NB013 Cap 10 Motivação A2013 S1, Notas de estudo de Engenharia Informática
wellington-cassio-faria-8
wellington-cassio-faria-8

NB013 Cap 10 Motivação A2013 S1, Notas de estudo de Engenharia Informática

30 páginas
50Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
Motivação ADM
40 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 30
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas
Slide sem título

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Cap. 10 – Motivação

Baseado no livro: Teoria Geral da Administração: Da Revolução Urbana à Revolução Digital – A. C. A.

Maximiano – Sexta Edição

Prof. Guilherme Augusto Barucke Marcondes

NB013 – Administração e

Empreendedorismo

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

O que é?

Motivus (latin) aquilo que movimenta, que faz andar.

Causas ou motivos que produzem determinado

comportamento.

A motivação é específica.

Por exemplo, alguém pode estar motivado para trabalhar, pode não

estar motivada para estudar.

Teorias sobre Motivação

Teorias de

Processo:

como funciona a

motivação.

Teorias de

Conteúdo:

Fatores que

motivam as pessoas

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Teorias

Teorias sobre Motivação

Teorias de

Processo:

como funciona a

motivação.

Teorias de

Conteúdo:

Fatores que

motivam as pessoas

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Baseado em três hipóteses principais:

Todo comportamento é motivado.

O comportamento é orientado para a realização de

algum objetivo.

O comportamento que procura realizar algum objetivo

pode ser perturbado por conflito, frustação ou

ansiedade.

O comportamento é sempre motivado por alguma causa

interna ao próprio indivíduo ou externa (do ambiente).

A busca pelo objetivo pode ser atrapalhada por frustação,

conflito e ansiedade.

Teorias de Processo – Modelo do Comportamento

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

As pessoas se esforçam para atingir resultados ou

recompensas, que para elas são importantes, ao mesmo

tempo que evitam resultados indesejáveis.

Expectativa crença de que o esforço produz o resultado.

Os resultados têm valores. Os que produzem satisfação são recompensas e possuem valor

positivo.

Os que produzem insatisfação são indesejados e possuem valor

negativo.

Os que são indiferentes possuem valor neutro.

A expectativa tem valor.

Se a crença é que o desempenho não produz resultado, o valor é 0.

Se a crença é que o desempenho produz resultado, o valor é 1.

Teorias de Processo – Teoria das Expectativas

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Motivação = Expectativa x Valor atribuído ao resultado.

O esforço depende do resultado que se deseja alcançar.

Tudo depende da importância da recompensa.

Administrar motivação passa a ser um processo de

administrar recompensas.

Teorias de Processo – Teoria das Expectativas

É possível alcançar um resultado de

grande valor. Esforços mais

intensos.

É possível alcançar um resultado

indesejável. Menor esforço.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Se baseia em experiências de laboratório com animais.

Usado no treinamento de golfinhos e baleias.

Não focaliza a motivação humana, mas oferece elementos

para compreender os mecanismos que ativam o

comportamento humano.

O comportamento é reforçado pelas suas consequências

(reforços).

Comportamento Operante comportamento que se repete.

Usar terno e gravata.

Chegar na hora de início do expediente.

Teorias de Processo – Behaviorismo

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Reforço Positivo estímulos, recompensas ou resultados

que produzem satisfação.

Fazem o comportamento se repetir.

Comportamentos que evitam resultados indesejados, também se

repetem.

Comportamentos que causam resultados indesejados são evitados.

Recompensa só deve ser oferecida em contrapartida do

comportamento desejado.

A recompensa de valor depende de cada pessoa.

O que tem valor para um, pode não ter para outro.

Punição ou Castigo consequência desagradável que

ocorre após um comportamento.

Teorias de Processo – Behaviorismo

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Castigo pode ser um método ruim de motivação.

Resultados menos previsíveis do que os da recompensa.

Efeitos menos permanentes do que os da recompensa.

Acompanhados de atitudes negativas em ralação a quem os aplicou

ou o que o produziu.

Programação de Estímulos frequência do reforço.

Reforço contínuo oferecido sempre.

Reforço intermitente oferecido algumas vezes sim, outras não.

Cria expectativa. Tende a resistente à extinção.

Extinção comportamento não reforçado tende a

desaparecer.

Comportamento sem recompensa tende a desaparecer.

Teorias de Processo – Behaviorismo

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Recompensas proporcionais ao esforço e iguais para

todos.

As pessoas comparam seus esforços e suas recompensas.

As comparações são feitas segundo referências.

As comparações são resultados da percepção de que a

situação atual é melhor, igual ou pior do que a referência.

As referências podem ser:

A própria pessoa na mesma organização, mas em posição / situação

diferente.

A própria pessoa em outra organização.

Outra pessoa (ou grupo) na mesma organização.

Outra pessoa (ou grupo) em outra organização.

