guia normalização trabalhos academicos, Trabalhos de Administração Empresarial

guia normalização trabalhos academicos, Trabalhos de Administração Empresarial

41 páginas
31Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACAÊMICOS
30 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 41
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 41 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 41 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 41 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 41 páginas

2

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO .........................................................................

02

2 APRESENTAÇÃO DO TRABALHO ....................................... 03 2.1 FORMATAÇÃO ..................................................................... 03 2.2 MARGEM .............................................................................. 03 2.3 ESPAÇAMENTO.................................................................... 03 2.4 PAGINAÇÃO ......................................................................... 03 3 ESTRUTURA DO TRABALHO ................................................ 04 3.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS .................................................. 05 3.1.1 Capa ............................................................................................ 05 3.1.2 Lombada .................................................................................... 06 3.1.3 Folha de rosto ......................................................................... 07 3.1.4 Verso da folha de rosto .......................................................... 093.1.5 Errata ......................................................................................... 09 3.1.6 Folha de aprovação ................................................................... 10 3.1.7 Dedicatória ................................................................................. 11 3.1.8 Agradecimentos ........................................................................ 12 3.1.9 Epígrafe ...................................................................................... 13 3.1.10 Resumo na língua vernácula ................................................ 14 3.1.11 Resumo em língua estrangeira ............................................ 16 3.1.12 Lista de ilustrações .................................................................. 16 3.1.13 Lista de tabelas ....................................................................... 17 3.1.14 Lista de abreviaturas, siglas e símbolos ............................... 18 3.1.15 Sumário............................................................................... 20 3.2 ELEMENTOS TEXTUAIS ........................................................... 21 3.2.1 Introdução ................................................................................. 21 3.2.2 Desenvolvimento ....................................................................... 21 3.2.3 Conclusão .......................................................................... 22 3.3 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS .................................................. 22 3.3.1 Referências ................................................................................. 22 3.3.2 Apêndice .................................................................................... 31 3.3.3 Anexo ................................................................................... 32 4 CITAÇÕES ............................................................................... 33 4.1 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO.............................. 33 REFERÊNCIAS ...........................................................................41

3 1 INTRODUÇÃO

O presente manual tem o objetivo de orientar o usuário na elaboração do seu

trabalho acadêmico, baseado nas normas de documentação da ABNT (Associação

BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS), a qual é a Agência reguladora e

normalizadora de publicações técnicas no Brasil que são:

NBR 6023 –Informação e documentação – Referências – Elaboração (2002) – 24 p. Esta Norma estabelece os elementos a serem incluídos em referências.

NBR 6024 - Informação e documentação - Numeração progressiva das seções de um documento escrito – Apresentação (2003) - 3 p. Esta Norma estabelece um sistema de numeração progressiva das seções de

documentos escritos, de modo a expor numa seqüência lógica o inter-

relacionamento da matéria e a permitir sua localização.

NBR 6027 - Informação e documentação - Sumário – Apresentação (2003) – 2 p. Esta Norma estabelece os requisitos para apresentação de sumário de

documentos que exijam visão de conjunto e facilidade de localização das seções

e outras partes.

NBR 6028 - Informação e documentação - Resumo – Apresentação (2003) – 2 p. Esta Norma estabelece os requisitos para redação e apresentação de resumos.

NBR 6034 - Informação e documentação - Índice – Apresentação (2004) – 4 p. Esta Norma estabelece os requisitos de apresentação e os critérios básicos para

a elaboração de índices.

NBR 10520 - Informação e documentação - Citações em documentos – Apresentação (2002) – 7 p. Esta Norma especifica as características exigíveis para apresentação de citações

em documentos.

NBR 12225 - Informação e documentação - Lombada – Apresentação (2004) – 3 p. Esta Norma estabelece os requisitos para a apresentação de lombadas e aplica-

se exclusivamente a documentos em caracteres latinos, gregos ou cirílicos.

Código de Catalogação Anglo – Americano

4 2 APRESENTAÇÃO DO TRABALHO 2.1 FORMATO  Papel A4, de cor branca (21 X 29,7cm);

 Fonte Arial e tamanho 12 para todo o texto;

 Fonte Arial e tamanho 10 para citações com mais de três linhas, notas de roda

pé, paginação e legenda das ilustrações;

 Fonte Arial tamanho 12 para (TÍTULO DE SEÇÃO) em maiúsculo e negrito;  Fonte Arial tamanho 12 para (Subtítulo) em minúsculo e negrito.  Utilizar o anverso, exceto a folha de rosto.

 Na capa encadernada, as letras devem ser de cor dourada e a cor da capa deve

ser de acordo com a cor do curso em questão.

2.2 MARGEM  Esquerda e superior de 3 cm;

 Direita e inferior 2 cm;

 Recuo de primeira linha do parágrafo: 1,1 cm (1 tab), a partir da margem

esquerda;

 Recuo de parágrafo para citação com mais de três linhas: 4 cm da margem

esquerda;

 Alinhamento do texto: Justificado;

 Alinhamento de título e seções: Alinhar à Esquerda;

 Alinhamento de título sem indicação numérica (Resumo, Abstract, Listas,

Sumário Referências): Centralizado.

2.3 ESPAÇAMENTO Espaço entrelinhas do texto: 1,5 cm

O e s pa ço s imple s é us a do e m: cita çõe s de ma is de trê s linha s , nota s de roda pé ,

referências, resumos, legendas, ficha catalográfica;

 Os títulos da s s e çõe s e s ubtítulos de ve m come ça r na pa rte s upe rior da ma rge m

esquerda da folha e separados do texto por dois espaços de 1,5 cm entrelinhas.

5  A Na ture za do tra ba lho, o obje tivo, o nome da ins tituição a que é s ubme tido e a á re a

de concentração devem ser alinhados do meio da folha para a direita em espaço

simples e fonte Arial tamanho 10, ver exemplo de “Folha de rosto”. 2.4 PAGINAÇÃO As folhas do trabalho devem ser contadas seqüencialmente a partir da folha de rosto e numeradas a partir da Introdução. Os números devem ser escritos em algarismos arábicos e alinhados a 2 cm da margem direita e da margem superior.

3 ESTRUTURA DO TRABALHO A estrutura de tese, dissertação ou de um trabalho acadêmico compreende:

Elementos pré-textuais: Capa, lombada, folha de rosto, errata, folha de aprovação, dedicatória, agradecimento, epígrafe, resumo na língua vernácula, resumo na língua

estrangeira, listas de ilustrações, tabelas, abreviaturas, siglas e símbolos, sumário.

