 6.600,00 – Periculosidade 6.600 x 30%..................................................................... 1.980,00 – H. extras [{(550 + 30%) F 0B 8 220} x 1,8 ] x (20 x 12)............................ 1.404,00

– RSR 1.404 F 0B 8 6......................................................................................... 234,00

– 13º Salário (6.600 + 1.980 + 1.404 + 234) F 0B 8 12................................. 851,50 – acrésc. 1/3 s/ Férias 851,50 F 0B 8 3............................................................... 283,83 – FGTS F 0F 0 8% x 11.353,33......................................................................... 908,26 – INSS F 0F 0 28,8% x 11.353,33................................................................... 3.269,76 Total do Desembolso 15.531,35

CÁLCULO DAS HORAS TRABALHADAS

– Ano.....................................

365 dias

– Domingos............................ (52) – Férias................................... (26) – Feriados............................... (13) Total 274 dias CHT = 15.531,35 = $ 6,90 p/ hora 2.249,3

PA = 6,90 – 1 x 100 (550 F 0B 8 220) PA = 176%

EXERCÍCIOS

PAGE 19

1) Determine o percentual de acréscimo da hora trabalhada em relação a hora contratada a partir dos dados abaixo:

– Empregado contratado por $ 660 por mês. – A atividade é insalubre em grau médio. – Faz 25 horas extras por mês, de fevereiro a maio, acrescidas de 60%. – Ano com 14 feriados. – Valor do salário – $ 380,00

2) Determine o custo real da hora trabalhada de um operário nas seguintes condições:

– Contratado por $ 880,00 por mês – Trabalha em uma fábrica de explosivos – De abril a junho faz 5 horas extras por quinzena, acrescidas de 70% da hora normal.

– Ano com 13 feriados.

3) Calcule o percentual de acréscimo da hora trabalhada em relação a hora contratada nas seguintes condições:

• Operário contratado por $3,30 por hora. • A atividade é insalubre em grau médio. • Fará 40 horas extras por mês no primeiro semestre e 30 horas extras por mês no segundo

semestre, acrescidas de 60% da hora normal. • Ano com 14 feriados. • Valor do salário mínimo $380,00

____________________________________________________________________________

4) Uma Fábrica de produtos explosivos contratou um operário nas seguintes condições:

• Salário contratado no valor de $1.250,00 por mês. • Fará 25 horas extras por mês no primeiro trimestre e 35 horas extras por mês no terceiro

trimestre. • A hora extra é acrescida de 70% da hora normal. • Ano com 15 feriados. • Calcule o percentual de acréscimo da hora trabalhada em relação a hora contratada.

5) Uma distribuidora de gases inflamáveis contratou um operário nas seguintes condições.

- salário contratado de $3,70 por hora. - fará 25 horas extras por mês em cada mês do primeiro semestre acrescidas de 70%, e 40 horas por mês no segundo semestre, acrescidas de 90%. - ano com 13 feriados. - determine o custo real da hora trabalhada. _________________________________________________________________

FORMAÇÃO DE PREÇO NO COMÉRCIO O ponto de partida para a formação de preço de venda, é a identificação do preço de custo da mercadoria. O regime de tributação da empresa poderá alterar a composição do seu preço de custo.

PAGE 19

Em uma empresa com tributação normal, o seu preço de custo será formado da seguinte maneira:

PREÇO DE CUSTO = Preço de Aquisição da Mercadoria + Frete + IPI (quando houver) – ICMS da Mercadoria – ICMS do Frete, e menos PIS e COFINS da Mercadoria e do Frete.

FÓRMULA DO MARK UP DIVISOR

EXEMPLO: Valores a serem considerados sobre o preço de venda

– ICMS........................................................ 18% – PIS E COFINS.......................................... 9,25% – Comissão sobre vendas............................. 5% – Desp. Administrativas.............................. 7% – Gastos indiretos........................................ 4% – Lucro Desejado......................................... 15% – Total de incidências.................................. 58,25%

Mark up Divisor = 100% – Total de Incidências Mark up Divisor = 100% – 58,25% = 41,75%

Mark up Divisor = 41,75% ou 0,4175

Se uma mercadoria for adquirida por $150,00 mais Frete de $10,00, incidindo 21,25% de impostos, o seu preço de custo será $126,00.

