Micologia, Resumos de Biologia. Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)
andressa_alves
andressa_alves4 de Julho de 2016

Micologia, Resumos de Biologia. Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)

DOC (38 KB)
3 páginas
219Número de visitas
Descrição
resumo
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 3
baixar o documento

-Micologia

Introdução à Micologia

Os fungos apresentam-se em diversos habitats:

Geofílicos: mantêm-se em solos ricos de resíduos de queratina humana e animal Zoofílicos: Abandonou o solo e se adaptou com animais com mais contato íntimo com o solo. Antropofílicos: Saiu do solo, adaptou-se com algum animal até chegar ao homem.

Ainda se classificados em:

F 0 E 0Patógeno Primário:

Vem do ambiente, é esporádico e infectam o indivíduo sadio. Possuem um dimorfismo com caráter crônico e apresentam um bom prognóstico.

F 0 E 0Patógeno Oportunista:

Vem do meio externo ou é endógeno, e infecta um indivíduo com o sistema imune comprometido. Possui um curso agudo, pode não apresentar resposta terapêutica e levar ao óbito.

O organismo do paciente infectado por agir por duas vias: vence a doença naturalmente ou desenvolve a doença. A Infecção se define como a invasão ou colonização do fungo no organismo humano, sendo adquirido através da pele/mucosa ou inalação. Os sintomas clínicos inerentes ao agente infeccioso provocam uma alteração de um estado de saúde.

F 0 E 0Morfologia dos Fungos São microorganismos aclorofilados, heterotróficos, eucarióticos,

aeróbios. Podem ser unicelulares ou multicelulares, possuem reprodução sexuada e assexuada. Possuem filamentos que se chamam hifas e esporos que são responsáveis pela reprodução. A junção desses dois forma o corpo chamado talo.

-Hifa: é a porção do talo com aspecto CONTÍNUO. Pode ser espessa (pleomórfica) ou septada. Podem ainda ser: verdadeira (cresce sem interrupção) ou falsa (cresce a partir do brotamento ou gemulação de um esporo).

A coloração das hifas também serve de classificação:

-Hialinas ou claras (mucedíneas) F 0 E 0 fungos hialinos -Escuras ou negras (demácias) F 0 E 0 fungos demateáceos (possuem melanina).

Os esporos podem ter origem sexuada ou assexuada e ainda podem ser endósporos ou ectosporos.

F 0 E 0Sexuada ou teleomórficos: F 0 E 0Assexuada ou anamórficos:

endosporos F 0 E 0 ascosporos endosporos F 0 E 0esporangiosporos ectosporos F 0 E 0 basidiósporos ectosporos F 0 E 0 conídios* (Não são encontrados naturalmente) *foco de diagnóstico

A partir da estrutura macro e microscópica os fungos podem se dividir em: fungos filamentosos (bolores) e leveduras.

F 0 E 0Filamentosos (bolores): são multicelulares, suas hifas se interligam e formam o micélio numa colônia filamentosa. Essa colônia é algodoada, aveludada coma pigmentação variando.

F 0 E 0Levedura: geralmente são unicelulares e se reproduzem por brotamento, brotamento-fissão e divisai binária. Podem forma colônias circulares pastosas (pode ser confundida por uma colônia de bactérias).

Os fungos geralmente se desenvolvem numa temperatura entre 25 e 37°C, mas existem um grupo de fungos, chamados Dimórficos, que com a mudança de temperatura mudam a forma de filamentoso a levedura. TODOS ALTAMENTE PATÓGENOS.

Os fungos ainda possuem potencias patogênicos:

F 0 E 0Potencial Patogênico: fungos primários ou oportunistas promovem a ocorrência de micoses e ainda micotização (colonização de cavidade pré- existente. Gera bola fúngica). F 0 E 0Potencial Tóxico: ocorrência de dois processos. Micotoxicose (ingestão de alimentos contendo micotoxinas – comum ocorrência em amendoins, farináceos e cereais) e Micetismo (ingestão de macrofungos tóxicos). F 0 E 0Potencial Alergênico: ocorrência de Mícide (reação cutânea de hipersensibilidade a distância de um foco micótico) e Alergia das vias respiratórias por fungos anemofólicos.

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
baixar o documento