PRÉ TEXTUAIS TEXTUAIS PÓS TEXTUAIS

CAPA (obrigatório) INTRODUÇÃO REFERENCIAS (obrigatório)

LOMBADA (opcional) DESENVOLVIMENTO GLOSSÁRIO (opcional)

FOLHA DE

ROSTO(obrigatório) CONCLUSÃO APÊNDICE(S) (opcional)

ERRATA (opcional)

ANEXO(S) (opcional)

FOLHA DE APROVAÇÃO

(obrigatório) INDICE(S) (opcional)

DEDICATORIA (opcional)

AGRADECIMENTO (opcional)

EPIGRAFE (opcional)

6

R ES

U M

O

(o br

ig at

ór io

) PORTUGUES

LINGUA

ESTRANGEIRA

LI ST

A

(o br

ig at

ór io

q ua

nd o

co ns

ta r n

o tra

ba lh

o) ILUSTRAÇÕES

TABELAS

ABREVIATURAS

E SIGLAS

SIMBOLOS

SUMÁRIO(obrigatório)

3.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

3.1.1 Capa (obrigatório): Proteção externa do trabalho e sobre a qual se imprimem as informações indispensáveis à sua identificação.

Elementos essenciais:

 Nome da ins tituição (opciona l): centralizado, arial 12, espaço simples

 Nome do a utor: centralizado, arial 14, espaço simples quando mais de 1 autor

 Título: centralizado, arial 16, espaço simples, espaço duplo pra seguir o

subtítulo, se houver

 Subtítulo, se houver, precedido de dois pontos: centralizado, arial 14, espaço

simples

 Loca l (cida de): centralizado, arial 12, espaço simples

 Ano de e ntre ga: centralizado, arial 12, espaço simples

Exemplo:

7

3cm

FACULDADE PAN AMAZONICA centralizado, arial 12, espaço simples

NOME DO ALUNO

centralizado, arial 14, espaço simples

TITULO: subtítulo Titulo: centralizado, arial 16, espaço simples, caixa alta,

Subtitulo: arial 14, espaço simples, caixa baixa 3cm 2cm

Belém cent., arial 12, esp. simples 2011

2cm

3.1.2 Lombada (opcional): Parte da capa do trabalho que reúne as margens internas das folhas. As informações devem ser impressas no mesmo sentido da lombada,

vertical (de cima para baixo) ou na horizontal.

Elementos essenciais, arial 12, espaçamento à critério do autor.

 nome do autor;

 título do tra ba lho;

 elementos alfanuméricos de identificação e data, se houver.

Exemplo:

8

Autoria TITU

LO : subtitulo

3.1.3 Folha de rosto (obrigatório): Folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho, sendo a primeira página do trabalho acadêmico e única que

apresenta informações no verso e no anverso. O anverso será a página 1 e o verso a página 2, não aparecendo a numeração impressa na página. Elementos essenciais no anverso,

 Nome do autor: centralizado, arial 14, espaço simples quando mais de 1 autor

 Título: centralizado, arial 16, espaço simples, espaço duplo pra seguir o

subtítulo, se houver

 Subtítulo, se houver, precedido de dois pontos: centralizado, arial 14, espaço

simples Natureza (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso e outros);

 Obje tivo (a prova ção e m dis ciplina ): arial 10, espaço simples, justificado à

direita;

2011

9  Nome da ins tituição a que é s ubme tida: arial 10, espaço simples, justificado à

direita;

 Áre a de conce ntração: arial 10, espaço simples, justificado à direita;

 Nome do orie nta dor e co-orientador se houver: arial 10, espaço simples,

justificado à direita;

 Loca l (cida de ) da ins tituição: centralizado, arial 12, espaço simples;

 Ano de e ntre ga : ce ntra liza do, a ria l 12, e s pa ço s imple s.

Exemplo:

3cm

NOME DO ALUNO centralizado, arial 14, espaço simples

TITULO: subtítulo Titulo: centralizado, arial 16, espaço simples, caixa alta,

Subtitulo: arial 14, espaço simples, caixa baixa

3cm 2cm

Belém cent., arial 12, esp. simples 2011

2cm

3.1.4 Verso da folha de rosto (obrigatório): No verso da Folha de rosto deverá constar a Ficha Catalográfica, conforme o Código de Catalogação Anglo-Americano

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Pan Amazônica como requisito para obtenção do grau de Bacharel em ... Orientador: ....... Co-orienatdor:.... justificado direita, arial 10,esp. simples

10 vigente, que será elaborada pela Bibliotecária da Faculdade Pan Amazônica, mediante

o preenchimento dos dados da obra em formulário próprio. 3.1.5 Errata (opcional): Lista das folhas e linhas em que ocorrem erros, seguidas das devidas correções. Deve ser inserida logo após a folha de rosto, com a palavra Errata

centralizada em caixa alta, negritada

Exemplo:

ERRATA

Folha Linha Onde se lê Leia-se 32 3 publiacao publicação

3.1.6 Folha de aprovação (obrigatório): Folha que contém os elementos essenciais à aprovação do trabalho, sendo incluída na contagem das paginas mas sem constar o

número.

Elementos essenciais:

 Nome do autor: centralizado, arial 14, espaço simples quando mais de 1 autor

 Título: centralizado, arial 16, espaço simples, espaço duplo pra seguir o

subtítulo, se houver

 Subtítulo, se houver, precedido de dois pontos: centralizado, arial 14, espaço

simples Natureza (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso e outros);

 Obje tivo (a prova ção e m disciplina): arial 10, espaço simples, justificado à

direita;

 Nome da ins tituição a que é s ubme tida : a ria l 10, e s pa ço s imple s , jus tifica do à

direita;

 Áre a de conce ntra ção: a ria l 10, e s pa ço s imple s , jus tifica do à dire ita ;

 Nome do orie nta dor e co-orientador se houver: arial 10, espaço simples,

justificado à direita;

 Data de aprovação: arial 12, espaço simples, margem esquerda

 Banca examinadora: arial 12, espaço simples, margem esquerda

11

Exemplo:

NOME DO ALUNO

centralizado, arial 14

TÍTULO DO TRABALHO: subtítulo

cent., negrito, arial 16 arial 14

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Pan Amazônica como requisito para obtenção do grau de Bacharel em ... Orientador: ....... Co-orienatdor:.... justificado direita, arial 10,esp. simples

Aprovado em: arial12, dois espaços simples, justificado esquerda Banca Examinadora arial12, dois espaços simples, justificado esquerda ______________________ - Orientador Prof. Nome do Professor arial12, espaços simples, ______________________ Prof. Nome do Professor ______________________ Prof. Nome do Professor

3.1.7 Dedicatória (opcional): Folha onde o autor presta homenagem ou dedica seu trabalho, arial 12, espaço 1,5 nas entrelinhas, localização à critério, sendo incluída na

contagem das paginas mas sem constar o número. Não se usa a palavra Dedicatória. Exemplo:

12

3.1.8 Agradecimentos (opcional): Folha onde o autor agradece as pessoas que colaboraram de certa forma com seu trabalho, sendo incluída na contagem das paginas

mas sem constar o número. O termo AGRADECIMENTO(S) aparece no topo da pagina, centralizado e em negrito, em arial 12. O texto será em espaçamento 1,5,

justificado e cada começo de parágrafo espaço 1 tab, arial 12, sem negrito. Texto à

critério do autor.

