Fluxos Magnéticos, Notas de estudo de Engenharia Informática
wellington-cassio-faria-8
wellington-cassio-faria-8

Fluxos Magnéticos, Notas de estudo de Engenharia Informática

4 páginas
50Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
Fluxos Magnéticos
40 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 4
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 4 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 4 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 4 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 4 páginas
A FÍSICA NO CORPO HUMANO

Fluxos Magnéticos

COORDENADORES Prof. Antônio Marcos de Souza

Profª. Daniela Barude Fernandes

Prof. João Bosco A. Leite

Profª. Karina P. Mokarzel Carneiro

NB208 A

EQUIPE

1 - Bruna Tavares Leite

2 - Diego Fernandes Caezimbra

3- Luan Nascimento de Oliveira

4- Víctor Hugo Rodrigues de Barros

5- Wandelcio de Magalhães Junior

6- Wellington Cássio Faria

Inatel Instituto Nacional de Telecomunicações

Resumo

O principal objetivo deste estudo é apresentar e discutir sobre o significado dos fluxos

magnéticos. Sabe-se que a caracterização de fluxos magnéticos é importante para muitos

processos tecnológicos, uma vez que este trabalho vem desenvolvendo um trabalho cientifico

na área de eletromagnetismo, eletrostática, eletrodinâmica e circuitos elétricos, com base na

sistematização de um conhecimento em matemática aplicada e engenharia. Além disso, a

pesquisa nesse campo é fortemente multidisciplinar.

Palavras-chaves: Eletromagnetismo, Fluxos magnéticos, Campo Magnético

Introdução

Fluxos magnéticos são uma linha traçada de tal maneira que uma tangente a ela em

qualquer ponto indica a direção do campo magnético. Supõe-se que as linhas de fluxo 'saiam'

de um ímã no pólo N e 'entrem' no pólo S, sendo todas as linhas um trajeto fechado, passando

do pólo S para o pólo N dentro do ímã. Ilustramos abaixo essas duas idéias:

(A) O caminho seguido por um pólo N independente, num campo mag-

nético, é chamado de linha de fluxo. (B) Linhas de fluxo ao redor de

um ímã em forma de barra

As linhas de fluxo traçadas para indicar como os pequeninos ímãs se comportam

quando colocados num campo magnético oferecem um meio de mapear ou cartografar o

campo.

Desenvolvimento

Fluxo magnético, representado pela letra grega Φ, é, considerada uma representação

por linha do campo magnético, uma grandeza diretamente proporcional ao número de linhas

que atravessam uma dada superfície com área A. Por definição, o fluxo do campo magnético

através de uma superfície orientada é calculado como a integral do produto escalar do

vetor campo magnético pelo elemento diferencial de área ao longo de toda a

superfície em consideração [1]

.

A unidade no Sistema Internacional é o weber, unidade equivalente ao tesla metro

quadrado (Tm²), dado que o campo magnético mede-se em tesla (T) e a área em metro

quadrado (m²).

Dados um campo magnético uniforme e uma superfície plana, a integral acima pode

ser simplificada, e o fluxo magnético pode ser expressado por:

Sendo que:

: é o vetor área – sendo este perpendicular à superfície do material imersa no campo

magnético.

: corresponde ao vetor campo magnético.

Θ : é o ângulo formado entre o vetor e vetor área .

A , B: representam os módulos dos vetores correspondentes.

Como os padroes do campo magnético sao tridimensionais, geralmente é necessario

desenhar linhas do campo magnético que apontam para dentro ou para fora do plano de um

esboço. Para isso, é fundamental usar um ponto (.) para representarum vetor orientado para

dentro do plano. Quanto ao sentido, utilizamos “a regra da mão esquerda”:

Conclusão

 Fluxo magnético é uma grandeza escalar

 O fluxo magnético total através de uma superfície fechada é sempre igual a zero

 As linhas de campo magnéticas possuem a mesma direção da agulha magnética de

uma bussola colocada em cada ponto do campo e isso pode ajudar a visualizar essas

linhas

 Como o vetor campo magnético só pode ter uma direção e um sentido em cada

ponto, conluimos que duas linhas de campo não podem se interceptar

 Linhas do campo magnético não são linhas de força ou então são diferentes das linhas

do campo elétrico. Isto é, elas não apontam na mesma direção da força que atua sobre

a carga

 A equação mostrada no desenvolvimento retrata que a força que atua sobre uma

partícula que se move é sempre perpendicular ao campo magnético.

 Já sabemos que uma corrente elétrica gera um campo magnético ao seu redor, mas é

também muito útil conseguir usar um campo magnético para gerar corrente elétrica.

Por exemplo, em usinas geradoras de eletricidade, inclusive usinas hidrelétricas. Por

isso é preciso saber definir o conceito de fluxo de indução magnética.

Referências Bibliográficas:

- http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/eletricidade-e-magnetismo/teoria-

elementar-do-magnetismo.php

- http://pt.wikipedia.org/wiki/Fluxo_magn%C3%A9tico

- http://www.numerofilia.com.br/2011/09/eletricidade-eletromagnetismo.html

- Livro de Física III – “Eletromagnetismo” – Young e Freedman

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 4 páginas