O seu preço de venda projetando um lucro de 15% será:

PREÇO DE VENDA = Custo da Mercadoria = 126,00 Mark up Divisor 0,4175

1) Um atacadista previu a incidência dos seguintes percentuais sobre as suas vendas:

ICMS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18% PIS/COFINS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9,25% Despesas de Vendas. . . . . . . . . . . . . . 6,5% Despesas Administrativas. . . . . . . . . 8,7% Despesas Comerciais. . . . . . . . . . . . . 8,5%

Calcule o preço de venda para cada um dos produtos abaixo sabendo-se que a empresa pretende operar com uma margem de lucro de 10%.

PAGE 19

1º PRODUTO F 0D E Mesa adquirida por $350,00 mais 5% de IPI e frete no valor de $88,00. Há incidência de ICMS a 12% sobre o valor da mesa e do frete, e Pis/Cofins de 9,25%.

2º PRODUTO F 0D E Poltrona adquirida por $210,00 mais 10% de IPI e frete no valor de $43,00. Há incidência de ICMS a 12% sobre o valor da poltrona e do frete, e Pis/Cofins de 9,25%

3º PRODUTO F 0D E Estante adquirida por $ 190,00 mais 10% de IPI e frete no valor de $ 38,00. Há incidência de ICMS A 12% sobre o valor da estante e do frete, e Pis/Cofins de 9,25%.

2) Uma Distribuidora adquiriu dois produtos nas seguintes condições.

1º Um Armário em aço especial por $ 176,00 mais 10% de IPI, e mais frete no valor de $ 82,00. Há incidência de ICMS a 12% sobre o valor da mercadoria e do frete, e Pis/Cofins de 9,25%

2º Uma estante em aço por $ 138,00 mais frete no valor de $ 62,00 e encargos idênticos aos do item anterior.

Calcule o preço de venda para os dois produtos sabendo-se que a empresa deseja uma margem de lucro de 15% para armário e 18% para estante, além dos encargos já existentes abaixo:

- ICMS.................................... 18% - PIS........................................ 1,65% - COFINS................................ 7,6% - Despesas Comerciais.............. 7% - Despesas Administrativas...... 6% - Custo Financeiro.................... 3% ____________________________________________________________________________

3) Uma empresa que se propõe a distribuir arquivos de aço , firmou contrato junto ao fabricante que lhe fornecerá dois modelos de Arquivos:

1º - Arquivo em aço 4 gavetas , preço unitário R$98,00 mais 10% de IPI e R$5,00 de frete por unidade adquirida. Incidirá ICMS a 12% sobre o preço da mercadoria e do frete, e Pis/Cofins de 9,25%. 2º - Arquivo em aço 5 gavetas, preço unitário R$112,00 mais 10% de IPI e R$ 6,00 de frete por unidade adquirida. Incidirá ICMS a 12% sobre o preço da mercadoria e do frete, e Pis/Cofins de 9,25%. Após análise , a empresa identificou os seguintes percentuais que incidirão sobre o preço final de venda de suas mercadorias: ICMS - 18% , COFINS – 7,6% , PIS - 1,65% , Comissão - 6,5% , Retiradas - 2% , Despesas Administrativas - 5,5% , Despesas de Vendas - 4,8% , e outros gastos de operação - 3% . A empresa deseja operar com um lucro operacional de 12%. Pede - se: Calcule o preço de Venda para cada um dos produtos. ____________________________________________________________________________ 4) Uma empresa comercial apresentou os seguintes dados sobre suas operações nos últimos três meses.