Exemplo: .

Para Julia, Mário, Claudio,

meu amor eterno arial 12, espaço 1,5, localização à criterio

13

AGRADECIMENTOS

arial12, negrito, centralizado, caixa alta

À DEUS por ser a base das minhas conquistas.

Aos meus pais ______ e ________, por acreditar e

terem interesse em minhas escolhas, apoiando-me e

esforçando-se junto a mim, para que eu suprisse todas

elas.

À professora _________, pela dedicação em suas

orientações prestadas na elaboração deste trabalho, me

incentivando e colaborando no desenvolvimento de minhas

idéias. Arial 12, espaço 1,5

3.1.9 Epígrafe (opcional): Folha onde o autor apresenta uma citação, seguida de indicação de autoria, relacionada com a matéria tratada no corpo do trabalho, sendo

incluída na contagem das páginas mas sem constar o número. O termo Epigrafe não é utilizado, arial 12, espaço simples e distribuição do texto a critério do autor:

Exemplo:

14

arial 12, espaço simples “O remédio para nossas preocupações

consiste em estar inteiramente ocupado, realizando alguma coisa construtiva”.

dois espaços simples

(Maria Zownseand)

3.1.10 Resumo na língua vernácula “português” (obrigatório): Apresenta os pontos relevantes de um texto, fornecendo uma visão rápida e clara do conteúdo

e das conclusões do trabalho, seguido das palavras - chave, não ultrapassando 500 palavras. Usar o verbo na voz ativa, na 3º pessoas do singular, utilizando frasesprecisas, em parágrafo único, sem palavras negativas, fórmulas, símbolos e diagramas ou equações, sendo incluída na contagem das páginas mas sem

constar o número. Fonte arial 12, centralizado, dois espaços simples entre a

palavra RESUMO e o texto, espaço de 1,5 nas entrelinhas e três espaços de 1,5 entre o texto e as palavras-chave.

15 Exemplo:

RESUMO

arial12, negrito, centralizado, caixa alta

O Brasil é um país em desenvolvimento, seu mercado de trabalho transforma-se constantemente. As mudanças são rápidas, exigindo

qualificação profissional. Neste cenário, empreender torna-se cada

vez mais um diferencial para a inclusão no mercado. O objetivo desta

pesquisa é identificar como os estudantes do curso de turismo compreendem o conceito de empreendedorismo e verificar se as práticas pedagógicas consolidam idéias e habilidades que permitam

a inovação e a criatividade contribuindo para a formação do

profissional empreendedor. A pesquisa realizada teve caráter

qualitativo. Aplicou-se um questionário com perguntas abertas aos

alunos do curso de turismo na cidade de Ourinhos. Verificou-se que

os estudantes estão atentos às exigências do mercado e apresentam

grande potencial empreendedor, todavia é preciso fomentar

estratégia educacionais que transformem em ação esse potencial.

texto espaço 1,5, justificado

três espaços 1,5 entre o texto e palavras-chave

Palavras-chave: Turismo. Mercado de trabalho.

3.1.11 Resumo em língua estrangeira (obrigatório): Versão do resumo para idioma de divulgação internacional. Mesmos espaçamentos usados no resumo.

Inglês – Abstract;

Es pa nhol – Resumen;

16 Fra ncê s – Résumé.

3.1.12 Lista de ilustrações (opcional): Referem-se à desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, que devem ser elaborados de

acordo com a ordem apresentada no texto, acompanhados do respectivo número de

página. Quando necessário recomenda-se uma lista para cada tipo de ilustração. É

incluída na contagem das páginas, mas sem constar o número. Fonte arial 12,

centralizado, dois espaços simples entre a palavra LISTA DE ILUSTRAÇÕES e o texto, espaço simples nas entrelinhas e 1 espaço em branco simples entre os itens, sendo

separado por linhas pontilhadas ou sem linha o titulo do item e as paginas

correspondentes. Exemplo:

LISTA DE ILUSTRAÇÕES arial12, negrito, centralizado, caixa alta

arial 12, espaço simples

Gráfico 1 - Estatística de emprego no Estado de São Paulo no ano 2002.......................................................................13 espaço simples em branco Gráfico 2 – Crescimento da economia brasileira no período de 2002 à 2004..................................................................16 Quadro 1 – A economia brasileira no ano de 2004.............20 Fotografia 1 – Fachada da BOVESPA................................36 Fluxograma 1 – Cadeia de produção da economia............38

17

Quadro: possui informações textuais em seu conteúdo, podendo também conter

dados numéricos não trabalhados estatisticamente, sendo fechado com traços

verticais e horizontais, delimitando o espaço das informações.

3.1.13 Lista de tabelas (opcional): É incluída na contagem das páginas mas sem constar o número, sendo apresentada na sequência em que aparecem no texto e com

as respectivas paginas, sendo separado por linhas pontilhadas ou sem linha o titulo do

item e as paginas correspondentes. Fonte arial 12, centralizado, dois espaços simples

entre a palavra LISTA DE TABELAS e o texto, espaço simples nas entrelinhas e 1 espaço em branco simples entre os itens.

Exemplo:

LISTA DE TABELAS arial12, negrito, centralizado, caixa alta

arial 12, espaço simples

Tabela 1 - Estatística de emprego no Estado de São Paulo no ano 2002...................................................................................13 espaço simples em branco Tabela 2 – Crescimento da economia brasileira no período de 2002 à 2004..................................................................16

18 3.1.14 Lista de abreviaturas, siglas e símbolos (opcional): Consiste na relação alfabética das abreviaturas, siglas e símbolos. utilizadas no texto, recomenda-se a

elaboração de lista própria para cada tipo, seguida de seu significado por extenso. É

incluída na contagem das páginas mas sem constar o número, sendo apresentada na

sequência em que aparecem no texto e com as respectivas paginas. Fonte arial 12,

centralizado, dois espaços simples entre a palavra LISTA DE ABREVIATURAS, LISTA DE SIGLAS ou LISTA DE SIMBOLOS e o texto, espaço 1,5 nas entrelinhas e 1 espaço em branco simples entre os itens.

