Hemograma , Notas de estudo de Farmácia. Universidade Estácio de Sá (Estácio)
nady_oliveira
nady_oliveira

Hemograma , Notas de estudo de Farmácia. Universidade Estácio de Sá (Estácio)

12 páginas
2Números de download
931Número de visitas
100%de 1 votosNúmero de votos
2Número de comentários
Descrição
Hemograma completo. comparação entre método automatizado e método manual.
20 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 12
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas
Baixar o documento

ESTÁCIO – AMAZONAS

CURSO SUPERIOR EM FARMÁCIA

FRANCISCO REGINALDO

Hemogramas – Métodos automatizados

MANAUS

2015

FRANCISCO REGINALDO

Hemogramas – Métodos automatizados

MANAUS

2015

Trabalho de pesquisa apresentado à

Estácio – Amazonas, como requisito de

nota parcial em Hematologia clínica, do

curso de Farmácia.

Orientadora: Luciane Sales

1- Introdução

Os dados fornecidos pelo hemograma são essenciais dentro da investigação das doenças

hematológicas. Os contadores automatizados constantemente têm incorporado novas

tecnologias que permitem uma análise mais detalhada das células interpretação dos

histogramas de hemácias, leucócitos e plaquetas podem fornecer informações adicionais aos

resultados numéricos.

Embora o desenvolvimento de sofisticados analisadores hematológicos tenha reduzido o

número de revisões de lâminas de esfregaço sanguíneo, essa prática deve ser encorajada, uma

vez que a observação microscópica das células é uma ferramenta importante na identificação

de diversas patologias.

2- Desenvolvimento

2.1 – Modelos automatizados

A colheita, e o processamento correcto da amostra de sangue para a análise do

hemograma são fundamentais para um resultado correcto. O sangue é colhido por punção

venosa para tubos com o anticoagulante (EDTA) – ácido etilenodiaminotetracético. O EDTA

remove o cálcio necessário à coagulação, sendo o anticoagulante mais indicado para

contagens de células sanguíneas, porque induz uma anticoagulação completa com efeitos

minor sobre as células, conserva a morfologia dos leucócitos e eritrócitos e permite a correcta

contagem de plaquetas. A concentração correcta de anticoagulante é fundamental para

minimizar aspossíveis causas de erro, uma vez que, uma má correlação da concentração entre

anticoagulante/volume de sangue pode afectar a análise dos estudos da concentração e alterar

a morfologia celular. O excesso de EDTA afecta os eritrócitos e leucócitos, causando

alterações degenerativas, provoca uma diminuição no hematócrito (htc) e aumento

daconcentração de hemoglobina globular média (HGM). As plaquetas também sãoafectadas,

aumentando de volume com posterior desintegração, levando a umacontagem falsamente

elevada. Após a colheita, a amostra pode ser armazenada a 4ºCdurante 24 horas mas,

idealmente, deverá ser analisada o mais rapidamente possível.

Análise da amostra

Pode ser realizada através de métodos manuais ou automáticos. Os métodos manuais,

recorrem à observação microscópica da amostra, enquanto que os métodos automáticos,

baseiam-se no uso de 3 técnicas que avaliam as variações de impedância do fluxo eléctrico ou

da dispersão de luz produzida pelas diferentes células. De forma genérica, podemos afirmar

que os segundos fornecem medições mais precisas e completas do que os primeiros, ao

mesmo tempo, que aumentam a rapidez da análise. Os métodos automáticos, podem fornecer

alguns dados qualitativos como o volume celular, mas como se baseiam em características

médias, poderão conduzir a resultados erróneos. Desta forma, uma análise por métodos

manuais, reveste-se de grande importância nos casos em que é necessária uma avaliação

qualitativa.

Hematoclin 3.2

 19 PARÂMETROS + 3 HISTOGRAMAS

 AMOSTRAS EM TUBO FECHADO

 DIFERENCIAL DE LEUCÓCITOS DE 3 PARTES

 CONTROLE DA QUALIDADE INTERNO

 ASPIRAÇÃO DE AMOSTRA DE 13 μL

 ARMAZENAGEM DE ATÉ 35.000 RESULTADOS

 INCLUINDO OS HISTOGRAMAS

 IMPEDÂNCIA PARA CONTAGEM DAS CÉLULAS

 E SFT PARA HEMOGLOBINA

 DISPLAY AMPLO E COLORIDO

 RS 232 PARA COMUNICAÇÃO

 PORTAS USB PARA TECLADO

 IMPRESSORA TÉRMICA INTERNA

 SOFTWARE AMIGÁVEL EM PORTUGUÊS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Analisador hematológico automático com 19 parâmetros + 3 histogramas de fácil operação.