CONTAS JUN / 08 JUL/08 AGO /08 - Receita de vendas 67.420,00 61.080,00 93.170,00

PAGE 19

- Icms 12.135,60 10.994,40 16.770,60 - Cofins– Cascata 2.022,60 1.832,40 2.795,10 - Pis – Cascata 438,23 397,02 605,61 - Retiradas 2.500,00 2.500,00 2.500,00 - Aluguel 950,00 950,00 950,00 - Honorários contábeis 360,00 360,00 360,00 - Desp. c/ veículos 410,00 89,00 376,00 - Desp. Administrativas 185,00 117,00 298,00 - Água , luz , telefone 212,00 203,00 305,00 - Propaganda 290,00 240,00 395,00 - Desp. c/ vendas 366,00 192,00 523,00 - Salários 1.080,00 926,00 1.318,00 - Encargos sociais 702,00 601,90 856,70

___________________________________________________________________________________________ Após três meses de operações a empresa deseja rever a sua política de preços, pretendendo obter um lucro operacional de 14% sobre o volume de suas vendas. Calcule o preço de venda para os produtos adquiridos nas seguintes condições:

1 - Colchão casal adquirido por $248,00 mais frete de $7,50 , ICMS a 12% sobre a mercadoria e sobre o frete

2 - Colchão solteiro adquirido por $136,00 mais frete de $5,80 , com ICMS a 12% sobre a mercadoria e sobre o frete.

3 -Travesseiro adquirido por $19,50 mais frete de $2,80, com ICMS a 12% sobre a mercadoria e sobre o frete. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

CIF – CUSTOS INDIRETOS DE FABRICAÇÃO CONCEITO

São todos os custos que não podem ser identificados e nem apropriados a cada tipo de bem no momento de sua ocorrência. Ou seja, são custos comuns a todos os produtos. É necessário utilizar critérios de rateio para apropriar os custos indiretos aos produtos.

OBS.: O melhor critério de rateio é o fator causal, ou seja, a maneira mais justa de apropriar um CIF, é ter como base de rateio o fator que originou o gasto. Ex.: O aluguel deve ser rateado proporcional à área ocupada pelo departamento ou produto.

TERMINOLOGIA Os termos mais utilizados são os seguintes: • CIF – Custos Indiretos de Fabricação • GIF – Gastos Indiretos de Fabricação • GGF – Gastos Gerais de Fabricação Etc.

ITENS DE CIF • Salários Indiretos da fábrica • Manutenção da fábrica e dos equipamentos • Materiais Indiretos gastos na fábrica

PAGE 19

• Depreciação da fábrica e dos maquinários • Aluguel da fábrica e dos equipamentos • Seguro de materiais • Seguro da fábrica • IPTU da fábrica • Água e Esgoto • Energia • Automação de processos • Comunicação interna Etc. ____________________________________________________________________________ Exemplo 01 Uma indústria de eletrodomésticos fabricou no último mês , 1.680 Batedeiras , 215 Geladeiras e 950 Liqüidificadores. Determine o custo unitário de cada artigo fabricado , sabendo-se que os CIF são apropriados aos produtos proporcional a quantidade de horas maquinas gastas em cada produto.

CIF Depreciação................................ 11.780,00 Moi ............................................ 26.912,00 Manutenção................................ 17.140,00

PROD. MD MOD HS MAQUINAS Batedeira..................... 29.880................. 17.540.......................... 610 Geladeira..................... 38.070................. 22.110.......................... 1.050 Liqüidificador.............. 19.220................. 6.815.......................... 475

Resposta Identificação do Critério de Rateio

PROD HS. MAQ. % Batedeira 610 28,6 F 0F 0 ( 610 ÷ 2.135 x 100) Geladeira 1.050 49,2 F 0F 0 ( 1.050 ÷ 2.135 x 100) Liquidificador 475 22,2 F 0F 0 (475 ÷ 2.135 x 100) Total 2.135 100

Apropriação dos CIF aos Produtos

PRODUTO MD MOD % CIF CUSTO TOTAL Batedeira 29.880 17..540 28,6 15.967,95 63.387,95 Geladeira 38.070 22.110 49,2 27.469,34 87.649,34 Liquidificador 19.220 6.815 22,2 12.394,71 38.429,71 Total 87.170,00 46.465,00 100 55.832,00 189.467,00

Custo Unitário – Batedeira = Custo Total = 63.387,95 = $ 37,73 p/ unid. Quant. fabricada 1.680

– Geladeira = 87.649,34 = $ 407,67 p/ unid. 215

PAGE 19

– Liquidificador = 38.429,71 = $ 40,45 p/ unid. 950 ___________________________________________________________________________________________ Exemplo 02 Uma fábrica de calçados produziu no mês passado , 750 pares de sapatos , 1.050 pares de sandálias e 1.380 pares de tênis. Determine o custo unitário de cada artigo fabricado a partir dos dados abaixo.