Exemplo:

LISTA DE ABREVIATURAS arial12, negrito, centralizado, caixa alta

AC Apelação Cível

CC Código Civil

CE Código Eleitoral

EC Emenda Constitucional

19

LISTA DE SIGLAS arial12, negrito,centralizado, caixa alta

ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas

ABEMA Associação Brasileira de Órgãos Estaduais

do Meio Ambiente

IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

LTDA Limitada (sociedade por quotas e

responsabilidade limitada)

PANECO Panorama Econômico

LISTA DE SÍMBOLOS arial12, negrito, centralizado, caixa alta

@ Arroba ... Reticências

“” Aspas duplas

20 3.1.16 Sumário (obrigatório): Enumeração das principais divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem e grafia em que aparece no texto, acompanhados

dos respectivos números das páginas. É incluída na contagem das páginas mas sem

constar o número, Fonte arial 12, centralizado, dois espaços simples entre a palavra

SUMARIO e o texto, espaço simples nas entrelinhas e 1 espaço em branco simples entre os itens, no corpo do sumario é alinhado à esquerda, entre o numero de seção e

o titulo não há ponto, só espaço. È importante saber a diferença entre Sumario e Índice:

Sumario é a enumeração das seções do trabalho enquanto no Índice são relacionadas

palavras, frases, expressões e etc. para facilitar a consulta no texto

Exemplo:

SUMÁRIO arial12, negrito, centralizado, caixa alta

1 INTRODUÇÃO.............................................................................................07 Primário: arial 12, à esquerda, caixa alta, negritado 2 DESENVOLVIMENTO.................................................................................08 2.1 REVISÃO DE LITERATURA.....................................................................10 Secundario: arial 12, à esquerda, caixa alta sem negrito3 PESQUISA DE CAMPO..............................................................................12 3.1 UNIVERSO DE PESQUISA......................................................................12 3.1.1 População alvo.....................................................................................15 3.2 COLETA DE DADOS ...............................................................................17 3.2.1 Instrumento de pesquisa.....................................................................18 3.2.2 Pré Teste...............................................................................................20 3.2.4 Análise dos resultados........................................................................21 Terciario: arial 12, à esquerda, caixa baixa, negritada 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS........................................................................26 REFERÊNCIAS..............................................................................................28 ANEXO...........................................................................................................35

21 3.2 ELEMENTOS TEXTUAIS

3.2.1 Introdução Introdução é a parte inicial do texto, sendo a seção 1 do trabalho acadêmico,

onde devem constar a delimitação do assunto tratado de forma breve e objetiva,

finalidade, relevância, importância e atualidade do tema. É na primeira pagina da introdução que a paginação do trabalho começa a aparecer, mesmo sendo contada desde a Folha de Rosto. 3.2.2 Desenvolvimento

A partir do levantamento bibliográfico, desenvolve-se o corpo do trabalho, onde

se analisa a idéia principal, destacando, formulando e discutindo hipóteses. Feito a

partir das recomendações da NBR 14724 da ABNT, a utilização de fonte arial tamanho

12 e espaço 1,5 nas entrelinhas do texto; fonte arial 10 e espaço simples nas

entrelinhas de citações (texto transcrito) com mais de 3 linhas; 2 espaços 1,5 entre o

título e o parágrafo subsequente.

Divide-se em seções, subseções ou capítulos, e concentra a maior parte do total de

páginas da monografia. As seções são divididas em até 5 subdivisões:

 Seção primária: caixa alta, negrito (1, 2, 3)

 Secundárias: caixa alta, sem negrito (2.1, 2.2)

 Terciárias: fonte normal, com negrito (2.1.1, 2.1.2)

 Quaternárias: fonte normal, sem negrito (3.1.1.1, 3.1.1.2)

 Quinárias: itálico, sem negrito (2.1.1.1.1, 2.1.1.1.2)

Ex:

1 INTRODUÇÃO

2 OBJETIVOS

2.1 GERAL

2.2 ESPECIFICO

3 REVISÃO DA LITERATURA

3.1 INFRA- ESTRUTURA

22

3.1.1 Sistemas de abastecimento

3.1.1.1 Abastecimento de água

3.1.1.1.1 Água potável

3.2.3 Conclusão Parte final do texto onde são apresentados os resultados finais da pesquisa,

correspondentes aos objetivos ou hipóteses. É importante apresentar novas idéias,

abrindo caminho a outros pesquisadores que poderão trabalhar no assunto. Pode ser

feito através de texto ou utilizando marcadores que dividem, tornam seqüencial e

objetiva a apresentação da idéia e resultados obtidos pelo autor. Pode ser utilizado o

termo CONCLUSAO e também o termo CONSIDERAÇÕES FINAIS quando o autor não apresenta conclusões próprias, mas sim discussão e comentários reflexivos sobre

o tema.

3.3 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS

3.3.1 Referências (obrigatório) De acordo com as NBRs 15287, 14724 e 6023, são características das

referencias: ser uma listagem dos documentos citados no trabalho, ser o primeiro

elemento pós textual localizado após a conclusão, apresentar o termo REFERENCIAS, sem numeração e centralizado na pagina, com letras maiúsculas e negritado. Usa-se

espaço simples nas entrelinhas e espaço duplo entre uma referencia e outra, fonte arial

12 e corpo do texto alinhado à esquerda.

Elementos essenciais: autor(es), título, edição, local, editora e data de publicação.

Exemplos:

Um autor

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

Dois autores

DAMIÃO, Regina Toledo; HENRIQUES, Antonio. Curso de direito jurídico. São Paulo: Atlas, 1995.

23  Três autores

PASSOS, L. M. M; FONSECA, A; CHAVES, M. Alegria de saber: matemática, segunda série, 2, primeiro grau: livro do professor. São Paulo: Scipione, 1995.  Mais de três autores: indica-se apenas o primeiro, acrescentando-se a

expressão et al. URANI, A. et al. Constituição de uma matriz de contabilidade social para o

Brasil. Brasília: IPEA, 1994.

 Autor desconhecido: quando não existir autor, a entrada é feita pelo título com a primeira palavra em maiúscula.

DIAGNÓSTICO do setor editorial brasileiro. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro, 1993.

Pseudônimo: deve-se considerar o pseudônimo para entrada, desde que seja a forma adotada pelo autor.

DINIZ, Julio. As pupilas do senhor reitor. 15. ed. São Paulo: Ática, 1994. 263 p. (Série Bom Livro).

 Organizadores (Org.), compiladores (Comp.), editores (Ed.), coordenadores (Comp.) etc.

FERREIRA, Leslie Piccolotto (Org.). O fonoaudiólogo e a escola. São Paulo: Summus, 1991. MARCONDES, E; LIMA, I. N. de (Coord.). Dietas em pediatria clínica. 4.ed. São Paulo: Sarvier, 1993.

Tradutores, revisores, ilustradores etc.: podem ser acrescentados após o título.