Teorias de Processo – Teoria da Equidade

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

A percepção de falta de equidade pode produzir:

Teorias de Processo – Teoria da Equidade

Alteração no esforço

exercido.

Alteração nos resultados

produzidos.

Distorção da

autopercepção.

Distorção da percepção dos

outros.

Escolha de outra

referência.

Abandono da situação

presente.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

A percepção de falta de equidade pode produzir:

Teorias de Processo – Teoria da Equidade

Alteração no esforço

exercido.

Alteração nos resultados

produzidos.

Distorção da

autopercepção.

Distorção da percepção dos

outros.

Escolha de outra

referência.

Abandono da situação

presente.

A pessoa deixa de se esforçar

ou de ser pontual por

acreditar que não produz a

recompensa esperada.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

A percepção de falta de equidade pode produzir:

Teorias de Processo – Teoria da Equidade

Alteração no esforço

exercido.

Alteração nos resultados

produzidos.

Distorção da

autopercepção.

Distorção da percepção dos

outros.

Escolha de outra

referência.

Abandono da situação

presente.

A pessoa pode aumentar a

quantidade de peças

produzidas, mas diminuir a

qualidade.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

A percepção de falta de equidade pode produzir:

Teorias de Processo – Teoria da Equidade

Alteração no esforço

exercido.

Alteração nos resultados

produzidos.

Distorção da

autopercepção.

Distorção da percepção dos

outros.

Escolha de outra

referência.

Abandono da situação

presente.

A pessoa achar que trabalha

mais do que devia.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

A percepção de falta de equidade pode produzir:

Teorias de Processo – Teoria da Equidade

Alteração no esforço

exercido.

Alteração nos resultados

produzidos.

Distorção da

autopercepção.

Distorção da percepção dos

outros.

Escolha de outra

referência.

Abandono da situação

presente. A pessoa pensar que um colega tem

um cargo que não requer tantas

qualificações quanto o seu.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

A percepção de falta de equidade pode produzir:

Teorias de Processo – Teoria da Equidade

Alteração no esforço

exercido.

Alteração nos resultados

produzidos.

Distorção da

autopercepção.

Distorção da percepção dos

outros.

Escolha de outra

referência.

Abandono da situação

presente.

Uma pessoa sente-se inferiorizada

comparando-se a um colega que se

tornou presidente e passa a se

comparar com outro colega em

situação inferior.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

A percepção de falta de equidade pode produzir:

Teorias de Processo – Teoria da Equidade

Alteração no esforço

exercido.

Alteração nos resultados

produzidos.

Distorção da

autopercepção.

Distorção da percepção dos

outros.

Escolha de outra

referência.

Abandono da situação

presente.

A pessoa deixa o emprego ou

a profissão.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Teorias

Teorias sobre Motivação

Teorias de

Processo:

como funciona a

motivação.

Teorias de

Conteúdo:

Fatores que

motivam as pessoas

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Baseadas em três tipos principais:

Uma quarta hipótese entende que a natureza humana é

complexa demais para ser explicada por um único motivo.

Homem Complexo.

A motivação não tem causa única.

Teorias de Conteúdo

Tipos Motivação

Homem Econômico-Racional Ganho material

Homem Social Reconhecimento social

Homem Autorealizador Realização pessoal

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

As pessoas são motivadas pelas necessidades.

Quanto mais forte a necessidade, maior a motivação.

Uma vez satisfeita a necessidade, extingue-se a motivação.

Algumas necessidades são instantâneas.

Outras são de mais longo prazo.

Qualquer recompensa ou objetivo tem um valor,

determinado pela capacidade de satisfazer a necessidade.

Hipóteses:

Dois Grupos de Necessidades e

Hierarquia de Maslow.

Teorias de Conteúdo – Teoria das Necessidades

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Dois Grupos de Necessidades

Teorias de Conteúdo – Teoria das Necessidades

Necessidades

Primárias

Necessidades

Secundárias Alimentação

Reprodução

Abrigo

Segurança

Necessidades:

Sociais

Materiais

Psicológicas

Interesses Profissionais

Comuns a

todas as

pessoas

Influenciadas

pela sociedade,

personalidade e

diferenças

individuais.

F o

n te

: T e

o ri

a G

e ra

l d

a A

d m

in is

tr a ç

ã o –

A .

C . A

. M

a x

im ia

n o

– S

e x

ta E

d iç

ã o

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Hierarquia de Maslow

Teorias de Conteúdo – Teoria das Necessidades

F o

n te

: h

tt p

:/ /h

g m

c o

n s

u lt

o re

s .c

o m

.b r/

p a g

in a

-

ra p

id a

/a te

_ q

u e _ p

o n

to _ v a

le _

a _ p

e n

a _ in

v e

s ti

r_ n

o s _ re

c u

rs o

s _

h u

m a n

o s

Teoria mais conhecida sobre

necessidades.