CIF FORMA DE APROPRIAÇÃO Manutenção........................ 28.300,00.......................proporcional a quantidade fabricada. Depreciação........................ 15.800,00.......................proporcional às horas máquinas.

CUSTOS DIRETOS Produtos MD MOD HS MÁQUINAS Sapato 16.830 5.350 980 Sandália 17.280 6.220 1.020 Tênis 19.540 7.610 910 Resposta Identificação dos rateios

PRODUTO QDE FABRIC

% HS. MAQ.

%

Sapato 750 23,6 F 0F 0 (750 ÷ 3.180 x 100) 980 33,7 F 0F 0 (980 ÷ 2.910 x 100) Sandália 1.050 33 F 0F 0 (1.050 ÷ 3.180 x 100) 1.020 35 F 0F 0 (1.020 ÷ 2.910 x 100) Tênis 1.380 43,4 F 0F 0 (1.380 ÷ 3.180 x 00) 910 31,3 F 0F 0 (910 ÷ 2.910 x 100) Total 3.180 100 2.910 100

Apropriação dos CIF aos Produtos PROD. Custos diretos

MD + MOD % CIF

MANUTENÇ. % CIF

DEPRECIAÇ. Custo Total

– Sapato 22.180 23,6 6.678,80 33,7 5.324,60 34.183,40 – Sandália 23.500 33 9.339,00 35 5.530,00 38.369,00 – Tênis 27.150 43,4 12.282,20 31,3 4.945,40 44.377,60 Total 72.830 100 28.300 100 15.800 116.930,00

Custo Unitário – Sapato = C. Total = 34.183,40 = $ 45,57 p/ unid. Qde Fabricada 750

– Sandália = 38.369,00 = $ 36,54 p/ unid. 1.050

– Tênis = 44.377,60 = $ 32,15 p/ unid. 1.380 ____________________________________________________________________________

EXERCÍCIO Uma fábrica de eletrônicos fabricou no mês passado 2.800 RÁDIOS, 1090 TELEVISORES, 1.350 DVDs e 2.150 TELEFONES. Determine o Custo unitário de cada artigo fabricado a partir dos dados abaixo:

PAGE 19

CIF FORMA DE APROPRIAÇÃO Aluguel...................................... $7.400,00 proporcional a quantidade fabricada MOI..........................................$18.960,00 proporcional a M O D. Manutenção...............................$14.130,00 proporcional ao nº de horas máquinas. Seguros......................................$ 9.950,00 proporcional ao M D.

PRODUTOS MD MOD HS MÁQUINAS Rádio $25.950, $15.130, 1.552 Tv $36.220, $21.040, 1.895 DVD $29.440, $18.410, 957 Fone $20.810, $16.090, 1.236

DEPARTAMENTALIZAÇÃO É o ato de se administrar por meio de departamentos.

DEPARTAMENTO É a menor unidade administrativa formada por pessoas e máquinas. Diz-se unidade administrativa porque cada departamento deve ter um responsável. Todo departamento é um centro de custo, pois é uma unidade acumuladora de gastos, mas, nem todo centro de custo é um departamento.

CENTRO DE CUSTO É a menor unidade acumuladora de custos. Pode haver vários centros de custos dentro de um departamento.

DEPARTAMENTO DE SERVIÇO É todo departamento indispensável ao processo produtivo, porém, não se trabalha diretamente sobre o produto. São departamentos auxiliares. Ex.: Almoxerifado, controle de qualidade, manutenção, etc. Os custos dos departamentos de serviços devem ser apropriados aos departamentos de produção.

DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO É todo departamento onde se trabalha diretamente sobre o produto. Ex.: corte, soldagem, acabamento, costura, pintura, etc. Os produtos só podem receber custos nos departamentos de produção.

PASSOS A SEREM SEGUIDOS PARA A APROPRIAÇÃO DE CUSTOS 1º Separação entre custos e despesas 2º Apropriação dos custos diretos aos produtos ou departamentos de produção. 3º Apropriação dos CIF aos departamentos 4º Apropriação dos CIF dos departamentos de serviços aos departamentos de produção. 5º Apropriação dos custos dos departamentos de produção aos produtos. ____________________________________________________________________________

Exemplo Determine o custo unitário de cada artigo fabricado em uma indústria de confecções que possui três departamentos : CORTE , COSTURA, ACABAMENTO, e fabrica quatro tipos de produtos ; CALÇAS, CAMISAS, SAIAS e BERMUDAS. Os CIF são apropriados aos departamentos proporcional à área ocupada. DADOS: MOI ....................... $ 13.400 DEPTOS ÁREA OCUPADA

PAGE 19

Depreciação............ $ 29.130 Corte - 125m2 Manutenção ........... $ 17.600 Costura - 218m2 Fonte de energia ..... $ 2.597 Acabamento - 147m2

Os CIF são apropriados aos produtos da seguinte forma: No departamento de CORTE, proporcional aos M.D. No departamento de COSTURA, proporcional aos C.D. No departamento de ACABAMENTO, proporcional à quantidade fabricada.

Produtos M D M O D Quantidade Fabricada CALÇA $ 19.820 $ 7.350 6.954 CAMISA $ 17.280 $ 6.220 9.560 SAIA $ 23.540 $ 9.610 12.768 BERMUDA $ 15.110 $ 5.940 10.670

Resposta

Apropriação dos CIF aos Departamentos

Depto Área ocupada % CIF Total Corte 125 25,5 15.995,40 Costura 218 44,5 27.913,50 Acabamento 147 30 18.818,10 Total 490m² 100 62.727,00

Apropriação dos CIF dos Departamentos aos Produtos

PROD. Custos diretos MD + MOD

% CIF Corte

% CIF Costura

% CIF Acabam.

Custo Total

Calça 27.170,00 26,2 4.190,80 25,9 7.229,60 17,4 3.274,30 41.864,70 Camisa 23.500,00 22,8 3.646,90 22,4 6.252,60 23,9 4.497,50 37.897,00 Saia 33.150,00 31 4.958,60 31,6 8.820,70 32 6.021,80 52.951,10 Bermuda 21.050,00 20 3.199,10 20,1 5.610,60 26,7 5.024,50 34.884,20 Total 104.870,00 100 15.995,40 100 27.913,50 100 18.818,10 167.597,00

Custo Unitário – Calça = 41.864,70 = $ 6,02 p/ unid. 6.954

– Camisa = 37.897,00 = $ 3.96 p/ unid. 9.560

– Saia = 52.951,10 = $ 4,14 p/ unid. 12.768

– Bermuda = 34.884,20 = $ 3,27 p/ unid. 10.670 ____________________________________________________________________________

PAGE 19

EXERCÍCIOS

1) Uma indústria de produtos Alimentícios fabricou no mês passado 12.850 unidades de manteiga, 15.910 unidades de ervilha, 10.630 unidades de maionese e 13.490 unidades de Purê. A empresa possui 4 departamentos de produção : PREPARO , MISTURA, PROCESSO E EMBALAGEM. Foi apurado os seguintes gastos:

CIF Depreciação 13.490,00

CUSTOS DIRETOS PRODUTOS MD MOD

ÁREA OCUPADA Depto Área

Manutenção 16.070,00 Manteiga 18.930 10.080 Preparo 129 m² Moi 12.120,00 Ervilha 15.770 7.190 Mistura 76m² Seguros 7.485,00 Maionese 16.660 12.310 Processo 230m² Fone/Força 3.818,00 Purê 14.440 9.240 Embalagem 93m²