ALBERGARIA, Lino de. Cinco anos sem chover: história de Lino de Albergaria. Ilustrações de Paulo Lyra. 12. ed. São Paulo: FTD, 1994. CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. Tradução Vera da Costa e Silva et al. 3.ed. rev. e aum. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1990.  Autor entidade (associações, empresas, instituições). ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: Informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Catalogo de teses da Universidade de São Paulo, 1992. São Paulo, 1993.

24 Quando a entidade tem uma denominação genérica, seu nome é precedido pelo

nome do órgão superior, ou pelo nome da jurisdição geográfica à qual pertence.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria do Meio Ambiente. Diretrizes para a política ambiental do Estado de São Paulo. São Paulo, 1993. BRASIL. Ministério da Justiça. Relatório de atividades. Brasília, DF, 1993.  Teses, dissertações e trabalhos acadêmicos: a paginação deve ser indicada

pela letra “f”, pois o trabalho é impresso apenas no anverso da folha.

SILVA, J. C. Estudo de uma fonte de informação secundária. 2001. 27 f. Dissertação (Mestrado em Informação) – Universidade KWZ, São Paulo, 2001.

Parte de monografia (capítulo, volume, fragmento e outras partes de uma

obra): autor(es), título da parte, seguidos da expressão “In:”, e da referência

completa da monografia no todo. Deve-se informar a paginação da parte.

ROMANO, Giovanni. Imagens da juventude na era moderna. In: LEVI, G; SCHMIDT, J. (Org.). História dos jovens 2. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. p.7-16.

Quando o autor do capítulo for o mesmo que o autor da obra, substituir o nome

por travessão.

SANTOS, F. R. dos. A colonização da terra do Tucujús. In:______. História do Amapá, 1º grau. 2. ed. Macapá: Valcan, 1994. cap. 3.

Monografias em meio eletrônico (disquetes, CD-ROM, online etc.): as

referências devem obedecer aos padrões já indicados para as monografias no

todo e em parte, acrescidas das informações relativas à descrição física do

meio eletrônico.

Exemplo: Monografia no todo ALVES, Castro. Navio negreiro. [S.l.]: Virtual Books, 2000. Disponível em <http:// www.terra.com.br/virtual/freebook/port/Lport2/navionegreiro.htm> Acesso em: 10 jan. 2002.

Exemplo: Parte de monografia MORFOLOGIA dos artrópodes. In: ENCICLOPÉDIA multimídia dos seres vivos. [S.I.]: Planeta DeAgostini, 1998. CD-ROM 9.

25 Publicação periódica no todo (revista cientifica, revista semanal, jornal):

elementos essenciais: título, local de publicação, editoração, data de inicio e de

encerramento da publicação, se houver.

Exemplo: REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA. Rio de Janeiro: IBGE, 1939.  Parte de revista, boletim etc. (volume, fascículo, números especiais e

suplementos, entre outros, sem título próprio): elementos essenciais: titulo da

publicação, local de publicação, editora, numeração do ano e/ou volume,

numeração do fascículo, informações de períodos e datas de sua publicação.

DINHEIRO. São Paulo: Ed. Três, n.148, 28 jun. 2000. EXAME. São Paulo: Ed. Abril, v.41, n.7, 2007.

Artigos de revista, boletim etc. (volume, fascículo, números especiais e

suplementos, com título próprio): elementos essenciais: autor(es), titulo da parte

(artigo ou matéria), titulo da publicação, local de publicação, volume ou ano,

fascículo ou número, paginação inicial e final, data de publicação.

AS 500 maiores empresas do Brasil. Conjuntura Econômica, Rio de Janeiro, v. 38, n. 9, set. 1984. Edição especial. COSTA, V. R. À margem da lei. Em Pauta, Rio de Janeiro, n.12, p. 131-148, 1998. TOURINHO NETO, F. C. Dano ambiental. Consulex, Brasília, DF, ano1, n.1, p. 18-23, fev. 1997.

Artigo de revista, boletim etc. em meio eletrônico (disquete, CD-ROM, online

etc.): as referências devem obedecer aos padrões indicados para artigo e/ou

matéria de revista, boletim etc., acrescidas das informações relativa à descrição

física do meio eletrônico.

VIEIRA, Cássio Leite; LOPES, Marcelo. A queda do cometa. Neo Interativa, Rio de Janeiro, n.2, inverno 1994. 1 CD-ROM.

26

RIBEIRO, P. S. G. Adoção à brasileira: uma análise sociojurídica. Datavenia, São Paulo, ano 3, n. 18, ago. 1998. Disponível em: <http://www.datavenia.inf.br/frame.artig.html>. Acesso em: 10 set. 1998.

Artigo e/ou matéria de jornal (comunicações, editorial, entrevistas, recensões,

reportagens, resenhas etc.): elementos essenciais: autor(es) (se houver), título

do artigo ou matéria, título do jornal, local de publicação, data de publicação,

seção, caderno ou parte do jornal e a paginação correspondente. Quando não

houver seção, caderno ou parte, a paginação do artigo ou matéria precede a

data.

NAVES, P. Lagos andinos dão banho de beleza. Folha de S. Paulo, São Paulo, 28 jun. 1999. Folha Turismo, Caderno 8, p.13. LEAL, L. N. MP fiscaliza com autonomia total. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 3, 25 abr. 1999.

Artigo e/ou matéria de jornal em meio eletrônico (disquete, CD-ROM, online

etc.): as referências devem obedecer aos padrões indicados para artigos e/ou

matéria de jornal, acrescidas das informações relativas à descrição física em

meio eletrônico.

SILVA, Ives Gandra da. Pena de morte para o nascituro. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 19 set. 1998. Disponível em:<http://www.providafamilia.org/pena_morte_nascituro.htm>. Acesso em: 19 set. 1998. ARRANJO tributário. Diário do Nordeste Online, fortaleza, 27 nov. 1998. Disponível em: <http://www.diariodonordeste.com.br>. Acesso em: 28 nov. 1998.

Eventos no todo (atas, anais, resultados, proceedings etc.): elementos

essenciais: nome do evento, numeração (se houver), ano, local (cidade de

realização do evento), titulo do documento (anais, atas...), editora e data da

publicação.

REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE QUIMICA, 20., 1997, Poços de Caldas. Resumos... São Paulo: Sociedade Brasileira de Química, 1997.

27

Eventos no todo em meio eletrônico (disquete, CD-ROM, online etc.): as

referências devem obedecer aos padrões indicados para evento no todo,

acrescidas das informações relativas à descrição física do meio eletrônico.

CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 19., 2000, Porto Alegre. Anais eletrônicos... Porto Alegre: PUCRS, 2000. Disponível em: <http://embauba.ibict.br/cbbd2000/Default_en.html>. Acesso em: 18 out. 2002.  Trabalho apresentado em evento (parte do evento): elementos essenciais:

autor, título do trabalho apresentado, seguido da expressão “In”:, nome do

evento, numeração do evento (se houver), ano e local (cidade de realização),

título do documento (anais, atas, tópicos...), local de publicação, editora, data

de publicação e página inicial e final da parte referenciada.

