Cultura do Morango, Slides de Botânica
Glau270166
Glau270166

Cultura do Morango, Slides de Botânica

30 páginas
4Números de download
674Número de visitas
Descrição
Características da Cultura do Morango
20 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 30
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas

Cultura do Morango

Anna Luiza Nascimento Gláucia Fernandes

Cultura Nome comum: Morango Nome científico: Fragaria vesca L. Origem: Europa Característica da planta: rasteira de porte pequeno, folhas compostas, flores alvas com estame amarelo. Fruto: pontos pretos conhecidos como semente.

Site: Diário de Biologia

Frutificação: maio a setembro Propagação: vegetativa.

Importância da Cultura Brasil/ Mundo

• 1960 início da expansão da cultura com o lançamento da cultivar Campinas (Castro 2004);

• Estados produtores: Minas Gerais, Rio Grande do Sul, São Paulo, Espirito Santo, Santa Catarina e Distrito Federal;

• O cultivo do morango é usada também como referência turística; Ex.: Bom Principio (RS)

• Minas Gerais, principal produtor – Cultivo no extremo Sul estado e na Serra da Mantiqueira;

• São Paulo – Municípios de Piedade, Jundiaí e Atibaia;

• Rio Grande do Sul - Vale do Rio Cai, Caxias do Sul e Farroupilha;

• Santa Catarina – Região Serrana e Rancho Queimado;

• Produção a Nível Mundial: Estados Unidos como maior produtor para consumo fresco e líder na produção congelada; (Agrianual 2008)

• Espanha responsável por mais de 52% das exportações, e Canadá maior importador. (Agrianual 2008)

Principais Pragas • Ácaro rajado – Tetranychus urticae;

• Ácaro branco- Steneotarsonemus pallidus;

• Pulgão verde - Capitophorus fragaefolli;

• Pulgão escuro - Cerosipha forbesi.

(Ácaro rajado, Site: PROMIP)

Ácaro branco, (foto de bayer)

Pulgão verde, (foto de agrolink)

Biologia da Praga Ácaro rajado – Tetranychus urticae • Adulto mede 1mm de comprimento e 0,6mm de

largura;

• Fêmeas são maiores que o macho;

• Vivem na parte inferior das folhas;

• Ciclo varia de 5 a 21 dias;

• Favorecido pelas temperatura por volta de 25°C.

Ácaro branco – Steneotarsonemus pallidus • 0,3mm de comprimento;

Fêmeas são ovaladas, maior que os machos;

• Adulto fica nas folhas jovens;

• Ciclo varia de 3 a 20 dias.

Pulgão verde – Capitophorus fragaefolli e Pulgão escuro – Cerosipha forbesi • Pulgão verde mede de 2 a 3mm de

comprimento;

• Cabeça é escura, tórax e abdome verde- amarelado;

• Ficam na parte inferior das folhas e fazem simbiose com formigas doceiras;

• Pulgão escuro mede de 1 a 2mm;

• Cabeça e tórax são de coloração negro- brilhante.

Danos e Métodos de Controle Ácaro rajado – Tetranychus urticae •Ataca face inferior das folhas;

•Ocasiona tom pardo-avermelhado ou secamento;

•Entrelaçamento de fios de seda;

•Folhas cloróticas;

•Queda.

Ataque do Ácaro rajado (foto site PROMIP)

Controle: químico e biológico.

Ácaro predador (foto site PROMIP) Ácaro predador consumindo ácaro rajado ( foto site University of Florida)

Ácaro branco – Steneotarsonemus pallidus

• Comum em mudas de viveiro;

• Infestação em reboleiras;

• Plantas atacadas ficam verdes, sem brilho, com aspecto queimado;

• Nanismo nos frutos;

• Planta pode vir a morrer.

Ataque do Ácaro branco (foto site Agrolink)

Controle Uso de muda sadias; Eliminar plantas infestadas; Controle químico.

Pulgão verde – Capitophorus fragaefolli e Pulgão escuro – Cerosipha forbesi

• Sucção da seiva das plantas;

• Transmite o vírus mosqueado do morangueiro.

Controle: químico e biológico.

MIP – Manejo Integrado de Pragas

Ácaro rajado – Tetranychus urticae • Amostragem: 20 folhas coletadas ao

acaso;

• Nível de controle: mais de 5 ácaros por folha;

• Controle: químico e biológico.

Ácaro branco – Steneotarsonemus pallidus • Amostragem: observado as folhas novas,

na nervura principal e nos botões em 20 pontos ao acaso;

• Nível de controle: 10% das folhas/botões florais estiverem com ácaros;

• Controle: mudas sadias e controle quimico.

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas