Notas Aula Instala, Slides de Fundamentos do Design. Universidade Estadual de Maringá (UEM)
larissa_camargo
larissa_camargo20 de julho de 2015

Notas Aula Instala, Slides de Fundamentos do Design. Universidade Estadual de Maringá (UEM)

PDF (907 KB)
9 páginas
840Número de visitas
Descrição
Instala
20 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 9

Esta é apenas uma pré-visualização

3 shown on 9 pages

baixar o documento

Esta é apenas uma pré-visualização

3 shown on 9 pages

baixar o documento

Esta é apenas uma pré-visualização

3 shown on 9 pages

baixar o documento

Esta é apenas uma pré-visualização

3 shown on 9 pages

baixar o documento
Slide 1

02/04/2015

1

Tecnologia em Design de Interiores

Disciplina: Oficina de Tecnologias II

Instalações Prediais de água quente

Profª: Larissa Camargo

Necessidade nas instalações de determinados aparelhos e equipamentos ou uma conveniência para melhorar as condições de conforto e higiene em aparelhos sanitários de uso comum.

A temperatura com que a água deve ser fornecida

depende do uso a que se destina.

Quando uma mesma instalação deve fornecer água

em temperaturas diferentes nos diversos pontos

de consumo, faz-se o resfriamento com um

aparelho misturador de água fria ou o

aquecimento com um aquecedor individual no

local de utilização.

02/04/2015

2

 O abastecimento de água quente é feito em

encanamentos separados dos de água fria e

pode ser de três tipos.

Nesta modalidade se produz água quente para um único aparelho ou no máximo, para aparelhos do mesmo ambiente. São aparelhos localizados no próprio banheiro ou na área de serviço.

 Para este sistema não existe a necessidade de

uma rede de tubulações para água quente,

visto que os aparelhos estão geralmente nos

ambientes em que são utilizados.

 Os aquecedores são instantâneos (de

passagem).

02/04/2015

3

Neste sistema se produz água quente para todos os

aparelhos de uma unidade residencial (casa ou

apartamento). Esta modalidade se torna vantajosa em

prédios de apartamentos onde exista dificuldade de

rateio na conta de energia e manutenção, que será de

responsabilidade de cada condômino. O sistema

central privado utiliza basicamente os seguintes tipos

de fontes de energia: eletricidade, óleo combustível,

gás combustível, lenha e energia solar.

Os aparelhos de aquecimento para este sistema podem

ser instantâneos (ou de passagem), onde a água vai

sendo aquecida à medida que passa pelo aparelho

(sem reservação) ou de acumulação, onde a água é

reservada e aquecida para posterior uso.

 Para este sistema de aquecimento, deve haver uma

prumada de água fria exclusiva, com dispositivo que

evite o retorno da água do interior do aquecedor em

direção à coluna de água, tal como o sifão térmico.

Os aquecedores deverão ainda contar com dispositivo

para exaustão dos gases e os ambientes onde os

mesmos serão instalados devem obedecer às normas

quanto à adequação de ambientes.

02/04/2015

4

A distribuição de água quente para este se

sistema constitui basicamente de ramais que

conduzem a água do aparelho de aquecimento

até os pontos de utilização. Este

caminhamento deverá ser o mais curto

possível para se evitar perda de temperatura na

tubulação ao longo do trecho.

Neste sistema, se produz água quente para todos os

parelhos ou unidades da edificação. O aparelho de

aquecimento é, normalmente situado no térreo ou subsolo,

para facilitar a manutenção e o abastecimento de

combustível.

Estes aparelhos (comumente denominados de caldeiras)

podem apresentar dispositivos para a troca do energético

alimentador (sistema de backup); assim tem-se caldeira a

gás e eletricidade num mesmo aparelho, proporcionando a

alternância da fonte de energia.

 a) Energia solar.

 b) Combustão de sólidos (madeira, carvão,

etc), líquidos (óleo, querosene, álcool, etc) ou

gases (gás natural, GLP, etc);

 c) Eletricidade.

02/04/2015

5

O Sol envia uma quantidade fabulosa de energia à

Terra. Anualmente chegam 1018 kWh de energia

enviados pelo Sol. Isto equivale a 1013 toneladas de

carvão, que é a reserva total de carvão disponível. A

humanidade consome aproximadamente 1014 kWh por

ano, ou seja, 1/10000 da energia que o Sol envia. O Sol

envia por hora a energia que a humanidade consome

por ano.

 a) Não é poluidora.

 b) É auto-suficiente.

 c) É completamente silenciosa.

 d) É uma fonte alternativa de energia.

 e) Geralmente está disponível no local do consumo.

 f) Um bom aquecedor consegue elevar a temperatura da água acima de 80°C.

02/04/2015

6

 a) Encontra limitações do ponto de vista arquitetônico

e também de espaço nas coberturas das edificações.

 b) Apresenta disponibilidade descontínua (dia / noite,

inverno / verão).

 d) Apresenta variações casuais (céu nublado, chuva).

 e) Pode haver necessidade de um aquecedor auxiliar

que utilize energia convencional para suprir os

períodos ou momentos de carência.

 a) Coletores de energia (placas coletoras), que absorvem energia dos

raios solares aquecendo-se e transferindo o calor para a água contida

em um conjunto de tubos que constituem uma espécie de serpentina.

 b) Acumulador de energia (reservatório de água quente com

revestimento térmico, boiler, storage).

 c) Rede de distribuição (tubulações e acessórios).

 d) Bomba de circulação, quando a circulação por convecção for

suficiente para alcançar a temperatura desejada.

02/04/2015

7

 O aquecimento elétrico é feito por meio de resistências elétricas ligadas automaticamente pelo fluxo de água.

 Nas grandes cidades, é mais comum o uso do gás natural, ou GLP. O aquecedor a gás, normalmente, é instalado no banheiro, na cozinha ou na área de serviço.

02/04/2015

8

Em países de clima frio, o consumo de água

quente chega a ser igual a 1/3 do consumo

total de água dos aparelhos. As previsões

atingem, portanto, valores muito grandes. Para

hotéis e apartamentos, por exemplo, chegam a

ser previstos 150 L/pessoa dia.

02/04/2015

9

 Foi aprovada na Cidade de São Paulo, a Lei 14.459 de 03 de Julho de 2007, de obrigatoriedade de instalações de aquecedores solares em novas edificações com mais de três banheiros e, a previsão destas instalações em edificações com até três banheiros, com o objetivo de aproveitamento e redução do consumo de energia elétrica.

comentários (0)

Até o momento nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar!

Esta é apenas uma pré-visualização

3 shown on 9 pages

baixar o documento