BRAYNER, A. R. A.; MEDEIROS, C. B. Incorporação do tempo em SGBD orientado a objetos. In: SIMPOSIO BRASILEIRO DE BANCO DE DADOS, 9., 1994, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 1994. P.16-29.  Trabalho apresentado em evento em meio eletrônico (disquete, CD-ROM,

online etc.): as referências devem obedecer aos padrões indicados para evento

no todo, acrescidas das informações relativas à descrição física do meio

eletrônico.

GUNCHO, M. R. A educação à distância e a biblioteca universitária. In: SEMINÁRIO DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 10., 1998, Fortaleza. Anais... Fortaleza: TEC Treina, 1998. 1 CD-ROM.  Documentação jurídica (legislação, jurisprudência e doutrina).

Legislação (Constituição, emendas constitucionais, normas emanadas): elementos essenciais: jurisdição, título, numeração, data da publicação, (no

caso de Constituições e suas emendas, acrescenta-se a palavra, “Constituição”,

entre o nome da jurisprudência e o título seguida do ano de promulgação, entre

parênteses).

28

SÃO PAULO (Estado). Decreto nº 42.822, de 20 de janeiro de 1998. Lex: coletânea de legislação e jurisprudência, São Paulo, v. 62, n. 3, p. 217-220, 1998. BRASIL. Código civil. 46. ed. São Paulo: Saraiva, 1995. BRASIL. Constituição (1988). Emenda constitucional nº 9, de 9 de novembro de 1995. Lex: legislação federal e marginalia, São Paulo, v. 59, p. 1966, out./dez. 1995. Jurisprudência (decisões judiciais): elementos essenciais: jurisdição e órgão judiciário competente, título, número, partes envolvidas, relator, local, data e

dados da publicação.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Súmula nº 14. In:_______. Súmulas. São Paulo: Associação dos advogados do Brasil, 1994. p. 16. BRASIL. Tribunal Regional Federal (5. região). Apelação cível nº 42.441-PE (94.05.01629-6). Apelante: Edilemos Mamede dos Santos e outros. Apelada: Escola Técnica Federal de Pernambuco. Relator: Juiz Nereu Santos. Recife, 4 de março de 1997. Lex: jurisprudência do STJ e Tribunais Regionais Federais, São Paulo, v. 10, n. 103, p. 558-562, mar. 1998. Doutrina: Interpretação dos textos legais (monografias, artigos de periódicos, paper etc. As referências devem obedecer aos padrões indicados para cada

tipo de documento.

BARROS, Raimundo Gomes de. Ministério Público: sua legitimação frente ao Código do Consumidor. Revista Trimestral de Jurisprudência dos Estados, São Paulo, São Paulo, v. 19, n. 139, p. 53-72, ago.

Documento jurídico em meio eletrônico (disquetes, CD-ROM, online etc.): as referências devem obedecer aos padrões indicados para documento jurídico,

acrescidas das informações relativas à descrição física do meio eletrônico.

BRASIL. Regulamento dos benefícios da previdência social. In: SISLEX: Sistema de Legislação, Jurisprudência e Pareceres da Previdência e Assistência Social. [S.l.]: DATAPREV, 1999. 1 CD-ROM.

29

BRASIL. Lei nº 9.887, de 7 de dezembro de 1999. Altera a legislação tributária federal. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 8 dez. 1999. Disponível em: <http://www.in.gov.br/mp_leis/leis_texto.asp?ld=lLEI%209887>. Acesso em: 22 dez.1999.

Imagens em movimento (filmes, videocassetes, DVD etc.): elementos

essenciais: título, diretor, produtor, local, produtora, data e especificação do

suporte (em unidades físicas).

OS PERIGOS do uso de tóxicos. Produção de Jorge Ramos de Andrade. Coordenação de Maria Izabel Azevedo. São Paulo: CERAVI, 1983. 1 videocassete (30 min), vhs, son., color. CENTRAL do Brasil. Direção: Walter Salles Júnior. Produção: Martire de Clermont-Tonnerre e Arthur Cohn. Interpretes: Fernanda Montenegro; Marilia Pêra: Vinicius de Oliveira: Sônia Lira; Othon bastos: Matheus Nachtergaele e outross. Roteiro: Marcos Bernstein, João Emanuel Carneiro e Walter Salles Júnior. [S. L.]: Lê Studio Canal; Riofilme: MACT Productions, 1998. 1 DVD (106 min), son., color., 35mm.

Documento iconográfico (pintura, gravura, ilustrações, fotografia, desenho

técnico, dispositivo, diafilme, material estereográfico, transparência, cartaz,

etc.): elementos essenciais: autor, título (quando não existir, deve-se atribuir

uma denominação ou a indicação em título, entre colchetes), data e

especificação do suporte.

KOBAIASHI, K. Doença dos xavantes. 1980. 1 fotografia, color., 16 cm x 56 cm. MATTOS, M. D. Paisagem-Quatro Barras. 1987. 1 original de arte, óleo sobre t ela, 40 cm x 50 cm. Coleção particular.

Documento iconográfico em meio eletrônico (disquetes, CD-ROM, online

etc.): as referências devem obedecer aos padrões indicados para documento

iconográfico, acrescidas das informações relativas à descrição física do meio

eletrônico.

30

GEDDES, Anne. Geddes135.jpg. 2000. Altura: 432 pixels. Largura: 376 pixels. 51 Kb. Formato JPEG. 1 disquete. VASO. TIFF. 1999. Altura: 1083 pixels. Largura: 827 pixels. 300 dpi. 32 BIT CMYK. 35 Mb. Formato TIFF BITMAP. Compactado. Disponível em: <C:\Carol\VASO.tiff>. Acesso em: 28 out. 1999.

Documento cartográfico (atlas, mapa, globo, fotografia aérea etc.): elementos

essenciais: Autor, título, local editora, data de publicação, designação

específica e escala.

ATLAS Mirador Internacional. Rio de Janeiro: Enciclopédia Britânica do Brasil, 1981. 1 atlas. Escalas variam. INSTITUTO GEOGRÁFICO E CARTOGRÁFICO (São Paulo, SP). Região de governo do Estado de São Paulo. São Paulo, 1994. 1 Atlas. Escala 1:2.000.  Documentos cartográficos em meio eletrônico (disquetes, CD-ROM, online

etc.): as referências devem obedecer aos padrões indicados para documento

cartográfico, acrescidas das informações relativas à descrição física do meio

eletrônico.