Necessidades satisfeitas de

baixo para cima.

As pessoas tendem a

progredir ao longo das

necessidades.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Hierarquia de Maslow

Teorias de Conteúdo – Teoria das Necessidades

F o

n te

: h

tt p

:/ /h

g m

c o

n s

u lt

o re

s .c

o m

.b r/

p a g

in a

-

ra p

id a

/a te

_ q

u e _ p

o n

to _ v a

le _

a _ p

e n

a _ in

v e

s ti

r_ n

o s _ re

c u

rs o

s _

h u

m a n

o s

Fisiológicas: alimento,

repouso, exercício, sexo,

etc.

Proteção contra

ameaças (perda de

emprego, integridade

física e sobrevivência).

Amizade, afeto, interação e

aceitação no grupo e na

sociedade.

Realização pessoal.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Teorias de Conteúdo – Teoria de McClelland

F o

n te

: T e

o ri

a G

e ra

l d

a A

d m

in is

tr a ç

ã o –

A .

C . A

. M

a x

im ia

n o

– S

e x

ta E

d iç

ã o

Tipo de Pessoa

(por Necessidade)

Características

Realização (nAch) Não se arrisca demais.

Mais importância a metas e suas recompensas.

Precisa de feedback específico de desempenho.

Pensa em realizações de alto nível.

Filiação (nAff) Carência de habilidades interpessoais.

Atividades informais fora do horário de trabalho.

Mais valor ao relacionamento do que à realização

de tarefas.

Poder (nPow) Controlar (recursos, pessoas e informação).

Necessidade de poder desconsidera valor material.

Dispostos a realizar atividades extras.

Poder pessoal (perigoso) ou poder institucional

(benéfico).

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Frederick Herzberg

Teorias de Conteúdo – Teoria dos Dois Fatores

F o

n te

: T e

o ri

a G

e ra

l d

a A

d m

in is

tr a ç

ã o –

A .

C . A

. M

a x

im ia

n o

– S

e x

ta E

d iç

ã o

Ambiente de Trabalho

Fatores Higiênicos

Conteúdo do Trabalho

Fatores Motivacionais

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Frederick Herzberg

Teorias de Conteúdo – Teoria dos Dois Fatores

F o

n te

: T e

o ri

a G

e ra

l d

a A

d m

in is

tr a ç

ã o –

A .

C . A

. M

a x

im ia

n o

– S

e x

ta E

d iç

ã o

Ambiente de Trabalho

Fatores Higiênicos

Conteúdo do Trabalho

Fatores Motivacionais

Conteúdo do trabalho.

Sensação de importância.

Responsabilidade.

Possibilidade de crescimento.

Orgulho e prestígio.

Reconhecimento do trabalho.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Frederick Herzberg

Teorias de Conteúdo – Teoria dos Dois Fatores

F o

n te

: T e

o ri

a G

e ra

l d

a A

d m

in is

tr a ç

ã o –

A .

C . A

. M

a x

im ia

n o

– S

e x

ta E

d iç

ã o

Ambiente de Trabalho

Fatores Higiênicos

Conteúdo do Trabalho

Fatores Motivacionais

Estilo do chefe.

Relações com colegas.

Salário.

Políticas de administração de pessoal.

Condições físicas e segurança no

trabalho.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Em geral, as pessoas gostam mais do seu trabalho (Fatores

Motivacionais) do que do ambiente de trabalho (Fatores

Higiênicos).

Os Fatores Higiênicos produzem satisfação ou insatisfação

com o próprio ambiente, mas não motivação.

Motivação vem dos Fatores Motivacionais.

Complementa a Teoria de Maslow.

Quanto mais alto na hierarquia de Maslow, mais

importância se dá aos Fatores Motivacionais.

Quanto mais baixo na hierarquia de Maslow, mais

importância se dá aos Fatores Higiênicos.

Teorias de Conteúdo – Teoria dos Dois Fatores

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Enfoque mais moderno.

Maioria das teorias motivacionais não tratam do stress.

A relação entre stress e trabalho é evidente.

Atividades fisicamente exaustivas, alienantes ou realizadas

em ambiente de tensão produzem efeitos psicológicos

negativos.

O stress depende do equilíbrio entre a exigência que a

tarefa faz a quem realiza e a capacidade da pessoa que

realiza.

O desequilíbrio pode ser provocado pela tarefa em si ou

por fatores externos (problemas pessoais, crise financeira,

etc.).

Qualidade de Vida no Trabalho

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Motivação

Cap. 10 – Motivação

Baseado no livro: Teoria Geral da Administração: Da Revolução Urbana à Revolução Digital – A. C. A.

Maximiano – Sexta Edição

Prof. Guilherme Augusto Barucke Marcondes

NB013 – Administração e

Empreendedorismo

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 30 páginas