Amostra em tubo fechado com capacidade para 4 tipos de tubos diferentes.

Armazenagem de até 35.000 resultados incluindo os histogramas.

Diferencial de leucócitos de 3 partes.

Velocidade de 60 amostras por hora.

Abrange programa de CQ incluindo análises de L-J, X, X-R e X-B. Até 9 lotes de controles –

31 resultados/lote.

Exclusivo programa de calibração com sangue fresco.

Reagentes originais.

PARÂMETROS

Wbc , Lymp#, Mid#, Gran#, Lymp%, Mid%, Gran%, RBC, HGB, HCT, MCV, MCH,

MCHC, RDW-CV, RDW-SD, PLT,

MPV, PDW, PCT e Histograma para WBC, RBC, PLT.

METODOLOGIAS

Volumetria por impedância para contagem das células e métodos SFT para Hemoglobina.

Processo da amostra: Tubo fechado com suporte para 4 posições (CQ, 1,5 mL, 3 ou 5 mL).

VOLUME DA AMOSTRA

Pré-diluida 20μl (microlitros)

Sangue Total 13μl (microlitros)

XE-5000™ - Sistema Automatizado para Hematologia

O sistema automatizado de hematologia XE-5000™ da

Sysmex utiliza o poder das tecnologias de citometria de fluxo fluorescente e foco

hidrodinâmico. Com seu exclusivo e avançado módulo de diodo laser, a citometria de

fluxofluorescente da Sysmex oferece a sensibilidade necessária para contar e diferenciar os

tipos celulares presentes no sangue total e outros líquidos biológicos. A tecnologia

fluorescente e o foco hidrodinâmico permitem ao XE-5000 classificar, de modo consistente,

populações normais de leucócitos (WBC), eritrócitos (RBC) e plaquetas (PLT),

diferenciando-as das populações anormais e reduzindo, assim, o número de intervenções

manuais.

Contagem de granulócitos imaturos

O XE-5000 da Sysmex fornece uma contagem diferencial de 6 partes, que inclui a

contagem de granulócitos imaturos (IG%, #). O parâmetro IG fornece resultados quantitativos

e reportáveis dos granulócitos imaturos (metamielócitos, mielócitos e promielócitos).

A contagem de granulócitos imaturos garante:

1. Maior precisão e sensibilidade:

• Redução dos índices de falso-positivos e falso-negativos

• Consistência de resultados, com redução da variabilidade entre observadores nas

contagens diferenciais manuais

2. Melhora do fluxo de trabalho:

• Menos contagens diferenciais manuais significa maior rapidez na liberação de

resultados.

3. Economia de trabalho:

• Menos revisões manuais de lâminas melhora a eficiência do laboratório e aumenta seu

rendimento.

Eritroblastos nucleadas fluorescentes

A contagem de eritroblastos nucleadas (NRBC) é crucial para uma contagem precisa do

total de leucócitos e para a diferencial leucocitária em amostras patológicas. A tecnologia

fluorescente do XE-5000™ tem um canal dedicado par a contagem de NRBC, que é expressa

em % e número absoluto.

A contagem de NRBC garante:

• Maior sensibilidade nas contagens baixas

• Liberação rápida do resultado, 0 que auxilia o médico no diagnóstico e no tratamento

do paciente

• Correção automática eficiente dos resultados de WBC e Diff

• Menores índices de falso-negativos e falso-positivos com diferenciação precisa de

WBCs e NRBCs

• Disponibilidade de análise em todos os Hemogramas

Contagem de células progenitoras hematopoiéticas O XE-5000 da Sysmex oferece a

contagem de células progenitoras hematopoiéticas (HPC) como recurso de triagem para

identificar o momento ideal para coleta de células.

A contagem automatizada de HPC da Sysmex é comparável à contagem de UFC e

CD34+.

A contagem de HPC no sangue periférico e no sangue do cordão garante:

• Informações de qualidade para triagem e auxílio no acompanhamento de protocolos de

tratamento

• Análise mais rápida que a dos métodos convencionais, permitindo a imediata

determinação do momento ideal para coleta de células-tronco

• Automação de processos manuais

• Redução de custos, já que o sistema não requer reagentes ou amostras adicionais, nem

treinamento técnico específico

O analisador XE-5000™ da Sysmex inclui um modo específico para líquidos

biológicos.

Esse modo fornece uma contagem reportável de eritrócitos, diferencial de leucócitos

(polimorfonucleares e mononucleares) e a contagem total (TC-BF) em amostras de todos os

líquidos biológicos (LCR, líquido sinovial, secreções serosas). O analisador utiliza métodos

comprovados de impedância e citometria de fluxo fluorescente, o que garante uma contagem

precisa nos líquidos biológicos. A contagem de células em líquidos biológicos no XE-5000

• Tem maior sensibilidade e linearidade – contagens de WBC e RBC reportáveis em até

3 casas decimais

• Fornece diferencial de 2 partes

• Não requer pré-tratamento da amostra

• Não requer reagentes adicionais

• Faz uma verificação automática antes de analisar a amostra

Benefícios da contagem de células em líquidos biológicos no XE-5000:

• Melhora de produtividade

• Menor tempo de processamento

• Menor intervenção manual

Método ótico – fundamento Os aparelhos que fazem a contagem celular pelo método

ótico utilizam uma luz laser para análise e contagem das células por citometria de fluxo.

Nestes contadores o sangue é aspirado e introduzido num fluxo contínuo, que faz com que as

células se alinhem (uma a uma) no centro do fluxo, prevenindo desta forma a geração de

pulsos anormais. Um laser semicondutor é emitido para o fluxo de células atravessando-o na

perpendicular (90º), estando alinhado com um detetor. Existem vários detetores colocados em

diferentes posições relativamente ao laser, o detector “forward-scattered” (FS) colocado num

ângulo de 2-10º, o “lateral-scattered” (LS) colocado para uma leitura a 90º e ainda o “lateral

fluorescence light” (LFL) também a 90º (figura 3). A radiação é convertida em pulsos

elétricos, permitindo assim obter informação acerca das células. O número de pulsos indica o

número de células (contagem ótica) e o ângulo de dispersão de luz fornece informação sobre o

tamanho e complexidade das células. O detetor FS capta a radiação dispersa fornecendo

informação acerca do tamanho da célula; o detetor LS capta a radiação dispersa num grande

ângulo, fornecendo informação acerca da complexidade interna da célula. O LFL, faz a

medição da fluorescência emitida pelas células, fornecendo informação quanto ao tamanho do

núcleo

Sistema de impedância – fundamento O sistema de impedância elétrica aplicado à

contagem celular, é também designado por corrente direta e tem como base o princípio de

“Coulter”. Esta metodologia tem como base a medição de alterações numa corrente elétrica

durante a passagem de partículas, neste caso células sanguíneas (suspensas numa solução

salina, isotónica, boa condutora), através de um pequeno orifício situado entre dois elétrodos.

Como as células não são condutoras de corrente elétrica, a passagem de cada célula através da

abertura causa uma diferença de potencial entre os dois elétrodos. Desta alteração da corrente

gera-se um pulso elétrico proporcional ao volume da célula que lhe deu origem (figura 5).

Esta metodologia é utilizada essencialmente para contagem de RBC e PLT com prévia lise de

WBC. As plaquetas e os eritrócitos são distinguidos com base no seu volume celular, uma vez

que as plaquetas têm menor volume e que, como tal, originam um pulso de menor

amplitude.(4-6, 9) O número de pulsos gerados indica o número de células. O

tamanho/amplitude do pulso representa o volume/tamanho da célula. Os pulsos são analisados

e classificados pelo tamanho por um analisador específico.(2) A soma dos impulsos de todas

as células num volume específico é avaliada com recurso a um histograma. (5) No caso dos

RBC osomatório dos pulsos fornece o valor de hematócrito e no caso das PLT, o valor do

plaquetócrito.

CONCLUSÃO

Os equipamentos hematológicos fornecem diversos parâmetros visando auxiliar no

diagnóstico laboratorial de várias condições clínicas. No que se refere à caracterização das

alterações da linhagem eritrocítica, o maior objetivo é que esses dados possam representar

ferramentas úteis no diagnóstico e na diferenciação de várias formas de anemias, assim como

no acompanhamento do paciente submetido a uma determinada terapêutica.

Sendo assim, os aparelhos automatizados com alta sensibilidade e precisão vieram a

auxiliar de maneira rápida e útil os laboratórios clínicos que com o volume de amostras

diárias seriam incapazes de efetuá-las manualmente de maneira eficiente. Esses modernos

aparelhos com metodologia baseada na contagem e detecção do tamanho das células,

objetivam a redução da perda e variação de pulsos devido à passagem não axial na zona de

detecção e recirculação de células, os quais podem causar falsas contagens celulares

RREFERÊNCIAS

1. Manual do usuário XE-5000™ Sistema Automatizado para Hematologia. Disponível na web. Ultimo acesso em 20/04/2015.

2. Técnicas para Realização do Hemograma . Artigo por Colunista Portal - Educação - terça-feira, 27 de março de 2012. (web, ultimo acesso em: 20/04/2015)

Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas
Baixar o documento