PORCENTAGEM de imigrantes em São Paulo, 1920. 1 mapa, color. Escala Interminable. Neo Interativa, Rio de janeiro, n. 2, inverno 1994. 1 CD-ROM. FLÓRIDA MUSEUM OF NATURAL HISTORY. 1931-2000 Brazil’s confirmed unprovoked shark attacks. Gainesville, [2000?]. 1 mapa, color. Escala 1:40.000.000. Disponível em: <http://www.flmnh.ufl.edu/fish/sharks/statics/Gattack/map/Brzil.jpg>. Acesso em: 15 jan. 2002.  Documento sonoro (disco, CD, cassete, rolo): compositor(es) ou interprete(s),

titulo, local, gravadora (ou equivalente), data e especificação do suporte. ALCIONE. Ouro e cobre. São Paulo: RCA Victor, p.1988. 1 disco sonoro. SILVA, Luiz Inacio Lula da Silva. Luiz Inacio Lula da Silva: depoimento [abr. 1991]. Entrevistadores: V. Tremel e M. Garcia. São Paulo: SENAI – SP, 1991. 2 cassetes sonoros. Entrevista concedida ao projeto memória do SENAI – SP.

31  Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico (base de dados, listas

de discussão, BBS (site), arquivos em disco rígido, programas, conjuntos de programas e mensagens eletrônicas etc.): elementos essenciais: autor, título do serviço ou produto, versão e descrição física do meio eletrônico.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Biblioteca Central. Normas.doc. Curitiba, 1998. 5 disquetes. ACAROS no Estado de São Paulo. In: FUNDAÇÃO TROPICAL DE PESQUISAS E TECNOLOGIA “ANDRÉ TOSELLO”. Base de Dados tropical. 1985. Disponível em: <http://www.bdt.fat.org.br/acaro/sp/>. Acesso em: 30 de maio 2002.

3.3.2 Apêndice (opcional): de acordo com a NBR 15287 e NBR 14724, texto ou documento elaborado pelo autor, com o objetivo de complementar o trabalho. Apresentar o termo APENDICE negritado, em caixa alta e centralizado, sem numeração e identificado por letras maiúsculas consecutivas (A, B, C). Usa-se fonte arial 12,

espaço 1,5 entrelinhas e texto justificado. Devem ser apresentados em uma folha à

parte como da seguinte forma:

Exemplo:

APÊNDICE A - QUESTIONÁRIO centralizado, arial 12, negritado, caixa alta

Roteiro de perguntas:

Documentos: Projeto de pesquisa Justificado, arial 12, espaço 1,5

32 3.3.3 Anexo (opcional): de acordo com a NBR 15287 e NBR 14724, texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação para complemento do trabalho. Apresentar o termo ANEXOS negritado, em caixa alta e centralizado, sem numeração e identificado por letras maiúsculas consecutivas (A, B,

C). Usa-se fonte arial 12, espaço 1,5 entrelinhas e texto justificado. Devem ser

apresentados em uma folha à parte como da seguinte forma:

Exemplo:

ANEXO A FOTOGRAFIA AÉREA DE BELÉM centralizado, arial 12, negritado, caixa alta

4 CITAÇÕES

4.1 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO

33

De acordo com a NBR 10520, as referencias das citações são feitas pelo sobrenome do

autor, instituição responsável ou título na sentença, em letras maiúsculas e minúsculas

e quando estiverem entre parênteses, em letras maiúsculas.

A ironia seria assim uma forma implícita de heterogeneidade mostrada, conforme a

classificação proposta por Authier-Reiriz (1982).

“Apesar das aparências, a desconstrução do logocentrismo não é uma psicanálise

da filosofia [...]” (DERRIDA, 1967, p. 293).

Citação direta: transcrição textual de parte da obra do autor consultado, especificar no texto, a(s) página(s), volume(s), tomo(s) ou seção(ões) da fonte

consultada, após a data, separados por vírgula.

Oliveira e Leonardos (1943, p. 146) dizem que a “[...] relação da série São Roque

com os granitos porfiróides pequenos é muito clara.”

Meyer parte de uma passagem da crônica de “14 de maio”, de A Semana: “Houve

sol, e grande sol, naquele domingo de 1888, em que o senado voltou a lei, que a

regente sancionou [...] (ASSIS, 1994, v.3, p.583).

Citação direta de até 3 linhas: devem estar contidas entre aspas duplas, aspas simples são usadas para indicar citação no interior da citação.

Barbour (1971, p. 35) descreve: “O estudo da morfologia dos terrenos [...] ativos

[...]”

“Não se mova, faça de conta que esta morta.” (CLARAC; BONNIN, 1985, p. 72).

Segunda Sá (1995, p. 27): “[...] por meio da mesma ‘arte de conversação’ que

abrange tão extensa e significativa parte da nossa existência cotidiana [...]”

34

 Citação direta com mais de 3 linhas: devem ser destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, com fonte arial 10 e sem as aspas.

A teleconferência permite ao individuo participar de um encontro

nacional ou regional sem a necessidade de deixar seu local de

origem. Tipos comuns de teleconferências incluem o uso da

televisão, telefone, e computador. Através de áudio-conferência,

utilizando a companhia local de telefone, um sinal de áudio pode

ser emitido em um salão de qualquer dimensão. (NICHOLS,

1993, p. 181)

Citação indireta: baseado na obra do autor consultado, a indicação das páginas é opcional.

Merriam e Caffarella (1991) observam que a localização de recursos tem um

papel no processo de aprendizagem autodirigida.

Citação de informação verbal: Palestras, debates, comunicações etc., deverá ser indicada entre parênteses a expressão informação verbal, mencionando-se

os dados disponíveis, em nota de rodapé.

O novo medicamento estará disponível até o final deste

semestre (informação verbal)¹.

__________________

¹ Noticia fornecida por John A. Smith no Congresso Internacional

de Engenharia Genética, em Londres, em outubro de 2001.

Na citação de trabalho em fase de elaboração, menciona-se a expressão em fase de elaboração entre parênteses, e indica-se os dados disponíveis em nota de rodapé.

35

Os poetas selecionados contribuíram para a consolidação da

poesia no Rio grande do Sul, séculos XIX e XX (em fase de

elaboração)².

__________________

² Poetas rio-grandenses, de autoria de Elvo Clemente, a ser editado

pela EDIPUCRS, 2002.

Sistema de chamada: as citações devem ser indicadas no texto por um sistema de chamada: numérico ou autor-data.

 Sistema numérico: quando se opta por este sistema, a indicação da fonte se faz através de uma numeração única e consecutiva, em algarismos arábicos,

remetendo à lista de referências no fim do trabalho, na mesma ordem que

aparece no texto. Esta indicação é feita entre parênteses, alinhada ao texto ou

situada logo acima do texto, em sobrescrito. Não se inicia a numeração da citação a cada página. O sistema numérico não deve ser utilizado quando há notas de rodapé.

