Manual palmeiras, Manual de Ciência da Computação. Escola Nautica Infante D. Henrique
fabricio_silveira
fabricio_silveira20 de novembro de 2015

Manual palmeiras, Manual de Ciência da Computação. Escola Nautica Infante D. Henrique

DOCX (367 KB)
2 páginas
424Número de visitas
Descrição
Manual Palmeiras
20 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização2 páginas / 2
baixar o documento

SINO PALMEIRAS Fabricio Silveira

[email protected]

Site Top: http:// www.tropicalpaisagismo.com.br/prod

utos.php?id_categoria=1 Palmeira é o nome comum das plantas da família Arecaceae, anteriormente

conhecida como Palmae ouPalmaceae, a única família botânica da ordem Arecales. Pertencem a esta família plantas muito conhecidas, como o coqueiro e a tamareira, abrangendo cerca de 205 gêneros e 2.500 espécies. Se distribuem pelo mundo todo, mas estão centralizadas nas regiões tropicais e subtropicais.

O género tipo dessa família é a Areca, cuja espécie mais conhecida é a Areca catechu, uma palmeira daMalásia cuja semente se chama noz de bétele porque costuma ser mascada em conjunto com a “folha de bétele” (proveniente da pimenteira Piper betle, uma planta que não pertence à família Arecaceae). As palmeiras são plantas perenes, arborescentes, tipicamente com um caule cilíndrico não ramificado do tipo estipe, atingindo grandes alturas, mas por vezes se apresentando como acaule (caule subterrâneo). Não são consideradas árvores porque todas as árvores possuem o crescimento do diâmetro do seu caulepara a formação do tronco, que produz a madeira e tal não acontece com as palmeiras. A seiva de algumas espécies de arecáceas é tradicionalmente fermentada para produzir o vinho de palmaou vinho de palmeira, muito apreciado e conhecido em Moçambique com o nome de sura (onde, para além de ser bebido, é também utilizado como fermento na fabricação de pães e bolos). O buriti (Mauritia flexuosa) também é fermentado (entre outras formas de consumo), dando origem ao vinho de buriti e o açaí (Euterpe oleracea) dá o vinho de açaí. No Brasil, a palmeira-imperial (Roystonea oleracea (Palmae)), plantada em1809 por D. João VI, tornou-se o “símbolo do império” em meados do século XIX[1]. Em Angola, o vinho de palmeira é conhecido como “marufo”.

Símbolo universal dos Trópicos, as mais de 2500 espécies de palmeiras existentes do mundo se

diferenciam das outras famílias principalmente pela sua arquitetura singular, com inúmeras formas,texturas e

cores, em suas folhas e caules.

As princesas do reino vegetal são plantas indispensáveis no paisagismo de clima Tropical e Subtropical, e a sua

beleza, porte, longevidade e variedade as situam entre as plantas mais valorizadas no paisagismo.

Na Tropical Plantas cultivamos uma gama de espécies exóticas já consagradas no paisagismo mundo afora e

também várias outras espécies nativas, valorizando nossa rica e bela flora Brasileira.

Afinal, antes dos Portugueses chegarem e darem o nome de Brasil ao nosso país ele era chamado pelo

indígenas de "Pindorama" que significa, Terra das Palmeiras.

Atualmente no paisagismo, embelezar e criar jardins harmoniosos tanto em casas, quanto lugares públicos como praças, empresas, entradas de chácaras, lagos, shoppings entre outros, é fundamental para completar e obter locais mais agradáveis. E para dar aquele charme e um ar de um local mais

bonito e sofisticado existem as palmeiras que prometem embelezar qualquer lugar em que forem plantadas.

As palmeiras dão vida ao jardim transformando completamente o ambiente, mas é preciso conhecer o tipo de palmeira que vai ser plantada no seu jardim a fim de não se arrepender depois. Há mais de 2.500 espécies de palmeiras no mundo.

Essas belas plantas valorizam bastante o local ao qual são inseridas. São vários os tipos de Palmeiras e suas características são bem peculiares, por esse motivo, é muito importante contratar um paisagista para elaborar um projeto e escolher as melhores espécies.

São plantas um pouco mais caras e de alto valor ornamental.

Antes de plantar qualquer tipo de palmeira em um jardim é necessário saber qual o melhor tipo para se adaptar ao ambiente onde ela vai ser plantada. Uma preocupação bastante comum e que pode trazer grandes conseqüências é quanto a proliferação das raízes das plantas que podem invadir as tubulações de esgotos e de água potável tomando conta da estrutura dos canos de modo que eles possam entupir e interromper o seu processo de funcionamento.

comentários (0)

Até o momento nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar!

baixar o documento