Desenho Mecanico - 06-cortes e secoes, Notas de estudo de Desenho Mecânico
mr-brito-11
mr-brito-11

Desenho Mecanico - 06-cortes e secoes, Notas de estudo de Desenho Mecânico

38 páginas
50Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
Desenho Mecanico
50 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 38
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 38 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 38 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 38 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 38 páginas
Cortes e Secções

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA

DESENHO MECÂNICO

CORTES

Prof. Márcio Valério de Araújo

2

INTRODUÇÃO •IMPORTÂNCIA DA REPRESENTAÇÃO EM CORTE NO DESENHO TÉCNICO

- Quando o número de linhas ocultas é numerosa (difícil visualização)

Projeções ortogonais de um tambor

3

REPRESENTAÇÃO EM CORTE

Corte do tambor

4

INTRODUÇÃO - Outro exemplo.

Válvula de Gaveta

5

REPRESENTAÇÃO TRIDIMENSIONAL DE UM CORTE

6

ASPECTOS IMPORTANTES NA REPRESENTAÇÃO DE DESENHOS EM CORTE

•Utilizar linhas traço ponto demonstrando onde foi feito o

corte

•Deve-se engrossar estas linhas no seu final e colocar setas

para representação do corte

•Deve-se evitar a representação de linhas ocultas no corte.

•Deve-se hachurar toda a área seccionada do corte (seguindo

regras como tipo de material, etc)

•O traçado da hachura deve ser feito de preferencia à 45

•Utilizar a hachura sempre no mesmo sentido modificando-a

somente na representação de mais de uma peça

7

TIPOS DE CORTE •CORTE TOTAL OU PLENO

- Consiste em seccionar uma peça de lado a lado.

8

OUTRO EXEMPLO DE CORTE TOTAL

9

CORTE COMPOSTO

Como fazer para ver os três furos mostrados abaixo?

10

CORTE COMPOSTO Faz-se um corte utilizando dois planos, como mostrado.

11

CORTE COMPOSTO Temos assim a projeção ortográfica da peça.

12

CORTE CONCORRENTE Aplica-se a peça que possui regiões com eixo de centro.

13

CORTE CONCORRENTE Temos assim a projeção ortográfica da peça.

14

CORTE COMPOSTO POR PLANOS SUCESSIVOS Neste caso se utiliza vários planos para definir o corte, também,

aqui, o ponto de mudança do plano é uma linha de centro.

15

MEIO CORTE

Usa-se em objetos simétricos

Vantagem de ver o exterior e

interior do objeto

16

CORTE PARCIAL

•Neste corte se secciona apenas uma parte do objeto para focalizar um detalhe

•Neste tipo de corte é comum o aparecimento das linhas invisíveis, já que normalmente a parte seccionada é pequena.

17

MAIS DE UM CORTE Em alguns casos é importante se fazer mais de um corte

para representar aspectos diferentes da mesma peça.

18

MAIS DE UM CORTE Nesses casos pode-se

utilizar dois cortes na

representação da peça.

19

OMISSÃO DE CORTE Às vezes, para representar melhor a peça é interessante se

omitir parte do corte. Isso acontece quando o elemento

cortado possui espessura menor do que a espessura total

da peça.

20

OMISSÃO DE CORTE A projeção das peças será feita do seguinte modo:

21

OMISSÃO DE CORTE Outro exemplo que pode ser usado é para uma polia de

disco e com braços.

22

OMISSÃO DE CORTE Onde se tem a seguinte projeção ortográfica.

23

SEÇÕES •Uma outra forma de registrar as partes internas da peça é através

de seções

24

REPRESENTAÇÃO DA SEÇÃO Neste caso só se representa a região secionada da peça sem

nenhum outro detalhe.

25

SECÇÕES SUCESSIVAS

26

SEÇÃO DENTRO DA VISTA •Pode ser usada de modo a simplificar ainda mais o

desenho do objeto

27

INTERRUPÇÃO DA VISTA •Outra forma de representar seção é através da

interrupção da vista.

28

SEÇÃO ENEGRECIDA •Utilizada quando a espessura da peça é pequena.

29

ENCURTAMENTO •Quando uma peça possui um segmento muito longo sem

modificações é interessante realizar a interrupção da mesma.

•Normalmente se utiliza linhas a mão livre para representar a

descontinuidade.

30

ENCURTAMENTO •O encurtamento pode ser feito diminuindo-se a peça no

sentido horizontal, vertical ou nas duas direções.

Projeção da chapa

31

EXEMPLO •Exemplo de desenho técnico de um suporte, vista explodida

e sua projeção.

Exercício de corte

Hachuras

34

HACHURAS •Norma NBR 12298 (pontos importantes).

•As hachuras são feitas numa mesma direção na mesma

peça, caso se tenha um conjunto devem ser apresentadas em

direções opostas ou espaçamentos diferentes.

•Pinos, parafusos e rebites não devem ser hachurados.

35

HACHURAS •Para áreas de corte muito grande, as hachuras podem ser limitadas à

vizinhança do contorno.

•As hachuras tem sempre a mesma direção mesmo para cortes

compostos. Caso haja necessidade de representar dois elementos

alinhados manter a direção das hachuras porém com linhas

desencontradas.

36

HACHURAS •Caso haja necessidade de se inscrever

na área hachurada a mesma deve ser

interrompida.

•Pode-se utilizar as hachuras para

indicar o tipo de material.

Tipos de Hachuras

Exercício de hachura

Cobre Borracha

vidro

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 38 páginas