Esquemas tara goleman, Esquemas de Psicologia
cristiane-dactes-4
cristiane-dactes-4

Esquemas tara goleman, Esquemas de Psicologia

18 páginas
23Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
ESQUEMAS TARA GOLEMAN
30 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 18
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 18 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 18 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 18 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 18 páginas
FACULDADE CASTRO ALVES

ESQUEMAS

TARA GOLEMAN

REFERÊNCIAS

1) GOLEMAN T. Alquimia Emocional, Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. 420 p. Cáp. 5, p. 91-118, Cáp. 6, p.119-138.

2) GOLEMAN, G. Inteligência Emocional. A teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente. Tradução de Marcos Santana. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.

3) SEMINÁRIO SOBRE ALQUIMIA EMOCIONAL, COORDENAÇÃO JAIR DE OLIVEIRA SANTOS. Salvador: Faculdade Castro Alves, 2002.

Cáp. 5 – O HÁBITO EMOCIONAL p. 20-27, JAIR DE OLIVEIRA SANTOS;

Cáp. 6 e 7 – OS ESQUEMAS NO MUNDO MAIOR, p. 28-37, ANGELINA DE ATHAYDE;

Cáp. 8 – OS MÚLTIPLOS EMPREGOS DA PLENA CONSCIÊNCIA, HÉLIO SOARES DE BRITO;

Cáp. 13 – RELACIONAMENTOS, HÉLIO SOARES DE BRITO.

GOLEMAN, G. Inteligência Emocional. A teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente. Tradução de Marcos Santana. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995.

ESQUEMAS

(p. 91) “Um estado mental pode durar alguns momentos, ou pode se tornar um hábito mental fixo e definir nossa visão fundamental do mundo.

Os hábitos mentais podem ser ajustados e inadaptados ou negativos.

(p. 92) O Dalai Lama chama esse hábito mental negativo de aflição mental, que define como “uma distorção mental que perturba o equilíbrio da mente”.

(p.92) “Um esquema é um conjunto poderoso de pensamentos e sentimentos”.

Os hábitos emocionais podem incluir algumas qualidades de valor.

Pode-se neutralizar os esquemas, através de antídotos.

ESQUEMA –ABANDONO Crença: “As pessoas poderão me deixar

sozinho”.

Emoções: medo, tristeza e pavor de ficar isolado.

Estratégias: evitação ou apego excessivo.

Antídoto: confiar em si própria.

ESQUEMA – CARÊNCIA Crença: “Minhas necessidades nunca serão

satisfeitas”.

Emoção: tristeza, desesperança, desapontamento pela privação de afeto.

Estratégias: evitação; agressão; ser prestativo.

ESQUEMA – SUBJUGAÇÃO Crença: “Tudo é sempre do jeito que você

quer, nunca como eu quero”.

Origem: pais excessivamente rígidos.

Emoções: frustração e raiva.

Estratégias: rebeldia; procura agradar aos outros esquecendo-se de si próprio.

ESQUEMA – DESCONFIANÇA Crença: “Não se pode confiar nas pessoas”.

Origem: abusos e maus tratos - infância.

Emoções: raiva e medo de traição.

Estratégias: evitar relacionamentos; atração por parceiros abusivos; perpetração.

ESQUEMA - INCAPACIDADE DE SER AMADO

Crença: “Não sou capaz de ser amado”.

Origem: pais hipercríticos, ofensivos e humilhantes.

Emoções: vergonha, humilhação. Sensação de ser defeituoso.

Estratégias: passividade ou arrogância.

ESQUEMA - NEUTRALIZAÇÃO A sua reação foi razoável ou não? O que desencadeou o esquema?

Quais foram os seus sentimentos? Quais são os seus pensamentos?

O que você fez? Quais as origens do fenômeno?

ESQUEMA – EXCLUSÃO

Crença: “Eu não sou como eles, eles não gostam de mim”.

Emoções: ansiedade diante das pessoas e tristeza por sentir-se sozinho.

Estratégias: isolamento; esforço pra ser aceito e incluído no grupo; rebeldia.

ESQUEMA – VULNERABILIDADE

Crença: “A qualquer momento poderei perder o controle”.

Origem: pais catastróficos.

Emoção: medo infundado de que catástrofes estejam para acontecer.

Estratégias: evitar correr riscos ou correr riscos como compensação.

ESQUEMA – FRACASSO Crença - Sente-se no fundo um fracassado

apesar de ser bem sucedido.

Origem: cobranças excessivas e comparações com os outros.

Emoções: profunda insegurança, tristeza e ansiedade.

Estratégias: muito esforço para ser bem sucedido e medo de fracassar.

ESQUEMA – PERFECCIONISMOLema: “Tenho de ser perfeito”.

Origem: pais exigentes.

Busca falhas em si e nos outros.

Emoção: tristeza porque a pessoa não é aceita pelo que é, mas pelo seu desempenho.

Recompensas: profissionais etc.

ESQUEMA - SUPERIORIDADE

Crença: “ As regras não são para mim”.

Pouca empatia pelos outros.

Origem: criança que não teve limites dos pais.

Antídoto: empatia e responsabilidade.

ESQUEMAS - ANTÍDOTOS

Reconhecimento - Registro mental. A investigação.

Desafiar os esquemas. Diálogo interior.

Colérica compaixão. A sábia reflexão - Radar interior. Prática do relaxamento e da meditação.

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 18 páginas