Horas máquina por departamento Prod. Hs preparo Hs mistura Hs processo Hs Embalagem Manteiga 95 212 346 194 Ervilha 72 58 221 91 Maionese 115 325 282 133 Purê 102 237 313 167

Determine o custo unitário de cada artigo fabricado , sabendo-se que: 1º) Os CIF são apropriados aos departamentos proporcional à sua área ocupada. 2º) Os CIF são apropriados aos produtos proporcional ao número de horas máquinas por departamento.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 2) A fábrica de Eletrônicos “ BOM SOM” possui três departamentos de produção , e apurou os seguintes CIF: MOI ----------------- 8.900,00 ALUGUEL ---------- 3.400,00 DEPRECIAÇÃO - 18.174,00 MANUTENÇÃO - 16.136,00

Os CIF são apropriados aos departamentos da seguinte maneira :

A) A depreciação , proporcional à quantidade de máquinas existentes em cada departamento. B) A manutenção proporcional à quantidade de horas máquinas em cada departamento. C) O aluguel proporcional à área ocupada de cada departamento . D) A MOI , proporcional à quantidade de funcionários indiretos em cada departamento.

Departamentos Quantidade de máquinas

Horas máquina Área ocupada Quantidade de funcionários indiretos.

Preparo 12 1.820 126 m2 5 montagem 19 3.140 190m2 2 acabamento 15 2.675 160m2 4

Foi fabricado , 1.890 Micro Sistem , 2.420 Home Theatre e 1.340 Monitores e apurado os seguintes gastos diretos:

Produtos CD HS máquinas acabamento. Micro System 58.920,00 846 hs

PAGE 19

Home Theatre 50.090,00 982 hs Monitores 46.136,00 697 hs

Os CIF dos departamentos são apropriados aos produtos da seguinte maneira: 1º) No departamento preparo, proporcional aos CD 2º )No departamento montagem , proporcional à quantidade fabricada. 3º )No departamento acabamento, proporcional às horas máquinas consumidas pela produção no departamento. Determine o custo unitário de cada artigo fabricado.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 3) Uma indústria de laticínios possui um departamento de serviços ( almoxarifado) e três departamentos de produção : ( PREPARO , ELABORAÇÃO e EMBALAGEM) ,e apurou os seguintes CIF:

ITENS DE CIF Forma de apropriação aos departamentos Seguros de estoques ......12.780,00 apropriado integralmente ao almoxerifado. Seguros de equipamentos.....16.150,00 proporcional ao valor dos equipamentos Salários indiretos ..............27.786,00 proporcional ao número de empregados

indiretos. Manutenção.....................23.634,00 proporcional ao número de horas máquinas. Seguros de instalações.......17.080,00 proporcional à área ocupada.

Os CIF apurados no departamento de serviços serão apropriado aos departamentos de produção proporcional ao número de requisições.

DADOS:

departamen- tos

VL equipam. N.º empreg. Indiretos

n.º hs maquinas

área ocupada n.º requisições

almoxarifado 6.940,00 6 697 hs 90m2 --- preparo 88.670,00 4 3.236 hs 140m2 212 elaboração 176.410,00 10 5.388 hs 320m2 366 embalagem 110.090,00 2 4.174 hs 220m2 598

Foi produzido 31.500 unidades de manteiga, 74.850 unidades de iogurte, 23.980 unidades de queijo e 98.200 unidades de leite. Determine o valor unitário de cada artigo produzido, sabendo-se que os CIF são apropriados aos produtos da seguinte maneira:

No departamento de Preparo, proporcional ao mat. Direto. No departamento de Elaboração, proporcional a MOD. No departamento de Embalagem, proporcional à quantidade fabricada.

DADOS:

PRODUTOS M D M O D Manteiga 25.232,00 12.185,00

PAGE 19

Iogurte 18.045,00 15.078,00 Queijo 28.638,00 18.343,00 Leite 22.196,00 16.210,00

PAGE 19

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 19 pages
baixar o documento