NB013 Cap 5 Evolução da Escola Clássica A2013 S1, Notas de estudo de Engenharia Informática
wellington-cassio-faria-8
wellington-cassio-faria-8

NB013 Cap 5 Evolução da Escola Clássica A2013 S1, Notas de estudo de Engenharia Informática

19 páginas
33Números de download
1000+Número de visitas
Descrição
Evolução da Escola Clássica
30 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 19
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 19 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 19 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 19 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 19 páginas
Slide sem título

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Cap. 5 – Evolução da Escola Clássica

Baseado no livro: Teoria Geral da Administração: Da Revolução Urbana à Revolução Digital – A. C. A.

Maximiano – Sexta Edição

Prof. Guilherme Augusto Barucke Marcondes

NB013 – Administração e

Empreendedorismo

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Administração Científica

Sistematização das atividades produtivas.

Ênfase da eficiência dos recursos na linha de montagem.

E o restante da empresa?

Empresas crescendo.

Faltavam conceitos e técnicas para estruturar a empresa.

Necessidade de maior profissionalização da administração.

Administração

Científica

Administração

Geral

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Grandes Estruturas

Grandes empreendimentos não eram novidade.

A pirâmide de Quéops envolveu 100.000 pessoas ao

longo de 20 anos.

Império Romano e a Igreja Católica também já

empregavam soluções eficazes para estruturar e

administrar grandes empreendimentos.

As empresas cresciam e também seus desafios.

Porém, o início do Século XX ainda era carente de ideias

sistemáticas para lidar com toda a organização, e não

apenas a produção.

Alguns administradores começaram a empregar novas e

bem sucedidas ideias.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Principais Nomes – Pierre du Pont

Foi presidente da DuPont no início do Século XX.

Com a aquisição de várias outras empresas, foi

responsável pelas técnicas administrativas empregadas.

Retorno sobre

investimento - ROI Base das decisões administrativas.

Empregava fórmula DuPont.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Principais Nomes – Pierre du Pont

Foi presidente da DuPont no início do Século XX.

Com a aquisição de várias outras empresas, foi

responsável pelas técnicas administrativas empregadas.

Retorno sobre

investimento - ROI

Comitê Executivo

Chefes dos departamentos.

Planejamento estratégico separado da

operação do dia-a-dia.

Objetivos de longo prazo: lucro, mercados

e produtos.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Principais Nomes – Pierre du Pont

Foi presidente da DuPont no início do Século XX.

Com a aquisição de várias outras empresas, foi

responsável pelas técnicas administrativas empregadas.

Retorno sobre

investimento - ROI

Comitê Executivo

Investimento em

P&D

Investigar e desenvolver “novas invenções

e inovações”.

De dentro ou de fora da empresa.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Principais Nomes – Pierre du Pont

Foi presidente da DuPont no início do Século XX.

Com a aquisição de várias outras empresas, foi

responsável pelas técnicas administrativas empregadas.

Retorno sobre

investimento - ROI

Comitê Executivo

Investimento em

P&D Maior autonomia aos gerentes das divisões.

Comitê executivo definia as políticas de

negócio (estratégia).

Menor dependência da administração geral

nas decisões.

Descentralização

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Principais Nomes – Alfred Sloan

Propôs a reorganização da GM (1920-24).

Foi presidente da GM.

Executivo principal sem limites de atuação. Separação da empresa em divisões (carros,

acessórios, peças e diversos).

Divisões autônomas.

Executivo de grupo: aconselhava as

divisões, mas não tinha autoridade de linha.

Equilíbrio

Centralização e

Autonomia

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Principais Nomes – Alfred Sloan

Propôs a reorganização da GM (1920-24).

Foi presidente da GM.

Equilíbrio

Centralização e

Autonomia Investimento em P&D para melhorar a

qualidade.

Carro que não precisava de garagem

(pintura).

Inovação

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Principais Nomes – Alfred Sloan

Propôs a reorganização da GM (1920-24).

Foi presidente da GM.