Diz Rui Barbosa: “Tudo é viver, previvendo.” (15)

Diz Rui Barbosa: “Tudo é viver, previvendo.” 15



Sistema autor-data: a indicação da fonte nas citações pode ser feita de duas formas:

a) pelo sobrenome de cada autor ou entidade responsável seguido da data de publicação do documento e das páginas de citação (se a citação for direta),

separados por vírgula e entre parênteses.

Exemplos: Citação direta

No texto

36

A chamada “pandectística havia sido a forma particular pela qual o direito

romano fora integrado no século XIX na Alemanha em particular. ”(LOPES, 2000, P.

225).

Na lista de referencias:

LOPES, José Reinaldo de Lima. O Direito na História. São Paulo: Max Limonad, 2000.

Exemplos: Citação indireta

No texto:

Merriam e Caffarella (1991) observam que a localização de recursos tem um

papel crucial no processo de aprendizagem autodirigida.

Na lista de referencias:

MERRIAM, S.; CAFFARELLA, R. Learning in adulthood: a comprehensive guide. San Francisco:Jossey-Bass, 1991.

b) Pela primeira palavra do título seguida de reticências, data de publicação e página(s) da citação (caso seja citação direta), separados por vírgula e entre

parênteses.

Exemplos: Citação direta

No texto:

“Em Nova Londrina (PR), as crianças são levada às lavouras a partir dos 5

anos.” (NOS CANAVIAIS..., 1995, p. 12).

Na lista de referencias:

NOS CANAVIAIS, mutilação em vez de lazer e escola. O Globo, Rio de Janeiro, 16 jul. 1995. O País, p. 12.

 Quando os sobrenomes dos autores forem coincidentes, acrescentam-se as

iniciais dos prenomes, e se ainda houver coincidência, indica-se os pronomes

por extenso.

(BARBOSA, C., 1958) (BARBOSA, Cássio, 1965)

37

(BARBOSA, O., 1959) (BARBOSA, Celso, 1965)

 Em citações de vários documentos de um mesmo autor publicados no mesmo

ano, faz-se a distinção com letras minúsculas, em ordem alfabética, após a data

e sem espacejamento.

Seguindo a análise de Pires (2004a)

(PIRES, 2004b)

 Nas citações indiretas de documentos de mesma autoria, publicados em anos

diferentes e mencionados simultaneamente, as datas são separadas por

vírgulas.

(SILVA, 1989, 1994)

(SANTOS; VARGAS; ALVES, 2000, 2002, 2004)

 As citações indiretas de diversos documentos de vários autores, mencionados

simultaneamente, devem ser separadas por (;), em ordem alfabética

(CASTRO, 1994; SILVA, 1989)

(FONSECA, 1997; PAIVA, 1997; SILVA, 1997).

 Notas de rodapé: Indicações, observações ou aditamentos ao texto feitos pelo autor, podem ser notas de referência ou notas explicativas e são alinhadas a

partir da segunda linha da mesma nota, abaixo da primeira letra da primeira

palavra para destacar o expoente, sem espaço entre elas e com fonte arial 10.

____________________ 1 Veja-se como exemplo desse tipo de abordagem o estudo de Netzer (1976)

2 Encontramos esse tipo de perspectiva na 2ª parte do verbete referido na nota anterior, em

grande parte do estudo de Rahner (1962).



Notas de referências: a numeração das notas de referências é feita por algarismos arábicos, devendo ter numeração única e consecutiva para capítulo

38

ou parte. Não se inicia a numeração a cada página. A primeira citação de uma obra, em nota de rodapé, deve ter sua referência completa.

__________________ 3 FARIA, José Eduardo (Org.). Direitos humanos, direitos sociais e justiça. São Paulo: Malheiros, 1994.

As subseqüentes citações da mesma obra podem ser referenciadas de forma

abreviada, utilizando as seguintes expressões, abreviadas quando for o caso,

mas só devem ser usadas na página da citação a que se referem:

a) Idem – mesmo autor- id.: quando a obra citada já foi indicada anteriormente.

_________________

8 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 1989, p.9.

9 Id. , 2000, p.19.

b) Ibidem – na mesma obra - Ibid.: quando a obra citada já foi indicada

anteriormente. __________________

3 DURKHEIM, 1925, p.176

4 Ibid., p.190.

c) Opus citatum – obra citada - op. cit.: quando a obra citada já foi indicada anteriormente.

___________________

8 ADORNO, 1996, p. 38.

9 GARLAND, 1990, p.42-43.

10 ADORNO, op. Cit., p. 40.

d) Passim - aqui e ali, em diversas passagens - passim: quando a citação está dispersa por vários pontos da obra.

___________________

5 RIBEIRO, 1997, passim.

e) Sequentia- seguinte ou que se segue - et seq.: quando a citação

continua pelo texto adiante.

39

___________________

7 FOCAULT, 1994, p. 17 et seq.

f) Apud – citado por, conforme, segundo – pode, também, ser usada no

texto: é utilizada na citação de citação.

Segundo Castro (1984 apud FREITAS, 1998, p.2) a teoria do DNA [...]

“Com o passar do tempo a vida nos centros urbanos tornou-se neurótica e

infeliz” (FONTES, 1987, p.18 apud MEDEIROS, 1996, p. 38-46).

No rodapé: _________________

1 GOMES, 2000 apud DANTAS, 2001, p. 7-8.

 Notas explicativas: a numeração das notas explicativas é feita em algarismos arábicos, e terá que ser única e consecutiva para cada capítulo ou

parte. Não se inicia a numeração a cada página.

Além da coleta de dados em livros e revistas científicas, fizemos entrevistas em

campo para posterior relato da situação.¹

No rodapé:

___________________ 1 No final do trabalho encontram-se a bibliografia consultada e os questionários das

entrevistas.

40

REFERÊNCIAS

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referência e elaboração. Rio de janeiro, 2002.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6024: informação e documentação: numeração progressiva das seções de um documento: apresentação.

Rio de janeiro, 2002.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6027: informação e documentação: sumário: apresentação. Rio de janeiro, 2002.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6028: informação e documentação: resumo: apresentação. Rio de janeiro, 2003.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de janeiro, 2002.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 12225: informação e documentação: lombada: apresentação. Rio de janeiro, 2004.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de janeiro, 2005.

41 Equipe da Biblioteca de Graduação da FAPAN:

Eliana Sampaio – Bibliotecária CRB-2 625

Adryenne Maciel Castro - Auxiliar de Biblioteca

Ana Claudia Balga - Auxiliar de Biblioteca

Claudete Costa Soares - Auxiliar de Biblioteca

Elaine Pina - Auxiliar de Biblioteca

Eunice Cristina Nascimento - Auxiliar de Biblioteca

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 41 páginas