Equilíbrio

Centralização e

Autonomia

Diminuição da quantidade de modelos.

Divisão dos produtos por segmento.

Alto volume e baixo preço.

Alto preço e baixo volume.

Inovação

Segmentos de

Produtos

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Principais Nomes – Alfred Sloan

Propôs a reorganização da GM (1920-24).

Foi presidente da GM.

Equilíbrio

Centralização e

Autonomia

Presidente e altos executivos não cuidavam

das operações das divisões.

Recebiam relatórios e acompanhavam

resultados.

Inovação

Segmentos de

Produtos

Foco da Alta

Administração

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Estrutura Organizacional (segundo Mooney e Reiley)

Analogia entre mente e corpo para a administração e

organização.

Trabalho semelhante ao de Weber. Porém, eles não se

conheceram.

Coordenação

Princípio Escalar

Princípio Funcional

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Estrutura Organizacional (segundo Mooney e Reiley)

Analogia entre mente e corpo para a administração e

organização.

Trabalho semelhante ao de Weber. Porém, eles não se

conheceram.

Coordenação

Princípio Escalar

Princípio Funcional

Unidade de ação para objetivo comum

(maestro).

Coordenação vem da autoridade.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Estrutura Organizacional (segundo Mooney e Reiley)

Analogia entre mente e corpo para a administração e

organização.

Trabalho semelhante ao de Weber. Porém, eles não se

conheceram.

Coordenação

Princípio Escalar

Princípio Funcional

Hierarquia com graus de autoridade e

responsabilidade.

Líderes designados por delegação.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Estrutura Organizacional (segundo Mooney e Reiley)

Analogia entre mente e corpo para a administração e

organização.

Trabalho semelhante ao de Weber. Porém, eles não se

conheceram.

Coordenação

Princípio Escalar

Princípio Funcional

Pessoas desempenham diferentes tipos de

tarefas.

Diferenciação cria necessidade da

coordenação.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Estrutura Organizacional (segundo Gulick e Urwick)

Atividades similares deveriam ser agrupadas em uma única

chefia.

Evitar conflito e ineficiência.

Preservar coordenação e garantir flexibilidade.

Acompanhar crescimento e mudanças.

Oito princípios da organização.

Objetivo: único para todos.

Correspondência: autoridade e

responsabilidade iguais.

Responsabilidade: responsável

por trabalho dos subordinados.

Princípio escalar: cadeia de

comando.

Amplitude de Controle: um chefe

com cinco ou seis subordinados.

Especialização: uma pessoa,

uma função.

Coordenação.

Definição: tarefas claramente

especificadas.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Estrutura Organizacional (segundo Graicunas)

Estudo sobre amplitude de controle.

Por prestígio e poder, chefes queriam muitos subordinados.

Aumento de problemas.

Capacidade de coordenação comprometida.

Atrasos nas decisões.

Quanto mais alto nível hierárquico, menor devem ser

subordinados diretos.

Equação de Graicunas (relacionamentos): n(2n/2 + n – 1).

(n – número de subordinados)

Cinco subordinados → 100 relacionamentos.

Seis subordinados → 222 relacionamentos. (esforço cresce 20% e

relacionamentos 122%).

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Estrutura Organizacional – Século XXI

Estrutura organizacional é situacional.

Situação muda, estrutura deve mudar.

Downsizing (enxugamento).

Diminuir tamanho das organizações diminuindo níveis

hierárquicos.

Maior agilidade e menores custos.

Autogestão: maior qualificação profissional, maior

autonomia aos subordinados e menor necessidade de

coordenação.

w w

w .i n

a te

l. b

r

Weber Introdução à Administração Evolução da Escola Clássica

Cap. 5 – Evolução da Escola Clássica

Baseado no livro: Teoria Geral da Administração: Da Revolução Urbana à Revolução Digital – A. C. A.

Maximiano – Sexta Edição

Prof. Guilherme Augusto Barucke Marcondes

NB013 – Administração e

Empreendedorismo

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 19 páginas